Social

Até tu cemitério???

Praticamente todas as ruas do cemitério estão esburacadasFoto Aldair Dantas

Um verdadeira vergonha a situação dos cemitérios em Natal. Em muitas partes do mundo, cemitério é local de turismo. Aqui em Natal virou símbolo do descaso e local para ladrões se divertir.

Tribuna do Norte:

O Ministério Público instaurou o inquérito civil público para investigar o abandono do cemitério do Alecrim. A promotora Moema de Andrade Pinheiro deu um prazo de 30 dias para que a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) apresente um cronograma de recuperação total de sua estrutura.

Mas a falta de manutenção e precariedade da limpeza, iluminação e segurança não são características apenas do cemitério citado no inquérito. Praticamente todas as unidades públicos de Natal passam por essas dificuldades, inclusive contando com poucos funcionários à disposição. Para se ter ideia da precariedade, apenas o cemitério do Alecrim possui vigilância noturna e só passou a contar com o serviço (dois vigilantes) depois das muitas denúncias de roubos que vinham ocorrendo no período noturno no local.

Embora a aparência de limpeza seja visível, a necessidade maior do cemitério do Alecrim é a restauração do piso das ruas entre as quadras, que estão todas  esburacadas. Um servidor terceirizado – que não quis se identificar temendo alguma reprimenda por parte de sua empresa – disse que “a dificuldade é grande para carregar defuntos na carreta” por causa da buraqueira.

Pelo lado externo, o muro recebeu uma pintura nova, mas do lado interno precisa de restauração. Servidores que não quiseram se identificar explicaram que, depois da chegada dos vigias, o roubo de argolas, cruzes e outros artefatos de bronze, que eram vendidos pelos ladrões para firmas de reciclagem ou sucateiros, diminuiu bastante.

O abandono do cemitério do Alecrim – com 3.964 jazigos aforados – foi denunciada pelo advogado Manoel Procópio de Moura Netto, e dessa denúncia foi aberto o inquérito.
(mais…)

Opinião dos leitores

  1. aateh os cemiterios de natal pedem socorro, mas semsur vai sim fazer alguma Coisa, vao pintar tudo de verde

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Cesare Battisti: talvez o mais novo consultor no mercado

Uma ironia fina do Blogueiro Reianldo Azevedo,

Cesare Battisti já sabe o que vai fazer assim que deixar a cadeia. Seguindo exemplo consagrado no Brasil, deve criar uma consultoria. O lema pode ser este: “Como ser um homicida e influenciar pessoas”.

Imagino a repercussão no meio jurídico mundo afora. “Vejam! O Brasil é aquele país em que a Justiça decidiu que o refúgio concedido ao assassino era impróprio. Mas aí o tribunal deixou para o presidente decidir segundo o tratado de extradição. O presidente jogou o dito-cujo no lixo, e o tribunal, que considerou ilegal o refúgio, soltou aquele que ele próprio, na prática, considera um assassino. Que país engraçado, né?”

Nem digam!

Battisti! O mais novo consultor da República Federativa do Brasil!

Do Blog: Ontem mesmo Battisti já foi liberado, a namorada do “ativista” deu uma declaração aos jornalista fora do STF dizendo que “É como diz a canção: a vida é bela”. Na Itália o pensamento é outro, esse caso mostra mais uma vez a imprudência do ex-presidente LULA, em cumprir os tratados existentes, achando que ele mesmo podia fazer as coisas ao seu bel-prazer.

O governo da Itália anunciou, na madrugada desta quinta-feira, que entrará com recurso na Corte de Justiça de Haia, na Holanda, para tentar reverter a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). No futuro isso pode custar muito caro ao Brasil.

Opinião dos leitores

  1. Peço desculpas ao povo italiano por tão lamentável, embora não surpreendente, decisão brasileira.

    Me envergonho de um presidente Lula, amigo de ditaduras da Venezuela, Cuba e Irã, que se portou de uma maneira leviana no caso da advogada brasileira que mentiu afirmando que havia sido agredida por neonazistas na Suiça, um sujeito que chamou o líbio Kadafi de "meu amigo, meu irmão".

    Democracia é algo que brasileiros de bem ainda não respiraram. Só criminoso que consegue isso por aqui.

