Escritora é condenada a indenizar padre Marcelo Rossi após acusação de plágio

Padre Marcelo Rossi e Izaura Garcia, presa por acusá-lo falsamente de plágio no livro “Ágape”. Foto: Reprodução

A escritora Izaura Garcia de Carvalho Mendes foi condenada a indenizar o padre Marcelo Rossi, colunista do EXTRA, e a Editora Globo em R$ 50 mil cada um. Izaura acusava o religioso de plágio no livro “Ágape” e chegou a entrar na Justiça pedindo uma indenização de mais de R$ 50 milhões. Mas o documento que a escritora apresentou para embasar a ação era falso. Izaura foi presa em maio por estelionato. A decisão foi divulgada nesta segunda-feira pela coluna do jornalista Ancelmo Gois, no GLOBO.

Na decisão que condenou Izaura, o juiz Alexandre de Carvalho Mesquita, da 1ª Vara Empresarial do Rio, revogou a liminar que suspendeu a publicação, distribuição e venda de “Ágape”. O magistrado condenou a escritora a pagar um valor ainda a ser calculado, correspondente ao montante que a Editora Globo deixou de lucrar pela suspensão da venda do livro. Izaura também foi condenada a devolver R$ 154.614,04, valor correspondente à soma dos valores recebidos pela escritora, no acordo extrajudicial firmado com a editora em 2013, para utilização do texto “Perguntas e Respostas – Felicidade! Qual é?” no livro “Ágape” e também para a publicação do livro “Diabetes.com.saude”, escrito por ela.

“Ocorre que o negócio foi celebrado com base em erro, pois a autora não conseguiu provar ser a titular do direito autoral. Nos termos do art. 171 do CC são anuláveis os negócios jurídicos resultantes de erro ou dolo”, escreveu o magistrado. “Em relação ao dano moral, também resta incontroverso que a presente lide causou danos à imagem dos réus, que sofreram com a exposição negativa do caso, além dos transtornos e aborrecimentos inerentes à uma causa que se atribui um valor indenizatório da ordem de R$ 50.000.000,00 (cinquenta milhões de reais)”.

Extra – O Globo

Mulher que acusou Padre Marcelo Rossi de plágio é presa após polícia comprovar golpe

Padre Marcelo Rossi e Izaura Garcia, presa por acusá-lo falsamente de plágio no livro “Ágape” Foto: Reprodução

Na última quinta-feira, Izaura Garcia de Carvalho Mendes, de 65 anos, foi à delegacia com duas advogadas e um suposto registro de sua obra na Biblioteca Nacional. Ela acusava o padre Marcelo Rossi de plágio e dizia que ele teria reproduzido um poema seu sem os devidos créditos no livro “Ágape”. O documento, porém, era falso, e, no lugar de indenização pretendida, as três tiveram a prisão decretada por esta e outras três infrações: formação de quadrilha, denunciação caluniosa e estelionato. As informações são do “Fantástico”.

“O livro que ela afirma ter sido plagiado pelo padre não existe. É uma fraude”, resume o delegado Maurício Demétrio, titular da Delegacia de Combate à Pirataria no Rio.

Foi com esse falso registro na Biblioteca Nacional que Izaura convenceu a editora de que era a autora do trecho e conseguiu o acordo de R$ 25 mil. Na Biblioteca, porém, não há nenhuma certidão do texto. As três respondem ao processo em liberdade.

“Eu fui à Biblioteca Nacional, estou com o laudo da BN. Ela não reconhece isso, ela não reconhece esse cabeçalho, essa formatação, e muito menos esse manuscrito. O que a senhora tem a dizer sobre isso?”, pergunta o delegado.

“Eu não tenho nada a dizer, porque foi o que me entregaram lá na época”, defende-se Izaura.
O coordenador do Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional, órgão que teria emitido o registro, confirmou ao “Fantástico” que a cópia apresentada por Izaura é uma “falsificação grosseira” e que “foge muito ao padrão adotado” pela instituição. O delegado acrescentou que o registro de Izaura teria sido impresso em computador quando, à época, a Biblioteca emitia os documentos por meio de máquina de escrever.

Izaura responde a pelo menos cinco acusações de estelionato e teria registrado outras obras na Biblioteca. De acordo com a polícia, ela utilizava as mesmas informações de um dos registros para tentar falsificar outro, mudando o cabeçalho com corretivo.

No livro, o padre atribui o poema à Madre Teresa. O site oficial do Centro Madre Teresa de Calcutá, no entanto, afirma que este é um dos mais famosos textos falsamente atribuídos à religiosa. A suspeita dos investigadores é que Izaura registre textos como esse, de autoria desconhecida, para exigir direitos autorais. Em sua casa, o delegado encontrou até manuscritos falsificados.

Lançado em 2010, o livro é um fenômeno editorial e atingiu a marca de dez milhões de exemplares vendidos no mês passado. Depois disso, porém, o número de vendas estagnou. Isso porque Izaura conseguiu uma liminar que retirou a obra de circulação, após ter dado entrada, em 2018, a uma ação na justiça e uma queixa-crime contra o padre e a editora. Antes disso, ela já havia conseguido R$ 25 mil em um acordo extrajudicial. Após a liminar, porém, ela passou a exigir cerca de R$ 52 milhões de indenização.

O padre Marcelo Rossi disse ao “Fantástico” que não comentaria o caso, mas que já perdoou Izaura.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. joao disse:

    Perdoe, assim ela poderá continuar cometendo seus crimes e enganando outras pessoas….

  2. Beto Araújo disse:

    O padre não tem o poder de prevêr, daí uma desgraça dessas se aproxima só prá rapinar.

Folha repercute matéria do BlogdoBG sobre plágio em plano de Fátima, que substitui programa de governo

Trecho da seção Painel, da Folha de S.Paulo desta terça.

A revelação feita pelo BlogdoBG nessa segunda-feira de que a senadora Fátima Bezerra plagiou o programa de governo de Wellington Dias (PI-PT) terminou em uma das mais importantes colunas do pais, o Painel, da Folha de S.Paulo

As três notas da seção editada por Daniela Lima destaca entre outras coisas: “Blogueiros do estado foram analisar o programa registrado por Fátima na Justiça e encontraram trechos inteiros copiados do plano apresentado pelo governador Wellington Dias (PT-PI) em 2014”.

O material foi revelado em primeira mão pelo BlogdoBG e repercutido no resto do Estado.

A repercussão levou a senadora a trocar o programa de governo. No início dessa terça-feira, sua assessoria divulgou novo conteúdo em que as menções ao Piauí foram corrigidas.

Ao mesmo tempo, a seção que havia sido inteiramente transcrita do programa de Wellington Dias sobre saneamento foi retirada.

A assessoria destaca que “foram promovidos ainda seminários regionais com a presença de mais de 2.000 pessoas em todo o RN e aberto o site www.rnqueopovoquer.org, por meio do qual foram recebidas mais de 900 sugestões”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Raimundo disse:

    Também vi no pingos nos is da jovem pan

  2. Matador disse:

    Ok, que vcs não gostam de Fátima acho q isso já foi entendido, porém não vi nenhum aqui dizer qual seria a melhor opção para o Estado…, Que tal deixar Robinson para ele acabar de vez com o RN? Pensando bem… vamos colocar Boneco de Olinda, que esta a frente do Municipio… e não fez nada por Natal a não ser mantar muito mal as coisas… Ahhh podemos colocar Dário Barbosa o que será que ele faria???? Os outros eu não vou nem citar.. pq não tem vida pública nenhuma…. Vejam que não temos opções… o Estado esta entre a cruz e a espada.

  3. Carmen maria leiros de Oliveira disse:

    ACHO bom mudar, chega de Fátima Garibaldi Alves e muito outros que já mostraram que NÃO vão fazer nada por nos do RN

  4. Belchior disse:

    Fátima não tem condição de governar o RN. O melhor candidato é o professor Carlos Alberto 50 do PSOL

  5. Ceará-Mundão disse:

    Despreparo, incompetência, inaptidão para o trabalho (perdoem o eufemismo), aparelhamento da máquina pública, fuga de empresas (as que ainda não foram) para outros estados, é isso o que aguarda o RN caso a senadora do "gópi" venha a ganhar essa eleição. Que Deus se apiede do RN e que o povo potiguar crie juízo. Um estado que já enfrenta situação tão difícil não pode cometer esse erro.

    • Maria Eduarda disse:

      Chore não bebe"kkkk. Ainda tem tempo.kkkkk

    • Ceará-Mundão disse:

      O nível da candidata parece mesmo bastante compatível com o dos seus eleitores. Eles se merecem.

  6. mario disse:

    É Fátima e Haddad. Os golpistas estão colhendo a lei do retorno.

  7. carlos cunha disse:

    O PT está se reinventando e a senadora que nunca dirigiu uma pipoqueira pediu ajuda aos universitários. Coisa simples e gesto de humildade. O plágio será café pequeno diante de uma possível gestão petista por aqui. Se os norte riograndenses tiverem juízo, depois do desastre RoRo*, deixam nossa parlamentar em Brasília e evitam uma catástrofe maior.
    PS. RoRo foram os dois últimos governos do RN.

  8. Rômulo disse:

    Um detalhe bobo que não me fará deixar de votar na Fátima e no PT.

    • Ems disse:

      Claro !!! Ela estava ocupada demais para desenvolver um plano de governo para o nosso estado. Nem assumiu já está assim kkkkkkk

  9. flavio disse:

    É muita mediocridade e despreparo, não possui nem a capacidade de copiar direito.

  10. Luiz disse:

    Essa Senhora do é GÓPI, vai acabar com o que sobrou do RN, e olhe que não é muita coisa. Estamos FDS.

  11. Tragédia disse:

    Isso é o PT, uma farsa em todos os sentidos
    Fátima Bezerra é uma PIADA de muito mal gosto e o RN não merece ser relegado ao bolivarianismo do PT.
    Quantas vezes Fátima Bezerra retirou emendas que pediam recursos para o RN? Façam uma pesquisa, muitas delas foi publicada nos jornais. Imagine as que não foram publicadas.
    Fátima sempre foi esteira e sombra para as ordens do ex presidente, José Dirceu e demais chefes condenados do PT, o RN merece isso?
    Fátima governadora seremos a Venezuela dos estados brasileiros

  12. paulor disse:

    Esse estado não tem sorte com politicos..acredito que o povo é que não sabe votar…varias empresas estão saindo desse estado indo gerar emprego e imposto em outros ..graças a nossos representantes que só pensam neles… quando vejo um carro adesivado de um politico imagino logo.. é de eleitor que num minimo tem um cargo comissionado do candidato.

  13. Ems disse:

    Essa senhora, vencendo, vai jogar a última pá de cal no RN e terminar de enterrar o nosso estado.

"Babou": Anitta é processada por plágio

4136Anitta está sendo processada por plágio em Show das Poderosas, um dos principais sucessos da cantora. A artista e sua gravadora, Warner, receberam uma notificação extrajudicial de Jane Lopes de Andrade, mãe da MC Bruninha, alegando que a primeira parte da música é idêntica à faixa Corpo de Mola, de sua autoria e interpretada pela filha. A informação é do jornal Extra. MC Bruninha é conhecida por músicas como Vou Sair, Vou Curtir e Ninguém Segura.

O advogado de Jane, Sydney Sanches, esclareceu que a letra não é igual, mas o arranjo é o mesmo. Diante disso, ele afirmou que tomará medidas judiciais para suspender o uso e a comercialização da música por parte da Anitta.

Rádio Transamérica