Barcelona anuncia vitória sobre Santos em disputa jurídica por Neymar

Foto: © Leandro Amaral/Divulgação Santos FC/Direitos Reservados

O Barcelona divulgou nota nesta terça (7) informando que a Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) deu ganho de causa ao clube espanhol na disputa jurídica travada com o Santos pela contratação de Neymar. O Peixe ainda não se pronunciou sobre a decisão.

O Alvinegro Praiano exigia o pagamento de 61,29 milhões de euros (R$ 371,3 milhões), por entender que os pagamentos feitos pelo Barça à empresa que pertence a Neymar da Silva Santos, pai do atacante, que ajudaram a viabilizar a contratação, deveriam constar no valor total do negócio, fechado em maio de 2013. O clube paulista entrou com o processo em 2015, exatamente dois anos após a venda do jogador.

Pela transferência, o Santos recebeu 17,1 milhões de euros (R$ 56 milhões, na cotação da época), tendo que dividir o valor com os fundos DIS e Teisa, que detinham 45% dos direitos econômicos, ficando com os 55% restantes. Já à empresa de Neymar pai, os europeus pagaram 40 milhões de euros (R$ 128,6 milhões, também na cotação da época).

No comunicado, o Barcelona diz que, no entendimento do CAS, o contrato entre Santos e Neymar foi encerrado “por mútua concordância” e que o clube espanhol “não infringiu nenhum acordo de transferência quando pagou uma quantia adicional ao pai do jogador e à sociedade N&N”. Ainda segundo a nota, a Corte Arbitral do Esporte teria avaliado que o Barça “não se comportou de maneira fraudulenta quando firmou um pré-contrato com Neymar Jr, nem quando assinou o acordo de transferência com o Santos”.

Por fim, o posicionamento do time europeu diz que o Santos terá que pagar ao Barcelona os custos do processo: 20 mil francos suíços (R$ 114 mil).

Agência Brasil

Neymar perde na Justiça e pode ter de devolver R$ 40 milhões ao Barcelona; craque brasileiro ainda pode recorrer

Com boa relação com o elenco do Barcelona, Neymar segue em disputa judicial com o clube — Foto: Reprodução

A sexta-feira não começou muito bem para Neymar! A Justiça da Espanha deu ganho de causa para o Barcelona na ação que o atacante cobra mais de R$ 260 milhões do ex-clube referente ao prêmio da renovação de contrato em 2016. Pela decisão, o camisa 10 vai ter de devolver aproximadamente R$ 40 milhões aos espanhóis.

O time catalão alega que não deve nada ao jogador, já que ele se transferiu para o Paris Saint-Germain em 2017 quando o novo contrato estava vigente. Com isso, ele não cumpriu a acordo assinado, então não existe nada para ser pago.

De acordo com o jornal Mundo Deportivo, há um ano Neymar tentou um acerto com o Barcelona, mas os dirigentes não aceitaram porque acreditam que a causa será ganha na Justiça.

O atacante ainda pode recorrer da decisão. É esperar para ver qual será a decisão do staff do jogador, já que ele não esconde de ninguém que sonha em voltar a jogar ao lado dos amigos Messi e Suaréz.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Usain Bolt disse:

    Olha adiferença!!! o brasileiro está todo carimbado, parece um cheque , depois de várias devoluções kkkkk

  2. João Maria disse:

    Nesse Brasil velho de guerra tem de tudo e um pouco mais já ja vai aparecer nas redes sociais algum maluco propondo fazer uma vaquinha pra ajudar esse jogador cai cai a pagar essa multa, os amigos da corte não fizeram uma vaquinha pra ajudar o guru dos bolsonaros o doido do Olavo de Carvalho pagar a Caetano Veloso no valor de 2.800,000,00 mil reais, já já o vei da havan o Luciano havan o zé carioca resolve.

Barcelona e Real Madrid observam potiguar Gabriel Veron, do Palmeiras, e negociação entra em pauta

Foto: Eduardo Carmim/Photo Premium/Lancepress!

Diferente da última temporada sob o comando de Felipão e Mano Menezes, o Palmeiras mudou radicalmente o planejamento para os atletas das categorias de base com Luxemburgo. O clube, que antes tinha a fama de não dar oportunidades aos garotos, mostra uma estratégia diferente neste 2020 e muitos agradam ao treinador.

Um dos grandes nomes é Gabriel Veron, joia do Maior Campeão do Brasil. Atualmente com 17 anos, o atacante caiu nas graças do torcedor e é presença constante seja como titular, ou entrando no decorrer dos jogos. As boas atuações abrem os olhos de grandes times europeus, que já monitoram o palmeirense.

De acordo com o jornal “Mundo Deportivo”, da Espanha, nesta terça-feira (07), Real Madrid e Barcelona observam o jogador Alviverde. O veículo ainda completa que o acerto deve ser anunciado mais breve ou mais tarde: “Barça e Real Madrid , entre outros gigantes da Europa, seguem de perto ‘Rayo’, que está destinado a deslumbrar a Europa mais cedo ou mais tarde”, pontuou.

Os espanhóis ainda analisaram as principais qualidades do atleta e qualificando, principalmente, a facilidade no drible: “Gabriel Veron é um daqueles extremistas que enfrenta rivais com a audácia de alguém que sabe que ele certamente fará um drible de sucesso. Destro e ‘ driblador’ por natureza, seu bom controle da bola com os pés acrescenta uma velocidade diabólica que faz a diferença. Eles o apelidaram de ‘Relâmpago’, e isso tem muito a ver com a rapidez e a eletricidade de sua direção”.

Por fim, o jornal colocou Veron ao lado de destaques como Talles Magno, do Vasco, Yan Couto, do Coritiba, e Kaio Jorge, do Santos: “Gabriel Veron Fonseca de Souza (17 anos) é o mais recente talento emergente da inesgotável fábrica de jogadores de futebol do Brasil. Juntamente com outros talentos emergentes, como Talles Magno, Yan Couto e Kaio Jorge , ele não apenas conquistou o título de campeão, como também levou a Bola de Ouro do torneio”, finalizou.

Com Bola Vip, Torcedores.com e Mundo Deportivo

 

Coronavírus: Lionel Messi anuncia que elenco do Barcelona vai reduzir salários em 70%

Foto: REUTERS/Albert Gea

Em meio a especulações sobre redução de salários no futebol durante a pandemia do coronavírus, Lionel Messi deixou tudo as claras no Barcelona. Em um comunicado oficial, o craque disse que ele e o restante do elenco do clube catalão reduzirão seus salários em 70% enquanto continuar o estado de alarme na Espanha.

– Vamos fazer contribuições para permitir que os funcionários do clube recebam 100% dos seus pagamentos – salientou o camisa 10 argentino.

Confira abaixo o comunicado na íntegra de Lionel Messi. Segundo a imprensa catalã, o tom do discurso do capitão do Barcelona é uma resposta a insinuações nos bastidores feitas pelo presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, de que o elenco não estava aceitando diminuir seus salários durante a crise.

“Muito se escreveu e disse sobre o elenco principal do FC Barcelona no que se refere aos salários dos jogadores durante esse período de estado de alarme.

Antes de nada, queremos deixar claro que nossa vontade foi sempre de aplicar uma redução no salário que recebemos, porque entendemos perfeitamente que se trata de uma situação excepcional e somos os primeiro que SEMPRE temos ajudado o clube quando ele nos pede. Incluído muitas vezes que o fazemos por iniciativa própria, e em outros momentos que achamos importante.

Por isso, não deixamos de nos surpreender que dentro do clube houve quem tratou de nos colocar em segundo plano e tentar colocar pressão sobre algo que sempre tivermos total noção de que faríamos. Dito isso, o acordo demorou alguns dias porque simplesmente nós estávamos buscando uma fórmula para ajudar o clube e também seus funcionários nesses momentos tão difíceis.

De nossa parte, chegou o momento de anunciar que, além de reduzir em 70% nossos salários durante o estado de alarme, vamos fazer contribuições para permitir que os funcionários do clube recebam 100% dos seus pagamentos enquanto dure essa situação.

Se não falamos até agora foi porque o prioritário para a gente a era encontrar soluções que fossem reais para ajudar o clube, mas também para os mais prejudicados nessa situação.

Não queremos nos despedir sem enviar um afetuoso abraço e muita força a todos os torcedores que estão passando mal em momentos tão duros, assim como todos aqueles que esperam pacientemente em suas casas o final dessa crise. Vamos sair dessa em breve e sairemos juntos.”

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Leo Messi (@leomessi) em

A pandemia de coronavírus levou o esporte a uma paralisação em quase todo o mundo e o futebol espanhol está suspenso por tempo indeterminado. E essa paralisação vem atingindo a receita de clubes de todo o país.

Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Leonel disse:

    Nossos inclitos, deputados e senadores, vão entrar com projeto de lei pedindo a redução dos seus gordos salários e penduricalhos ?? Quando ???

  2. Magno Alves Rodrigues Guedes disse:

    Quero ver o setor público tomar essa iniciativa, por lá de muito dinheiro disponível.
    Tem o fundo partidário, fundo eleitoral, verba de gabinete (estão sem trabalhar, não precisa), são tantas vantagens e benefícios, que poderiam e deveriam ser destinadas a saúde, todos até o fim do isolamento.
    Além da redução salarial daqueles que recebem acima de R$ 20 mil, onde o excedente seria destinado a contra imediata de respiradores em cada estado. Seria um começo e tem muito mais que pode ser visto…

    • joão carlos disse:

      não adianta magno, isso nunca deu certo e não vai dar agora. O que vai acontecer é que os grandes (juizes, políticos e etc) vão recorrer ao STF e só quem vai pagar é o servidor que ganhar 3, 5 mil… ou seja, vai ser uma injustiça pois essas pessoas também pagam prestações e tem responsabilidades iguais as pessoas da iniciativa privada. Além disso, essas pessoas estão A DISPOSIÇÃO, se o serviço público chamar elas tem que voltar!

‘Situação insustentável com Leonardo’ aproxima Neymar do Barcelona: R$ 905 milhões

Foto: BENOIT TESSIER / REUTERS

A relação entre Neymar e Leonardo, diretor esportivo do PSG, tornou-se insustentável, segundo o diário espanhol ‘Mundo Deportivo”. Assim, o retorno do atacante ao Barcelona está a cada dia mais perto. O jogador não esconde seu desejo de voltar ao clube catalão desde o verão europeu passado. Basta que o Barça ou o próprio jogador desembolse 180 milhões de euros (cerca de R$ 900 milhões).

Na ocasião, Leonardo não quis negociar o atacante com o Barça e as rusgas começaram. Agora voltaram à tona com as críticas de Neymar ao PSG. O brasileiro acusou o clube de não deixá-lo jogar quando já estava bem fisicamente para pegar ritmo para a partida contra o Borussia Dortmund, pelas oitavas de final da Champions. O time francês perdeu o primeiro jogo por 2 a 1.

De acordo com a publicação, o clima de tensão provocará a insistência do atacante em sair do clube parisiense. Neymar já dá pistas de que forçará sua ida para o Barcelona na abertura do mercado no próximo verão europeu. A diferença desta vez é que o brasileiro tem um dispositivo da Fifa a seu favor.

Até ano passado, o jogador dependia da vontade do PSG para permitir a negociação com outro clube. Agora, de acordo com uma das cláusulas do regulamento de transferência dos jogadores da entidade, a sua vontade pode ser levada em consideração. Cumprido o chamado “Período Protegido”, definido pela Fifa como “um período de três temporadas completa ou de três anos – o que ocorrer primeiro – depois da entrada em vigor do contrato, caso o vínculo tenha sido assinado antes de o jogador completar 28 anos”, automaticamente a entidade reconhece o direito do atleta de abandonar o clube em troca de uma indenização.

Segundo os cálculos feitos pelo Barcelona, levando em consideração algumas variáveis que contemplam o valor da indenização, a liberdade de Neymar seria de 180 milhões de euros.

Além disso, como já estava apalavrado na negociação do ano passado, no caso do retorno do atacante ao Barcelona, ele receberia 24 milhões de euros na temporada (cerca de 110 milhões). Valor estipulado em seu quarto ano de contrato com os catalães que foi interrompido.

Extra – O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Claudio disse:

    É e sempre será um delinquente do futebol , tanto ele como o Pai são dois vigaristas do esporte , cheios de esquemas e falcatruas , lesando os clubes por onde passa. Jamais será um mito.

PRIORIDADE: Barcelona prepara ‘operação Neymar’, que envolverá nome da Seleção e até a Fifa por retorno

Capa do Mundo Deportivo garante que Neymar será prioridade do Barcelona para o ano que vem — Foto: Reprodução

O jornal espanhol Mundo Deportivo amanheceu nesta véspera de natal com uma capa dando um presente para os torcedores do Barcelona: “Neymar 2020”. A manchete estampa que o craque brasileiro tem interesse em voltar para o primeiro clube que atuou na Europa – e onde conquistou a Liga dos Campeões – e, caso esteja em forma, será prioridade para o Barça no ano que vem.

Para a transferência se concretizar em 2020, o jornal destaca três passos que o Barcelona teria que dar. O primeiro é conseguir fazer caixa com uma venda de Philippe Coutinho. Atualmente o brasileiro está emprestado para o Bayern de Munique já que não fez uma boa temporada pelo clube catalão em 2018/2019. Depois disso, terá que dar um jeito de pagar, pelo menos, os 180 milhões de euros (R$ 815 mi) que a Fifa deixará fixado pelo atleta. Por fim, terá que contar com a intenção de o PSG manter Mbappé e ceder o brasileiro.

Na última janela de transferências do verão europeu, no meio do ano, Neymar chegou perto de voltar para o Barcelona. No fim de novembro, a revista France Football publicou uma reportagem em que mostra uma mensagem de Messi para Neymar, pedindo para que o brasileiro voltasse ao clube. Em entrevista a uma rádio espanhola, o zagueiro Piqué disse que elenco do Barça sugeriu ajuste nos salários para que clube tentasse contratar o atacante.

Segundo o site “Ogol”, Neymar participou de 186 jogos com a camisa do Barcelona e marcou 105 gols. Pelo PSG, o brasileiro teve mais contusões – incluindo a lesão no quinto metatarso do pé que quase o tirou da Copa do Mundo – e esteve em campo em 70 vezes, marcando em 59 oportunidades.

Contratado pelo Paris Saint-Germain em 2017, Neymar realizou 70 jogos pelo time francês, tendo anotado 60 gols. Na França, contudo, o atacante vem tendo sua carreira atrapalhada por lesões.

Globo Esporte, Fox Sports,  Gazeta Esportiva

Neymar volta a processar Barcelona, pedindo R$ 16 milhões

GETTY IMAGES

Próximo à abertura da janela de transferência de fim de ano, Neymar voltou a processar o Barcelona, de acordo com o jornal espanhol Mundo Deportivo. O jogador exige o pagamento de 3,5 milhões de euros (R$ 16 milhões) pelo último mês que defendeu o clube catalão.

Afirma-se que o Barça não pagou parte do salário do brasileiro quando ele acertou sua transferência para o Paris Saint-Germain, em agosto de 2017. Os advogados de Neymar acusam o ex-clube do craque de atuar com “absoluta má-fé” e de retaliação, por ele ter sido vendido por 222 milhões de euros.

O pai do atleta falou com a rádio espanhola Cadena Ser e confirmou o processo. “É uma coisa que passou, mais cedo ou mais tarde haverá um acordo”, explicou. De acordo com ele, trata-se de uma ação relativa ao imbróglio que marcou a saída de Neymar do Barça.

Se o jogador ainda tiver vontade de regressar ao ex-clube, ele pode dar adeus às possibilidades disso acontecer após esse novo processo.

Metrópoles

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcelo disse:

    Essas e outras lambanças acabaram com brilho da carreira. GAME OVER!

Barcelona vai à França para reunião com PSG, e catalães veem chance de acordo por Neymar nas próximas horas

 (Foto: Anne-Christine Poujoulat / AFP)

Após o Real Madrid ganhar força como possível destino de Neymar, o Barcelona contra-atacou e agora parece estar bem posicionado na corrida pelo brasileiro. Diversos veículos da imprensa catalã afirmam que uma comitiva de diretores do Barça embarcou na manhã desta terça-feira para a França, onde terão uma reunião com o PSG para tratar sobre a contratação do astro.

Estariam na comitiva o diretor esportivo Javier Bordas, o secretário-técnico Eric Abidal e o empresário brasileiro André Cury, que costuma representar o clube catalão em negociações. O clima, desta forma, seria de otimismo para o retorno de Neymar ao Camp Nou. O jornal “Sport” chega a dizer que o clube blaugrana pode chegar a um acordo com os parisienses “nas próximas horas”.

A rádio “Cadena COPE”, inclusive, publicou em seu perfil no Twitter uma foto de Abidal em um avião, que teria saído de Barcelona às 5h35 (de Brasília). A rádio “RAC1”, primeira a informar sobre a viagem da delegação blaugrana, afirma que há duas possibilidades pelas quais os diretores negociarão. A primeira seria um empréstimo com obrigação de compra ao fim da temporada, e a outra seria uma troca envolvendo mais de um jogador, além de um valor de até € 100 milhões (R$ 446,5 milhões).

O “Sport” diz que o acordo pode sair nas próximas horas também por conta da postura do PSG. O clube francês estaria desejando resolver o futuro de Neymar o quanto antes, depois de a torcida se manifestar contra o jogador durante a partida contra o Nimes, no último domingo. O jornal afirma que o presidente do clube, Nasser Al Khelaifi, deu ordem ao diretor esportivo, Leonardo, de resolver tudo “o mais rápido possível”.

Enquanto isso, Neymar vivencia a novela longe das partes envolvidas. Fora da estreia do PSG no Campeonato Francês, o brasileiro treinou em separado na segunda-feira e logo depois embarcou para Portugal, onde se encontrou com a cantora Paula Fernandes, que fez um show na região do Algarve. De folga nesta terça, o brasileiro ainda não está 100% recuperado da lesão no tornozelo direito e não atua desde o amistoso entre Brasil e Catar, no começo de junho.

Globo Esporte

 

Barcelona oferece R$ 422 milhões e mais dois jogadores por Neymar, diz TV

Foto: Lance

A novela envolvendo o futuro de Neymar ganha novos capítulos a cada dia que passa. Desta vez, de acordo com a ‘Sky Sports’, o Barcelona fez sua primeira proposta oficial pelo craque, no valor de 100 milhões de euros (R$422 milhões) e ainda mais dois jogadores.

Os dois atletas em questão seriam de acordo com uma lista enviada pelo Barcelona, na qual o Paris Saint-Germain escolheria dois nomes entre seis, sendo eles Philippe Coutinho, Ousmane Dembele, Ivan Rakitic, Nelson Semedo, e Malcom, sendo o sexto nome ainda não informado.

Ainda segundo a emissora, no entanto, o PSG está irredutível e quer os mesmos 222 milhões de euros pagos (R$937 milhões) para contratar Neymar em 2017.

A situação de Neymar no Paris Saint-Germain parece estar bem desgastada. O jogador já teria comunicado o seu desejo de deixar o clube. O diretor de futebol Leonardo, e o treinador da equipe, Thomas Tuchel, também já admitiram que o brasileiro quer sair.

R7, via Lancenet

 

Número de mortos em atentado em Barcelona sobe para 15

Autoridades da Espanha divulgaram nesta segunda-feira que o número de mortos dos ataques terroristas em Barcelona e na cidade costeira de Cambrils subiu para 15.

Segundo o ministro do Interior catalão, Joaquim Forn, a nova vítima é homem que foi esfaqueado em um carro. O veículo havia sido roubado por um dos terroristas ao fugir do local.

A contagem anterior de mortos era de 14 pessoas, dentre estes, 13 mortos pro um van que avançou no bairro de Las Ramblas, e uma mulher morta em outro momento na cidade de Cambrils.

De acordo com as autoridades, todas as vítimas já foram identificadas, sendo oito homens, sete mulheres, e entre estes, dois menores de idade. Os ataques feriram 130 pessoas no total. Cerca de 50 seguem hospitalizadas, nove em estado grave. Fonte: Dow Jones Newswires.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ana disse:

    A média brasileira é uns 150 POR DIA. E os governantes tudo em berço esplêndido, dormindo.

  2. Gerson Lucena disse:

    Morre 15 em Barcelona e uma comoção mundial. Aqui no Rn morre 23 e tudo e normal. So no Brasil mesmo.

[Vídeos] Atentado em Barcelona deixa dois mortos; polícia considera ação como terrorismo

Um motorista avançou contra a multidão em uma avenida do centro de Barcelona, na Espanha, deixando pelo menos dois mortos, de acordo com o balanço provisório divulgado pelo Ministério do Interior. O atentado terrorista, já confirmado pelas autoridades espanholas, aconteceu por volta das 17h dessa quinta-feira (hora local). A área foi isolada pela polícia e o socorro às vítimas está em curso.

A polícia da Espanha fala de forma oficial que se trata de um atentado terrorista. Segundo a agência de notícias Reuters dois homens armados teriam deixado o veículo, uma van, e invadido um restaurante. Mas essa informação ainda não foi confirmada pelo Ministério do Interior.

Uma moradora de Barcelona contatada pelo Estado e que vive no bairro Gótico, onde as ramblas estão localizadas, informou que a polícia está à caça dos dois suspeitos que estariam foragidos. “Estão correndo atrás deles por todas as partes aqui. Há helicópteros e polícias”, diz a moradora.

O incidente aconteceu próximo à Praça da Catalunha, em uma das Ramblas, uma das avenidas com intenso fluxo de pedestres no centro da capital da Catalunha. Imagens registradas com telefone celular por amadores e postadas em redes sociais mostram vários corpos de pessoas feridas, inclusive crianças, caídas na área reservada aos pedestres. Essa região é uma das mais movimentadas da Europa nessa época do ano, no verão, quando a cidade recebe milhões de turistas.

O atentado de Barcelona repete a trágica estratégia dos ataques de Nice, Berlim, Londres e Estocolmo, cometidos por extremistas muçulmanos. Mas a região da Catalunha tem enfrentado nas últimas semanas um movimento extremista contra a presença de turistas na cidade, que recebe 11 milhões de visitantes por ano.

O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, informou via Twitter que está em contato direito com as autoridades locais e que a prioridade no momento é o atendimento aos feridos.

Veja vídeos

Atropelamento em Barcelona já tem pelo menos um morto e 20 feridos

A polícia na cidade de Barcelona disse que uma van branca invadiu a calçada no histórico distrito de Las Ramblas, deixando diversas pessoas feridas.

Em uma fotografia mostrada pela emissora pública RTVE, três pessoas estavam deitadas no chão de uma rua e aparentemente foram ajudadas pela polícia e por outras pessoas.

A polícia ordenou que lojas e estações de trem e metrô nas proximidades fossem fechadas. Policiais pediram que as pessoas fiquem longe da área para não entrarem no caminho dos serviços de emergência. Um helicóptero sobrevoava o local. Pelo menos uma pessoa morreu e 20 ficaram feridas.

No dia de seu aniversário, Daniel Alves aparece em possível lista de dispensas do Barcelona

esporte-futebol-selecao-brasil-jogador-daniel-alves-20120919-0006-size-598Daniel Alves é o segundo jogador estrangeiro que mais atuou com a camisa do Barcelona – atrás apenas do astro argentino Lionel Messi. Ele conquistou 16 títulos em seis anos como titular da lateral direita. Apesar do currículo invejável e de todos os serviços prestados ao clube, o brasileiro, que nesta terça-feira completa 31 anos de idade, deve deixar o Barcelona na próxima temporada. De acordo com o jornal catalão Sport, Daniel Alves faz parte de uma lista de dispensa que contaria com 13 nomes, além do técnico Tata Martino.

