Caso Neymar: Polícia de SP indicia Najila Trindade por extorsão, fraude processual e denúncia caluniosa

Najila e Neymar — Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo; Luisa Gonzalez/Reuters

A Polícia Civil de São Paulo indiciou Najila Trindade Mendes de Souza por fraude processual, denúncia caluniosa e extorsão no caso em que a modelo acusou o jogador Neymar de estupro durante encontro em Paris no dia 15 de maio. O ex-marido dela, Estivens Alves, foi denunciado por fraude processual e divulgação de conteúdo erótico.

O indiciamento vem após a conclusão de dois inquéritos que tramitavam pelo 11º DP (Santo Amaro) envolvendo Neymar. As peças são desdobramentos do caso investigado e encerrado junto à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, sob a presidência da Doutora Juliana Lopes Bussacos.

O pai de Neymar entrou com a ação de denúncia caluniosa e tentativa de extorsão de Najila. A modelo, por sua vez, denunciou o ex-marido por divulgação de conteúdo erótico.

Os inquéritos, que seguem sob segredo de Justiça, foram encaminhados ao Tribunal de Justiça para apreciação dos representantes do Ministério Público e do Poder Judiciário.

“Com base no conjunto probatório reunido durante as investigações, a delegada decidiu pelo indiciamento de N. e Estivens Alves seu ex-companheiro, pelo crime de fraude processual (art. 347, parágrafo único, CP). Decidiu, ainda, por indiciar Alves pelo artigo 218-C, por divulgar material com conteúdo erótico de N. para um repórter, em troca de publicações suas na internet”, diz a nota da Secretaria de Segurança Pública.

“Após o esclarecimento da materialidade delitiva, procedida à realização das respectivas perícias e oitivas, a autoridade também decidiu pelo indiciamento de N. nos crimes de denunciação caluniosa e extorsão”, diz a nota.

Defesa de Najila

O advogado de defesa de Najila, Cosme Araújo, disse que acha estranho os indiciamentos da sua cliente, considerando que recentemente foi feito pedido de acareação entre Najila e o seu ex-marido, Stevens.

Afirmou ainda que sequer a defesa teve resposta da delegada em relação à tal pedido de acareação e que a noite desta segunda-feira (9), ao acessar o inquérito na justiça, verificou que existia apenas uma manifestação do MP para que fosse juntado nos autos elementos que estavam em autos apartados.

Daí a defesa não teve acesso a informações dos autos apartados, razão porque não pode se manifestar sobre tais indiciamentos. Assim que tiver acesso a todo inquérito, a defesa se manifestará.

Caso arquivado

A investigação sobre o suposto estupro foi arquivada julho, depois de a polícia decidir por não indiciar Neymar. Os depoimentos e provas apresentados à Polícia Civil pela modelo Najila Trindade, que acusou o jogador Neymar de estupro e agressão, apresentaram “incongruências”, conforme escreveu a delegada que investigou o caso no relatório final do inquérito.

Após dois meses de investigação, a delegada Juliana Lopes Bussacos anunciou que o caso estava encerrado. “Eu concluí a investigação e deliberei por não indiciar o investigado por ausência de elementos suficientes para tanto”, afirmou.

No relatório final, a delegada concluiu que “diante dos elementos colhidos no curso da investigação policial, não vislumbro elementos para o indiciamento do investigado, uma vez que as versões são conflitantes, com incongruências nas declarações da vítima e, principalmente, nas provas apresentadas pela mesma”.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Essa é das que agenda o encontro, fatura o pedido, não entrega a mercadoria e ainda promove uma barulheira digna de uma sindicalista profissional. Vai ver que ela é filiada a algum partido de esquerda.

  2. Gilberto Marques de Oliveira disse:

    BG, nunca ví um comentário meu nesse blog.
    Queria chamar atenção de um absurdo que está sendo feito pelo DETRAN, só emite a carteira de idoso se o carro perncer ao mesmo. Ora, posso dirigir outros carros e por isso fico impossibiulitado de usufruir os direitos do idoso????
    O carro pode ser da familia e não estar em meu nome, posso estar com um carro locado que logicamente não vai estar no meu nome.

    • De saco cheio com o Brasil disse:

      Não é por acaso que seus comentários nunca estavam aparecendo, você faz comentários que não tem nada a ver com a reportagem!!! nesse caso o problema é só seu meu amigo, o mundo não gira em torno do seu humbigo.

