Empresa que explora estacionamento do Aeroporto Internacional Governador Aluísio Alves é condenada por danos em veículo

O juiz Emanuel Telino Monteiro, da Comarca de Marcelino Vieira, condenou a empresa Estapar Estacionamentos, que explora o serviço de estacionamento do Aeroporto Internacional Governador Aluísio Alves, em São Gonçalo do Amarante, a pagar a quantia de R$ 9.629,46, a título de danos materiais, em razão de avarias provocadas no veículo de um cliente que utilizou o serviço.

Na mesma sentença judicial, o magistrado também condenou a empresa a pagar uma indenização por danos morais no valor de R$ 10 mil, por considerar que, no caso, configurou-se fatos capazes de violar direitos da personalidade ofendendo a dignidade do consumidor e que devem ser considerados a fim de ensejar indenização por danos morais, sob pena de banalização do instituto.

O autor ajuizou a Ação de Indenização para obter o ressarcimento por danos morais e materiais causados em razão de avarias no seu veículo que se encontrava dentro das dependências do estacionamento no Aeroporto Internacional, que é gerenciado pela empresa Estapar Estacionamentos.

O autor narrou nos autos ter sido vítima de avarias no seu veículo após ter o deixado por dois dias no estacionamento do Aeroporto Internacional de Natal – Governador Aluísio Alves, São Gonçalo do Amarante, o qual tem como responsável a empresa Estapar Estacionamentos. A empresa se defendeu alegando o afastamento da responsabilidade civil pela culpa exclusiva de terceiro.

Ao analisar o caso, o magistrado baseou seu entendimento no Código de Defesa do Consumidor, que reconhece a responsabilidade objetiva do prestador de serviços, estabelecendo que este tem o dever de reparar os danos causados aos consumidores, por defeitos relativos ao fornecimento desses serviços.

Veículo

E verificando os documentos que instruem o processo, viu que ficou comprovado que o veículo do autor foi avariado enquanto encontrava-se estacionado nas dependências do Aeroporto Internacional de Natal. “Ora, a empresa que disponibiliza local para estacionamento cria a expectativa no consumidor de que seu veículo estará seguro enquanto ali permanecer”, frisou.

Para o juiz, aquele que estaciona seu veículo e o gerenciador do espaço para tanto, possuem relação básica de guarda e de vigilância, pois o fornecedor assume a responsabilidade pela incolumidade do bem. “O prestador de serviço possui o dever de guarda e vigilância dos veículos estacionados em seu estabelecimento comercial, de modo que, na ocorrência do sinistro, deverá arcar com os riscos e a desídia do serviço prestado, como é o caso dos autos”, decidiu.

Ele também considerou que a empresa não comprovou que houve culpa exclusiva de terceiro, como alegou em sua defesa, elemento que afastaria a responsabilidade da Estapar Estacionamentos. Entendeu, por fim, que o ticket ou bilhete de estacionamento é prova bastante da relação de guarda do veículo, no dia e hora lá referidos.

Processo nº 0100027-25.2017.8.20.0143
TJRN

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama disse:

    E no estacionamento do aeroporto a GRATUIDADE do idoso não tá sendo respeitada, apesar de no cartão de entrada diz AEROPORTO DE NATAL. Alo Ministério Publico!!

  2. Evan Jegue disse:

    Saiu barato, pelo preço que ela pratica.

  3. LUIZ disse:

    Respeito e Admiração ao Senhor Juiz de Direito Dr. EMANUEL TELINO da Comarca de Marcelino Vieira RN., pela aplicação da LEI!!!!!

STTU e PROCON vão fiscalizar lei da gratuidade no estacionamento para idosos e pessoas com deficiência nos estabelecimentos comerciais

Representações da Secretaria de Mobilidade Urbana e do Procon Natal se reuniram nessa segunda-feira (22) para definir parceria de fiscalização da lei da gratuidade no estacionamento para idosos maiores de 60 anos e pessoas com deficiência nos estabelecimentos comerciais.

De acordo com a secretária da STTU, Elequicina Santos o “órgão vai garantir a segurança jurídica às pessoas beneficiadas da gratuidade por meio do cartão emitido para este fim e que já é usado no dia a dia”.

Antes havia uma má interpretação por parte dos estabelecimentos. Mas, agora com a regulamentação a lei terá que ser cumprida e os estabelecimentos que não seguirem a orientação jurídica serão multados.

Na STTU, o cartão que garante gratuidade a idosos nos estacionamentos é emitido, conforme dito pela secretaria, sem cobrança de taxas. Para ter o documento é necessário apresentar comprovante de residência, cópias do RG e do CPF e também telefone para contato.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Denise disse:

    O shopping Via Direta não aderiu à essa gratuidade não.
    Sou portadora de prótese no fêmur e tenho direito à vaga de deficiente e nem por isso uso cadeira de rodas, as pessoas que têm que ser mais sensíveis e se incomodar com a vida delas é não olhar a dos outros, isso é muito feio.

  2. João disse:

    Se fiscalizarem o estacionamento do Natal Shopping o que vão encontrar de gente nova sem deficiência estacionando em vagas exclusivas não é brincadeira

    • Vanessa disse:

      Para ser um deficiente não precisa está usando uma cadeira de roda ou algo parecido e muito menos ser “velho” eu tenho um filho Autista que tem direitos de usar a vaga especial!!!!

Cliente do Extra em Nova Parnamirim será indenizada após ter objetos furtados no estacionamento

O juiz Flávio Ricardo Pires De Amorim, do 2º Juizado Especial Cível, Criminal e da Fazenda Pública de Parnamirim, condenou a Companhia Brasileira de Distribuição (Supermercado Extra) a pagar a uma cliente, a título de indenização por dano material, o valor de R$ 1.590,00, e, a título de indenização por dano moral, o valor de R$ 8 mil, em razão de objetos que foram furtados do interior do veículo (notebook, bolsa, carteira, etc) que estava no estacionamento do estabelecimento.

Na ação, a autora disse que foi até o supermercado, pois uma amiga havia informado que as fraldas estariam em promoção. Ela falou que trabalhou até as 13h30 no seu escritório, tendo em seguida ido até o supermercado, por volta das 14h, situado na Av. Maria Lacerda Montenegro, em Nova Parnamirim.

Lá, saiu do carro, travou a porta e entrou no supermercado. Consequentemente escolheu alguns produtos e se dirigiu ao caixa. Um momento antes de efetuar o pagamento, percebeu que a carteira havia ficado no carro, olhou no bolso e viu que tinha pouca quantia em dinheiro, aproveitou e comprou um produto, deixando as demais compras no carrinho enquanto se dirigia ao carro em busca da carteira.

Ao chegar ao veículo ficou surpresa, pois a porta do lado do motorista encontrava-se aberta, e os vidros meio baixos com marcas de mãos e dedos como se fosse forçado a descer, e todos os pertences que estava no interior do carro tinham desaparecido. Contou que, em pânico, procurou um segurança e não tinha nem um sequer.

Em desespero, a autora mesmo ligou para a polícia, e ainda tentou contato com funcionários da loja, quando uma funcionária com fardamento normal igual aos demais se apresentou como sendo da segurança. Assim, a autora tentou relatar o fato, mas a funcionária disse que a loja não se responsabiliza por pertences furtados no interior dos veículos.

A autora afirmou que protestou por ser um sábado à tarde, ter promoções na loja com um vultuoso número de pessoas e não ter um vigilante sequer no pátio do estacionamento. A vítima disse ainda que a funcionária, friamente, pediu para que ela preenchesse uma ficha identificada como Registro de Ocorrência no Estacionamento.

Informou que chegou uma viatura da área de Nova Parnamirim e constatou que o vidro da porta do motorista foi forçado para abrir e que se tratava de um furto. Nesse momento, os taxistas que fazem o ponto do estacionamento do Extra relataram que esse tipo de furto era comum naquele estacionamento pelo fato de o supermercado nunca ter colocado vigilante para vigiar o estacionamento, fato esse constatado pelos PMs que ali chegaram.

Comunicou que três dias depois uma quadrilha foi presa em flagrante dentro do estacionamento de outro supermercado tentando furtar objetos dos carros ali estacionados (mesma prática a qual a autora foi vítima). Entretanto, frisou que os meliantes foram surpreendidos pelo vigilante que fazia a segurança do estacionamento do supermercado, sendo presos com uns aparelhos que são uma espécie de controle que interfere no comando da trava eletrônica, mesmo mecanismo usado no furto do pertence da autora.

Para a autora, esse flagrante no outro supermercado é a maior prova de que um vigilante frustraria a ação dos bandidos que furtaram os seus pertences e que, com certeza, o supermercado extra, por negligência, com uma política de economia, não contratou segurança nem vigilância para garantir a segurança dos clientes em compra. Ela disse que não teve o carro levado, mas sofreu sérios prejuízos.

Decisão

Para o magistrado, o Extra não conseguiu demonstrar que de fato o furto não ocorreu conforme alegado pela autora, já que não apresentou as imagens do local, na data e hora informados pela autora, deixando de produzir uma prova que apenas cabia a ré que detinha, naquele instante, as imagens com detalhes de toda a movimentação do espaço.

Não se queira sustentar, até mesmo, a impossibilidade de apresentar as imagens, dado que a parte autora fez reclamação formal dos acontecimentos por ela sofridos no mesmo dia do evento, tendo sido registrado no boletim de ocorrência padronizado da ré, suficientes, portanto, para preservação do conteúdo até a resolução do conflito.

“Desse modo, diante do sistema precário de segurança nas dependências da loja, assume a ré o risco por falhas na prestação de seu serviço que inclui, decerto, a proteção e garantia dos veículos estacionados em seu pátio. Se não possui vigilantes treinados (rodantes) na área de estacionamento ou qualquer outro meio de segurança capaz de inibir a ação de criminosos dentro da área que é responsável, assume os riscos por eventos danosos causados a todos que adentram em seu espaço”, concluiu.

(Processo nº 0807436-69.2018.8.20.5124)
TJRN

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. roberto disse:

    fui assaltado na farmacia pague menos da Hermes da Fonseca onde tentei fazer um acordo para ser resarcido do que me foi subtraido não obtive exio entrando no juizado de pequenas causas o advogado da farmacia falou que eles não tem nenhuma responsabilidade.ainda encontra-se para o juiz decidir. isto é um absurdo .

  2. J. C. PEREIRA disse:

    Em janeiro de 2018 meu genro teve um celular e uma carteira furtados do estacionamento do EXTRA Nova Parnamirim, procuramos a gerencia essa se negou de ressarcir o prejuízo mandou procurarmos a justiça.

  3. Murilo Barros disse:

    O Supermercado EXTRA podia ter evitado o constrangimento da Ação Judicial, se copiado o comportamento do Restaurante CAMARÕES POTIGUAR, que me indenizou em tudo que me foi levado de dentro do meu Carro que estava no interior do seu estacionamento em fevereiro passado. Sem ação , sem chateação, livre de burocracia simples assim.

  4. Antonio Turci disse:

    Penso que o problema maior, depois do transtorno de ser roubado, não está no "quantum" a ser pago, mas, sim, na exigência de "entrar na justiça", ou seja, o infeliz consumidor tem que pagar advogado por algo que poderia ser resolvido sem este "ágio".

  5. Marcos Felipe disse:

    O Extra vai pagar R$ 10.000,00 a uma pessoa que entrou na justiça.
    E as outras que não entraram? Fica no prejuízo mesmo.
    R$ 10,000,00 não cobre nem um mês de segurança privada no estacionamento.
    Ou seja, a justiça tá sendo feita para a parte interessada, mas não vai ter caráter pedagógico para a ré, visto que o valor pago é irrisório.

    Falando um bom português: tinha de pagar uma porrada de dinheiro, aí eles pensaria duas vezes e veriam que era melhor pagar segurança privada.

STTU proíbe estacionamento de veículos na Avenida dos Pinheiras, em Neópolis, e multas sem aviso prévio revoltam

O especialista em Trânsito e ex – Diretor de Fiscalização de Trânsito de Natal, Kennedy Diniz, informa em suas redes sociais que a Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) começou nesta segunda-feira(03) um trabalho de fiscalização na Avenida dos Pinheirais, no bairro de Neópolis, na Zona Sul de Natal, já multando veículos estacionados na via.

Local de diversos comércios, a população se revoltou com a fiscalização no local, sem aviso prévio, ou qualquer tipo de campanha informativa ou de educação.

Do blog:

Até então, agentes da STTU só eram vistos com trabalho de fiscalização em dia de missa de Cura e Libertação, realizada uma vez ao mês na Paróquia Nossa Senhora Aparecida.

Os moradores e frequentadores do bairro merecem o mínimo de consideração.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maria disse:

    Pelo menos vai acabar o transtorno e o perigo com aquela frota da loja Maré Mansa, que mantém seus veículos estacionados em plena avenida e prejudicando a visibilidade de quem sai das ruas que dá acesso a rua dos Pinheirais

  2. paulo martins disse:

    Bom dia, se existe problemas em estacionamento por não ter local livre, chame um Lig Taxi e tenha descontos, baixe nosso aplicativo e ganhe descontos, fácil, rápido e Seguro.

  3. paulo martins disse:

    Avante amarelinhos! Ou aplica multas a torto e a direito, ou não recebe o décimo-terceiro em dezembro.

  4. Vao de uber disse:

    Se existe a placa de sinalização então não precisa de campanha educativa.
    Os natalenses são extremamente mal educados e cheio de razão no trânsito.
    Se tá ruim de estacionar, vão de Uber.

  5. Marcelo disse:

    Parabéns a sttu, Essa avenida estava precisando , cabe aos condutores respeitarem a sinalização e pronto.

  6. Marcio Silva disse:

    Cabe explicação do Secretário, como justificar que na Rua Jundiá, com a Prudente de Morais não tenha controle de estacionamento na academia famosa, já no INSS e no Colégio a frente tenha placas de proibido estacionar e Agentes de Trânsito fiscalizando? Muito estranho! Pelo visto a Lei só quer funcionar para alguns, ou alguém quer assim?

  7. Leigo disse:

    A avenida esta toda sinalizada q nao pode estacionar, aino cara estaciona , ai é demais viu , e o errado ainda é o agente q vai aplicar a lei. Que ponto chegamos. Parabens a sttu

  8. Oswaldo disse:

    Esse Kennedy depois que cansou de mutar a galera e virou um “cidadão comum” agora adora fazer média com a população e quer ser o Hobin Hood do bairro kkkkk

  9. Aristides disse:

    Não precisa de aviso prévio. Está avisado no CTB que não é permitido o estacionamento de veículos em avenidas de fluxo intenso.

  10. Aristides disse:

    Parabéns à STTU! Avenida com grande circulação não deve servir de estacionamento para quem tem preguiça de caminhar.
    Solicito á STTU atenção especial para a Av. dos Xavantes, entre o prolongamento e o Planalto, pois os supermercados a utilizam para estacionar caminhões e as pessoas que não querem andar um pouquinho estacionam seus carros de qualquer jeito.

  11. Anderson disse:

    Um verdadeiro gestor encontro soluções para os problemas. Sabe-se que ali, em Neópolis, acontece atos religiosos com frequência onde vários natalenses vão em exercício a sua fé. Nada justifica, senhor(a) SECRETÁRIO(A), a aplicação de multa aos referidos fiéis. Se és um(a) gestor (a) de verdade encontre uma solução para o problema, porém se não és continue se escondendo atrás do autoritarismo (cargo, bloco de multa e caneta).

  12. Jorge disse:

    Parnamirim precisa fazer isso a Abel Cabral e Maria Lacerda.

  13. Sérgio Nogueira disse:

    Não quero estragar a noite de ninguém, mas a STTU ainda não precisa avisar quando vai fazer uma fiscalização em quaisquer das ruas de Natal.
    Talvez seja melhor esperar que isso seja obrigatório para só então reclamar.
    Até lá que tal obedecer ao Código de Trânsito e só estacionar em local permitido? Dizem que isso é santo remédio para evitar multas.
    E mais: esse blablabla de campanha educativa deixemos para nossas crianças porque quem tem Carteira de Motorista deve saber a lei sem que ninguém venha reforçar nada, sem dizer que nada mais educativo que um peso no bolso.

  14. Thiago disse:

    Tem placas de sinalização em toda av.

  15. Francisco de Assis Xavier disse:

    É incrível como esses icompetentes da STTMULTAS só visam multar, aqui em frente ao hospital promater eles chegam às 06:30 horas para comerçar a festa das multas pare até um bando de urubu em cima da carniça, porque proibir estacionar na avenida dos pinheiras, isso vai adiantar em que no trânsito de Natal, vão ser burros assim em outro canto, graças a Deus que Carlos Eduardo não ganhou porque se não Elequicina e ser diretora do Detran

Deputado propõe redução no RN de 50% da tarifa para motos em estacionamento

Fotos: Eduardo Maia

A redução de 50% nas tarifas em estacionamentos para motocicletas em relação aos carros. É a proposição do deputado Gustavo Carvalho (PSDB) que apresentou projeto de lei neste sentido. Na sessão plenária desta terça-feira (30) o parlamentar justificou a sua iniciativa.

“A falta de estacionamentos públicos passou a ser considerada como um dos graves problemas de mobilidade urbana no Rio Grande do Norte. A existência de vagas é cada vez menor, sobretudo nas grandes cidades”, afirmou o deputado. Gustavo Carvalho citou que os estacionamentos privados são a opção frequente para clientes de shoppings, centros comerciais, supermercados, hospitais, entre outros.

De acordo com seu projeto, as tarifas para motocicletas devem ser reduzidas em 50%, pois as vagas para estes veículos são proporcionais ao seu tamanho e os proprietários são proibidos de estacionar em vagas destinadas ao carro. “Mesmo pagando a tarifa igual, o usuário de moto recebe um tratamento desigual”, justificou.

O projeto foi lido hoje em plenário e irá para as Comissões. De acordo com a matéria, os valores das tarifas deverão ser afixados na entrada do estacionamento e nos locais de pagamento. Em caso de infração, as autoridades aplicarão penalidades aos fornecedores de serviço, que deverão ser notificados em 15 dias e multados em R$ 3 mil. Em aparte, o deputado Ricardo Motta (PSB) parabenizou o colega: Espero que esse projeto se torne de âmbito federal”, disse.

Eleições

Gustavo Carvalho também agradeceu os mais de 47 mil votos obtidos e parabenizou os colegas eleitos. “Quero me solidarizar com os colegas que não renovaram seus mandatos, políticos que são importantes para nosso Estado e deverão continuar contribuindo com sua vida pública. Valorosos companheiros que aqui me deram o prazer de dividir momentos de muita luta em favor do nosso Estado”, afirmou.

Sobre a governadora eleita, Fátima Bezerra (PT), o deputado a parabenizou e desejou sucesso no mandato: “Não será fácil, o Estado vive um momento crítico, difícil, de reflexões e de muitas mudanças que terão que advir”, disse Gustavo. O deputado afirmou que não será fácil governar o Estado sem medidas sérias, que serão encaminhadas pelo Executivo e que mesmo fazendo oposição, irá defender o Rio Grande do Norte.

ALRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tulio Sena disse:

    Eu pensei que ele estava propondo a redução de 50% da quantidade de vagas na ALRN.
    Tanto nos mandatos eletivos, qto nas vagas administrativas.

  2. Levi disse:

    Finalmente alguém olhando para quem precisa e não para quem tem de sobra. Parabéns pela inciativa

  3. Ricardo disse:

    ?????????? Deputado precisamos de mais pessoas que olhem para nós….
    Não votei nele não mais com certeza votarei daqui p frente eu e muita gente q usa esse transporte

  4. Matias disse:

    Tem q trabalhar mesmo para o povo mais pobre q geralmente é quem tem moto. Absurdo cobrar a mesma coisa e não dar oferecer o mesmo serviço. Esses comentários com certeza é de quem é dono de estacionamento. Pode chorar…..

  5. Gomes disse:

    Esse Deputado Zé Ruela não sabe que normalmente o estacionamento para moto já é mais barato? Acho que esse deve ser o primeiro e único projeto que ele conseguiu fazer em toda sua mamata política, porque sempre viveu na sombra dos caciques do RN.

  6. Deco disse:

    Apoiado: O dono do estacionamento paga 50% e o nobre Deputado os outro 50% para cada moto que ficar estacionada.
    E para não se parecer injusto utiliza-se o mesmo raciocínio para carroças: 20% já!!!

  7. Flauberto Wagner disse:

    É o chamado querer fazer fita com o chapéu alheio!!
    Com tanta coisa importante para ser discutido, aí vem um cidadão querendo praticar intervenção de estado na iniciativa privada.
    Estacionamento privado é oferta de prestação de serviços e só!
    Ai não entendo como um deputado com essas ideias tem um rio de votos.
    Só Deus na causa.

  8. Carlos Alexandre disse:

    É brincadeira. Esse deputado que regular propriedade privada e ainda incentivar o uso de motos, que causam milhares de acidentes com vitimas, gerando além da perda de vidas, um prejuízo milionário para a saúde e previdência social. Falta de visão desse deputado.

  9. Thiago disse:

    Com tanta gente nas ruas passando fome e precisando da mão do Estado, esse deputado vai querer regular a propriedade privada?
    Vá se preocupar em trazer indústrias e gerar emprego deputado. Quem o elegeu foi o povo e não dono de estacionamento.
    Vá se preocupar com escolas de qualidade, transporte público eficiente, ruas e avenidas iluminadas e seguras, vá ser produtivo e não fique jogando pra plateia, desperdiçando recurso público, gastando seu tempo com coisas sem sentido.

