Saúde

Campanha de vacinação contra influenza inicia segunda-feira; estimativa no RN é imunizar mais de 1 milhão de pessoas

FOTO: EDUARDO MORALES/EFE

A 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza será realizada no período de 12 de abril a 09 de julho. A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários: crianças, gestantes, puérperas, idosos com 60 anos e mais, povos indígenas, professores e trabalhadores da saúde.

No Rio Grande do Norte a estimativa é vacinar 1.319.147 pessoas para reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, na população alvo para a vacinação. A vacina influenza trivalente utilizada no Brasil em 2021 apresenta três tipos de cepas de vírus em combinação. Por ser constituída por vírus inativados, fracionados e purificados, não contêm vírus vivos e não causam a doença.

A vacinação será dividida em três etapas:

1ª Etapa – de 12/04 a 10/05

· Crianças (6 meses a < de 6 anos)

· Gestantes

· Puérperas

· Povos indígenas

· Trabalhadores da saúde

2ª Etapa – de 11/05 a 08/06

· Idosos com 60 anos e mais

· Professores

3ª Etapa – de 09/06 a 09/07

· Comorbidades

· Pessoas com deficiência permanente

· Caminhoneiros

· Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário Passageiros Urbano e de Longo Curso

· Trabalhadores Portuários

· Forças de Segurança e Salvamento

· Forças Armadas

· Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade

· População privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas

A campanha de vacinação contra a influenza coincidirá com a realização da vacinação contra a Covid-19. Assim, é importante que seja priorizada a administração da vacina Covid-19. As pessoas contempladas no grupo prioritário para a vacinação contra influenza que buscarem uma Unidade Básica de Saúde, e ainda não foram vacinadas contra a Covid-19, preferencialmente, deve ser administrada a vacina Covid-19 e agendada a vacina influenza, respeitando um intervalo mínimo de 14 dias entre as vacinas.

Além disso, todas as medidas de prevenção à transmissão da covid-19 nas ações de vacinação contra Influenza deverão ser adotadas. O Ministério da Saúde ressalta a importância da vacinação contra a influenza em 2021. A imunização vai prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, óbitos, internações e a sobrecarga nos serviços de saúde, além de reduzir os sintomas que podem ser confundidos com os da Covid-19.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

HOSPITAIS DE CAMPANHA: RN não envia informações a PGR

Foto: Rogerio Santana/Governo do Rio de Janeiro/via Agência Brasil

Um terço dos governadores deixou de responder a um pedido de informações da Procuradoria-Geral da República sobre a instalação dos hospitais de campanha para tratamento da Covid.

São eles:

Waldez Góes (PDT), do Amapá;

Camilo Santana (PT), do Ceará;

Renato Casagrande (PSB), do Espírito Santo;

Ratinho Júnior (PSD), do Paraná;

Wellington Dias (PT), do Piauí;

Fátima Bezerra (PT), do Rio Grande do Norte; e

Eduardo Leite (PSDB), do Rio Grande do Sul.

No último 12, a subprocuradora-geral Lindôra Araújo enviou ofícios aos 27 govenadores questionando quantos hospitais foram instalados em cada local, quantos foram construídos e não entraram em funcionamento e as unidades ativas atualmente.

Eles também foram indagados sobre data e motivo do fechamento dos hospitais desativados, além de esclarecer a destinação de insumos e equipamentos que compunham essas estruturas.

O objetivo da PGR com as informações é verificar eventuais falhas no atendimento à saúde da população infectada, principalmente em função dos recursos aplicados.

Dependendo de cada caso, o órgão poderá recomendar aos procuradores que proponham ajustes ou, se houver indícios de irregularidades, a abertura de investigações sobre os gestores.

O prazo inicial para a resposta venceu no dia 19, mas vários governadores pediram uma prorrogação, que foi concedida. O órgão ainda fará a análise das informações enviadas pelos estados e também avaliar as providências em relação aos que não prestaram as informações.

O Antagonista

Acesso a matéria na íntegra abaixo:

Opinião dos leitores

  1. Oxi…
    Deixou? Como se pediu pra estender o prazo e foi concedido?
    Criando situação.
    Tá soando desespero.
    A cobrança deve tá grande.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Espere o comentário.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Câmara Municipal de Natal lança campanha de arrecadação de cestas básicas

Foto: Divulgação

A Câmara Municipal de Natal está lançando a campanha “Câmara Solidária – ajudando a quem precisa”, que visa a arrecadação de cestas básicas para serem destinadas às famílias natalenses em situação de vulnerabilidade social, população da cidade ainda mais afetada pelos prejuízos causados pela pandemia do novo coronavírus. A campanha foi idealizada pelos vereadores e servidores da Casa.

Os interessados em participar da ação solidária devem deixar suas doações na sede da Câmara de Natal, localizada na Rua Jundiaí, 546, Tirol. A arrecadação das cestas básicas será iniciada nesta quinta-feira (25) e segue até o dia 02 de abril, no horário entre 09h e 14h.