    • Carlão disse:

      Né não, o cara não quer comentar no canto certo, só atrapalhando.

  3. LOL disse:

    já era o esperado… Torou-se!

  4. Almir Dionisio disse:

    armou e se deu mal – prostituta de luxo quis pegar um babaca com dinheiro.
    Tanta mulher bonita e gostosa no mundo, pegou uma golpista feia que qse ferrou um cara sem vivência alguma.
    Lição para os 2

Polícia investiga se Najila cometeu falsa comunicação de crime no caso Neymar

Najila e Neymar — Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo; Luisa Gonzalez/Reuters

A Polícia Civil de São Paulo investiga se a modelo Najila Trindade Mendes de Souza cometeu falsa comunicação de crime ou denunciação caluniosa contra o jogador Neymar.

Na segunda-feira (29), a delegada Juliana Lopes Bussacos, titular da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), concluiu o inquérito que investigava suposta agressão e estupro por parte do jogador sem indiciá-lo. Agora, o Ministério Público tem 15 dias para se manifestar.

O diretor do Departamento Polícia Judiciária (Decap), Albano de Paula Santos, disse nesta terça (30) que “todo mundo que movimenta o estado, a polícia, por uma inverdade pode ser punido, e existe esta investigação, sim”.

Procurado pelo G1, o advogado Cosme Araújo, que defende Najila, disse que aguarda ter acesso ao relatório do inquérito para se pronunciar.

A investigação contra Neymar foi concluída pela delegada Juliana antes mesmo de chegarem ao Brasil as imagens do hotel onde Najila e Neymar se encontraram, em Paris, em 14 de maio.

“Ao longo do conjunto probatório, estas imagens não são imprescindíveis para a conclusão do inquérito”, disse Juliana. “Não houve indícios suficientes para indiciar Neymar” disse a delegada. “Ao longo da investigação deliberei por ausência de elementos suficientes para tanto (para indiciar Neymar)”, disse.

“O delegado de polícia não se convenceu de que aquele crime ocorreu”, acrescentou o diretor do Decap.

Dois inquéritos

Agora, a Polícia Civil possui ainda dois inquéritos investigando o caso.

Um deles foi aberto voluntariamente pelos delegados após Najila noticiar que sumiu de sua casa um tablet que conteria o inteiro teor de um vídeo que mostraria Neymar lhe agredindo. Este inquérito investiga também “todos os outros equipamentos que foram subtraídos no curso do inquérito”, disse a delegada responsável pelo caso, Monique Ferreira Lima, do 11º Distrito Policial da capital.

Este inquérito, segundo o diretor do Decap, reunirá todos os elementos em relação à denúncia de estupro feita por Najila no inquérito que acaba de ser concluído.

Outro inquérito foi aberto por iniciativa de Neymar e do pai dele, que peticionaram à investigação afirmando que houve denunciação caluniosa e extorsão por parte de Najila. Nestes dois inquéritos em andamento será apurado se outros crimes foram cometidos ao longo do caso.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Que o episódio da "modelo" sirva para Neymar tirar algum proveito didático. Assimilada a lição, da próxima vez talvez ele recorra à experiência inconteste de um cafetão profissional.

  2. Bento disse:

    Não sou fã de Neymídia.
    Mas, claro que cometeu, quando viajou já tinha tudo desenhado.
    Simples assim.
    Qual mãe de família deixaria seu filho, por uma simples aventura.
    Fudhher em Paris.
    Não estou julgando, mas quem tem o que é seu dá a quem quer e dá forma que quer.
    Nininha inocente viajou para tão longe para encontrar o adolescente Neymidia.

Caso Neymar: em entrevista a revista, ex-marido de Najila confirma relato de agressão, mas nega estupro

Neymar e Najila Foto: REUTERS e Reprodução SBT

Estivens Alves, ex-marido de Najila Trindade, a mulher que acusa Neymar de agressão sexual, afirmou em entrevista à revista “Isto é” que a modelo não foi estuprada pelo jogador do PSG. Seu relato se baseia em conversas com a ex-mulher e no vídeo do segundo encontro entre ela e o craque da seleção, em Paris, ao qual Estivens teve acesso na íntegra. Ele confirmou, porém, os relatos de agressão.

O ex-marido de Najila conta que, após o primeiro contato entre os dois na capital francesa, a modelo relatara que Neymar havia sido “escroto” e “imbecil”. “Ela falou que ele tinha sido muito agressivo, mas não citou nada sobre relação sexual e estupro. Então, ela me disse que ia andar um pouco para esfriar a cabeça”, relata o Estivens.

“Estupro é uma palavra muito pesada. Estupro propriamente dito não houve. Essa é a conclusão do Estivens. Não houve estupro. No máximo houve um desentendimento entre ambos no meio da relação sexual. Ele assumiu que bebeu antes e pode ter ultrapassado o limite”, acrescenta.

O publicitário contou que teve acesso à íntegra do vídeo de 7 minutos do segundo encontro entre Najila e Neymar num hotel em Paris. Uma versão reduzida desse episódio, que vazou na internet nos dias seguintes ao escândalo, mostrava a modelo batendo no jogador. Ele narra o que diz ter visto nas imagens:

“Ela vai recebê-lo na porta [do quarto], beija e tudo. Vão para a cama. Ela dá um tapa nele. […] Ele recua um pouco e ela fala: ‘Você vai me bater. Não vai devolver?’. Ele se levanta e ela fala: ‘Você me bateu e me deixou aqui sozinha’. Nesse momento, ela se recolhe. Não dá para ver se está inclinada, não dá para saber se está caída ou abaixada. Mas dá para ouvir. Ele fala: ‘Linda, calma. Relaxa, relaxa’. Ele fica ao lado dela uns três minutos, tentando acalmá-la. Ele a levanta pelos braços, sem agressividade. Com as mãos nos bolsos ela começa a chorar. E pergunta: ‘Por que você fez isso comigo? Por que você me bateu e me deixou aqui?’. E chora. Ele pede calma repetidas vezes, sem responder às perguntas dela.”

E completa:

“Ele se mostra uma pessoa muito assustada com tudo que estava acontecendo, sem esperar por aquela reação dela. Até que ele consegue ter algum controle sobre a situação. Ele senta ela na cama e fala: ‘Eu não te falei que não conseguiria ficar com você. Lembra que eu te falei para trazer uma amiga? Era para você não se sentir sozinha. Eu tenho meus compromissos. Tenho que treinar, tenho meu médico, meus tratamentos e minhas campanhas’. Ela fala: ‘Me perdoa? Eu te machuquei? Eu não queria ter te machucado. Eu estraguei tudo’. Não tenho certeza, mas parece que ele pergunta o que poderia fazer por ela, que responde: ‘Quero ir embora, para minha casa’. Ele pega o celular, liga ou manda mensagem para alguém. Ela levanta, vai ao banheiro, onde estava o celular, e encerra o vídeo.”

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Dr. Veneno disse:

    Isso é coisa da mídia atrás de noticia e audiência.
    Não tenho procuração para defender Neymar, mas desde o começo q a coisa está toda dissimulada, com o intuito claro de se obter alguma vantagem com a situação.

  2. Lourdes Siqueira disse:

    Eu não consigo entender o que o ex t com isso. Vai já ser convidado pra fazer novela.
    Noticias requentadas…..

  3. Decio Nascimento disse:

    Estou com Neymar, sendo verdade ou nao.

Caso Neymar: ‘Querem passar que Najila é louca, mas não vão conseguir’, diz quarto advogado da modelo

Foto: Reprodução / SBT

O advogado baiano Cosme Araújo afirmou nesta quinta-feira que assumiu a defesa da modelo Najila Trindade, de 26 anos. Ele é o quarto defensor da jovem desde que a acusação de estupro contra Neymar veio à tona, em 1º de junho. Em entrevista ao GLOBO na manhã desta quinta-feira, Cosme disse que sua cliente não tem motivos para mentir e que não vai aceitar provocações de assessores do atacante da Seleção, que prestará depoimento na tarde desta quinta-feira em São Paulo .

— Ela (Najila) perdeu a confiança nos outros advogados. Houve muito vazamento. Parece que eles querem passar para o mundo que ela é uma bandida ou é louca. Mas não vão conseguir. Querer é uma coisa, conseguir é outra — disse Cosme. — Pensa bem: se estivesse mentindo, ela não teria por que insistir tanto na acusação.

