Saúde

Nota de pesar: Covid-19 mata mais um policial penal no RN

O Sindppen-RN informa, com profundo pesar, que mais um policial penal morreu em decorrência da Covid-19. Robson Bezerra Verde, de 53 anos, faleceu no final da noite desta terça-feira, 11, em Mossoró.

O policial penal trabalhava na Cadeia Pública de Mossoró. Inclusive, ele se sentiu mal durante o plantão de trabalho e, ao ser levado ao hospital, ficou internado por complicações na saúde decorrentes da Covid-19.

Nessa terça-feira, Robson chegou a ser intubado, mas, no final da noite, não resistiu e morreu. Ele é o terceiro policial penal morto por causa da Covid-19 no Rio Grande do Norte em menos de um mês. O sepultamento de Robson Verde será na cidade de Angicos, na manhã desta quarta-feira, 12.

“Infelizmente, perdemos mais um para este vírus maldito. Primeiro, perdemos nosso colega Tenisvaldo, depois, a guerreira Flávia Roberta, que deixou um bebê recém-nascido, e, agora, Robson Verde. Quantos mais precisarão morrer para que os profissionais da Segurança sejam todos vacinados?”, questiona Vilma Batista.

A presidente do Sindppen-RN, em nome de toda categoria, externa pesar pela morte do policial penal Robson Verde. “Aos familiares, amigos e colegas de trabalho, deixamos aqui nossa solidariedade e nosso sentimento de luto. Estamos em oração para que Deus dê o conforto a cada um que amava nosso colega”.

Vilma Batista também ressalta a necessidade urgente de vacinação dos policiais penais. “Está claro que esses profissionais estão expostos ao alto risco de contágio da Covid-19. O Rio Grande do Norte, infelizmente, está criando uma imagem negativa no país como um estado que não cuida dos seus profissionais da Segurança. A morte de policiais por falta de vacina é mais uma demonstração de desrespeito e negligência”, completa.

 

Opinião dos leitores

  1. A determinação e envio das vacinas para os presos veio do Ministério da Saúde do governo federal. Se for pra criticar direcionem as críticas ao ministro e ao presidente.

  2. “Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade” já estão na relação de grupos prioritários do PNI à frente, inclusive, das “Forças de Segurança e Salvamento”.

  3. Muita politicagem em tudo nesse país! Existe o famoso PNI, é feito por quem??? Ministério da Saúde! Se formos colocar toda categoria como prioritária vamos para aonde?? Professores exigem! Militares, exigem! Caminhoneiros, exigem! E ai? Aonde vamos parar?? Todos queremos a vacina, todos precisamos estar imunizados! Demagogia e cara de pau, aqui temos de montão!

    1. Brasil. Vai aprender a escrever corretamente e depois vc comenta.

  4. Porque os policiais não fazem pressão para o Governo Federal incluir no PNI os profissionais de seguranca?

    1. Leia mais um pouco amigo, já fizeram e até o STF já falou que eles não são prioridade.

    2. O PNI é de responsabilidade do Ministério da Saúde. Nele há as prioridades e cabe ao próprio ministério modifica-las. Já disse aqui: profissionais da saúde, educação e segurança eram p estar no topo da lista. Os governos estaduais tem que seguir o que está no PNI.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

Policial penal morre em acidente durante escolta de preso no interior do RN; outros dois policiais e detento sobrevivem

Foto: Redes sociais

O portal G1-RN noticia nesta segunda-feira(25) que um policial penal morreu e outras três pessoas ficaram feridas em um acidente com uma viatura do Grupo de Escolta Penal (GEP), da Secretaria de Administração Penitenciária, nesta manhã, por volta das 5h, na RN 288, próximo ao município de São José do Seridó, na região Seridó potiguar. De acordo com informações da Seap, o policial penal Eronilson Gomes da Costa, 49 anos, dirigia o veículo e morreu no local. Os outros três ocupantes, um detento e dois servidores, não correm risco de morte.

Segundo informações do Departamento de Polícia Rodoviária Estadual (DPRE), a equipe do GEP tinha saído do Presídio de Caicó escoltando um interno do sistema prisional para um procedimento no Fórum Miguel Seabra Fagundes, em Natal, marcado para 8h.

Os outros dois policiais penais e o detento que também estavam na viatura foram levados ao Hospital Regional do Seridó, em Caicó, e segundo informações da Seap, não correm risco.

Em nota a Seap informou que Eronilson Gomes era servidor do sistema penitenciário há 17 anos e trabalhava em Caicó. Desde 2012 ele integrava a equipe do GEP. Eronilson era casado e deixa três filhos.

A causa do acidente ainda será investigada.

Opinião dos leitores

  1. Isso hoje é feito por vídeo conferência. Trazer de Caico pra Natal foi um erro grande.
    Outra coisa…que danado é policial penal??? é carcereiro que mudou de nome:???

    1. Meu Deus, precisamos desejar que não ocorra mais acidentes. Não existe isso de escolher quem morre. Em um acidente pode ser qualquer um

  2. Saiu bem caro esse procedimento que seria realizado no Fórum Seabra Fagundes. Porque não ser realizado na própria comarca de Caicó, através de carta precatória?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTO: Policial penal do RN é um dos presos em operação que apreendeu 200 kg de maconha em João Pessoa-PB

Foto: Polícia Militar da Paraíba/Divulgação

Um policial penal do Rio Grande do Norte é um dos dois homens presos nessa quarta-feira (16), em uma operação da Polícia Militar que apreendeu mais de 200 quilos de maconha em João Pessoa. De acordo com a polícia, a maior parte das drogas estava escondida em um galpão de uma oficina desativada. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária do Rio Grande do Norte (Seap), que confirmou a prisão do servidor, além de responder às autoridades paraibanas criminalmente, ele será alvo de um processo administrativo disciplinar no RN. Todos os detalhes AQUI em repercussão do portal G1-RN.

Opinião dos leitores

  1. A Turma da esquerda e do Lula livre adora encobrir nomes e rostos da bandidagem.
    #Bolsonaro tem razão

    1. Sua paixão pelo PT é compulsiva, 24 horas sem tirar da cabeça. A onde a ódio pode tb existir amor.

    2. Paixão recolhida e pelo pseudônimo que escolheu já mostra o caráter que tem ou não ?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *