Polícia Rodoviária inicia Operação Semana Santa em todo o país

Valter Campanato /Agência Brasil

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou na madrugada de hoje (29) a Operação Semana Santa, que vai reforçar o policiamento ostensivo e preventivo em todo o Brasil até domingo (1º). A ação conta com todo o efetivo da corporação e vai dar prioridade aos locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade. Serão utilizados 250 radares, 1.824 etilômetros (bafômetros), 484 motocicletas e 1.398 viaturas.

Para garantir proteção aos passageiros, a equipe de agentes vai moderar o tráfego de veículos de carga nas rodovias, em horários de circulação mais intensa, e aumentar o monitoramento, observando se motoristas estão alcoolizados ou se utilizam o cinto de segurança.

Para que os condutores se percebam como responsáveis em caso de acidentes e estejam conscientes de ações capazes de reduzi-los, a polícia rodoviária também vai implementar ações de educação no trânsito. O foco será nos comportamentos de risco, como excesso de velocidade, dirigir alcoolizado, ultrapassagens indevidas, falta do uso de cinto de segurança e do uso das cadeirinhas adequadas para o transporte de crianças.

Na Semana Santa do ano passado, a PRF registrou 1.091 acidentes, 82 mortos e 1.107 feridos em rodovias federais. A operação também contabilizou 47,7 mil infrações de trânsito, 60 mil flagrantes de excesso de velocidade. Na ocasião, 5,8 mil motoristas foram autuados por ultrapassar em locais proibidos e orientações foram repassadas para 42,2 pessoas.

Orientação aos motoristas

Entre as atitudes que levam a um trânsito mais seguro, a PRF destaca o planejamento da viagem, quando o motorista toma a iniciativa de se antecipar quanto à distância que irá percorrer e buscar se informar sobre pontos em que poderá parar para descansar, postos de gasolina e restaurantes na região e pesquisar a previsão do tempo para os dias de viagem.

O ideal é que as pausas ocorram a cada três horas. É prudente que se cumpra esse intervalo porque quem dirige por muitas horas fica sujeito ao fenômeno da “hipnose rodoviária”, na qual, embora a pessoa se mantenha os olhos abertos, a percepção da realidade e a resposta corporal a eventos à sua volta ficam comprometidas.

É importante também que o motorista verifique se está portando toda a sua documentação pessoal e também do veículo e assegurar que todo o mecanismo do veículo está em bom estado. Os faróis, por exemplo, devem reluzir de forma que o veículo ilumine a pista e possa também ser visto por outros veículos. O conjunto de pneus deve estar calibrado e o motor, revisado, com óleo e nível de água do radiador em dia.

Outra instrução da PRF é não esquecer de checar se equipamentos de porte obrigatório – sobretudo pneu estepe, macaco, triângulo e chave de roda – estão dentro do veículo, além de examinar as condições dos limpadores de para-brisa, úteis na visibilidade da pista.

Agência Brasil

Operação Verão termina com menos ocorrências

Por interino

Foram divulgados na manhã desta quarta-feira (29) os dados da Operação Verão 2012 promovida pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte (SESED) em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Civil, Polícia Militar (PM), Corpo de Bombeiros Militar (CBM/RN), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU/RN), Guarda Municipal do Natal (GMN), Defesa Civil do Rio Grande do Norte, Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte S/A (EMPARN), Companhia de Águas e Esgotos do RN (CAERN) e a Cruz Vermelha.

A ação começou no dia 16/12 do ano passado sendo finalizada no dia 27/02, onde foram utilizados 800 policiais militares nas praias divididos em dois turnos, onde 100 estavam em motocicletas, 50 em quadriciclos, além de 10 picapes 4×4 que auxiliaram no patrulhamento dos Litorais Sul e Norte. Segundo o secretário da SESED, Aldair da Rocha, os números positivos são fruto do trabalho realizado nesse período. “Hoje não é dia de festa, não é comemoração, nós estamos apenas apresentando o trabalho realizado na Operação Verão. É o resultado do trabalho da polícia, dos órgãos da segurança pública e de nossos voluntários”, disse o Secretário.

O superintendente da PRF, inspetor Rosemberg Alves de Medeiros, informou que em 2012 a PRF contou com a parceria com a Polícia Rodoviária Estadual e Semob, para a realização da Operação Rodovida com foco principal na direção veicular com gestão de álcool. De acordo com o superintendente, em dezembro de 2011 a frota de veículos do RN é de 862.335 unidades, o que representa um aumento de 18% na frota que era de 731.263 em 2010. Foram registrados 804 acidentes nas estradas estaduais, contra 866 no ano passado, representando uma diminuição de 9% nos acidentes nas BRs. Outro número que caiu expressivamente foi o de mortes nas estradas, registrando 33 em 2012, contra 51 em 2011, resultando em uma diminuição de 35%.

“A Polícia ficou mais rigorosa durante as abordagens, porém não fazemos apenas o trabalho nas estradas, procuramos sempre realizar o trabalho de conscientização no sentido de coibir o uso do álcool ao volante”, explica o inspetor Rosenberg Alves.

O rigor das abordagens refletiu no número de pessoas autuadas, que foi de 11.206, sendo 101% a mais que em 2011, onde o número registrado foi de 5.566. Já os autos de embriaguez registraram um aumento de 127% com 530 pessoas autuadas, sendo 297 pessoas a mais que no ano passado, onde 185 foram presas por embriaguez, registrando um aumento de 92% em relação a 2011, que registrou 96 prisões. Os números das prisões por outras ocorrências foi de 385, registrando um aumento de 65% em relação ao ano passado, onde este número foi de 232.

Seguido do supervisor da PRF, o coordenador geral do Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Luiz Roberto Fonseca, parabenizou a SESED pela “iniciativa e apoio e a atitude não mais permissível em favor da vida”, onde ele informou que houve uma redução de 60% nas ocorrências, o que não acontecia a seis anos no SAMU. O supervisor corroborou ainda explicando que desde que as blitzen começaram a ocorrer na segunda semana da Operação Verão, o número de mortes foi zero.

O policiamento registrou na Operação Verão deste ano um número de atendimentos ao público de 16.957 pessoas, atendimento de 5% a mais que em 2011, onde 16.138 pessoas foram atendidas. Os municípios que registraram diminuição nas ocorrências foram: São Gonçalo do Amarante, que registrou uma diminuição de 1,2% das ocorrências em relação ao ano passado (751 contra 760); Vera Cruz, que teve uma queda de 2,6% em relação a 2011 (37 contra 38); e São José de Mipibu, que registrou a maior diminuição no número de ocorrências que foi de 5,7% (333 em 2012 contra 353 no ano passado). Outros números que também caíram foram os de roubo a pessoa, que registrou 961 ocorrências contra 996, registrando uma queda 3,5%; e o tipo de ocorrência “vias de fato”, onde são consideradas discussões e brigas, que registraram uma queda de 13,7% com números de 734 neste ano contra 851 em 2011.

Em relação às estradas litorâneas foram realizadas 8.500 abordagens a carros, onde 10 foram pegos na Lei Seca, 442 tiveram lavrados o auto de constatação, 141 pessoas foram presas em flagrante e 583 Carteiras de Habilitação (CNHs) foram apreendidas. Já 2.200 motocicletas foram abordadas, onde cinco foram pegos na Lei Seca, 82 tiveram lavrados os autos de constatação, 161 motos foram recolhidas e 33 carteiras de habilitação foram confiscadas. A operação resultou na diminuição de 7% das ocorrências de trânsito, onde foi registrado neste ano 2.277 ocorrências, 7% a menos que em 2011 que marcou 2.449.

A Polícia Civil também participou ativamente da Operação Verão, onde instalou delegacias nas praias de Pitangui (Litoral Norte), Pirangi (Litoral Sul), Tibau e Pipa sem prejudicar o atendimento nas demais delegacias da Capital. Já os números de boletins de ocorrência foram de 621, divididos em 252 para Região Metropolitana e 369 para o interior do Estado. As prisões em flagrante foram 149, onde na Região Metropolitana a polícia prendeu 57 pessoas e no interior 92.

Já o Corpo de Bombeiros utilizou um efetivo de 90 pessoas divididas em 60 guarda vidas na Região Metropolitana, 20 no Oeste do estado e mais 10 na Região do Seridó. A grande novidade ficou pelo patrulhamento dos açudes e barragens, além das praias que habitualmente recebem o efetivo. Foram instalados postos fixos nas praias de Búzios, Ponta Negra, Redinha Nova (Região Metropolitana) e também nas praias de Manuelas e Ceará (Região Oeste). Na região Seridó, os guarda vidas se estabeleceram nos açudes Itans, em Caicó; Gargalheiras, em Acari; e na barragem do Boqueirão, em Parelhas, além do patrulhamento móvel nas demais áreas. Foram utilizadas sete viaturas, seis embarcações – cinco botes infláveis e um barco de alumínio –, seis quadriciclos e o apoio do helicóptero Potiguar I. O Corpo de Bombeiros realizou um total de 86 salvamentos. E o Instituto Técnico Científico de Polícia (ITEP) registrou uma redução de 8% no número de homicídios no estado, que registrou 164 este ano contra 179 em 2011.

E com ajuda da Cruz Vermelha foram realizados a Campanha Praia Segura nas regiões Metropolitana, Oeste e Seridó do RN; nas praias foram feitas a ação Criança a Vistas, onde 10.783 crianças foram identificadas. Outra ação bastante elogiada pelo público foi o Alcance Preventivo, em que voluntários, com o apoio de um salva vidas, orientaram 74.385 pessoas sobre os locais ideais para banho nas praias de todo o litoral. E como última ação realizada, o projeto o Turista Legal realizou visitas em 200 locais de concentração turística para orientar as pessoas sobre os locais mais seguros para banho e, desta forma, evitar possíveis acidentes nas praias.

Operação Fim de Ano: PRF registra redução de 30% nas mortes em rodovias federais

A Polícia Rodoviária Federal encerrou, à meia noite desta segunda-feira (2), a operação Fim de Ano. Nos dezessete dias da ação especial, foram registrados 196 acidentes, 96 feridos e 10 mortes. No mesmo período do ano passado foram registrados 214 acidentes, com 101 feridos e 13 mortos. A redução de 30% no número de mortos e de 4% no de acidentes na comparação dos dois períodos reflete a atuação em conjunto das polícias rodoviária federal e militar

A PRF ressalta que os órgãos intensificaram o combate aos principais fatores de risco para a segurança do trânsito: a embriaguez ao volante; o excesso de velocidade; as ultrapassagens indevidas e as irregularidades na condução de motocicletas. Desde o dia 16, um conjunto de ações preventivas foi aplicado para a redução de acidentes e suas vítimas, seguindo o que estabelece a Operação Rodovida.

Neste último final de semana, entre sexta-feira (30/12) e domingo (01/01), foram registrados 30 acidentes, com 15 feridos e um morto. No mesmo período do ano passado foram 33 os acidentes, com 22 feridos e um morto.

Os acidentes com motocicleta estiveram na frente das estatísticas, nesse final de semana. Foram 13 acidentes do total de trinta, sendo um deles o único com vítima fatal no período, registrado em Pau dos Ferros, após uma colisão frontal entre motocicleta e uma Saveirio. A vítima foi identificada como Alison de Souza Dantas, de 21 anos.

Ainda segundo a Polícia Rodoviária Federal, a BR 101 mais uma vez registrou o maior número de acidentes entre sexta e domingo, sendo 16 ocorrências. A BR 304, por sua vez, teve sete acidentes. Atuando no fator de risco velocidade excessiva, a PRF flagrou 696 veículos acima da velocidade permitida para a via. No combate à embriaguez ao volante, o órgão aplicou 254 testes, com 24 condutores autuados, dos quais nove foram presos por dirigirem sob efeito de álcool acima do permitido em lei.