Clima

Chuvas são registradas em pelo menos 62 municípios do RN no fim de semana

Foto: Ilustrativa

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) registro chuvas em pelo menos 62 pontos no período entre a manhã desta sexta-feira(09) e o início da manhã desta segunda-feira(12).

Os municípios de Rodolfo Fernandes, Apodi, Major Sales, José da Penha, Felipe Guerra e Viçosa, todos no Oeste, concentraram as chuvas mais intensas. Confira abaixo:

OESTE POTIGUAR

Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 99,9
Apodi(Base Fisica Emparn) 95,7
Major Sales(Prefeitura) 82,0
José Da Penha(Emater) 67,8
Felipe Guerra(Prefeitura) 56,0
Viçosa(Prefeitura) 52,0
Riacho Da Cruz(Emater) 51,5
Riacho De Santana(Emater) 50,0
Paraná(Emater) 48,5
São Miguel(Emater) 46,8
Água Nova(Prefeitura) 46,5
Coronel João Pessoa(Emater) 41,8
Portalegre(Particular) 38,5
Caraúbas(Particular) 37,9
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 31,9
Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 31,0
Campo Grande(Particular 2) 30,8
João Dias(Emater) 30,0
Venha Ver(Emater) 26,0
Pilões (Prefeitura) 23,8
Rafael Fernandes(Emater) 23,7
Lucrécia(Emater) 23,0
Martins(Particular) 21,3
São Rafael(Emater) 20,0
Alto Do Rodrigues(Diba/baixo Assu) 19,5
Francisco Dantas(Emater) 19,0
Janduís(Emater) 17,2
Campo Grande(Particular) 15,8
São Rafael(Particular Ii) 15,0
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 14,7
Rafael Godeiro(Emater) 14,2
Mossoró(Prefeitura) 13,3
Baraúna(Emater) 10,5
Olho D’agua Dos Borges(Particular) 10,3
Severiano Melo(Prefeitura) 10,0
Serra Do Mel(Prefeitura) 9,6
Pau Dos Ferros(Particular) 4,0
Areia Branca(Emater) 1,0
Ipanguaçu(Base Fisica Da Emparn) 0,2

CENTRAL POTIGUAR

Santana Do Serido(Emater) 31,0
Macau(Defesa Civil (ex-emater)) 20,0
Florânia(Sitio Jucuri) 7,0
Cerro Corá(Emater) 6,4
São Fernando(Emater) 4,9
Carnaúba Dos Dantas(Emater) 3,2
Jardim Do Seridó(Emater/passagem) 2,2
Pedro Avelino(Base Fisica Da Emparn) 2,0
Currais Novos(Sec Meio Amb. Ex Cersel) 1,9
São João Do Sabugi(Emater) 1,5
Lajes(Prefeitura) 0,1

AGRESTE POTIGUAR

Monte Das Gameleiras(Emater) 9,0
Serrinha(Emater) 6,7
Coronel Ezequiel(Particular) 6,2
São Bento Do Trairi(Prefeitura) 5,8
Lagoa De Pedras(Prefeitura) 4,5
Monte Alegre(Emater) 4,0
São Paulo Do Potengi(Emater) 3,2
João Câmara(Centro Saude) 2,4
Vera Cruz(Emater) 1,4

LESTE POTIGUAR

Montanhas(Prefeitura) 17,7
São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 8,3
Parnamirim(Base Fisica Da Emparn) 6,3

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

No RN choveu 34% do esperado no primeiro trimestre de 2021; veja previsão para os próximos três meses

Foto: Ilustrativa

Pelo terceiro mês consecutivo, as chuvas no Rio Grande do Norte ficaram abaixo do normal em todas as Mesorregiões do estado, chovendo 34% do esperado para o período. É o que aponta a análise pluviométrica feita pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN).

“Esse expressivo valor no desvio negativo observado nesses três meses, mostra que mesmo num ano com Fenômeno Lã Niña presente no Oceano Pacífico, as condições no Oceano Atlântico Sul, com águas mais frias do que o normal, impediram a atuação da Zona de Convergência Intertropical de atuar sobre a Região Nordeste do Brasil”, analisou o chefe da unidade instrumental de Meteorologia, Gilmar Bristot.

Só no mês de março, choveu 33,2% do volume esperado. Era esperado um volume médio de 159,7 milímetros de precipitações no estado, porém foi observado o acumulado médio de 106,6 mm. Bristot explicou que as poucas chuvas ocorridas neste mês decorrem da atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), principal sistema meteorológico indutor de chuvas no interior do Estado no período de fevereiro a maio. “Este ano, diferente dos últimos anos, as condições oceânicas, referentes ao comportamento termodinâmico, principalmente no Oceano Atlântico, não apresentaram condições favoráveis a ocorrência de chuvas sobre a região norte do Nordeste, resultando desta forma numa irregular distribuição temporal e espacial das chuvas, isto é, locais com mais chuvas e outros com menos chuvas tanto em intensidade como em eventos de ocorrência”, disse.

A análise destacou ainda que houve variação na distribuição das chuvas pelo estado. Na região do Alto Oeste foram registrados valores médios que superaram os 200mm, enquanto que no restante do Oeste, os índices acumulados variaram entre 50 mm a 150 mm. “Esse comportamento ocorreu em todas as regiões, na Mesorregião Central, as maiores chuvas ocorreram no Seridó Oriental. No Agreste, a região da Borborema apresentou os maiores índices acumulados e no Litoral Leste, as maiores chuvas concentraram-se na Região Metropolitana de Natal”, completou.

Previsão para os próximos três meses

Para o trimestre que se inicia- abril, maio e junho, as análises apontam irregularidade nas chuvas no interior do RN, variando de normal a abaixo do normal, com maior concentração nas regiões do Alto Oeste, Seridó e Vale do Açu.

As médias previstas para o período são: Oeste 250 mm, Central 200 mm, Agreste 200 mm e Leste 500 mm.

Média de chuvas registradas em janeiro, fevereiro e março de 2021:

Oeste= 152,6 mm

Central=105,9mm

Agreste=94,8 mm

Leste=139,9mm

Estado=123,3 mm

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Emparn registra chuvas em 61 municípios potiguares no fim de semana; veja boletim pluviométrico

Foto: Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) registrou chuvas em 61 municípios, entre sexta-feira(02) e o início da manhã desta segunda-feira(05).

As cidades de São Gonçalo do Amarante, Monte Alegre, Extremoz, Parnamirim, Jardim do Seridó, Janduís e Ouro Branco concentraram o maior volume de chuvas.

Veja abaixo geral:

OESTE POTIGUAR

Janduís(Emater) 35,0
Campo Grande(Particular) 23,2
Campo Grande(Particular 2) 21,5
Baraúna(Emater) 20,6
Caraúbas(Particular) 18,5
Umarizal(Fazenda Camponesa(partic)) 17,0
Alto Do Rodrigues(Diba/baixo Assu) 13,0
Lucrécia(Emater) 12,0
Rafael Godeiro(Emater) 11,0
Riacho De Santana(Emater) 11,0
Agua Nova(Prefeitura) 7,2
Olho D’agua Dos Borges(Particular) 7,0
Coronel João Pessoa(Emater) 6,6
Pau Dos Ferros(Particular) 6,0
Paraná(Emater) 5,5
Pilões(Prefeitura) 5,5
Riacho Da Cruz(Emater) 5,5
Martins(Particular) 5,4
São Rafael(Particular Ii) 5,3
São Rafael(Emater) 5,1
Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 4,5
João Dias(Emater) 4,3
Mossoró(Prefeitura) 4,0
José Da Penha(Emater) 3,5
Major Sales(Prefeitura) 3,5
Rafael Fernandes(Emater) 3,1
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 2,7
Upanema(Prefeitura) 2,7
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 2,6
Jucurutu(Emater-pedra do Navio) 2,4
Ipanguaçu(Base Fisica Da Emparn) 2,2
Francisco Dantas(Emater) 2,0

CENTRAL POTIGUAR

Jardim Do Seridó(Emater/passagem) 43,5
Ouro Branco(Sindicato Trab.rurais) 30,5
Parelhas(Emater) 23,8
São José Do Seridó(Associacao Usuarios Agua) 16,0
Cerro Corá(Emater) 11,8
Guamaré(Lagoa Doce) 10,0
Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbauba) 10,0
São José Do Seridó(Fz Caatinga Grande) 9,8
Pedro Avelino(Particular) 6,2
Caicó(Acude Itans) 5,7
Lajes(Prefeitura) 5,2
Pedro Avelino(Base Fisica Da Emparn) 4,1
Cruzeta(Base Fisica Da Emparn) 4,0
São Vicente(Emater(ex-particular)) 2,7
Carnaúba Dos Dantas(Emater) 2,4

AGRESTE POTIGUAR

Monte Alegre(Emater) 49,0
Vera Cruz(Emater) 25,6
João Câmara(Centro Saude) 14,7
Monte Das Gameleiras(Emater) 14,0
Santa Maria(Sind.trab.rurais) 10,0
Serrinha(Emater) 9,6
São Pedro(Emater) 8,0
Tangará(Emater) 3,8
São Paulo Do Potengi(Emater) 1,4
Lagoa De Pedras(Prefeitura) 1,0

LESTE POTIGUAR

São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 46,7
Extremoz(Emater) 44,1
Parnamirim(Base Fisica Da Emparn) 39,9
Montanhas(Prefeitura) 18,0

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

RN tem previsão de chuvas durante toda a semana; confira

Foto: Ilustrativa

No último final de semana, a Emparn registrou ocorrência de bons volumes de chuvas em todas as regiões do estado. Na região central, o acumulado superou os 100 milímetros (mm), como no município de São José do Seridó, com 172 mm acumulados, seguido de Timbauba dos Batistas com 158 mm. No Agreste o destaque foi para Coronel Ezequiel com 112,4mm. Esse cenário é fruto da atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) na região Nordeste.

As análises da Unidade Instrumental de Meteorologia da EMPARN revelam que as chuvas ocorridas contribuíram para amenizar a temperatura no Estado. “A temperatura durante o final de semana variou entre 26C a 28C e a umidade relativa do ar média do final de semana variou entre 70% a 80% e, em algumas localidades como o Litoral Leste, Agreste e Chapada do Apodi, com valores acima dos 80%”, disse o chefe do setor, o meteorologista Gilmar Bristot.

Previsão

Para esta semana, a previsão é que as chuvas continuem ocorrendo em todas as regiões do Estado, provocadas pela atuação da ZCIT que se mantém na região.

A temperatura mínima, em Natal, deverá variar entre, 24oC nas madrugadas e dos 30oC, durante as tardes. Para o interior do Estado, no Seridó por exemplo, mínimas devem variar entre 20oC a 23oC e as máximas devem sem manter em torno dos 32oC. Nas regiões Serranas, as temperaturas oscilarão entre 20oC para as mínimas, chegando a 31oC, para as máximas.

29/03/21- segunda-feira- Céu parcialmente nublado a claro com chuvas durante a tarde e noite no interior. No Litoral Leste e Agreste, céu parcialmente nublado a claro com chuvas a qualquer hora.

30/03/21- terça-feira- Céu parcialmente nublado a claro com chuvas durante a tarde e noite no interior. No Litoral Leste e Agreste, céu parcialmente nublado a claro com chuvas a qualquer hora.

31/03/21-quarta-feira- Céu parcialmente nublado a claro com chuvas durante a tarde e noite no interior. No Litoral Leste e Agreste, céu parcialmente nublado a claro com chuvas a qualquer hora.

01/04/21-quinta-feira – Céu parcialmente nublado a claro com chuvas durante a tarde e noite no interior. No Litoral Leste e Agreste, céu parcialmente nublado a claro com chuvas a qualquer hora.

02/04/21-sexta-feira– Céu parcialmente nublado a claro com chuvas durante a tarde e noite no interior. No Litoral Leste e Agreste, céu parcialmente nublado a claro com chuvas a qualquer hora.

03/04/21- sábado– Céu parcialmente nublado a claro com chuvas durante a tarde e noite no interior. No Litoral Leste e Agreste, céu parcialmente nublado a claro com chuvas a qualquer hora.

04/04/21- Domingo Céu parcialmente nublado a claro com chuvas durante a tarde e noite no interior. No Litoral Leste e Agreste, céu parcialmente nublado a claro com chuvas a qualquer hora.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Reservatórios da região Oeste recebem recarga das últimas chuvas; veja situações das barragens, açudes e lagoas no RN

Foto: ASCOM/IGARN

O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais dos 47 reservatórios monitorados pelo Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn, divulgado nesta segunda-feira (29), indica que os reservatórios da Região Oeste do Estado receberam bons aportes de água das últimas chuvas.

As reservas hídricas superficiais totais do RN atualmente acumulam 1.836.963.746 m³, percentualmente, 41,97% do volume total dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn juntos. Já no relatório divulgado no último dia 25 de março, as reservas hídricas somavam 1.833.228.915 m³, equivalentes a 41,88% da sua capacidade total.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, com capacidade para 2.373.066.510 m³, acumula, 1.209.607.811 m³, que correspondem a 50,97% do seu volume máximo. Já no último relatório divulgado, o manancial represava 1.208.479.237 m³, percentualmente, 50,92% da sua capacidade.

Já a segunda maior barragem do RN, Santa Cruz do Apodi, acumula 159.384.154 m³, correspondentes a 26,58% da sua capacidade, que é de 599.712.000 m³. No relatório anterior, o reservatório estava com 158.972.425 m³, percentualmente, 26,51% do seu volume total.

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 199.263.306 m³, equivalentes a 68,05% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No último relatório, o manancial estava com 199.474.866 m³, correspondentes a 68,12% do seu volume total.

O reservatório que teve maior aumento percentual de volume foi Flechas, localizado em José da Penha, que acumula 945.300 m³, equivalentes a 10,56% da sua capacidade, que é de 8.949.675 m³. No dia 25 de março, o açude estava com 347.775 m³, percentualmente, 3,89% da sua capacidade.

Outro reservatório que recebeu boa recarga foi Encanto, localizado no município de Encanto, que acumula 3.760.048 m³, percentualmente, 72,41% da sua capacidade total, que é de 5.192.538 m³. No último relatório ele estava com 3.462.103 m³, equivalentes a 66,67% do seu volume total.

O açude Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, acumula 5.566.017 m³, correspondentes a 67,27% da sua capacidade total, que é de 8.273.877 m³. Já no relatório do dia 25 de março, ele estava com 5.278.713 m³, percentualmente, 63,80% do seu volume total.

O reservatório de Marcelino Vieira também recebeu recarga. Acumula atualmente 5.356.844 m³, correspondentes a 47,83% da sua capacidade total, que é de 11.200.125 m³. Já no último dia 25 de março, o manancial estava com 5.057.125 m³, percentualmente, 45,15% do seu volume total.

O açude Jesus Maria José, localizado em Tenente Ananias, acumula 1.975.877 m³, correspondentes a 20,5% da sua capacidade total, que é de 9.639.152 m³. Já no último relatório, ele estava com 1.798.351 m³, percentualmente, 18,66% da sua capacidade.

O reservatório de Pilões acumula 2.395.400 m³, equivalentes a 40,59% da sua capacidade total, que é de 5.901.875 m³. No último relatório divulgado, o manancial estava com 2.316.612 m³, correspondentes a 39,25% da sua capacidade.

Outros reservatórios receberam recargas, percentualmente, inferiores a 1% da sua capacidade, casos de: Bonito II, localizado em Bonito; Carnaúba e Sabugi, ambos localizados em São João do Sabugi; Esguicho, localizado em Ouro Branco; Lucrécia, localizado em Lucrécia; Morcego, localizado em Campo Grande; Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz; Rodeador, localizado em Umarizal; Santana, localizado em Rafael Fernandes; Tabatinga, localizado em Macaíba e Tourão, localizado em Patu.

Os reservatórios monitorados pelo Igarn, que permanecem com volumes inferiores a 10% da sua capacidade, e, portanto são considerados em Nível de Alerta, são: Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 1,06%; Zangarelhas, com 5,81% e Itans, localizado em Caicó, com 4,08%. Passagem das Traíras, continua em reforma.

Já os reservatórios monitorados pelo Igarn, que permanecem secos, são: Inharé, localizado em Santa Cruz e Trairi, localizado em Tangará.

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz recebeu recarga das últimas chuvas e acumula 10.728.299 m³, correspondentes a 97,36% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³. No último relatório o manancial estava com 10.218.654 m³, percentualmente, 92,73% da sua capacidade.

A lagoa do Boqueirão também recebeu aporte de água e acumula 9.397.301 m³, equivalentes a 84,85% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³. Já no relatório anterior, ela estava com 9.070.646 m³, correspondentes a 81,90% do seu volume total.

A lagoa do Bonfim também recebeu águas e acumula 42.014.190 m³, percentualmente, 49,86% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³. No dia 25 de março ela acumulava 41.516.589 m³, correspondentes a 49,27% do seu volume total.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Emparn registra chuvas em 31 municípios potiguares entre quinta e esta sexta; confira

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) registrou chuva em 31 municípios do estado, entre quinta-feira(25) e a manhã desta sexta-feira(26). Confira abaixo:

OESTE POTIGUAR

Barnaul(Emater) 21,3
Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 17,0
Parana(Emater) 7,8
Coronel João Pessoa(Emater) 7,0
Alto Do Rodrigues(Diba/baixo Assu) 6,0
Mossoró(Prefeitura) 5,8
Riacho De Santana(Emater) 5,0
José Da Penha(Emater) 3,1
Ipanguaçu(Base Fisica Da Emparn) 2,8
Água Nova(Prefeitura) 2,6
Rafael Fernandes(Emater) 2,3
Pau Dos Ferros(Particular) 2,0
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 1,1

CENTRAL POTIGUAR

São Bento Do Norte(Prefeitura) 31,0
Guamaré(Lagoa Doce) 10,7
Macau(Defesa Civil (ex-emater)) 9,5
Cerro Corá(Emater) 4,0
São João Do Sabugi(Emater) 2,0
Pedro Avelino(Base Fisica Da Emparn) 1,7

AGRESTE POTIGUAR

Parazinho(Emater – Ex-particular) 31,4
Vera Cruz(Emater) 24,0
Monte Alegre(Emater) 22,0
Santa Maria(Sind.trab.rurais) 16,0
João Câmara(Centro Saude) 9,9
Serrinha(Emater) 7,4
Sitio Novo(Prefeitura) 5,0
Boa Saúde(Emater) 4,0
São Paulo Do Potengi(Emater) 3,8
Lagoa De Pedras(Prefeitura) 3,3
Tangará(Emater) 3,3