Embora a polícia de São Paulo ainda não tenha recebido a procuração de Cosme e ele não tenha se encontrado com a modelo presencialmente, o advogado afirma que está conversando com Najila “três, quatro vezes por dia” e está se inteirando do caso. Ele disse que não conseguirá viajar a São Paulo nesta quinta-feira para acompanhar o depoimento do atacante à polícia.

Questionado sobre o fato de que a modelo não entregou para a polícia até hoje o vídeo de sete minutos que poderia comprovar as agressões de Neymar , Cosme respondeu que não comentaria o assunto porque isso faz parte do “sigilo profissional” entre advogado e cliente.

O primeiro representante da modelo foi José Edgard Bueno, acionado por ela logo após o retorno de Paris, onde se encontrou com Neymar. Bueno orientou sua cliente a buscar um acordo de reparação com o jogador, mas a estratégia não deu certo. Embora sustente que queria apenas que o atleta pagasse o tratamento psicológico e danos morais sofridos por Najila, Bueno foi acusado por Neymar pai de tentativa de extorsão. Ele reagiu dizendo que o pai do jogador fez uma armadilha .

Bueno saiu do caso em 1º de junho, depois que a modelo registrou a acusação de estupro na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo, contrariando sua orientação.

A defesa passou a ser feita, então, por Yasmin Abdalla. Menos de uma semana depois, no dia 6 de junho, Yasmin deixou o caso e o repassou para um amigo, Danilo Garcia de Andrade, que acompanhou Najila durante o depoimento à polícia na sexta-feira da semana passada.

Andrade abandonou a defesa na segunda-feira . Segundo ele, a modelo quebrou sua confiança ao não entregar para os investigadores o vídeo que teria feito de Neymar, como prometera no depoimento, e ao sugerir que o próprio advogado estaria por trás do sumiço do seu tablet. Andrade disse que não tem como defender “alguém que não entrega provas”.

Em entrevista ao SBT na segunda-feira, Najila voltou a dizer que não sabia onde estava o tablet e sugeriu que a polícia estava “comprada” para não ajudá-la. A declaração motivou o registro de um boletim de ocorrência contra a modelo pela própria polícia, que acusa a jovem de difamação .

Morador de Ilhéus (BA), Cosme disse que chegou a Najila por intermédio do pai da modelo, que é seu amigo, “um ex-policial militar, evangélico, uma pessoa muito querida”, que vive em Ibirataia, também no interior da Bahia. Nas últimas eleições, Cosme concorreu a uma vaga de deputado federal pelo PDT. Recebeu 17.044 votos, mas não foi eleito. Dois anos antes, ele havia ficado em quarto colocado na eleição para prefeito de sua cidade, com 9.127 votos.

Sobre a estratégia que deve atuar para defender a modelo, o advogado prometeu ser ético, sem levar desaforo para casa:

— Vamos respeitar o lado do acusado, vamos trabalhar com lisura. Mas não vamos aceitar provocação do outro lado. Toda ação tem uma reação.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lourdes disse:

    É LOUKAPORROULA

  2. joao disse:

    NAO SEI SE ELA E LOUCA-MAS E CERTO QUE NEYMAR É UM BABACA-COM UM CEREBRO TAMANHO DE UMA AZEITONA-

Caso Neymar: Justiça pede prisão de presidentes do Barcelona

neymarsentadoemiliomorenattiapA promotoria anticorrupção da Espanha pediu dois anos de prisão para o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, e sete anos para seu antecessor no cargo, Sandro Rosell, por crimes fiscais na contratação do brasileiro Neymar, informaram fontes judiciais.

A promotoria, que também pediu uma multa de 22,2 milhões de euros (R$ 77,5 milhões) para o clube, atribui um delito fiscal a Bartomeu, assim como dois delitos fiscais e um societário a Rosell e três delitos fiscais ao FC Barcelona.

O acerto com Neymar, em transferência costurada com o pai e empresário do jogador junto ao Santos em 2013, rende cada vez mais polêmica na Espanha. O Barcelona é acusado de ter cometido fraudes na contratação do atleta, o que já custou a queda de um presidente do cargo.

Terra, via AP

"Caso Neymar": ex-presidente do Barça pode ir para a cadeia

09rosellneymarafpPor interino

O ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, pode pegar quatro meses de prisão na Espanha devido a irregularidades na contratação de Neymar, em 2013. O clube catalão admitiu que houve problemas na transação e negocia o pagamento de multa à Justiça para encerrar o caso. As informações são da rádio espanhola Cadena SER.

O Barça estaria analisando como atender o pedido da justiça local, que inclui, além de indenização de 22 milhões de euros (R$ 72,3 milhões), a apresentação de uma figura central no caso, que ficaria detida por 120 dias. O Barça aceita o pagamento da multa, mas contesta a detenção, pois ressalta não ter agido com ma-fé no caso. Mas o Ministério Público espanhol alega ter elementos contundentes comprovando que Rosell simulou contratos com o pai do jogador para fugir do pagamento de impostos. A polêmica custou o cargo de Rosell no clube catalão.

A investigação nasceu de denúncias de que o ex-presidente se apropriou de parte do valor da transferência sem justificar ao fisco espanhol. Os valores chegariam a 9 milhões de euros, cerca de R$ 27 milhões).

O Barcelona, que no início da investigação havia dito que pagou 17 milhões de euros por Neymar, admitiu posteriormente o pagamento de 57 milhões de euros. A diferença seria um adiantamento ao pai de Neymar, que admitiu o recebimento, visto como ilegal pelo Santos, que entende que o valor teria de ser igualmente repartido entre os donos dos direitos econômicos do atleta na época (o Santos, a DIS e a família de Neymar). Posteriormente, o valor final do negócio foi de 86,2 milhões de euros (R$ 286 milhões). As contas não fecham.

Terra, com Lancenet

Em ano de Copa, Fifa quer ficar distante de escândalo do Barcelona envolvendo Neymar

 283205-600x600-1O presidente Joseph Blatter não quer, por enquanto, que a Fifa apareça de alguma maneira no escândalo que levou ontem à queda de Sandro Rossell da presidência do Barcelona.

Oficialmente, a entidade não pretende ainda se manifestar diretamente sobre o caso. No máximo, vai manter o discurso de ontem do secretário-geral Jérôme Valcke de que as transações milionárias precisam de mais transparência, por estarem sujeitas às irregularidades, mas sem entrar em detalhes no que a imprensa europeia já chama de “caso Neymar”.

Segundo a Folha apurou, Blatter orientou assessores a não comentar especificamente o episódio envolvendo o jogador brasileiro, pivô da renúncia de Rossell, enquanto as investigações da Justiça espanhola estiverem em andamento.

Em ano de Copa, a Fifa não quer ser atrelada ao escândalo envolvendo um dos times mais poderosos da Europa, ainda mais quando um dos personagens é Neymar, o “cartão de visitas” da seleção anfitriã e uma das principais estrelas do evento de junho.

Além disso, Sandro Rossel é aliado do francês Michel Platini, presidente da Uefa, adversário político do presidente da Fifa e cotado para ser candidato à presidência da entidade na eleição de 2015. A Uefa organiza a Liga dos Campeões, o torneio mais poderoso do futebol mundial, e incentivou a contratação de Neymar pelo Barcelona.

Politicamente, interessa a Blatter que a Uefa seja exposta e não a Fifa.

A postura discreta da Fifa no “caso Neymar” não significa, porém, que a entidade esteja ignorando a situação. Tudo vai depender também dos próximos passos da Justiça espanhola, do rumo das investigações, e se a entidade máxima do futebol tem ou não margem para adotar alguma medida relacionada ao episódio.

Não será surpresa se em breve a Fifa, pressionada a dar alguma resposta, anunciar medidas gerais para dar mais transparência às transações milionárias.

O ESCÂNDALO

Rosell anunciou sua saída ontem três anos e meio após ter sido eleito com o maior número de votos da história do clube. Ele é o principal alvo de uma ação na Justiça espanhola que investiga um suposto crime de apropriação indevida de verbas.

Segundo o jornal espanhol “El Mundo”, o Barcelona pagou 95 milhões de euros (R$ 300 milhões) por Neymar e não os 57 milhões (R$ 180 milhões) declarados inicialmente.

A Justiça acatou denúncia apresentada por um sócio do time sobre o caso. O vice Josep María Bartomeu assume interinamente o cargo até 2016, quando terminaria o mandato de Rosell.

Folha