“Além da prevenção no combate à Covid, a palavra de ordem é solidariedade. Temos a obrigação de ajudarmos a quem precisa, tentar amenizar o sofrimento dos mais vulneráveis nesse momento. Os prejuízos causados pelo coronavírus são imensuráveis nas áreas da saúde, economia, no setor produtivo, nos mais diversos segmentos. Mas, juntos, podemos contribuir com aqueles que estão ficando sem renda e sem alimentos”, frisou o presidente da Câmara Municipal de Natal, vereador Paulinho Freire.

SERVIÇO

“Câmara Solidária – ajudando a quem precisa”

O que? Doação de cestas básicas

Quando? 25/03 a 02/04

Horário? 09h às 14h

Onde? Sede da Câmara Municipal de Natal, na Rua Jundiaí, 546, Tirol.

Opinião dos leitores

  1. Abram mão de 1 mês de salário cada vereador e peça a seus acessores tbm que da pra comprar bastante cesta. KD a turma do fique em casa?

  2. Porquê os vereadores, prefeito, juízes, promotores e secretários não doam 50pct do salário pra os pobres

  3. Porque os vereadores, prefeito, juízes, promotores e deputados não dia 50 pct do seu salário pra ajudar, todos em casa tomando vinho e uísque

  4. Sugiro aos nobres vereadores doarem 20% do seus salários para comprar cestas básicas e assim fazerem a doação. Do jeito que eles querem é bom demais!

  5. fpoderiam muito bem diminuir dos salários e fazerem doações! Agora mexam no bolso d'eles.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Prefeitura e Estado reabrem hospital de campanha de São Gonçalo com 20 leitos, sendo 10 de UTI

Foto: Junior Santos

O hospital de campanha para tratamento de pacientes com covid-19 de São Gonçalo do Amarante/RN, uma parceria Prefeitura Municipal e Governo do Estado, foi reativado nesta terça-feira (23) com 20 leitos, sendo 10 clínicos e 10 de UTI, e já estão disponíveis pela plataforma Regula RN para atender pacientes de toda Região Metropolitana.

O Estado vai custear 70% e o município, 30%. “O momento é de união. E nós, enquanto município, estamos de mãos dadas com o governo estadual para conseguir dar a melhor assistência à população. Se Deus quiser vamos salvar muitas vidas e atravessar mais esse momento crítico que enfrenta não só o Rio Grande do Norte, mas todos os estados brasileiros”, observou o Prefeito Paulinho.

A governadora Fátima Bezerra destacou a importância dessa união com o município e agradeceu ao prefeito Paulinho por desde o início da pandemia ter tomado decisões conjuntas com o Estado. “Essa parceria que estamos realizando neste momento é em defesa da vida. Governo e Prefeitura unidos para defender a população do nosso Estado. E é isso que precisa ser, uma gestão tripartite”, disse.

A unidade ficou pronta na semana passada, com todos profissionais contratados, e aguardava a chegada do oxigênio ocorrida no início da tarde desta terça-feira. São Gonçalo do Amarante passa a contar com 40 leitos para covid-19, outros 20 leitos estão no Hospital Belarmina Monte, 10 deles também de UTI.

 

Opinião dos leitores

  1. So informando águas lindas de Goiás tem um hospital de campanha do bozo que está fechado desde outubro

  2. Parabéns, que seja assim em todos os municípios. Trabalhar em prol da sociedade e da população que paga o salário dos eleitos!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Federação de Oficiais lança campanha para defender prioridade de vacinas para os policiais

A Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (FENEME) lançou campanha para defender a inclusão dos policiais como grupo prioritário da vacinação. A entidade chama atenção para o enfrentamento que os policiais fazem, diariamente, em defesa da população e mostra que é preciso vacinar quem está na linha de frente, nas ruas protegendo as pessoas.

“Estamos nas ruas protegendo, mas só tomando a vacina estaremos nas ruas protegidos”, diz um dos trechos do vídeo divulgado pela FENEME.

No Rio Grande do Norte, o presidente da Associação dos Oficiais Militares, major Robson Teixeira, é defensor intransigente da pauta. “Os profissionais da segurança pública estão na linha de frente de todo trabalho, diuturnamente. Absurdo que estejam sendo renegados a estarmos muito atrás nessa fila feita para vacinação”, comentou.

Opinião dos leitores

  1. Enquanto isso, segundo o Estadão:
    “Projeto de Orçamento dá a militares 1/5 dos investimentos e reajuste salarial

    Em vez de sofrer cortes, como outros ministérios, recursos para as Forças Armadas subiram e chegaram a R$ 8,32 bi; para a área de saúde, houve um aumento de apenas R$ 1,2 bi em relação ao projeto que foi enviado no ano passado.”

  2. Isso é uma vergonha, demonstra bem qual ficha desses governantes. Só vagabundos e canalhas. Quem votou nesses estrumes e gosta de merda, não esqueçam de votar novamente neles na próxima eleição também.