  2. Esse é o legado do presidente Lula. Quero ver agora se na Europa e nos EUA acham nosso Ex presidente "O cara".

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Júlio Protásio sugere aos manifestantes pressionarem o Bispo e Albert Dickson a desocuparem a CEI dos Aluguéis

Manifestantes e dois vereadores conversam sobre as reivindicações para substituição do relator ou presidente da CEIReportagem da Tribuna do Norte com foto de Júnior Santos.
Alvo de discórdia, as vagas de presidente e relator da  Comissão Especial de Inquérito (CEI), que investigará os algueis da Prefeitura de Natal, serão postas em mesa, mais uma vez, hoje. Após descer ao pátio ocupado por manifestantes na Câmara Municipal de Natal (CMN), o presidente da casa, Edivan Martins, e o vereador Júlio Protásio (PSB), abriram um canal de diálogo com o grupo presente e sinalizaram com a possibilidade de discussão acerca da recomposição da CEI. Nada de definitivo, mas o parlamentar do PSB, que é líder da legenda na CMN, se comprometeu em reunir a bancada na manhã de hoje no intuito de “sensibilizar” o vereador Bispo Fraqncisco de Assis (PSB) a deixar a presidência da comissão e entregá-la a um dos membros da bancada de oposição. O grupo que entoa palavras de ordem contrárias à gestão da prefeita Micarla de Sousa (PV) teve a intermediação da presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal (Sinsenat), Soraya Godeiro.

Há dois dias ocupando o pátio interno da CMN, os manifestantes chegaram condicionar a saída do local a realização de uma audiência pública que deverá discutir os aluguéis da Prefeitura de Natal (pleito atendido) e também a entrega da relatoria ou da presidência da CEI a um dos vereadores da oposição. Os vereadores Edivan Martins e Júlio Protásio desceram ao pátio da CMN acompanhados de três seguranças. Se aproximaram, sentaram, conversaram e debateram. Réus da Operação Impacto, ambos ouviram parte dos manifestantes lembrarem da boa aparência na qual se encontram as instalações do legislativo e, por outro lado, lembraram que os gabinetes precisam também da leveza das paredes e estrutura do local. “Estamos aqui para dizer que más lembranças como a da Operação Impacto não deveriam ser repetidas”.

Quando Edivan Martins exclamou que não tem legitimidade para “atropelar” o regimento interno da Casa e determinar quem será o relator e o presidente da CEI ouviu dos manifestantes que é o líder da casa e que, inegavelmente, tem um substancial poder de articulação e convencimento perante os demais. “Não dá para dizer que o senhor não tem nada a ver com essa formação. O senhor lidera essa casa e sabe muito bem que pode articular no sentido de dar maior isonomia e moralidade a esse processo”, destacou um dos presentes.

Durante todo o diálogo os vereadores utilizaram o regimento interno da casa como argumento para as decisões tomadas até agora na CEI dos alugueis. Em certo momento, Júlio Protásio chegou a sugerir aos manifestantes que pressionassem os vereadores Bispo Francisco de Assis e Albert Dickson (PP) a desocuparem uma das vagas – de presidente e relator – porque a Mesa Diretora não detinha mais de legitimidade para fazê-lo. Albert, aliás, foi alvo de agudas críticas da mobilização e é tratado como um representante “suspeito” da CEI dos alugueis. “Queremos que pessoas da confiança da população façam parte desse processo e dêem a transparência necessária”, destacaram. No pátio da CMN pode-se encontrar uma verdadeira diversidade partidária, social e cultural. Do PT ao DEM, do artista ao advogado. “Um movimento plural, horizontal e sem líderes”, definiu o estudante Marcos Aurélio.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Denúncia

URBANA: Caso de Polícia

Excelente reportagem da Tribuna do Norte mostrando o desmantelo que é a nossa empresa de coleta de lixo, como podemos ver são muito graves as constatações:

Na ação civil publica contra a Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana) que agora tramita na 3ª. Vara da Fazenda Pública, o Ministério Público Estadual levanta suspeitas sobre os subcontratos da Trópicos Engenharia e Comércio Ltda. As conhecidas “quarterizações de contratos” facilitaram o uso de “laranjas” por servidores da Urbana e pessoas ligadas ao sistema para agregar equipamentos, segundo denúncias do MPE.

Essas informações constam no processo que está disponibilizado na íntegra no site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. Segundo os promotores do Meio Ambiente, João Batista Machado, e do Patrimônio Público, Sílvio Ricardo Gonçalves de Andrade Brito e Rodrigo Martins da Câmara, “os laranjas agregavam  equipamentos em troca de vantagens indevidas, a pedido de apadrinhados políticos ou de pessoas poderosas ligadas ao próprio sistema”.

Entre janeiro de 2006 e abril de 2011, a Urbana manteve 82 subcontratos, para uso de mais de 100 caminhões e máquinas pesadas. Esses contratos possuíam vigências diversas e somaram R$ 14.256,223,87, de acordo com a estimativa global publicada nos extratos. Para saber efetivamente quanto desse valor foi pago, o MPE solicitou a Urbana as guias de pagamento.

Parte das ordens de pagamento já estão com o MPE. Os promotores denunciam, de acordo com documentos recebidos e depoimentos colhidos, que “no papel os equipamentos eram locados pela Trópicos, mas no mundo real são máquinas e pessoal à serviço da Urbana, usando o famoso “jeitinho”, para não fazer licitação, para não se arcar com as obrigações trabalhistas e previdenciárias e, o mais grave para contratar quem eles quiserem”.

Os caçambeiros eram subcontratados pela Trópicos, com anuência da Urbana, que efetivava os pagamentos. Os promotores dizem, ainda, que para contratação “bastava que a Urbana indicasse à Trópicos (que sendo dela contratada não iria, obviamente, se opor) quais equipamentos e pessoas ela deveriam contratar”. Na ação, os promotores questionam o fato de os contratos e subcontratos terem sido renovados, automaticamente, a partir de aditivos. A única licitação de contratos ocorreu há sete anos.

Parte dos subcontratos da trópicos teve prorrogação até janeiro deste ano e  outros até dezembro de 2010, de acordo com documentos que integram a ação.  Nesse material, que foi remetido pela Urbana ao MPE, ainda não constam todos os aditivos publicados. Até ontem, o MPE aguardava a remessa de mais aditivos, principalmente, os publicados até março deste ano.

Por isso, não fica claro quantos contratos realmente foram aditivados e estavam sendo operacionalizados. Hoje, os promotores que tocam a ação concedem coletiva à imprensa. O MPE não antecipou o assunto que será tratado. Até ontem, não havia despacho novo na ação.

(mais…)

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marketing

A Vivo apresenta Eduardo & Mônica.

Muito legal. A clássica  ‘Eduardo e Mônica’, da Legião Urbana, virou curta-metragem. Esteve no topo dos trending topics hoje durante todo o dia . A Vivo postou hoje no YouTube em homenagem à banda.

Segundo a diretora de marketing da Vivo, Cris Dulclos, foi a campanha online de maior investimento já feita no Brasil.

http://www.youtube.com/watch?v=kCNFMYe7mcU&feature=player_embedded#at=15

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Clínica Vereador Albert Dickson já faturou mais de Meio Milhão de Reais com a PMN

NoMinuto.com:

A clínica do vereador Albert Dickson (PP), já lucrou R$ 552.976,78 em terceirização de serviços de saúde e pode amealhar ainda mais R$ 2,9 milhões se o atual contrato, de R$ 54 mil mensais, se prorrogar pelos próximos 54 meses, como consta em contrato.

Dickson foi indicado para a relatoria da Comissão Especial de Investigação (CEI) que tenta comprovar irregularidades nos aluguéis da Prefeitura do Natal, o que levou a vereadora Sargento Regina (PDT) a teorizar sobre o caso: “Não tenho nada pessoal contra ele, mas acredito que não há condições de membros ligados à prefeita fazerem relatoria da CEI”.

A declaração vai ao encontro do que Enildo Alves declarou ao Nominuto.com em entrevista ontem: “Não há menor condição da bancada da prefeita investigá-la”

O primeiro contrato que lançou a clínica de Dickson na folha de pagamento dos serviços terceirizados da Prefeitura de Natal data de 05 de junho de 2008. Por R$ 3,5 mil, a clínica foi contratada por período de 11 meses para ofertar seus préstimos a usuários do SUS.

Em 24 de julho de 2009, quando coordenava os trabalhos da relatoria da CEI dos Medicamentos, que investigou irregularidades da gestão de Carlos Eduardo, o contrato saltou para valor mensal de R$ 13.325,50.

Em outubro do ano passado, novo dispositivo elevou para R$ 14.058,00. O contrato vigorou por dois meses.

Foi quando se registrou o maior salto, em 1º de dezembro do ano passado. Na ocasião, a Clínica Albert Dickson subscreveu acordo de contratação de serviços orçados em R$ 54.409,13 mensais com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

(mais…)

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social

África do Sul, um ano depois: o que deu errado

Opinião dos leitores

  1. Estádios como os de Natal, Manaus, Brasilia e de Cuiabá ficarão da mesma forma que os mostrados na matéria é um absurdo uma copa nesses moldes em países como a Africa do Sul e o Brasil, pois são os países que tem que se adequar ao evento e não o evento a realidade financeira dos países, mais uma vez é um absurdo gastar tanto dinheiro público em uma coisa supérflua como jogos de futebol.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Matar pode. Não pode divulgar. "Incompetência Explícita em Mossoró"

O Poeta Crispiniano Netto, na sua coluna de hoje Prosa e Verso, no Jornal de Fato de Mossoró, publica esse artigo. Incompetência, Insensatez são alguns adjetivos que o poeta descreveu sobre a situação da segurança em Mossoró.

Segue o artigo de Crispiniano:

O secretário de Segurança do Governo Rosalba Ciarlini veio ontem a Mossoró dar uma demonstração de anacronismo e incompetência explícitos. Como na famigerada piada do sofá, em que o marido traído, em vez de separar-se da mulher adúltera manda queimar o sofá onde flagrou a cena da traição, vem o senhor secretário de segurança do Estado à terra da governadora, dizer que não se podem divulgar as mortes.

Pelo menos o ITEP, cujo diretor quase caía, porque deixou a cidade saber que cem mossoroenses já perderam as vidas na boca do trabuco neste ano da (des)graça de 2011, desde que a filha da terra assumiu o comando do poder estadual. Só faltou dizer com a boca da insensatez: “pode matar, o que não pode é divulgar”. Querer que cem mortes violentas em 157 dias, ou seja, um assassinato a cada 37 horas, fiquem sem divulgação, é, santa estupidez, “querer tapar o sol com uma peneira”… Já não basta esta outra piada da tal “Operação Sertão Seguro” que o governo Rosalba anuncia?
(mais…)

Opinião dos leitores

  1. Isso só mostra a incompetência do governo em dar uma resposta À sociedade frentre o problema da violência.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

TJ valida por unanimidade eleição de Valério Mesquita

O Tribunal de Justiça do Estado acaba de indeferir, por unanimidade, mandado de segurança impetrado pelo conselheiro Renato Dias contra a eleição do colega conselheiro Valério Mesquita para a presidência do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RN). Preterido na escolha, Renato Dias alegou que o Regimento Interno da Corte de Contas prevê rodízio por ordem de antiguidade. E que, de acordo com este critério, ele seria o atual presidente do TCE.
No entanto, a Lei Orgânica do TCE, hierarquicamente superior ao Regimento Interno, prevê rodízio por livre escolha. E com base neste critério, os conselheiros escolheram Valério Mesquita. Insatisfeito com o entendimento da maioria dos colegas, Renato Dias impetrou mandado de segurança questionando a eleição. Os pedidos de concessão de liminar foram indeferidos. Hoje, ao apreciar o mérito do Mandado de Segurança, o TJRN acabou de indeferir o pedido do conselheiro. Validou, assim, a eleição de Valério Mesquita para o biênio 2011/2012.

Extrato do Processo:

(mais…)

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Jane Alves sob proteção da Polícia Federal

Tribuna do Norte:

A ex-mulher do advogado Anderson Miguel da Silva, Jane Alves de Oliveira Miguel da Silva, está recebendo escolta de agentes da Polícia Federal. O pedido partiu da própria empresária, que está temendo pela vida após o assassinato do ex-marido, ocorrido quarta-feira passada. A informação foi confirmada pela Justiça Federal, que, no entanto, não esclareceu qual órgão teria concretizado a solicitação e ordenado a segurança.

Tanto o Ministério Público Federal, que acompanha as investigações do caso, quanto a Polícia Federal, responsável pelo inquérito, informaram através das assessorias de imprensa que não darão mais detalhes sobre a proteção prestada. De acordo com o advogado Rogério Lara, representante de Jane Alves,  a escolta não ocorria durante os depoimentos da Operação Hígia, tendo começado no final da semana passada.

O advogado também se negou a prestar maiores esclarecimentos alegando um suposto pedido do juiz federal Mário Jambo para que Jane não concedesse entrevistas. A informação foi desmentida por Jambo que, através da assessoria, disse não ter dado nenhuma orientação a ré do processo federal nesse sentido.

“Não podemos falar nada agora sobre o depoimento prestado por Jane, nem detalhes do pedido de escolta de forma que não haja comprometimento das investigações”, alegou Lara.

Em duas oportunidades distintas durante a semana passada a reportagem teve contato direto com a empresária Jane Alves; em ambas, não notou a presença de policiais federais. O primeiro encontro ocorreu na manhã da quinta-feira passada na sede do Itep, no bairro da Ribeira.

Sempre acompanhada por três advogados, Jane não disse sequer uma palavra aos órgãos de imprensa. Entrou e saiu do órgão sempre “escoltada” apenas por seus representantes na Justiça.

O segundo contato ocorreu no sepultamento de Anderson, na manhã de sexta-feira passada no cemitério Morada Paz. A mulher passou menos de cinco minutos ao lado do caixão do ex-marido e deixou o local dirigindo o próprio carro e acompanhado apenas da filha.

(mais…)

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Denúncia

Polémica no Cidade Junina

A imprensa recebeu um release da organização do Camarote Kia/Skol como divulgação no Mossoró Cidade Junina. Realmente se o espaço tiver tudo isso que está divulgando é de primeira categoria. Mas cabem alguns questionamentos: esse espaço é licitado? É vendido? É cedido gratuitamente? Qual seria a contrapartida da empresa que explora para ter o direito de cobrar preços salgados para forrozeiros aproveitarem toda essa estrutura do Camarote?

No maior São João do Estado é muito significativo um espaço que comporta 2 mil pessoas, é uma área muito grande para ser  doado pelo poder público. Sem falar no valor do ingresso que não é baixo.

O poder público nesse caso está bancando toda estrutura de seguranças nas ruas, limpeza e atrações nos palcos.

Segue releese da organização do camarote divulgando todas as suas qualidades e suas características:

Espaço foi projetado para oferecer o que há de melhor em lazer, conforto e segurança.

O Mossoró Cidade Junina já vai começar e uma das grandes atrações do evento é o Camarote Kia/Skol, com infraestrutura completa de lazer e entretenimento, pensado e ambientado para oferecer o que há de melhor aos mossoroenses, visitantes e turistas. O Camarote Kia/Skol vai funcionar de 09 a 28 de junho, sempre de quinta a sábado. Mas em dias de grandes shows – Maria Cecília e Rodolfo se apresentam numa terça-feira, o camarote também estará aberto ao público.
O Camarote Kia/Skol possui capacidade para 2.000 pessoas e dispõe de palco, praça de alimentação, boate climatizada e varanda panorâmica, com a visão mais privilegiada da Estação das Artes. Os acessos começam a ser vendidos na próxima quarta-feira, 08 de junho, nos pontos de vendas credenciados, no Hotel Thermas e/ou na Polo Play do Mossoró West Shopping.

Opinião dos leitores

  1. Brunão, nos dois conhecemos bem isso né??? Absurdo!!! Aproveito para parabeniza-lo pelo Bloq do BG…..

    Saudações Alvinegras!!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

ABC faz gato e sapato do Goiás

Revista Placar:

O ABC-RN manteve a invencibilidade no Campeonato Brasileiro Série B. Nesta terça-feira, os potiguares superaram o Goiás por 2 a 0. Repleto de jogadores leves na frente, o time de Natal não deu chances para o Esmeraldino, que sofreu o segundo revés no torneio.

Com o triunfo, o Alvinegro assumiu a liderança provisória com oito pontos. Na próxima rodada, o adversário será o Vitória, na Bahia. Já o Goiás buscará a reabilitação diante do Paraná.

O jogo – Invicto na Segundona, o ABC-RN começou o embate indo para cima dos goianos. As arrancadas de Cascata e as infiltrações de Elionar Bombinha dificultaram a vida do goleiro Harlei, que fez sua estreia na competição nacional após se recuperar de contusão muscular.

Com maior volume de jogo, as principais chances dos donos da casa saíram dos pés do habilidoso Cascata. Aos 24 minutos, o meio-campista fez boa jogada e achou Renatinho, que carimbou o veterano goleiro esmeraldino.

Preso, o Goiás não conseguiu construir uma boa trama e pouco ameaçou o time abecedista. As oportunidades mais agudas foram de chutes de longa distância, ‘chuveirinhos’ e escanteios.

Sendo assim, apesar de dinâmico, o primeiro tempo no Estádio Frasqueirão terminou sem alteração no placar. Bom para os goianos, que estavam levando um ponto para o Centro-Oeste. Mas a alegria dos visitantes durou pouco.

A tônica da segunda etapa continuou a mesma. Os ligeiros homens de frente do ABC fizeram gato e sapato da zaga do Goiás. Em uma destas investidas, falta na entrada da área aos 12 minutos. Após cobrança de Tiago Garça, Bombinha pegou o rebote e chutou em cima de Harlei. No entanto, Nego foi mais rápido e abriu o placar.

Com o tento, os anfitriões, comandados pelo técnico Leandro Campos, ficaram ainda mais superiores e passaram a ensinar o bê-á-bá para o rival de Goiás. Dois minutos depois, Oziel derrubou Reantinho Potiguar dentro da área. Pênalti, que Elionar Bombinha converteu e se juntou a Ricardo de Jesus, da Ponte Preta, como artilheiro da Série B (4 gols).

No lance, Oziel foi expulso. Com um a menos, o Goiás passou a oferecer ainda menos resistência e nada pôde fazer para findar a série invicta do rival, que será ponteiro da Série B até, pelo menos, sábado – quando Sport, Ponte Preta e Salgueiro podem retomar a liderança.

Opinião dos leitores

  1. Humildemente, era pra ter sido uns 4 ou 5 a zero tamanha a facilidade. Valeu ABC! Como diz Levi Araújo: "Líder porque te quero líder!".

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Governo vai a justiça contra os Policiais Civis

Tribuna do Norte:

O governo do Estado decidiu pedir na Justiça, ainda hoje, a declaração de ilegalidade da greve da Polícia Civil, que se arrasta há 20 dias. “A partir do  ajuizamento  da ação civil pública vamos apurar as faltas e cortar o ponto dos servidores grevistas”, anunciou, ontem à tarde, o procurador geral do Estado, Miguel Josino Neto, durante uma coletiva com a imprensa no auditório da Governadoria.

Miguel Josino Neto disse que, por determinação da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) será suspenso o pagamento dos salários dos agentes e escrivães da Polícia Civil, que entraram em greve no dia 17 de maio, em virtude do impasse em que se encontra a negociação entre a categoria e o governo.

Josino Neto afirmou que o  governo faz um apelo para que os policiais em greve voltem ao trabalho, “para não dizer que é intransigência” e também “para garantir volta à mesa das negociações”.

Para o procurador, conciliação “implica em concessões” das duas partes “e significa em ceder e avançar em outros aspectos”. Por isso, a decisão do governo em ajuizar uma ação numa das Varas da Fazenda Pública da Comarca de Natal “não se trata de estado de animosidade e intransigência em relação à greve, reconhecida como direito dos servidores pelo governo”.
O governo está confiante numa decisão judicial favorável à decretação da ilegalidade da greve, pois o próprio Josino Neto informou que nas greves  da Polícia Civil de 2007 e 2010, a Justiça também decidiu pela sua ilegalidade.

(mais…)

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Milton, o confeiteiro do Salesiano

Quem estudou no Salesiano nos últimos 35 anos conheceu Milton dos Confeitos. Milton era um cara gentil e fazia a alegria da criançada. Comprei muito a Milton. Minha primeira Halls, meu primeiro sete belo, meu primeiro chiclete ploc, as primeiras bilocas. Minhas primeiras figurinhas de ET e da Seleção Brasileira de 82 comprei a Milton. ABCdista doente, de não perder um jogo e viver com a camisa do clube.

A carga horária de Milton no Salesiano era de 7 da matina as 7 da noite. Quantas vezes vi Milton empurrando seu carro pelas ruas da Ribeira para guardar o carrinho no antigo Grande Hotel. Era tão conhecido que muitos pais e mães orientavam os filhos a ficarem no carrinho de Milton como ponto de referência. Último contato com Milton foi no inicio deste ano. Surpreso com minha forma física, ele me reconheceu e disse, “Malvadeza (não sei porque mas este era um apelido que tinha no Salé de guerra), quase não lhe reconheço, deixa eu pegar minha caderneta aqui para ver se você ainda tem prego aqui”. Sorriu e logo depois passou a fazer mil perguntas sobre o ABC.

Soube pelo twitter da passagem de Milton desta para melhor, mas não tinha processado direito, quando cheguei ontem para pegar meu filho no Salesiano velho da Ribeira, olhei para a esquina da calçada e lá não estava o carro de Milton Confeiteiro. Parei um minuto e fiz uma pequena reflexão da minha vida na escola. A lágrima desceu e ficou a agonia somada ao aperto no peito. Milton foi assassinado covardemente na sua casa na noite de domingo com vários golpes aplicados com uma pá, não se sabe o porque. Caro Milton, foram muitas e muitas jornadas. Você  era um amigo camarada. Fica com Deus.

* Um simples homenagem minha e de todos aqueles jovens Salesianos que se tornaram seus amigos

Após a publicação desse post, descobriu que Milton foi assassinado por um grupo de pessoas que tem executados homossexuais. Nunca tinha notado que Milton era, mas depois algumas pessoas confirmaram.

Opinião dos leitores

  1. Também estudei lá de 1985 a 1989 e comprei muito a Milton, uma verdadeira lenda do Salesiano. Xaxá de banana e chicletes com figurinha eram meus prediletos. Eita que a minha lembrança foi longe agora, lembrando da Leds, das corridas de tampinha e de alguns colegas de turma e professores. Vá com Deus, Milton. Descanse em paz!!!

  2. Lamentável o que aconteceu com Milton. Hoje ao deixar o meu filho no salesiano, o vazio, o no na garganta e o aperto no peito me fizeram parar por alguns segundos e me questionar o porque de tamanha brutalidade??!! A frente do salesiano já não e a mesma, existe um vazio que nada e ninguém conseguira ocupar. Parabéns Bruno pela homenagem a essa figura humana e que fez parte das nossas história. Hoje o meu filho perguntou se seu Milton estava doente e confesso que foi difícil explicar para ele o que houve e no final escutei Dele: mamãe eu gostava muito dele!

  3. Após receber notícias assim, a gente chora…e logo vem Deus dá um conforto nos levando às boas lembranças…
    Da 1ª a 5ª série,Milton sempre me dava bala xaxá de banana, minha predileta…rs (é a nova..kkk)
    Milton "tomava" conta de mim quando meu tio se atrasava pra me pegar nos dias de "educação física"…
    e no pré 91 ele guardava meu "material" como ele mesmo chamava, e o dos demais colegas no carrinho quando a gente não estava com muita vontade de assistir aula…kkk
    OBRIGADA DE NOVO MILTON, POR TUDO.
    QUE DEUS O RECEBA COM UM ABRAÇO DE PAI.
    ALMA BOA.

  4. Estudei no Salesiano só um ano. O suficiente pra comprar uns 500 reais em puxa-puxa, geladinho, dadá e qualquer outra besteira com Seu Milton. Fiquei perplexa quando soube, porque apesar de ter estudado lá só um ano, quando ia buscar meu irmão sempre comprava alguma coisinha por lá. Deve ser realmente muito diferente não olhar a barraca dele lá na frente, era praticamente um cartão postal do São José.. temos certeza que ele está num lugar melhor, porque merece. Era um homem muito bom..

  5. Pobre Milton. Me lembro que comprava balas com ele. Ele dava várias balas para minha irmã porque eu já era freguês e comprava todos os dias, a última bala que comprei foi um tic-tac. Ainda guardo a caixinha com carinho. Tenho uma coleção de mais de 40 caixinhas que comprei no carrinho dele. Aqueles papéis que vinham dentro dos Big-Bigs, ainda tenho no meu estojo.

    MILTON!!! NUNCA ESQUEÇEREMOS VOCÊ!

  6. Lamentável a morte do nosso amigo,sobretudo diante de tais circunstâncias…Mas fica na memória de todos que o conheciam,o semblante gentil e agradável que o Milton carregava consigo.Inúmeras vezes,me recordo de suas graças quando levava uma "bagana" nova pra vender!
    Uma pena,nossos filhos não o conhecerem…

  7. Aristotelles, vc falou tudo, isso exemplifica tudo que passei no salesiano!, estudei lá desde o primeiro aninho, só faltou o futebol com caroço de manga, era uma poeira só! rsrsrsr, saudades de um tempo q não volta mais, temos q dizer isso sempre aos nossos filhos, quanto ao Milton só a lamentar e cobrar agora das autoridades publica o desfecho desse crime! tamos aí
    @alencarjr_tata

  8. eh mesmo uma grande perda para quem o conheceu, conheci Milton a muitos anos atras, quando a ETC ainda era ecola tecnica de comercio, quando aiinda tinha seu carrinho na ribeirra, na antiga rodoviaria, eh repugnante a atitude covarde de matar uma pessoa iluminada como Milton, esse podemos dizer que nao fazia mal a ninguem, so prosperava o bem e a felicidade de todos. fica com DEUS meu amigo.

  9. Não sou filho de Natal, nem tão pouco estudei no Salesiano, nem tive o prazer de conhecer o senhor Milton, mas pelos relatos de todos e pelo seu post, vi que realmente era um pessoa do bem. Observem que as coisas mais simples é que nos fazem sentir falta da nossa infância ou de outros momentos de nossas vidas. Corremos tanto e as vezes precisamos esta tão longe de nossas origens que as vezes me pergunto: "Vale realmente a pena 'tudo isso' a ficarmos longe da nossa família e amigos antigos?!"

    Pois bem, parabéns pela singela homenagem.

    Obs. Não sou filho de Natal, mas uma coisa eu digo, SOU ABC até morrer!!!

    t+

  10. Bruno, vamos procurar um investigador policial e botar esse assassino na cadeia. Milton não merecia uma morte dessa, como sujeito bom e pacato que era.

    1. Sou da turma que terminou no Pré de 89 no velho Salé. Triste a notícia do falecimento do Milton. Logo hoje, depois de uma bela vitória do ABC fico sabendo desta tragédia. Certamente ele estaria ontem a noite no Frasqueirão, com chuva e tudo. E que morte estúpida! Não sei os motivos, mas nada justifica uma violência dessa. Não sei onde nossa sociedade vai parar…

  11. Recebi a triste notícia pelo Orkut e me fez lembrar dos meus tempos de infância…

    Infelizmente é o fim que está destinado para todos, mas a forma injusta que assassinaram Milton tem que ser repercutida para que as autoridades olhem para esse crime da mesma forma que olhariam para um crime cometido nos belos prédios da orla de Areia Preta.

    Que Deus lhe receba com o mesmo carinho que o você recebia as crianças que lhe rodeavam durante toda sua história de Labor nas redondezas da Ribeira.

  12. Realmente Milton vai fazer muita falta a várias gerações de alunos que foram seus clientes, só lá em casa além de mim, minhas irmãs Alessandra e Aretuza foram suas clientes, como meu irmão Geraldo Filho que se brincar até hj deve alguma coisa a ele.
    Milton faz parte da história do Salesiano, assim como Pe. Marinho e a LEDS, Mizael e suas aulas de química, Dalvani tomando as bolas na hora do recreio, Pe prata e aquele molho de chaves que quando falava rápido ninguém entendia nada, Pe. Gabriel apertando o pescoço da gente, Cícero da cantina e seus "sticks", e muitos outros, ah e sem falar na beleza de Fábio Jr. tomando conta dos carros do lado de fora.
    Boms tempos que com certeza não voltam mais.
    Aproveitar o espaço e deixar um abraço e um agradecimento para todos os professors do nosso tempo, como "tia" Zeneide, Zé Carlos, Augusto, Arimatéia, Pontes, Pinheiro, Reginaldo, Geraldo, Carlos Caqui, enfim a todos que nos ajudaram nessa ardúa tarefa que é a educação.
    Pra galera da antiga que quizer manter contato, entrei no Salé em 1977(acho) e terminei no pré de 87.
    Twitter: @totinharocha.

    Grande Abraço.

  13. Brunão, ouvindo um programa esportivo segunda à noite, soube da notícia. Queria não acreditar e pedi a minha filha mais velha para averiguar a notícia na terça pela manhã no Salé. Quanto estava tuitando à tarde, ela postou: "Estranho não ver Milton e seu carrinho na frente do colégio…". A tristeza e as lembranças da infância me vieram imediatamente. E na mesma hora me lembrei que ele, arquibaldo como eu, não perdia um jogo do ABC. O encontrei lá no dia 28/05 no jogo contra o Salgueiro e todos os dias o via no Salé (pela manhã e à tarde). Ele sempre me perguntava: Vamos ganhar?… Trocávamos idéias sobre o Mais Querido. A Frasqueira está menor. Os alunos e pais do Salé estão órfãos. Ainda não processei. Que esteja com Deus! Parabéns pela homenagem a Milton em nome de todos alunos e ex-alunos do Salesiano.

  14. Me lembro do seu Milton, eu comprei bolas de gude no carrinho dele.
    Em 91, quando fazia a 5a série, lancei uma moda naquele ano que foram as "corridas de carrinho", que substituíram as corridas de tampinha.
    No Natal do ano anterior eu havia ganho 4 minicarrinhos de plástico da F-1. Resolvi levá-os e chamei mais 3 amigos para jogar nos "autódromos" do salé, que eram aqueles canteiros das orquídeas em forma circular.
    O resto da menina começou a procurar o seu Milton e ele passou a vender os carrinhos tbm.
    Vez por outra tbm a gente o via com o radinho acompanhando os jogos de futebol no fim da tarde, geralmente eram jogos da seleção na Europa.
    Enfim, era um patrimônio do Salé, assim como os coordenadores Mário Sérgio, Rejane, Ediméia, o esqueleto da torre, etc.
    PS: vez por outra vejo no Frasqueirão o prof. Rodoval, responsável pela minha primeira visita a coordenação na 4a série. Eheheheheh

    1. Fiquei sabendo do falecimento de Milton muito por cima, através do orkut do prof. Reginal. Já havia ficado triste com a notícia, agora, sabendo de seu assassinato, acho a notícia pior ainda. E que forma brutal de morrer! Certamente, Milton não merecia. Boa iniciativa, BG, pois Milton, assim como outras figuras, fazem parte da história de todos que já estudaram no Salesiano São José.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Governo do RN gasta em maio mais de R$ 1 Milhão só em diárias

Tribuna do Norte:

Nos últimos quatro meses, o Governo do Estado aumentou em 15 vezes o valor gasto com diárias de pessoal. Em fevereiro o Executivo destinou R$ 84.585,38. No mês de março o gasto subiu para R$ 554.046,34 e abril alcançou o valor de R$ 978.352,08. Em maio, foi pago R$ 1.293.661,60 em diárias.

Na folha do mês de maio foi da Secretaria Estadual de Saúde os maiores gastos, chegando a R$ 200.560. A Polícia Civil recebeu R$ 190.590 para diárias e a Secretaria de Educação foram destinados R$ 162.910.

A Secretaria de Interior Justiça e Cidadania gastou R$ 117.930. O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) destinou no mês de maio R$ 50.480,00 com diárias. A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos empregou R$ 37.865,00 em diárias.

Os gastos do Executivo com diárias surpreendem porque há 15 dias a governadora Rosalba Ciarlini reuniu todos os secretários e pediu redução nos gastos. Ela chegou a afirmar aos auxiliares que eles deveriam definir as prioridades porque o orçamento não teria como ser todo cumprido. O secretário chefe do Gabinete Civil, Paulo de Tarso Fernandes, disse em entrevista disse que o Governo havia identificado um déficit de R$ 180 milhões apenas na folha de pessoal.

“O Estado não tem condições financeiras para cumprir o orçamento. Estamos com um orçamento irreal. Se projeta um déficit milionário”, disse, logo após a reunião, Paulo de Tarso Fernandes. Ele afirmou que a governadora Rosalba Ciarlini pediu unidade dos auxiliares e uma “reescrita do orçamento”.

A contenção de gastos também é usada o principal argumento da governadora Rosalba Ciarlini para não conceder reajuste aos servidores públicos estaduais, onde seis categorias estão em greve (Polícia Civil, Detran, Fundação José Augusto, Emater, Jucern e Educação).

Secretário explica aumento da despesa

(mais…)

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *