SMS Natal antecipa campanha de vacinação antirrábica para próxima semana; veja postos fixos por região e quem pode solicitar em domicílio

Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS Natal), através do Centro de Controle de Zoonoses de Natal (CCZ Natal), iniciará a Campanha de Vacinação Antirrábica animal na próxima segunda-feira (13) para cães e gatos com idade a partir dos três meses.

Geralmente realizada entre agosto e outubro, desta vez a campanha foi antecipada para julho, devido à constatação de oito morcegos positivos para raiva nas quatros regiões metropolitanas do município de Natal. Além disso, devido ao atual momento de pandemia relativo ao novo coronavírus (Covid-19) e a sobrecarga nas Unidades de Saúde (UBS) no município de Natal, o CCZ Natal atuará com as seguintes estratégias: postos fixos em todos os distritos sanitários e com o agendamento para condôminos e tutores que tiverem a partir de cinco animais receberão a vacina em domicílio.

Para solicitação da vacina em domicílio, basta se cadastrar no link a seguir: https://docs.google.com/forms/d/14gY-fb6Ji4d2vNkw6ejUuKhzkjilaoDXyZzOkVTeygE/viewform?edit_requested=true. Lembrando que o cadastro de agendamento é voltado para população do município de Natal que tenha sob sua tutela cinco (5 ou mais) cães e gatos passíveis de vacinação antirrábica (a partir dos três meses).

Veja abaixo a lista dos postos fixos que funcionarão na campanha de vacinação antirrábica 2020:

REGIÃO LESTE

Centro Reprodutivo do Alecrim (Rua Fonseca E Silva, 1.129 – Alecrim)

Unidade Básica de Saúde Lagoa Seca (Rua Padre Antônio, 169 – Lagoa Seca)

Unidade Mista de Mãe Luiza (Travessa João XXIII, S/N – Mãe Luiza)

REGIÃO NORTE

Unidade de Saúde da Família Gramoré (Avenida Guaratinguetá, 611 – Lagoa Azul)

Unidade de Saúde da Família Nordelândia (Avenida Professora Eliete Rodrigues de Morais, 970 – Lagoa Azul)

Unidade de Saúde da Família Vista Verde (Rua Linda Bastista, S/N – Pajuçara)

Unidade de Saúde da Família Pajuçara (Rua Maracaí, S/N – Pajuçara)

Unidade de Saúde da Família Parque Das Dunas (Rua Mar Do Sul, S/N – Pajuçara)

Unidade de Saúde da Família Bela Vista (Rua Novo Recreio, S/N – Igapó)

Unidade de Saúde da Família Vale Dourado (Rua Irmã Vitória, 706 – Nossa Senhora Da Apresentação)

Unidade de Saúde da Família Panatis (Rua Milton Servita Brito, 994 – Potengi)

Unidade de Saúde da Família Pedra do Sino (Rua Pedra do Sino, 1.009 – Potengi)

REGIÃO OESTE

Unidade de Saúde da Família Bom Pastor (Rua Augusto Calheiros, S/N – Bom Pastor)

Policlínica Oeste (Avenida Pernambuco, 251 – Cidade Da Esperança)

Unidade de Saúde da Família Cidade Nova (Rua Laranjal, 479 – Cidade Nova)

Unidade de Saúde da Família Felipe Camarão II (Rua Santa Cristina, 882 – Felipe Camarão)

REGIÃO SUL

Unidade Básica de Saúde Nova Descoberta (Avenida da Silveira, 1.526 – Lagoa Nova)

Unidade Básica de Saúde Pirangi (Avenida São Miguel dos Caribes, S/n – Neópolis)

Unidade Básica de Saúde Satélite (Rua das Carbaúbas, 7.789 – Pitimbu)

Unidade de Saúde da Família Enfermeira Rosângela Lima (Rua Santa Beatriz, 11 – Planalto)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Solidade Cavalcante disse:

    Até que dia vai a campanha?

  2. Jane ferrari disse:

    Haverá algum posto aqui no capim macio ? Qual o endereço se tiver

Segunda live do PROS/RN abordará marketing propositivo e planejamento de campanha aos pré-candidatos

Foto: Divulgação

O PROS/RN realiza, na quinta-feira (2), às 17h, uma nova live com orientações aos pré-candidatos da legenda nas Eleições 2020. Dessa vez o tema será “Marketing Propositivo e Planejamento de Campanha” com apresentação do consultor em gestão e marketing, Vagner Araújo.

A transmissão ocorrerá simultaneamente nas plataformas Facebook (PARTIDOPROSRN), Instagram (PROS.RN) e Youtube (PROSRN). O presidente estadual do partido, o médico e ex-prefeito de São Gonçalo do Amarante, Jaime Calado fará a mediação da live que terá ainda as participações da senadora Zenaide Maia, a deputada federal Carla Dickson e o deputado estadual Albert Dickson.

Covid-19: hospital de campanha em Manaus encerra atividades após 71 dias

Leitos de UTI do hospital de campanha Gilberto Novaes sob responsabilidade da Prefeitura de Manaus Jonne Roriz/VEJA/VEJA

O prefeito da cidade de Manaus, Arthur Virgílio Neto, anunciou que o hospital de campanha do município encerrou suas as atividades na terça-feira, 23. Em mensagem gravada para suas redes sociais, o político afirmou que o equipamento público recebeu 757 pacientes, com cerca de 81% de recuperados e mortalidade por volta de 19%.

Ao todo, o Hospital de Campanha Gilberto Novaes (instalado provisoriamente em uma escola) funcionou por 71 dias e teve a missão de desafogar o sistema de saúde da região, em colapso por conta da pandemia do novo coronavírus.

O Amazonas foi um dos estados mais afetados pela Covid-19, com 65.073 casos confirmados e 2.686 mortes, segundo o boletim mais atualizado do Ministério da Saúde.

Veja

Roda nas redes sociais campanha #AcordaRN

Foto: Ilustrativa

Campanha #AcordaRN promovida pelas redes sociais faz um apelo pela retomada econômica no Rio Grande do Norte. “PAROU! Nós não somos os culpados! Não vão calar a nossa voz, não vão fechar as nossas mãos que estão cansadas de levar esse Estado! Queremos compromisso sério por parte de todos que fazem a sociedade!”, diz trecho.

íntegra de como campanha tem sido divulgada segue abaixo:

Não podemos mais ficar parados!

1) Não instalaram Leitos de UTI suficientes

2) Não investiram em equipamentos e testes rápidos

3) Não conseguiram estabelecer um cronograma

4) Não deram nehum tipo de suporte ao setor produtivo

5) Não deixaram a gente trabalhar

PAROU! Nós não somos os culpados! Não vão calar a nossa voz, não vão fechar as nossas mãos que estão cansadas de levar esse Estado! Queremos compromisso sério por parte de todos que fazem a sociedade!

*Divulgue essa campanha nos seus Stories e grave o seu vídeo falando da sua indignação do que estão fazendo com o setor produtivo do nosso Rio Grande do Norte.*

Juntos, somos muito mais fortes!

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    "Não deixaram a gente trabalhar…" olha só!
    Politicagem da doença, não é atoa qur Natal é destaque nacional na situação crítica dessa doença.
    Tenham vergonha dessa bobagens!
    As pessoas estão morrendo, adoecendo e a politicagem é o que domina o nosso Estado.
    Ridículo, vergonhoso e lamentável.

  2. Marcio disse:

    Acorda minha gente. Não existe reabertura… o comércio nunca fechou. Basta ir no alecrim, principalmente, e ver que está tudo aberto desde o início. Os únicos que continuam fechados e estão pagando a conta sozinhos são bares e restaurantes formais.

  3. Max Fonseca disse:

    Nós quem? Ninguém assina?

  4. Robson disse:

    Vcs estão entrando em contradição…no ítem ) 1) "Não instalaram Leitos de UTI suficientes" entra em conflito com o ítem 5) "Não deixaram a gente trabalhar"..pois se todos sairem pra trabalhar aí sim que vai faltar LEITOS….se o sistema Hospital de Nova York entrou em colapso, imagine em Natal…é cada palhaçada as coisas por aqui viu! Acorda pra Jesus que isso é uma Pandemia gente…afinal, me diz quem são os empresários que fizerem isso, pois antes de tudo, sou consumidor.

  5. Carlos Araújo disse:

    "It's a disgrace to see the Human-race in a rat race."
    Eh… Se você se preocupa com as pessoas é de esquerda, se você só se preocupa só com o dinheiro é de direita. Se você se preocupa com os dois é consciente. Acho que fechamos cedo demais, isso foi um erro, pois não tinha ninguém oficialmente doente quando fechamos as escolas e o comércio. Foi errado sim, mas abrir agora com as pessoas morrendo também seria um erro. O comerciante não pode se valer apenas da frieza da lei, lembrem -se do julgamento dos clientes, das redes sociais, dos funcionários… O mesmo cliente que lhe pressiona para abrir é o mesmo que vai exigir sua alma se algo der errado.

  6. Juliano bugueiro disse:

    Eu só saio de casa em Setembro.

  7. Luciana Morais Gama disse:

    Marcelo, a falta de leitos de UTI foi pq o Lula da Silva preferiu investir em estádios de futebol. Disse que o Brasil não precisa de hospitais. Chegou a fatura!

    • Theo disse:

      Infeliz comentário. Procure se inteirar melhor. Atualize-se.

    • Eduardo Lemos disse:

      Acho que o Theo tem memoria curta. Não lembra da célebre frase "Não se faz copa sem hospitais"

    • Cesar Bomone disse:

      O ex-Presidente PETISTA dizia SIM que era um RETROCESSO deixar de fazer Copa do Mundo e OLIMPÍADAS para construir HOSPITAIS.
      Não tentem negar a verdade.

    • Manoel C disse:

      Ronaldo T-Lover que proferiu essa frase…

    • rodolfo magno disse:

      como sempre os Petralhas tentam nos fazer esquecer o que lulinha fez. O importante é ter copa e não hospitais.

  8. Greg disse:

    Algum aqui levaria seu filho pra Escola? Se não deixe de mi mi mi e vamos nos cuidar que vírus tá solto.

  9. Herinberg Noronha Santiago disse:

    sera que essa estrutura desmontada no recife não poderia vim para natal, para reforça enquanto e tempo,

  10. Marcelo disse:

    Campanha sem fundamento, lembro-me de todos vcs negligenciando a abertura do hospital de campanha, nunca aceitaram uma medida nas dura para o comércio, e hj pedem tudo que vcs mesmo foram causadores da não realização. Não sejam falsos moralistas, aceitem as falhas e tentem concertar antes que a situação do estado venha a piorar, estamos com 100 cidadãos a espera de um leito, sabemos que é impossível um leito para cada cidadão, a situação de saúde do estado tem sua precariedade a mais de 25 anos, então o colapso não vem de hoje.
    E lembre-se que se afrouxar hoje sentiremos em quinze dias essa falha grave.

  11. Gustavo mafra disse:

    Alguém me explique. Como Recife com mais caso, mais mortos, comércio reaberto, governo do PT e desativa 210 leitos por falta de paciente e aqui essa palhaçada?

    https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/2020/06/23/com-taxa-de-ocupacao-abaixo-de-50percent-recife-desmonta-210-leitos-de-enfermaria-em-hospitais-de-campanha.ghtml

    • João Neto disse:

      Uma correção, o prefeito de Recife não é do PT, é sim do PSB.

  12. Lucas disse:

    A governadora se mostra uma fraca. Mas essa campanha é uma farsa! Todos os grupos de mídia, com apoio empresarial, foram contra a abertura do hospital de campanha do estado. Agora, sem leitos, forçam a abertura do comércio em uma situação impossível, dada a baixa disponibilidade de leitos!

    • Dilermando disse:

      Exatamente. E ainda digo mais, se olhar direitinho, os leitos abertos nos hospitais da Liga (Luiz Antônio, Policlínica e PM) foi em maior quantidade do que se estivesse aberto um hospital de campanha. A prefeitura abriu um hospital de campanha pra fazer "campanha", o hospital tá lá, mas veja se tem profissional pra atender…

Câmara Municipal de Natal aprova projeto que institui campanha Junho Laranja

Com o objetivo de garantir a saúde e proteção da população natalense durante o período de festejos juninos, que compreende o mês de junho, a Câmara Municipal de Natal aprovou nesta terça-feira (02), durante sessão ordinária virtual, projetos de Lei que tratam do tema. Ainda houve apreciação de vetos do poder Executivo e aprovação de outros Projetos de Lei.

De autoria do presidente da casa, vereador Paulinho Freire (PDT), os parlamentares aprovaram o PL 168/2020, que institui no município de Natal a campanha Junho Laranja. O objetivo é estabelecer um mês de prevenção de queimaduras, que será celebrado anualmente em junho, passando a integrar o calendário oficial das datas e eventos do município de Natal. “Esse projeto foi um pedido da associação médica, que cuida dessa área dos queimados. Pediu para que a gente aprovasse esse projeto e que tivessem várias campanhas educativas sobre o tema. Porque é no mês de junho, devido às festas juninas, que aumenta o índice de pessoas que se queimam, seja por fogueiras ou por fogos”, explicou Paulinho Freire.

Já de autoria do vereador Cícero Martins (PP) foi aprovada a lei 178/2020, que trata da proibição de se fazer fogueiras durante o período junino, São João e São Pedro, apenas no ano de 2020, devido ao aumento dos problemas respiratórios, especialmente de pacientes com sintomas da Covid-19. Outra matéria aprovada e, em regime de urgência, foi a de autoria da vereadora Divaneide Basílio (PT), que suspende imediatamente todos os prazos relativos aos concursos públicos, no âmbito do município de Natal, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Entre os vetos, foi derrubado o do Poder Executivo ao projeto de Lei N° 173/2019, de autoria do vereador Dagô de Andrade (PSDB), que inclui no calendário oficial do município a Semana de Integração Evangélica. “Foi uma sessão muito longa, mas bastante produtiva, com oito projetos, incluindo os vetos que foram hoje votados. Não sobrou nada, todos os requerimentos votados, participação maciça dos vereadores, um debate de alto nível e com isso quem ganha é a Câmara Municipal, que vem fazendo seu papel e aprovando projetos que vão beneficiar a coletividade”, finalizou Paulinho Freire.

FOTOS: Hospital de Campanha é entregue e intensifica combate à Covid-19 em Parnamirim

FOTOS: ASCOM – Ana Amaral e Ney Douglas

A Prefeitura de Parnamirim, através da Secretaria Municipal de Saúde (Sesad), entregou na manhã desta segunda-feira, (1) o Hospital de Campanha da cidade, um equipamento de extrema importância no enfrentamento ao novo coronavírus. A estrutura foi montada no Centro Especializado em Reabilitação (CER), no bairro Vida Nova, e conta com 44 leitos de internação, para dar apoio aos pacientes de COVID-19 com sintomas leves e moderados.

Presente na entrega do Hospital de Campanha, o prefeito Rosano Taveira falou de todos os esforços realizados pela administração, para a implantação da unidade de saúde e da importância do equipamento na cidade durante e pós pandemia.

“A crise é mundial, países de primeiro mundo sofreram bastante. Mas estamos nos esforçando para levar uma saúde de qualidade ao parnamirinense. A chegada do Hospital de Campanha é muito importante na batalha contra a Covid-19. Lembro que todos os equipamentos adquiridos continuarão na cidade quando a pandemia passar. Agradeço a todos os profissionais envolvidos nesta batalha. A união de todos é fundamental para superarmos esta situação”, disse.

De acordo com a Sesad, o Hospital de Campanha conta com uma equipe composta por médicos internistas, infectologistas, plantonistas e técnicos de enfermagem trabalhando em rodízio de 12 horas, e enfermeiros. Fisioterapeutas, funcionários de limpeza e duas secretárias também atuarão na unidade, além de profissionais de assistência social, psicologia, bioquímicos e recepcionistas.

“A equipe é composta por profissionais capacitados e acostumados a trabalhar com a situação de Covid-19. É um trabalho 24 horas que também vai contar com a soma do pessoal aprovado no processo seletivo. Além do esforço do pessoal da saúde, a conscientização da população é fundamental. Parnamirim precisa de união. Tratamos de vidas e qualquer um de nós pode precisar do serviço”, disse a secretária da Sesad Terezinha Rêgo.

A titular da pasta de saúde ainda exaltou a estrutura do Hospital de Campanha. “Poucos hospitais foram abertos no Brasil com uma organização parecida com a nossa. Um prédio novo, sem nada de infecção e com excelentes instalações físicas. Temos apoio diagnóstico, medicamentos, profissionais capacitados e rede de oxigênio”.

Dos 44 leitos disponibilizados, dois leitos de estabilização são exclusivos para pacientes graves. A função desses leitos é, justamente, manter o paciente estável, até que ele possa ser transferido com segurança para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O espaço é diferenciado dos demais, pois conta com respiradores e outros equipamentos avançados.

Entre os diversos departamentos, o Hospital de Campanha de Parnamirim conta com enfermarias, sala de estabilização, farmácias, banheiros masculino, feminino e infantil. Lara Figueiredo, diretora clínica, comentou sobre como funcionará os serviços e benefícios da unidade para a população:

“A abertura do Hospital de Campanha é um ganho espetacular para a saúde de Parnamirim. Os pacientes serão regulados através da UPA de Parnamirim, e são transferidos aqui para o hospital. É uma estrutura incrível! Pacientes que agravarem a situação clínica terão respiradores disponíveis, monitores e oxigenoterapia já adequada com a rede. Temos os equipamentos necessários para essa era de pandemia”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Almir disse:

    Parabéns a Parnamirim, se 30% dos municípios tivesse um hospital deste, a situação do RN seria mais tranquila.

  2. Romy Christine Costa disse:

    Parabéns a equipe da competente e incansável Secretária de Saúde Municipal Terezinha Rêgo ! !!

  3. Antenado disse:

    Natal fez o seu hospital de campanha, Parnamirim e São Gonçalo. Por que o Estado não conseguiu fazer o seu, apesar de o dinheiro estar escutando a conversa ? Com a palavra os incompententes.

    • Almir disse:

      Com certeza seu Antenado, bastava mais uns 30 municípios com um hospital igual a este.

Globo repudia campanha de intimidação a William Bonner

Foto: Reprodução Globo

A Globo divulgou nesta terça-feira (26) uma nota de repúdio a uma campanha de intimidação ao jornalista William Bonner, registrada nos últimos dias.

A nota cita o uso indevido do CPF do filho do jornalista por um fraudador que inscreveu o jovem no programa de auxílio emergencial do governo a pessoas vulneráveis que perderam renda na pandemia. O próprio Bonner denunciou o fato publicamente na semana passada, em sua conta no Twitter, e seus advogados alertaram a Caixa para a fraude e apresentaram notícia crime ao Ministério Público Federal.

Falhas no sistema de checagem do benefício tornam possível a ação de estelionatários. No caso do filho de Bonner, sua renda familiar nem permitiria a concessão do benefício. Mas o site da Dataprev informava que o pedido fraudulento havia sido aprovado. Alertada pelos advogados de Bonner, a Caixa suspendeu o processo de pagamento, que se daria numa conta virtual criada para o estelionatário.

A nota divulgada hoje pela Globo informa que o jornalista e uma de suas filhas também receberam mensagens de WhatsApp, originadas de número telefônico com o prefixo 61, de Brasília, com dados fiscais sigilosos dele e da família. E declara apoio da empresa ao jornalista na busca e na punição dos responsáveis pelo desrespeito ao sigilo previsto na Constituição.

Leia a íntegra da nota da Globo:

A Globo repudia a campanha de intimidação que vem sofrendo o jornalista William Bonner e se solidariza com ele de forma irrestrita. Há dias, um fraudador usou de forma indevida o CPF do filho do jornalista para inscrever o jovem no programa de ajuda emergencial do governo para os mais vulneráveis da pandemia, para isso se aproveitando de falhas no sistema, que não checa na Receita Federal se pessoas sem renda são dependentes de alguém com renda, fato denunciado publicamente pelo próprio jornalista que apresentou notícia crime junto ao Ministério Público Federal no Rio de Janeiro.

Agora, tanto o jornalista quando a sua filha receberam por WhatsApp em seus telefones pessoais mensagem vinda de um número de Brasília com uma lista de endereços relacionados a ele e os números de CPFs dele, de sua mulher, seus filhos, pai, mãe e irmãos, o que abre a porta para toda sorte de fraudes.

