Diversos

Heineken anuncia trabalho remoto permanente para áreas corporativas no Brasil

Foto: Edna Marcelino

O Grupo Heineken decidiu adotar regime de teletrabalho definitivo a 1,3 mil colaboradores de áreas corporativas da empresa no Brasil.

A mudança, que passou a valer na prática nesta semana, está conectada a outras decisões de transformação da cervejaria, que percebe na mudança uma forma de acelerar a internalização da cultura digital, além do ganho com a redução de custos operacionais nas unidades de São Paulo e Itu.

“Depois de nove meses trabalhando de forma remota, entendemos que este modelo oferece aos nossos colaboradores uma série de benefícios, como a autonomia e a flexibilidade. Para a empresa, a mudança acelera a transformação de nossa cultura rumo a um mindset cada vez mais digital”, comenta Raquel Zagui, vice-presidente de Recursos Humanos do Grupo. A empresa adequou sua política de benefícios e o contrato de trabalho de acordo com a regulamentação vigente para o teletrabalho.

O modelo é diferente do home office, com regulamentação e práticas distintas, pois os colaboradores precisam trabalhar no mínimo 3 vezes por semana fora das dependências da companhia. Já o home office continua sendo uma possibilidade para as áreas administrativas das cervejarias, que não entrarão no modelo de teletrabalho e, portanto, poderão trabalhar remotamente no máximo duas vezes por semana. O grupo tem mais 15 unidades produtivas no país, sendo 12 cervejarias, e gera 13 mil empregos no território nacional.

Para as demais áreas administrativas das 15 unidades produtivas, os colaboradores continuarão no modelo home office até o fim da pandemia. Superado esse período, a prática se manterá como uma opção, com trabalho remoto a até duas vezes por semana fora das dependências da Companhia, conforme a regulamentação vigente.

Hubs de conexão e saúde mental

Sobre as estruturas físicas que eram ocupadas antes da pandemia nas unidades de São Paulo e Itu, a companhia está transformando os escritórios em hubs de acomodação, encontros e conexão, que poderão ser utilizados quando for mais seguro para todos.

O mesmo conceito está sendo adotado nos Centros de Distribuição localizados no bairro do Sacomã e na cidade de Sumaré (SP), unidades estrategicamente instaladas para facilitar o acesso dos colaboradores corporativos. A empresa acredita que desta maneira conseguirá garantir conexões entre as pessoas.

Além disso, foi inaugurada neste ano a plataforma Heineken Cuida, que oferece suporte mental, emocional e físico 24h por dia, sete dias por semana. O espaço traz conteúdos e informações para todos os colaboradores. Também capacita a liderança a identificar questões referentes ao time, bem como promover ajustes estruturais sempre que necessário.

“Sabemos que, em grandes movimentações como essa, podemos encontrar desafios pelo caminho, mas estamos dispostos a aprender e ouvir os nossos públicos a cada etapa da transição, por isso, estamos bastante otimistas com o que está por vir”, complementa Raquel.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Governo Federal economiza R$ 1 bilhão com trabalho remoto de servidores, informa Ministério da Economia

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

O governo federal já economizou cerca de R$ 1 bilhão com o trabalho remoto de servidores públicos durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Este valor considera a redução de R$ 859 milhões nos gastos de custeio e a diminuição de R$ 161 milhões nos pagamentos de auxílios para os servidores, entre abril e agosto de 2020. Os dados foram divulgados, hoje (25), em Brasília, pelo Ministério da Economia.

Segundo o ministério, a economia em 5 meses com diárias, passagens e despesas com locomoção chegou a R$ 471.251.670,72. Com serviços de energia elétrica, a redução de gastos foi de R$ 255.547.553,27. A economia com serviços de cópias e reproduções de documentos alcançou R$ 9.732.645,44. E a redução de gastos com serviços de comunicação em geral atingiu R$ 89.565.596,69 e com serviços de água e esgoto, R$ 32.942.306,94.

Auxílios

Ainda em março, o Ministério da Economia informa que orientou os demais órgãos da Administração Pública Federal sobre a autorização para o trabalho remoto com a publicação da Instrução Normativa (IN) nº 28. A norma estabelece regras para a concessão do auxílio-transporte, do adicional noturno e dos adicionais ocupacionais aos servidores e empregados públicos que estejam executando suas atividades remotamente ou que estejam afastados de suas atividades presenciais.

Esta instrução gerou uma economia de R$ 161.452.701,82 aos cofres públicos entre abril e agosto deste ano. Entre os adicionais impactados pela medida estão os de insalubridade, irradiação ionizante, periculosidade, serviço extraordinário e noturno.

Teletrabalho

Para ampliar e normatizar a adoção do teletrabalho, a Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital (SGP/SEDGG) publicou, no fim de julho deste ano, a Instrução Normativa nº 65.

De acordo com o ministério, a norma estabelece orientações para a adoção do regime de teletrabalho nos órgãos e entidades integrantes do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal (Sipec), focando na entrega de resultados e reduzindo despesas administrativas. Atualmente, cerca de 200 órgãos fazem parte deste sistema.

A implantação do programa de gestão é facultativa aos órgãos e entidades da Administração Pública Federal e deve ocorrer em função da conveniência e do interesse do serviço. Além de servidores efetivos, poderão participar do programa ocupantes de cargos em comissão, empregados públicos e contratados temporários. Cada órgão definirá, a partir de suas necessidades, quais atividades poderão ser desempenhadas a distância. Caberá ao dirigente máximo de cada pasta autorizar a implementação do programa.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

    1. Segurança também pode consertada. Primeira coisa é desmilitarizar as polícias. Taí a PRF como exemplo de sucesso.

    2. Tanto empresa pública como privada estão economizando com o trabalho remoto. O serviço não deixou de ser prestado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *