Bolsonaro anuncia sanção de auxílio a trabalhadores e R$ 200 bilhões para saúde e empregos

Foto: Reprodução/Globo News

O governo federal anunciou que vai desembolsar cerca de R$ 200 bilhões para combater os efeitos da pandemia do novo coronavírus na economia. Segundo o ministro Paulo Guedes (Economia), o montante inclui o pagamento de R$ 600 para trabalhadores e pessoas de baixa renda (o “coronavoucher”), os valores que já foram liberados e medidas que ainda serão adotadas.

Em pronunciamento no Palácio do Planalto nesta quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou que irá sancionar o auxílio aprovado pelo Congresso Nacional ainda hoje. Entretanto, o próprio Bolsonaro havia dito que sancionaria a medida ontem, segunda-feira. Segundo ele, o “coronavoucher” vai contar com R$ 98 milhões do Tesouro Nacional e irá beneficiar 54 milhões de pessoas.

O presidente abriu seu pronunciamento dizendo ter conversado por telefone com Donald Trump. “Obviamente estamos juntos buscando o melhor para os dois países”, disse, no Salão Oeste do Planalto, ao lado dos ministros Paulo Guedes (Economia), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Walter Braga Netto (Casa Civil) e Onyx Lorenzoni (Cidadania). O ministro Henrique Mandetta (Saúde) não estava presente.

Bolsonaro ainda prometeu a edição de novas medidas provisórias voltadas para empresas, trabalhadores, estados e municípios. As companhias deverão contar com R$ 34 bilhões em socorro e, estados e municípios, R$ 16 bilhões.

Segundo Guedes, um programa voltado para a área trabalhista deverá contar com R$ 51 bilhões e irá prever a redução de jornada. “Nosso programa trabalhista dá às empresas várias possibilidades: pode diminuir jornada de trabalho de 20%, 25%, 30%, que o governo cobre essa diferença de salário”, afirmou Guedes.

Com CNN Brasil

ALRN anuncia R$ 2 milhões para combate ao coronavírus

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira – juntamente com os 24 deputados estaduais e servidores – anuncia a destinação de R$ 2.090.000,00 (dois milhões e noventa mil reais), do orçamento para implantação de leitos de UTI no hospital da Polícia Militar e aquisição de milhares de equipamentos de proteção individual, para atender os profissionais de saúde e segurança e a população, nos hospitais regionais, referenciados para a Covid-19.

O aporte financeiro do Poder Legislativo – feito agora, de imediato – só foi possível graças a redução de despesas e projetos suspensos, diante da urgência na luta contra o coronavírus.

Coronavírus: Lionel Messi anuncia que elenco do Barcelona vai reduzir salários em 70%

Foto: REUTERS/Albert Gea

Em meio a especulações sobre redução de salários no futebol durante a pandemia do coronavírus, Lionel Messi deixou tudo as claras no Barcelona. Em um comunicado oficial, o craque disse que ele e o restante do elenco do clube catalão reduzirão seus salários em 70% enquanto continuar o estado de alarme na Espanha.

– Vamos fazer contribuições para permitir que os funcionários do clube recebam 100% dos seus pagamentos – salientou o camisa 10 argentino.

Confira abaixo o comunicado na íntegra de Lionel Messi. Segundo a imprensa catalã, o tom do discurso do capitão do Barcelona é uma resposta a insinuações nos bastidores feitas pelo presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, de que o elenco não estava aceitando diminuir seus salários durante a crise.

“Muito se escreveu e disse sobre o elenco principal do FC Barcelona no que se refere aos salários dos jogadores durante esse período de estado de alarme.

Antes de nada, queremos deixar claro que nossa vontade foi sempre de aplicar uma redução no salário que recebemos, porque entendemos perfeitamente que se trata de uma situação excepcional e somos os primeiro que SEMPRE temos ajudado o clube quando ele nos pede. Incluído muitas vezes que o fazemos por iniciativa própria, e em outros momentos que achamos importante.

Por isso, não deixamos de nos surpreender que dentro do clube houve quem tratou de nos colocar em segundo plano e tentar colocar pressão sobre algo que sempre tivermos total noção de que faríamos. Dito isso, o acordo demorou alguns dias porque simplesmente nós estávamos buscando uma fórmula para ajudar o clube e também seus funcionários nesses momentos tão difíceis.

De nossa parte, chegou o momento de anunciar que, além de reduzir em 70% nossos salários durante o estado de alarme, vamos fazer contribuições para permitir que os funcionários do clube recebam 100% dos seus pagamentos enquanto dure essa situação.

Se não falamos até agora foi porque o prioritário para a gente a era encontrar soluções que fossem reais para ajudar o clube, mas também para os mais prejudicados nessa situação.

Não queremos nos despedir sem enviar um afetuoso abraço e muita força a todos os torcedores que estão passando mal em momentos tão duros, assim como todos aqueles que esperam pacientemente em suas casas o final dessa crise. Vamos sair dessa em breve e sairemos juntos.”

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Leo Messi (@leomessi) em

A pandemia de coronavírus levou o esporte a uma paralisação em quase todo o mundo e o futebol espanhol está suspenso por tempo indeterminado. E essa paralisação vem atingindo a receita de clubes de todo o país.

Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Leonel disse:

    Nossos inclitos, deputados e senadores, vão entrar com projeto de lei pedindo a redução dos seus gordos salários e penduricalhos ?? Quando ???

  2. Magno Alves Rodrigues Guedes disse:

    Quero ver o setor público tomar essa iniciativa, por lá de muito dinheiro disponível.
    Tem o fundo partidário, fundo eleitoral, verba de gabinete (estão sem trabalhar, não precisa), são tantas vantagens e benefícios, que poderiam e deveriam ser destinadas a saúde, todos até o fim do isolamento.
    Além da redução salarial daqueles que recebem acima de R$ 20 mil, onde o excedente seria destinado a contra imediata de respiradores em cada estado. Seria um começo e tem muito mais que pode ser visto…

    • joão carlos disse:

      não adianta magno, isso nunca deu certo e não vai dar agora. O que vai acontecer é que os grandes (juizes, políticos e etc) vão recorrer ao STF e só quem vai pagar é o servidor que ganhar 3, 5 mil… ou seja, vai ser uma injustiça pois essas pessoas também pagam prestações e tem responsabilidades iguais as pessoas da iniciativa privada. Além disso, essas pessoas estão A DISPOSIÇÃO, se o serviço público chamar elas tem que voltar!

Crivella anuncia reabertura ‘aos poucos’ do comércio no Rio

Foto: Reprodução/Twitter

Marcelo Crivella anunciou no Twitter que a prefeitura do Rio está “atualizando algumas medidas” para reabrir, a partir da próxima sexta (27), “aos poucos, alguns comércios, como lojas de material de construção e lojas de conveniência (postos de gasolina)”.

“Mas vamos conscientizar a população de que não poderá haver aglomeração”, ressalvou. “Se todos colaborarem, seguindo as medidas, em 15 dias poderemos retomar as normalidades”.

“A quarentena é decisiva!”, finalizou.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel disse:

    Preocupado com a falta de entrada de grana na universal.

  2. Joaquim disse:

    Medida certa, valeu

Província onde surgiu Covid anuncia data do fim do confinamento

Dois voluntários acompanham um idoso em Wuhan, na China Foto: AFP

Berço da pandemia da Covid-19, a província de Hubei se prepara para sair da quarentena. A partir de quarta-feira (25), os moradores da região já poderão circular livremente, segundo decisão anunciada pelas autoridades chinesas.

No entanto, os habitantes de Wuhan, cidade onde foi detectado o novo coronavírus e que desde janeiro está sob confinamento, devem esperar até o dia 8 de abril para poderem sair normalmente às ruas.

O governo chinês estabeleceu que para circular nas ruas, os moradores deverão apresentar um código QR (código de barras bidimensional) “verde” em seus telefones celulares. Enviado pelas autoridades, o código atesta que a pessoa não é portadora do novo coronavírus.

Nas últimas semanas, o número de novas contaminações na província de Hubei foi consideravelmente reduzido. Muitos habitantes já retomaram a rotina de trabalho e os transportes públicos voltam a funcionar progressivamente.

Uma moradora de Wuhan que se identificou apenas como Willa para a agência AFP, declarou “esperar com impaciência a liberdade”. Segundo ela, depois de dois meses confinados, os moradores da cidade “estão sob uma forte pressão”.

Na terça-feira, a China contabilizou 78 novos casos da Covid-19, mas quase que exclusivamente identificados em pessoas vindas do exterior. Essa

situação gera preocupação de uma segunda onda de contagio no pais.

Confinamento aumenta

A situação da província de Hubei contrasta com a de muitas outras regiões do mundo onde diversos governos aumentam as restrições de circulação de pessoas para evitar a propagação do novo coronavírus.

Atualmente, cerca de 1,8 bilhão de pessoas estão em quarentena ao redor do mundo e de acordo com a OMS, a pandemia da Covid-19 se acelera e 16 mil mortes foram confirmadas.

A Organização Mundial da Saúde pede que os países testem todos os casos suspeitos e multipliquem os pedidos de quarentena. O apelo leva em conta o fato de que sistemas de saúde, inclusive em países desenvolvidos, estão à beira de um colapso.

Depois de muita hesitação, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson anunciou nesta segunda-feira (23) um confinamento de pelo menos três semanas em todo o Reino Unido. Na Rússia, entra em vigor nesta semana o fechamento de todas as escolas do país.

Época

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lobinha disse:

    Na Rússia, que faz fronteira com a china são pouquíssimos casos, agora que vão fechar escola? Não entendo como não chegou por lá. Devem estarem simulando pra justificar o controle da pandemia. Pra não dá na vista que essa praga foi direcionada.

Caixa anuncia novo horário de atendimento das agências e restrito a casos específicos

A partir desta terça-feira (24), as agências da CAIXA passarão a funcionar em horário diferenciado, das 10h às 14h, e restrito apenas aos casos que não podem ser tratados pelo atendimento telefônico ou pelos aplicativos do banco para celular e demais serviços digitais. A medida reforça as ações para melhorar a segurança de todos os clientes, colaboradores e parceiros da CAIXA no contexto da pandemia de COVID-19.

O banco manterá a abertura antecipada em 1 hora de 1.619 agências, exclusivamente para os atendimentos de clientes de grupo de risco. A lista dessas unidades pode ser consultada no seguinte endereço: www.caixa.gov.br/caixacomvoce/Paginas/default.aspx.

Atendimento via WhatsApp e Agência Digital

A CAIXA orienta seus clientes a acessarem os serviços do banco por meio dos canais digitais e de telesserviço. Além de acesso à movimentação bancária através da internet e celular, a CAIXA reforçou o atendimento em canais remotos, como a Agência Digital, Telesserviço e WhatsApp.

A partir desta segunda-feira (23), os clientes da CAIXA podem ser atendidos para serviços selecionados pelo WhatsApp CAIXA, através do número 0800-726-8068. Utilizando o CPF, o cliente poderá contatar a CAIXA para atendimento dos serviços do pacote de medidas disponibilizadas pelo banco, como o pedido de renegociação de dívidas, renovação de contratos de Penhor e solicitação de pausa de até 60 dias nas parcelas de empréstimos comerciais e habitacionais.

A partir de quinta-feira (26), estará disponível também via WhatsApp o atendimento da Agência Digital para todos os clientes correntistas e poupadores da CAIXA. Através da digitação da agência e número da conta o cliente será direcionado para atendimento na sua agência de forma remota.

Serviços disponíveis no Internet Banking CAIXA – Internet e celular

Serviços disponíveis no WhatsApp e Agência Digital

O banco ampliou, ainda, o rol de serviços disponíveis em aplicativos para acesso a informações e transações de cartões de crédito, FGTS, benefícios sociais e habitação.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcos araujo disse:

    Mentira.nada funciona

Bolsonaro anuncia suspensão da dívida de Estados com a União por 4 meses

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Após ser criticado por governadores por letargia e falta de coordenação na resposta à crise do coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro divulgou nesta segunda-feira (23) uma série de medidas para auxiliar governos locais durante a pandemia.

O pacote inclui a suspensão da dívida de Estados com a União no valor de R$ 12,6 bilhões.

O anúncio ocorre pouco depois de o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ter determinado a suspensão, por seis meses, do pagamento da dívida de São Paulo com o governo federal.

A decisão de Moraes determina que o governo paulista invista o dinheiro que deveria ser pago para abater o débito em ações de combate ao coronavírus. A determinação se aplica a uma parcela de R$ 1,2 bilhão que deveria ser paga nesta segunda-feira (23).

Bolsonaro tem reuniões na tarde desta segunda com governadores do Nordeste e do Norte do país.

Nos últimos dias, o presidente protagonizou uma troca de farpas com os chefes dos executivos estaduais, principalmente com os governadores de São Paulo, João Doria (PSDB), e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC).

Um dia antes, o presidente fez mais um discurso para minimizar as medidas de restrições de circulação e consequente atividade econômica tomada por governadores diante do avanço da crise do coronavírus. Segundo Bolsonaro, a população logo saberá que foi enganada pelos governadores e pela mídia na pandemia.

— Brevemente o povo saberá que foi enganado por esses governadores e por grande parte da mídia nessa questão do coronavírus — disse Bolsonaro, em entrevista à TV Record. —Espero que não venham me culpar lá na frente pela quantidade de milhões e milhões de desempregados na minha pessoa — completou.

Segundo Bolsonaro, “não podemos politizar isso aqui, só falei isso porque eles me atacam constantemente”. Na sequência, o presidente afirmou que as críticas que tem recebido envolvendo as medidas contra a pandemia fazem parte de um movimento para tirá-lo do cargo:

— A grande mídia, governadores, de olho na minha cadeira, se puder antecipar minha saída, eles farão isso aí, mas da minha parte não terão oportunidade disso, nós vamos continuar nosso papel.

Nesta segunda-feira, o tom foi de anúncios. Em suas redes sociais, Bolsonaro disse que o plano do governo federal para Estados e municípios soma R$ 85,8 bilhões.

Além da suspensão das dívidas das unidades da federação com a União, ele disse que o governo vai garantir a manutenção do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) nos mesmos níveis de 2019, o que deve representar uma complementação de R$ 16 bilhões por parte da administração central, em quatro meses.

Ele afirmou ainda que vai destinar R$ 8 bilhões para que estados apliquem em saúde.

“União entrará com mais recursos que o solicitado. Governadores solicitaram R$ 4 bilhões para ações emergenciais em saúde. O governo federal está destinando R$ 8 bilhões em quatro meses”, escreveu Bolsonaro.

Sem dar mais detalhes, o presidente listou ainda R$ 2 bilhões para o orçamento de assistência social, renegociação de dívidas de estados e municípios com bancos (R$ 9,6 bilhões), operações com facilitação de créditos (R$ 40 bilhões), além de Medidas Provisórias pare transferir recursos para fundos estaduais e municipais de saúde.

“Soluções permanentes para problemas estruturais. Aperfeiçoamento das reformas: PEC Emergencial do Pacto Federativo e Plano Mansueto estão sendo aprimorados e darão fôlego a estados e municípios para vencer a crise”, concluiu o presidente, também em rede social.

Zero Hora

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ZEZIM disse:

    E a Caixa Econômica fica bem caladinha!
    Como vamos pagar a prestação do Minha Casa Minha Dívida?

    • Petra disse:

      Maldito Lula…devia ter deixado vcs pagarem aluguel até morrer. Não vejo nenhuma necessidade de pobre ter casa…pra quê? Só pra encher de filhos… maldito Lula, maldito PT..

    • Marcos disse:

      Maldito Lula mesmo. O canalha que trocou hospitais por uma copa e seus estádios, verdadeiros elefantes brancos.

  2. Luciana Morais Gama disse:

    E o RN também vai suspender por igual período as dívidas do contribuinte com o ICMS ??

    • disse:

      Pergunta sem noção… a dívida dos Estados para com a União é, via de regra, de empréstimos e outros repasses para investimentos… Nada tem a ver com o ICMS, que é um imposto sobre circulação de mercadorias (compradas para fins de lucratividade). Ademais, vcs têm idéia do montante devido – e sonegado – relativos ao ICMS no Estado? Não? São muitos milhões, que poderiam servir para grandes investimentos neste Estado que, se pagos, talvez nem se precisasse dever tanto à União.
      O empresário precisa (e deve) lucrar, mas cumprindo suas obrigações com os impostos, aliás, é o risco do negócio empresarial, de responsabilidade do empreendedor. Deixar de pagar o ICMS é sonegação fiscal. É fazer seu negócio andar com dinheiro que não é seu!
      Pague seu ICMS, seu ISS, seja sustentável!

  3. RIC disse:

    MITO……2022

  4. Arruda disse:

    É gopi é gopi é gopi é gopi é gopi.
    Kkkkkkk
    Da lhe Mito!

  5. Anderson disse:

    Hora do povo organizado massacrar os deputados, senadores e o judiciário cobrando iniciativas para que eles também cortem na carne e ajudem ao Brasil a não entrar em colapso. Só cobrar do executivo é muito fácil…

    CHEGA DE MORDOMIAS!

    🇧🇷🔝

  6. Raimundo disse:

    O cara pegou um país quebrado, desemprego recorde. Está fazendo de um tudo p tentar mitigar as mortes e sobrar uma econômica depois disto tudo. Relativizar isso é usar politicamente é asqueroso

Bolsonaro anuncia ampliação do Bolsa Família

 

O presidente Jair Bolsonaro recorreu novamente ao Twitter para anunciar mais medidas de auxílio aos Estados. Segundo ele, o governo vai ampliar o programa Bolsa Família para contemplar 1,505 milhão de famílias, “praticamente zerando a fila dos requerentes”.

Na semana passada, a equipe econômica anunciou um aumento de R$ 3,1 bilhões no Orçamento do Bolsa Família, o que permitiria a inclusão de 1,2 milhão de famílias. Hoje, o presidente não especificou quanto de recursos serão destinados para ampliar o alcance do programa.

– Ampliação do bolsa-família, abrangendo 1.505.000 famílias, praticamente zerando a fila dos requerentes / @MinCidadania

– Via Sistema Único de Assistência Social, liberação imediata de R$100.000.000 para todos os municípios e até o final de semana mais R$100.000.000 — Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) March 23, 2020

Bolsonaro disse ainda que o governo, por meio do Ministério da Infraestrutura, está fazendo um “alinhamento” com Estados e municípios sobre decretos que garantam o tráfego de pessoas e cargas, “garantindo a unidade e respeito ao que se propõe a Constituição”. A medida valerá para os espaços marítimo, aéreo e terrestre.

O presidente citou ainda que o governo federal vai comprar leitos de CTI para atender pacientes afetados pela covid-19 – mas não especificou o número de contratações. Outra medida será a liberação imediata de R$ 100 milhões para municípios por meio do Sistema Único de Assistência Social (Suas).

Bolsonaro disse ainda que quatro fábricas nacionais atuarão com “foco total” na produção de respiradores. O objetivo será produzir 3,5 mil unidades ao mês.

O presidente também informou que assinou autorização para concessão de empréstimo ao Estado de Alagoas, para ajudar no combate ao coronavírus. Ele não especificou o valor da operação. A medida segue ao Senado para aprovação em plenário.

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Petra disse:

    Bozo é d mais… colocou mais de 2 milhões pra fora e agora vai colocar 1,5 milhões de volta (sabe Deus quando)..se é que ele vai fazer isso mesmo… é bom ficar de olho pq mais mentiroso não há…

  2. Jefferson Silva disse:

    Engraçado, ninguém comenta uma medida tão importante, agora se fosse para crítica, já estava cheio, o povo hipócrita.

    • hermenezildo disse:

      Resposta pra idiota a gente tem. 3% do bolsa família foi destinado a comedor de capim igual a você. Obrigado pela opinião pública e pela justiça ele vai começar a tratar o nordeste igual ao restante do pais.

      Governo tem obrigação de acudir o povo com o bolsa família, não faz de bom grado, tá fazendo porque não quer ser criticado fazendo mais merda.

Bolsonaro anuncia a revogação de artigo de MP que permitia a suspensão do contrato de trabalho por até 4 meses sem salário

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Jair M. Bolsonaro (@jairmessiasbolsonaro) em

O presidente Jair Bolsonaro revogou trecho de medida provisória que a permissão que fossem suspensos por quatro meses os contratos de trabalho em função da pandemia do coronavírus. O anúncio foi feita pelas redes sociais no início da tarde desta segunda-feira(23).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. duendevermelho disse:

    Pra quem gosta de mimi:

    "PODERIA SER MUITO PIOR!

    O ano é 2020. O presidente é Haddad. Boulos é o Ministro da Infraestrutura, Humberto Costa da Saúde e Gleise da Justiça. Uma pandemia toma conta do mundo. Bandidos são soltos, fábricas confiscadas, milhões da Saúde já foram desviados, estradas fechadas. Sem apoio dos EUA, apenas da Venezuela e de Cuba!"

    Agora parafraseando nosso amigo aqui embaixo:

    OLHEM!!
    Não se esqueçam.
    É melhor JAIR se ACUSTANDO, por que a FILA tá aumentando
    Viu ??
    VEJAM!!!!!!!!
    DEPOIS DO MITO é MORO e DEPOIS do MORO é MANDETA.
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. GADO BOLSOMINION PURO (PO) disse:

    A PTEZADA fica toda revoltadinha com o nosso Presidente, dão mais coice que a Dilma Estocadoura de vento, aqui nos comentários.
    Mimimimimimimimimimi
    OLHEM!!
    Não se esqueçam.
    É melhor JAIR se ACUSTANDO, por que a FILA tá aumentando
    Viu ??
    VEJAM!!!!!!!!
    DEPOIS DO MITO é MORO e DEPOIS do MORO é MANDETA.
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Sem falar que o MOURÃO tá a procura de um encaixe, no meio da fila.
    E vcs BICHOS vermelhos, PETRALHAS, vão votar em QUEM??,????
    No Lula, esse tá morto.
    No Addad??? esse é um derrotado, o pior prefeito de São paulo.
    No Ciro?? esse coitado já vai para o tetra campeonato na pêia.
    No Doria?? Esse do jeito que subiu desce, igual a merda.
    Na Marina??? Essa, só aparece de quatro em quatro anos, não teve mais 2% dos votos, uma petista disfarcada e derrotada, é tri campeã de derrotas.
    Já SEI!!!!!!!
    É NO BOULOS.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Esse é o recordista, o estourado segurador da lanterna, teve uma votação estrondosa, na última eleição.
    Kkkkkkklkkkkkkkkkkkkkkkk
    A petralhada, esta sem eira e nem beira, a pé.
    Não tem em quem votar.
    NINGUÉM competitivo.
    Tchau tchau tchau tchau
    Acabou PT!!
    PT acabou !!
    Acabou!!!!
    Até nunca mais.
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. Virna disse:

    Para revogar ainda que um único artigo de uma Medida Provisória tem que editar outra. Assim como não se governa um País pelo Twitter, não se revoga norma jurídica pelo Twitter também. Para não esquecer: a MP é toda ruim. Tem que revogar tudo e não só um artigo.

  4. Ronaldo disse:

    Interpretação não ficou para todo mundo!

    Parabéns ao nosso Presidente pela grande atitude, pelo nosso povo, pelo nosso Brasil, vamos vencer essa juntos!!!

  5. Ricardo lúcido disse:

    O nosso presidente é uma autarquia . Pense num bem preparado , posição firme , discernimento e espírito público . Uma beleza ! Um caminhão carregado de bondade .

  6. Luiz disse:

    O mito tá mais perdido do cego em tiroteio

  7. Vitor Silva disse:

    Como deve ser para um bolsonarista defender com unhas e dentes uma medida do presidente que o próprio presidente revoga algumas horas depois? Será que essas pessoas não se sentem enganadas ou não questionam isso?

    • Deco disse:

      Jair M. Bolsonaro

      @jairbolsonaro
      Esclarecemos que a referida MP, ao contrário do que espalham, resguarda ajuda possível para os empregados. Ao invés de serem demitidos, o governo entra com ajuda nos próximos 4 meses, até a volta normal das atividades do estabelecimento, sem que exista a demissão do empregado.

    • Dilermando disse:

      Caro Deco, leia a medida e aponte o item onde o governo se compromete a ajudar nesses 4 meses…

  8. Messias disse:

    Muito bem MITO!
    Esse negócio de cortar salário deve ter sido coisa de Petista.
    O PT não fez nada contra o coronavirus durante 16 anos no poder, agora quer atrapalhar o melhor Presidente de todos os tempos e sua competente equipe.
    A cereja do bolo será quando a população enfim perceber que a terra é plana. O nosso guru, Olavo de Carvalho sempre esteve certo e esses idiotas petistas duvidaram. MITO! MITO! MITO!

  9. Chicó disse:

    Esse é meu presidente !!!

  10. Breno disse:

    Pense um incompetente. Ele e tda sua equipe. Como têm coragem de propor um absurdo desse?
    Estamos lascados com um doido desse.

  11. Bruno disse:

    É uma incompetência colossal, ele n tem condição de ocupar esse cargo, basta a tragédia do PT , olhe cabaré é melhor administrado, cafetina falou é lei.

  12. Sou nordestino sim senhor!!!! disse:

    O pacote é amplo e tem muito insentivo para empresa e empresários que queiram segurar seus colaboradores. Nossa empresa irá segurar todos. Chamamos para negociar férias, banco de horas e redução da jornada de trabalho. Todos temos que está de mãos dadas. A suspensão é para empresas que já praticamente paralisou toda operação e algumas já quebrou e não irá terá o que fazer ou honrar compromissos. Este é o intuito desta MP revogada.
    Tem gente que irá surtar ou até cometer suicido neste período. Mas tenhamos calma que irá aparecer solução. Deus no controle.

UNP anuncia suspensão de aulas presenciais em razão do novo coronavírus

Como medida de prevenção e ação que visa ajudar a mitigar o avanço da COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus, a UnP comunica que as aulas presenciais estão suspensas em todas as Unidade e Polos pelo período inicial de 15 dias. Para garantir o cumprimento do semestre letivo, sem prejuízos pedagógicos, as aulas presenciais serão ministradas de forma remota por meio da plataforma Blackboard/Collaborate.

Blackboard é uma ferramenta com a qual você já está familiarizado, afinal é utilizada como apoio às aulas presenciais e como Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) para as disciplinas on-line. O Collaborate é um recurso da Blackboard, que permite encontros síncronos e que podem ser gravados para visualização posterior. Ambos são acessados de computadores de mesa (desktops), notebooks, tablets ou smartphones, a partir do Autoatendimento ou por aplicativo disponível nas lojas Apple Store e Play Store.

Durante esse período, as atividades que já são ministradas na modalidade on-line acontecerão normalmente e as unidades permanecerão abertas para atendimento, matrículas, entre outras demandas administrativas.

Fique atento e acesse diariamente os canais oficiais da UnP: site, Autoatendimento e redes sociais para as orientações relativas às aulas na plataforma Blackboard e às atualizações sobre qualquer mudança de cenário.

Fecomércio anuncia suspensão de aulas nas unidades do Sesc e Senac de todo o RN

Em virtude do cenário de pandemia provocado pelo coronavírus (Covid-19) e visando preservar clientes e colaboradores, *e atendendo recomendação do Comitê Interno de Gerenciamento de Crise*, o presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, decidiu, na manhã desta terça-feira (17), *_SUSPENDER por período indeterminado_*, as aulas das unidades do Sesc e Senac de todo o estado a partir desta quarta, 18. As formas de reposição de aulas e conteúdos serão discutidas pelas equipes pedagógicas das casas e comunicadas posteriormente aos alunos e/ou responsáveis, bem como comunicada com antecedência a data de retorno.

Durante o período de suspensão, o Comitê Interno de Gestão de Crise do Sistema Fecomércio RN irá acompanhar os números e também adotar, emergencialmente, medidas que possam reforçar o nível de segurança sanitária de cada unidade visando, no retorno normal das atividades, dar o máximo de tranquilidade ao dia a dia das atividades, o que deve ocorrer o mais breve possível.

“É uma medida preventiva que adotamos, inclusive atendendo o pleito de diversos pais de alunos, buscando o enfretamento deste problema mundial que, tenho certeza, venceremos com bom senso, equilíbrio e muito trabalho”, afirma Marcelo Queiroz. *Os canais do Sesc e do Senac nas redes sociais seguirão à disposição para esclarecer eventuais dúvidas. Os telefones 4005 1000 (Senac) e 3133 0360 (Sesc) também estão à disposição*.

China anuncia fim do pico de coronavírus no país

Foto: China Daily via Reuters – 8.2.2020

O pico da pandemia de coronavírus acabou na China, disse o portav-voz da Comissão Nacional de Saúde, Mi Feng, nesta quinta-feira (12).

O país está desde o começo da semana registrando uma queda no número de novos casos e registrou em Hubei, epicentro da doença, apenas 8 novos casos.

A província, que está de quarentena desde janeiro, vai reabrir algumas indústrias e permitir algumas viagens. Antes, ninguém tinha permissão para entrar ou sair de Hubei, que estava com todas as fronteiras fechadas.

“Em termos gerais, o pico da epidemia passou na China”, disse Feng. “O número de novos casos está caindo”.

A China está conseguindo conter novos contágios depois de adotar medidas draconianas de contenção, como a quarentena em Wuhan e restringir viagens e movimentação dentro do país.

“Exceto Wuhan, nenhuma idade em Hubei registrou novos casos na última semana. E fora de Hubei só houve sete casos na última contagem, dos quais seis eram casos importados”, acrescentou.

No resto da China, a queda também foi percebida. Na quarta-feira (11), foram registrados 15 novos casos, uma queda de 9 contágios desde terça-feira (10), e parte deles foram importados.

O país ainda tem o maior número de mortos e infectados, com mais de 80 mil contágios e mais de 3 mil mortes, sendo 10 em Hubei e 7 em Wuhan.

Apesar do alto número de mortos, 62.793 pessoas se recuperaram da doença e foram liberados do hospital, quase 80% das infecções, segundo a Reuters.

O jornal chinês People’s Daily ressaltou que, mesmo com o cenário otimista, a situação no país ainda é difícil e que ainda existe o risco de novos contágios.

Pandemia

Na quarta-feira (11), o coronavírus foi classificado como pandemia pela Organização Mundial de Saúde. O Irã e a Itália são os países mais afetados fora da China, e a Itália anunciou quarentena nacional.

Diversos países estão fechando escolas e proibindo eventos culturais e religiosos com grandes aglomerações.

R7, com Agências internacionais

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos disse:

    Muito preocupante, cadê a vacina ou fizeram o quê para diminuir rapidamente? Vamos analisar os reais interesses por trás dessas informações. Muitos poderosos estão deixando de ganhar ou perdendo milhões e infelizmente a ganância oara a maioria se sobrepõe a vida humana.

Com três do Flamengo na lista, Tite anuncia convocados para os jogos contra Bolívia e Peru pelas Eliminatórias da Copa

Foto: Pedro Martins / MowaPress

O técnico Tite anunciou nesta sexta-feira a lista dos 24 convocados para os próximos jogos contra Bolívia e Peru, os primeiros da trajetória da seleção brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. O treinador chamou o meia Everton Ribeiro e os atacantes Bruno Henrique e Gabigol, do Flamengo.

O atacante Neymar está de volta à lista, depois de ficar fora dos amistosos de novembro do ano passado, contra a Argentina e a Coreia do Sul. O último jogo dele pelo Brasil foi em 13 de outubro, contra a Nigéria (substituído no primeiro tempo, após lesão muscular).

O Brasil enfrentará a Bolívia no dia 27 de março, na Arena Pernambuco, e o Peru, fora de casa, em Lima, no dia 31. A apresentação dos convocados será entre os dias 22 e 23 de março, em Recife.

O goleiro Alisson se machucou durante o treino do Liverpool na manhã desta sexta-feira e ficou fora da convocação. Veja lista:

Goleiros: Ederson (Manchester City), Ivan (Ponte Preta) e Weverton (Palmeiras)

Zagueiros: Marquinhos (Paris Saint-Germain), Thiago Silva (Paris Saint-Germain), Éder Militão (Real Madrid) e Felipe (Atlético de Madrid)

Laterais: Daniel Alves (São Paulo), Danilo (Juventus), Renan Lodi (Atlético de Madrid) e Alex Sandro (Juventus)

Meio-campistas: Casemiro (Real Madrid), Arthur (Barcelona), Fabinho (Liverpool), Everton Ribeiro (Flamengo), Bruno Guimarães (Lyon) e Philippe Coutinho (Bayern de Munique)

Atacantes: Neymar (Paris Saint-Germain), Roberto Firmino (Liverpool), Richarlison (Everton), Gabriel Barbosa (Flamengo), Bruno Henrique (Flamengo), Gabriel Jesus (Manchester City) e Everton (Grêmio)

Desde os amistosos de novembro até esta sexta-feira, a comissão técnica da Seleção acompanhou 37 jogos, observando 42 possíveis convocados.

Ainda pela punição disciplinar da final da Copa América, Gabriel Jesus está suspenso da primeira partida das Eliminatórias. Só vai poder jogar contra o Peru, em Lima. Justamente o adversário da expulsão no fim da Copa América

Os outros compromissos em 2020 pelas Eliminatórias serão: contra o Uruguai, no dia 8 de setembro; a Colômbia no dia 8 de outubro; a Argentina no dia 13 do mesmo mês; o Equador, no dia 12 de novembro; e Paraguai em 17 de novembro. Confira a relação dos jogos em casa.

Além das Eliminatórias, a Seleção terá neste ano a defesa do título da Copa América. O primeiro jogo pela competição será no dia 14 de junho, contra a Venezuela, em Cali, na Colômbia. O segundo será contra o Peru, no dia 18, em Medellín. O terceiro e o quarto serão em Barranquilla, contra o Catar e a Colômbia, nos dias 23 e 27, respectivamente. O quinto será contra o Equador, no dia 1º de julho, em Bogotá. O Campeonato Brasileiro não vai parar durante a Copa América.

A última vez que o Brasil entrou em campo foi diante da Coréia do Sul, em 19 de novembro, quando venceu por 3 a 0. Desde a Copa do Mundo da Rússia, foram 22 jogos, com 14 vitórias, seis empates e duas derrotas – as duas contra rivais sul-americanos (Peru e Argentina, neste segundo semestre). Neste período, a Seleção conquistou a Copa América.

Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. LAMPIÃO disse:

    QUANDO TITITI VERMELHO DEIXAR O COMANDO DA SELEÇÃO, VOLTO A ME INFORMAR SOBRE.

Coronavírus segue provocando nervosismo aos mercados: com dólar a R$ 4,66, Banco Central anuncia terceira intervenção no câmbio

Foto: Marcelo Casal Jr/Agência O Globo

O dólar comercial superou novo recorde intradiário ao chegar aos R$ 4,662 por volta das 14h. Diante deste cenário, o Banco Central (BC) anunciou três intervenções extraordinárias no câmbio somente nesta quinta. Mais cedo, quando duas ações foram feitas, o câmbio não cedeu. Por enquanto, a moeda americana ainda sobe 1,77%, a R$ 4,66. O Ibovespa (índice de referência da Bolsa de SP) recua 2,95%, aos 104.056 pontos, em linha com o exterior.

O dia é de queda nas bolsas do mundo inteiro. Nos EUA, o Dow Jones, principal índice da Bolsa de Nova York, chegou a cair 3% logo após a abertura dos mercados e perto das 14h (horário do Brasil) recuava 2,26%. O Nasdaq recuava 1,58% e o S&P tinha queda de 2,11%.

O agravamento do surto do novo coronavírus no mundo traz nervosismo aos mercados.

— É muita gente movendo na mesma direção ao mesmo tempo. Se você tem uma alta de 4,5% num dia (foi o quanto chegou a subir a Bolsa americana na quarta-feira) e uma queda de 2% no dia seguinte, o que significa? Significa que simplesmente não sabemos o que está acontecendo — disse Kathryn Kaminski, chefe de pesquisa e estratégia do AlphaSimplex Group à Bloomberg.

A Califórnia entrou em caso de emergência após o governo do estado ter confirmado 53 casos de Covid-19 (nome da doença causada pelo coronavírus), número mais alto dos Estados Unidos. Na Europa, a Itália fechou escolas e universidades até a metade de março para conter a disseminação da doença.

No Brasil, a perspectiva de que o BC terá de reduzir os juros – após os EUA terem feito um corte extraordinário na sua taxa básica na terça-feira – e o fraco resultado do PIB de 2019 divulgado nesta quarta pelo IBGE são fatores adicionais a pressionar Bolsa e dólar.

Dentro de uma cesta de 21 moedas de economias emergentes, compilada pela agência Bloomberg, o real é a divisa que mais se desvalorizou frente ao dólar, com queda de 12,1%. Em seguida, vêm o peso chileno (-7,94%) e o peso mexicano (-3,11%).

— A disseminação e os impactos econômicos globais do coronavírus, junto com indicadores internos apontando para crescimento mais fraco fazem com que o dólar siga essa trajetória de disparada — diz Álvaro Bandeira, economista-chefe do banco digital Modalmais.

Nesta quinta-feira, o dólar já abriu acima de R$ 4,60, mesmo após o BC ter anunciado, na véspera, um leilão de 20 mil contratos de swap cambial (oferta de dólar com compromisso de recompra). A cotação também não recuou no início da manhã, quando foi feito outro leilão de 20 mil contratos. No início da tarde, nova oferta de 20 mil papéis foi ofertada. Assim, o BC colocou no mercado, somente nesta quinta, US$ 3 bilhões.

— A a atuação do BC não é para definir um patamar de câmbio, é para conter distorções observadas no mercado — avalia Gilmar Lima, economista do BMG.

Os efeitos do coronavírus na economia global estão levando analistas a preverem um corte maior de juros pelo BC.

— O mercado parou de projetar se o BC cortaria ou não ou juros. Agora avalia se o corte na Selic será de 0,25 ou 0,5 ponto percentual daqui a duas semanas. Com juros mais baixos, o ‘carry trade’ (aplicações nas quais o investidor busca ganhar com a diferença entre câmbio e juros) fica menos atraente ainda, fazendo com que investidores externos não venham para cá, ou, quem já está aqui, saia — explica Bandeira.

Atualmente, a taxa básica de juros Selic está em 4,25% ao ano, piso histórico para o indicador. Após a decisão do Federal Reserve (Fed, banco central americano) da terça-feira passada, o BC brasileiro sinalizou que também pode reduzir a taxa de juros aqui.

Os grandes bancos estão revisando as projeções para Selic neste ano. Na segunda-feira, o Goldman Sachs publicou relatório no qual projeta que os juros brasileiros encerrem o ano em 3,75%. O Bank of America (BofA) também revisou seus números, e agora projeta juros a 3,5% este ano.

Destaques do Ibovespa

As ações de maior influência na Bolsa brasileira operam em queda nesta quinta, também repercutindo os desdobramentos do coronavírus e as projeções de uma economia mais fraca em 2020.

Os papéis ordinários (ON, com direito a voto) e preferenciais (PN, sem direito a voto) da Petrobras caem, respectivamente, 2,62% e 2,49%. Também influencia a queda de 0,7% na cotação do barril de petróleo tipo Brent, que é negociado a US$ 50,77.

A Vale, que tem em Pequim seu principal comprador de minério de ferro, opera com perdas de 2,24% nesta sessão, resultado potencializado pela projeção do mercado de que a China demandará menos commodities diante dos impactos econômcios causados pelo Covid-19.

O setor bancário, de maior peso no índice, também opera com perdas nesta quinta. Os papéis ON do Banco do Brasil caem 3,88%. As ações PN do Bradesco e do Itaú Unibanco perdem, respectivamente, 1,32% e 2,06%.

Em percentual, porém, a maior queda fica por conta da resseguradora IRB Brasil: 11,08%. A empresa, na véspera, tombou 32% na Bolsa após o bilionário americano Warren Buffett negar que detenha ações ou que tenha vontade de comprar papéis da empresa.

Neste pregão, pesa o pedido de demissão de José Carlos Cardoso, presidente do IRB, e o Fernando Passos, seu vice.

O Globo, com agências internacionais

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. IBMENDONCA disse:

    Ué…mas o ministro da economia disse a 15 dias atrás que o dólar alto é bom…porque o BC tá intervindo???
    Alguém pode explicar???

  2. Andreilson disse:

    O dólar já vinha batendo recordes bem antes do coronavírus…
    Aqui já tínhamos o bolsonavírus

  3. Leo disse:

    Coronavírus?
    Será q não é/foi o pibinho e o pseudopresidente q nos "governa"?

MUITO BOM: Caixa anuncia financiamento imobiliário com juros fixos; condições são válidas para imóveis residenciais novos e usados

Foto: José Cruz/Agência Brasil

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quinta-feira (20) o lançamento de uma nova linha de crédito habitacional com taxa fixa. As contratações podem ser feitas a partir desta sexta-feira (21) com juros de 8% a 9,75% ao ano, dependendo do tempo de financiamento e do relacionamento do cliente com o banco.

“Vamos permitir que as pessoas tomem empréstimos por 20 anos, 30 anos, sabendo desde o primeiro dia quanto elas vão pagar”, disse o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, durante cerimônia de lançamento da nova linha de crédito, no Palácio do Planalto.

As condições são válidas para imóveis residenciais novos e usados, com quota de financiamento de até 80% do valor do imóvel. O cliente poderá escolher entre os sistemas de amortização SAC (com parcelas decrescentes), para contratos de até 360 meses, ou Price (parcelas fixas), para financiamento de até 240 meses.

No ano passado, o presidente da Caixa havia adiantado a intenção do banco em adotar o crédito habitacional pré-fixado. Nesta quinta-feira, ele explicou que agora, os clientes têm três opções de contratação: com correção pela Taxa Referencial (TR), definida pelo Banco Central; pela inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA); ou sem correção.

“O que nós queremos oferecer para a sociedade? Opções. Nós não queremos dizer para o cliente o que ele tem que fazer. Então, nós oferecemos o crédito por TR, oferecemos pela inflação, que neste governo está no nível mais baixo, e agora oferecemos sem inflação e sem TR”, disse.

crédito habitacional com contratos corrigidos pela inflação foi adotada em agosto do ano passado pela Caixa. Nessa modalidade, os juros variam de 2,95% a 4,95%. Já pela TR, as taxas vão de 6,5% a 8,5%.

Durante seu discurso, o presidente Jair Bolsonaro comentou as facilidades atuais do financiamento habitacional. “Quem podia pensar um dia alguém falar em credito imobiliário com taxa fixa? Meu pai morou em 20 imóveis de aluguel. Não precisa falar que ficou inadimplente para mudar tanto assim. Hoje em dia não teria esse problema”, brincou.

Em 2019, a Caixa concedeu R$ 26,6 bilhões em crédito imobiliário pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos (SBPE), que têm recursos captados, principalmente, dos depósitos de poupança pelos bancos e outras instituições financeiras.

Os clientes podem fazer simulações e saber mais sobre as modalidades de financiamento no site da Caixa.

Agência Brasil

DNIT anuncia a construção de Viaduto no Complexo Viário do Gancho de Igapó e explica mudanças no tráfego das rodovias federais 101/Norte e 406/RN

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Estado do Rio Grande do Norte (DNIT/RN) realiza, nesta quinta-feira (20), às 16h, coletiva de imprensa para anunciar o início da terceira etapa de obras do Complexo Viário do Gancho de Igapó. Nesta fase, será construído um viaduto sobre a BR-101 e BR-406. Na quarta fase, a ser iniciada em seguida, será construído o túnel que fará a ligação entre a Avenida das Fronteiras e a RN-160 e a BR-101/Norte.

Veja mais: Com construção de viaduto, entenda a alteração no Trânsito no entorno do Gancho de Igapó

O Complexo Viário do Gancho de Igapó é um empreendimento rodoviário de grande importância para a melhoria da mobilidade urbana e muito aguardado pela população da Zona Norte de Natal e de municípios vizinhos.

Durante a coletiva, também serão explicadas as alterações que ocorrerão no tráfego para viabilizar a construção do viaduto e do túnel.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. natalsofrida disse:

    Estamos num governo sério, sem falcatruas e roubos. Vai sair sim o viaduto vê com certeza rápido. Valeu capita.

  2. Everton disse:

    E a duplicação da reta Tabajara é só conversa fiada do governo Bolsonaro

    • Terto Ramos disse:

      Se oriente meu caro.
      A obra segue a todo vapor, não para mais como em outros tempos.
      Vai lá vê, ao invés de ta falando merda.
      Vá no YouTube e veja o festival, o show de inauguração que o ministro Tarcísio está propiciando junto com o presidente Mito.
      Se comparado com o seu governo corrupto é duzentas mil vezes, a zero viu??
      Veja o que aconteceu recentemente no Pará. A INAUGURAÇÃO DA BR 163, UM SONHO, UMA ESPERA DE 40 ANOS, pois pra vc que é desenformado, está PRONTA.
      kkkkkkk
      Chola não BB. O Brasil vai dar certo, nas mãos do presidente Bolsonaro kkkkkk
      Vc vai vê.

  3. Getro disse:

    Enquanto isso as passarelas do complexo viário da BR 304 em Mossoró não foram feitas por falta de verbas, mas para Natal não falta!!!!!

  4. Bader disse:

    Desde da copa do Brasil que isso está no papel

  5. Edejuniornatal disse:

    Se tiverem o mesmo empenho como aconteceu em Parnamirim realmente sai

    • paulo disse:

      BG
      A saída do prolongamento da Prudente de Morais já chegando na BR101 está horrivel, a construtora não terminou a calçada o mato esta altissimo e a visibilidade ZERO, a curva que os "engenheiros" da obra fizeram com mais de 90° graus e o risco iminente de acidentes graves pois os veículos que transitem na via lateral da BR 101 vem com muita velocidade. O DENIT deve estar esperando um grave acidente com mortos para desmanchar a geringonsa que fizerem no acesso a pista lateral.