Radialista é preso em nova fase da ‘Calvário’ na PB suspeito de extorsão de investigados

Foto: Divulgação/PF-PB

O radialista Fabiano Gomes foi preso na manhã desta terça-feira (10) na oitava fase da Operação Calvário, em João Pessoa. Ele é suspeito de atrapalhar as investigações solicitando dinheiro aos investigados para não divulgar informações sigilosas. Outros nove mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em João Pessoa e Bananeiras, na Paraíba. Um auditor também é investigado.

A defesa do radialista Fabiano Gomes ainda não teve acesso a decisão do desembargador Ricardo Vital, mas acompanha a busca e apreensão e a prisão temporária. No entanto, informou estar surpresa com ação, pois, segundo a defesa, “Fabiano até então não era investigado, citado ou sequer foi ouvido antes pelo Gaeco na Operação Calvário, a quem sempre se colocou e novamente se coloca à disposição para todo e qualquer esclarecimento”.

A 8ª fase da Operação Calvário e investiga a lavagem de dinheiro de recursos desviados de organizações sociais da área da saúde, por meio de jogos de apostas autorizados pela Loteria do Estado da Paraíba (Lotep).

De acordo com as investigações, parte dos recursos teriam sido desviados com a participação de um auditor do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). Ele teria recebido uma valor para atrapalhar a fiscalização nas organizações sociais.

Além disso, também com o objetivo de impedir a investigação da Operação Calvário, o radialista Fabiano Gomes estaria utilizando canais da imprensa para constranger os investigados ou potenciais investigados. Ele teria solicitado a eles uma quantia em dinheiro para não revelar nenhum conteúdo sigiloso sobre eles.

Ao todo, 55 policiais federais e cinco auditores da Controladoria Geral da União participaram do cumprimento dos mandados, que aconteceram nas residências dos investigados e no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba.

As ordens foram expedidas pelo Desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba.

Operação Calvário

A Operação Calvário foi desencadeada em dezembro de 2018 com o objetivo de desarticular uma organização criminosa infiltrada na Cruz Vermelha Brasileira, filial do Rio Grande do Sul, além de outros órgãos governamentais. A operação teve oito fases, resultando na prisão de servidores e ex-servidores de alto escalão na estruturado governo da Paraíba.

A investigação identificou que a organização criminosa teve acesso a mais de R$ 1,1 bilhão em recursos públicos, para a gestão de unidades de saúde em várias unidades da federação, no período entre julho de 2011 até dezembro de 2018.

Na sétima fase, o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), e o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), se tornaram alvos, no dia 17 de dezembro de 2019. Um mandado de prisão foi expedido contra o ex-governador. Em relação ao atual governador, houve somente mandados de busca e apreensão, determinados para o palácio de governo e para a residência oficial.

Também foram expedidos mandados de prisão contra a deputada estadual Estela Bezerra (PSB) e a prefeita do município paraibano de Conde, Márcia Lucena (PSB). Ao todo, a “Operação Calvário – Juízo Final” expediu 17 mandados de prisão preventiva e 54 de busca e apreensão.

O ex-governador Ricardo Coutinho foi preso no fim da noite do dia 19 de dezembro e teve a prisão preventiva mantida no dia 20 de dezembro após audiência de custódia. Ele foi encaminhado para a Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice, no bairro de Mangabeira, na capital paraibana, onde também foram os demais presos na sétima fase da Operação Calvário com prerrogativa de prisão especial. Ele deixou o presídio no dia 21 de dezembro de 2019.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vicente disse:

    Paraíba e RJ São distantes de tudo, afinidade mesmo, só por terem gestores corruptos, e tinham íntima ligação com luladrão, todos os 2 gestores até foram sondados como pretensos candidatos a vice presidente dele. A outra afinidade é uma corrupção entranhada em toda a máquina administrativa, bem ao estilo do governo federal petralha. Pior é Ainda ter quadrúpedes defendendo esses patifes.

  2. paulo disse:

    BR
    É uma corja de marginais roubando o dinheiro público e a justiça prendendo num dia e soltado no outro, a policia fica enxugando gelo. Na prisão deste ex-governador veio uma equipa da Policia Federal da Paraíba busca-lo aqui no RN, no outro dia um ministro do STF mandou solta-lo. Isto é uma VERGONHA

Propina paga a agentes públicos da Paraíba foi levada de Curitiba a João Pessoa em jatos executivos alugados

]Foto: Operação Calvário/Divulgação/PF

Propina paga a agentes públicos da Paraíba –pelo menos 1,8 milhão de reais– foi levada de Curitiba a João Pessoa em jatos executivos alugados por 60 mil reais, segundo investigação da Operação Calvário.

Os detalhes foram relatados por Ivan Burity, ex-secretário de Turismo de Ricardo Coutinho que fechou delação premiada após passar dois meses na cadeia.

Propina foi transportada em voos fretados para a Paraíba

O Antagonista com Crusoé

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cesar disse:

    Se o Queiroz fosse p cadeia, delatava ligeiro.

  2. Potiguar disse:

    O delator fechou acordo após dois meses na cadeia. Será que funcionava com o Queiróz?

    • David disse:

      Acho que com gleiser, Jaques vagner e Lulinha iria funcionar. São uns cabas de pêa

FOTOS: Acidente entre carro e caminhão da banda Cavaleiros do Forró deixa um morto, em Aroeiras, PB

Foto 1 : Felipe Valentim/TV Paraíba; foto 2: Reprodução Globo PB

Um acidente envolvendo um carro e o caminhão da banda Cavaleiros do Forró deixou um morto na manhã desta segunda-feira (2), em Aroeiras, no Agreste da Paraíba. De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, o carro teria colidido frontalmente com o caminhão. O motorista do carro não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.

O acidente aconteceu por volta das 8h, na PB-108. Com o impacto da colisão, a frente do carro em que a vítima estava foi totalmente destruída. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado ao local e constatou que o motorista do carro, identificado como José Elpídio da Costa, de 53 anos, já estava morto.

Segundo relato do motorista do caminhão à polícia, ele estava seguindo viagem no sentido Aroeiras-Queimadas, retornando de um show que a banda fez na noite do domingo (1º) em Aroeiras, quando o carro de passeio, que estava no sentido contrário da via, teria invadido o sentido em que o caminhão seguia.

Ainda segundo o motorista do caminhão, ele teria buzinado e tentado puxar o caminhão para o acostamento, mas não deu tempo e o carro de passeio acabou colidindo com o veículo. Até as 11h desta segunda-feira (2), o corpo da vítima e as polícias Militar e Civil permaneciam no local do acidente.

Acidentes envolvendo a banda Cavaleiros do Forró

Gabriel Diniz, cantor que morreu no dia 27 de maio deste ano em uma queda de avião, foi a terceira pessoa que já foi vocalista da banda Cavaleiros do Forró, do Rio Grande do Norte, a morrer em acidentes. José Inácio Alexandre da Silva, em 2005, e Eliza Clívia, em 2017, foram vítimas de acidentes automobilísticos.

Em 2005, uma colisão entre dois ônibus no Rio Grande do Norte provocou a morte de quatro pessoas. Entre os mortos estavam o vocalista do Cavaleiros do Forró, José Inácio Alexandre da Silva, e o guitarrista, Edivan Paulo da Silva.

Em 2017, Clívia morreu em acidente de trânsito em Aracaju, no Sergipe. Ela foi vocalista do grupo entre 2003 e 2013, e chegou a trabalhar com Diniz, que cantou com a banda entre 2010 e 2011.

G1

Onze vereadores de Santa Rita, PB, são presos suspeitos de desviar dinheiro público para viagem

Onze vereadores de Santa Rita, PB, são presos suspeitos de desviar dinheiro público para viagem — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Onze vereadores e um contador da Câmara Municipal de Santa Rita, na Grande João Pessoa, foram presos na madrugada desta terça-feira (5), suspeitos de desviar dinheiro público para custear despesas de uma viagem feita para a cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul. Os parlamentares foram detidos durante a operação ‘Natal Luz’ do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB).

De acordo com o delegado Allan Terruel, a operação teve início após o MP suspeitar da viagem dos vereadores, que usaram um seminário como justificativa para a ida a Gramado. A empresa organizadora da viagem seria da cidade de Sergipe, o que fez a investigação ser iniciada. A operação contou com a participação da Gaeco da PB e do Rio Grande do Sul, além da Polícia Civil de Sergipe. De acordo com a operação, só em diárias foram gastos R$69 mil.

“Monitoramos todas as atividades dos vereadores e de todas as pessoas que os acompanhavam. A polícia civil fez o levantamento da empresa que estaria responsável pelo suposto seminário e pela viagem, e foram confeccionados dois relatórios”, explicou o delegado, acrescentando que todas as ações levam a confirmar uma viagem de lazer e turismo. Entre os vereadores detidos, está o presidente da câmara do município, Anésio Alves.

Ainda segundo Terruel, foi confirmado que os parlamentares forjaram o evento para realizar a viagem com dinheiro público. Os vereadores foram encaminhados para a Central de Flagrantes, em João Pessoa, onde aguardam a audiência de custódia, prevista para acontecer ainda nesta terça-feira (5).

Outros gastos

Durante a investigação, o Ministério Público constatou que a empresa organizadora da suposta palestra, de Sergipe, já recebeu da Câmara de Santa Rita R$58.200, em 2019 e R$ 49.200 em 2018. Além disso, de acordo com as informações presentes no Portal da Transparência da Câmara, desde 2017, a participação dos parlamentares do município em cursos de capacitação, é comum.

Antes da viagem a Gramado, os vereadores também participaram de outros congressos capacitantes nos estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Paraná. De acordo com os números, só com diárias, em 2017, os vereadores da atual gestão gastaram R$ 316.711,88, em 2018 o valor do gasto com o dinheiro público subiu para R$ 425.798,00, e em 2019, até o momento, foram R$ 585.492,24 usados para custear a estadia dos suspeitos.

Vereadores presos durante a operação ‘Natal Luz’

1 – Anesio Alves de Miranda Filho
2 – Brunno Inocencio da Nóbrega Silva
3 – Carlos Antônio da Silva
4 – Francisco de Medeiros Silva
5 – Diocélio Ribeiro de Sousa
6 – Francisco Morais de Queiroga
7 – João Evangelista da Silva
8 – Ivonete Virgínio de Barros
9 – Marcos Farias de França
10 – Sérgio Roberto do Nascimento
11 – Roseli Diniz da Silva

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. pereira disse:

    Parabens ao GAECO e a JUSTIÇA de modo geral. Agora quero vê pegarem tubarão, por que pegar lambari é fácil fácil.

  2. Fernando Bastos disse:

    Maravilha de exemplo, achavam que ainda estavam o velho e antigo Brasil.

  3. Yago disse:

    Ai sim está o ralo onde o dinheiro público vai embora, deveriam existir no máximo 5 vereadores numa cidade pequena, isso sem receber salário, 90% são larápios do dinheiro público.

Operação apreende mercadorias sem notas fiscais na BR-101, na divisa do RN com a PB

Foram apreendidos produtos em confecção avaliados em R$ 180 mil. Somente nos oito primeiros meses do ano, auditores fiscais da Secretaria Estadual de Tributação já autuaram e reteram R$ 33 milhões em mercadorias sem notas fiscais, evitando um evasão de aproximadamente R$ 15 milhões para os cofres do estado.

Uma operação montada pela Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN), nessa segunda-feira (2), apreendeu R$ 180 mil em mercadorias que estavam sendo transportadas sem notas fiscais na BR-101, já divisa do Rio Grande do Norte com a Paraíba. A operação foi deflagrada no início da tarde da segunda-feira em parceria com a Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar e só finalizou à noite. O balanço foi divulgado no final da manhã de hoje. A SET-RN vem intensificando operações como essa ao longo do ano e com apoio de diversos órgãos.

Foram apreendidos pelos auditores fiscais diversos tipos de mercadorias, mas os produtos com maior incidência de irregularidade fiscal foram as confecções, que estavam entrando no Rio Grande do Norte sem documentos que comprovassem o recolhimento de tributos. Se o material tivesse ultrapassado a barreira e chegasse ao comércio, o estado deixaria de arrecadar algo em torno de R$ 52 mil.

Todas as mercadorias apreendidas e que não foram regularizadas por falta das notas fiscais foram encaminhadas para o depósito da Secretaria de Estado da Tributação. Se tratando de produtos perecíveis, o proprietário da carga tem até 24 horas para regularizar a situação. Após esse prazo, a mercadoria é doada para instituições filantrópicas. Se não for perecível, o material, após um período, vai a leilão.

Essa foi mais uma operação conjunta de combate à sonegação fiscal realizada em 2019 pela SET-RN e visa minimizar o trânsito de produtos sem notas. Somente nos oito primeiros meses do ano, os auditores autuaram e apreenderam cerca de R$ 33 milhões em mercadorias irregulares, sendo lançados montantes de aproximadamente R$ 15 milhões em impostos e multas em função da autuação e retenção desse material.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anti-Político de Estimação disse:

    É essencial o trabalhos das forças de segurança ( Polícia Civil e Polícia Militar) e dos Fiscos federal e estadual no combate à sonegação, que é um verdadeiro câncer que drena recursos imprescindíveis á prestação de serviços públicos essenciais.

    • Misael disse:

      Imagina se aquele posto fiscal estivesse em atividade vinte e quatro horas por dia como era antigamente. Hoje é um prédio malasombrado que poderia perfeitamente funcionar tomara que volte o mais rápido

  2. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    Interessante observar que não tiveram o mesmo empenho nos governos anteriores.
    Pq será que só agora os nobres auditores estão tão eficientes?

Quarta fase da Operação Calvário cumpre mandados de prisão e busca e apreensão, na PB

Quarta fase da Operação Calvário conta com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na Paraíba — Foto: Danilo Alves/TV Cabo Branco

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) desencadeou na manhã desta terça-feira (30) a quarta fase da Operação Calvário, com o cumprimento de um mandado de prisão preventiva e 18 mandados de busca e apreensão, deferidos pelo desembargador Ricardo Vital. De acordo com MPPB, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) auxilia no cumprimento dos mandados. Essa fase da operação foi deflagrada após depoimentos da ex-secretária de administração, Livânia Farias.

Conforme a PRF, são 53 policiais dos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco. Os mandados são cumpridos em João Pessoa, Pitimbu e Santa Terezinha, no Sertão paraibano.

A Operação Calvário investiga núcleos de uma organização criminosa comandada por Daniel Gomes da Silva, que é acusado por desvio de recursos públicos, corrupção, lavagem de dinheiro e peculato, através de contratos firmados junto a unidades de saúde da Paraíba, com valores chegando a R$ 1,1 bilhão, possuindo atuação em outros estados, como o Rio de Janeiro.

Primeira fase

A operação conjunta entre o Ministério Público da Paraíba (MPPB) e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) cumpriu no dia 14 de dezembro um mandado de prisão na orla de João Pessoa, na primeira fase da Operação Calvário.

Daniel Gomes foi preso suspeito de chefiar a organização criminosa, Michelle Louzada Cardoso, e outras nove pessoas detidas preventivamente, entre eles Roberto Calmom, que estava em um hotel da orla de João Pessoa. Ele é fornecedor da Cruz Vermelha.

Segunda fase

A segunda fase da Operação Calvário foi deflagrada no dia 1º de fevereiro de 2019 e cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão nas cidades de João Pessoa e Conde, na Paraíba, além do Rio de Janeiro.

Foi cumprido um mandado de prisão contra Leandro Nunes – que era assessor da Secretaria de Administração e foi exonerado recentemente – na cidade de Itabaiana, na Paraíba.

Conforme mostrado em reportagem do Fantástico, Leandro Nunes, ex-assessor de Livânia Farias, foi flagrado recebendo um repasse de dinheiro dentro de uma caixa de vinho que seria usado para pagar fornecedores de campanha.

A caixa foi entregue por Michele Louzzada Cardoso, que atuava juntamente com Daniel Gomes, líder da organização criminosa, conforme o Ministério Público. Desde 2016 até agora, o grupo teria desviado R$ 15 milhões pelo país.

A investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) levantou a suspeita de que o dinheiro entregue a Leandro Nunes era para a campanha eleitoral de 2018.
Leandro Nunes foi solto no início de março após um depoimento assumindo os fatos.

Terceira fase

O Ministério Público da Paraíba, por meio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), cumpriu mandado de busca e apreensão contra a secretária de administração da Paraíba, Livânia Farias, na terceira fase da Operação Calvário, no dia 14 de março.

Outras nove pessoas também são alvo de mandados de busca e apreensão em João Pessoa, Sousa e no Rio de Janeiro.

No dia 16 de março, a secretária de administração do Estado, Livânia Farias, foi presa, em João Pessoa, quando retornava de Belo Horizonte.

O mandado também incluiu o sequestro de dois bens da secretária, que seria um carro de luxo e uma casa no valor de R$400 mil, localizada na cidade de Sousa.

A ex-secretária de administração da Paraíba, Livânia Farias e outras cinco pessoas se tornaram réus na ação decorrente da Operação Calvário da Polícia Federal e do Ministério Público da Paraíba, no dia 9 de abril.

G1

 

FOTOS E VÍDEO: Na PB, Michele Bolsonaro encontra portador de doença rara; primeira-dama canta com jovem e sensibiliza a web

Fotos: reprodução/ instagram

Enquanto Jair Bolsonaro visitava o Museu do Holocausto, em Israel, Michelle Bolsonaro passou a terça-feira visitando projetos sociais na cidade de Campina Grande, na Paraíba, em sua primeira viagem oficial como primeira-dama. Entre tantos encontros, em um deles, em especial, ela não conseguiu segurar a emoção. Michelle foi às lágrimas com a história e a determinação do jovem Leryston Matheus, de 21 anos. Eles conversaram e cantaram juntos a música “Tudo É do pai”, de Padre Fabio de Melo. Leleu Matheus, como prefere ser chamado, sofre de uma doença rara, a Epidermólise bolhosa.

Em sua visita à cidade paraibana, a primeira-dama visitou centros de atendimento de crianças com microcefalia que têm convênio com o governo federal. Michelle teve a companhia da primeira-dama de Campina Grande, Michele Rodrigues.

Sempre envolvida em causas sociais, Michelle conversou com famílias e crianças com deficiências diversas. Em uma das imagens que chamou a atenção da web, a primeira-dama aparece abraçando o jovem que sofre de uma doença rara na pele. O registro, que não é uma ação inédita, sensibilizou milhões nas redes sociais.

Leryston Mateus, o Leleu guerreiro

Leleu tem 21 anos e começou um canal no Youtube há uma semana. Por lá, ele compartilha vídeos cantando, explicações sobre doenças raras e uma pequena apresentação de sua vida. O jovem tem mais de dez mil seguidores no Instagram e é um verdadeiro fenômeno das redes sociais.

Fã de futebol, em 2014 ele realizou o sonho de ir a um jogo em um estádio pela primeira vez. Leleu é torcedor do Treze, clube conhecido como o Galo da Borborema, um time de Campina Grande, na Paraíba. Na ocasião, ainda com 16 anos, ele disse:

“Como qualquer brasileiro sou doido por futebol, e umas das minhas paixões além da minha família e amigos, é o Treze. Um dos meus sonhos era ir ao estádio de futebol assistir uma partida do nosso Galão… e consegui realizar esse sonho. Sonho este que logo de cara na primeira partida, assisti a vitória do Galo contra o nosso maior rival na Paraíba. Para mim, além de ter realizado um dos meus sonhos, fiquei muito emocionado, pois como não tenho poder de locomoção e só escutava pelo som ou assistia na televisão, minha ida ao estádio foi uma grande vitória”.

Epidermólise bolhosa é uma doença rara e grave do tecido conjuntivo e ainda não tem cura. A enfermidade é caracteriza por uma sensibilidade acentuada na pele e na mucosa, com formação de bolhas.

O encontro entre Michelle Bolsonaro e Leleu aconteceu no Bairro do Alto Branco, quando a primeira dama e o Ministro da Cidadania Osmar Terra realizavam uma visita agendada a uma família assistida pelo programa Criança Feliz

Com informações do Extra – O Globo e Contigo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Teixeira disse:

    Parabéns primeira dama nota 1000000000 pra vc e que Deus te dê muita saúde e ao presidente também!

  2. Bento disse:

    Belo gesto é este exemplo que quero ver no meu Brasil. Parabéns primeira Dama

  3. Ivan disse:

    Apesar da excelente "representatividade" da deslumbrante Marcela Temer , acredito que, desde o período militar, o Brasil não tinha uma Primeira-Dama de primeira-linha!!!! Parabéns Bolsonaro!!!

  4. Ellen disse:

    blá blá blá

  5. Ceará-Mundão disse:

    Fantástica, a nossa primeira dama.

  6. raimundo disse:

    vai aparecer pessoas contra o ato humano dela

  7. marcus disse:

    Nossa primeira Dama é SHOW!

Adolescentes são apreendidos suspeitos de estuprar criança dentro de banheiro em escola particular em João Pessoa-PB; Polícia investiga mais vítimas de estupro e participação de ex-funcionário

Polícia investiga mais vítimas de estupro em banheiro de escola e ex-funcionário suspeito, na PB — Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

Três adolescentes foram apreendidos na manhã dessa segunda-feira (11) em João Pessoa suspeitos de estuprarem uma criança de oito anos dentro de uma escola particular. Segundo informações da Polícia Civil, as apreensões foram em decorrência de mandados judiciais após processo que tramita em segredo de justiça desde maio de 2018.

Dois adolescentes foram apreendidos nos bairros de Manaíra e Tambauzinho, em João Pessoa. Um terceiro adolescente foi apreendido no início da tarde desta segunda. Todos os apreendidos foram encaminhados para o Centro Educacional do Adolescente (CEA), no bairro de Mangabeira.

Em nota publicada em uma rede social, o Colégio Geo afirmou que “a partir do momento que tomou conhecimento da notícia, o Colégio GEO tem buscado junto ao poder público a apuração dos fatos. Em respeito à privacidade dos menores envolvidos, o procedimento tramita em segredo de justiça e no âmbito do Poder Judiciário. O colégio está empenhado no esclarecimento integral da verdade”.

De acordo com a delegada Roberta Neiva, gerente da seccional de João Pessoa, um quarto suspeito, alvo de um dos quatro mandados de busca e apreensão , não tinha sido localizado até as 15h40 desta segunda-feira.

“A família da criança, que tinha oito anos na época do caso, trouxe o caso até a polícia. O caso foi para o âmbito judiciário e foi determinada a apreensão dos quatro adolescentes envolvidos”, explicou Roberta Neiva.

Os adolescentes apreendidos têm idades entre 14 e 17 anos. A delegada explicou que eles devem responder pelo ato infracional semelhante ao crime de estupro. “Não temos conhecimento de outras denúncias envolvendo o quatro adolescentes”, relatou a delegada.

Até o início da tarde desta segunda-feira, o outro adolescente alvo do mandado judicial não tinha sido localizado.

Polícia investiga mais vítimas de estupro em banheiro de escola na PB; ex-funcionário é suspeito

A polícia já concluiu o inquérito sobre o estupro de duas crianças, dentro do banheiro de uma escola particular de João Pessoa, e investiga a violência sexual contra outras duas possíveis vítimas. O caso ganhou repercussão nesta segunda-feira (12), quando três adolescentes foram apreendidos suspeitos do ato infracional. Todas as vítimas são meninos de até 10 anos de idade.

Segundo a delegada Joana D’arc Sampaio, também foi confirmada a participação de um ex-funcionário da escola nos crimes. “Ele participava ativamente de alguns abusos e em outros ele dava cobertura apenas olhando o ato”, disse a delegada.

A investigação começou em maio de 2018, com a denúncia da primeira vítima. A segunda vítima foi identificada em dezembro de 2018 e confessou, em depoimento, que também participou dos abusos contra a primeira criança, conforme explicou a delegada.

Ainda de acordo com a delegada, o ex-funcionário – afastado em 2018 após as denúncias – e os adolescentes suspeitos de praticar a violência foram ouvidos ainda em maio de 2018. A delegada afirmou que uma das vítimas relatou que o zelador destravava as portas dos banheiros para praticar os abusos. O suspeito responde em liberdade, sob medidas cautelares da justiça.

Os abusos vieram à tona após a mãe de uma das vítimas receber um aviso da escola que comunicava que o filho dela estava indo com muita frequência ao banheiro. Além disso, a criança também passou a ter um “comportamento agressivo e também choroso”. “Em conversa com a mãe, a vítima contou sobre os abusos e a investigação foi iniciada”, disse a delegada.

Segundo o delegado da Infância e Juventude, Gustavo Carlleto, que está à frente do caso, dois inquéritos já foram concluídos, mas outros podem ser abertos caso apareçam novas vítimas.

Em nota publicada em uma rede social, o Colégio GEO afirmou que “a partir do momento que tomou conhecimento da notícia, o Colégio GEO tem buscado junto ao poder público a apuração dos fatos. Em respeito à privacidade dos menores envolvidos, o procedimento tramita em segredo de justiça e no âmbito do Poder Judiciário. O colégio está empenhado no esclarecimento integral da verdade”.

Três adolescentes foram apreendidos na segunda-feira (11), suspeitos de praticar os abusos. Até o início da tarde desta terça-feira (12), o quarto adolescente alvo do mandado judicial não tinha sido localizado.

“Já tem uma audiência marcada para uma data próxima, e diante dessa audiência possa ser que venha uma nova decisão do juiz sobre esse fato”, afirmou o delegado Carlleto.

G1

FOTO: Empresário suspeito de comandar quadrilha é preso em Bananeiras, PB

Empresário, acusado de chefiar quadrilha especializada em explosões de caixas eletrônicos, foi preso na cidade de Bananeiras, na Paraíba (Foto: Diogenes Fernandes/Polícia Civil)

O empresário Erivaldo Nascimento dos Santos, 39 anos, foi preso na madrugada desta quinta-feira (23) na cidade de Bananeiras, no Brejo paraibano. Ele é suspeito de liderar uma quadrilha especializada em explosões de caixas eletrônicos nos Estados da Paraíba e Pernambuco.

De acordo com informações da Polícia Civil, a prisão do empresário aconteceu após uma denúncia anônima e ocorreu num condomínio no distrito Chã de Lindolfo, zona rural de Bananeiras. Ele ainda tentou fugir pulando um muro e se machucou, mas acabou capturado pelos policiais. No momento em que foi capturado , o suspeito estava portando documentos falsos.

Ainda conforme a Polícia Civil, a suspeita é que o empresário estivesse planejando outro ataque a explosões de caixas eletrônicos na região paraibana. Ele vai responder pelos crimes de falsidade ideológica, associação criminosa, furto qualificado e roubo. Erivaldo Nascimento foi encaminhado para a Delegacia de Solânea, onde prestou depoimento e deve ser levado para a cadeia pública da cidade.

Erivaldo Nascimento dos Santos é suspeito de ser um dos líderes de uma quadrilha que explodia caixas eletrônicos na Paraíba e no Pernambuco e já havia tido o mandado de prisão expedido pela Justiça na quarta-feira (22). Ele é apontado como o dono de um arsenal que foi encontrado nas cidades de Queimadas e Barra de Santana, no mês de novembro do ano passado.

Na ocasião, a polícia apreendeu, munições, explosivos, máscaras de palhaços, seis fuzis, uma submetralhadora, cinco pistolas e nove coletes à prova de balas. Entre os explosivos, pelo menos 29 dinamites com detonadores estavam nos materiais.

Ainda conforme a Polícia Civil, o empresário Erivaldo Nascimento dos Santos, conhecido como “Neguinho do Gás”, atua em Campina Grande, no ramo de revenda de gás de cozinha e similares. A investigação já durava meses e após exames periciais ficou constatado que as armas apreendidas serviam a uma quadrilha que explodia caixas eletrônicos. Dentre os armamentos estavam fuzis de fabricação russa.

G1-PB

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ju disse:

    Empresário de que mesmo???

  2. sergio dias disse:

    Empresário é? Ta bom!!!!!!

Senadores de PE, PB, RN e CE querem definição sobre a conclusão da transposição

Foto:Marcos Oliveira/Agência Senado

 

Os senadores Garibaldi Filho e José Agripino falaram sobre a transposição do Rio São Francisco na noite dessa terça-feira (14), durante a sessão do Senado Federal. Enquanto Agripino fez uma retrospectiva das iniciativas que culminaram com a realização da obra, Garibaldi informou que integrantes das bancadas de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará estão agendando uma audiência com o ministro Helder Barbalho para cobrar definições a respeito da conclusão do eixo norte, que levará a água para o Rio Grande do Norte.

“A expectativa agora é muito grande de que a transposição venha a ter, no eixo norte, a velocidade devida. Essa expectativa é que, pelo menos no mês de dezembro, ocorra a chegada das águas ao Rio Grande do Norte. A reunião com o ministro Helder deverá ocorrer na terça ou quarta-feira da próxima semana”, antecipou Garibaldi Filho.

Já o senador José Agripino registrou que as águas do São Francisco acabarão com a sede de milhares de potiguares. Ele informou, por exemplo, que barragens importantes do Estado – como Itans e Gargalheiras – haviam secado. “Essa não é água para transpor do rio para fazer irrigação, é água para salvar vidas e salvar da aflição”, afirmou.

Agripino também lembrou que, em 1984, quando foi governador do RN, ele integrou uma comitiva organizada pelo então ministro Mário Andreazza para visitar distritos de irrigação decorrentes da transposição do Rio Colorado, nos Estados Unidos. “Ali tomou corpo a ideia da transposição do São Francisco”, lembrou. Depois, no governo Sarney, Aluízio Alves encomendou os primeiros estudos. Já na gestão FHC, foram contratados os primeiros projetos. No governo Lula foi feita a concorrência e iniciada a obra, agora em fase final de conclusão sob a presidência de Michel Temer.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. bate ferro disse:

    Senador Garibaldi é uma voz incansável que fala pelo Nordeste, e pelo RN. AÍ DE NÓS SEM ELE .

  2. M. D. R. disse:

    A definição é mais ADITIVO, mais serviços de quarta categoria, mais impostos, mais insegurança e mais prejuízo para classe proletariado.
    Não se esqueçam que 2018, temos ELEIÇÕES. Srs. DEPUTADOS, Srs. SENADORES, nós estamos atendendo com essas reformas que está pra vim.

Tribunal Regional Federal da 5ª Região: concurso para juiz com vagas no RN, AL, CE, PB, PE e SE

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região, que abrange os estados do Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe, abriu concurso para 85 vagas de juiz federal substituto. O salário é de R$ 23.997,18.

No site do Cespe, é possível ver o edital completo (aqui). Os candidatos devem ter nível superior em direito no mínimo há 3 anos e pelo menos 3 anos de atividade jurídica.

Com informações do G1-SP

Padre fazia orgia com menores em casa paroquial, regada à bebida alcoólica na PB, diz promotor

O Ministério Público da Paraíba (MPPB), através da Promotoria de Jacaraú, vai interrogar nesta quarta-feira (26), adolescentes que tiveram relações sexuais com o padre Adriano José, pároco de Jacaraú, no Litoral Norte do Estado. De acordo com o promotor Marinho Mendes, as orgias sexuais, que ocorriam dentro da casa paroquial e motéis, eram regadas à bebidas alcoólicas. A Arquidiocese da Paraíba confirmou que ele está suspenso de ordem, ou seja, impedido de realizar missas. O padre Jaildo Souto também teve às ordens suspensas suspeito de abuso sexual.

O promotor revelou que as investigações contra o padre Adriano José iniciaram em novembro de 2013, quando furtos foram registrados na casa do sacerdote. “Os menores suspeitos pelos crimes foram interrogados e daí eles revelaram que não roubaram, mas que receberam do padre após relações sexuais com ele”, disse Marinho Mendes.

Após depoimentos, o Ministério Público da Paraíba e a Polícia Civil abriram investigações e já confirmaram o envolvimento do padre Adriano José com 10 adolescentes. “Os rapazes entre 12 e 17 anos, disseram que recebiam entre R$ 50 e R$ 200 para se relacionar com o padre. Eles ainda disseram como ocorriam os encontros sexuais e as farras tanto na casa paroquial como em motéis da região. Os menores confirmaram que recebiam também presentes e sempre viajavam com o sacerdote”, comentou o promotor de Justiça.

O MP ainda disse que um material publicitário começou a circular na cidade denunciando o envolvimento do padre com rapazes menores de idade. O escândalo tomou proporção e o padre foi afastado das funções de sacerdote.

A Arquidiocese da Paraíba confirmou que o padre Jaildo Souto também foi afastado das funções eclesiástica suspeito de manter relações com um menor. Antes a entidade religiosa afirmada que o desligado do sacerdote era por motivo de saúde. Ele está suspenso de realizar missas e fazer batismo.

Padre Jaildo é investigado por abuso sexual na cidade de Pitimbú, Litoral Sul do estado. A Polícia Civil investiga o envolvimento dele com um rapaz, que hoje tem 21 anos, mas na época dos encontros sexuais o jovem tinha 15 anos.

Portal Correio UOL

Grupo potiguar ‘Arituba’ será TAP Partner na Paraíba

FOTO-ABDON-GOSSON-E-MARIO-CControlado pelo empresário e vice-presidente da ABAV/RN, Abdon Gosson, o grupo potiguar ‘Arituba’ irá construir a loja da TAP Air Portugal no estado da Paraíba, onde vai inaugurar nos próximos meses, na capital paraibana, uma loja “TAP PATNER”, – um modelo de negócios da companhia aérea portuguesa em que parceiros selecionados recebem formação especializada sobre os produtos da empresa.

O convite para ser parceiro da companhia em João Pessoa partiu do executivo Mário Carvalho, diretor da TAP para a América do Sul, que esteve em Natal na semana passada em reunião com o empresário potiguar.

Abdon Gosson, através do grupo Arituba, já é parceiro da voadora portuguesa no Rio Grande do Norte, desde 2011.

Segundo Abdon Gosson, a escolha do grupo Arituba para atuar no mercado paraibano como parceiro da TAP pode ser traduzida como o reconhecimento do trabalho sério que é desenvolvido há muitos anos por suas empresas.

“Estamos muito orgulhosos por nossa escolha para sermos os responsáveis pela chancela TAP na Paraíba”, assinala.

FOTOS: Na PB, marido ciumento acorrenta mulher grávida em casa por meses, vítima foge e suspeito é preso

NOT-por-ciume-marido-acorrenta-mulher-gravida-em-casa-ela-conseguiu-fugir-mas-ficou-perdida-por-10h1390474429_460_322Uma jovem grávida de 23 anos estava havia meses acorrentada dentro de casa na zona rural entre os municípios de Pilõezinhos e Serraria, a cerca de 150 km de João Pessoa (PB). Ela conseguiu escapar e ficou cerca de 10 horas perdida dentro de uma mata até ser encontrada. A mulher apontou o marido como o suspeito do cárcere e disse que ele afirmava ter ciúme dela.

Ela relatou à polícia que começou a se relacionar com o marido há um ano. Quando foram morar juntos, ele a acorrentou. Ela disse ter sido espancada, estuprada, acorrentada e teve os cabelos cortados. Por ciúme, ele dizia que ela tinha um amante. O suspeito ainda proibiu a vítima de se comunicar com a família.
por-ci-e-marido-acorrenta-mulher-grc-ida-em-casa-ela-conseguiu-fugir-mas-ficou-perdida-por-10h69ca2cc6f656cab21bd04e90bf88019c
A polícia conseguiu prender o suspeito após buscas. Ele foi detido em flagrante e indiciado por cárcere privado, estupro e lesão corporal.

A vítima não soube dizer há quantos meses estava acorrentada ou o tempo da gestação. Ela foi levada para um abrigo e deve receber atendimento médico e psicológico.

R7

Polícia desarticula na PB quadrilha internacional de tráfico de drogas com "negócios" no RN

As polícias Civil e Militar da Paraíba deflagraram, nesta segunda-feira (23), a Operação Prefixo, com o objetivo de desarticular uma organização internacional de tráfico de drogas, responsável pelo comércio de entorpecentes no Sertão paraibano e em outros estados brasileiros. A quadrilha era comandada pelo peruano Walmer Ramirez Campos, que usava o nome de Marco Antônio Chavarry Trujillo. Ele foi preso nesse sábado (21), em Fortaleza (CE).

De acordo com o superintendente da 3ª Região Integrada de Segurança Pública, delegado André Rabelo, esta é a primeira vez que a polícia judiciária estadual desarticula uma quadrilha internacional de tráfico de drogas. As investigações começaram em julho deste ano, quando foram presos alguns traficantes na cidade de Patos (PB), o que levou ao restante do grupo. Até o momento, 14 pessoas foram presas, 22 indiciadas, e a Polícia Civil continua os trabalhos para prender mais dois suspeitos.

Além das polícias Civil e Militar, participam da Operação Prefixo a Promotoria de Justiça da 6ª Vara da Comarca de Patos. Auxiliaram ainda nas investigações, a direção do presídio regional da cidade, com agentes penitenciários do GPOE.

Atuação da quadrilha– Segundo a polícia, a droga vinha da Bolívia e entrava pelos Estados do Acre ou pelo Mato Grosso, havendo uma alternância para dificultar o trabalho policial. O material era levado para Fortaleza, onde era distribuído para a Paraíba, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Maranhão, Acre, Piauí, São Paulo e Amazonas. Além dos estados citados, a droga ainda era fornecida para o Peru e a Espanha.

Walmer Ramirez Campos, conhecido por “Tony” ou “Gringo”, contava com a ajuda da mulher, Raquel Vieira de Lima. O casal administrava a distribuição de cocaína, crack e maconha do Ceará para o resto do Brasil. Os dois foram presos na rua Cidade Rio Branco, bairro Henrique Jorge, por policiais civis e militares do município de Patos, com auxílio de policiais civis do Ceará.

PB Agora via Assecom

Polícia Militar/PB abre concurso com 30 vagas; salários até R$ 5,1 mil

A Polícia Militar da Paraíba (PMPB) lançou concurso público que visa o preenchimento de 30 vagas de nível médio para o curso de formação de oficiais. Desse total, 25 chances estão destinadas ao sexo masculino e cinco a candidatas mulheres. A remuneração varia entre R$ 1.419,35 e R$ 5.156,20.

O concurso será dividido em três etapas, sendo elas: exame escrito (constituído por prova do Enem 2013), exames complementares e avaliação social. Segundo o edital de abertura, só serão considerados candidatos aqueles que se inscreverem nos exames complementares, que compreendem os exames psicológicos, de saúde e de aptidão física, a serem realizados nessa ordem, após a divulgação do resultado do Enem.

Interessados já podem se cadastrar pelo site www.pm.pb.gov.br, até 30 de setembro. A taxa de inscrição é de R$ 70.

O certame ainda exige, descalço e descoberto, altura mínima de 1,65m (masculino) e 1,60m (feminino), e idade entre 18 e 30 anos. O concurso tem validade de um mês, podendo ser prorrogado por igual período.

O curso de formação será ministrado em 2014 no Centro de Educação da Policia Militar do Estado da Paraíba – Academia de Policia Militar do Cabo Branco (Rua Dr. Francisco de Assis Veloso s/nº, Mangabeira VII na capital do estado), serão três anos letivos em tempo integral em regime de dedicação exclusiva.

CorreioWeb