VÍDEO: Carro com botijão de gás ao lado de cilindro em porta-malas explode em posto de combustíveis no interior do RN

Um carro explodiu na noite dessa quarta-feira(25) em um posto de combustíveis em Assú, distante cerca de 200 km de Natal. Na ocasião, o veículo havia sido abastecido com gás natural quando houve a explosão.Nota-se, também, a presença de um botijão de gás de cozinha no veículo, ao lado do cilindro. Por milagre, ninguém ficou ferido. Os danos foram apenas danos materiais. O registro é da TV Ponta Negra.

FOTO: Polícia Civil procura suspeitos de roubo de R$ 25 mil de posto de combustíveis em Pium, na Grande Natal

Foto: Montagem/Polícia Civil

A Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (DEFUR) pede ajuda da população, no envio de informações anônimas, para identificar quem são dois homens que aparecem em imagens de câmeras de segurança, durante um roubo cometido em um posto de combustíveis localizado em Pium, Parnamirim, no dia 02 de outubro de 2017.

Investigações da Especializada revelam que por volta das 2 horas, dois homens armados invadiram o estabelecimento comercial, localizado à Avenida Joaquim Patrício e renderam o vigilante. O grupo conseguiu arrombar o cofre e roubar R$ 25 mil.

As informações que possam ajudar a Polícia Civil a identificar os suspeitos que participaram do roubo possuem garantia de sigilo e devem ser enviadas para o Disque Denúncia, número 181.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama disse:

    Isso foi em 2017 e só agora a polícia tá procurando. A data tá correta??

Homens armados arrombam cofre de posto de combustíveis no interior do RN e fogem levando dinheiro

Bandidos armados arrombaram o cofre e levaram o dinheiro de um posto de combustíveis entre as cidades de Monte Alegre e Brejinho, no interior potiguar, por volta das 4h desta segunda-feira (13). De acordo com a Polícia Militar, informações iniciais dão conta que a quadrilha era composta entre cinco e oito homens, que chegaram em um Clio branco.

Na ação criminosa, o grupo rendeu os frentistas e recolheu os celulares dos funcionários. Logo após, dirigiu-se até o cofre, arrombando o objeto e tirando o apurado do estabelecimento.

Segundo a PM, na hora de fugir, os bandidos abandonaram o veículo em que chegaram e roubaram outro, de um cliente. O grupo seguiu em direção ao município de Brejinho. Ninguém foi preso. A quantia roubada não foi revelada.

Bando rende gerente, rouba malote em posto de combustíveis em Ipanguaçu-RN e troca tiros com a PM na manhã desta segunda; suspeito é baleado

Gerente rendido, roubo ousado, perseguição, troca de tiros e um assaltante baleado e preso. Este foi o saldo na manhã desta segunda-feira(25) de uma ação criminosa de bandidos armados a um posto de combustíveis em Ipanguaçu, na região Oeste potiguar.

Segundo a Polícia, após o roubo do malote o bando fugiu pela RN-118 para a cidade de Itajá,  abandonou o carro e e roubou um outro. No decorrer da fuga, houve perseguição, confronto entre policiais e os marginais, e um deles foi atingido. O restante do bando conseguiu fugir para dentro do mato.

Ainda segundo a Polícia, guarnições de cidades vizinhas foram encaminhadas para realização de cerco na região,  com objetivo de localizar e prender o restante da quadrilha.

Quanto ao baleado, o que sabe é que foi socorrido a um hospital da região, mas não se tem informação do seu estado.

 

Cofre de posto de combustíveis na Grande Natal foi alvo de bandidos durante a madrugada

Um cofre de um posto de combustíveis no bairro Rosa dos Ventos, em Parnamirim, na Grande Natal, por pouco, não foi levado por bandidos na madrugada desta quinta-feira (14). De acordo com a Polícia Militar, o objeto chegou a ser arrancado da área administrativa do posto, mas, misteriosamente, acabou abandonado sem ter sido aberto.

Segundo a PM, na ação criminosa, um frentista foi rendido, obrigado a tirar o macacão e trancado em uma sala. O grande mistério que cerca é entender o que fez os bandidos empreenderem fuga sem levar o cofre, após todo o trabalho.

FOTOS: Quadrilha tenta arrombar terminal 24 Horas em posto de combustíveis na Rota do Sol, na Zona Sul de Natal

Fotos: Foto: PMRN/Divulgação

Uma tentativa de arrombamento em um caixa eletrônico em um posto de combustíveis localizado na frente do estádio Frasqueirão, na Rota do Sol, na Zona Sul de Nata, foi registrada pela Polícia Militar.

Segundo a Polícia, os bandidos entraram pelo teto do estabelecimento, mas a ação foi frustrada graças ao patrulhamento da Polícia Militar, que chegou ao posto antes que os criminosos conseguissem violar o terminal. Em decorrência, os bandidos fugiram e deixaram para trás ferramentas, um cilindro de gás e um maçarico.

 

Bandidos amarram cofre de posto de combustíveis na Grande Natal em caminhonete, arrancam do chão e arrastam pela BR-101

Um trio armado invadiu um posto de combustíveis em Parnamirim, na Grande Natal, por volta das 3h desta quinta-feira (31), e levaram o cofre do estabelecimento. De acordo com a Polícia,  os homens renderam os frentistas, amarraram um cabo de aço no cofre e saíram arrastando com uma caminhonete Triton de cor preta.

Segundo a polícia, durante o anúncio do assalto e vitimas rendidas, o trio foi até cofre onde é depositado o apurado do posto e amarrou o objeto no carro com o cabo de aço, para arrancar do chão, onde ficava preso por uma base cimentada.

Na fuga, os assaltantes seguiram arrastando o cofre pela BR-101. Contudo,mais à frente, a estrutura se desprendeu e caiu na pista. O que restou ao trio foi abandonar o cofre sem levar nada.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. nasto disse:

    A policia prende, o juiz solta. Já é desestímulo para prender.

  2. Renato disse:

    O cara sair carregando um cofre grande, amarrado em uma caminhonete preta, na rodovia federal mais movimentada do Estado tem que ter uma certeza muito grande que não tem PRF trabalhando de madrugada, como deveriam, por aqui. E isso pq foi dentro da região metropolitana

    • carlos diniz disse:

      não tem PRF mesmo, e digo mais, uma vez vi um motorista de ônibus bêbado colocando o ônibus por cima dos carros e motos, liguei pra PRF 3x aqui na 226 e eles não fizeram nada, o onibus passou pelo posto deles ali depois da reta tabajara e estavam la as duas pajeros paradas, são uns preguiçosos e irresponsáveis!

    • Antonio Barbosa Santos disse:

      Eu queria saber de onde esse povo tira a ideia que polícia é onipresente.
      Se tivesse uma equipe da PRF em Parnamirim, teriam feito parecido em Canguaretama.
      Admiro quem não se envergonha por comentar besteira.

Fazendo reféns, quadrilha arromba cofre em posto de combustíveis no interior do RN e leva dinheiro

Pelo menos cinco homens armados invadiram um posto de combustíveis, na madrugada desta terça-feira (2), por volta das 3h, em Canguaretama, fizeram funcionários reféns e usaram um maçarico para arrombar um cofre do estabelecimento. De acordo com informações da 2° Companhia de Polícia Militar, no momento da ação criminosa, o posto estava funcionando.

Segundo a PM, os bandidos entraram na loja de conveniência do posto e abriram o cofre. Durante a fuga, usaram carros de passeio. Um dos carros, inclusive, foi encontrado abandonado em local ainda não revelado, em uma área de matagal. No automóvel foram encontradas luvas, máscaras, munições e explosivos. Não se tem informação, até o momento da publicação deste post, da quantia em dinheiro roubada.

Em nota, PF afirma que Sindipostos faz controle abusivo do mercado

Em seu comunicado oficial sobre a Operação Hefesto, a Polícia Federal afirma que o Sindipostos realizou manobra para evitar a entrada de concorrência no seguimento, e que o Sindicato faz controle abusivo dos preços do combustível, no mercado.

Confira:

Nas primeiras horas do dia, uma Força Tarefa coordenada pela Polícia Federal e apoiada pela Secretaria de Direito Econômico e Promotoria de Defesa do Consumidor, desencadeou a OPERAÇÃO HEFESTO, uma referência ao Deus do Fogo (mitologia grega).

O caso sob investigação teve início em dezembro de 2009 e refere-se à possível formação de cartel no mercado de revenda de combustível abrangendo o Município de Natal/RN.

A investigação se iniciou com a nota técnica da Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça, que é o órgão responsável pela investigação de infrações à ordem econômica, previstas na Lei 8.884/94, a qual elencou alguns fatores peculiares ao mercado varejista de combustível de Natal, a partir de dados coletados no Rio Grande do Norte no período de 2004 a 2009, que seriam indicativos de cartel, tais como:

(1) pouca oscilação da margem média de revenda;

(2) a margem de revenda do Município de Natal ser superior ao padrão da margem média observada para o Estado do Rio Grande do Norte – comportamento este inesperado para o maior município do Estado, que apresenta um maior número de agentes econômicos competindo;

(3) pouca dispersão de preços ao consumidor e

(4) existência de um mecanismo capaz de coordenar e monitorar, de forma permanente, as ações de uma grande quantidade de agentes econômicos atuantes no mercado de revenda, no caso, os sindicatos de revendedores de combustíveis.

Diante dos indícios verificados com relação ao mercado de revenda de Natal, a Secretaria de Direito Econômico também instaurou procedimento administrativo com intuito de apurar indícios de infração à ordem econômica.

Afora as constatações da SDE, a Polícia Federal também levou em conta o Estudo do Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor – Procon Natal, datado de 23 de julho de 2009, apontando que 94,2% dos postos de revenda de combustíveis haviam promovido aumento de preço no período pesquisado. O relatório indicou ainda que a diferença entre o maior e o menor preço da gasolina foi de 2%, a “menor diferença nos últimos 10 anos”.

Também pesou a forte mobilização da sociedade, bem como a atuação dos órgãos de defesa do consumidor, tendo culminado com a autuação de 24 postos de combustíveis da capital por parte do PROCON Estadual, justamente por ter se verificado um aumento abusivo de preços.

Com esses indicativos a Polícia Federal passou a observar e investigar o comportamento do SINDIPOSTOS e alguns de seus associados.

Verificou-se que em todas as oportunidades em que o SINDIPOSTOS foi questionado sobre elevação de preços, seus principais integrantes reuniam-se a fim de justificar o movimento de alta perante a sociedade (reuniões secretas em escritórios de advocacia).

Chegaram ao ponto de contratar uma agência de comunicação para divulgar ações que convencessem a população que a elevação do preço de combustíveis era a única alternativa.

Isso, aliado à padronização dos preços, demonstrou a intensa articulação coordenada pelo sindicato, haja vista também que em nenhum momento agiu com o mesmo ímpeto frente às distribuidoras a fim de obter melhores preços em favor dos associados (preferiram aumentar os valores cobrados do consumir a pressionar as distribuidoras para diminuir o preço de Tal política traz fortes indícios da conduta concertada, o famigerado cartel, que constitui crime contra a ordem econômica, previsto no artigo 4º, inciso I, alínea “a”, da Lei 8.137/90, ora investigado pela polícia federal e pelo ministério público estadual, cuja pena de reclusão é de 02 a 05 anos.

A conduta também constitui infração à ordem econômica prevista nos arts. 20 e 21, da lei 8.884/94, investigada pela SDE, e punível com as penas previstas nos arts. 23 e 24 da mesma lei, entre elas: multa, proibição de contratar com instituições financeiras oficiais, inscrição no cadastro nacional de defesa do consumidor e recomendação para que sejam suspensos ou negados incentivos e benefícios fiscais, penas estas que atingem tanto as pessoas físicas e como as pessoas jurídicas envolvidas na prática.

Durante a investigação constatou-se, da mesma forma, que os representantes do SINDIPOSTOS diversas vezes se reuniram e mantiveram contatos com o único intuito de articular formas e instrumentos de manter e/ ou aumentar a barreira à entrada de novos revendedores de combustível, que poderiam concorrer com os postos integrantes do suposto cartel. Esse comportamento é típico dos agentes econômicos integrantes do suposto cartel e indicativo do monitoramento sincronizado para exercer verdadeiro controle abusivo do mercado, tolhendo qualquer tentativa de entrada de novos concorrentes. Os envolvidos tentaram evitar a todo custo que algum dos supostos integrantes do cartel, por na suportar a concorrência, resolva abandonar os acordos firmados.

Como os acertos e conchavos decorrentes do cartel são naturalmente instáveis, o SINDIPOSTOS teria adotado uma estratégia de impor obstáculos a qualquer iniciativa que se propusesse a aumentar a concorrência no mercado, de forma a manter o domínio através do suposto cartel. Daí, a necessidade de se fazer uso dos mais diversos instrumentos de ação para buscar, de todas as maneiras, atrapalhar a livre iniciativa em favor da manutenção do controle.

Esta conduta de limitar e impedir a entrada de novos concorrentes é uma típica característica do crime de cartel, constituindo-se em mais um forte indício da existência do acordo ilícito entre os postos revendedores de Natal, coordenado pelo Sindicato.

Percebeu-se, inclusive, uma atuação ativa do Sindicato no fornecimento de informações distorcidas e falaciosas sobre o mercado de revenda de combustíveis para influenciar o Poder Legislativo local e impedir a aprovação do PL 411/2009, que permitiria nesta capital a instalação de postos de combustíveis em supermercados. O projeto de lei foi rejeitado.

Os indícios apurados através das investigações promovidas pela Polícia Federal, Ministério Público e SDE, somados à forma de atuação e de influência do SINDIPOSTOS, ao comportamento do mercado nos últimos anos comparado, o histórico levantado pelo PROCON local e à forte mobilização dos órgãos de defesa do consumidor e da sociedade forneceram suficiente embasamento para que o Poder Judiciário permitisse que hoje, dia 14/09/2011, fossem cumpridos 09 mandados judiciais de busca e apreensão, em diversos postos de gasolina e também na residência e no gabinete de um Vereador do Parlamento Municipal. A operação contou com a presença de 60 (sessenta) Policiais Federais, além de 20 (vinte) servidores da Secretaria de Direito Economico e da Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Natal.

Observações:

1. Cartel é a mais grave conduta de infração à ordem econômica, sendo caracterizado por um acordo entre concorrentes para principalmente, fixação de preços ou quotas de produção, margens de lucro ou de descontos, divisão de clientes e de mercados de atuação, etc. É crime contra a ordem econômica e objetiva eliminar a concorrência, prejudicando os consumidores, principalmente por causar aumento de preços.

2. Os cartéis de revendas de combustíveis em vários municípios de diversos Estados do país representam, hoje, aproximadamente um quinto do total das quase 500 investigações por infrações à ordem econômica em curso na SDE. Só nos anos de 2010 e 2011, foram enviados mais de oito processos administrativos com recomendação de condenação para o julgamento do CADE, sendo que, entre 2004 e 2008, o órgão condenou outros oito cartéis, em municípios espalhados por todo Brasil. Da atuação conjunta da SDE com as polícias e ministérios públicos resultou, ainda, mais um considerável número de processos criminais envolvendo pessoas ligadas a sindicatos e revendedores do setor.

Policia Federal fará coletiva hoje à tarde

A Polícia Federal concederá uma entrevista coletiva em sua sede,  às 15h,  para esclarecer detalhes sobre a Operação Hefesto, deflagrada agora pela manhã.

No total são 11 mandados de busca e apreensão que a Polícia Federal exerceu, abordando nove postos de combustíveis e também a casa e o Gabinete do vereador Enildo Alves.

A polícia em parceria com o Ministério Público investiga possível formação de cartel no mercado de combustíveis de Natal.

Vereador Enildo cancelou entrevista de ultima hora. Motivo: Virose

Hoje cedo havia uma entrevista agendada do Vereador Enildo Alves, em uma emissora de rádio, mas, de ultima hora o líder da Prefeita na Câmara entrou em contato com a rádio, alegando que não poderia participar do programa pois estava acometido de uma virose.

Cuidado pessoal, virose HEFESTO está na área!

Não houve mandado de busca no gabinete do Vereador Ney Jr

 Ao contrario do que foi divulgado extra-oficialmente, não houve qualquer contato dos agentes da Polícia Federal, com o gabinete do Vereador Ney Lopes Jr (DEM). A ação foi muito especifica, e na câmara teve somente um alvo.

 As ações dos policiais foram na casa e Gabinete do líder da Prefeita na Câmara, o vereador Enildo Alves.