  10. Juvenal disse:

    É por isso que essa m*** não vai pra frente! O estacionamento é PRIVADO, para lá quem quer e acabou. Quando vou ao Natal Shopping deixo meu carro com o manobrista porque eu QUERO e porque há um serviço diferenciado, quem não quer parar lá é só ir ao estacionamento comum e pagar uma tarifa menor. O mesmo serve para as motos. Se o motociclista acha caro o estacionamento, é só parar em outro lugar e pronto. Se o dono do estacionamento quiser atrair mais clientes, basta fazer uma promoção ou mesmo não cobrar nada, como faz o Midway. Tem que acabar com essa palhaçada de fazer caridade com o chapéu alheio.

Áreas públicas para estacionamento no Tirol estão sendo “loteadas” por flanelinhas, reclama leitor

Por interino

Foto: Ilustrativa

O blog voltou a receber denúncias nesta terça-feira(05) de que os flanelinhas na Zona Leste de Natal estão “loteando” as áreas para estacionamento.

Segundo um frequentador e leitor deste Blog, que preferiu manter a sua identidade em sigilo, em trechos de vias de grande circulação no bairro do Tirol, como as avenidas Rodrigues Alves e Campos Sales, existem até mesmo áreas reservadas. “Eles colocam cones se você frequentar sempre o local. É um problema, porque é rotineiro”, contou.

Ainda segundo o frequentador, por causa desse tipo de situação, embora não seja “obrigatório”, é comum a cobrança de uma espécie de pedágio nesses pontos de estacionamento tão disputados. ” Prefiro acreditar e sei que a maioria busca o sustento de sua família – um trabalho honesto. Mas se você não colabora, em alguns casos, acaba até mesmo intimidado. Sem contar que ainda sai com a preocupação para qualquer aborrecimento futuro”, desabafou.

O frequentador ainda lembra que os canteiros são liberados para estacionamento entre 7 e 19h. “O que oficialmente é público neste caso parece não funcionar como se espera”, encerrou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zé das Mulas disse:

    Para estes delitos, diversas vezes denunciados, os Promotores e Procuradores fecham os olhos… Preferem olhar para causas que não tem retorno ou vingança, como fiscalizar e chicotear os professores em seus postos de trabalho… Assim como não concordamos com o imoral "auxilio-moradia" deles, eles deveriam respeitar os cidadãos pagadores de impostos e terminar com a máfia dos flanelhinhas, profissão não legalizada que sequestra as ruas públicas para uso particular…

  2. Jonas disse:

    Façam como eu que, modéstia à parte, apesar de ter dinheiro para comprar 50 carros, tenho uma motinha aqui em casa só para usar em lugares dominados pelos malditos flanelinhas. Eles olham o mim com peninha achando q sou um fudido e não achacam o coitado kkkkk

  3. Deodoro disse:

    Para o transporte que quero descer, quem em Natal não sabe disso?
    Todas as ruas são tomadas pelos flanelinhas, não existe qualquer espaço público onde pode estacionar o carro que não exista um flanelinha exigindo dinheiro para você estacionar.
    E daí? Isso nunca foi e jamais será problema das autoridades, o cidadão que paga 05 meses de impostos por ano que tire mais dinheiro do bolso para não ter aborrecimento com os flanelinhas. Mas isso acontece a pouco tempo, nesses últimos 40 anos o povo é submetido a eles e nenhuma autoridade tomou conhecimento…

  4. Breno disse:

    E digo mais.. os flanelinhas são meros “funcionários”. Existe um “dono” que controla aquela região de Tirol. Digo isso pq trabalhei muitos anos na Rodrigues Alves e conversei com uns flanelinhas.

  5. Brasil é verde e amarelo disse:

    Não são só os flanelinhas …zoa moradores imbecis e idiomas acham que a frente de suas residências são locais privados …colocando CONES para marcar e reservar as suas vagas e a STTU a tudo assiste calados ,exemplo é o alecrim ,na rua do VUCO-VUCO( móveis usados) ,eles simplesmente fizeram da rua o seus espaços comerciais…

  6. Leonardo disse:

    Em frente ao hospital do coração é do mesmo jeito. Os cones sempre estão lá em qualquer hora do dia.

  7. Rafael disse:

    Isso é uma realidade. O cidadão se sente prisioneiro na hora de estacionar. Um ou outro são gentis, mas em vários casos a pessoa se sente coagida.

VÍDEO – Estacionamento: Leitor diz que aeroporto de São Gonçalo do Amarante frauda seus usuários

Um leitor faz uma denúncia referente ao estacionamento no aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal. De acordo com vídeo abaixo, denunciante aponta possível falha ou cobrança “estranha” no guichê eletrônico. Confira as imagens e tire suas conclusões.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luiz disse:

    Também passei por isso ontem, paguei o estacionamento e me dirigi à saída. Chegando lá, 8 min após o pagamento, a máquina não aceitou dizendo que o limite de tempo (20 min) tinha ultrapassado, mandando se dirigir novamente ao saguão para pagar a diferença

  2. Azevedo disse:

    Isso é roubo mesmo é com autorização do IPEM que é o órgão responsável para fiscalizar e auferir os equipamentos eletrônicos de entrada e saída do aeroporto.

  3. Carla araujo disse:

    Certa vez paguei e fizeram eu voltar para pagar uma diferença de 4 reais. Porque tinha passado o tempo para eu sair. Isso é absurdo.

  4. Rodrigues disse:

    Estamos em um país chamado BRASIL. Com certeza foi uma queda energia que desajustou um dos relógios. kkkkkk.

  5. Iaponira Brito disse:

    Isso é Brasil! Nada mais me surpreende em se tratando de desonestidade e esperteza. Infelizmente faz parte da cultura do povo brasileiro, e nós consumidores e usuários aceitamos sermos usurpados cotidianamente sem contestar e reclamar.

  6. Paulo disse:

    Só o MP para resolver

  7. Enilce diad disse:

    É um roubo institucional desse aerolonge!

  8. Paulo disse:

    Vamos publicar pra ver se eles tomam vergonha ou tentam uma multa enorme para que tomem as providências …tomara que o Fantástico mostre uma matéria para domingo mostrando a realidade Brasileira…

  9. Paulo disse:

    Cadê o IMETRO …IPEM….? Vergonha!!! Acho.que o judiciário teria que estabelecer no mínimo 1hora ou mais…Já viu uma entrada longe demais do terminal de embarque e desembarque. ..Já foi feito para arrecadar mesmo.

  10. Hermínio Sobrinho disse:

    O caminho é acionar o Ministério Público.

  11. Cláudio Roberto disse:

    Atenção Ministério Público. Isso é desonestidade legalizada.

  12. joão disse:

    BANDIDOS SAFADOS!!!!!

  13. Andinho disse:

    Sem falar no aumento abusivo de preços do estacionamento desde que o aeroporto foi inaugurado.

    Devido à distância das cancelas o tempo de tolerância deveria ser de no mínimo 30 min, pois 20 se gasta somente em deslocamento.

  14. Renato Souza disse:

    É por essas e outras que as pessoas estão usando cada vez mais os transfer. O problema é que cada deslocamento é R$ 60,00.

  15. Lira disse:

    Agora entendi porque um cidadão desembarcou o pessoal e saiu as pressas e ao retornar retirou as malas e imediatamente saiu as pressas novamente kkkkkkkkk para não pagar o estacionamento ele dividiu o desembarque em duas vezes kkkkkkkk

  16. valdir Antunes de Sousa filho disse:

    Brasil, um pais vocacionado para a roubalheira.

  17. Chico disse:

    MP neles aBrasil

  18. Gustavo disse:

    Com a palavra ao PROCON!!!

  19. Maria Lúcia Maciel Gomes Neto disse:

    Detesto esse aeroporto. E já aconteceu comigo. Sem ter completado os vinte minutos foi necessário uma pessoa liberar.

  20. Helo disse:

    UM COMPLETO ABSURDO! AS PESSOAS DEVEM DENUNCIAR E EXIGIR SEUS DIREITOS SEMPRE!!

  21. Judas disse:

    Esse é o Único aeroporto do mundo que vc paga não pelo estacionamento, mas apenas para se aproximar do aeroporto com seu carro, absurdo.

  22. Nilda disse:

    Nome é ROUBOOOOOOOOOOOOO

  23. Dobode disse:

    CHAMA A POLÍCIA !!!!!!!!

  24. Donizete disse:

    Está errado a cobrança, hora alterada, além de que o cartão deve ser pego na entrada do estacionamento e o pagamento na saída do mesmo, isso é roubo e tem que ter providencias.
    Eles não podem cobrar do usuário acessar o aeroporto, dessa forma estamos pagando para ir ao aeroporto e não só o estacionamento, além da diferença de horários.
    Uma vergonha!!!!!!!!!!

  25. Luciana Morais Gama disse:

    Isso é uma cobrança para ter o acesso ao aeroporto, jamais um estacionamento. Alô MINISTÉRIO PÚBLICO!!!

  26. Sem partido disse:

    Aquele estacionamento é um absurdo ,cancela fica a kilometros do embarque/desembarque ,justamente para haver a cobrança ,entre o motorista passar pela cancela ,pegar o seu passageiro e voltar novamente ,SEM ESPERAR OU ESTACIONAR ,o motorista tem que ser um exímio piloto !!!!

Proprietário de veículo denuncia roubo de estepe dentro do estacionamento do novo aeroporto

Um leitor do Blog relatou nesta quarta-feira (8), mais uma falha no aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal. Dessa vez, no quesito segurança. Pois bem. Ele deixou o seu veículo por cinco dias no local para uma viagem, e na volta à surpresa: um dia após seu retorno, percebeu a ausência do seu estepe. Resultado: prejuízo de R$ 1.500,00. “Não podemos fazer nada, pois vocês perceberam foram do estacionamento”, disse um funcionário ao dono do veículo, que emendou: “Não recomendo para ninguém pagar R$ 100,00 e perder R$ 1.500”.

Questionado pelo Blog como tem certeza que foi no estacionamento do aeroporto, o leitor disse que só estacionou seu veículo na porta da empresa e na garagem sua residência, que possui câmera. “Pelo que falei com a supervisora não é o primeiro. E nem são poucos. Nem ficou surpresa”, finalizou o leitor.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama disse:

    A verdade sobre este aeroporto vai aparecer em breve! Começou com Garibaldi Alves, terminou com Henrique Alves, e colocaram o nome de Aluizio Alves. Tem muita pista….

  2. Rodrigo disse:

    Roubaram o meu também lá na semana passada, fui viajar e ao retornar haviam levado o estepe do meu carro. Para minha sorte percebi antes de sair do estacionamento.

  3. Cláudio Henrique disse:

    Esses casos de roubo de estepe já vem com 05 (CINCO) ANOS e a polícia não dá fim a eles. Até prenderam uns outro dia, mas em menos de 24 horas estavam soltos, sabe como é, a turma dos direitos humanos liberou os coitadinhos.
    Prende e soltam, voltam a atuar.
    Prende e soltam, voltam a atuar.
    Prende e soltam, voltam a atuar.
    Prende e soltam, voltam a atuar.
    Tá faltando o quê? Enquanto isso o cidadão trabalha, adquire seus bens e esses são roubados por marginais que ficam rindo do cidadão e do sistema ao serem presos.

FOTOS: Próximo de entrar em ativididade, veja o que ainda falta terminar no aeroporto de São Gonçalo do Amarante

IMG-20140424-WA0009IMG-20140424-WA0010Fotos: Cedidas

Programado para entrar em atividade a partir de 22 de maio, o estacionamento do Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, ainda apresenta uma “generosa” quantidade de barro.

IMG-20140424-WA0005 IMG-20140424-WA0006 IMG-20140424-WA0007 IMG-20140424-WA0011Fotos: Cedidas

No espaço de entrada e interno, também dá para perceber que vão precisar “correr” para que todos os setores sejam entregues em pleno funcionamento. Dá para coçar a cabeça “encucado”, no mínimo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ANA disse:

    A PIOR IDEIA DE TODOS OS TEMPOS FOI ESSE AEROPORTO!

  2. Eugenio disse:

    Vai ser um verdadeiro rally para chegar nesse aeroporto. Aff

  3. LUIZ TRINDADE disse:

    Sem falar que pra se chegar até ao aeroporto com segurança e sem malabarismo rodoviário, só de helicóptero…

Campanha em Natal orienta motorista sobre uso da vaga especial nos estacionamentos

18358A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), retomou a campanha de orientação sobre a vaga especial em estacionamentos em áreas públicas e privadas.

A ação educativa teve inicio nesta semana nos estacionamentos do supermercado Nordestão da Av. Salgado Filho e no Midway Shopping com aplicação da multa moral. Estão programadas também ações em frente a loja C&A (Centro), Rua Ulisses Caldas e Banco do Brasil (Centro), além de outras regiões da cidade.

A reedição da campanha acontece diante do aumento dos flagrantes de desrespeito de condutores à sinalização indicativa de vaga especial para cadeirante, idoso e pessoas com necessidades especiais.

A expectativa do órgão neste primeiro momento é conscientizar os motoristas sobre o respeito à vaga especial. No segundo momento, o órgão não descarta a aplicação da pena com custo financeiro e pontuação na carteira do motorista que não respeitar a regulamentação.

A Semob lembra ainda aos condutores de veículos portadores de necessidades especiais, cadeirantes e idosos que ainda não possuem o Cartão de Vaga Especial devem procurar a Central do Usuário na Rua Esplanada Silva Jardim com a Rua Almino Afonso, no bairro da Ribeira. O cartão garante o direito do uso da vaga especial nos estacionamentos privados.

Campanha da SEMOB pede respeito às vagas especiais nos estacionamentos

A história é antiga e todo mundo já sabe que as vagas, nos estacionamentos públicos e privados, destinadas aos portadores da melhor idade e necessidades especiais têm que ser respeitadas. Mas, na vida real não é bem assim que acontece.

Com o objetivo de conscientizar quem não respeita a Lei da Vaga Especial, a Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana, iniciou nesta segunda-feira (22), no bairro da Ribeira, a campanha “Nem por um minuto”.

“O intuito da campanha é educar o motorista para respeitar a determinação, mas a SEMOB mostra que não cumprir a Lei da Vaga Especial é crime, previsto no artigo 181, inciso XVI, do Código de Trânsito Brasileiro, sujeito inclusive a remoção do veículo,” explica a secretária da SEMOB, Elequicina Maria dos Santos.

Para identificar quem tem direito a vaga, a SEMOB disponibiliza um banco de dados na sede do órgão assim como emite um cartão exclusivo Estacionamento Vaga Especial para os portadores da melhor idade e necessidades especiais.

A SEMOB informa ainda que a campanha será desenvolvida nas demais regiões da cidade, inclusive dentro dos estacionamentos de hiper mercados, shoppings e teatros. Mais informações sobre o assunto por meio do telefone (84) 8883 6818.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Julião disse:

    O povo é mal educado e não respeita. As pessoas com direito as vagas especiais possuem adesivos que identificam esses carros (podem ser conseguidos juntos a Semob), aquele que não tem está sujeito a multa. Aplique a multa, fotografe para o doente mental não retirara multa depois, assim você vai forçar os mal educados a serem educados e aumenta a arrecadação. Tome como exemplo os países desenvolvidos aonde as leis existem e são cumpridas e em caso de contravenção é aplicado a penalidade, e a que mais incomoda ao brasileiro é a que mexe no bolso.

  2. paulo kasinsk disse:

    A pergunta que não quer calar: e as calçadas. E o abuso? Abuso, não: e o acinte? Hoje mesmo, mais uma vez, apontei o caso do Residencial Jerônimos Câmara e adjacências, na Hermes da Fonseca, na altura do Juvenal Lamartine. Quando é que, pelo menos no "rilise", vão tirar os carros das calçadas e devolvê-las ao pedestre? Quando, sr. prefeito? Quando?

Jovem é morto no estacionamento do McDonald’s

Um rapaz de 18 anos morreu após ser baleado no estacionamento do McDonald’s, que fica na esquina da Rua Henrique Schaumann com a Avenida Rebouças, uma das principais vias da Zona Oeste de São Paulo, na manhã desta sexta-feira. O local precisou ser interditado pela polícia para realização de perícia.

As primeiras informações apontavam que a vítima entrava no carro quando foi abordado por um criminoso. Ele teria reagido e foi baleado.

A polícia apurava ainda se ele teria sido vítima de uma saidinha de banco, após ter sacado dinheiro em um caixa eletrônico que fica a 500 metros da lanchonete. Mas o crime pode ter ocorrido após uma briga em uma balada por causa de mulher.

Câmeras de segurança do estacionamento do McDonald’s gravaram o momento em que Diego Ribeiro Cassas foi baleado por um homem, por volta das 6h30m, quando conversava com um grupo de amigos. As imagens ainda mostram a fuga do assassino e de outra pessoa. O criminoso disparou seis tiros, pelo menos três, um deles na cabeça, atingiu o rapaz, que parou na lanchonete com os amigos para comer.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros chegou a socorrê-lo e fez massagem cardíaca, mas ele não resistiu e morreu ainda no local.

O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O GLOBO apurou que a briga entre o rapaz e os criminosos começou por causa de uma mulher numa casa noturna, na Barra Funda, Zona Oeste.

O McDonald’s informou que está colaborando com as investigações da polícia.

De O Globo

Empresa que controla estacionamentos do Praia Shopping, Cidade Jardim e Unimed deve conceder mais tempo de gratuidade

A juíza Érika de Paiva Duarte Tinôco, da 12ª Vara Cível de Natal, determinou que a empresa Well Park Estacionamentos e Serviços Ltda suspenda a cobrança de qualquer valor em relação àqueles que utilizarem os estacionamentos de sua propriedade estabelecidos na cidade de Natal, por até dez minutos, devendo os consumidores do referido serviço serem informados nos tickets dos estacionamentos deste tempo de tolerância.

Com isso, a empresa deve, também, comprovar, documentalmente, o cumprimento das medidas, no prazo de 30 dias, a contar da intimação da decisão, sob pena de multa diária de R$ 10 mil até o limite de R$ 300 mil, devendo ser os montantes revertidos em favor do Fundo Estadual de Defesa do Consumidor.

A decisão atende ao pedido formulado pelo Ministério Público, quando informou que o tempo de tolerância dentro dos estacionamentos controlados pela empresa é irrazoável e fere os princípios das relações de consumo. Assim, em razão de suposto atentado principiológico, bem como ao próprio teor do Código de Defesa do Consumidor, o MP fez recomendação a empresa para que estendesse o tempo de tolerância dentro do estacionamento de cinco para dez minutos, a qual não foi atendida pela empresa.

Locais que utilizam a Well Park Estacionamentos:

Banco CEF Lagoa Nova

Espacial Mall

Hospital São Lucas

Praia Shopping

Shopping Cidade Jardim

Unimed Natal – Central de Atendimento

Unimed Natal – Fisioterapia

Unimed Natal – Hospital

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. JONAS disse:

    Essa empresa agora ta fechando o espaço da Espacial Mall na eng Roberto Freire após as 18hs para ninguém estacionar naquele local porque houve vários arrombamentos nos carros, e agora vem prejudicar quem e cliente da Caixa Econômica Federal de utilizar os caixas eletrônicos a noite porque fecha o acesso ao estacionamento! Absurdo!!

  2. Paulo disse:

    O caso da rodoviária é absurdo. Merece apuração. O do aeroporto é um assalto!

  3. Alves Neto disse:

    O que agrava o caso do estacionamento da rodoviária, é que são colocados obstaculos nas áreas livres do pátio impedindo o estacionamentos, a administração da rodoviária é conivente com tudo isso…

  4. helio lins disse:

    Enquanto isso… no estacionamento da rodoviária da cidade da esperança (acredito que concessão pública) não há um segundo de tolerância, isto é, apenas para entrar e deixar um passageiro pagamos R$ 2,50.

[FOTO] Homem estaciona carroça na frente da Semob e amarra cavalo na porta do órgão

Foto: Via Certa Natal

 

Essa vem do portal Via Certa Natal. A equipe de reportagem fazendo a cobertura do trânsito pelas ruas da cidade flagrou uma cena inusitada: uma carroça estacionada na porta da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), ali na Ribeira.

Não bastando o “estacionamento”,  o carroceiro ainda tratou de amarrar o cavalo no corrimão na entrada do órgão. Prevenção contra furtos?

Os funcionários da Secretaria não sabem o que fazer com o animal e nem o que fazer com a carroça. O dono? Ninguém sabe, ninguém viu.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. caio fábio disse:

    Para uma administração de "jericos" nada mais propício.

Ceasa diz que acusação de consumidor sobre adulteração nos relógios é infundada

Sem entrar em muitos detalhes acerca de uma denúncia de adulteração dos relógios de entrada e saída com o intuito cobrar o estacionamento dos clientes, a direção da Central de Abastecimento (Ceasa) emitiu uma nota ao BG informando que a denúncia, por ele feita, é infundada.

De acordo com o rapaz, que entrou em contato com o BG, havia uma adulteração do relógio de entrada e saída da Ceasa grande. Quem não acompanhou o caso pode rever no link: Consumidor denuncia adulteração nos relógios da Ceasa para cobrar estacionamento.

Confira a nota na íntegra:

Nota

Conforme compromisso assumido, referente ao tempo de permanência nesta Central de Abastecimento (Ceasa), informamos a bem da verdade que esta gestão preza pelos princípios da legalidade e moralidade. A exemplo de milhares de empresas espalhadas por este Brasil, a Ceasa-RN implantou a informatização de seus acessos, contratando empresa especializada através de processo licitatório para este fim. Fato inconteste é a operacionalização que esta medida causou no nosso tráfego, produzindo segurança e rapidez no atendimento. Portanto, podemos afirmar categoricamente que tal denúncia é infundada.