A Globo o apoiará para que os autores dessa divulgação de seus dados fiscais, protegidos pela Constituição, sejam encontrados e punidos. William Bonner é um dos mais respeitados jornalistas brasileiros e nenhuma campanha de intimidação o impedirá de continuar a fazer o seu trabalho correto e isento. Ele conta com o apoio integral da Globo e de seus colegas e está amparado pela Constituição e leis desse país.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ELEITOR disse:

    Acho que vcs tem razão honesto é lula e cia !

  2. Antenado disse:

    As hienas não se conformam.

  3. Beto Araújo disse:

    Presidente honesto??????

  4. Emerson Fonseca disse:

    Não é este País que quero para os meus Filhos, tudo isso tem apoio do Presidente na forma de seus Filhos, até quando ?

  5. Wingrete disse:

    Eleitor querido,eu n sei se vc sabe,mas a maior autoridade desse país,a qual vc cita,faz apologia a ditadura o tp inteiro,inclusive homenageou o ustra.entao meu caro,é o sujo falndo do mau lavado…

  6. ELEITOR disse:

    Essa globo💩 é muito petulante , passa o dia patrulhando e bisbilhotando a vida da maior autoridade do país , tentando a todo custo desestabilizar o governo.Traidores da nação , seu fundador andava de braços dados com os generais nos anos de chumbo. Agora que arrotar dignidade . Porque não patrulharam o pt nos 16 anos de corrupção avassaladora ? Prefiro um presidente honesto que fale palavrões do que um ladrão com discurso chulo e populista ! !!

    • Nãosougado disse:

      Presidente honesto?Que o diga os inúmeros funcionários fantasmas de seu gabinete e suas respectivas contas bancárias a serviço do mito. Rs

Colaboradores da Cabo Telecom realizam campanha de arrecadação para doação de alimentos

Fotos: Divulgação

Os colaboradores da Cabo Telecom se uniram em favor da missão de ajudar aos mais prejudicados em decorrência da pandemia da Covid-19, e decidiram promover entre eles uma campanha de arrecadação dentro do projeto “Conectados pela Solidariedade”. Desta forma, a empresa se dispôs a fazer o desconto no contracheque de quem aderisse espontaneamente. Além de apoiar a iniciativa, a Cabo Telecom também se comprometeu a dobrar o valor arrecadado pela ação com uma doação em espécie.

Durante toda a semana eles se empenharam e conseguiram a adesão de mais de 60% dos colaboradores, com isso, o valor arrecadado ultrapassou R$ 7.500. Com o apoio da Cabo, em participar com o equivalente ao dobro das doações, o montante chegará a mais de R$ 15.000.

O valor será convertido em alimentos e destinados a duas instituições: RN invisível, que atende moradores de rua e cerca de 250 famílias de comunidades carentes do estado, e uma instituição de assistência social de João Pessoa ainda a ser definida, onde a empresa também tem sede. A Cabo Telecom doou ainda 1kg de alimento por cada colaborador que compõe a empresa, totalizando 657 kg. Ao todo, portanto, o montante das doações chegará a cerca de cinco toneladas de alimentos.

A Cabo Telecom desenvolve regularmente diversos projetos sociais, entre eles, o projeto “Da sala ao cinema”, que arrecada alimentos não perecíveis, produtos de higiene e limpeza entre seus assinantes a cada sessão. No entanto, devido à pandemia, foi suspenso para evitar as aglomerações.

“A ação ‘Conectados pela Solidariedade’ não é apenas uma ação social, é um sentimento coletivo de ajudar ao outro, que muitas vezes não tem a oportunidade de ter o mínimo neste momento de dificuldade. E, principalmente, é a certeza de que unindo forças, conseguiremos sair dessa o mais breve possível”, pontua Otávio Victor, analista administrativo do SAC da Cabo Telecom.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Júnior Bastos disse:

    Parabéns aos colaboradores da CABO TELECOM pela iniciativa. Aprendi a gostar dessa empresa desde que trabalhei nela por durante 7 anos. Pessoas fazendo a diferença. PARABÉNS CABO TELECOM. Saudade de todos vocês !!!

Campanha contra influenza chega à reta final em Natal

Foto: Ilustrativa

Pessoas de 55 a 59 anos e professores da rede pública e privada já podem se vacinar contra a gripe de 18 de maio a 05 de junho de 2020, nas unidades básicas de saúde de Natal. A reta final da campanha, direcionada a esse público, estima atingir mais de 45 mil indivíduos nesse período.

O público das fases anteriores, contudo, podem buscar uma das 63 salas de vacinação da cidade para tomar a vacina até o término da campanha. A Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS Natal) já imunizou 175.525 pessoas esse ano contra a influenza. A Vacina protege dos principais vírus causadores de gripes, como influenza A (H1N1), A (H3N2) e Influenza B.

A reta final também é momento de chamar da população que ainda não conseguiu se vacinar para tomar a vacina até 05 de junho. “Estamos com algumas metas a cumprir. Precisamos vacinar 59 mil crianças entre 6 meses a menores de 6 anos, mas somente 9 mil nos procuraram até o momento; entre as gestantes, nossa meta é 8 mil, mas conseguimos 1749 até agora; já entre as puérperas, das 1420 doses destinadas a elas, apenas 237 foram aplicadas”, indica Vaneska Gadelha, Chefe de Agravos Imunopreveníveis de Natal.

No calendário, já foram contemplados idosos a partir de 60 anos, profissionais da saúde, forças de segurança e salvamento, doentes crônicos, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas e pessoas com deficiência.

Campanha contra gripe inicia nova etapa de vacinação nesta segunda

Foto: Reprodução

Começa nesta segunda-feira(18) a segunda etapa da terceira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, que pretende imunizar até o dia 5 de junho mais 36,1 milhões de pessoas, número que corresponde a 90% do público-alvo dessa etapa.

Nesta etapa, a campanha tem como foco principal os professores de escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos de idade. Já a primeira etapa (da terceira fase da campanha) teve como público-alvo pessoas com deficiência; crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes e mães no pós-parto até 45 dias.

De acordo com o balanço mais atualizado do Ministério da Saúde, 60,5% do grupo prioritário tinham sido vacinados contra a influenza nas duas primeiras fases da campanha, o que corresponde a um total de 39,6 milhões de doses da vacina aplicadas.

Fases anteriores

Em levantamento divulgado no início da semana passada, o ministério informou ter distribuído 63,2 milhões de doses da vacina. Até então, na segunda fase da campanha, iniciada em 16 de abril e encerrada no dia 8 de maio, apenas 36% (ou 5,6 milhões de pessoas) do público-alvo foram vacinados. O número era 10 milhões inferior ao total de pessoas do grupo pretendido.

A segunda fase da campanha teve como público-alvo povos indígenas, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transportes coletivos, trabalhadores portuários, membros das forças de segurança e salvamento; pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Na primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação, dirigida a idosos com 60 anos ou mais e a trabalhadores da saúde, mais de 18,9 milhões de idosos foram vacinados, o que corresponde a 90,66% desse público.

Agência Brasil

 

ISOLAMENTO E A COVARDIA: Governo lança campanha e pede atenção aos casos de violência doméstica, com registro em abril de aumento de 35%

Foto: © Marcello Casal JrAgência Brasil

O governo federal lançou, nesa sexta-feira (15), a Campanha de Conscientização e Enfrentamento à Violência Doméstica e alertou que esse tipo de violência tem crescido em meio à pandemia da covid-19, em razão das medidas de isolamento social. Com o lema Denuncie a violência doméstica. Para algumas famílias, o isolamento está sendo ainda mais difícil, a campanha aborda não somente a violência contra a mulher, mas também contra idosos, pessoas com deficiência, crianças e adolescentes.

“Nossa campanha é para dizer para todo mundo denunciar, nós garantimos o anonimato. O objetivo é de despertar a urgência em exercitar o dever cívico de informar às autoridades sobre as situações de violência dentro dos lares. O objetivo é incentivar os vizinhos. Vizinhos, por favor, enfiem a colher em briga de marido e mulher. Comecem a denunciar”, disse a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, durante cerimônia no Palácio do Planalto.

O governo disponibiliza os canais de atendimento da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, o Disque 100, o Ligue 180 e o aplicativo Direitos Humanos Brasil, responsáveis por receber, ouvir e encaminhar denúncias de violações aos direitos humanos. Pelo aplicativo é possível, inclusive, enviar fotos e vídeos que, segundo Damares, já antecipam a prova do crime. Todos esses canais também estão acessíveis em Libras, para pessoas surdas ou com deficiência auditiva.

O Ligue 180 está disponível 24 horas por dia, todos os dias, inclusive finais de semanas e feriados, e pode ser acionado de qualquer lugar do Brasil. Vítimas residentes do exterior também podem utilizar o serviço, sendo que cada país tem um número de telefone correspondente, que pode ser conferido na página do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Esta semana, a Agência Brasil preparou um material que explica onde mulheres agredidas podem encontrar ajuda.

De acordo com a ministra Damares, em abril o Ligue 180 registrou aumento de 35% no número de denúncias de violência contra a mulher. Já no Disque 100, segundo ela, caiu em 18% as denúncias de violência contra crianças. A preocupação do governo é com a subnotificação.

“A maioria da violência contra as crianças a gente descobre na escola ou na creche, quando o cuidador está dando um banho. Essas crianças não estão na creche e não estão na escola. Quando a pandemia passar, o que nós vamos descobrir em relação à criança quando ela voltar para a escola? A criança não liga, não fala, não vai denunciar, não usa aplicativo. Estamos apavorados com o que vamos descobrir pós-pandemia”, disse a ministra, apelando para que vizinhos e parentes fiquem atentos aos sinais de violência, como o choro constante de crianças.

De acordo com Damares, o Ministério da Justiça e Segurança Pública também trabalha para que todos os estados tenham boletim de ocorrência online para violência doméstica. A ferramenta, segundo ela, já está disponível em 14 estados.

Violência patrimonial

A ministra também manifesou preocupação com a violência contra o idoso e disse que, além da violência física, nesse caso, há também a violência patrimonial. Segundo ela, há denúncias de que parentes e pessoas próximas de idosos estão utilizando procurações para fazer antecipação de herança ou venda de imóveis.

De acordo com Damares, na próxima segunda-feira (18) o governo vai apresentar um projeto de lei, em caráter de urgência, ao Congresso Nacional, para que cartórios só homologuem transferências de imóveis de idosos com o testemunho presencial do idoso e, preferencialmente, após o fim do isolamento social.

“[Será possível transferir] só no caso extremo, se for mesmo necessário a venda do imóvel para os cuidados de saúde do idoso ou se era uma negociação anterior à pandemia, mas com a presença do idoso, nada com procuração porque as denúncias que estão chegando é que há fraudes. Estão delapidando o patrimônio de idosos no Brasil”, explicou.

Além disso, segundo Damares, o governo dará uma atenção especial aos idosos durante a pandemia da covid-19, por isso, ampliou o número de atendentes do Disque 100. Segundo ela, o canal de denúncias passou a receber muitas ligações de idosos que querem apenas conversar. “Os idosos que quiserem conversar, que estiverem se sentindo sozinho, com medo, podem ligar no Disque 100 para bater papo conosco”, disse.

Agência Brasil

Campanha de Vacinação contra gripe terá nova etapa a partir de segunda

Foto: © Marcello Casal JrAgência Brasil

A terceira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe encerrará, neste domingo (17), a primeira de suas duas etapas tem como público-alvo, pessoas com deficiência; crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes e mães no pós-parto até 45 dias.

No caso das mães que se encontram no período pós-parto, o ministério informa ser necessária a apresentação de um documento que comprove o puerpério (certidão de nascimento, cartão da gestante, documento do hospital onde ocorreu o parto, entre outros).

A segunda etapa da terceira fase vai de 18 de maio até 5 de junho. Nela serão incluídos professores de escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos de idade. A exemplo das demais fases, a meta do governo é vacinar pelo menos 90% de cada um desses grupos. Na terceira fase, a meta é imunizar 36,1 milhões de pessoas do grupo prioritário.

De acordo com o balanço mais atualizado do Ministério da Saúde, 60,5% do grupo prioritário havia sido vacinado contra a influenza nas duas primeiras fases da campanha, o que corresponde a um total de 39,6 milhões de doses da vacina aplicadas.

Para evitar sobreposição com relação ao número de pessoas vacinadas, o percentual divulgado pelo ministério não inclui os grupos de pessoas com comorbidades, membros das forças de segurança e salvamento, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transportes coletivos, trabalhadores portuários e o público relacionado com o sistema prisional, uma vez que, nesses quantitativos, o que se tem são estimativas populacionais.

“O quantitativo desse público é uma estimativa e pode haver sobreposição a partir de pessoas que integram diferentes grupos prioritários, por exemplo, ser caminhoneiro (público-alvo da segunda fase) e idoso (público-alvo da primeira fase). Assim, é possível informar apenas o número de doses, de fato, aplicadas da vacina contra a gripe nestes grupos que foi 7,5 milhões”, explicou o Ministério da Saúde em e-mail enviado à Agência Brasil.

Fases anteriores

Em levantamento divulgado no início da semana, o ministério informou ter distribuído 63,2 milhões de doses da vacina. Até então, na segunda fase da campanha iniciada em 16 de abril e encerrada no dia 8 de maio, apenas 36% (ou 5,6 milhões de pessoas) do público-alvo foram vacinados. O número era 10 milhões inferior ao total de pessoas do grupo pretendido.

A segunda fase da campanha teve como público-alvo povos indígenas, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transportes coletivos, trabalhadores portuários, membros das forças de segurança e salvamento; pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Na primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação, dirigida a idosos com 60 anos ou mais e a trabalhadores da saúde, mais de 18,9 milhões de idosos foram vacinados, o que corresponde a 90,66% deste público.

Agência Brasil

VÍDEO: “Fique em Casa”, reforça campanha da Câmara Municipal de Natal, em prevenção ao novo coronavírus

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. J.Dantas disse:

    Estou igual as autoridades, sem saber o que fazer… Só tenho uma pergunta: se todos ficarem em casa presos, como o vírus vai morrer? Até onde sei, o vírus só é destruído quando alguém é contaminado, desenvolve anticorpos e elimina o vírus…e assim continua com outros e mais outros vírus… Ou também será eliminado com uma vacina, que ainda não existe… Ficando em casa, como o vírus vai ser destruído?

Hospital de campanha para atender pacientes de coronavírus abre dia 4 de maio em Natal, diz prefeito

No Bom Dia RN nesta quarta-feira(20), o prefeito de Natal, Álvaro Dias, informou que o hospital de campanha montado pela prefeitura no antigo hotel Parque da Costeira, para atender pacientes do novo coronavírus será aberto na próxima segunda-feira, 4 de maio. De acordo com ele, a unidade já irá abrir com 100 leitos clínicos e 20 de UTI.

Segundo o prefeito, a Secretaria de Saúde deve abrir nesta quarta (29), as propostas das empresas que participaram de um chamamento público para oferecer o serviço de mão de obra terceirizada de profissionais de saúde que deverão atuar no hospital de campanha e em outras unidades de saúde do município durante o momento de calamidade.

Mais detalhes em reportagem aqui.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Selmabatista disse:

    Graças à Deus

  2. Mito disse:

    Esse corona virus está fazendo a festa para prefeitos e governadores. O que mais me impressiona é a omissão dos órgãos fiscalizadores. Enquanto isso, os empresários fechabdo as suas empresas porque a governadora insiste nesse absurdo de manter o comercio fechado.

VÍDEO: Campanha pede para pessoas contra isolamento escolherem quem da família salvariam na UTI

 

Ver essa foto no Instagram

 

Vídeo forte da prefeitura de Teresina-PI viralizou no país e oferece reflexão.

Uma publicação compartilhada por Blog do BG (@blogdobg) em

Uma campanha realizada pela Prefeitura de Teresina repercutiu neste domingo (26) nas redes sociais. Três pessoas que são contra o isolamento social foram entrevistadas e explicaram seus motivos. Ao final, como um médico diante de uma ala de UTI lotada de pacientes, precisaram escolher quem de sua família salvariam se só houvesse um leito disponível.

No vídeo de pouco mais de dois minutos, três pessoas são questionadas sobre o que consideram pior: o isolamento social ou o coronavírus.

“O isolamento, porque tem feito com que a nossa economia pare, é muito complicado”, respondeu uma delas.

“Tenho funcionários que dependem do trabalho e estão passando necessidade. Eu não aceito essa situação”, disse outro entrevistado.

Depois disso, os entrevistados ficam diante de três pessoas das suas próprias famílias e precisaram responder à pergunta: “com o fim do isolamento social e o colapso do sistema de saúde, se houver apenas um leito de UTI disponível, qual dessas pessoas vocês salvariam?”.

As reações são fortes e emocionantes. “Não tenho como escolher. São pessoas que eu amo”, disse um deles.

Outro leva as mãos ao rosto: “Pra essa pergunta eu não tenho resposta”, declarou.

André Alves, empresário, falou ao G1 sobre como a campanha fez com que ele conseguisse mudar de percepção sobre o assunto. Ele declarou que estava pensando de forma egoísta.

“Eu era um pouco egoísta, estava pensando só em mim, estava completamento contra o isolamento social, pensava que as pessoas tinham que voltar a trabalhar com urgência. Depois dessa experiência, vi que estava pensando só em mim e na minha empresa, tenho funcionários que dependem do meu trabalho pra levar sustento às famílias. Mas percebi que se trata de algo além, se trata de vidas. Quando virei e vi minha família, fiquei surpreso, não sabia se chorava, se abraçava eles. Na verdade foi muito impactante, mudou minha opinião, da minha família. O isolamento pode barrar o vírus e atrasar um estrago nas nossas vidas, dando chance de sobrevivência a todos nós, dando chance à vida”, disse ele.

A campanha faz o seguinte apelo: “Toda pessoa importa. Seja a favor do isolamento social e evite escolhas difíceis”.

Com informações do G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. george disse:

    Na verdade é um vídeo de pegadinha…

    Os caras foram chamados para gravarem um vídeo falando das dificuldades dos autônomos e pequenos empresários e na verdade era uma armadilha pra eles, criando um falso dilema. Temos de entender que não existe esta decisão: Isolamento ou morte? Ou: Saúde ou economia? Na verdade o que existe é: Saúde e economia! E ainda por cima direitos individuais. O pessoal fala tão mal da ditadura que às vezes a quer de volta, colocando a polícia para proibir as pessoas de sairem de casa, de irem na praia e até de falar sobre o assunto.

    • Gaius Baltar disse:

      O dilema não é falso, só não será a pessoa e sim um medico quem ira decidir quem vai morrer. Pode ser alguém da minha ou da sua família. Direitos individuais vão ate onde prejudicam os direitos coletivos. Quando alguém desrespeita o isolamento não esta apenas se expondo ao vírus, está expondo familiares e outras pessoas com quem terá contato. É uma responsabilidade coletiva.

  2. Francisco Alves disse:

    É bastante contundente o que se apresenta. Mas, porquê os canalhas (políticos) não investem em saúde? Por quê os pilantras roubam grande parte das verbas destinadas para construção de hospitais, apartamentos, medicamentos e insumos?
    A pandemia está aí para mostrar a desgraça que é a saúde pública. Durante anos a saúde no Brasil vem sendo relegada a segundo plano enquanto os brasileiros (aqueles que tinham um mínimo de condição) iam sendo forçados a buscar atendimento através de planos de saúde. Enquanto isso, os gestores de plantão saqueavam os cofres públicos!
    O mesmo tem ocorrido com a educação e segurança.
    Que fique a lição para os atuais e futuros gestores. O vírus foi se espalhando pelo mundo viajando de avião, muitas vezes na primeira classe, ou seja, foram os mais abastados que disseminaram a pandemia.
    Dessa forma, é salutar que a classe política (mais abastada) pense num investimento maior em saúde, posto que nem eles estão imunes as forças da natureza e muito menos aos castigos de Deus. Parem de roubar.

  3. Cidadão Indignado disse:

    Se algum energúmeno desse adoecer, que não procure nenhum hospital. Fique se tratando em casa, é só uma gripezinha. Desprovidos de inteligência e bom senso!

  4. Neco disse:

    Abordagem fascitóide.