    1. A maior vergonha desse país é o nosso presidente : Jair Bolsonaro . 🤮 🤮

    2. Joãozinho, calma rapaz, assim você vai ter um piripaque. Não sei se você sabe mas quem define a lista de prioridades na vacinação é o Ministério da Saúde, atualmente comandado por Pazuello (?), ou seja pelo presidente da república. O próprio ministro (?) já disse que manda quem pode e obedece quem tem juízo, pau mandado que é. Mas concordo com você, temos que escolher melhor nossos governantes, para que nunca mais se repita esse caos. Tome um Rivotril e nunca mais vote nessa facção criminosa que ocupa o governo federal.

    1. Se enganou duplamente, quem paga a esses militares dos Estados, são os governadores.

    2. Santos, explicar a boiada fake News que as diretrizes de prioridade na vacinação é definida pelo ministério da Saúde.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Zenaide comemora aprovação de PL que proíbe fechamento de hospitais de campanha antes de ampla vacinação popular

Com o voto favorável da senadora Zenaide Maia (Pros-RN), o Senado aprovou, nessa quarta-feira (10), o PL 4844/2020, que proíbe a desativação de hospitais de campanha em locais onde a população ainda não foi amplamente vacinada contra a covid-19. Em suas redes sociais, Zenaide classificou a medida como “necessária para salvar vidas” e lembrou que a pandemia ainda causa um número alto de mortes diárias.

“A pandemia ainda não acabou e, pelo contrário, ainda mata mais de mil brasileiras e brasileiros por dia! As novas variantes estão aí, desafiando os nossos sistemas de saúde e os hospitais de campanha ajudam a complementar o atendimento aos pacientes”, pontuou a parlamentar.

O PL 4844/20 é de autoria da senadora Rose de Freitas (MDB-ES) e segue para a análise na Câmara dos Deputados.

Opinião dos leitores

  1. Senadora cobre de Fátima Bezerra a abertura dos hospitais regionais que ela e seu secretário de saúde fecharam.

  2. E os 5 milhões dos respiradores quando serão devolvidos ao Estado o povo tbm quer saber Senadora.

  3. A senadora Zenaide é o único voto que eu não me arrependo, parabéns senadora, continue honrando os votos dos seus eleitores. Agora estou muito arrependido de ter votado em Bolsonaro e em Styvenson, esse senador é uma piada de mal gosto.

  4. Quanta sensatez!!! Enquanto o outro lá não produz, apenas é do contra, Zenaide dá orgulho aos potiguares.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Governo federal lança campanha contra pirataria de vacinas da covid-19; mais de 2 mil páginas virtuais suspeitas estão sendo investigadas

Foto: © Ministério da Justiça e Segurança Pública

O Ministério da Justiça e Segurança Pública lançou nesta quinta-feira (4) uma campanha para combater a comercialização de vacinas falsificadas contra a covid-19 pela internet. Com o slogan “Vacina Pirata, Não!”, o objetivo é alertar os cidadãos sobre os riscos à saúde e reforçar que, neste momento, apenas o poder público, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), está autorizado a fornecer a vacina, de forma gratuita.

Em nota, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) explicou que está analisando mais de 2 mil páginas virtuais suspeitas de estarem, de algum modo, oferecendo vacinas piratas ou induzindo o consumidor ao erro. Além disso, a Senacon também fará varreduras em plataformas de comércio eletrônico para identificar anúncios e comercialização ilegais.

A campanha será veiculada nas redes sociais do Ministério da Justiça e foi resultado da ação do Conselho Nacional de Combate à Pirataria (CNCP), em conjunto com outros órgãos públicos. “Com a crescente expansão do comércio eletrônico, principalmente durante a pandemia, a comercialização de produtos pirateados no meio digital já é de conhecimento do CNCP, o qual, inclusive, lançou em 2020 dois guias de boas práticas e orientações para mitigar o problema”, destaca a nota.

A Senacon também criou um canal exclusivo para concentrar as denúncias dos casos. Elas podem ser enviadas por meio do endereço eletrônico vacinapiratacncp@mj.gov.br.

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap emite nota de esclarecimento sobre eventual “perda” de vacinas contra covid durante campanha de imunização no RN

NOTA
Natal (RN), 20 de janeiro de 2021

A Secretaria de Estado da Saúde Pública esclarece que esse valor de perda operacional é estabelecido em norma técnica tanto federal, conforme pode ser consultado no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, como estadual, e que no próprio transporte realizado pelo Ministério da Saúde pode ocorrer.

A Sesap destaca que mesmo sendo considerada, essa perda pode não acontecer, o que permitirá ampliar a distribuição das doses e mais pessoas que estão previstas como prioridade nessa primeira etapa da fase 1 podem ser vacinadas.

É importante também esclarecer que uma perda operacional pode se dar pela quebra de algum frasco do imunobiológico em caso de transporte inadequado, por acidente em alguma sala de vacina resultando em quebra de frasco, ou em decorrência de oscilação da temperatura de armazenamento, inviabilizando o uso das doses.

Este percentual em estoque, indicado pelo Programa Nacional de Imunização, torna-se imprescindível para que se possa repor as doses que por ventura possam ser “perdidas”, visando garantir a vacinação do público estimado nesta etapa. Cabe lembrar ainda que o sistema RN+ Vacina prevê o monitoramento e auditoria da perda técnica de imunobiológicos para a Covid-19.

Opinião dos leitores

  1. Ô povo pra conversar besteira! Vão estudar, comedores de capim. Essa perda possível e prevista está relacionada com fatores alheios aos simples desejos dos gestores. Cada dia mais me envergonho dessa espécie ignorante, mais conhecida como gado.

  2. Fátima do PT faltou com a verdade quando disse que o Estado estava preparado pra receber a vacina.
    Um lote aparentemente pequeno, ja vai haver desperdício imaginem um lote maior.
    Esse governo é fraco e mentiroso.
    Lamentável.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Empresário confessa ter pagado cerca de R$ 1 milhão a Witzel antes da campanha de 2018

O empresário Edson Torres depõe no Tribunal Especial Misto que julga impeachment de Witzel Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo

O empresário Edson Torres, apontado como operador financeiro do Pastor Everaldo, presidente do PSC preso desde agosto do ano passado, reafirmou nesta quarta-feira (13) ter pagado R$ 980 mil ao então juiz federal Wilson Witzel antes da campanha eleitoral de 2018. Segundo Torres, o objetivo era garantir a “subsistência” caso Witzel não fosse eleito para o governo do estado. Ele disse que o empresário Victor Hugo Barroso, também preso na Operação Tris in Idem, em agosto, também contribuiu com os valores, pagos antes da desincompatibilização de Witzel do cargo, em abril de 2018. Em nota, Witzel disse que “jamais recebeu qualquer valor indevido de quem quer que seja, antes ou depois de eleito”.

— Durante esse período, antes da desincompatibilização dele como juiz federal, nós fizemos um caixa de subsistência, para o caso de ele não ganhar a eleição, de um valor de aproximadamente R$ 1 milhão, que chegou a R$ 980 mil, que foram pagos antes de desincompatibilização. Foram pagos em algumas parcelas — contou.

Indagado sobre o motivo de ter contribuído com recursos para Witzel ainda antes da campanha eleitoral, Torres afirmou que havia um entendimento para que suas empresas voltassem a ter contratos com o estado, que vinham sendo cancelados ao longo do governo anterior.

— Eu, como empresário, assumi a responsabilidade de fazer a arrecadação e da minha parte também contribuir, porque eu teria contratos. Porque eu tive muitos contratos com o estado e tive meus contratos cassados. Foi o combinado.

Segundo Torres, no entanto, a promessa não teria se concretizado, e ele teria conseguido ganhar contratos “licitamente” na Cedae e no Detran.

— Eu não ganhei nenhum contrato ilícito nessa gestão — garantiu o empresário.

Torres já havia confessado participação nos esquemas ao Ministério Públco Federal, e está repetindo todas as afirmações em seu depoimento no Tribunal Especial Misto nesta quarta-feira.

O empresário afirmou que participou da indicação de Edmar Santos para o cargo de secretário de Estado de Saúde ainda no período de transição, no fim de 2018, e que também foi consultado por Edmar para a nomeação de Gabriell Neves como subsecretário executivo da pasta, no início de 2019. Gabriell também é acusado de operar desvios em contratos na saúde.

Desvios de 3% a 6%

Segundo Torres, o grupo ligado a Everaldo desviava entre 3% e 6% de contratos na Saúde, incluindo Organizações Sociais contratadas pelo estado. Esse grupo teria arrecadado entre R$ 50 e R$ 55 milhões em propinas, que eram divididos entre os envolvidos.

— Da arrecadação que se fez, no período de 2019 até maio ou junho de 2020, o percentual girava em torno de 15% comigo, 15% (com o empresário) Victor Hugo, 30% com Edmar, e 40% para Everaldo, que repassava para a estrutura de governo.

Torres, no entanto, não soube dizer como Everaldo distribuía sua parte, nem se o governador Wilson Witzel era beneficiário das propinas. Ele também não soube dizer se a OS Iabas, contratada para fazer hospitais de campanha no início da pandemia, pagou propina, mas disse que a organização teria feito tratativas com o empresário Victor Hugo Barroso

— Em 2020, por causa deste contrato novo, passou-se a conversar com eles, o pessoal do Victor Hugo, mas eu não sei se houve propina em cima desses novos contratos.

Além do desvio de até 6% nos pagamentos mensais da secretaria, Torres afirmou que havia um desvio de 20% dos valores pagos a duas organizações sociais como Restos a Pagar, que são dívidas contraídas em gestões anteriores. Segundo ele, parte da propina ficava com advogados que negociavam esses pagamentos:

— Treze por cento iam para o “caixinha” que foi montado. Sete por cento eram honorários, que ficavam com os advogados — disse ele.

Torres afirmou que uma das OSs que pagou propina ao receber dívidas foi o Hospital Maternidade Terezinha de Jesus (HMTJ), organização que fez pagamentos ao escritório da então primeira-dama Helena Witzel. A outra empresa seria a IDR, que teria recebido R$ 20 milhões em restos a pagar. A IDR seria a antecessora da OS Unir Saúde, requalificada por Witzel contrariando pareceres técnicos e um dos pontos centrais do pedido de impeachment.

Edson Torres presta depoimento no Tribunal Especial Misto de impeachment, sendo questionado pelos 10 integrantes, além da acusação e defesa.

Torres contou que outros cargos do primeiro escalão do estado foram ocupados por integrantes do grupo, como o ex-presidente da Cedae Hélio Cabral e o ex-secretário das cidades Juarez Fialho, que segundo ele é sócio de Victor Hugo Barroso. Torres, no entanto, não falou sobre possíveis desvios nessas áreas, que não estão envolvidas na denúncia que gerou o processo de impeachment contra Witzel.

Governos anteriores

Torres contou que participou de desvios em governos passados, e que teve empresas com contratos no estado entre os anos de 2003 e 2015, quando passou a atuar apenas como consultor de empresas ligadas à sua família que continuavam contratadas pelo governo. Nesse período, segundo ele, teria pagado propinas em contratos no Hospital Universitário Pedro Ernesto, ligado à Uerj, e na Cedae.

— Eu paguei vantagens indevidas para o diretor do Hospital Pedro Ernesto — contou ele, em referência a Edmar, que ocupou o cargo entre 2016 e 2018. Ele contou que também pagou propina em contratos da Cedae entre 2015 e 2018.

O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. Cuma homi? Vc Insti Gado isso é fraqueza ou vc sempre assim? Tenha dó e Piedade analfabeto, Deus fez o mundo redondo para não deixar canto para vc fazer besteira, no entanto vc insiste em ser sabido e cheiroso, teimosia tem limite.

  2. Cuma homi? Vc leu direito Phd da esquerda sebosa, ou melhor, vc sabe ler? Interpretar sei que não sabe, pode ser problema de inteligência curta, patologia muito comum entre os vermelhos crapulas que a pouco habitavam o Planalto. Vc sabe quem é a Anta, nove dedos, Alexandrino Alencar, Cervero, Barusco, Palloci, Marcelo e Emílio Odebrecht…………vixe, tenho mais o que fazer, se brincar passo a noite, outra, esse aprendiz de ladrão é de onde? Do pode ser piada.

    1. Falou muito e não disse nada que preste. Não justifique a roubalheira de seus ídolos com a dos outros. E cá pra nós, faltou citar o pessoal do centrão, hoje tudo aliado do Bozo e com a mão no dinheiro público. S falarem Queiroz, Bozó Jr, Wassef, etc… Vá estudar, monte de excremento ?.

  3. Esse país não tem jeito A corrupção é sistêmica.Uma pessoa que foi juiz conhecedor das leis…Que país é esse??

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

MUITO GRAVE: Paciente de 91 anos com Covid-19 é estuprado dentro de hospital de campanha em Natal, diz PM

A Policia Militar informa que um idoso de 91 anos internado com Covid-19 foi estuprado por outro paciente dentro do Hospital Municipal de Campanha na Via Costeira, na noite dessa quarta-feira (6). De acordo com o órgão, a PM foi acionada pela direção do hospital, pela suspeita de uma tentativa de estupro. O suspeito seria um paciente de 37 anos, que teria abusado de um idoso de 91 anos. O relatório da corporação registrou o crime por volta das 19h30.

Segundo a PM, uma avaliação médica teria constatado que o crime foi consumado. Ainda segundo o relatório da corporação, o suspeito, a vítima e testemunhas foram levados para a Central de Flagrantes da Polícia Civil com apoio do Serviço Móvel de Urgência (Samu). Na manhã desta quinta-feira (7), agentes da Central de Flagrantes informaram que o suspeito recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a ala de Covid-19 do Hospital Walfredo Gurgel, na Zona Leste da cidade.

Com acréscimo de informações do G1-RN

Opinião dos leitores

  1. Esse deve ter fumado muita maconha estragada pra fazer uma barbaridade dessa. Esse daí deve ficar isolado da sociedade pro resto da vida.

  2. Tem que fazer uma varredura na vida dessa pessoa e ver por onde ele passou, concerteza deve existe vários crimes, que serão ilucidados por onde essa pessoa,já viveu. Tem que manter esse psicopata preso enquanto descobre outros crimes, aí depois só a lei froja vai disse o que fazer. PORÉM LÁ NO PRESÍDIO DEVE FICAR. COM OS MENINOS BONS. PRA VER SE ELE É PSICOPATA MESMO.

    1. Concordo! Basta ver as eleições e as aglomerações nas festas de fim de ano. Difere dos outros, porque verbaliza. Mas certos latidos e miados, são bem mais inteligíveis!

  3. Monstro. Esse diabo não pode viver em sociedade. Precisamos de penas mais severas, urgentemente!

  4. Um monstro desse pode viver em sociedade? Tem recuperação?
    Lógico que não.
    Nossas penas são muito brandas tem que colocar esse capeta para passar o resto da vida quebrando pedra

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Polícia Civil do RN lança campanha “Natal Solidário” para arrecadar cestas básicas e brinquedos

Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte, visando proporcionar, às pessoas que estão em situação de vulnerabilidade, um momento especial neste período, lançou, nesta quarta-feira (02), a campanha intitulada “Natal Solidário”, com o objetivo de arrecadar cestas básicas e brinquedos (novos e usados) para distribuir para quem está precisando mais de apoio e esperança.

De acordo com o delegado-geral adjunto, Ben-Hur Medeiros, cada doação poderá auxiliar a algum cidadão potiguar que esteja precisando delas. “Quem puder contribuir, doando os alimentos ou os brinquedos, para ajudar a tornar mais feliz o Natal de quem precisa, mostrando que ações de atenção ao próximo ainda permeiam de forma sincera a nossa sociedade, pode juntar-se a nós nesta causa tão nobre”, sinalizou o delegado.

Em casos de dúvidas, as pessoas interessadas em participar poderão manter contato por meio do número da Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil (SECOMS): (84) 98141-2592. As doações das cestas e brinquedos serão recebidas desta quinta-feira (03) a quinta-feira (17), de 08h às 18h, nos seguintes pontos:

Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil (SECOMS), localizada no prédio da Delegacia Geral de Polícia Civil (DEGEPOL), no endereço Av. Interventor Mário Câmara, 3532, no bairro Cidade da Esperança, Natal;

Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher da Zona Norte – DEAM/ZN, no endereço Av. Dr João Medeiros Filho, 2141, bairro Potengi, Natal;

Complexo de Delegacias Especializadas, localizado na Avenida Ayrton Senna, no 3134, Neópolis, Natal.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Campanha da Poliomielite é prorrogada até 16 de dezembro; 63 municípios no RN atingiram 95% da meta, e Grande Natal apenas 60,83%

A campanha nacional de vacinação contra a Poliomielite foi prorrogada até o dia 16 de dezembro em todo o Rio Grande do Norte. O público-alvo são crianças de 12 meses a menores de 5 anos de idade.

Na data prevista para o encerramento, 30 de novembro, o Brasil havia atingido a cobertura vacinal de 69,11%, e o Rio Grande do Norte havia vacinado 73,21% do público-alvo, ocupando o 13º lugar no ranking nacional e o quarto lugar no Nordeste. Os dados são do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI/DATASUS). A meta é que 95% das crianças sejam vacinadas contra a doença.

No Rio Grande do Norte, 63 municípios atingiram a meta de vacinar 95% das crianças na faixa etária indicada, e a região metropolitana de Natal está com 60,83% de cobertura vacinal. A região metropolitana de Natal está com 60,83% de cobertura vacinal. Os municípios de Natal e Macau estão abaixo dos 50%, com percentuais de 47,59% e 36,80%, respectivamente.

A Sesap reforça que os municípios devem adotar estratégias para ampliar a cobertura vacinal, realizando uma busca ativa das crianças não vacinadas, a vacinação de casa a casa, disponibilizando postos de vacinação em postos estratégicos e, nas maiores cidades, a realização de “drive thru” de vacinação, respeitando as orientações e cuidados para evitar o contágio e a disseminação da Covid-19.

A Poliomielite é uma doença que afeta o sistema nervoso central e pode causar a paralisia permanente ou transitória dos membros inferiores. A única forma de prevenção é a vacinação.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Campanha de Boulos atinge R$ 5,3 milhões com fundão, vaquinha, artistas e até herdeira de empreiteiro

Foto:  Kelly Queiroz/Divulgação/CNN Brasil

Um dos principais nomes da esquerda no segundo turno das eleições municipais deste ano, Guilherme Boulos (PSOL) tem sua campanha a prefeito de São Paulo financiada pelo diretório do partido, por uma vaquinha de apoiadores e doações de artistas e até de uma herdeira de empreiteiro.

Até agora, a candidatura de Boulos registrou R$ 5,3 milhões arrecadados para a campanha. A maior parte, R$ 3,7 milhões, vem do fundo eleitoral —dinheiro público a que os partidos têm direito em ano de eleição— e representa 70% do total que a candidatura tem para gastar.

Outro R$ 1 milhão vem de financiamento coletivo, modalidade de doação em que um grupo se reúne e faz uma vaquinha para dar dinheiro à campanha. O financiamento coletivo do candidato do PSOL é 32 vezes maior do que a vaquinha feita para doação ao seu adversário Bruno Covas (PSDB), que arrecadou R$ 32 mil nesta modalidade.

“Há um grande engajamento de pessoas que entram no site Doe Boulos para fazer doação para a campanha”, diz Josué Rocha, coordenador da campanha de Boulos. “Há doações também das pessoas que compraram ingressos pelo site da live feita pelo Caetano Veloso para arrecadar para a candidatura do Boulos. Já é o maior financiamento coletivo de candidatura a prefeito, comparado com outras eleições.”

Todas as doações estão registradas na prestação de contas de Boulos e são legais.

A campanha de Covas, atual prefeito da capital paulista, tem R$ 18 milhões arrecadados até o momento, mais de três vezes o total disponível para a campanha de Boulos. Os principais financiadores do tucano são o PSDB (R$ 11,6 milhões) e os partidos que se aliaram a Covas, como Podemos (R$ 2,1 milhões), MDB (R$ 700 mil) e PP (R$ 467 mil).

Em 8 de novembro, a Folha publicou reportagem mostrando que neste ano que antecede discussões urbanísticas importantes para a cidade, a campanha de Covas à reeleição foi abastecida por empresários ligados ao setor imobiliário.

O maior doador pessoa física do tucano até o momento é o médico Jorge Mitre, fundador do Hospital dos Olhos e membro da família que dirige a incorporadora Mitre Realty. Ele doou R$ 230 mil a Covas.

Também fazem parte do rol de doadores José Ricardo Rezek, do Grupo Rezek, que doou R$ 200 mil; Ernesto Zarzur e Samir Zakkhour El Tayar, da Eztec, que doaram R$ 175 mil e R$ 25 mil, respectivamente; Elie Horn, da Cyrela, com R$ 100 mil; e Antonio Setin, da Setin, com R$ 50 mil, entre outros.

Já no topo da arrecadação para a campanha de Boulos registrada em nome de pessoas físicas estão o cantor e compositor Caetano Veloso e a empresária Paula Lavigne, sua esposa, que doaram R$ 100 mil cada um ao candidato do PSOL.

O dinheiro arrecadado com a live feita por eles está sendo dividido entre Boulos e Manuela D’Ávila (PC do B), que concorre à Prefeitura de Porto Alegre.

“O que doamos [como pessoa física] foi o referente ao que eu e Caetano receberíamos pelo nosso trabalho na live”, diz Paula Lavigne. “A doação de quem comprou o ingresso para assistir a live é outra e aparecerá no nome de cada um que comprou como financiamento coletivo.”

Em seguida, a terceira maior doação para a campanha do PSOL é de Marília Furtado de Andrade, herdeira de Gabriel Donato de Andrade, um dos fundadores da empreiteira Andrade Gutierrez. Ela doou R$ 80 mil.

Marília é mãe de Petra Costa, a cineasta que concorreu ao Oscar de melhor documentário com “Democracia em Vertigem”, que trata do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Marília aparece no filme em imagens de acervo da cineasta. Procurada, Petra não retornou o contato da reportagem.

O advogado Walfrido Warde, especialista em direito econômico, é o quarto na lista de doações da campanha de Boulos, tendo repassado R$ 40 mil.

Warde é dono de um dos mais importantes escritórios de advocacia do país e tem entre seus clientes os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do frigorífico JBS e réus na Lava Jato, e a ex-presidente Dilma.​

A amizade entre Warde e Boulos começou quando foram colegas de classe na Faculdade de Filosofia da USP. Em nota, por meio de sua assessoria de imprensa, Walfrido Warde disse que “apoia Guilherme Boulos porque o conhece há anos e acredita firmemente nas suas muitas qualidades e nos seus melhores propósitos para a cidade de São Paulo e para o Brasil”.

Outro advogado crítico da Lava Jato que doou para Boulos é Celso Antonio Bandeira de Mello. O jurista repassou R$ 4.000 para o candidato.

Bandeira de Mello fez duras críticas ao ex-juiz Sergio Moro e aos procuradores da Lava Jato. Também foi uma das vozes que se levantaram contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em 2018, alvo da operação.

No Rio de Janeiro, houve polêmica dentro do PSOL por conta de uma doação eleitoral. Candidato a vereador em Duque de Caxias (RJ), Wesley Teixeira recebeu R$ 30 mil de Arminio Fraga, ex-presidente do Banco Central no governo FHC, sócio da Gávea Investimentos e colunista da Folha.

Teixeira recebeu também doações de Walther Moreira Salles Junior (R$ 35 mil) e João Moreira Salles (R$ 15 mil), membros do Conselho de Administração no Grupo Itaú Unibanco, e de Beatriz Bracher (R$ 30 mil), escritora e também herdeira do banco.

Parte do PSOL passou a defender que Teixeira não devesse concorrer pelo partido com o argumento de que o estatuto da sigla proíbe doações “provindas, direta ou indiretamente, de empresas multinacionais, de empreiteiras e de bancos ou instituições financeiras nacionais e/ou estrangeiros”.

O candidato participou da eleição, teve 3.311 votos, mas não conseguiu se eleger.

Folha de São Paulo

 

Opinião dos leitores

  1. A melhor coisa pra campanha de Bolsonaro 2022 será a vitória de Boulos SP. Teremos uma administração desastrosa e isso dará votação esmagadora pró Mito em SP.

  2. Tomara que ganhe. Queria ver esse doido administrando São Paulo.
    Enterrar de vez essa esquerda aproveitadora.

  3. São Paulo é ladrões e trabalho nunca ladrões e vagabundo. Pode a esquerdalha até trazer o dinheiro todinho e roubado que está no exterior e não ganha. # Pronto falei e f***-**

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

UTILIDADE PÚBLICA: Caern prorroga prazo de campanha de negociação de débitos

Foto: Cedida

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) entrou no clima da black Friday e decidiu prorrogar o prazo final da campanha de negociação de débitos em condições especiais. Devido à boa receptividade entre os consumidores, as facilidades oferecidas aos clientes com débitos em atraso estarão valendo até o dia 30 de novembro. Mais prazo e mais comodidade para ficar em dia com as contas de água.

Mantendo as faturas em dia, além de evitar registros de inadimplência, o usuário também está ajudando a garantir a manutenção de um serviço de qualidade. A Caern registra um alto índice de inadimplência em todo o Estado. No início da campanha, em outubro, a companhia registrava aproximadamente 75 mil faturas em atraso, representando R$ 58 milhões em débitos atrasados.

A repercussão da campanha foi das melhores. De 13 de outubro até 9 de novembro, foram negociados quase 10% dos valores que estavam em aberto. A companhia conseguiu negociar 4.335 faturas atrasadas, no valor total de R$ 5,6 milhões. “As condições de parcelamento estão muito atrativas, com 10% de entrada e o restante em até 36 vezes”, comenta o superintendente comercial da Caern, Giordano Filgueira.

Ele também lembra que a retomada dos cortes em casos de débitos de mais de 30 dias de atraso, que estavam suspensos desde março, foi outro fator que aumentou a procura pela negociação. O fim da política de suspensão de cortes motivou o cliente a se informar sobre as condições e regularizar sua situação de débitos, de maneira a garantir o fornecimento deste serviço essencial.

PARCELAMENTOS

O valor da entrada para o parcelamento pode ser incluído na própria fatura. A parcela mínima corresponde a 50% do valor médio da fatura. Assim, se o consumidor tem uma fatura mensal média de R$60, o seu valor mínimo para a parcela é de R$30, respeitando a incidência de juros, multas e atualização monetária.

O parcelamento pode ser feito pelo Whatsapp (84) 98137-2343, na Agência Virtual (caern.com.br), através do link parcelamento de dívidas, ou nos escritórios de atendimento, mediante agendamento prévio na Agência Virtual ou no endereço agendamento.caern.com.br.

É possível negociar as faturas com o cartão de crédito, sem entrada, com isenção de juros e multas, em até 12 vezes e com parcela mínima de R$5. A forma de negociação é a mesma da outra modalidade.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

PT já injetou R$ 1,2 milhão na candidatura de Jean-Paul Prates para prefeitura de Natal

Mesmo com apenas 5% dos votos, de acordo com as últimas pesquisas, o PT já disponibilizou ao candidato a Prefeitura do Natal, Jean Paul Prates, R$ 1,2 milhão para a sua campanha.

A campanha do parlamentar já teve injetado até o momento R$ 931 mil pelo diretório nacional do partido, mais R$ 274 mil do diretório estadual.

Opinião dos leitores

  1. PT num elege mais nem síndico!!!!kkkkkkkkkkkkkkkk…Tchau querida!!! A PF vem aí!!!! Au, au, au…Japonês da Federal!!!!

  2. Pense em um dinheiro jogado fora. Seria muito melho se tivessem mandado essa grana para o Varela Santiago

  3. enquanto no interior onde é o principal reduto eleitoral do PT não investiu nada nas candidaturas dos vereadores. falta de respeito com os candidatos por parte da direção.

    1. Partido do povo trabalhador, dos pobres, mas dinheiro é o q não falta

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Tércio Tinoco ganha eleitores em campanha nas ruas, e sem dinheiro público

Foto: Divulgação

A cadeira de rodas dificulta em algumas situações, mas nunca foi uma limitação para Tércio Tinoco. Nem mesmo na hora de ir às ruas mostrar aos eleitores as propostas que tem para Natal. Candidato a vereador em Natal pelo PP, Tércio (11.111) diz estar surpreso com a reação das pessoas na rua. “No corpo a corpo, estamos conseguindo o apoio de muita gente que se identifica com a nossa luta, por uma Natal mais inclusiva e acessível”, diz.

Tércio ainda enfrentou a Covid-19 no meio da campanha, mesmo com todos os cuidados para evitar a doença. Se recuperou e voltou à ativa, sem um real de fundos eleitoral e partidário. Mas com o apoio de muitos voluntários, principalmente cadeirantes e pessoas com outras deficiências. “Estamos fazendo uma campanha de propostas, especialmente para as pessoas com deficiência, que assim como eu, sentem na pele as dificuldades do dia a dia de uma cidade que parece não nos ver, nem as nossas necessidades. Por isso as pessoas se unem a nós, para sermos vistos e representados na Câmara Municipal”, completa Tércio Tinoco.

Opinião dos leitores

  1. Nós da classe PCD, precisamos com urgência de TÉRCIO TINÔCO na Câmara, e ta pertinho se Deus assim permitir. ??

  2. Com certeza uma campanha diferente, lutando por u ma causa, inclusão social e equidade! Tem o meu apoio total!

  3. Uma proposta muito boa. Gostei da iniciativa dele. Natal, precisa realmente mudar o quadro de vereadores.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *