VÍDEO: “Faz muito bem essa decisão de acabar com esse vergonhoso sorvedouro de dinheiro dos cidadãos”, diz Boris Casoy, sobre retirada de radares móveis

Foto: Reprodução/RedeTV

Um decreto assinado nessa quinta-feira (15) pelo presidente Jair Bolsonaro suspende o uso de radares móveis usados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em todo o país. A decisão vale até que seja concluída uma revisão das normas pelo Ministério da Infraestrutura. A PRF confirmou que todos os equipamentos serão recolhidos imediatamente. São três tipos desse tipo de radar: o estático, que fica sobre um suporte. Móvel, que é usado de uma viatura em movimento, e o portátil. Os fixos continuam multando e, nos próximos meses, 1.140 novos pardais devem ser instalados em todo país por causa de um acordo da União com o Ministério Público Federal. O presidente ainda tenta cancelar uma licitação para compra de outros 8 mil equipamentos.

“Atenção: são só os radares móveis e das estradas federais, das estaduais não. Os radares fixos continuam funcionando. Esses móveis são uteis,claro, punindo quem abusa da velocidade. Mas já há muitos anos tem servido também para alimentar uma indústria de multas. Apesar das denúncias, nenhum governo conseguiu acabar com essa violência contra os motoristas. Radares e guardas se escondem em moitas nas estradas e ai de quem não chega a um acordo. O presidente Bolsonaro faz muito bem em tomar essa decisão de acabar com esse vergonhoso sorvedouro de dinheiro dos cidadãos”, afirmou Boris Casoy no RedeTV News dessa quinta-feira (15).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. junin disse:

    E tambem de dar dinheiro a essas emissoras de televisao de uma via só!! é o que elas falam, só se tem a opiniao de seus jornalistas e ninguem pode dizer nada….!!!!

  2. Bosco disse:

    Que é vengonhoso todos sabemos. Mas não por que a opinião é desse desqualificado. Como não tenho memória curta, lembro muito bem desse lixo humano, humilhando a todos os garis brasileiros.

  3. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Todos os meses viajo 1000 km pelas estradas federais se me pararam 5 vezes nestes 45 anos foi muito.Precisa dizer mais alguma coisa?

  4. Antonio Turci disse:

    Só serve pra surrupiar o dinheiro do contribuinte e nada mais esses pardais.
    Parabéns Mito

  5. Antonio Turci disse:

    Isso mesmo, Bóris. Tem mesmo que retirar esses lixos de nossas rodovias. Todo apoio ao Presidente Bolsonaro para esta e outras faxinas que o Brasil está precisando.

Bolsonaro suspende uso de radares móveis em rodovias federais

Foto: Carolina Antunes/PR – 13.08.2019

O presidente Jair Bolsonaro suspendeu o uso de radares móveis nesta quinta-feira (15). A decisão foi publicada no DOU (Diário Oficial da União).

Segundo o texto, a medida tem como objetivo evitar o “desvirtuamento do caráter pedagógico e a utilização meramente arrecadatória dos instrumentos e equipamentos medidores de velocidade”.

O uso foi suspenso até que o Ministério da Infraestrutura faça uma reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade. Os radares são controlados pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), órgão do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A medida se aplica para radares estáticos, móveis e portáteis.

R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcelo disse:

    Votei nesse cara consciente do que poderia vir, foi so para estncar a roubalheira do PT, ele nao é burro, talves essas merdas sirvam para tirar a atenção, do que estão tratando nos poroes de Brasília.

  2. Nobre disse:

    VALEU MITO!!!
    lá na querida cidade de Currais Novos, tem um pardal desses embaixo do sinal da Sids TV.
    Não serve pra nada, so pra quem é dono comer o dinheiro do aluguel do governo Federal , e o pior é que nós brasileiros é quem paga a conta.
    Voto de novo na reeleição, depois em dr Moro, depois em dr Deltan, estamos feixado desde agora…
    PT ladrão nunca mais.

  3. Aroldo Pontes disse:

    Mais uma decisão acertada. Votei, minha família votou, as pessoas de bem que eu conheço votaram e eu votaria 1000 vezes se preciso fosse.

  4. Ustra disse:

    Tem que ter um esquerdinha revoltado pra falar asneira. Vai arranjar uma lavagem de roupa. Rsrsrs

    • A Favor do Brasil disse:

      Tem muito SEM NOÇÃO apoiador do maior SEM NOÇÃO desse país.

  5. Manoel disse:

    Parabéns presidente ! O mais engraçado é vê os petistas defenderem a indústria da multa.

  6. Marcos disse:

    Só faz merda!!! Cuidado pois agora é um dia sim, ou não.

Bolsonaro diz que vai acabar com radares móveis na semana que vem

Bolsonaro chegou de helicóptero a Pelotas para cumprir agenda. Foto:Marco Favero / Agencia RBS

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (12) que pretende acabar com os radares móveis no país já na semana que vem.

“A partir da semana que vem, não temos mais radares moveis no Brasil”, disse Bolsonaro. A declaração foi dada no evento de liberação de um trecho de 47 km e de duplicação da Rodovia BR-116, no Rio Grande do Sul.

Perguntado sobre como pretende colocar a medida em prática, Bolsonaro disse que “é só determinar à PRF que não use mais”, referindo-se à Polícia Rodoviária que atua nas estradas federais e está sob o comando do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Nas demais estradas, os aparelhos estão sob responsabilidade de estados e municípios.

“O radar é decisão minha, Presidente da República. É só determinar a PRF que não use mais e ponto final. Se alguém me provar que esse trabalho é bom, eu posso voltar atrás, mas todas as informações que eu tenho, inclusive dos caminhoneiros que botam na conta final do que você vai comprar no mercado o preço do trajeto que ele faz pra entregar a mercadoria, abusaram do sistema eletrônico de controle de velocidade no Brasil, virou caça-níquel”, afirmou.

Esta não é a primeira vez que Bolsonaro dá uma declaração do tipo. Em maio, ele havia dito que gostaria de acabar com este tipo de fiscalização em rodovias federais.

Impasse dos radares

A polêmica com a instalação e manutenção de radares no país começou em abril, quando o Ministério da Infraestrutura suspendeu a instalação de aparelhos que monitorariam 8 mil faixas em rodovias federais não concedidas à iniciativa privada após ordem de Bolsonaro.

Dez dias depois, a juíza Diana Wanderlei, da 5ª Vara Federal em Brasília, determinou que a União não poderia retirar radares eletrônicos, e que deveria renovar contratos com concessionárias para fornecer aparelhos cujos contratos estavam prestes a vencer.

No último dia 30, o governo firmou acordo com o Ministério Público Federal, se comprometendo a instalar 1.140 novos radares em rodovias federais não concedidas à iniciativa privada.

Com informações do Auto Esporte – G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. bolsonaro junior disse:

    Leiam a matéria na integra.

  2. Thor Silva disse:

    Não sou de acordo a acabar todos os radares, porém, há muitos em lugares desnecessários. Fui semana há duas semanas a Salvador, vi o tanto de radares desnecessários e em muitos pontos, chegando a engarrafar o trânsito.

  3. Victor pablo disse:

    Votei no bolsonaro. Mas isso eh um absurdo. Se o caminhoneiro ou o motorista nao quer ser multado pelo radar, EH SO RESPEITAR OS LIMITES DE VELOCIDADE. O sujeito andando dentro dos limites, impossivel ser multado.

    • Francisco Lima disse:

      Respeitar o limite de velocidade deveria ser da Indústria que fabrica. Como é que em um País o limite de velocidade das estradas é de 110km/h e a indústria fabrica carros que chegam a exorbitantes 260km/h, E aí? topas comprar essa briga?

  4. Papo_Reto disse:

    Isso é um retardado.