Educação

Colégio Porto promove live sobre novo ensino médio baseado em área de interesse nesta terça

Foto: Divulgação

O Colégio Porto promove, na noite desta terça-feira (24), uma live para apresentar as novas bases metodológicas para o ano letivo de 2021. A ideia é discutir o novo ensino médio com aplicação de itinerários formativos, que direcionam os estudantes conforme área de interesse (humanas, exatas, biológicas).

“A turma da 1ª série do ensino médio já segue as orientações da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Sendo assim, neste ano, nossos alunos já cumpriram uma carga específica de BNCC e agora, na segunda série, vão trabalhar o restante de conteúdo de base, além de trabalhar também os itinerários formativos. Por exemplo: antes do intervalo eles serão 2ª série A, B e C e, após o intervalo, os alunos vão migrar para as áreas que eles escolheram, seja ciências humanas, exatas ou biológicas”, detalha a diretora pedagógica do Colégio Porto, Ana Cristina.

O encontro virtual terá a presença de Márden de Pádua Ribeiro, assessor pedagógico do Bernoulli Sistema de Ensino, e da diretora pedagógica, Ana Cristina. O bate-papo começa às 19h30 no canal do Colégio Porto no YouTube.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

‘Interesse na Amazônia não é no índio nem na porra da árvore, é no minério’, diz Bolsonaro

Foto: Isac Nóbrega/ Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que “o interesse na Amazônia não é no índio nem na porra da árvore, é no minério”. A afirmação ocorreu em discurso a garimpeiros de Serra Pelada (PA) em frente ao Palácio do Planalto, após Bolsonaro receber representantes do grupo.

O presidente afirmou que irá divulgar um vídeo sobre a exploração do grafeno que, ajudaria a “abrir a cabeça da população”, e voltou a criticar o líder indígena Raoni Metuktire , dizendo que ele não fala pelos índios.

— Esse vídeo é muito bom para abrir a cabeça da população de que o interesse na Amazônia não é no índio nem na porra da árvore, é no minério. E o Raoni fala pela aldeia dele, fala como cidadão, não fala pelos índios, não. É outro que vive tomando champanhe e em outros países por aí — disse o presidente.

Os garimpeiros pedem uma “administração militar” da área. Eles fazem parte da Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada (Coomigasp).

Bolsonaro afirmou que enviará as Forças Armadas se houver amparo na lei. Ele disse que a situação será tratada pelo ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e afirmou que quer dar uma resposta ainda nesta terça.

— Se tiver amparo legal, eu boto as Forças Armadas lá. Se tiver amparo legal, não vou prometer para vocês o que não posso fazer. Se tiver amparo legal, eu boto as Forças Armadas lá, a gente resolve esse problema aí.

Empresas estrangeiras, ‘pelo que parece’, pagam propina

O presidente afirmou que, “pelo que parece”, empresas estrangeiras pagam propina para não terem crimes ambientais divulgados, mas não especificou a quais companhias estava se referindo.

— O mundo, muitas vezes, (fica) criticando o garimpeiro. Agora, a covardia que fazem com o meio ambiente, empresas de vários países do mundo fazem aqui dentro do Brasil, ninguém toca no assunto porque a propina, pelo que parece, pelo que parece, corre solta, pelo que parece.

Bolsonaro também disse que a mineradora Vale cometeu um “crime” na década de 1990, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso.

— Esse é um país que é roubado há 500 anos. A gente conhece o potencial mineral do Brasil. Eu sei como a Vale do Rio Doce abocanhou, no governo FHC, o direito mineral no Brasil. O crime que aconteceu.

O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. É isso aí, votei no PR pra ser assim mesmo, dizer na bucha sem delongas. E é pra apertar mais ainda pq o povo ainda não entendeu,alias nunca entende mesmo.

  2. Poxa, o presidente falou o nome "porra", imagina LULADRAO que chamou a nossa governadora de" tubo de desodorante e grelo duro". Na realidade nossos últimos presidentes são cada um pior que o outro, vejamos o Honorável Bandido, leiam o livro , Sarney. FHC que entregou a Telebrás e vale por menos de 10% do seu a valor. De Collor ninguém precisa dizer nada, pois todos já sabem o corrupto inveterado que ele é. LULADRAO tá preso, logo não precisa dizer nada. Dilma nosso poste de estimação, semelhante a LULADRAO ajudou a roubar essa bagatela de 1 TRILHAO. Temer e sua galerinha com dinheiro de corrupção já diz tudo sobre ele. Portanto chamar esse palavrao deve ser um crime muito grave mesmo, o restante é só santo.kkkkkkk

  3. O interesse na Amazônia não é no índio nem na porra da árvore, é no minério que vou dar pra os zamericanu, talkei?! Tem q ver isso aí, talkei?! E não me venham perguntar onde tá a porra do Queiroz de novo, talkei?! I love you Trump.

    My fiofó is all yours Mr. Trump. I love you.

  4. Esse RAONI é outro malandro, o ladrao condenado Lula colocou uma usina no meio do Amazônia , ROUBOU OQUE PODE NESSA OBRA e esse FDP não abriu a boca esses anos todos , só um IDIOTA PTRALHA para acreditar nesse espertalhão

  5. O presidente fala a língua da gente, sem mimimi. Foda eram os outros presidentes que falavam muito formal e por trás meteram a mão no bolso da nação.

    1. O filhinho dele é tão honesto! É de uma reputação ilibadíssima.

  6. Um presidente da república que ao falar para nação fala PORRA, já diz a que veio.
    Literalmente o Brasil não teve sorte com os últimos presidentes.
    Cada povo tem o governo que merece.
    Aguenta BRASIL>

    1. Primeiro: isso não foi um pronunciamento à Nação, ok?
      Segundo: Espero que não tenha se esquecido de como o presidiário se referiu a então Senadora do PT, hoje governadora do teu estado!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Rosalba recebe empresários portugueses interessados em investir no RN; uma das áreas, energia renovável

A Governadora Rosalba Ciarlini recebeu em audiência, na noite dessa segunda-feira (10), grupos de empresários portugueses interessados em investir no Rio Grande do Norte em áreas como de energia renovável e material escolar com tecnologia de ponta. A reunião aconteceu na Governadoria, no Centro Administrativo.

Acompanhado do prefeito de Sabugal/Portugal, Antonio Robalo, o representante da Tecneira Brasil, Antonio Serrano, apresentou o interesse da empresa com sede no Rio de Janeiro em investir no Rio Grande do Norte na área de energia fotovoltaica. A empresa já opera no Brasil, possui parques eólicos no Ceará e quer vir para o Estado construir parques de energia fotovoltaica. A Governadora informou aos empresários que irá analisar a legislação para leilão de energia fotovoltaica para saber a possibilidade de realizá-lo. “Vou determinar à Procuradoria Geral do Estado e à Controladoria que estudem esta legislação, pois se outros estados puderam, eles próprios, fazer seus leilões porque temos que esperar?”, afirmou Rosalba Ciarlini, exemplificando que no caso dos leilões para energia eólica há necessidade de esperar pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A Governadora também recebeu representantes do grupo representante da Bi Silque, indústria de material escolar com tecnologia de ponta como, por exemplo, quadros que interagem com o aluno. A empresa, que já possui base no Rio de Janeiro, pretende ser expandida e demonstra interesse pelo estado do Rio Grande do Norte pela localização geográfica e pelo advento do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante.

Opinião dos leitores

  1. Tenho fazendas localizadas em Mangaratiba RJ, com muita nascentes de água e muita pastagem, desejo vendê-las

  2. Como é que pode um coordenador jurídico de uma secretaria de estado ser contratado como consultor no programa RN Sustentável, acumulo de cargo? E pode? Saiu no diário oficial de hoje.

  3. MAS ESSA ROSABAL É PARECIDA MESMO COM MICARLA, PENSE NUMAS MULHERES PRÁ GOSTRA DE PORTUGAL, SERÁ QUE SÃO SÓCIAS?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

De olhos nas cifras(R$), Flamengo quer jogar Copa do Nordeste, diz presidente

 Que tal se dividir no verão entre o Rio e o Nordeste? Este roteiro faz parte dos planos do Flamengo, mas não há nada de férias e praias nisso. O presidente Eduardo Bandeira de Mello admitiu seu desejo de incluir o clube carioca na Copa do Nordeste.

“Se, de alguma maneira, pudesse. Isso requer um planejamento mais detalhado e criatividade para se conseguir viabilizar”, afirmou à Folha sem fazer previsões de quando isso poderia acontecer.

“Ele perguntou se havia possibilidade. Por enquanto, acho que não. No futuro podemos pensar. Primeiro, precisamos consolidar a competição, que está voltando agora. Depois, poderia haver dois convites”, disse o presidente da Liga do Nordeste, Alexi Portela Júnior.

A arrecadação com estádios cheios e cotas de participação interessou o Flamengo. Cada equipe recebe R$ 350 mil pelos seis jogos da primeira fase. O campeão embolsa R$ 1,8 milhão. Passagens e hospedagens para jogos fora de casa são bancadas pela organização.

“Por jogo, a Copa do Nordeste paga muito mais do que a Série B”, compara Portela Júnior.

O dirigente flamenguista não teme críticas e um possível descrédito em relação ao torneio no caso de não se obedecer o critério da restrição a times nordestinos.

“Não vejo problema com isso. O Flamengo é um clube nacional, disparadamente o de maior torcida do país, tem mais torcedores fora do que dentro do Rio de Janeiro. Das 27 unidades federativas, é o time mais popular em 24”, afirmou, citando Rio Grande do Sul, São Paulo e Paraná como as exceções.

Não faltam exemplos em que o futebol se rendeu a motivos políticos e econômicos para contradizer a geografia.

13217652A seleção e os clubes da Austrália se exibem em competições da Ásia, e não da Oceania. O Japão já jogou a Copa América. Times nordestinos do Piauí e do Maranhão atuavam na Copa Norte. Os do sudestino Espírito Santo, na Copa Centro-Oeste. Clubes goianos se acostumaram a disputar o Campeonato do Distrito Federal.

Japoneses, malaios, chineses e sul-coreanos lutaram pelo título de Cingapura. Franquias canadenses foram incluídas na liga dos EUA. Galeses reforçam o Campeonato Inglês. Os mexicanos se dividem entre os torneios sul-americanos e os das Américas do Norte e Central.

TRADIÇÃO NORDESTINA

Torneios entre clubes nordestinos acontecem desde meados do século 20. Entre 1997 e 2002, a Copa do Nordeste foi admitida pela CBF como parte do calendário dos clubes da região. Ao ser retirada, provocou uma disputa judicial. Um acordo a ressuscitou em 2010.

Atualmente, a competição reúne 16 equipes de sete dos nove Estados nordestinos: Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. Ficam fora Piauí e Maranhão.

Os participantes se classificam exclusivamente a partir dos Estaduais. Vencedor do ano passado, o paraibano Campinense, por exemplo, não obteve vaga para a edição de 2014.

“É uma coisa que não acho justa. O campeão deveria se garantir automaticamente, e seu Estado perderia uma vaga, mas estamos discutindo isso com a CBF e as federações”, disse Portela Júnior.

CALENDÁRIO

Uma opção para o Flamengo conciliar duas competições no início da temporada seria jogar seu Estadual com o time reserva, como faz agora, e disputar a Copa do Nordeste no caso de não estar na Taça Libertadores da América.

Os suplentes rubro-negros estrearam com vitória por 1 a 0 sobre o Audax domingo, no Maracanã, pela Taça Guanabara, e nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), visitarão o Volta Redonda.

Um ano após assumir a presidência do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello acredita que seja possível manter todas as atuais competições do calendário do futebol brasileiro, porém defende que elas sejam mais rentáveis.

“As despesas estão cada vez maiores”, avaliou. Uma das maiores preocupações alegadas pelo seu grupo político, aliás, tem sido controlar os gastos do clube carioca.

O dirigente rubro-negro prefere Estaduais com menos datas, e considera que eles cabem juntas numa temporada com Brasileiro de 20 clubes, Copa do Brasil, Libertadores, férias e pré-temporada. Mas ele cobra um aperfeiçoamento.

Também se mostra favorável às reivindicações do Bom Senso F.C. por maior intervalo entre as partidas. “É razoável conseguir isso. Não podemos sacrificar o patrimônio do clube”, afirmou.

Em relação à extensão do calendário dos clubes menores, aguarda o crescimento do debate. “Eu gostaria de ouvir mais sugestões. Ainda não vi alguma que me convencesse”.

Folha

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Grupo indiano manifesta interesse em investir no Rio Grande do Norte

O Rio Grande do Norte poderá estreitar relações com o grupo indiano Aditya Birla. A empresa que já atua no Brasil, em estados como São Paulo e Bahia, manifestou o interesse nessa quinta-feira (07), durante reunião entre o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Rogério Marinho, e o presidente executivo do grupo, Anil Jhala.

De acordo com o investidor a expectativa é expandir os negócios para explorar as potencialidades econômicas do Rio Grande do Norte que já tenham similaridade com a atuação do grupo.

Após uma apresentação do panorama econômico do RN e as áreas com maior captação de investimentos na atualidade, o empresário apontou inicialmente a possibilidade de investir na fabricação de cimento, na região oeste, e fertilizantes.

Após uma análise mais detalhada da economia potiguar, o grupo terá – ainda nesse mês de novembro – uma reunião com a governadora Rosalba Ciarlini para apresentar oficialmente as áreas de interesse para investimento.

Investidores

Com um histórico de 50 anos de atuação, o grupo Aditya Birla está entre os maiores produtores mundiais de alumínio cobre, sendo também um dos 10 maiores produtores de cimento e uma das usinas de fertilizante mais economicamente eficientes.

Com foco multisetorial, o grupo atua na indústria têxtil, química, agronegócios, carbono negro, telecomunicações, energia, serviços financeiros e tecnologia de informação, o que garante uma receita anual de U$ 40 milhões.

Opinião dos leitores

  1. Todo papangu que assume a Secretaria de Industria e Comercio fala, fala e fala que empresarios do sudeste e de outros paises querem ou vão investir no RN.
    Só conversa fiada, papo de politico sem futuro.
    Nos ultimos anos o já pequeno parque industrial do RN, encolheu e ficou menor.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Flamengo negocia a contratação de Valdivia, do Palmeiras

2011-463288323-2011101443874.jpg_20111014Em busca de um camisa 10, o Flamengo negocia a contratação do chileno Valdivia, do Palmeiras. O vice-presidente de futebol, Wallim Vasconcellos, o vice de marketing, Luiz Eduardo Baptista, e o vice de finanças Rodrigo Tostes estão à frente do contato.

Valdivia convive com lesões na temporada, mas é visto, pela cúpula do futebol, como o camisa 10 que falta ao time. Carlos Eduardo, contratado ao Rubin Kazan, da Rússia, não vem rendendo o esperado e será devolvido provavelmente no final do ano.

No Palmeiras, Valdivia recebe salário de aproximadamente R$ 700 mil. Por ter jogado na Série B do Campeonato Brasileiro, o chileno pode atuar com a camisa do Flamengo na Série A.

Em 2005, o Flamengo já havia tentado contratar Validivia, na época do Colo Colo. Mas o clube, em processo de reestruturação financeira, desistiu de investir no Mago pelo alto valor.

Extra – Globo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Carlos Eduardo recebe grupo empresarial francês interessado em construir Marina em Natal

17627O prefeito Carlos Eduardo recebeu na tarde dessa terça-feira (17),  no Palácio Felipe Camarão, representantes de um grupo empresarial francês interessado em investir na construção da Marina de Natal. Essa foi a quinta vez que a comitiva europeia esteve na cidade e dessa vez, eles vieram confirmar que escolheram a capital potiguar como o destino de investimentos do grupo. Participaram da audiência o titular da secretaria municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Seturde), Fernando Bezerril, o secretário municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), Marcelo Toscano, o Procurador Geral de Natal, Carlos Castim, além da consulesa honorária da França no Rio Grande do Norte, Sylvie Gradel.

Eles solicitaram ao chefe do executivo municipal a redação de uma carta de intenções, explicando que a administração de Natal apoia a iniciativa da construção do equipamento náutico. Com a posse do documento os empresários poderão sair ao mercado para captar os investimentos para viabilizar o projeto. Carlos Eduardo determinou que fossem adotadas as providências para atender ao pedido.

Carlos Eduardo falou sobre a necessidade que a capital potiguar tem de possuir uma Marina. E destacou que o turismo natalense irá ganhar muito com a construção desse equipamento, vez que o destino Natal é muito bem visto e a exploração do turismo náutico iria trazer ganhos inestimáveis para o setor: “A Prefeitura do Natal apoia integralmente esse projeto e vai fazer tudo o que estiver ao seu alcance para que ele seja viabilizado”, disse.

No mês de maio deste ano, esse mesmo grupo apresentou ao prefeito o projeto elaborado pela empresa francesa que tem larga experiência no setor, tendo inclusive participado diretamente dos projetos de construção de Marinas na região francesa de Côte d’Azur. A ideia dos investidores é de construir em Natal uma Marina em mar aberto e, de acordo com estudos elaborados pela empresa, a área cogitada para receber a intervenção seria no inicio da Via Costeira, na Zona Leste da cidade.

O projeto apresentado prevê que a Marina receba aproximadamente 450 embarcações de 8 a 15 metros, escola técnica e de manutenção de barcos e um centro de formação de profissionais náuticos. Os engenheiros também informaram que estão muito preocupados com as questões ambientais e reforçaram que o projeto respeita toda a legislação ambiental brasileira.

Opinião dos leitores

  1. Esse empreendimento privado seria o melhor que se poderia acontecer no atual estágio de letargia
    econômica neste sofrido nordeste brasileiro.Ou seja,a situação é de estar parando o país todo,quase
    sem nenhuma esperança encontra-se este sofrido Brasil.Deus nos salve!

  2. É difícil acreditar que alguém é contra esse empreendimento,ou seja,uma iniciativa que vai trazer
    tantos benefícios ao nosso Estado do Rio Grande do Norte.No momento,precisamos de maior turis-
    mo seja aéreo,terrestre ou náutico,pois todos contribuirão para o nosso engrandecimento de im-
    postos,empregos e bons negócios.O país vive um momento em que o poder público não quer investir
    por motivos do conhecimento de todos,não podemos parar a economia, precisa andar,isto é,para o bem
    de todos.

  3. Além de tudo que já foi dito,por sua vez,devemos lembrar que com a marina referida se
    dará muito charme para a orla natalense,bem como será uma grande atração turística para essa bela cidade brasileira.Por fim,muitos empregos e negócios serão realizados.

  4. DE NOVO ?????????????????????????????????
    Essa muganga da Marina mais parece a Gretchen, que quando a gente pensa que já morreu aparece de novo prá assustar todo mundo.
    Caia na real, Prefeito !!!! A saúde do Município está igual ao tempo de Micarla, mas misteriosamente a mídia silencia !!!!!!!! E o Sr. é honesto, mas está meio ruinzinho de gestão, viu ? Cuidado prá não virar uma Rosalba de calça comprida, honesto mas incompetente…

    1. Esse marina dará um grande impulso ao turismo do Estado do Rio Grande do Norte,por
      sua vez,a bela cidade do Natal será prestigiada com uma valiosa e formosa marina.Te-
      mos belas praias em todo nosso litoral,com uma marina semelhante as existentes no Caribe,Palma de Majorca e na Riviera francesa.É uma marina do primeiro mundo,da-
      rá uma beleza especial,a inveja será grande ,mas devemos superá-la com altivez e
      força de vontade,com o apoio das nossas classes empresarial e política,sem comple-
      xo de inferioridade.Devemos pensar grande,pois o empreendimento aludido trará
      oportunidades e muitos veleiros de todo o mundo.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

20% da população do RN não tem interesse nenhum por futebol

Na pesquisa realizada pela Consult sobre o Futebol do RN, outro dado muito preocupante:

O Senhor ou a Senhora tem algum interesse por Futebol?

Sim, muito interesse – 32,4%

Sim, algum interesse – 47,8%

Não tem interesse – 19,8%

A concentração maior na falta de interesse está nas pessoas acima de 55 anos e nas que tem renda familia maior que R$ 5.000,00(Cinco Mil Reais)

Foram entrevistadas 1800 pessoas em todo o RN, entre os dias 19 a 23/05/2011.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *