Centauro compra Nike no Brasil e será distribuidora exclusiva no País

Foto: Centauro/Divulgação

O Grupo SBF, dono da marca Centauro, anunciou a compra das operações da Nike no Brasil, em um negócio de R$ 900 milhões. Com o acordo, que exclui alguns ativos, como direitos sobre propriedade intelectual, por exemplo, a dona da Centauro se tornará a distribuidora exclusiva de produtos Nike no País, incluindo vestuário, calçados, acessórios e equipamentos.

O grupo se tornará também o varejista exclusivo de lojas físicas de produtos Nike, podendo abrir e operar lojas da marca american no território brasileiro pelo período inicial de cinco anos. E ainda será o operador direto exclusivo do canal de vendas eletrônico por um período inicial de 10 anos.

A Nike do Brasil teve receita operacional líquida de aproximadamente R$ 2 bilhões no exercício encerrado em 31 de maio de 2019. A SBF Comércio financiará parte do valor a ser desembolsado na transação e contratou o Banco Santander Brasil, o Banco Itaú BBA e o Banco Bradesco BBI para auxiliá-la na estruturação e implementação do financiamento.

Segundo a SBF, a transação está sujeita à autorização por parte do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

As ações ON de Centauro tinham alta de 6,11% após o anúncio do negócio com a Nike do Brasil. No mesmo horário, o Ibovespa subia 0,78%, chegando aos 116.931 pontos.

Estadão

ERA SÓ O QUE FALTAVA: CBF notificou Penalty, Umbro, Adidas e Olympikus devido ao lançamento de camisas amarelas em clubes

Se você ligar a televisão para assistir a uma partida de futebol e se deparar com atletas vestidos de amarelo, não confunda: não é, necessariamente, a seleção quem está em campo. Mais da metade dos clubes da primeira divisão do futebol brasileiro possui uniformes desta cor.

Agora são 11 dos 20 times graças à Penalty, que acaba de apresentar camisa dupla face –amarela apenas do lado avesso – para Figueirense e São Paulo. Os patrocinados pela marca que estão na segunda divisão – Vasco, Santa Cruz e Ceará – também receberam o produto.

A Nike já tinha lançado roupas para Bahia, Corinthians, Coritiba, Internacional e Santos; a Umbro, para Atlético-PR (o modelo é azul, mas se encaixa no mesmo contexto) e Chapecoense; a Adidas, para o Palmeiras; e a Olympikus, para o Cruzeiro.

A CBF notificou extraoficialmente as concorrentes da marca americana, fornecedora de materiais esportivos da seleção, por se associarem indiretamente à equipe nacional. A entidade quer proteger os interesses dos patrocinadores dela e conseguiu resultados.

A Umbro, embora diga não ter recebido nenhuma notificação, por precaução, suspendeu as vendas das camisas amarelas. Já a Adidas, que também nega ter sido cobrada pela CBF, diz ter mantido as vendas normalmente. O primeiro lote de camisas amarelas do Palmeiras esgotou, ainda no ano passado, foi reposto neste ano e voltou a acabar. Hoje, não há como comprá-las.

Penalty e Olympikus não responderam à reportagem se as vendas dessas camisas amarelas prosseguem mesmo com a reprovação da CBF. E a Nike, claro, vende uniformes dos clubes dela sem nenhuma dor de cabeça.

Atlético-MG (Puma), Botafogo (Puma), Criciúma (Kanxa), Flamengo (Adidas), Fluminense (Adidas), Goiás (Puma), Grêmio (Topper), Sport Recife (Adidas) e Vitória (Puma) não possuem uniformes de jogo em alusão à seleção.

Fonte: Máquina do Esporte

Neymar serve de modelo e Seleção Brasileira ganha nova camisa

A Nike apresentou nesta quinta-feira, em um evento na Praia de Copacabana, a nova camisa da Seleção Brasileira. O uniforme será usado pelo time de Luiz Felipe Scolari em 2013, ano da Copa das Confederações. Neymar foi o modelo para apresentar a camisa, similar àquela divulgada por sites na internet.

img_1479

A apresentação ainda contou com a presença do presidente da CBF, José Maria Marin, além do próprio treinador do Brasil e do coordenador técnico, Carlos Alberto Parreira. Os mestres de cerimônia foram MV Bill e Nega Giza.

– É um momento especial para a Nike. Desde a África do Sul a Nike lança um uniforme a cada ano. Hoje, vamos assistir mais uma etapa dessa inovação e criatividade. Esperamos que a amarelinha seja fonte de inspiração para jogadores e torcedores – Henry Rabelo vice-presidente de marketing da Nike.

canarinhoA camisa tem uma gola polo em verde, 23% mais leve. Detalhes, como o canarinho na parte interna da gola, também chamam atenção. A camisa foi feita tendo garrafas pet como matéria prima. São 13 garrafas por camisa.

 

A estreia da camisa será na próxima quarta-feira, no amistoso contra a Inglaterra, em Londres. A roupa nova da Seleção vai fazer parte das comemorações dos 150 anos da Federação Inglesa de Futebol.

Além da camisa, cujo modelo precisou ser aprovado pela CBF, o novo técnico da Seleção sub-20, Alexandre Gallo, também foi apresentado por Marin.

A apresentação foi o pontapé inicial para a série de eventos no mesmo local, batizado pela fornecedora de material esportivo como Batalha das Quadras.

Lancepress

Foto: Felippe Costa