LESTE POTIGUAR

Extremoz(Emater) 49,2

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Previsão de mais chuvas em Natal entre esta sexta e domingo; todas as regiões do RN deverão ser “banhadas” nesse período

Foto: Reprodução/Emparn

A zona de convergência intertropical(ZCIT) manterá o céu com predominância de parcialmente nublado a claro com pancadas de chuvas em todas as regiões do Estado. A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) ainda destaca a capital potiguar com chuvas entre esta sexta-feira(26) e domingo(28).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Emparn registra chuvas em 44 municípios entre quarta e esta quinta-feira; veja cidades, com Oeste recebendo maior volume

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) registrou chuvas em pelo menos 44 pontos do estado, entre quarta-feira(24) e esta quinta-feira(25), com maior volume na região Oeste. São Francisco do Oeste(83 mm) e Lucrécia foram os municípios mais “banhados”.

Veja abaixo outras cidades:

OESTE POTIGUAR

São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 83,0

Lucrécia(Emater) 78,0

Olho D’agua Dos Borges(Particular) 59,0

Janduís(Emater) 55,4

Severiano Melo(Prefeitura) 50,0

Riacho Da Cruz(Emater) 49,1

Francisco Dantas(Emater) 45,0

Viçosa(Prefeitura) 41,0

Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 37,0

Martins(Particular) 34,0

Rafael Godeiro(Emater) 30,0

Antônio Martins(Emater) 15,0

Caraúbas(Particular) 12,9

Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 12,0

José Da Penha(Emater) 10,0

Pau Dos Ferros(Particular) 9,0

Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 9,0

Campo Grande(Particular 2) 5,0

Venha Ver(Emater) 5,0

Rafael Fernandes(Emater) 4,2

Agua Nova(Prefeitura) 2,5

Coronel João Pessoa(Emater) 2,3

João Dias(Emater) 2,0

CENTRAL POTIGUAR

São José Do Seridó(Associação Usuários Agua) 36,0

Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbauba) 25,0

São João Do Sabugi(Emater) 22,5

Caicó(Açude Itans) 21,5

Jardim Do Seridó(Emater/passagem) 11,5

Lajes(Prefeitura) 7,3

São José Do Seridó(Fz Caatinga Grande) 6,6

Pedro Avelino(Particular) 3,6

Florânia(Sitio Jucuri) 2,8

Cerro Corá(Emater) 2,4

AGRESTE POTIGUAR

João Câmara(Centro Saude) 12,2

Santa Maria(Sind.trab.rurais) 8,0

Lagoa De Pedras(Prefeitura) 7,0

Vera Cruz(Emater) 6,6

Monte Das Gameleiras(Emater) 6,0

Serrinha(Emater) 4,5

Boa Saúde(Emater) 4,3

Sítio Novo(Prefeitura) 3,5

Tangará(Emater) 2,0

Monte Alegre(Emater) 1,5

Parazinho(Emater – Ex-particular) 0,7

LESTE POTIGUAR

Extremoz(Emater) 23,9

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

RN tem previsão de chuvas regulares nos próximos meses; período entre abril, maio e junho pode ter até 500 milímetros no leste potiguar

Foto: Webdesigner/EMPARN

A previsão para a segunda metade do período chuvoso a região semiárida-, que corresponde ao período dos meses de abril, maio e junho- é de ocorrência de chuvas regulares, variando de normal a abaixo de normal. Essa foi a conclusão da análise da Reunião Climática coordenada pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC/PE) realizada ontem(24). O evento contou com a participação e contribuição do chefe da Unidade Instrumental de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), Gilmar Bristot além de especialistas de institutos de meteorologia do Brasil.

Essa também é a primeira previsão para o leste do Nordeste. Na oportunidade os especialistas avaliaram as condições oceânicas que indicam a ainda a atuação do fenômeno da La Ñina, que embora ‘fraca’ está presente no Oceano Pacífico. As águas do Atlântico Sul continuam mais frias do que as do Atlântico Norte.“Essas condições oceânicas influenciam de forma negativa para a ocorrência de chuvas no Nordeste pois não favorecem a descida da Zona de Convergência Intertropical que contribuem para a ocorrência de chuvas mais generalizadas para todo estado”, disse Bristot.

Sobre as chuvas ocorridas, da segunda quinzena de fevereiro até agora, o meteorologista avaliou como regulares, principalmente nas regiões do Alto Oeste, Vale do Açu e Seridó como todo. “As chuvas ocorreram com melhor regularidade nestes locais por influência do relevo da região, beneficiando a cadeia da agricultura”, considerou.

Previsão para os próximos três meses

As análises apontam que no interior do RN as chuvas devem ser irregulares, variando de normal a abaixo do normal, com maior concentração na região do Alto Oeste, Seridó e Vale do Açu.

Já no litoral, as condições ainda não estão adequadas para uma análise mais precisa. “Estamos no princípio do outono e as condições do centro de alta pressão do oceano Atlântico Sul e vento- algumas das condições que favorecem a ocorrência de chuvas- ainda estão indefinidas para o litoral do Nordeste. Em meados de abril será possível fazer uma análise mais clara. A indicação no momento é de normalidade, com uma maior concentração e maior ocorrência no litoral sul, na região de Canguaretama e metropolitana de Natal”, analisou Bristot.

Para o período de para abril, maio e junho as médias previstas são as seguintes:

Oeste 250mm

Central 200mm

Agreste 200mm

Leste 500mm

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

“SÃO AS ÁGUAS DE MARÇO”: Inmet alerta para chuvas intensas em 50 cidades do RN

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Instituto Nacional de Meteorologia emitiu, na manhã desta quinta-feira (25), um comunicado de perigo potencial por causa das chuvas sobre 50 municípios do Rio Grande do Norte, além de cidades de Pernambuco e da Paraíba. O alerta vale até às 23h59 desta quinta (25). (Confira a lista dos municípios abaixo). De acordo com o comunicado, há previsão de chuvas com intensidade de 20 a 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia, com baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos, em cidades com tais áreas de risco.

O Inmet ainda orienta a população a evitar enfrentar o mau tempo, observar alteração nas encostas, evitar uso de aparelhos eletrônicos ligados à tomada e, em caso de urgência, acionar a Defesa Civil (telefone 199) e o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Veja as cidades do RN sob alerta:

Arês

Baía Formosa

Bento Fernandes

Bom Jesus

Brejinho

Canguaretama

Ceará-Mirim

Espírito Santo

Extremoz

Goianinha

Ielmo Marinho

João Câmara

Jundiá

Lagoa D’Anta

Lagoa De Pedras

Lagoa Salgada

Macaíba

Maxaranguape

Montanhas

Monte Alegre

Natal

Nova Cruz

Nísia Floresta

Parnamirim

Passa E Fica

Passagem

Pedro Velho

Poço Branco

Pureza

Riachuelo

Rio Do Fogo

Santa Maria

Santo Antônio

Senador Elói De Souza

Senador Georgino Avelino

Serra Caiada

Serrinha

São Gonçalo Do Amarante

São José De Mipibu

São José Do Campestre

São Miguel Do Gostoso

São Paulo Do Potengi

São Pedro

Taipu

Tibau Do Sul

Touros

Vera Cruz

Vila Flor

Várzea

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Potalegre, Rodolfo Fernandes e Martins registraram chuvas mais intensas no RN no fim de semana; veja outras 48 cidades “banhadas”

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) registrou chuvas em 51 municípios pelo estado, entre sexta-feira(19) e o início da manhã desta segunda-feira(22). As cidades de Potalegre(93,6mm), Rodolfo Fernandes(84,2mm), Martins(62mm) e João Dias(51,8) receberam o maior volume pluviométrico no período. Confira abaixo:

OESTE POTIGUAR

Portalegre(Particular) 93,6
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 84,2
Martins(Particular) 62,0
João Dias(Emater) 51,8
Severiano Melo(Prefeitura) 47,0
Rafael Godeiro(Emater) 42,5
Viçosa(Prefeitura) 42,0
Pendências(Emater) 36,7
Francisco Dantas(Emater) 36,0
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 31,6
Pau Dos Ferros(Particular) 31,0
Olho D’agua Dos Borges(Particular) 30,5
São Miguel(Emater) 28,0
Paraná(Emater) 24,8
Lucrécia(Emater) 24,0
Riacho Da Cruz(Emater) 21,5
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 21,3
Coronel Joao Pessoa(Emater) 20,3
Major Sales(Prefeitura) 19,5
Jucurutu(Emater-pedra do Navio) 18,6
Campo Grande(Particular 2) 14,5
Janduís(Emater) 14,0
José Da Penha(Emater) 14,0
Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 13,3
Caraúbas(Particular) 11,9
Agua Nova(Prefeitura) 11,7
Rafael Fernandes(Emater) 11,4
Umarizal(Fazenda Camponesa(partic)) 10,0
Alto Do Rodrigues(Emater) 8,0
Venha Ver(Emater) 7,0
Baraúna(Emater) 4,6
Campo Grande(Particular) 2,5

CENTRAL POTIGUAR

Currais Novos(Sec Meio Amb. Ex Cersel) 6,2
São João Do Sabugi(Emater) 6,0
Macau(Defesa Civil (ex-emater)) 5,5
Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbauba) 4,0
São Jose Do Serido(Associacao Usuarios Agua) 3,7
Guamaré(Lagoa Doce) 2,0
Florânia(Sitio Jucuri) 1,8

AGRESTE POTIGUAR

Lagoa De Pedras(Prefeitura) 12,7
Monte Das Gameleiras(Emater) 10,0
Serrinha(Emater) 8,4
João Câmara(Centro Saude) 5,1
Monte Alegre(Emater) 5,0
São Bento Do Trairi(Prefeitura) 4,3
São Paulo Do Potengi(Emater) 3,8
Vera Cruz(Emater) 3,2
Tangará(Emater) 1,9

LESTE POTIGUAR

Extremoz(Emater) 11,9
São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 6,5
Montanhas(Prefeitura) 3,3

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Chuvas foram registradas em pelo menos 26 municípios do RN neste fim de semana

Foto: Reprodução/Emparn

Embora em volume baixo, o fim de semana registrou pancadas de chuvas em pelo menos 26 municípios entre o fim de semana o início desta segunda-feira(08). O Oeste potiguar recebeu o maior volume, especialmente, nas cidades de Francisco Danta e Dr. Severiano.

Veja abaixo por onde choveu:

OESTE POTIGUAR

Francisco Dantas(Emater) 45,0
Dr. Severiano(Emater) 35,0
Pau Dos Ferros(Particular) 19,0
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 12,6
Mossoró(Prefeitura) 10,8
Pilões(Prefeitura) 9,0
Martins(Particular) 7,0
Rafael Fernandes(Emater) 6,2
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 6,2
Riacho Da Cruz(Emater) 5,0
Janduís(Emater) 3,6
Agua Nova(Prefeitura) 3,3
Viçosa(Prefeitura) 2,8
Campo Grande(Particular 2) 2,3
Campo Grande(Particular) 2,2
Itajá(Emater) 2,2
Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 2,1
Jucurutu(Emater-pedra do Navio) 2,0
Lucrécia(Emater) 1,5
Coronel Joao Pessoa(Emater) 1,0
Baraúna(Emater) 0,3

CENTRAL POTIGUAR

Carnaúba Dos Dantas(Emater) 4,2
São João Do Sabugi(Emater) 2,5
Florânia(Sitio Jucuri) 2,3
Cruzeta(Base Fisica Da Emparn) 0,7

AGRESTE POTIGUAR

Monte Alegre(Emater) 1,0

LESTE POTIGUAR

Parnamirim(Base Fisica Da Emparn) 0,3

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Primeira semana de março termina com boas chuvas no RN

Foto: Ilustrativa

Primeira semana de março terminando com boas chuvas no Rio Grande do Norte, beneficiando a agricultura e ocasionando a diminuição da temperatura na região serrana do estado. De acordo com as análises da Unidade Instrumental de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (EMPARN), as precipitações decorrem da atuação do sistema meteorológico Vórtice Ciclônico de Ar Superior e da Zona de Convergência Intertropical (ZCTI)- esta última deverá seguir atuando nos meses de março e abril.

“As chuvas, nesses primeiros dias de março, foram registradas em todas as regiões do estado, variando entre 20 e 50 milímetros. A previsão para o resto do mês é de pancadas de chuvas em todas as regiões do estado”, disse o chefe da unidade, Gilmar Bristot.

O meteorologista pontua que embora as condições das águas superficiais do oceano Atlântico, na sua parte sul, ainda não estejam 100% ideias, a atuação de outros sistemas meteorológicos tem sido suficiente para trazer a chuva para o RN nesse período. “Não teremos chuvas intensas, mas teremos a ocorrência das chuvas”, declarou.

Para o final de semana, de hoje (05) até domingo (07), a previsão é de pancadas de chuvas em todas as regiões do Estado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

VEM ÁGUA: Previsão de chuvas para período março/maio no RN é de até 533 milímetros

Foto: Pexels

A previsão do período de chuvas no RN em 2021 dentro da média histórica ou pouco baixo, confirmada oficialmente hoje (26) pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), comprova o acerto das medidas do Governo do Estado na execução dos programas de apoio à produção rural, como o Programa de Sementes e o Mais ATER, lançados em dezembro do ano passado.

O resultado da análise climática para o Rio Grande do Norte, para o período de março a maio de 2021, apontam precipitações de 533,8 milímetros(mm) no Leste; 479,2 mm no Oeste; 376,9mm, na região Central; 342,2 mm no Agreste.

Este cenário se deve a fatores físicos como a influência da temperatura dos oceanos, que embora esteja ocorrendo o fenômeno da ‘La Nina’ no Oceano Pacífico – a temperatura do Oceano Atlântico precisa subir entre 1 e 1,5 graus para favorecer a ocorrência de chuvas no semiárido nordestino – como informou o chefe da unidade instrumental e meteorologia da Emparn, Gilmar Bistrot.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Instituto Nacional de Meteorologia emite alerta de perigo de chuva intensa em 19 cidades do RN

Foto: Reprodução Inmet

O Instituto Nacional de Meteorologia emitiu, na manhã desta sexta-feira (26), um comunicado de perigo potencial por causa das chuvas sobre 19 municípios do Rio Grande do Norte, além de cidades de Pernambuco e da Paraíba. O alerta vale até às 11h de sábado (27). De acordo com o comunicado, há previsão de chuvas com intensidade de 30 a 60 milímetros por hora ou de 50 a 100 milímetros por dia, com risco de alagamentos e deslizamentos, em cidades com tais áreas de risco.

As instruções gerais para a população, ainda de acordo com o instituto, envolvem, evitar enfrentar o mau tempo, observar alteração nas encostas, evitar uso de aparelhos eletrônicos ligados à tomada e, em caso de urgência, acionar a Defesa Civil (telefone 199) e o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

As cidades do RN sob alerta são: Arês; Baía Formosa; Brejinho; Canguaretama; Espírito Santo; Goianinha; Jundiá; Macaíba; Montanhas; Monte Alegre; Natal; Nísia Floresta; Parnamirim; Pedro Velho; Senador Georgino Avelino; São Gonçalo Do Amarante; São José De Mipibu; Tibau Do Sul; e Vila Flor.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

RN terá monitoramento moderno de previsão do tempo e de monitoramento de chuvas

Fotos: Emater RN

O Rio Grande do Norte terá um monitoramento hidrometeorológico, climático e agrometeorológico amplo e moderno. Isso significa que a previsão do tempo e de chuvas, além do monitoramento pluviométrico, serão acompanhados de forma mais estratégica em prol da cultura agrícola e da vida no campo. Para isso, o Governo do RN investiu cerca de R$5,5 milhões no desenvolvimento de softwares e na compra de equipamentos agrometeorológicos e de Tecnologia da Informação. As aplicações foram viabilizadas pelo Projeto Governo Cidadão, via acordo de empréstimo com o Banco Mundial.

Com o plano concluído nesta semana, a empresa desenvolvedora e implementadora da ferramenta, L&L Soluções e Sistemas, apresentou todos os módulos de funcionamento aos técnicos da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte – Emparn, responsáveis pelo seu funcionamento. Após a apresentação foram pontuados alguns ajustes necessários para que o sistema possa ser entregue aos norte-rio-grandenses.

A rede vai monitorar variáveis meteorológicas como temperatura, umidade do ar, vento, pressão atmosférica, radiação solar, umidade e temperatura do solo e quantidade de chuva. As medições serão feitas de hora em hora e transmitidas online para o servidor da Emparn.

A partir dessas informações será possível melhorar o zoneamento e monitoramento agrícola, dando mais segurança aos agricultores, principalmente para escolher a hora e a cultura agrícola adequadas à sua propriedade, uma vez que o monitoramento climático mais eficaz possibilita auxiliar na gestão dos recursos hídricos do Estado.

“Com essas adequações, a Emparn vai disponibilizar de forma mais eficaz, a previsão do tempo e o monitoramento de chuvas, informações de extrema importância no dia a dia de áreas como o turismo, a agricultura e a pecuária do Estado”, comentou o Secretário de Gestão de Projetos e Metas e coordenador do Governo Cidadão, Fernando Mineiro, contando que, além do sistema que gerencia os modelos de previsões meteorológicas, foram adquiridos e instalados 100 pluviômetros automáticos e 15 novas estações automáticas para se somarem aos equipamentos que a Emparn já detinha.

O Chefe da Unidade Instrumental de Meteorologia da Empresa, meteorologista Gilmar Bristot, explicou que essa reformulação vai marcar a meteorologia do RN, tornando-a mais acessível, atualizada e eficaz.

“A ampliação e modernização de nosso monitoramento hidrometeorológico, climático e agrometeorológico é de grande importância para todas as áreas relacionadas ao meio ambiente, uma vez que teremos acesso a informações valiosas de maneira automática e periódica a cada hora. Daremos um salto enorme na qualidade das informações coletadas em campo, nos 167 municípios potiguares, de forma a atender a todos os setores produtivos, além da defesa civil e para pesquisa na área educacional”, disse Bristot que completou: “Vai ser um diferencial importante para todo o Estado, disponibilizando todas as informações à população, em breve, por meio da internet, nas plataformas da Emparn”.

Opinião dos leitores

  1. Não adianta modernizar, se o órgão não possui estrutura para desenvolver sua atividade. É mais enfeite e pirotecnia para iludir o povo. Nossos órgãos de assistência técnica e fiscalização estão sucateados e sem estrutura física e humana para dar vencimento a demanda existente.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *