Câmara Municipal de Natal: Projeto cria Liga contra a Violência para ampliar proteção à mulher

No combate à violência contra a população feminina, a Câmara Municipal de Natal aprovou na sessão ordinária dessa quarta-feira (11) o Projeto de Lei nº 202/18, de autoria da vereadora Carla Dickson (PROS), que dispõe sobre a criação da Liga contra a Violência para proteger mulheres vítimas da violência doméstica. A matéria define uma linha de cuidados para as mulheres no município, efetivando o atendimento emergencial e especializado nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) e nas maternidades.

Os procedimentos devem abranger a orientação aos familiares ou amigos; encaminhamento para os serviços adequados da rede de saúde (psicoterapia) e acionamento dos serviços de proteção social.

“Entende-se por violência, nesse contexto, o uso intencional de força física, ameaça, contra si ou contra outrem, que pode ou não resultar em lesão, morte, dano psicológico, deficiência de desenvolvimento ou privação”, explicou a vereadora Carla Dickson, ao defender sua proposição.

“Salientamos a importância de conectar a rede de assistência e proteção intersetorial existente no município, de acordo com a necessidade de cuidados. No caso de violência contra crianças, adolescentes e mulheres, além da notificação compulsória é recomendado ao profissional de saúde acionar os órgãos competentes em virtude da legislação de amparo a esse público”, completou.

Outros três projetos também receberam parecer favorável do plenário: PL 1/2019, de autoria do vereador Luiz Almir (Sem Partido), que denomina de Arena Cultural Itapetinga o logradouro público localizado na Avenida Itapetinga, Bairro Potengi, Zona Norte; PL 157/2019, de autoria do vereador Chagas Catarino (PDT), sobre a colocação da palavra “Olhe” em todas as faixas de pedestre da capital potiguar; PL 282/2019, de autoria do vereador Aroldo Alves (PSDB), que reconhece a utilidade pública do Lar Bom Jesus.

Por fim, foram aprovadas duas homenagens para concessão do Título de Cidadão Natalense: uma encaminhada pelo presidente da Casa, vereador Paulinho Freire (PSDB), para o Irmão José Getúlio Silveira, e outra de iniciativa da vereadora Divaneide Basílio (PT) para Ozany Aparecida Gomes da Silva.

OPERAÇÃO CARNAVAL: veja números das polícias, unidades penitenciárias, bombeiros e Itep, que registraram a maior redução da violência dos últimos oito anos no RN

Este ano o Rio Grande do Norte teve a maior redução nos números das Condutas Violentas Letais Intencionais (CVLIs) durante o período do Carnaval dos últimos oito anos. Considerando o período de 21 a 25 de fevereiro, foram registrados 16 CVLIs, contra 26 ocorrências no ano passado – uma diminuição de 38,5%. Na série histórica, é a menor quantidade de CVLIs durante o Carnaval desde 2012, quando foram registrados 12 casos.

NÚMEROS DA OPERAÇÃO CARNAVAL 2020:

POLÍCIA MILITAR (Comandos de Policiamento Metropolitano e do Interior)

Armas apreendidas – 31

Pessoas conduzidas – 77

Carros recuperados – 33

Drogas apreendidas – 5 quilos

POLÍCIA DE TRÂNSITO – CPRE

Abordados mais de 6 mil veículos

Prisões – 5

Mortes em rodovias – 2020: 02 duas. 2019: 03

OPERAÇÃO LEI SECA

Veículos abordados: 927

VEJA MAIS: Operação Carnaval 2020 garante maior redução da violência dos últimos oito anos no RN

SEAP

OPERAÇÃO TOLERÂNCIA ZERO: violação tornozeleiras eletrônicas – 07 ocorrências. Recaptura de foragido – uma ocorrência.

OPERAÇÃO SATURAÇÃO: 686 policiais penais realizaram revistas diárias nas unidades prisionais. 6.992 presos foram revistados em todas as 17 unidades prisionais do RN.

POLÍCIA CIVIL

Na Grande Natal, a Polícia Civil registrou 16 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs), cinco Boletins Circunstanciados de Ocorrências (BCOs), 59 Autos de Prisão em Flagrante Delito (APFD) e 269 Boletins de Ocorrências (BOs).

No interior do Estado, foram 84 TCOs, 12 BCOs, 72 APFD e 489 BOs.

PLANTÃO DELEGACIA DE ATENTIMENTO À MULHER – Natal e Grande Natal: 13 prisões em flagrante. Medidas protetivas – 27

CORPO DE BOMBEIROS

O 1º, 2º e 3º Grupamento Bombeiro Militar, que atuam na Grande Natal, Mossoró e Caicó, respectivamente, prestaram 229 atendimentos ao público nos principais polos carnavalescos do Estado.

O Serviço de Atividades Técnicas (SAT) do Corpo de Bombeiros Militar do RN fiscalizou estruturas de eventos e trios elétricos em mais de 40 municípios.

No total, foram prestados 181 atendimentos na capital potiguar, sendo 61 em Ponta Negra,37 no Largo Buiú (Redinha), 27 em Petrópolis, 14 na Ribeira, 14 no Nazaré, 10 nas Rocas, 10 no largo do Cruzeiro, 06 no Praia Shopping e 02 no Centro Histórico. Os casos envolveram ingestão de bebidas alcoólicas, quedas de pressão, pequenos cortes e fraturas.

ITEP

Acidentes de tráfego: 2020 – 07 ocorrências. 2019 08 ocorrências.

Exames de lesões corporais: 2020 – 149. 2019 – 146.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro disse:

    Burro veio, vc é veio mesmo, acreditar no Bolsonaro é mil vezes melhor do que acreditar nos pilantras do PT, eu por exemplo, acreditei duas vezes em nove dedos, não acreditei na desmiolada da anta que cheiroso empurrou, e me ferrei nas duas vezes que votei nele, ainda levei de crédito àquela desmiolada cretina e burra, foram tantas mentiras , roubos descarados e desmantelo, que tudo que for dito por essa corja, ainda acho melhor o dito por Bolsonaro.

  2. natalsofrida disse:

    Não acredito em nada que essa " mulher" fala.

    • Burro veio disse:

      Mas aposto que acredita no doidinho do Bolsonaro né?! Cada coisa heim!!

    • Cidadão disse:

      Burro véi 🐴 acreditar em PTralhas é complicado. 🐴🐴🐴🐴

Operação Carnaval 2020 garante maior redução da violência dos últimos oito anos no RN

A iniciativa do Governo do RN em realizar a Operação Carnaval trouxe resultados positivos para a redução da violência e das ocorrências policiais em todo o Estado. Este ano o Rio Grande do Norte teve a maior redução nos números das Condutas Violentas Letais Intencionais (CVLIs) durante o período do Carnaval dos últimos oito anos. Considerando o período de 21 a 25 de fevereiro, foram registrados 16 CVLIs, contra 26 ocorrências no ano passado – uma diminuição de 38,5%. Na série histórica, é a menor quantidade de CVLIs durante o Carnaval desde 2012, quando foram registrados 12 casos.

“Esse resultado só foi possível porque o Governo do Estado investiu nas diárias operacionais pagas a mais a 10 mil agentes de segurança pública, o que representa um investimento de mais de R$ 3 milhões”, afirmou a governadora Fátima Bezerra em entrevista coletiva nesta quinta-feira, 27, para apresentar os resultados alcançados. “Saúdo todos os integrantes do nosso sistema de segurança pelo trabalho feito com planejamento, foco, seriedade e responsabilidade. Mostramos que é possível reduzir a violência. Os dados de hoje falam por si. Tivemos um carnaval de paz, o mais tranquilo dos últimos oito anos”, destacou.

Fátima acrescentou que “os resultados não vieram à toa, mas como frutos de uma gestão comprometida, que investiu em diárias operacionais e na dedicação e comprometimento dos nossos agentes de segurança que aceitaram abrir mão de sua folga, atendendo esforço do governo”. Esta colaboração dos agentes, inclusive, foi essencial ao sucesso da operação, pois o efetivo policial atual tem grande defasagem, sendo equivalente ao do ano 2000. “Colhemos estes resultados por que temos planejamento e responsabilidade. Trabalhamos com ações integradas entre as instituições policiais e com as demais áreas do Governo.  Estamos aqui para servir ao povo e fazer a paz triunfar”.

OPERAÇÃO CARNAVAL: veja números das polícias, unidades penitenciárias, bombeiros e Itep, que registraram a maior redução da violência dos últimos oito anos no RN

A governadora externou “gratidão aos agentes de segurança pública do Estado. Acompanhei o trabalho em todo o Estado, trabalho abnegado e dedicado. Esse é o caminho. Os R$ 3 milhões investidos nas diárias operacionais não foram em vão. Trouxeram resultados expressivos e paz ao nosso povo. Nosso foco é, e será sempre, reduzir a violência e trazer paz e prosperidade ao Rio Grande do Norte e a quem nos visita”.

O secretário estadual de Segurança Pública e Defesa Social, coronel Francisco Araújo, destacou o empenho da administração e o comprometimento dos profissionais do sistema de segurança pública que compreende as polícias Militar e Civil, o ITEP, o Corpo de Bombeiros Militar e a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (SEAP). “Cumprimos as orientações dadas pela governadora. Fizemos o planejamento e a execução das ações que resultaram em um carnaval mais seguro e tranquilo para a população”, registrou coronel Araújo.

Diretor do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP), Marcos Brandão explicou que o órgão atuou em escala de plantão, tanto em Natal e Região Metropolitana, como nas regionais do interior (Mossoró, Caicó e Pau dos Ferros).  “Atuamos em conjunto com os demais órgãos da segurança, prestando nossos serviços e atendo a população”, informou.

Ana Cláudia Saraiva, delegada geral da Polícia Civil disse que os resultados positivos são reflexo do apoio do governo e de empenho e dedicação dos agentes que aceitaram trabalhar no período do descanso e da folga. A Polícia Civil trabalhou na Operação Carnaval com 50% do seu efetivo.

Comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Luiz Monteiro da Silva Júnior explicou que a corporação atuou na fiscalização dos locais de realização dos eventos em todo o Estado, na prevenção de acidentes e salvamento. “Nossa atuação acontece também na orientação às pessoas para evitarem áreas de risco. Fizemos mais de duas mil orientações e sete salvamentos aquáticos. Sete famílias deixaram de chorar a morte de entes queridos”, destacou.

Secretário da Administração Penitenciária, Pedro Florêncio foi enfático: “Trabalhamos na Operação Carnaval com 49% de todo o efetivo remunerado com diárias operacionais e plantões. Com o apoio da administração estadual mantivemos o controle e a segurança para a sociedade”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel disse:

    Da lhe Moro! Da lhe Bolsonaro…

MPRN e PM traçam estratégias para coibir violência nos estádios; torcida organizada é suspensa

Foto: Divulgação

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e a Polícia Militar traçaram novas estratégias para coibir a violência de torcidas organizadas nos estádios potiguares. Após reunião na manhã desta sexta-feira (7), na sede da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), ficou definido que a torcida Ontem, Hoje e Sempre, do América Futebol Clube, está suspensa de acessar as praças esportivas nas próximas 10 partidas do time. Essa quantidade é relativa a jogos realizados no Estado, sendo o América mandante ou visitante, e por quaisquer competições que o clube participe.

A suspensão foi aplicada pela Polícia Militar e tem por base um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado junto ao MPRN e à Federação Norteriograndense de Futebol (FNF) em setembro de 2014. Uma cláusula do TAC estabelece que, caso a torcida organizada se envolva em atos de violência ou que coloquem em risco a ordem pública, serão aplicadas medidas educativas de advertência e suspensão de comparecimento aos estádios. Essa medida de suspensão pode ser aplicada de 2 a 10 jogos, tendo esta torcida do América recebido a punição máxima de acordo com termo acordado.

Com essa medida, já a partir do próximo jogo envolvendo o América, não será permitido o acesso de torcedores que usem camisas, bonés, faixas ou qualquer outro material que faça alusão a essa torcida organizada. A próxima partida do clube no RN será a final do 1º turno do Campeonato Estadual, marcada para a quarta-feira (12), contra o ABC Futebol Clube, no estádio Frasqueirão.

Leia matéria completa com todos os detalhes aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Emílio disse:

    Só ameniza se proibir a entrada e se vandalizar na o presidente da torcida exclue o mesmo da torcida e se continuar cadastrado responsabiliza o presidente da torcida

  2. Emílio disse:

    Sou policial e acho essa decisão insuficiente, apenas proíbe o acesso com camisetas etc. todos os vândalos vão entrar com camisetas normais e badernar, o correto seria pegar o cadastro da organizada e proibir a entrada da pessoa cadastrada como torcida tal …
    Minha humilde opinião aceito quem descorda e digo sem sobra de dúvida, poderá acontecer confronto na decisão de ABC XAmerica só não posso da a certeza mas analizem

Rodrigo Maia condena discurso de Lula e diz que petista saiu do cárcere mais radical do que entrou

FOTO: AGÊNCIA CÂMARA

Rodrigo Maia condenou o discurso do ex-presidente Lula. Segundo O Globo, ele disse que “o petista saiu do cárcere mais radical do que entrou, o que só fortalece Jair Bolsonaro”.

O Antagonista, com O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. aof disse:

    Você tem meios de enjaulá-lo de novo, Maia. Tem vontade politica?

Major Olímpio pede prisão preventiva de Lula por incitar violência

Foto: Reprodução

Major Olímpio foi à PGR e protocolou uma representação solicitando a prisão preventiva de Lula.

O senador do PSL de São Paulo acusa o petista de incitação à violência durante seu discurso à militância no último sábado, em São Bernardo do Campo.

No Twitter, Olímpio publicou a seguinte mensagem:

“É inaceitável que o condenado Lula incite a violência e a desordem. Por isso, protocolei representação para que o Ministério Público requeira sua prisão preventiva, para garantia da ordem e para que seja averiguado esse crime contra a segurança nacional.”

Na ocasião, Lula disse: “A gente tem que seguir o exemplo do povo do Chile, do povo da Bolívia. A gente tem que resistir. Não é resistir. Na verdade, é lutar, é atacar e não apenas se defender.”

Veja a íntegra do documento clicando AQUI.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ferreira disse:

    BANDIDO BOM É O FLÁVIO BOLSONARO E O QUEIROZ.
    MAS QUEM SE IMPORTA, É DO MESMO BANDO.

    • Manoel disse:

      E que agora nunca serão presos porque mudaram a lei pra soltar Lula, depois não reclame do corrupto do vizinho se você tem um corrupto de estimação também.

  2. Allan Laranjeiras disse:

    Ou povo para ter medo de Lula…hahaha

Teste de fogo para Moro: Ministro da Justiça lança plano para redução de violência

Presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sergio Moro. Foto: Marcos Corrêa /PR

Apontado como “superministro” e “indemissível” no início da gestão de Jair Bolsonaro (PSL), o ex-juiz Sergio Moro (Justiça) lança nesta quinta-feira (29) um projeto-piloto que vem sendo trabalhado há meses por sua equipe como importante aposta de ação concreta do governo federal no combate à criminalidade violenta no país.

O lançamento do chamado “Em Frente Brasil, Programa Nacional de Enfrentamento à Criminalidade Violenta” torna-se um teste de fogo para o ministro, que nesta semana viu o STF (Supremo Tribunal Federal) anular pela primeira vez uma sentença sua na Lava Jato.

Além de eventuais percalços políticos, o programa de segurança pública larga com um entrave que ameaça sua expansão, a escassez de recursos nos cofres federais.

Só para a fase inicial de teste, que envolve uma cidade de cada região do país, o plano têm custo de R$ 20 milhões, além de gasto com a mobilização de 500 policiais da Força Nacional de Segurança e de outros recursos que serão discutidos para aplicação a partir de 2020.

Se esse padrão for seguido, só para ser iniciado nas principais cidades que concentram, segundo as estatísticas, metade dos crimes violentos do país, seria preciso um orçamento anual de pelo menos R$ 480 milhões, sem contar o gasto com a multiplicação do contingente da Força Nacional, tudo isso em meio ao cenário de fortes restrições orçamentárias.

O programa federal de combate à criminalidade violenta vem sendo trabalhado desde o início do ano pela equipe do ministro, tendo selecionado cinco cidades brasileiras que integram o grupo das 120 mais violentas do país, segundo o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

Goiânia (GO), Ananindeua (PA), Cariacica (ES), Paulista (PE) e São José dos Pinhais (PR) foram selecionadas com base nas altas taxas de homicídio e na avaliação de fatores considerados favoráveis ao sucesso da fase inicial, como a aprovação política do governador de cada estado, que é quem tem pela lei a maior responsabilidade pela segurança pública.

Dois desses governadores são do oposicionista PSB —Renato Casagrande, no Espírito Santo, e Paulo Câmara, em Pernambuco—, mas têm apoiado e colaborado com o plano.

A previsão é a de que essas cidades recebam recursos federais iniciais de R$ 4 milhões, cada uma, para incremento de ações de inteligência e aperfeiçoamento tecnológico —instalação de centrais de monitoramento, por exemplo.

Além disso, foram despachados aos cinco municípios equipamentos e 500 policiais da Força Nacional (100 para cada cidade), cuja tarefa será trabalhar em conjunto com as PMs e eventuais guardas municipais locais no patrulhamento ostensivo (80% do contingente) e na parte de investigação (20%).

A Força Nacional ficará nas cidades até o final deste ano, período que poderá ser prorrogado a depender dos resultados obtidos.

A partir de 2020 está prevista a implantação da segunda fase do programa, que envolve novos recursos —não informados— e a participação de mais nove ministérios com ações sociais, de educação, saúde, lazer e esporte, entre outros.

A intenção de Moro é que o eventual sucesso da proposta sirva de base para a expansão dessas ações para mais cidades que hoje integram o rol das mais violentas do país.

Caso o plano dê certo, ele representará um importante cartão de visitas para o ministro da Justiça, cujo nome é cogitado até mesmo para concorrer contra Bolsonaro em 2022, em caso de rompimento entre os dois.

O ministério afirmou ainda que, para a elaboração do projeto, foram levadas em conta “experiências exitosas nacionais e internacionais, de prevenção e redução de criminalidade violenta, com o uso de metodologias modernas de governança e gestão”, e que as ações têm como foco “a mitigação de fatores socioeconômicos de vulnerabilidade de cada território, enfrentando-se, assim, não apenas as consequências, mas as causas do problema”.

PROGRAMA NACIONAL DE ENFRENTAMENTO À CRIMINALIDADE VIOLENTA
Cidades escolhidas

Cariacica (ES)

Taxa de homicídio por 100 mil habitantes: 59,8
Governador: Renato Casagrande (PSB)*

Goiânia

Taxa de homicídio:‚ 40,7
Governador: Ronaldo Caiado (DEM)

Ananindeua (PA)

Taxa de homicídio:88,1
Governador: Helder Barbalho (MDB)

Paulista (PE)

Taxa de homicídio: 62,3
Governador: Paulo Câmara (PSB)*

São José dos Pinhais (PR)

Taxa de homicídio: 41,8
Governador: Ratinho Jr (PSD)

Ações do programa

Reforço

Cada uma das cidades receberá 100 policiais da Força Nacional por um período inicial de 4 meses, além de equipamento

Policiamento

Do contingente extra, cerca de 80% atuará ao lado da PM local no policiamento ostensivo e 20% trabalhará na parte investigativa

Recursos

Cada município receberá uma verba extra federal para aplicação na segurança pública, nas áreas de inteligência e tecnologia, por exemplo

Ação integrada

Uma segunda fase envolverá a participação de dez ministérios (Justiça e Segurança Pública, Casa Civil, Saúde, Economia, Educação, Cidadania, Desenvolvimento Regional, Secretaria-Geral, Secretaria de Governo e Direitos Humanos) com trabalho nas áreas de cultura, esporte, lazer, educação, assistência social, entre outras

Com informações da Folha de São Paulo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Moro 22 disse:

    Em 2022, tira o capetão e coloca Moro no lugar.

  2. berg disse:

    Moro presidente!!

  3. Everton disse:

    Oxe, Natal não era uma das cidades mais violentas da américa latina por anos consecutivos, segundo ong mexicanas?

Câmara Municipal de Parnamirim define programação com foco ao combate à violência contra mulher

Fotos: Divulgação

Nos próximos dias 20 e 21 de agosto, das 8h às 17h, a Câmara Municipal de Parnamirim realizará uma programação alusiva a Semana de Combate à Violência contra a Mulher. A sede da casa legislativa abrigará diversas ações, como palestras educativas, atendimentos jurídicos, psicológicos e sociais.

O evento compõe a programação do Agosto Lilás,e além da Câmara, através da Frente Parlamentar em Defesa das Mulheres, conta com a parceria do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) e do Ministério Público. “De forma histórica, estaremos também abrindo as dependências da Câmara para abrigar as ações voltadas ao combate à violência contra a mulher. Então, é de fundamental importância a participação da população no engajamento dessa causa”, convocou o presidente da Câmara, vereador Irani Guedes.

De acordo com a presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Mulheres da Câmara, vereadora Ana Michele, o Brasil é o quinto país com mais vítimas de feminicídio do mundo, enquanto o Rio Grande do Norte e Sergipe lideram o ranking nacional. “Após esta programação vamos continuar nos reunindo para elaborar políticas públicas de apoio a estas mulheres”, afirmou.

A programação contará com diversas atividades na casa legislativa, como Seminário, Exposição fotográfica, rodas de conversa e oficinas, ação conjunta com o Projeto Se cuida Parnamirim, além de visitas técnicas da Frente Parlamentar ao CREAS, DEAM, Maternidade Divino Amor e ao Juizado da Violência Contra Mulher.

Confira a programação:

· Dia 20/08/19 – Manhã

· Seminário “Vire a página: seja autora de uma nova história” – 08h às 12h.

Ø Coffee Break.

Ø Exposição fotográfica intitulada “Ele não te ama” – Fotógrafa Kalina Veloso.

Ø Exposição de Artesanato – CCAPAR (Cooperativa de Costureiras e Artesãs de Parnamirim).

Ø Apresentação Cultural – “A Carne” – Célia Bombom.

Ø Abertura oficial do Seminário.

Ø Mesa Redonda 1: Sociojurídico. – 09h às 10h.

Coordenadoras da Mesa: Vereadora Kátia Pires e Vereadora Rhalessa Cledylane Freire dos Santos.

· “Racismo e Violência Contra à Mulher” – Elizabeth Lima da Silva, Assistente Social, Mestre em Políticas Pública e uma das fundadoras do Movimento Negro do RN.

· “O Fortalecimento da Rede de Proteção à Mulher no Município de Parnamirim” – Andréia Farias, Pedagoga e Coordenadora do Centro de Referência de Assistência Social (CREAS) de Parnamirim/RN.

Mesa Redonda 2: Emprego, Renda, Empreendedorismo e Empoderamento Feminino. 10h às 11h.

Coordenadoras da Mesa: Vereadora Ana Michele de Farias Cabral e Vereadora Raimunda Nilda da Silva Cruz.

· “O Empreendedorismo e o Empoderamento Feminino: expectativas e desafios” – Maria Betânia Valladão de Sousa, Engenheira de Alimentos, Advogada, Mestre em Direito Constitucional pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Especialista em Gestão Pública e Advogada do Gabinete da Vereadora Kátia Pires.

· “Pacto Brasil Mais Empreendedor” – Larissa Marques, Mestre em Gestão da Inovação e Diretora de Inovação da CDL Jovem Natal.

Ø Mesa Redonda 3: Saúde. 11h às 12h.

Coordenadoras da Mesa: Vereadora Vandilma Maria de Oliveira e Vereadora Fativan Alves Moura de Paula.

· “O Acolhimento à Mulher Vítima de Violência” – Ângela Cristina Oliveira Pinto, Profª Mestre em Serviço Social.

· “Violência Contra às Mulheres e O Impacto do Racismo na Saúde: Desafios na Rede de Enfrentamento” – Profª. Mariah da Apresentação Nascimento da Silva, Coordenadora do Curso de Enfermagem da UNINASSAU de Parnamirim.

· “Humanização, Dignidade e Acesso aos Serviços de Saúde às Mulheres Vítimas da Violência” – Profª. Juliana Raquel Silva Souza, Doutoranda em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Especialista em Enfermagem do Trabalho e Coordenadora de Graduação em Enfermagem do Centro Universitário do Rio Grande do Norte (UNI-RN).

Dia 20/08/2019 – Tarde:

Ø Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) – 14h.

Acolhimento e atendimento às mulheres colaboradoras da Câmara Municipal de Parnamirim.

Dia 21/08/19:

Manhã – 09h às 12h. / Tarde – 14h às 17h.

Ø Rodas de Conversa:

· “O que é violência doméstica?”.

Facilitadora: Mítia Costa Montenegro, Psicóloga, Arquiteta e idealizadora do Projeto Social Doe Amor.

· “Empoderamento Feminino”.

Facilitadora: Andréia Farias, Coordenadora do CREAS de Parnamirim.

· “Os desafios da Mulher Negra no Brasil”.

Facilitadora: Silvana dos Anjos – Coordenadora Municipal da Igualdade Racial, Giselma Omilê – Coordenadora Estadual de Igualdade Racial, Elizabeth Lima da Silva – Assistente Social, Mestre em Políticas Públicas e uma das fundadoras do Movimento Negro do RN e Mãe Lúcia de Nanã.

Ø Atendimentos Jurídicos, Sociais e Psicológicos.

· Plantão Psicológico e Social;

>Realização das Práticas Integrativas Complementares em Saúde (PICS);

· Orientação Jurídica;

· Ação de Vacinação de acordo com o Calendário Vacinal do adulto;

· Realização da Glicemia Capilar e Aferição da Pressão Arterial;

· Estrutura anatômica para abordar a Saúde da Mulher;

· Unidade Móvel da Polícia Civil.

 

Após sugestão de Moro, MP do Ceará cria gabinete de crise sobre violência

Após sugestão do ministro da Justiça, o ex-juiz federal Sergio Moro, o Ministério Público do Ceará anunciou nesta segunda-feira (7) a criação de um “gabinete de crise institucional” para que o órgão tenha controle em tempo real dos trabalhos de investigação e de ações criminosas que possam ser realizadas contra a própria instituição.

“O MP-CE acompanha todo o desenrolar da crise que acomete o estado, cônscio do dever maior da instituição de adotar todas as providências para tentar cessar os atos criminosos que atentem contra a paz e a segurança da sociedade cearense”, afirmou, em nota oficial, a Promotoria.

A criação do gabinete ocorreu após uma sugestão feita por Moro por meio de nota divulgada pelo Ministério da Justiça na noite de quinta-feira (3): “O ministro Moro sugeriu ainda ao governo do estado a formação de um gabinete de crise, com a integração das forças polícias federais e estaduais”, disse a pasta.

A sugestão de Moro ocorreu um dia antes de ele liberar a ida de 300 homens da Força Nacional de Segurança Pública para colaborar na contenção dos atos criminosos. A força federal chegou a Fortaleza entre a noite de sexta-feira (4) e a madrugada de sábado (5) e deve permanecer no Ceará por pelo menos 30 dias.

Em nota divulgada na noite deste domingo (6), o Ministério da Justiça afirma que o número de ataques em Fortaleza e região metropolitana caiu nas primeiras 24 horas de atuação da Força Nacional. “Os ataques, que chegaram a 45 na quinta-feira e 38 no sábado, caíram para 23 neste domingo.”

A reportagem do UOL apurou que o número de atentados passou de 100 e atingiu ao menos 32 cidades do estado. Com o reforço na segurança da capital e região metropolitana, onde os ataques estavam sendo concentrados até sábado, a estratégia dos criminosos mudou. Entre ontem e hoje, houve registros de atos violentos no interior.

O governo do Ceará iniciou no domingo a transferência de presos suspeitos de comandar a onda de ataques. O governo federal disponibilizou 60 vagas em presídios federais para os líderes das ações. Segundo o governo estadual, apenas um dos chefes de facção tinha sido transferido até as 10h30 desta segunda –outros 20 presos devem ser levados nas próximas horas.

Em vídeo publicado nas redes sociais na tarde de sábado, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), afirmou que a onda de ataques tem como objetivo fazer com que o governo recue de medidas “duras e necessárias” que tem adotado. “O que não há nenhuma possibilidade de acontecer. Pelo contrário: endureceremos cada vez mais contra o crime”, afirmou.

Durante ações ostensivas contra o crime organizado, a polícia do Ceará matou três suspeitos, entre a noite de quinta-feira (3) e a madrugada deste domingo (6), em supostos tiroteios. Na quinta-feira, uma equipe policial foi checar uma denúncia de dano a um fotossensor, na rodovia CE-010, no município de Eusébio, região metropolitana de Fortaleza. Lá, trocou tiros com um homem não identificado, que morreu. Nenhum policial ficou ferido.

Neste domingo, houve uma troca de tiros após dois suspeitos tentarem atear fogo em um posto de atendimento do Detran (Departamento Estadual de Trânsito). Os dois morreram e um policial foi lesionado na mão, mas não corre risco de morrer. Segundo o governo, foram apreendidos coletes balísticos, um revólver calibre 38, munições deflagradas, coquetéis molotovs, galões de combustíveis, e um veículo com a dupla…. – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2019/01/07/mp-ce-cria-gabinete-de-crise-institucional.htm?utm_source=twit

UOL

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Valdemir disse:

    Esses Petralhas não críticavam moro, Moro é um homem do bem, que até consultoria pra incompetência dos petralhas ele fornece.

Bolsonaro alerta para movimento “orquestrado forjando agressões” com intenção de ligar sua campanha a violência

Reprodução: Twitter Jair Bolsonaro

Candidato Jair Bolsonaro(PSL) alerta para onda de ataques responsabilizando seus eleitores de atos contra petistas. Capitão afirma também que existe um movimento “orquestrado forjando agressões”, com intenção de ligar sua campanha a violência.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. sheila disse:

    Estamos com você Bolsonaro… e vamos ganhar…
    Brasil acima de tudo e Deus acima de todos!!!

  2. euzim disse:

    A esquerda faz o diabo. São filhos da Mentira. Mas o capitão 17 vai levar de lavada!

  3. Nelson Andrade de Souza Melo disse:

    CONSTA NO PROJETO DO PT REGISTRADO NO TSE NA ELEIÇÃO 2018:
    Desenvolvimento de infraestrutura dos países do Mercosul (Venezuela) (pag. 11);
    Implantar mecanismos de REGULA A IMPRENSA e criar empresa pública de comunicação para expor o posicionamento do governo (pag. 16);
    DESMILITARIZAÇÃO das polícias (pág. 31);
    CRIAR IMPOSTO sobre a exportação (pag. 41);
    CRIAR IMPOSTO sobre lucros e dividendos (pag. 42);
    REGULAÇÃO DO AGRONEGÓCIO para coibir os latifundiários, com reforma agrária e distribuição de terras ao MST (pag. 56);
    AUMENTAR IMPOSTO territorial rural (ITR) para grandes propriedades (pag. 56);
    Entre tantos outros pontos polêmicos e CONTRA A VONTADE DO POVO BRASILEIRO.
    Uma vantagem é que o PT continua se perdendo em sua insanidade reacionária na política.

  4. Vergonha disse:

    A esquerda joga SUJO e BAIXO DEMAIS:
    Haddad no primeiro turno era o boneco, o poste, o mamulengo, o bobo cordenado e dirigido diretamente da carceragem da PF;
    No segundo turno ele se superou, virou nada com coisa nenhuma, uma FARSA COMPLETA
    Agora ele NEGA que quer mudar nossa Constituição, deixando no modelo da Venezuela como disse no primeiro turno;
    Agora ele diz que não depende do Lula
    Agora ele mudou as cores do PT, passou a ser verde e amarela
    Agora ele começa a admitir arma nas mãos dos cidadãos, enfim, NEGA A PRÓPRIA EXISTÊNCIA E ESSÊNCIA PARA ENROLA, ILUDIR E ENGANAR O ELEITOR
    MALDDAD REVELA QUE NÃO TEM ESCRÚPULOS, NÃO TEM RESPEITO AO ELEITOR E SE TRANSFIGURA EM TUDO QUE ELE E O PT NÃO SÃO!

Motorista de aplicativo, jornalista relata quatro horas de pavor sob mira de armas em sequestro em Natal

O jornalista Rafael Araújo passou por momentos de pânico neste sábado, quando ficou quatro horas sob a mira de armas e sequestrado por bandidos, que utilizaram seu carro para realizar assaltos em Natal e região metropolitana.

Rafael é jornaslita, mas está atualmente na ocupação de motorista de aplicativo.

“Me liberaram aqui no matagal perto de uma festa e me deram 50 reais para voltar para casa e mandaram eu vazar, sem olhar para trás”, descreveu ele em mensagem de áudio no WhatsApp.

A última localização de Rafael, antes do ocorrido, havia sido em Neopólis, quando ele acionou o código de ajuda da Uber.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sérgio disse:

    Rafael, é melhor vc Jair se acostumando.
    Pior é o seu candidato o PRESODENCIÁVEL LULADRÃO. ?

  2. Paulo disse:

    Realmente, apesar de não gostar mais vejo que é a hora de Bolsonaro.

  3. Severo disse:

    Bandido dando dinheiro, isso tá mau contado.

  4. Severo disse:

    Muito estranho, o bandido dar $50, 00 reais

  5. Binho disse:

    Que "estoria" mais mal contada, os bandidos deram até 50 reais pra ele. O negócio tá estranho!

  6. Luiz disse:

    #BOLSONARONELES

  7. Leonardo Heydmann Barata disse:

    Minha solidariedade a um dos melhores jornalistas da primeira metade do século 21 no RN.

  8. Vendo certo disse:

    Por isso que temos que acabar com essa Piedade e bandidolatria com criminosos, apoiar mais a polícia e desconstruir a falsa cultura dos direitos humanos de só proteger bandidos, esquecendo das vítimas e atacando os policiais, e sendo omisso com outras questões como a seca, a falta de moradia, o aborto criminoso, os homicídios, os dependentes químicos, DESTRUINDO A IMAGEM DA POLÍCIA como se não precisasse dela durante séculos.

Você vai se assustar ao saber quanto a violência custou ao seu bolso no RN e no mundo em 2017

A violência custou ao seu bolso, no ano passado, R$ 7.438,00.

É uma estimativa rasa, pois baseada numa distribuição per capita no mundo.

Os cálculos são GPI (Global Peace Index, Índice Global da Paz-2018), segundo o qual o impacto mundial da violência no ano passado foi US$ 14,75 trilhões.

A divisão global resulta em US$ 1.988,00 por pessoa, ou R$ 7.438,00 em paridade de poder de compra, índice que mede o quanto uma determinada moeda pode comprar em termos internacionais (normalmente dólar), já que bens e serviços têm diferentes preços de um país para outro.

Se considerarmos as realidades locais, os números com certeza se alteram para mais.

Só no Rio Grande do Norte, as estatísticas de violência vêm projetando negativamente o Estado entre os piores do Brasil.

Se aplicássemos o número do IGP, os custos da violência ao RN no ano passado foram de R$ 25,3 milhões, cifra notadamente baixa para uma unidade da federação que tem territórios, como Natal, com uma das maiores taxas de homicídio do mundo.

Mas os números não são menos importantes por isso. Se a carnificina não mobiliza, que o dinheiro, sua perda para ser mais preciso, o faça.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nat disse:

    Poderíamos ter mais comércio funcionando se não fosse a vagabundagem.
    Muitos estabelecimentos quebram depois de tanto assaltos, outros reduzem
    o horário de atendimento. E muitos potenciais negócios não florescem por medo
    disso. Resultado: menos impostos, empregos e dinheiro circulando.

  2. gust disse:

    Coloque na conta, ainda, o custo do contribuinte com auxílio-reclusão e os custos de se manter o presidiário (alimentação, vestuário, atendimento médico).

Ranking coloca Natal como 4ª mais violenta do mundo e a primeira do Brasil

Por Dinarte Assunção

 

A ONG mexicana Segurança, Justiça e Paz divulgou a lista anual de cidades mais violentas do mundo com base em taxas de homicídios por 100 mil habitantes.

Natal é a cidade mais violenta do Brasil, segundo o levantamento, e a quarta do mundo, com 102,56 homicídios por 100 mil habitantes.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera uma taxa acima de 10 homicídios por 100 mil habitantes como característica de violência epidêmica.

No total, 17 cidades brasileiras aparecem no ranking. A capital potiguar só perde para Los Cabos (México), Caracas (Venezuela) e Acapulco (México).

A guerra de facções criminosas, avanço do tráfico de drogas e crescimento urbano sem a oferta de serviços de segurança eficazes são apontados como alguns dos motivos mais prováveis para a explosão da taxa de homicídios em cidades outrora pacatas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Caramigo disse:

    Nossa…
    Eu estava pensando em me mudar para Natal!
    Não vou mais…
    Nem a passeio!

  2. Elaine disse:

    Gente é lamentável, moro em São Paulo, que já perigoso , mas minha família está em Natal, meu próprio pai pede para que eu não vá visitá-lo, porquê está com medo da violência! Indignada

  3. Leticia disse:

    Essas afirmações são verídicas?

  4. GILBERTO disse:

    Sou de sp…todos os anos vou até Natal p descansar…porém dessa última vez…Observei muitos moradores de rua com cachimbo na mão fumando craque.. Pareciam zumbis…..lamentavel…..uma cidade linda sendo tomada por esses vagabundos

  5. natalenseconsciente disse:

    Eu nasci e passei 28 anos de infelicidade nesse inferno, natal é MUITO VIOLENTA SIM EM TODOS OS ASPECTOS principalmente por causa dos politicos e de outros que sao corruptos nao fazem o que deveriam permitindo que a violencia aconteça, uma garota tentou me estorquir dizendo que tinha que pagar uma taxa que eu nao deveria gritando me ameaçando falando com muita violencia, cade os servidores publicos da segurnaça para dar uma lição nessa mau carater que esta solta ai ela nao é mau carater? Natal é violenta porque a propria população é violenta e cultua a violencia, sao imorais, se tu sofre uma agressao seja menor ou maior voce nao nao passa de um otario que nao levou vantagem sobre o "homem", se um cara agredir outro seja menos ou mais grave, é porque ele foi mais forte, mais cabra macho, nao esta errado nao; a cidade mais pobre do brasil e o povo se acha rico para caralho, ponta negra que é considerado o melhor bairro da cidade e fede a buceta de vagabunda FEDE A ESPERMA, bairro de puta do caralho, é um point de turismo sexual nordestino, para se ter uma ideia do baixo nivel do lugar, quando alguem agride uma pessoa alega que é mentira e que é rico e rico nao agredi os outros por ser desenvolvidos, e nao é porra nenhuma, so um bando de arrogantes mau carater, quando uma vitima vai denunciar alguem este é debochado o povo fala que se um otario foi agredido ´porque ele é um otario mesmo, e ninguem comete crime porque todo mundo é muito rico poder aquisitivo, e ninguem é porra nenhuma uma das piores economias do pais a 18ª economia do pais, e os agressores ficam impunes, porque a cidade nao tem violencia esta tudo em ordem porque a cidade ja e rica e nao precisa de mais nada, para ser mulher nessa porra bastar dar o cu rodado, e se a mulher rejeitou o cara honesto e trabalhador que tem alguns nessa cidade, e dar o cu para um marginal ela esta certa porque ela ja e uma mulher, e o cara rejeitado, é um otario que calunia difama e injuria aquela mulher.

    Homem em natal = marginal.
    Mulher em natal = puta.

    Praticam todas as formas de imoralidade, o povo de humilde nao tem nada sao pobres retarados, fala como te conhecesse mas é cada um por si, capitalismo, voce nao pode mostrar nem ficar doente porque o povo vai se aproveitar do fato de voce nao poder se defender para tirar tudo que tem moralmente e fisicamente, alegando que nao tem qualidade que é um menino que se for agredido nao vai sentir porque ainda nao tem maturidade para sofrer na vida que tem muito para viver e chances de ser feliz, e nisso tentando tirar tua feliciade, para ficar com dano psicologico e nao crescer na vida, quem tira o que os outros tem sao marginais pelo que sei, e só é homem se for marginal.

    Quanto a violencia, esse povo mau carater vao dizer que violencia tem no rio kkkk, sem conhecimento, ja que arrogante arroga o saber a propriedade que nao tem.

    Natal é mais violenta do que rio e sp juntas brincando!!!! tenho varios exemploes de imoradalidade que presenciei to cheio de dano psicológico devido a agressoes que eu escutei ao meu respeito, que foi causada por pessoas da cidade, nao do assalto que sofri a mao armada na praia do forte, falo desse povo apesar de ser potiguar pqorque nao faço parte dessa quadrilha, nao saio por ai ofendendo os outros alegando que a violencia aontece em todo pais e no mundo achando que isso justifica uma fala dessrespeitosa.

    Vao tomar no cu, tive a infelicidade de nascer nesse lugar, a minha sorte é que nao vim do interior onde as imoralidades sao muito maioreis, onde o povo vive como bicho, maltratando os filhos e mais uma vez achando adotando a violencia como alternativa.

    A noticia boa é que sao poucos mas tem, a minoria mas tem que ter sorte e procurar para achar alguem honesto e inteligente nesse inferno.

    • natalenseconsciente disse:

      Até nos comentários abaixo nesse texto dar para ver o quanto muitos natalenses sao imorais, o cara numa das cidades mais pobres com o pior IDH do pais, dizendo que é injusto falar que uma porra dessas é violenta defendendo a imoralidade, nao tem humildade e carater para reconhecer que nesse inferno tem inúmeras falhas, http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2014/11/idh-da-grande-natal-cresce-mas-e-4-pior-entre-regioes-metropolitanas.html

      Nas outras regioes se ver muita imoralidade, em sao paulo tem muita gente mediocre apesar de que as favelas de sao paulo sao a zona sul de natal!!!! diferença que lá muito mais dificil tu achar alguem mau educado, ja natal é o contrario, é dificl achar alguem honesto.

      Nao me sinto potiguar, só de corpo mesmo de alma nao, nem de coração, nem de mente que ta cheio de dano das agressoes que ja sofri do "meu proprio povo".

  6. Magnus Augusto Macedo (popó ) disse:

    Tudo isso são outras capitais com turismo intenso q querem denegrir a bela capital dos Potiguares!

  7. PAÍS DA PUTARIA DO CÃO INFINITA disse:

    Natal em rota de destruição!

  8. Andre disse:

    Natal está pior que Medellin na época de Pablo Escobar!

  9. Santos disse:

    Moro no Rio há 29 anos,sou de Natal, aqui no Rio nunca fui assaltado durante esse tempo todo,e olha que eu moro na baixada Fluminense,tido como violenta,as duas vezes que fui a Natal visitar familiares,fui assaltado,repenso duas vezes antes de Voltar a visitar mconseguiram acabar com a cidade

  10. Antonio disse:

    Que título lindo.

  11. felipe mateus disse:

    pelo que vejo, essas mortes são traficantes, viciados. assaltantes… isso é uma limpeza na nossa cidade. era pra matar todos esses vermes que vivem as nossas custas. ONG de bosta essa mexicana. E esses que falam mal do governo, são uns ineptos e sem conhecimento de causa.

  12. Salve o RN disse:

    Com a palavra o Governador da segurança!

  13. Mauricio Neves disse:

    A meu ver esses parâmetros são completamente distorcidos. Será que esses mexicanos já foram a Lagos na Nigeria?? Realmente há violência em Natal a níveis nunca vistos. Mas a quarta do mundo??? Vivo em Natal há 35 anos, sou natalense por insistência! Nunca presenciei ou fui assaltado, entretanto eu e minha mulher sofremos tentativa assalto em Barcelona e ela em Roma!!! Pelas estatísticas mais de 80% das mortes são de bandidos e envolvidos em drogas, por que considerar esses dados nas estatísticas? Há quem avalia isso como “ assepsia social “. A divulgação difamando Natal de forma injusta prejudica um dos mais importantes vetores de nossa economia.

  14. Zacarias potiguar disse:

    Parabéns ao DESgovernador da segurança!!!!

    Merece mais 4 anos.

  15. Rafael disse:

    Interessante que todos sabem/ conhecem pelo menos uma "boca de fumo" em Natal. Cidade com pequenas dimensões, sendo o controle da criminalidade facilmente manejável. Estou errado? Será que nossa doença é parecida com a do Rio de Janeiro? Sera que existe conivência, corrupção por aqui? Será??? Alguém tem dúvida? Apenas uma reflexão.

    • POLITICOPROFISSAONAO disse:

      Não temos inteligência policial….temos sim um bando de desorientados ……até o meu filho de 8 anos sabe que não temos MORRO COMO NO RIO …é só fechar os 4 cantos da favela e entrar com exército,BOPE,DRONE NO AR,FORÇA TAREFA …etc e fazer uma varredura

    • Nially disse:

      Uma vez ouvi de alguém influente que o governa a nível federal não quer evitar que as drogas entrem em nosso país. Pois de uma forma ou de outra eles também 'ganham'. Aécio Neves é um dos traficantes no meio da política…e existem tantos outros talvez, que nós como população não sabemos…Mas claro! É preciso mostrar a população que algo está sendo feito para 'combater'. No entanto as drogas 'sempre' entrarão em nosso país. E a violência desgovernada junta a ela.

      É ir contra uma força maior que nós, meros homens e mulheres de bem.

      Temos que nos proteger em oração junto a Deus e ficarmos atentos para não nos deixarmos cair nessa onda de violência, com tantos assaltos e mortes!

  16. Luiz Fernando disse:

    Resquícios do Governo da Segurança

O ministro da Defesa e o ‘déjà vu’ do massacre de Alcaçuz

Por Dinarte Assunção

Raul Jungmann (Defesa) falou à imprensa que a intervenção federal no Rio deve fazer o crime migrar para outros estados.

MG, SP e ES já estão em alerta.

Pode não parecer nada, mas quando dezenas foram mortos noa presídios do Amazonas ao fim de 2016, o alerta, que também partiu da inteligência palaciana, foi esse: vai se replicar noutros estados.

O resto da previsão está materializada no arquivo deste blog e na imprensa nacional e internacional.

Em morte brutal em Mossoró, idoso tem braços quase decepados e rosto deformado por golpes de facão

Barbaridade, crueldade, maldade sem limite, brutalidade: É assim que foi tratada por técnicos da segurança e da criminalística, a morte de Luiz Gonzaga de Souza de 61 anos de idade, encontrado morto dentro de casa na Rua Manoel Firmino, no bairro Belo Horizonte no final da tarde dessa-feira (12). A família foi avisada através de vizinhos que sentiram sua falta, informou O Câmera.

Quando um filho da vitima chegou ao local encontrou o pai morto com marcas de violência e acionou a Central de Operações da policia militar. A porta de trás da casa estava só encostada e não havia sinais de arrombamento. Segundo o filho, seu Luiz sempre deixava a porta aberta para entrada de vento. Ele era uma pessoa bem relacionada com vizinhos e aparentemente não tinha inimigos.

Segundo o perito criminal Renildo Marcelino, Luiz Gonzaga foi morto a golpes de facão ou foice. Ele teve os dois braços praticamente decepados e o rosto deformado pelos golpes do instrumento.

O perito acredita que o idoso estava dormindo no momento que foi agredido, mas existem indícios de que ele teria tentado se defender dos golpes. As marcas da violência nos braços indicam movimentos de defesa da vitima.

O filho disse que esteve com o pai na noite anterior e como ninguém o teria visto durante o dia, os vizinhos resolveram procurá-lo no final da tarde dessa terça.

Ninguém sabe a que horas o crime aconteceu, mas pelo estado da rigidez do corpo, o perito acredita que Luiz Gonzaga de Souza tenha sido morto no final da manhã ou inicio da tarde da segunda de Carnaval.

Especialistas atribuem escalada da violência à guerra de facções e descontrole nos presídios

Especialistas e as próprias secretarias de segurança dos Estados que registram as maiores taxas apontam que a violência sem freio tem pelo menos três explicações: o descontrole aos presídios, a guerra de facções e o tráfico de drogas.

Para o presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sergio de Lima, a questão da violência no Nordeste está dentro de um contexto similar ao de todo o país. No entanto, diz, os três Estados que bateram recorde em assassinatos têm problemas carcerários graves.

“Quando a gente muitas vezes envereda dizendo que o problema é o crime organizado —e concordo que é, sim—, lembro que as principais organizações, incluindo PCC (Primeiro Comando da Capital), FDN (Família do Norte) e CV (Comando Vermelho) nasceram dentro das prisões”, afirma o especialista. “O Brasil não consegue resolver esse problema e está colocando em xeque investimentos de alguns anos em gestão de polícia. Só polícia não vai resolver.”

Para Lima, existem disputas marcantes no Nordeste pelo controle do fluxo da droga, de territórios e de quem controle das prisões. “Vários especialistas mostram que o crime organizado cresce na falta de ação do Estado nas prisões e, com isso, ganha poder até com controle moral de conduta. As periferias acabam sob julgo do crime organizado”, diz.