Na segunda-feira, dirigentes do Barcelona reuniram-se com o ex-jogador do clube Luis Enrique (atual treinador do Celta de Vigo) e iniciaram negociações para tê-lo como substituto de Tata após a Copa do Mundo. De acordo com o jornal, Luis Enrique já estaria participando do processo de renovação do clube, que deve fechar esta temporada sem grandes conquistas. Duas referências já têm despedidas confirmadas: o goleiro Victor Valdés irá trocar de ares e o capitão Carles Puyol irá se aposentar ao final da liga espanhola. Na lista de dispensa divulgada pelo Sport, aparecem sete jogadores que atuaram com grande frequência em 2014: Mascherano, Fàbregas, Pedro, Song, Alexis Sánchez e os brasileiros Daniel Alves e Adriano. Os menos aproveitados Tello, Cuenca Jonathan dos Santos, Afellay, Sergi Roberto e Oier também devem ser colocados no mercado.

Messi, Iniesta, Xavi, Jordi Alba, Busquets, Piqué e Neymar devem comandar esta nova fase do Barcelona, que já tem encaminhadas as contratações de duas jovens revelações: o goleiro alemão Ter Stegen e o meia croata Halilovic.

Veja

AH, SE NO BRASIL FOSSE ASSIM: Barcelona só poderá voltar a contratar jogadores no meio do ano que vem; entenda

20140401183402873AFPEmbora o slogan impresso no Camp Nou e no orgulho catalão diga que “o Barcelona é mais que um clube”, Messi e Neymar trabalham para uma instituição como todas as outras neste mercado do futebol em que dívidas, sonegações e operações nebulosas fazem parte da regra do jogo. Dois meses depois de o presidente Sandro Rossell renunciar ao cargo em meio às investigações sobre a contratação do ex-craque do Santos, ontem, o Barcelona foi punido pela Fifa por desrespeitar a regras da entidade que proíbem transferências internacionais de menores de 18 anos. Além da multa de R$ 1,15 milhão, o clube está impedido de fazer negócios nas duas próximas janelas de transferência. Assim, o Barcelona só poderá buscar reforços no meio do ano que vem.

O Comitê Disciplinar da Fifa apontou irregularidades na transferência de dez atletas menores de 18 anos entre 2009 e 2013. Embora a negociação de adolescentes seja proibida, há três condições especiais em que a transação pode ser consumada com a chancela da Fifa. Uma prática comum para burlar a regra é transferir os pais do jogador e questão como uma oferta de emprego e assim abrir as portas do clube para o seu filho tentar seguir a carreira que almejava no país de origem. Neste caso, o jogador tem que estar desvinculado ou obter a liberação do clube em que atuava antes da transferência.

Agora condenada pela Fifa, a prática já deu ótimos resultados esportivos e financeiros ao Barcelona. Na falta de condições financeiras dos clubes argentinos para custear um programa de crescimento para superar suas limitações físicas, aos 13 anos Messi encontrou na Catalunha todas as condições para se tornar um gigante do futebol mundial. Embora meninos de todas as partes do mundo sonhem em repetir essa trajetória, a realidade mostra que a maioria deles acaba ficando exposta a ação de empresários e ao abandono. A punição ao Barcelona revelou apenas a parte visível de uma prática global

Além do clube, a federação espanhola foi multada R$ 1,3 milhão e ainda ficou obrigada a regularizar seu regimento de transferência para menores. Embora seja especial pela sua excelência esportiva e por levantar a bandeira da identidade catalã, o Barcelona é um clube como todos os outros na hora de fazer negócios.

O Globo

Pai de Neymar admite recebimento de 40 milhões de euros do Barcelona

thumbPai e empresário do jogador Neymar, que se transferiu do Santos para o Barcelona em maio de 2013, Neymar da Silva Santos se posicionou, nesta terça-feira, sobre as denúncias de possíveis irregularidades na negociação. Ele negou qualquer tipo pré-contrato assinado antes do Mundial de Clubes de 2011, mas confirmou os valores divulgados pelo Barcelona, admitindo que recebeu 40 milhões de euros (cerca de R$ 132 milhões) em 2013 pela confirmação da preferência no negócio.

– Pedi ao Barcelona para quebrar a confidencialidade para que tudo seja transparente e limpo. Não devo nada – garantiu ele, cujo discurso teve duração de mais de uma hora e que, posteriormente, ainda falou ao vivo ao programa “Bate Bola”, da ESPN Brasil.

Em resumo, quando o Santos manteve o jogador em 2011, o clube catalão pagou 10 milhões de euros à empresa N & N Consultoria Esportiva como forma de garantia para ter a preferência no negócio em 2014, quando o contrato com o clube de Vila Belmiro acabaria.

Caso o jogador acertasse com outro clube, porém, o pai do atleta teria de pagar ao Barça o mesmo valor acrescido de mais 30 milhões de euros. Se o acerto se concretizasse antes do tempo – o que aconteceu – ou se o clube catalão desistisse da compra, o estafe do atleta receberia o valor integral.

– O Barcelona fez um empréstimo para mim de 10 milhões de euros. Não é aliciamento. Não é a pessoa do Neymar jogador, eu faço com uma empresa minha. O que fiz com esses 10 milhões? Fiz um seguro para que pudesse pagar esses 40 milhões, caso o Neymar se machucasse, se acontecesse alguma coisa. E se tivesse acontecido alguma coisa e mais ninguém quisesse o Neymar? – questionou.

Neymar pai diz que, ainda em 2011, teria sido incluída uma cláusula no contrato com o Santos que permitia que ele pudesse negociar com equipes do exterior para decidir sobre o futuro do atleta após 2014 – o Santos ainda não confirma. No ano passado, ao perceber que não ganharia nada em 2014, o Peixe autorizou a venda do atleta, recebendo por isso 17 milhões de euros (R$ 56 milhões) – valor que dividiu com o grupo DIS.

O caso, que tramita na Justiça espanhola, já forçou a renúncia de Sandro Rossel, presidente do Barcelona, e teve novos desdobramentos com a divulgação de todos os valores envolvidos na “operação Neymar”, revelados por Raul Sanllehí, diretor esportivo do clube.

Em seu depoimento, o pai de Neymar explicou o início da carreira do garoto e a recusa ao Chelsea até finalmente chegar à transferência ao Barcelona. Em 2013, o clube espanhol e o Santos entraram em acordo, e a família incentivou o jogador a aceitar e convenceu o clube brasileiro a liberá-lo antes da Copa das Confederações, pois temia vê-lo como “vilão” da eliminação.

O pronunciamento foi realizado na sede da NR Sports, empresa criada para gerenciar a carreira do jogador e de outras personalidades. Dentro da sede da empresa, em uma área nobre de Santos, estão sediadas outras quatro subdivisões: N & N Administração de Bens, voltada ao mercado imobiliário, N & N Consultoria Esportiva, para gerenciar a carreira de Neymar, N Store, que fabrica linhas de produtos do jogador, e a diretoria do projeto social Instituto Neymar Júnior. Poucos veículos de imprensa puderam entrar no escritório por determinação da assessoria, que barrou três profissionais. O LANCE!Net não foi convidado.

Na época da transferência, o Barcelona divulgou ter desembolsado 57 milhões de euros (R$ 180 milhões) por Neymar. Quase um ano depois, no entanto, o jornal El Mundo teve acesso aos documentos na Justiça e observou que o valor real era de 95 milhões de euros (R$ 300 milhões), fazendo com que 38 milhões de euros não fossem declarados – segundo a promotoria espanhola, esse valor pode ter sido pago em “comissões secretas” à família do jogador. O pai do atleta diz que os valores se tratam de salários, pagamento de agente e outros serviços.

– Não devo nada às Receitas do Brasil e da Espanha, nada. Espero que acreditem nesse pronunciamento, porque queremos paz. Esses 40 milhões foram recebidos porque ele saiu antes. Eu tinha propostas maiores. Estou fazendo isso para dar paz ao meu filho, não quero que isso gere confusão – finalizou Neymar da Silva Santos.

O Santos deve emitir pronunciamento nos próximos dias, pois declarou estar aguardando apenas que Neymar pai desse sua versão sobre o caso. O Grupo Sonda, que detinha 40% dos direitos do atacante, estuda acionar a Justiça para receber uma nova parcela da venda. Já Neymar ainda não se manifestou e, de acordo com seu pai, está concentrado em se recuperar da lesão no tornozelo direito, voltar ao Barcelona e focar na Copa do Mundo.

Lancenet