Política

José Adécio retorna a Assembleia Legislativa na próxima segunda-feira

Depois de reconquistar a vaga na Assembleia Legislativa, com uma liminar proferida na noite desta quinta-feira (24), pelo ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes, o democrata José Adécio tomará posse do cargo de deputado estadual na próxima segunda-feira (28).

Com o retorno do suplente José Adécio, o deputado Dibson Nasser (PSDB), mais uma vez, deixa o Legislativo – o tucano foi eleito, porém teve o mandato cassado por abuso do poder econômico pelo Tribunal Regional Eleitoral, mas tinha conseguido retornar ao cargo, também por decisão do TSE, há cerca de vinte dias.

O ministro Otávio Holanda votou pela recondução de Dibson ao cargo, já o ministro Gilmar Mendes, entendeu que o cargo deve ser assumido pelo suplente, José Adécio, ou seja,  durou pouco o mandato do tucano que chegou a exonerar todos os cargos do democrata. Agora, volta todo mundo, outra vez e, vamos aguardar as cenas do próximo capitulo.

A posse de José Adécio esta marcada para as 8h30, na sala da presidência da Assembleia Legislativa.

Com informações do Panorama Político

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Dibson Nasser assume mandato retirando todos os comissionados de José Adécio

O Diário Oficial desta quarta-feira (09) traz 33 atos de exonerações na Assembleia Legislativa. Os cargos comissionados que deixam hoje a Casa legislativa são do gabinete do ex-deputado José Adécio (DEM).

As exonerações foram assinadas pelo deputado Dibson Nasser (PSDB), titular do cargo, que conseguiu retornar a Assembleia Legislativa, por decisão liminar do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na semana passada. O Tucano assumiu o mandato retirando todos os indicados por Adécio e dando uma “cara nova” ao gabinete.

Opinião dos leitores

  1. Quando alguém quiser explicar qual a necessidade de um Deputado ter 33 Assessores estarei pronto para ler ou ouvir.
    O Deputado Kelps, que possui algum grau de moralidade, bem que poderia apresentar projeto limitando a 8, no máximo, o número de cargos no Gabinete de Suas Excelências.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Dibson Nasser: TRE notifica Assembleia Legislativa para empossar deputado

A assessoria de imprensa da Secretaria Judiciária do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, informou na manhã desta quarta-feira(2), que já foi encaminhado à Assembleia Legislativa, a notificação do Tribunal Superior Eleitoral sobre a decisão liminar proferida em favor do deputado Dibson Nasser que determina posse imediata na Casa Legislativa.

Dibson estava afastado do Legislativo há de mais de um ano, acusado de abuso do poder econômico. Para a vaga, assumiu o suplente, deputado José Adécio (DEM) que deverá deixar a Casa, após retorno de Dibson Nasser.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Dibson percorre interior para participar de convenções partidárias

O deputado estadual Dibson Nasser segue percorrendo o interior do estado para participar das convenções partidárias. Neste domingo (24), o parlamentar visitou quatro municípios para participar da homologação de candidaturas: Várzea, Santa Maria, Georgino Avelino e Poço Branco. O objetivo do parlamentar é manter a proximidade da realidade municipal e colaborar com a eleição de aliados em todas as cidades.

Em Várzea, o deputado estadual participou da convenção que homologou a candidatura de Pedro Sales à Prefeitura. Acompanhado por Valério, que é o candidato a vereador que terá seu apoio, Dibson Nasser comemorou a força que Pedro Sales tomou na região e acredita que o candidato terá chances de representar bem a oposição no município.

“Várzea é uma cidade importantena região Agreste e Pedro Sales é um homem que tem nossa confiança. O povo de Várzea tem uma excelente opção para a Prefeitura, assim como também tem uma ótima alternativa para a Câmara Municipal, que é o amigo Valério”, disse Dibson Nasser.

Em Santa Maria, Celina e Dequinho foram os escolhidos para ter o apoio de Dibson para os cargos de prefeita e vice, respectivamente. O deputado participou da convenção que homologou o nome de Celina e enalteceu a importância do desenvolvimento de Santa Maria para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte.

“Santa Maria é uma cidade que precisa acompanhar o ritmo de crescimento na região, e por isso a população deve escolher Celina na eleição deste ano. Tenho absoluta certeza que ela e Dequinho farão uma grande administração”, disse Dibson.

Para vereador de Santa Maria, Dibson vai apoiar Erivaldo. O deputado tem uma relação estreita com o candidato e ficou satisfeito com as propostas apresentadas pelo candidato. “Ele tem o espírito de quem quer fazer a diferença. Não quer vencer a eleição por vaidade pessoal, e sim para tentar colaborar na cidade. Tem meu total apoio”, garantiu o deputado. “Vou acompanhar a eleição em Santa Maria e torço pelo êxito de Celina, Dequinho e Erivaldo”, concluiu.

No município de Georgino Avelino, Dibson Nasser participou da convenção que definiu a candidatura de Edvaldo Bezerra à Prefeitura. O deputado garantiu apoio ao projeto de Edvaldo Bezerra, que terá Andressa como candidata a vice. “São nomes de respeito na cidade e que também apresentaram um projeto de governo que agradou nosso grupo. torço e acredito na eleição dos dois”, disse Dibson.

Para a eleição proporcional, o deputado confirmou o apoio à candidatura de George Bezerra. “É um político com ideias atuais e que vai desempenhar um bom papel no Legislativo de Georgino Avelino”, finalizou o deputado.

Finalizando a participação nas convenções durante o fim de semana, Dibson confirmou o apoio à reeleição do prefeito de Poço Branco, Maurício Menezes. O vice-presidente estadual do PSDB participou da convenção partidária que homologou a candidatura de Menezes e acredita em vitória convincente em outubro.

“A população sabe das dificuldades que as prefeituras de pequenas cidades tiveram durante os últimos quatro anos devido à queda na arrecadação do FPM, mas, apesar disso, o trabalho de Maurício Menezes em Poço Branco foi digno de elogios. Não tenho dúvidas de que a população aprovou e quer mais quatro anos com a atual gestão”, disse Dibson Nasser.

Na disputa para vereador, Dibson Nasser também confirmou o apoio à candidatura de Samuel Vítor. “É um aliado político em quem acreditamos bastante. Tem boas ideias, espírito jovem e vontade de trabalhar. Poço Branco vai ganhar muito com a eleição dele”, disse Dibson Nasser.

Para Dibson Nasser, a “maratona” de participação em convenções partidárias tem sido gratificante e é importante para que o deputado esteja cada vez mais próximo das realidades dos municípios. “A vida das pessoas ocorre nos municípios, e não nos Estados ou na União. Por isso é importante que saibamos tudo o que se passa na vida dos potiguares para, na medida do possível, possamos dar nossa contribuição na Assembleia Legislativa”, disse o deputado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Liminar suspende cassação do mandato de Dibson Nasser

A defesa de Dibson Nasser conseguiu no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma liminar que suspende a cassação do mandato do deputado Dibson Nasser.

Dibson Nasser é  acusado de abuso de poder político e econômico no pleito de 2010.

A relatora do TSE é a ministra FÁTIMA NANCY ANDRIGHI.

Mais detalhes da liminar só serão divulgados no Diário Oficial.

 

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Perícia comprova que procuração para ação contra Dibson Nasser foi falsificada

A informação acaba de vir da própria assessoria de imprensa do deputado estadual Dibson Nasser, alvo de uma votação que pode determinar a cassação de seu mandato no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que está parada por um pedido de vista, mas com uma votação desfavorável de 3 a 0.

Estudo realizado por peritos comprova que a procuração utilizada para advogado acionar a Justiça Eleitoral contra o deputado Dibson Nasser foi falsificada. A perícia confirmou o que havia sido pelo presidente estadual do PRB, Valdir Trindade, e rebateu a declaração do advogado Mauro Rebouças, que garantiu a legitimidade do documento. O laudo realizado acerca da autenticidade da procuração será juntado aos autos do processo que trata sobre a impugnação do mandatado do deputado na segunda-feira (16), onde a defesa do parlamentar solicitará a análise do documento por parte da polícia para a confirmação oficial do laudo.

Durante a semana, o presidente do PRB, Valdir Trindade, foi à imprensa denunciar a falsificação da procuração que supostamente daria poderes a advogado para acionar a Justiça contra Dibson Nasser. O próprio dirigente partidário disse que não havia, por parte do PRB, interesse em impugnação do mandato de Dibson Nasser porque a legenda sequer era coligada ao PSDB, partido do deputado eleito. “Se o PRB não participa da coligação, qual o interesse que o PRB teria nessa ação? Não há lógica”, disse.

No fim da tarde de ontem, o laudo pericial sobre o documento foi finalizado e confirmou a versão do dirigente partidário. O parecer técnico assinado pelo perito criminal e grafotécnico Antônio Mariano dos Santos Filho, aposentado da Coordenadoria de Criminalística do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), informou que o timbre utilizado na procuração falsa sequer é o mesmo utilizado pelo PRB nesse tipo de documentação. Além disso, na análise da assinatura do ex-presidente do PRB Jutahy Meneses e a assinatura qud conta na procuração, ficou confirmado que houve escaneamento e que a própria letra do ex-dirigente partidário mostra divergências que caracterizam que “que não foram lançadas na mesma época, ou seja, não há contemporaneidade entre ambas”.

“O documento é apócrifo, ou seja, não expressa a verdade, haja vista que a assinatura nele aposto, mesmo tendo filiação gráfica com o punho escritor de Jutay Meneses Gomes, foi transplantada através de escaneamento de um outro documento, remotamente expedido e não contemporâneo ao questionado”, disse o perito em seu laudo.

Sobre a declaração do advogado Mauro Rebouças, que supostamente “estranhou” o fato do partido ir à público negar a autoria da procuração somente após posicionamento de parte da Corte Eleitoral sobr eo processo, outro documento comprova que o PRB informou a falsificação à Justiça Eleitoral no dia 15 de fevereiro, onde o próprio Jutahy Meneses se coloca à disposição para confirmar que a assinatura não era dele. “Somente tomei conhecimento do uso indevido da minha assinatura em face das notícias de jornal referentes ao processo citado”, informou Jutahy Meneses no dia 15 de fevereiro.

De posse do laudo, o advogado Felipe Cortez confirmou que vai solicitar à Justiça Eleitoral que o estudo seja juntado ao processo para que a polícia analise a perícia realizada e, confirmando a fraude, a Corte extingua o processo. “Foi uma fraude e está comprovada. A procuração é falsa, assim como confirmaram os próprios dirigentes do PRB”, explicou o advogado, também reafirmando a improcedência da denúncia contra Dibson Nasser. “O próprio Ministério Público confirmou que não foi caracterizada irregularidade em Areia Branca, e as contas do deputado foram aprovadas sem ressalvas pelo próprio TRE. Acredito que a Justiça será feita”, completou o advogado.

“Estou muito tranquilo e confiante. Tive toda a prestação de contas aprovada pela Justiça e tenho convicção de que não cometi irregularidades na campanha. Respeito todo e qualquer posicionamento por parte da Justiça Eleitoral. Tenho convicção de que a Justiça vai observar que nosso mandato é legítimo, assim como os mais de 40 mil votos que recebi”, disse Dibson Nasser.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Advogado chuta o balde e desafia envolvidos na cassação de Dibson Nasser a fazerem acareação

Acusado de falsificar uma procuração do PRB para impetrar ação judicial que pede a cassação do deputado estadual Dibson Nasser (PSDB), o advogado Mauro Mendonça (PRB) disse ontem que o documento foi enviado para ele por e-mail pelo presidente estadual da sigla, Valdir Trindade, que o acusa de ter agido sem o crivo da legenda. Mauro contou que, um ano ano depois de entrar com a ação, se reuniu com Trindade, o ex-presidente estadual do PRB Juntay Meneses e o vereador Bispo Francisco de Assis (PSB) para tratar do assunto.

“Eu desafio Valdir Trindade, Juntay Meneses e Bispo Francisco de Assis para uma acareação. O partido sabia da ação judicial. Recebi a procuração por e-mail, enviado por Valdir, assim como ocorreu com todas as outras ações que impetrei pelo partido. Em outubro do ano passado, um ano após o início do processo, nos reunimos no Café São Braz, do Midway, eu, Juntay, Valir e o Bispo. Na ocasião, Juntay e Valdir me pediram para tirar a ação porque estariaprejudicando Bispo Francisco. Mas, o vereador disse que eu fizesse o meu trabalho”, contou o advogado.

Segundo Rebouças, a ação se deu depois que o diretório municipal do PRB de Areia Branca desconfiou da compra de votos por parte de um médico que fazia campanha para Dibson Nasser no município. “Depois que comprovamos a desconfiança em Areia Branca, percebemos que a totalidade de recursos da campanha do deputado vinha de funcionários da Câmara Municipal de Natal (CMN) – então presidida pelo vereador Dickson Nasser (PSB), pai do deputado. Vimos também que empresas contratadas pela Casa por licitação estavam prestando serviços à campanha dele”, explicou.

De acordo com o advogado, a ação não tinha interesse pessoal de prejudicar o deputado tucano. Ele destacou que o objetivo era denunciar o tipo de prática política utilizada por ele na eleição. “Poderia ser quem quer que fosse. Logo quando entrei com a ação, Juntay me dizia que eu era um sonhador, em querer cassar um deputado. O processo foi avançando e todos ficaram calados. Agora que três juízes votaram a favor, estão questionando. Por que não questionaram antes? Será que se os juízes tivessem sido contrários à ação estariam questionando? Sabemos quem está por trás desses questionamentos. Por isso agora estão com essa conversa mole”, afirmou.

Mendonça disse ainda que “Juntay e Valdir usam o partido para interesses próprios”.

Fonte: Diário de Natal

Do Blog: Em entrevista ao Jornal 96 no dia de ontem, o advogado Mauro Mendonça além de ter feito todas essas acusações, chegou a insinuar que o escritório de advogacia que estaria defendendo Dibson Nasser estaria usando de modos escusos para ganhar a causa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Tramóia na cassação de Dibsson Nascer

O PRB não ingressou com ação para a impugnação do mandato do deputado estadual Dibson Nasser (PSDB). A afirmação é do presidente estadual da legenda, Valdir Trindade dos Santos. De acordo com o dirigente partidário, a procuração da legenda delegando poderes a um advogado para ingressar com a ação é falsa e o partido já protocolou o comunicado ao Tribunal Regional Eleitoral, cassando a procuração e requerendo o prazo de 15 dias para a nomeação de novo advogado.

O documento em questão tem a assinatura do ex-presidente da legenda, Jutahy Meneses Gomes. No entanto, o próprio ex-presidente da legenda garante que não assinou nenhuma procuração e que a assinatura utilizada foi scaneada de outro documento. “Não assinei nenhuma procuração e essa que está no documento foi scaneada. Pegaram de outro documento que assinei enquanto fui diretor do partido. O documento não deveria ter valor legal”, garantiu Jutahy Meneses.

Na suposta procuração, que foi o que deu início ao processo, quem recebia a possibilidade de utilizar o nome do PRB para acionar a Justiça era o advogado Marlus César Rocha Xavier, residente em Mossoró. Porém, atualmente, quem está levando à frente o processo é o advogado Mauro Rebouças, que já deu declarações pública acerca da ação.

O atual presidente do PRB, Valdir Trindade, reafirmou o que disse Jutahy Meneses. Para o dirigente, houve má fé por parte de quem utilizou o nome do partido para a ação, uma vez que o PRB, de acordo com o próprio presidente, não tem interesse no caso. “O partido não está coligado com o PSDB, não temos absolutamente nenhum motivo para acionar a Justiça Eleitoral sobre esse caso. Quem o fez, fez sem o conssentimento do partido e agiu de má fé utilizando indevidamente o nome da legenda. Por isso já cancelamos a procuração e solicitamos, inclusive, a declaração de inexistência da ação”, explicou Valdir Trindade.

Tramita no TRE uma ação de impugnação de mandato eletivo que tem como autor o PRB. O Ministério Público já se posicionou contrariamente à cassação, mas três membros da Corte Eleitoral votaram pela perda do mandato. O processo está sob vistas e não há data para o retorno da matéria ao plenário. A Justiça permite que os juízes refaçam os votos até a proclamação do resultado final, o que geralmente ocorre quando novos elementos são apresentados durante os julgamentos.

Ficando comprovado esse tramóia neguinho tem que ir para cadeia!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Dibson Nasser pede solução para problemas em escola de Extremoz

Os professores da Escola Estadual Lígia Navarro, em Extremoz, estão preocupados com a escala de horários na instituição. De acordo com os servidores, faltam profissionais nas salas de aulas e pessoal para cumprir os serviços gerais. Buscando evitar possíveis interrupções nas aulas devido à falta de pessoal, os profissionais tiveram contato com o deputado estadual Dibson Nasser, que se comprometeu a intermediar uma solução para o problema junto à secretária de Educação do estado, Betânia Ramalho.

Em reunião na Assembleia Legislativa, os professores relataram a situação na escola, que já iniciou as aulas e recebe os alunos de Extremoz. Porém, alguns horários não puderam ser cumpridos por não haver professores suficientes. Na conversa com Dibson, os servidores pediram que o deputado colaborasse para que uma alternativa fosse encontrada rapidamente. De pronto, o deputado garantiu apoio aos professores.

“Fico satisfeito em ver que os professores seguem demonstrando preocupação a qualidade do ensino para os alunos, o que mostra que eles querem ajudar a desenvolver a sociedade através da Educação. O que eles querem é mais condição, e é um pleito justo. O que estiver ao meu alcance, eu farei”, disse Dibson Nasser.

O deputado estadual se comprometeu com os professores a relatar o problema à secretária de Educação e discutir qual a alternativa que pode ser tomada para solucionar o problema. “Confio que o problema será sanado e não haverá prejuízo para professores e, principalmente, aos alunos”, afirmou o deputado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *