Senado conclui primeiro turno da votação da reforma da Previdência

Foto: Reprodução

O Senado concluiu nesta quarta-feira (2) o primeiro turno da votação da reforma da Previdência. Os senadores rejeitaram os três destaques (sugestões de mudança) que estavam em análise (veja detalhes mais abaixo).

O texto-base já havia sido aprovado na noite da terça-feira (1º). Por se tratar de uma proposta de emenda à Constituição (PEC), o texto ainda precisa passar por mais uma votação em plenário, o segundo turno. Para a reforma ser aprovada, deve contar com a aprovação de pelo menos 49 dos 81 senadores.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), marcou a primeira sessão de discussão do segundo turno para esta quinta-feira (3). Devem ser feitas três sessões de discussões antes da votação.

Os destaques eram uma preocupação para o governo, uma vez que poderiam prejudicar a economia prevista para a União com a reforma – atualmente de R$ 800 bilhões em dez anos.

Segundo uma estimativa da equipe econômica repassada pelo líder do PSL, senador Major Olímpio (PSL-SP), os destaques rejeitados nesta quarta-feira poderiam reduzir a economia em R$ 201,3 bilhões em dez anos.

Outros três destaques foram retirados pelos partidos que os apresentaram e, portanto, nem chegaram a ser votados pelos senadores. Essas modificações teriam impacto de mais R$ 274,7 bilhões.

Para o relator da Previdência no Senado, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), o resultado da votação não foi “ótimo”, mas foi “muito bom”.

“Alcançamos um resultado muito bom. não é um resultado ótimo, mas como diz o ditado, o ótimo é inimigo do bom”, afirmou Tasso.

Perda de R$ 76,4 bilhões

Na madrugada desta quarta-feira, após a votação em primeiro turno do texto-base da proposta, os senadores aprovaram uma alteração sobre abono salarial que reduziu em R$ 76,4 bilhões a previsão de economia em dez anos com a reforma.

Atualmente, o abono é pago uma vez ao ano para quem recebe até dois salários mínimos (R$ 1.996,00). O texto aprovado pela Câmara previa que o pagamento do abono salarial ficaria restrito aos trabalhadores de baixa renda, que ganham até R$ 1.364,43, porém essa limitação foi derrubada com o destaque.

Fica valendo, então, a lei vigente. Atualmente, o abono é pago uma vez ao ano para quem recebe até dois salários mínimos (R$ 1.996,00).

Com a derrota para o governo, o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), pediu a suspensão da sessão para que fosse retomada de forma extraordinária na manhã desta quarta – a sessão, porém, só começou no início da tarde.

Veja os destaques rejeitados pelos senadores

Idade mínima para mulheres: Um destaque apresentado pelo PDT visava manter a idade mínima para aposentadoria das mulheres em 60 anos. De acordo com a PEC, a idade mínima para mulheres começa em 60 anos, mas, a partir de 2020, é acrescida de seis meses a cada ano, até chegar a 62 anos em 2023. A estimativa do governo é que a perda com esse destaque seria de R$ 36,9 bilhões em dez anos. Os senadores rejeitaram o destaque por 54 votos a 18.

Pensão por morte: o PT apresentou destaque para votar em separado o artigo que trata sobre a pensão por morte. A proposta do partido é manter o benefício de forma integral, como é hoje. Pelo texto-base da PEC, o benefício de 50% do valor da aposentadoria recebida pelo segurado ou servidor, mais 10% por dependente, até o limite de 100% para cinco ou mais dependentes. O destaque traria um impacto de R$ 106,8 bilhões, de acordo com o governo.

Aposentadoria especial: Inicialmente apresentado pelo PROS, mas assumido pela Rede, o destaque é para votação em separado trecho que estabelece as idades mínimas para aposentadoria especial em casos de atividades com efetiva exposição a agentes nocivos à saúde. O impacto poderia chegar a R$ 57,6 bilhões, segundo o governo.

Destaques retirados pelos partidos

Cálculo de benefícios previdenciários: a Rede havia apresentado destaque para votar separadamente o cálculo dos benefícios previdenciários pela média dos salários de contribuição – descartando os 20% menores salários de contribuição, como é hoje. O texto-base estabelece que o valor do benefício será uma média de todas as contribuições dos trabalhadores. O impacto seria de R$ 193 bilhões. Contudo, com a retirada do destaque feito pelo PROS, a Rede decidiu se apropriar do seu conteúdo e abrir mão de sua sugestão sobre cálculo de benefícios previdenciários.

Anistiados políticos: o MDB havia sugerido uma emenda para trazer de volta o trecho apresentado pelo governo sobre contribuição previdenciária de anistiados políticos, além de proibir o acúmulo de benefícios para essa categoria. Se aprovada, essa medida renderia R$ 1 bilhão a mais de economia.

Pedágio: o Podemos havia apresentado destaque para retirar o pedágio de 100% sobre o tempo que falta na transição de aposentadoria com idade mínima de 57 anos, para mulheres, e 60 anos, para homens. Na PEC, trabalhadores do setor privado e do setor público terão que cumprir essa idade mínima, além de um “pedágio” equivalente ao mesmo número de anos que faltar para cumprir o tempo mínimo de contribuição (30 anos se mulher e 35 anos se homem) na data em que a PEC entrar em vigor. O impacto seria, segundo o governo, de R$ 81,7 bilhões.

G1

 

“Derretimento de Ciro Gomes” em pesquisa e tão falado “voto útil” podem eleger Bolsonaro no 1º turno

O derretimento de Ciro Gomes na pesquisa FSB/BTG mostra que o presidente pode ser eleito no primeiro turno.

Só sobraram Jair Bolsonaro e Fernando Haddad, com mais de 60% dos votos válidos.

PESQUISA BTG/FSB: Bolsonaro 33% x Haddad 23%

Agora depende dos 16% de eleitores de Geraldo Alckmin, João Amoêdo, Henrique Meirelles e Alvaro Dias,  no cenário tão falado nos últimos dias: “o voto útil”.

Com informações de O antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. BADER disse:

    CORONÉ CIRO É UM FANFARRÃO, CONSEGUIU ALAVANCAR A CAMPANHA DE BOLSONARO COM SUAS ASNEIRAS KKKK

  2. Marília disse:

    Esse antagonista é do PSDB e anti PT como o PSDB está em descrédito mudou para Bolsonada. para mim essa análise não vale nada.

  3. joão gomes disse:

    se ele não ganhar este ano certamente houve fraude, é só ver as carreatas dele pelo brasil, mesmo estando no hospital, superam as carreatas de todos os outros candidatos juntos
    votem 17 pra acabar com a vagabundagem!

  4. Lucio disse:

    Claramente equivocados os argumentos no comentário do senhor Carlos Henrique. Pous basta voltar a fita e verificar quem eram os agressores na campanha de 2014. Quem não lembra da médica que se recusou a atender uma criança pirque sua mãe não votava em Aécio?
    Quem não lembra dos ataques em restaurantes, aeroportos e hospitais?
    Quem não lembra das provocações, inclusive com políticos insuflado o ódio dentro dos comícios?
    E depois isso continuou nas manifestações para tirar Dilma do poder.
    A extrema Direita foi uma semente plantada e alimentada pela Direeita semeando o ódio, a discriminação e o preconceito gerador e mobilizador do racismo, da homofobia, da misoginia e do desprezo pelas minorias execradas pelo candidato que hoje quer dar uma de santinho e pede pra todo munfo esquecer o que disse e fez.
    Basta ver os vídeos e diversas publicações da época para constatar quem são os agressores de verdade.
    Quem te viu e que. te vê, hein pitbulls que agora se fingem de bonzinhos?

  5. Carlos Henrique disse:

    Exato João, Pedro Ernesto e Raimundo.
    Mas a INTOLERÂNCIA, o ÓDIO, o REVANCHISMO, os ATAQUES, são feito pela esquerda que imediatamente comete seus abusos e acusa a direita daquilo que realizou.
    Você foram precisos nas colocações, não agrediram, não vomitaram ódio, não atacaram e o único petista que apareceu aqui, o tal Gabriel partiu desesperadamente para o ataque.
    Então Gabriel que tal nos dar uma aula de bom português sobre o texto que criticou?
    Que tal ter decência e mostrar onde foi cometido os deslizes na mensagem de Raimundo?
    Você difamou como todo esquerdista desesperado, seja ético, sei que é difícil, mas mostre toda sua cultura, como deveria ser o texto de Raimundo em impecável português. Aguardo sua eloquente aula, espero que ela não seja igual as palestras do seu ex presidente.

  6. joao disse:

    Ciro sempre foi um fracasso eleitoral… desbocado e preconceituoso. Mostrou a cara e vai perder. E tem gente que vota ate em jumento a pedido de preso. Por isso que estamos atrasados.

  7. Pedro Ernesto disse:

    Nessas eleições não há nada mais estúpido do que o chamado "voto útil", porque no fim das contas ele terminará sendo útil à alguém que não necessariamente será àquele à quem pretendíamos favorecer.
    Cada um tem o direito legítimo e conquistado a duras penas de escolher o candidato que lhe apraz, seja por adesão às suas ideias, seja por questões ideológicas, ou mesmo como forma de exteriorizar o seu descontentamento para com aqueles que fazem da política um meio de vida, perpetuando-se por entre os cargos públicos e/ou transmitindo à sua prole o seu legado, tal qual ocorria nos "antigos" (antigos, será?!) sistemas hereditários.
    O que não podemos e nem temos o direito é de impormos a nossa vontade sobre o outro, nos digladiando nas redes sociais ou de forma pessoal.
    Precisamos votar, sim, com convicção e responsabilidade, cientes que o que está em jogo é o nosso futuro.
    Precisamos ser coerentes, sim, com os nossos ideais – afinal não há nada mais incoerente em escolhermos para presidir a república o que julgamos representar o novo, mantendo nos demais quadros os velhos caciques.
    Precisamos preservar, sim, nossos laços, cientes de que político algum merece ver destruída as nossas amizades em razão do simples fato de possuirmos diferentes pontos de vista sobre esta ou aquela forma de governo.
    Precisamos respeitar, sim, o governo que se estabelecer a partir do próximo dia 01/01/2019, sob pena de mergulharmos em definitivo num caos político e social.
    Que Deus nos ajude a refletirmos e estudarmos criteriosamente quais as melhores opções para o nosso País e para os nossos Estados.

  8. Raimundo Lopes disse:

    Todos sabemos do apresso que alguns institutos de pesquisa tem pela esquerda e o quanto vem apresentando números conflitantes com a realidade.
    Teve um instituto que recentemente divulgou uma pesquisa em um dia dando Bolsonaro com 20% dos votos e diante do descalabro que o número apresentado representava, no dia seguinte publicou outra subindo Bolsonaro para 26%. Foi uma confissão de erro proposital.
    Bolsonaro continua crescendo e as manifestações populares mostram isso.
    Bolsonaro “fez o mais importante”, diz Murilo Hidalgo: reverteu a curva declinante, provocada pelo tempo reduzido e a pancadaria do PSDB, PT e PDT.
    Agora em curva ascendente e já com um quarto do eleitorado, Bolsonaro vê o apoio do voto feminino saltar de 14% para 18% e deve continuar subindo.
    A rejeição de Bolsonaro caiu mais que entre adversários e ele já não é aquele candidato que perderia para qualquer outro, no segundo turno, o quadro vem mudando e ele crescendo.
    Como afirmam alguns analistas que não são soldados da esquerda, a situação nas ruas é bem diferente aos números das pesquisas, e o que temos de fato é que o candidato do PT não cresceu metade do que apontam algumas pesquisas.

    • Gabriel disse:

      Raimundo, tenha apreço à língua portuguesa e deixe a teoria conspiratória de lado. Vá estudar. É melhor.

    • Fábio disse:

      Invés de mandar Raimundo estudar vá orar para que o seu Guru criminoso não seja condenado nos muitos processos que ainda faltam, vai cair os dentes na cadeia, Bolsonaro Presidente!

    • Marcos disse:

      Críticar a ortografia é sempre o único argumento que se tem contra a relidade.
      Chora mais PeTista, pois será no primeiro turno.

    • Gabriel disse:

      Gabriel, não critique um erro ao qual vc tbm comete kkkkkk
      Sua pontuação é desastrosa…

    • Geraldo Amorim disse:

      Gabriel, se esse é seu verdadeiro nome. Lamento sua posição ofensiva e pouco construtiva
      contra Raimundo Lopes. Você o difama mandando estudar, você deve ser uma sumidade na língua portuguesa não?
      Mas se tiver a cultura que blasfema conhecer, de quê valeu sua formação se apoia corrupto?
      Como poder uma criatura que se vale de algo e vota em quem destruiu a economia brasileira?
      Se estudou parece ter pouco QI, pois não tem condições de encarar os fatos e admitir que seus partido deixou 12 milhões de desempregados e implantou a ideologia do gênero nas escolas com ensino fundamental;
      Se tiver 10% do conhecimento da língua portuguesa que fala, parece não ter 1% de discernimento para ver que a partir de 2005 foi estabelecido no país o direito do bandido portar arma e do cidadão não poder se defender? Não? Se entende de letras, parece não enxergar os números da insegurança que tomou conta das ruas nesse país.
      Se sabe ler, parece não conseguir interpretar as letras, pois de 2003 a 2016 foram registrados e comprovados os maiores escândalos de corrupção desde a redemocratização.
      Enfim Gabriel, talvez não seja Raimundo que precise de ajuda, pois saber ler não significa ter mente sã e saber raciocinar. Tenho dito!

  9. Flávio Dimas disse:

    Quem deseja ter a ORDEM RESTABELECIDA;
    Quem precisa ter SEGURANÇA na vida social;
    Quem não aguenta mais TANTA CORRUPÇÃO;
    Quem se preocupa com um PAÍS MELHOR para sues filhos;
    Quem dá VALOR A FAMÍLIA;
    QUEM é CRISTÃO;
    Quem apoia o FIM DA IMPUNIDADE;
    Só tem 01 candidato a votar – BOLSONARO 17
    Os demais são velhas raposas com as mesmas prática e modus operandi na política ou filhote de dono de banco.

  10. Jorge disse:

    CIRO é um coroné, que passeio pela "esquerda" de LULADRAO. Vai levar uma pela grande, inclusive no Nordeste. Isso já está pensando num ministério de Haddad, igual como fez com LULADRAO

  11. euzim disse:

    ASSIM ESPERA TODO AQUELE QUE PREZA PELA JUSTIÇA, ORDEM E RESPEITO ÀS LEIS.

Estadual: ABC, América, Santa Cruz e Corintians garantem vaga nas semifinais

As grandes emoções reservadas para a última rodada do primeiro turno do Campeonato Potiguar , onde foram definidos os quatro semifinalistas  do torneio, ficaram restritas a poucos lances dos jogos que definiram América, Santa Cruz, ABC e Corintians como as equipes que seguirão na disputa da taça do primeiro turno.

Foi no apagar das luzes a definição da ordem dos semifinalistas do primeiro turno. O gol solitário do ABC, marcado pelo meia Jérson aos 46 minutos, colocou o ABC de volta à primeira colocação, perdida na 8ª rodada. O maior destaque da partida foi o goleiro Messi, do Palmeira de Goianinha, que salvou a equipe alviverde com quatro grandes defesas, mas não conseguiu segurar o empate e classificar a equipe interiorana, que teve sua vaga tomada pelo Corintians de Caicó, que venceu o Assu por 2 a 0. Agora, o alvinegro da capital enfrenta o Galo do Seridó, por uma vaga na final do primeiro turno.

A partida está marcada para a próxima quarta-feira (15), no Estádio Frasqueirão, pois o ABC terminou o turno melhor qualificado que o Corintians de Caicó.

A vitória americana por 2×1, com gols de Wanderson e Isac para a equipe da capital e Zé Paulo para o tricolor, levou à segunda colocação, com a vantagem de definir uma vaga na final em seus domínios, no Estádio Nazarenão.

Os planos do América, no entanto, por pouco não foram frustrados pela “retranca” formada por Francisco Diá e por algo que vem de certa forma perseguindo a equipe rubra: a trave. Foram três finalizações rubras na meta defendida por Eridelson, sem contar o “sem-número” de chances perdidas pelo ataque americano, em especial pelo centroavante rubro. Com este resultado, as duas equipes se classificaram para as semifinais, com o América em segundo colocado e o Santa Cruz em terceiro. As duas equipes voltarão a se enfrentar na próxima quarta-feira (15), no Estádio Nazarenão pela semifinal do segundo turno.

Fonte: DN Online