Política

Joice descarta participação de marido no que classifica como ‘atentado’: “Não sou mulher de malandro e seria a primeira a denunciar”

FOTO: YOUTUBE/ REPRODUÇÃO – MONTAGEM R7

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) descartou, nesta sexta-feira (23), a participação de seu companheiro, o neurocirurgião Daniel França, no atentado que diz ter sido vítima.

Joice informou que sofreu fraturas no rosto e na coluna em um incidente ocorrido em seu apartamento funcional em Brasília, no último domingo (18). De acordo com o texto, a deputada “acordou já caída no chão do corredor, entre o quarto e o banheiro, com o rosto em uma poça de sangue, sem saber exatamente o que aconteceu”.

Do chão, ela conseguiu chamar o marido – o neurocirurgião Daniel França, que estava no apartamento, mas tinha dormido em outro quarto – para socorrê-la e prestar os primeiros socorros.

Nas redes sociais, usuários questionaram a atuação do neurocirurgião. Um membro disse que França deveria ser o principal suspeito “até que câmeras e a investigação mostrem o contrário”.

“Esse tipo de ilação só ajuda os criminosos. Não vou permitir injustiças e calúnias em cima de gente decente, honesta, nobre, em cima de um homem que daria a vida por mim. Isso é pura canalhice especulatória”, rebateu Joice.

A deputada disse que os homens, inclusive, deveriam fazer curso com França. “Um lord que nunca sequer levantou a voz para mim, que abre a porta do carro, puxa a cadeira para eu sentar, me espera com flores e uma taça de champanhe sempre que pode em casa”, contou.

“Não sou mulher de malandro e seria a primeira a denunciar qualquer agressão, seja de marido, irmão, pai, ou quem quer que seja. Meu marido médico foi quem me socorreu. Se estou viva e não afogada numa poça de sangue é por ele”, completou.

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) prestou solidariedade a Joice, questionou o “sono” do marido da deputada e disse que o caso é muito complicado. A parlamentar respondeu o colega ao avaliar que não tem o “perfil de mocinha indefesa que sofre violência doméstica”. “Eu enfrentaria e denunciaria. Ademais, é fácil eu dar uma sova nele caso tentasse algo.”

Exames constaram traumas pelo corpo (joelho, costela, ombro e nunca), cinco fraturas na face e uma na coluna. A segurança no apartamento da parlamentar foi reforçada. Joice desconfia ter sofrido um atentado e, por isso, acionou o Departamento de Polícia Legislativa para abrir investigação sobre o caso. As imagens da câmera de segurança do edifício devem ser analisadas.

R7

 

Opinião dos leitores

    1. Como é chifrudo, essa senhora aparece com uma história dessas mais que braba e tu vem falar asneiras, deixa de ser imbecil, chegue em casa assobiando alto, seu problema está no armário.

  1. Vários pontos obscuros… Havia uma pessoa no apartamento e não ouviu nada… A pessoa é agredida brutalmente e não lembra de nada… O caso só é comunicado muito tempo depois… A pessoa que socorreu apesar de médico e da gravidade dos ferimentos, não acionou uma ambulância…

  2. Agredida ou acidentada ela foi, as marcas ficaram, afirmar que está muito estranho está facil. Esses prédios não dispõem de segurança? Alguma porta foi arrombada? Cameras existem? A razão da demora em comunicar a policia e a mídia? Porque polícia legislativa? Com tantas agressões e tão contundentes, ninguém escutou nada ou ouviu nada? Que sono danado esse do marido? Tantos traumas não se produzem em tempo recorde? Deus perdoe, tudo muito estranho, mais nada difícil de descobrir, a não ser que alguém queira esconder ou esteja mentindo.

  3. Muito estranho, aconteceu no domingo e só na terça foi que levou o caso a público! Sei não…

    1. Não era nem pra ter levado.
      Vai se dar mal.
      Essa história tá muito mal contada.
      Vcs vão vê.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Marido de Joice é o principal suspeito, diz feminista Lola Aronovich

Foto: Reprodução

Em entrevista ao Fórum Onze e Meia desta sexta-feira (23), a pesquisadora (UFC) e feminista Lola Aronovich comentou sobre o caso da deputada Joice Hasselmann e afirmou que, levando em conta como se dão as violências de gênero, o marido é o principal suspeito.

“O principal suspeito é o marido. Mas, a história está muito mal contada, ela apresentou versões diferentes, já errou a série que estava assistindo”. No entanto, Aronovich afirmou que, independentemente do campo ideológico de Joice Hasselmann, “é sempre horrível ver um rosto tão machucado”.

Posteriormente, por conta da aparência da parlamentar, “ela foi muito espancada, deve ter levado chutes, alguém não ter ouvido é meio complicado”. A entrevistada também levanta outro ponto sobre o caso da deputada Joice Hasselmann: “o marido dela é médico, se ele estava lá, a primeira coisa que deveria ter feito é chamar a ambulância”.

Sobre a questão de a parlamentar alegar que perdeu a memória e que acordou numa poça de sangue, Lola Aronovich afirmou que isso, geralmente, é usado para defender o marido em casos de violência doméstica. Todavia, Aronovich ressalta que o “x da questão é: onde estava o marido?”.

Entretanto, Lola Aronovich também lembra que a parlamentar da extrema direita “tem um histórico de falar mentiras” e que tanto ela, quanto Jean Wyllys já foram vítimas das mentiras de Joice Hasselmann.

A versão que a deputada apresentou é que, talvez, ela tenha sido vítima de um atentado. “Se é um atentado, alguém vai assumir?”, questiona Aronovich. Por fim, Aronovich descarta uso político. “Uma mulher que apanha não é uma arma para ganhar eleição. A violência faz parte da família tradicional brasileira”.

Blog do BG com Fórum

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Mulher é presa suspeita de ter pago R$ 5 mil para mandar matar marido no interior do RN

O portal G1-RN destaca em reportagem nesta sexta-feira(16) que uma mulher apontada como mandante da morte do próprio marido foi presa nesta quarta-feira (14) em Baraúna, no Oeste potiguar. Agentes da Delegacia Municipal de Baraúna cumpriram um mandado de prisão preventiva contra ela no centro do município.

Segundo a Polícia Civil, a mulher foi apontada como mandante do assassinato de José Ivan Ângelo da Silva, que aconteceu em 13 de agosto de 2020. Ela teria pagado R$ 5 mil, pela morte da vítima. A suspeita já tinha sido presa temporariamente no ano passado, mas estava em liberdade. Ela foi conduzida à delegacia e, em seguida, encaminhada ao sistema prisional, onde se encontra à disposição da Justiça.

Entenda o crime AQUI em reportagem no G1-RN.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Site de namoro cristão exige submissão ao marido e proíbe “fornicação”

Foto: Shutterstock

O Dominion Dating, plataforma norte-americana criada pelo pastor Brandon Durham, do Texas, Estados Unidos, propõe algo diferente do que os aplicativos de paquera convencionais costumam oferecer. Nele, solteiros cristãos podem encontrar sua cara metade, mas tudo sob as tradições definidas na Bíblia.

O acordo de adesão causou polêmica entre movimentos feministas. Isso porque o usuário tem que se comprometer com a “liderança masculina” da família, “acreditando que Deus dotou os homens com autoridade real e limitada para governar bem para o bem da humanidade”, diz o site.

Já as mulheres, ainda de acordo com os termos de adesão, devem assumir seu “domínio no lar como dona de casa e companheira, em alegre submissão a um marido”. Além disso, os casais formados através do aplicativo devem “ser frutíferos e se multiplicar”, conforme decretado na Bíblia.

E, é claro, a pureza sexual é essencial para a plataforma. Por isso, “fornicação, assistir pornografia, vestir-se com sensualidade ou falta de recato e ter pensamentos lascivos” são coisas proibidas para os solteiros.

IG

 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Mulher flagra marido em motel com a prima e VÍDEO viraliza

Foto: Reprodução

Sikêra Jr mostrou um flagrante no Alerta Nacional, de segunda-feira (19), na RedeTV . O apresentador revela uma cena em que uma mulher entra em um motel e vê o marido fazendo “festa” com sua prima. Vídeo viralizou.

Até o momento do ocorrido, o local do flagrante ainda é um mistério.  ASSISTA AQUI.

https://www.redetv.uol.com.br/jornalismo/alertanacional/videos/todos-os-videos/mulher-flagra-marido-em-motel-fazendo-festa-com-a-prima

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comportamento

Poliamor: Ex-BBB revela que ela e o marido têm namorada

Foto: undefined

Clara Aguilar, camgirl e ex-participante do “BBB”, agradeceu por ela e o marido, Giu Daga, terem uma namorada para mimar. “Obrigada, Deus, por ser casada com o homem dos meus sonhos e ainda poder ter uma namoradinha para a gente mimar juntos”, disse em seu Twitter na noite da última quinta-feira (24).

Muitos seguidores responderam Clara, afirmando que este é o sonho de todo homem, mas que se ela quisesse colocar um homem a mais na relação, o marido não aceitaria. “Mas eu não quero. Se eu quisesse, eu tinha relação aberta e dava pra quem eu quisesse”, rebateu.

Recentemente, a modelo falou sobre o seu trabalho como camgirl no programa “Conversa com Bial”. “Agora, na quarentena, tem gente que está pagando para ter companhia até na hora de comer; para almoçar e jantar junto”, disse.

IG

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comportamento

VÍDEO: Atriz Fernanda Nobre revela relacionamento aberto com o marido, e diz que “traição não é uma questão”

Fernanda Nobre conversou com seus seguidores e abriu o jogo sobre sua relação aberta com o marido, José Roberto Jardim.

“Buscando minhas verdadeiras trocas. Abrindo o jogo para vocês sobre o nosso pacto. Sem medo, mas morrendo de medo porque nossa sociedade é cheia de moralidade. Obrigada por estar nesse caminho comigo, meu @joserobertojardim”, escreveu na legenda.

No início do vídeo, Fernanda afirmou que resolveu expor o assunto, porque muita gente pergunta como ela mantém uma relação, se a monogamia não é algo que ela acredite.

“A gente tá aqui conversando e eu liguei a câmera na proposta da gente contar juntos sobre o nosso pacto. E como a gente chegou no nosso pacto. Eu fiz dois vídeos sobre monogamia. Minha proposta é falar sobre a liberdade da mulher, a escolha, o que está sendo imposto para ela e ela questionar se é isso mesmo que ela quer. Já que eu trouxe esse assunto, todo mundo me pergunta como eu lido, se a monogamia não é algo que eu acredito. Eu vou expor aqui”, disse.

José Roberto, então, falou o que achava disso. “Eu adoro ver você falar, me ajuda a pensar sobre isso e eu aprendo cada vez mais”, afirmou. “Ele é muito especial e é só por isso que dá para falar sobre isso. Não são todos os casos. Existem homens, e mulheres também, que não compartilham da lealdade, desse momento de pensar na união e acabam te traindo onde não existe traição. Cada caso é um caso.”, apontou a atriz.

Fernanda Nobre, então, explicou como funciona o relacionamento aberto para eles. “No nosso caso, o que eu quis tirar foi a traição, quis que a traição não existisse. Ela não é uma questão, não vai ser o que vai me fazer me separar. O que vai me fazer me separar serão outras coisas, principalmente, a quebra da lealdade. O que é lealdade? É não compartilhar comigo certas coisas, me deixar fora de assuntos que resvalam na minha vida, na nossa intimidade. Mas não é que os dois estejam na arena. Estejam à procura e vamos sair com todo mundo. É como se estivesse vivendo na monogamia, mas sem hipocrisia”, disse.

(Fotos: Instagram/Reprodução)

“A gente não está procurando nada, nem ninguém, mas se alguém se interessar por alguém, se alguém tiver um impulso sexual por alguém, isso não é uma traição, isso não é um crime horrível, ninguém está sacaneando ninguém. Pra chegar nisso, foi difícil, principalmente pra mim, porque eu sou mais ciumenta. Pra ele foi mais fácil, por incrível que pareça, porque os homens demoram a topar isso. Eu vejo muito isso”, continuou.

A atriz disse que se sentiu mais segura com esse pacto. “A gente tem regras para isso dar certo, regras que eu impus para sobreviver a isso. Cara, o que é mais incrível? Eu estou me sentindo muito mais segura, porque tem um lado meu controlado, que eu sei o que tá acontecendo, sei o que tá fazendo parte da vida dele, mas a gente se relacionou durante muitos anos entre Rio e São Paulo. Então, não tem como controlar ninguém. Nesse nosso pacto, eu me sentia muito segura. Porque tudo pode. Se a gente está junto, é porque a gente realmente quer’, contou.

“É claro que a gente tem medo que o outro se apaixone por alguém. Mas a gente também não tem medo disso quando está em uma monogamia? Você vai trabalhar com alguém, seu marido mudou de emprego. Tem um monte de gente interessante. É claro que você está muito mais aberta. Mas ao mesmo tempo está muito mais ligado no outro, porque tudo pode. Então, se você está com o outro, é porque você realmente quer e isso é o que me deixa muito segura. Eu não sou trouxa, sabe? É partir do princípio disso. Uma das regras que a gente tem: sempre contar para terceira pessoa que a gente é casado e que nosso parceiro vai saber o que está acontecendo. Isso não serve para todo mundo e não quer dizer que é o caminho da felicidade certa. Isso é que deu certo pra mim na relação com ele”, finalizou.

Nos comentários, Fernanda Nobre ainda respondeu alguns seguidores sobre o assunto. Uma quis saber se ela poderia contar quais são as regras do casal. “São bobas, tenho vergonha”, respondeu.

Outra seguidora, disse que “lealdade não pode ser atrelada a um relacionamento aberto”. “Sinceramente não acredito que num mundo onde o que prevalecerá são os reais sentimentos, pois o corpo físico se acaba com os anos e no acumulado, o que nos resta são valores e pessoas que possamos olhar e respeitar”, afirmou a seguidora.

“Exatamente. O objetivo é você reafirmar o que te deixa feliz. Eu estou pensando como você para além da carne. Mas cada um vê como quer. Reafirme sua escolha e seja plena nela”, sugeriu Fernanda.

“Desejo imensamente plenitude na sua escolha, mas senti carência e condição para vivê-la. Senti algo imposto, uma mulher madura quer somente viver essa plenitude, ser amada, ser real e estar ali, com ele, sempre. Eu vivo na simplicidade e de forma plena. E isso já vale todos os meus dias. Obrigada pela atenção. Chame o rapaz para falar conosco também”, respondeu a mesma fã.

Fernanda, novamente, respondeu. “Você tá tirando essas ideias a partir de você e da sua realidade. Sou outra pessoa, penso e vivo diferente. Ninguém é melhor ou pior, mas temos que ser respeitadas cada uma por suas escolhas. Vc quer ver um desconforto onde não tem. Boa sorte e felicidades!”, afirmou.

Outra fã falou que o que Fernanda Nobre tem parece uma relação abusiva. “Além do que acredito sim ser um tipo de relação abusiva. @fenobre mas me parece muito mais um tipo de relação abusiva, do ponto de vista emocional do que o contrário e embora em palavras se afirme felicidade e plenitude, a linguagem não verbal e os olhos, possivelmente o próprio transfundo da questão não me parece revelar e sustentar tal afirmativa. Mas desejo-te felicidades”, disse.

“Abusiva? Interessante você olhar por este prisma quando essa escolha é exatamente para fugir da verticalidade de uma relação hetero”, rebateu a atriz.

Globo, via Revista Glamour

Opinião dos leitores

  1. E eu que pensei que a notícia mais importante dos últimos tempos seria a vacina do Covard19. Me enganei. Essa superou. ??????????????????????

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

CASO CHOCA O PAÍS: Ex-BBB e advogada criminal oferece ajuda a mulher que foi dopada e agredida por marido em vídeo; homem compartilhou imagens de agressão na web e viralizou

Ex-BBB Gizelly Bicalho oferece ajuda à mulher que foi agredida -Foto: Instagram/@gizellybicalho

Na madrugada desta quinta-feira (8), um caso de agressão chocou a internet. Um homem gravou e compartilhou nas redes um vídeo dele agredindo a mulher depois de dopá-la, conteúdo que rapidamente se espalhou pela web.

Gizelly Bicalho(FOTO EM DESTAQUE), participante do BBB 20 e advogada criminal, usou seus Stories para falar sobre o caso e afirmou já ter tentado entrar em contato com a moça para ajudá-la.

“Eu estava indo dormir e eu vi o que aconteceu coma Sabrina aqui no Instagram, essa moça que foi dopada e agredida pelo companheiro Eu estou chocada, estou apavorada. O cara filmou, eu não consegui ver o vídeo. Mandei um direct para Sabrina, mas quem tiver o contato dela, não sei se ela vai conseguir ver direct, comentei a foto dela. Queor muito ajudar essa menina, essa moça, essa mulher. Não sei nem se vou conseguir dormir depois dessa cena horrorosa que vi. Gente, durante esse tempo de quarentena os casos de violência doméstica aumentaram muito, isso é muito sério. E o caso da Sabrina é só um em meio a tantos que estão acontecendo no Brasil”, afirmou Gizelly em uma série de vídeos.

O CASO

Na última quarta-feira (6), um homem compartilhou em seu perfil no Instagram uma série de fotos de vídeos agredindo sua mulher depois de dopá-la, confirmando os atos na legenda, além de afirmar que estava deixando uma dívida no nome dela.

O perfil da mulher, Sabrina, foi encontrado e ela fez um longo relato sobre sua situação, que aconteceu durante uma viagem para um chalé pouco antes dos dois se separarem.

Ela conta que o ex-marido tinha diversos problemas com drogas e bebida e chegou a ser preso por dirigir sob influência, e que estava drogado na noite das agressões. Hoje o homem está internado em uma clínica de reabilitação.

Sabrina afirmou ainda estar sendo ameaçada pela família do ex-marido, que ela conta ter ficado do lado dele após o ocorrido. “A mãe dele que me tinha como uma filha foi pagar motel com duas prostitutas pra ele enquanto eu quase morria”, escreveu em parte do texto.

Nos Stories, ela ainda expôs áudios enviados pelo pai do ex-marido a ameaçando, afirmando que o ex-sogro pretendia “tirar o filho que é dependente químico da clínica para ele resolver o problema dele comigo”.

Leia o relato na íntegra:

“Todos que me conhecem de verdade, sabem o quanto que trabalhei e trabalho pra conquistar minhas coisas. Sabem que abri mão da minha vida pra ajudar Keko a sair das drogas, fui cega durante anos vivendo em um relacionamento abusivo. Fiz tudo o que eu podia pra ajudá-lo. No entanto ele decidiu ir para o caminho das drogas. Durante a separação ele me dopou me agrediu, acabou com o meu nome. Tínhamos rota de semi joias juntos e tudo era no meu nome, ele gastou tudo em droga. Me deixou endividada. A máscara da família dele caiu, que ficou a favor dele, a minha sogra que me tinha como uma filha nem deu as caras com o acontecido. Fui Salva pelo o recepcionista do chalé. A mãe dele que me tinha como uma filha foi pagar motel com duas prostitutas pra ele, enquanto eu quase morria, até ele ser preso por dirigir embriagado e drogado. Desacato à autoridade. A ficar doido na casa das pessoas em Natal, que decidiram internar. Porque a lei Maria da Penha nada fez até agora. Na primeira internação dele paguei todos os cheques que no tempo era no nome da mãe dele, comprei terrenos ao pai dele que se nega a me devolver. Reformei a casa, pagava carro enquanto ele vivia deitado ou na farra se fazia muito era dirigir. Trabalhava até de madrugada, montando pano fazendo de tudo para termos um futuro. Cega em um relacionamento abusivo de anos cheguei quase a morte. Hoje estou passando por uma depressão pq quando durmo lembro dessas cenas. Que ele fez questão de filmar enquanto estava drogado e mandar para as pessoas. Mesmo com provas e testemunhas estou lutando na justiça. Mulher nenhuma merece passar por isso. Todas as vezes que tento subir um degrau acontece algo pra me despedaçar por dentro. Mulheres que passam por qualquer tipo de abuso procurem ajuda. Mas saiam dessa. A pessoa que eu amava foi a que mais me machucou. A mãe dele que é mulher que já foi desrespeitada várias vezes por o próprio filho, está lutando a favor do machismo e o pai me ameaçando, quando o filho deles mas precisava deles nem as caram deram, disseram que não podia ir pra Natal, nas recaídas quem o ajudou foi eu. Espero um dia cicatrizar todas essas feridas. Se conseguir me manter viva.”

Mulher relata ameaças de ex-sogro após agressão (Foto: Reprodução/Instagram)

Mulher relata ameaças de ex-sogro após agressão (Foto: Reprodução/Instagram)

Globo, via Quem

Opinião dos leitores

  1. VAGABUNDOS agressores de mulheres! Merecem prisão perpétua. Muitos monstros presos e quem sofre são as mães de seus filhos. Bandidos! Triste essa classe lixo de homens agressores. Não valem nada.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Marido confessa ter matado mulher a machadadas no interior do RN ‘por ciúmes’, diz Polícia Civil

Foto: Ilustrativa

O portal G1-RN destaca nesta segunda-feira(02) um crime brutal no interior nesta fim de semana. Trata-se do caso de um homem de 32 anos, que confessou ter matado a própria esposa a golpes de machado na manhã de domingo (1º) em Taipu – município distante cerca de 50 quilômetros de Natal. Ele foi preso em pela guarda municipal da cidade e disse que o motivo do crime teria sido ciúmes. De acordo com a Polícia Civil, o caso aconteceu por volta das 6h30 na casa onde estava o casal, na comunidade de Poço do Antônio. A vítima tinha 28 anos. Veja detalhes aqui.

Opinião dos leitores

  1. Essa é a claque do bolsotralha…..MARGINAIS….essa PESTE DE BOLSONERO PIOR PRESIDENTE DESSE PAIS…SO DESGRAÇAS

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Marido mata mulher a tiros e joga vítima de carro em movimento em viaduto de Fortaleza

O homem foi capturado próximo ao cruzamento das rusa Gustavo Sampaio com Raimundo Arruda, na Parquelândia — Foto: Leábem Monteiro/SVM

Um homem atirou na mulher e a empurrou de um carro em movimento, nesta terça-feira (7), no viaduto do Bairro Antônio Bezerra, em Fortaleza. A vítima foi socorrida, mas teve morte cerebral.

Segundo a polícia, o suspeito tentou cometer suicídio durante perseguição policial, mas foi capturado e levado para Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro da capital.

De acordo com a Polícia Militar, o homem efetuou três disparos contra a vítima. Logo em seguida, ele jogou a vítima do veículo e atirou na cabeça da mulher.

O suspeito tentou fugir, mas teve a placa do carro identificada por equipes do Raio, da Polícia Militar. Durante a perseguição policial, o homem tentou suicídio com um tiro na boca e com cortes de tesoura no pescoço.

Um inquérito foi instaurado e a polícia investiga a motivação do crime. O casal tem dois filhos.

G1-CE

Opinião dos leitores

  1. Isso é o que acontece com pessoas que não colocam Deus em primeiro lugar na vida: só desespero e desgraça. Que Deus tome providências em relação a isso porque esse homem, com certeza, foi usado pelo diabo. Ainda tem gente que diz que o diabo não existe. E é exatamente o que ele quer: que ninguém acredite nele.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comportamento

OH LOUCO, MEU: Mulher diz que sexo a três com marido e profissional do sexo foi “empoderador”

Foto: shutterstock

Uma jornalista dos Estados Unidos, que não quis se identificar, revelou que fazer sexo a três com o marido e uma profissional do sexo foi “empoderador” para ela. Em um texto publicado no site SheSaid , a mulher confessou que esse era um desejo antigo.

Ela pontua que começou o relacionamento com o atual marido há 10 anos e que era virgem quando eles iniciaram o namoro. A moça conta que imaginava “como seria sentir o toque” de outra mulher e, para mudar essa história, quis ter a experiência de sexo a três .

“Quando meu marido planejou uma viagem de aniversário para Las Vegas, ele estava pensando em música ao vivo e longas viagens pelo sudoeste. Pensei em outra coisa: um trio formado por nós dois e uma profissional do sexo “, diz ela.

Na publicação, a norte-americana destaca que o companheiro se surpreendeu com a sugestão, mas aceitou. Enquanto isso, ela se dedicava a pesquisar sobre o desejo. Como em Nevada, nos Estados Unidos , o trabalho sexual não é ilegal, o casal não precisaria se preocupar em esconder a situação.

A mulher pontua que ela e o marido “desfrutaram de muito sexo gostoso” antes de encontrarem a profissional, e diz que estavam ansiosos para a ocasião. O casal escolheu uma profissional que “os fez se sentirem confortáveis” antes de começar a trabalhar e cumpriu todas as vontades da dupla durante a relação.

Ainda na postagem, ela admite ter gostado e aproveitado ao máximo a oportunidade “empoderadora” de tornar suas fantasias reais. “O sexo a três foi uma experiência sexual feita inteiramente para o meu prazer e fora das normas sociais, e foi fortalecedor”, conclui a jornalista, que também fez questão de enfatizar que não houve insegurança ou ciúmes em nenhum momento.

IG

Opinião dos leitores

  1. O papangú do marido vai levar pontas logo, logo. Isso se não perdê-la para uma lésbica.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Marido enganado sobre paternidade consegue anular na PB casamento por “erro essencial”

Foto: Ilustrativa

Um homem conseguiu na Justiça a anulação de seu casamento após ter sido enganado pela esposa sobre a paternidade do filho. Decisão foi proferida pela 1ª camara Cível do TJ/PB. Ele se casou após descobrirem a gravidez, por entender que era o pai da criança, que chegou a registrar. Para a relatora, desembargadora Fátima Bezerra Cavalcanti, ficou demonstrado o “erro essencial” quanto à pessoa da mulher.

Em 1º grau, o pedido foi julgado parcialmente procedente para declarar que o apelante não era pai biológico da criança, determinando a exclusão de seu nome da certidão de nascimento. No entanto, o juízo negou o pedido de anulação do casamento por entender que “não é possível que, em pleno século XXI, alguém afirme que foi obrigado a casar porque sua namorada estava grávida, e isso não significa que ela fosse uma desonrada”.

Ao requerer a reforma da sentença, o apelante alegou que somente após o matrimônio, ficou sabendo que não era o pai, embora tenha reconhecido a criança como filho e o registrado. Tal comprovação veio a ser ratificada com o resultado do exame de DNA.

Relatou também que, ao casar, não tinha conhecimento da infidelidade da esposa, então namorada, e que o casamento somente se realizou por conta do estado de gravidez. Aduziu, assim, que houve erro essencial quanto à boa honra e boa fama da mulher, dada a falsa percepção que tinha da esposa.

Leia matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Esposa larga emprego para servir o marido: “Homens precisam ser mimados”

FOTO: DIVULGAÇÃO / FACEBOOK

Já pensou em viver em favor da rotina de um homem? Katrina Holte sim. A britânica de 30 anos, esposa de Lars, deixou sua carreira no departamento de recursos humanos em uma empresa para dedicar-se total, e exclusivamente, ao marido.

Ao The Sun , a esposa falou sobre sua atual rotina. Ela acorda às 06h30, passa as roupas do marido , faz o café da manhã e prepara o almoço para ele levar para o trabalho . Depois, ela passa o dia limpando, lavando e passando roupa até que chega a hora de preparar o jantar.

A rotina em nada lembra àquela bem-sucedida no departamento de recursos humanos, sobre isso, ela declara. “Me sinto vivendo como sempre quis. É a vida dos meus sonhos e meu companheiro compartilha comigo essa visão. É muito trabalho. Muita louça, roupa, mas eu amo passar o tempo tomando conta do meu parceiro”.
Ao ser questionado sobre um possível acomodamento de seu companheiro, a ex-exetutiva não teme: “Ele cresceu em uma casa onde tinha que ajudar a mãe a cozinhar e limpar, então, de modo algum, ele é um acomodado. É a pessoa mais gentil que eu já conheci”, afirmou.

Para temperar o ambiente de mimo ao maridão, a ex-executiva ainda adotou a decoração e o estilo dos anos 50, que mescla o vintage com o pin up. A televisão, inclusive, fica escondida para não destoar de toda a decoração. “Eu acho que os homens precisam ser mimados pelas mulheres sempre que possível”, afirmou ela.

Sobre as várias críticas que recebe sobre sua atitude, a esposa pondera: “Acredito que nós mulheres devemos nos apoiar. Se uma disse que quer ser dona de casa, não podemos dizer que isso não é certo. O que é certo para mim pode não ser para outra pessoa. Todos temos o direito de saber o que é bom para nós mesmos”.

IG

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Coaf aponta ‘movimentações atípicas’ de R$ 2,5 milhões do deputado federal David Miranda(PSOL-RJ), marido do jornalista Glenn Greenwald

Foto: Reprodução / Facebook

Um relatório enviado pelo Coaf ao Ministério Público do Rio dois dias depois de o site The Intercept Brazil começar a divulgar mensagens atribuídas a autoridades da Lava-Jato aponta que o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) fez “movimentações atípicas” de R$ 2,5 milhões em sua conta bancária entre 2 de abril de 2018 e 28 de março de 2019. Miranda é casado com o jornalista Glenn Greenwald , editor do Intercept.

A partir do documento, o Ministério Público do Rio abriu uma investigação sobre as movimentações de Miranda. Nesta terça-feira, conforme antecipou o colunista Lauro Jardim , a 16ª Vara de Fazenda Pública do Rio de Janeiro, barrou a tentativa do MP de quebrar o sigilo fiscal e bancário do deputado. Em despacho de sete páginas que decretou o segredo de justiça do caso, o juiz Marcelo da Silva pede que o deputado e outras quatro pessoas, entre assessores e ex-assessores dele, sejam ouvidos antes de qualquer ação cautelar. “Entendo prudente postergar a análise do pleito para o momento posterior à instauração do contraditório”, escreveu Silva.

Procurado pelo GLOBO, Miranda afirmou, através de sua equipe, que o cargo de deputado não é a sua única fonte de renda e, portanto, “as movimentações são compatíveis com sua renda familiar”. O deputado recebe R$ 33,7 mil de salário. Ele afirmou que depósitos fracionados detectados pelo Coaf vêm dessa outra fonte, uma empresa de turismo da qual é sócio com Glenn Greenwald. Ele, porém, não informou os serviços prestados pela companhia e, por meio de sua assessoria, disse que os demais esclarecimentos seriam prestados no Judiciário.

O relatório do Coaf sobre Miranda foi feito em meio a uma investigação que apurava supostas ilegalidades em gráficas no município de Mangaratiba, na região metropolitana do Rio, e não tem relação direta com ele. O deputado contratou os serviços de uma das empresas investigadas e, por isso, acabou tendo as movimentações financeiras em sua conta enviadas pelo Coaf ao MP.

No período analisado, o Coaf aponta que R$ 1,3 milhão entrou na conta corrente do parlamentar, registrada em uma agência do Banco do Brasil em Ipanema, na Zona Sul do Rio. As saídas da conta somaram R$ 1,2 milhão no mesmo período. A movimentação considerada atípica pelo órgão não significa que tenha sido identificada uma ilegalidade. O deputado alega receber na conta o salário de parlamentar e valores oriundos de uma empresa na qual é sócio com Greenwald.

O Coaf informa no relatório que considera “suspeita de ocultação de origem” uma série de depósitos de valores que giravam entre R$ 2,5 mil e R$ 5 mil, feitos em espécie. Os analistas do órgão destacam no relatório o fracionamento dos depósitos e também a existência de repasses de funcionários do gabinete ao deputado.

Suspeita de Rachadinha

Quatro assessores e ex-assessores de Miranda também tiveram a quebra do sigilo pedida pela 5ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Capital ao Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) na 16ª Vara de Fazenda Pública, porque foram identificados depósitos deles na conta de Miranda. Para investigadores, existe a suspeita de um esquema de “rachadinha”, de devolução de parte dos salários ao parlamentar. Os pedidos do Ministério Público de quebra de sigilo foram negados pela Justiça, ao menos até que os depoimentos sejam tomados.

Estão incluídos no pedido de quebra de sigilo Reginaldo Oliveira da Silva e Silvia Mundstock, que atualmente trabalham no gabinete de Miranda na Câmara dos Deputados, em Brasília. O trabalho de ambos foi iniciado em fevereiro deste ano, quando o parlamentar assumiu o mandato após a desistência do colega de partido, Jean Wyllys.

O MP ainda pediu a quebra de sigilo fiscal e bancário de Camila Souza Menezes e Nagela Rithyele Pereira Dantas, que desde o início do ano estão lotadas na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) nos gabinetes das deputadas estaduais Renata Souza e Mônica Francisco, ambas do PSOL, mesmo partido de Miranda. A investigação apura a “prática de improbidade administrativa”, delito da esfera cível.

Também foi aberta uma investigação sobre suposto crime de peculato e lavagem de dinheiro, mas, como Miranda é deputado federal, esse procedimento foi remetido da 24ª Promotoria de Investigação Penal para a Procuradoria-Geral da República, em Brasília.

Miranda nega irregularidades. À Justiça Eleitoral, ele declarou participar da sociedade da Enzuli Management (nos Estados Unidos) e da Enzuli Viagens e Turismo (no Brasil). O deputado é dono de 18,75% da companhia americana e de 1% da brasileira, e ambas também têm participação do jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil.

Ao pedir quebra de sigilo, o MP apontou a movimentação atípica de R$ 2,5 milhões e “possível evolução patrimonial incompatível com a do então vereador municipal”.

Na eleição passada, em 2018, Miranda declarou à Justiça Eleitoral que era dono de um patrimônio de R$ 353,4 mil, dos quais quase 20% eram referentes a um carro e o restante a investimentos em renda fixa e quinhões de capital. Já na eleição de 2016, o patrimônio declarado era de R$ 74.825,00.

Retaliação

O deputado também afirmou que “diante da ausência de provas e evidências sobre qualquer ilegalidade, não há dúvida de que (a investigação) é uma retaliação”. Para ele, “a suposição que motivou o pedido de quebra de sigilo não faz sentido” e “é óbvio que é uma resposta ao trabalho do The Intercept Brasil na cobertura da Vaza-Jato”. Miranda vê as investigações como “uma perseguição via aparato estatal” e afirmou que está “providenciando os extratos da conta da empresa que originou os saques e correspondentes depósitos” e que está à disposição da Justiça.

Na semana passada, em entrevista ao “Roda Viva”, da TV Cultura, Greenwald foi questionado sobre o caso que envolve o deputado. Aos entrevistadores, o jornalista disse que não vão existir evidências contra Miranda porque ele não cometeu crimes.

– Estamos totalmente tranquilos porque é uma mentira. É exatamente o tipo de jogo sujo que eles fazem e não vamos parar por causa disso — afirmou Greenwald.

O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. Acho que os 40 mil reais do queiroz adquiridos em 10 anos, mais importante saber a origem, do que os 2,5 milhoes de reais em 6 meses desse dep do psol. Todo esquerdista é pobre, ganha pouco… lula so tinha uns 40 milhoes so fazendo palestras. Justifica. Mas queiroz, nao. 40 mil é muito.

  2. Vamos ver se a justiça vai dar a esse caso o mesmo tratamento que deu ao caso do Flávio Bolsonaro, que aliás teve a investigação suspensa. Ou será que vai ser dois pesos e duas medidas?

  3. Uiuiui, movimentou 2 vezes mais que o Queiroz. Aproveitou bem com o bofe. Isso é despeito, menina

    1. Silvino sua matemática está com problemas, o Queiroz teve movimentação suspeita de R$ 40, R$ 80 mil, sei lá, já esse rapaz, marido do hacker que investe contra e difama o governo, movimentou R$ 2,1 milhões. Numa conta simples significa uma movimentação 2.000 vezes maior.

  4. Como assim? Vão se preocupar com esse trocado? O que importa é achar a movimentação atípica do Queiroz de R$ 40 mil. Também não importa a movimentação de R$ 1,1 milhão do irmão do ex presidente, tem que parar o mundo e descobrir os R$ 40 mil do Queiroz, o resto é desculpa, coisinha sem importância.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Coaf relata transações atípicas do deputado David Miranda, marido do jornalista e editor do site The Intercept, Glenn Greenwald

Foto: Câmara dos Deputados

“O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), agora chamado de Unidade de Inteligência Financeira (UIF), relatou movimentações atípicas na conta do deputado David Miranda (Psol-RJ), marido do jornalista e editor do site The Intercept, Glenn Greenwald, também mencionado no relatório. A informação foi divulgada pela Crusoé, que teve acesso ao Relatório de Inteligência Financeira do Coaf. Ao todo, seriam R$ 50 mil em transações atípicas entre 2018 (quando Miranda era vereador do Rio de Janeiro) e 2019. Um dos autores de repasses seria Reginaldo Oliveira Silva, funcionário do gabinete do deputado.

“O pedido de investigação, conforme noticiou Época, foi do Ministério Público do Rio de Janeiro. A suspeita é de prática de “rachadinha”, quando um político recebe parte dos salários de seus funcionários comissionados.

Gazeta do Povo

Opinião dos leitores

  1. Por falar em COAF, alguém tem notícia da DELAÇÃO DO PALOCCI?
    Sabem dizer o que PALOCCI anda denunciando? Quem o PALOCCI está detonando?
    O que PALOCCI falou de Bolsonaro? Afinal sabemos que Bolsonaro é o culpado por tudo no passado e no futuro do país (mas só as coisas ruins, as boas é tudo fruto dos outros).
    Seria engraçado se não fosse patético o que a imprensa sem recurso público vem desconstruindo e manipulando as informações contra o governo. Beira a criminalidade a forma e o nível de inversão dos fatos noticiados.

  2. Pronto, o COAF acabou de assinar sua sentença de morte, como pode se atrever a supor que existe transação financeira atípica sobre qualquer pessoa que seja contra o governo Bolsonaro?
    O COAF vai cair em desgraça com a esquerda, vem chumbo grosso contra o órgão a partir de agora, isso não pode ser noticiado ou investigado.
    Só quem tem movimentação financeira atípica é Queiroz e ninguém mais, não entendeu não COAF? Estão doidos, não respeitam não? Cadê os R$ 22 mil do Queiroz?

    1. Se preocupa não, esquerdopatas tem dificuldade em ler apenas o que quer. A reportagem é bem clara, “a pedido do MP”.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comportamento

VÍDEO: Mulher descobre traição e leva roupas do marido para a amante em agência bancária no AC

Foto: Reprodução/Record TV

Uma mulher descobriu que seu marido havia a traído com uma colega de trabalho e resolveu levar as roupas do homem para a amante. A mulher colocou toda a roupa do marido em sacos plástico e levou até agência bancária em que o marido e a amante trabalham. O caso registrado no Acre viralizou.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, a esposa aparece tranquila na porta do banco e explica a situação para os presentes. Ela diz que o marido, com quem está casada há 15 anos, a traiu com uma funcionária da agência.

A esposa afirma também que já havia conversado com a amante e que, como tinha dito que iria levar as roupas do marido, estava ali para cumprir com sua promessa. “A partir de hoje, ele é dela, ele não é meu” afirma a dona de casa.

R7

 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *