Técnica de enfermagem é assassinada a tiros dentro de carro na Grande Natal

A Polícia registrou o assassinato de uma técnica de enfermagem de 32 anos na noite dessa segunda-feira (12) dentro de um carro no município de Goianinha, na Grande Natal. O crime aconteceu no bairro Boa Vista. A vítima trabalhava na cidade de São José de Mipibu. A notícia é destaque no portal G1-RN. De acordo com a notícia, o namorado da vítima, que seria o verdadeiro alvo dos criminosos. Ele estava no veículo e também foi baleado, mas conseguiu fugir em meio aos disparos.

Segundo a matéria, ferido,  o homem foi levado ao hospital da cidade e depois transferido para Natal. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dele. Durante a ocorrência, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi chamada, mas a mulher já havia morrido quando o socorro médico chegou.

A Polícia Militar informa que dezenas de capsulas de pistola foram encontradas no local do crime. A suspeita é de que o assassinato tenha sido motivado por uma briga envolvendo facções criminosas rivais.

Mulher é assassinada com tiro de espingarda em Mossoró; suspeito, marido é encontrado morto, destaca reportagem

É destaque no portal G1-RN nesta segunda-feira(29).  Uma dona de casa de 36 anos, identificada como Maria da Conceição Dantas de França, foi morta com um tiro de espingarda na noite desse domingo (28) na comunidade conhecida como Sítio Ranho da Caça, na zona rural de Mossoró, na região Oeste potiguar. Segundo a Polícia Militar, a suspeita é de que o disparo tenha sido feito pelo marido da vítima, o vigia Carlos Alexandre, de 46. Na madrugada desta segunda-feira (29), ele também foi encontrado morto. Confira detalhes em reportagem na íntegra aqui

Mulher é morta a pedradas no interior do RN

Uma dona de casa de 41 anos foi morta a pedradas na madrugada desta quinta-feira (10) no município de São Miguel. O corpo de Maria Neide da Silva foi encontrado no meio de uma rua no bairro Alto de Santa Teresa. As pedradas atingiram o rosto e a cabeça da mulher.

Segundo informações da Polícia Militar, o principal suspeito é o atual companheiro da vítima, que foi levado à delegacia. Ele nega o crime.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

G1RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. JCabral disse:

    Quando se há intenção de matar, o indivíduo utilizar tudo ao seu alcance para obter se êxito, na ação!!! Não é com um estatuto do desarmamento falido que iremos resolver essa violência, teremos que revogar o ser humano, pois ele é auto destrutivo!!!!

Mulher de 75 anos morre após ser atingida por bala perdida em Mossoró

Uma mulher identificada como Maria Alzenira da Silva, 75 anos, morreu na noite desse sábado (21), após ser atingida por um tiro no pescoço, na cidade de Mossoró, distante 285 quilômetros de Natal. O fato aconteceu por volta das 21h, na rua Artur Bernardes, no bairro Santo Antonio. A informação é do blog O Câmera.

Segundo o blog, os familiares informaram que a vítima estava sentada na calçada de sua residência, quando quatros homens teriam passado na rua, em duas motocicletas, trocando tiros. Maria Alzenira foi atingida por uma balada perdida na região do pescoço.

A vítima chegou a ser socorrida por familiares e encaminhada para o Hospital Regional Tarcísio Maia, mas não resistiu e morreu momentos depois.

Fonte: DN Online

TJ negou proteção a Juíza Assassinada

Folha.com

Um documento exibido em reportagem do “Jornal da Band” na sexta-feira (19) mostra que o Tribunal de Justiça do Rio negou um pedido de proteção da juíza Patrícia Acioli, morta na semana passada quando chegava em sua casa em Niterói, na região metropolitana do Rio.

De acordo com a reportagem, a juíza enviou um ofício ao tribunal, datado do dia 5 de setembro de 2008, pedindo providências relativas a sua segurança. Quase cinco meses depois, a resposta vem por meio de outro ofício. Uma juíza diz que, por ordem do desembargador Luiz Zveiter, “determina o arquivamento do presente por não se vislumbrar a necessidade de adoção de qualquer medida extraordinária de segurança”.

Segundo o “Jornal da Band”, Zveiter foi procurado pela reportagem e afirmou que o texto “provoca diversas interpretações” e “não retrata um pedido específico de escolta”.

(mais…)