Recolhimento de ICMS cresce 17% em setembro e RN tem melhor arrecadação do ano, com R$ 540 milhões

A arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e Comunicação (ICMS) no Rio Grande do Norte bateu recorde em setembro. Foram recolhidos no mês R$ 540 milhões, o maior montante já arrecadado este ano e que representa um crescimento de 17% em relação a setembro de 2019 e 7,2% em comparação com o mês anterior. Esse resultado elevou a arrecadação geral do estado que atingiu um volume de R$ 565 milhões no nono mês do ano – um aumento de 15% no comparativo com o mesmo período do ano passado e incremento de R$ R$ 73,8 milhões.

As receitas totais próprias são compostas pelo ICMS principalmente e também pelo Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCD). Apesar de o IPVA ter apresentado uma leve redução, já que o recolhimento fica basicamente vinculado ao calendário de parcelamento, a elevada arrecadação do ICMS compensou qualquer resultado negativo.

Em relação ao mês anterior – agosto de 2020 – o aumento de ICMS também foi significativo. Foi registrado um aumento de 7,2% de um mês para outro, o que equivale a um adicional nominal de R$ 36,5 milhões, já que no mês anterior o recolhimento desse imposto ficou em R$ 504 milhões. Por consequência, também houve uma alta de 5,6% na arrecadação total entre agosto e setembro, uma vez que os valores subiram de R$ 535 milhões para R$ 565 milhões em 30 dias.

Essas são as principais informações contidas na 12ª edição do Boletim Mensal de Atividades Econômicas, divulgada nesta sexta-feira (9) pela Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN). O informativo é mensal e traz dados sobre os principais indicadores da evolução da economia potiguar. O material pode ser conferido na íntegra no site www.set.rn.gov.br/.

Reaquecimento

O informativo comprova o aquecimento da economia potiguar ao medir os valores que são negociados por dia pelas empresas do estado. E em setembro o valor da média diária de transações superou os R$ 328 milhões. Isso significa que, a cada dia de setembro, os empreendedores realizaram 947 mil operações diárias de vendas que chegam a esse valor médio. Em setembro do ano passado, a média diária de operações foi um pouco maior: 998 mil operações feitas por dia.

Esse aquecimento demonstra um ritmo de recuperação da atividade econômica no RN. O bom desempenho em setembro representa evolução da retomada de crescimento de receitas que vem sendo registrada desde julho, quando houve um aumento 8,1% em relação a 2019. Esse é um avanço importante na comparação mensal desde março deste ano.

Setores econômicos

O crescimento na arrecadação de ICMS foi puxado notadamente pelo comércio varejista, que cresceu e teve um incremento de um mês para outro de R$ 19 milhões (um aumento de 17%), e pelo setor de combustíveis, que registrou uma ampliação de 20,7% e um acréscimo mensal de R$ 16,6 milhões. Os demais segmentos se mantiveram praticamente estáveis, com exceção do setor atacadista, que apresentou leve queda de 3,4%, após sucessivos crescimentos de arrecadação.

Mas na comparação com setembro do ano passado, a variação na arrecadação de ICMS no período foi impulsionada pelo incremento nos setores atacadista, varejista e da indústria de transformação, com respectivamente 30,44% (incremento de R$ 25 milhões), 49% (incremento de R$ 43,8 milhões) e 57,03% (incremento de R$ 26,4 milhões). O crescimento destes setores compensou o decréscimo nos setores primário e secundário de Combustíveis, que somados apresentaram, neste mesmo período, uma queda de 33,9% (R$ 12,5 milhões).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciano disse:

    Graças ao auxílio emergencial do governo Bolsonaro, o povo teve dinheiro pra comprar comida.

  2. Manoel disse:

    É gópi! Pague os atrasados Fátima!

  3. GCF disse:

    Parte dessa arrecadação pode ser devido a demanda reprimida dos meses anteriores. Esperemos que a economia tenha recuperação sólida e constante ou crescente daqui em diante.

Homem é preso acusado de atear fogo em carro para receber seguro e causar o maior incêndio do ano em Petrópolis – RJ

Foto: Divulgação Polícia Civil

Um homem foi preso em flagrante por policiais da 106ª DP (Itaipava) acusado de causar um incêndio, ainda não controlado, que já destruiu 10 mil metros quadrados de área florestal em Araras, Petrópolis, na Região Serrana. De acordo com o delegado titular da unidade, João Valentim, o preso é suspeito de atear fogo no próprio carro para ficar com o dinheiro do seguro.

Na segunda-feira, ele foi à delegacia para registrar o roubo de seu veículo e, segundo o delegado, apresentou uma versão que gerou desconfiança. Ao investigar o caso, os investigadores foram informados de que o incêndio de grandes proporções na mata teve como causa um veículo incendiado. O detido havia ateado fogo no carro na Estrada Almirante Paulo Meira, Vale das Videiras, após comprar um galão com combustível em um posto no município de Três Rios. Imagens das câmeras de segurança mostram o suspeito no local.

A investigação apontou que o suspeito tinha como objetivo receber o valor do seguro do veículo com um sinistro, que na verdade não ocorreu, e foi o autor do de um dano ambiental de grandes proporções. Segundo a Polícia Civil, trata-se do maior incêndio registrado em Petrópolis no ano de 2020, atestado por laudo pericial.

O preso foi autuado por tentativa de estelionato e por delito de incêndio e encaminhado para a audiência de custódia.

O Globo

France Football cancela edição da Bola de Ouro de 2020 para melhor jogador do mundo no ano: ‘muito pouco para avaliar e julgar’

Foto: Reprodução

A revista France Football anunciou na manhã desta segunda-feira que não vai dar a Bola de Ouro em 2020 aos melhores jogadores de futebol do mundo, nas categorias masculino, feminino, goleiro e sub-21. Em comunicado publicado em seu site, a organizadora da premiação criada em 1956 para indicar o destaque ao fim de cada ano justificou que a interrupção do calendário de disputas entre março e maio e as mudanças nas regras afetam a credibilidade e legitimidade da eleição.

Enquanto isso, a Fifa não tem planos de cancelar o The Best, prêmio dado aos melhores da temporada. Consultadas nesta segunda-feira pela reportagem do GloboEsporte.com, fontes da entidade só reafirmaram a decisão de não realizar a festa de entrega dos troféus de maneira presencial, conforme anunciou em maio passado – em 2019, organizou a cerimônia em setembro.

“Acreditamos que um ano tão único não pode – e não deve – ser tratado como um ano comum”

– No nível esportivo, apenas dois meses (janeiro e fevereiro), dos 11 geralmente necessários para formar uma opinião e decidir entre os melhores, é muito pouco para avaliar e julgar, uma vez que os outros jogos ocorreram – ou ocorrerão – em outras condições (portões fechados, cinco substituições, quartas de final da Liga dos Campeões em uma única partida) que estão muito longe do panorama usual. Essa escolha “não nos encanta”, mas tem como objetivo proteger a credibilidade e legitimidade de tal prêmio – diz o comunicado da revista.

Apesar de não eleger os melhores do ano em cada uma das quatro categorias principais, pela primeira vez no masculino desde 1956, a France Football vai organizar a votação com 180 jurados para a seleção dos 11 jogadores que se destacaram em suas posições, incluindo a revelação de 2020.

– Nestes tempos turbulentos, fazer uma pausa é um luxo e uma necessidade inestimável, para que o futebol, como um todo, recupere o andamento e o momento, da paixão e da emoção. Que a bola doure…

Em dezembro de 2019, Messi recebeu sua sexta Bola de Ouro, o que lhe deixou como recordista da premiação, com uma a mais do que o português Cristiano Ronaldo – o troféu foi unificado com o Fifa The Best entre 2010 e 2015.

Ano passado, a americana Rapinoe ganhou na categoria feminina, o goleiro Alisson levou o Troféu Yashin, e o holandês De Ligt, então do Ajax, agora na Juventus, foi premiado com o Troféu Kopa de melhor sub-21.

Todos os vencedores da história da Bola de Ouro:

1º: Messi (2009, 2010, 2011, 2012, 2015 e 2019) : 6

2º: Cristiano Ronaldo (2008, 2013, 2014, 2016 e 2017): 5

3º: Cruijff (1971, 1973 e 1974), Platini (1983, 1984 e 1985) e Van Basten (1988, 1989 e 1992): 3

6º: Di Stéfano (1957 e 1959), Beckenbauer (1972 e 1976), Keegan (1978 e 1979), Rummenigge (1980 e 1981) e Ronaldo (1997 e 2002): 2

11º: Stanley Matthews (1956), Kopa (1958), Luis Suárez (1960), Sivori (1961), Masopust (1962), Yashin (1963), Denis Law (1964), Eusébio (1965), Bobby Charlton (1966), Flórián Albert (1967), George Best (1968), Gianni Rivera (1969), Gerd Müller (1970), Oleg Blokhin (1975), Allan Simonsen (1977), Paolo Rossi (1982), Igor Belanov (1986), Gullit (1987), Matthäus (1990), Papin (1991), Baggio (1993), Stoichkov (1994), Weah (1995), Sammer (1996), Zidane (1998), Rivaldo (1999), Figo (2000), Owen (2001), Nedved (2003), Shevchenko (2004), Ronaldinho Gaúcho (2005), Cannavaro (2006), Kaká (2007) e Modric (2018): 1

Globo Esporte

 

Boninho cogita 2º BBB no ano: depende de Tiago Leifert e patrocinadores

Foto: (Reprodução/Globo)

Na manhã que sucedeu a final do “BBB” 20, Boninho publicou um vídeo de agradecimento ao público em suas redes sociais e deixou no ar a possibilidade da próxima edição do programa acontecer em setembro. Na postagem, o diretor disse aos fãs que pedissem a antecipação da data para os patrocinadores do reality e para o apresentador Tiago Leifert.

Durante a final, que sagrou Thelma campeã, Tiago chegou a responder uma provocação da direção sobre um nova edição programa em setembro enquanto anunciava a abertura das incrições para o “BBB” 21. No entanto, com bom humor, ele logo descartou a possibilidade e disse que via o público de novo em janeiro do ano que vem.

Patrícia Kogut – O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fernando Mendes disse:

    Pelo amor se Deus BBB Nãoooooooooo

  2. OSORIO SAMPAIO disse:

    QUAL CANAL, NUNCA OUVIR FALA, ASSISTIR QUEM QUÊ.

  3. Breno disse:

    Programa anticultural; escória da tv brasileira; lixo puro!

  4. Djalma disse:

    Meu Deus, é como duas corona…..

  5. Ojuara disse:

    Mais merda na cara dos que gostam.

  6. santa Cruz disse:

    O povo Brasileiro não suporta um programa de quinta categoria deste. Isso é desserviço a cultura do Brasil. Pobres povos de espirito limitado , que dá audiência a um programa lixo deste tipo.

  7. N.A. disse:

    Ninguém merece um programa merda desse 2 vezes ao ano.🤮🤮🤮🤮

ALERTA: Brasil terá 625 mil novos casos de câncer por ano até 2022, diz Inca

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O Brasil deve registrar cerca de 625 mil novos casos de câncer por ano de 2020 a 2022. A estimativa foi divulgada nesta terça-feira (4) pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca). Somente entre a população infantojuvenil são esperados 8.460 novos casos por ano no mesmo período.

A publicação Estimativa de Incidência de Câncer no Brasil mostra que o câncer de pele não melanoma deve permanecer como o mais incidente, com a expectativa de 177 mil novos casos por ano. Em seguida, está com o câncer de mama próstata, com 66 mil casos cada; cólon e reto, com 41 mil casos; traquéia, brônquio e pulmão, com 30 mil; e, estômago, com 21 mil.

De acordo com Inca, o Brasil apresenta um declínio dos tipos de câncer associados a condições socioeconômicas desfavoráveis. Em algumas regiões, no entanto, as ocorrências persistem. É o caso do câncer de colo de útero, na Região Norte. Enquanto no Brasil esse tipo de doença está em terceiro lugar, na incidência entre mulheres, desconsiderando o câncer de pele não melanoma, no Norte é o segundo mais incidente, atrás apenas do câncer de mama.

Um a cada três casos de câncer poderiam, segundo o Inca, ser evitados pela redução ou eliminação de fatores de risco, como, por exemplo, tabagismo e obesidade. Atividades físicas, cuidados com a exposição ao sol e alimentação saudável com frutas, vegetais e hortaliças frescos, evitando alimentos ultraprocessados, também podem ajudar a evitar o câncer.

Aumento da estimativa

A estimativa para o próximo triênio aumentou em relação à última projeção, quando 600 mil novos casos eram esperados por ano em 2018 e 2019.

A primeira publicação é feita para o triênio. Antes, a projeção era calculada a cada dois anos.A mudança ocorreu devido à disponibilidade de informações, mais confiáveis.

O instituto também calculou a incidência da doença para a população infantojuvenil. Segundo o instituto, ar maior incidência pode ocorrer entre meninos, com 4.310 novos casos por ano. Entre meninas, devem ser registrados 4.150 novos casos. A incidência deverá ser maior na Região Sul, seguida pelas regiões Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e Norte.

De acordo com o Inca, o recorte para a população mais jovem permite aprimorar as ações de saúde pública e controle da doença neste público. Se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados, 80% das crianças e adolescentes podem ser curados.

Agência Brasil

Contas de União, estados e municípios fecham o ano com déficit de R$ 61,9 bi, o menor em 5 anos

Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo

As contas públicas brasileiras fecharam 2019 com déficit de R$ 61,9 bilhões, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo Banco Central (BC). O resultado, que exclui os gastos com juros da dívida, é referente ao chamado setor público consolidado, que engloba União, estados, municípios e empresas estatais.

Apesar do rombo, o saldo é o melhor desde 2014, quando o país ficou no vermelho em R$ 32,5 bilhões. Em 2018, o resultado havia ficado em R$ 108,3 bilhões. O pior déficit foi registrado em 2016, quando o número chegou a R$ 155,8 bilhões.

Na quarta-feira, o Tesouro Nacional já havia divulgado que o déficit do chamado governo central havia ficado em R$ 95 bilhões. Essa conta diz respeito ao governo central, composto pelo Tesouro, Previdência Social e BC.

Dívida pública recua

No mesmo relatório, a autoridade monetária divulgou o balanço da dívida pública brasileira no ano passado. Em 2019, o Brasil fechou com um endividamento de R$ 5,5 trilhões, equivalente a 75,8% do Produto Interno Bruto (PIB), indicador que mede o tamanho da economia do país. O percentual é 0,8 menor que o registrado em 2018.

Um dado semelhante também havia sido divulgado pelo Tesouro nesta semana. No entanto, a divulgação do BC leva em consideração a chamada dívida bruta do governo, mais abrangente e acompanhada de perto pelo mercado financeiro para medir a solvência de um país. Ou seja, o número sinaliza aos investidores a capacidade de um governo honrar suas dívidas.

A relação entre um rombo nas contas públicas e endividamento é direta, porque o governo precisa recorrer ao mercado quando os recursos arrecadados por impostos e contribuições não são suficientes para bancar as despesas públicas. Isso vem ocorrendo ano após ano desde 2014.

O comportamento do endividamento, no entanto, foi beneficiado pelo corte da taxa básica de juros, que fez com que a bola de neve da dívida crescesse de forma mais lenta.

Nos últimos meses, técnicos da equipe econômica têm destacado que essa mudança de cenário permitirá que o Brasil precise fazer um esforço fiscal menor do que o esperado anteriormente.

Na quarta-feira, o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse que a estabilização da dívida só será possível com a continuidade do processo de ajuste fiscal.

No ano passado, a principal medida para conter o crescimento das contas públicas foi a aprovação da reforma da Previdência, que deve gerar uma economia de R$ 800 bilhões ao longo de dez anos. Outros gastos, como as despesas com pessoal, no entanto, ainda estão na mira do governo.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bento disse:

    A tendencia é melhorar a cada dia.
    A quadrilha do cachaça que estava roubando foram presos ou descobertos e a população tomou conhecimento e sabem quem são os verdadeiros facínoras do nosso Brasil
    Não deixem esses cães dos infernos voltarem.

  2. Everton disse:

    A bravata de Paulo tchutchuca Guedes é q zeraria o déficit no 1º ano do governo

    • Rick disse:

      Devolve para turminha da Unicamp, então.

    • Bento disse:

      É Everton tem razão.
      Guedes avaliou mal ele não sabia que o cachaça e sua turma tinham roubado tanto.

  3. Humberto disse:

    E O BRASIL ESTÁ MELHORANDO?
    ONDE?

    • Roberto disse:

      Se os números positivos apresentados no primeiro ano de governo anti corrupção não são melhores, vá agradecer a quem jogou o país no oceano da insegurança, na falta de produção, na crise do comércio, na inflação, na desordem institucional e aparelhamento estatal que vivemos até 2018 e não fique falando asneiras.
      Foram 16 anos de desmonte, de déficit público cada vez pior, das empresas estatais fechando no vermelho, falência econômica, mas tinha distribuição dos recursos públicos então era muito melhor em sua distorcida e viciada visão.
      Até a petrobrás vocês afundaram, estão reclamando do quê esquerdopata?

Caern lança primeira campanha de renegociação de débitos do ano

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) começa 2020 trazendo vantagens para o cliente. Fevereiro chegando, mês da alegria do Carnaval, a Caern aproveita o clima positivo da folia para reeditar sua campanha de renegociação de débitos em atraso com as condições especiais que marcaram a grande procura em 2019. A partir do dia 3 de fevereiro, os usuários com conta em atraso já podem procurar os escritórios da Caern.

Como nas campanhas anteriores, para os pagamentos à vista serão dispensados os juros e multa por atraso. Para os parcelamentos, dependendo do valor da entrada, será dispensado até 70% do valor de juros e multa. Será mantida a correção monetária. A entrada mínima continua sendo de 10% do valor do débito e o prazo máximo para parcelamentos será mantido em 48 meses.

O usuário com dívida atrasada também pode fazer outro parcelamento, mesmo que já esteja pagando parcelas de uma negociação anterior. Nesse caso, o valor da dívida a ser negociada é somado ao saldo devedor restante do parcelamento anterior e o total é parcelado em até 48 meses, com entrada de 20%.

As campanhas de renegociação que a Caern vem editando têm o objetivo de diminuir a inadimplência.

Para fazer o acordo, o cliente pode procurar o escritório mais próximo de sua casa. As negociações não poderão ser feitas pela internet. Em todos os parcelamentos feitos, a parcela a ser paga não pode ser inferior a 50% do valor da fatura média do cliente. A campanha é válida apenas para o mês de fevereiro.

Ano de 2019 foi o segundo mais quente da história

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O ano de 2019 foi o segundo mais quente da história, de acordo com o Serviço de Mudanças Climáticas da União Europeia. A segunda década do século 21 foi a mais quente desde o início dos registros.

Os dados divulgados pelo Copernicus Climate Change Service mostram que as temperaturas mundiais em 2019 ficaram abaixo das de 2016.

Já em um recorte por continente, 2019 foi o ano mais quente na Europa desde o início do registro de dados.

“Os últimos cinco anos foram os mais quentes já registrados e a última década foi a mais quente já registrada”, afirmou Jean-Noel Thepaut, diretor do centro Copernicus, citado pela AFP.

As temperaturas gerais em 2019 ficaram 0,6 graus Celsius (°C) mais quentes que a média de 1981 a 2010 e a temperatura da Terra, nos últimos cinco anos aumentou entre 1,1°C e 1,2°C do que no período pré-industrial.

O Copernicus Climate Change Service afirma que as concentrações atmosféricas de carbono continuam aumentando, tendo atingido os seus níveis mais altos, no ano passado.

O aumento da temperatura acontece um ano depois que as Nações Unidas afirmaram que as emissões de gases de efeito estufa precisavam cair cerca de 7,6% a cada ano, até 2030, com o objetivo de limitar o aumento das temperaturas para 1,5°C.

Agência Brasil

Saiba como funcionará trânsito e transporte na Virada de Ano em Natal

FOTO: DIVULGAÇÃO

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), vai alterar o trânsito na Ponte Newton Navarro e na Praia de Ponta Negra para a queima de fogos na virada de 2019 para 2020.

Segundo o órgão, a Ponte Newton Navarro vai operar em mão-dupla na pista Praia do Forte/Redinha a partir das 10h00 do dia 31/12/2019 e fechará completamente a partir das 22h00, voltando a ter o tráfego liberado às 01h00 do dia 1º/01/2020. Já em Ponta Negra, a descida para a Av. Erivan França será fechada a partir das 16h00 até às 01h00.

TRANSPORTE PÚBLICO

Com a interdição da Ponte Newton Navarro, seis linhas de ônibus que circulam pela via sofrerão alterações nos itinerários e nos terminais.

As linhas 35 (Soledade I/Candelária, via Av. Prudente de Morais), 64A/43 (Nova Natal/Praia do Meio/Candelária) e 78A/47 (Santarém/Santos Reis/Nova Descoberta) vão operar a partir do Terminal de Ônibus de Brasília Teimosa a partir das 20h00 do dia 31/12/2019, voltando ao normal no dia 1º/01/2020.

Já a linha 81 (Vila Verde/Alecrim) vai operar no seu itinerário antigo, indo e voltando pela Ponte de Igapó a partir das 20h00 do dia 31/12/2019, operando normalmente no dia 1º/01/2020. Por fim, as linhas 84 (Soledade/Petrópolis) e 85 (Soledade/Petrópolis) vão ter a operação suspensa a partir das 20h00 do dia 31/12/2019, operando normalmente no dia 1º/01/2020.

OPERAÇÃO DO TRANSPORTE NO DIA 1º/01/2020

No primeiro dia de 2020 as linhas de ônibus vão operar com horários e itinerários programados para domingos e feriados e cobrando a Tarifa Social. Com isso, o valor da tarifa cai de R$ 3,90 para R$ 1,95 nas linhas comuns e de R$ 3,20 para R$ 1,60 nas linhas de bairro. A medida vale apenas para os pagamentos com os cartões NatalCard.

Governo informa que encerra ano em dia com pagamentos do Programa do Leite e Restaurante Populares

Foto: Divulgação

O Governo do Rio Grande do Norte vai encerrar 2019 em dia com todos os pagamentos aos fornecedores do Programa Leite Potiguar (PLP), Restaurante Popular e Café Cidadão. A titular da Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), Iris Oliveira, ressalta que o investimento é de R$ 11 milhões com recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecope).

Quando assumiu em janeiro, a gestão da Sethas encontrou seis quinzenas do PLP em atraso e conseguiu pagar as pendências deixadas pelo Governo anterior relativas ao Programa.

Nesta segunda-feira (30) estão sendo pagas aos fornecedores as duas quinzenas de novembro e a primeira quinzena de dezembro do Programa Leite Potiguar, Restaurante Popular e Café Cidadão.

A segunda quinzena de dezembro referente a esses programas será faturada nesta terça-feira (31) e o pagamento deverá acontecer até 30 de janeiro de 2020. “Dentro da vigência dos contratos”, esclarece Iris Oliveira.

O coordenador do Programa Leite Potiguar, Sandro Trigueiro, explica que o Estado encerra o ano com o pagamento de 23 semanas com o faturamento da 24ª semana dentro da programação anual.

ADITIVOS

A Sethas também já peticionou os aditivos para 2020 com os 12 laticínios que fornecem leite bovino e caprino ao PLP cujos contratos estão sendo encerrados neste dia 31 de dezembro.

Os aditivos já estão no SEI (Sistema Eletrônico de Informações) para que os laticínios assinem os contratos de forma eletrônica. Os resumos das petições serão publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) de amanhã.

Segundo Sandro Trigueiro, o Estado tem contrato com 13 laticínios fornecedores de leite bovino e caprino mas os aditivos que estão no SEI são referentes a 12 porque o contrato emergencial com a Associação dos Pequenos Agropecuaristas do Sertão de Angicos (APASA) vai até o dia 15 de fevereiro de 2020.

Com os pagamentos das duas quinzenas de novembro e da primeira quinzena de dezembro, o Estado encerra o ano sem nenhuma pendência com os laticínios. A segunda quinzena de dezembro a ser faturada amanhã, seguindo os termos contratuais, só pode ser paga no mês de janeiro.

Gastos com investimentos federais acumulam queda de 16,3% no ano

Em meio ao crescimento de gastos obrigatórios, os investimentos – gastos com obras e compra de equipamentos – acumulam queda em 2019. Segundo números divulgados nesta sexta-feira(27) pelo Tesouro Nacional, os investimentos totalizam R$ 35,2 bilhões de janeiro a novembro, recuo de 16,3% em relação ao mesmo período do ano passado, descontada a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Os gastos com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) somaram R$ 18,734 bilhões de janeiro a novembro, retração de 17,8% em relação aos mesmos meses do ano passado, descontada a inflação. As despesas do Minha Casa, Minha Vida, principal programa habitacional do governo federal, acumulam queda de 6,9% descontado o IPCA, atingindo R$ 3,709 bilhões até novembro.

De janeiro a novembro, as receitas líquidas acumulam queda de 0,7% descontado o IPCA. As despesas totais caíram 0,8% descontada a inflação, mas diversos gastos obrigatórios continuam em alta. As despesas com a Previdência Social subiram 3,1% além da inflação, contra alta de 1,1% (também acima da inflação) dos gastos com pessoal.

As demais despesas obrigatórias, no entanto, acumulam queda de 6,6% descontada a inflação, por causa principalmente de gastos que ocorreram ano passado, mas não se repetiram neste ano, como o pagamento das compensações da Lei Kandir, os gastos com financiamento de campanha eleitoral e os subsídios para o diesel depois da greve dos caminhoneiros. Também caíram as despesas com o Fundo de Financiamento Estudantil (-42,5%), a desoneração da folha de pagamento (-27,3%) e com subsídios e subvenções (-30,8%).

As despesas de custeio (manutenção da máquina pública) acumulam queda de 7,6% descontada a inflação nos dez primeiros meses do ano. A queda decorreu do contingenciamento (bloqueio) de recursos que vigorou durante boa parte do ano e do empoçamento de recursos, que soma R$ 37,3 bilhões de janeiro e novembro.

No mês passado, o governo liberou todas as verbas contingenciadas em 2019. A liberação foi possível porque o governo obteve receitas extraordinárias com tributos sobre a venda de subsidiárias de estatais e pelos leilões do excedente da cessão onerosa e da partilha do pré-sal. A maioria dos órgãos federais, no entanto, não conseguiu cumprir etapas legais, como licitações, para executar os gastos, aumentando o empoçamento.

Agência Brasil

Imprensa elege Gustavo Carvalho parlamentar do ano na Assembleia Legislativa

Fotos: João Gilberto

O Comitê de Imprensa da Assembleia Legislativa elegeu, na manhã desta quarta-feira (04), o deputado estadual Gustavo Carvalho (PSDB) como a Parlamentar do Ano 2019. O deputado recebeu 21 votos dos jornalistas que acompanham as atividades no Poder Legislativo. Ao todo, 36 profissionais da comunicação compareceram.

“Me honra muito essa escolha. Me sinto um aluno e procuro sempre estar aprendendo com aqueles que votaram em mim. Essa premiação é fruto desse aprendizado e quero dividi-la com todos os meus colegas deputados”, afirmou Gustavo que ainda destacou a produção de 2019 da Assembleia. Gustavo Carvalho está no quarto mandato.

Também foram votados os deputados Francisco do PT com 5 votos, Eudiane Macedo (Republicanos), 4 votos, Getúlio Rêgo (DEM), 2 votos, e com 1 voto, os deputados Cristiane Dantas (Solidariedade), Kelps Lima (Solidariedade), Galeno Torquato (PSD) e Sandro Pimentel (PSol).

“Por mais um ano, desde 1982, o Comitê de Imprensa reúne os jornalistas credenciados que cobrem os trabalhos da Assembleia e realiza a escolha do Parlamentar do Ano. Esse ano a Assembleia se destaca pela grande produção e qualquer um dos 24 deputados, cada um com a sua bandeira, seria uma boa escolha”, disse Oliveira Wanderley, presidente do Comitê de Imprensa, responsável pelo processo eleitoral.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Valquiria disse:

    Na minha humilde opinião foi Eudiane Macedo , não parou de trabalhar um minuto.

Agosto chegou: confira os memes sobre o ‘mês mais longo’ do ano

O mês de agosto chegou e com ele vem, para algumas pessoas, a angústia do mês mais longo do ano – embora ele tenha apenas e normais 31 dias. Além dessa sensação do mês eterno, agosto tem má fama devido a algumas crenças populares ou acontecimentos marcantes ao longo da História.

Para rimar, há quem diga que agosto é o mês do desgosto. A justificativa é uma superstição trazida de Portugal que dizia que casar em agosto traz desgosto. Isso porque era nesse mês, no tempo das navegações, que as caravelas iam ao mar e, por isso, as mulheres comprometidas com os navegadores ou não se casavam, ou passavam a lua de mel sozinhas ou corriam o risco de ficarem viúvas.

Ainda em termos de História, foi em agosto que bombas nucleares destruíram as cidades de Hiroshima e Nagasaki no final da Segunda Guerra Mundial, em 1945. No Brasil, foi nesse mês que Getúlio Vargas cometeu suicídio, em 1954, e Jânio Quadros renunciou à presidência do País, em 1961.

Outro apelido para o oitavo mês do ano é ‘mês do cachorro louco’. A explicação seria o aumento do número de cadelas no cio devido às condições climáticas, o que deixa os cachorros ‘loucos’ pelas fêmeas. Em decorrência disso, haveria muitas brigas entre os cães, facilitando a transmissão da raiva.

Por essas e tantas outras crenças, agosto ganhou a fama de mau e, no Twitter, as pessoas são bem criativas na hora de expressar o ‘temor’ pela chegada desse mês. Até a apresentadora Sabrina Sato entrou na brincadeira. Confira alguns memes abaixo:

Emais – Estadão

Brasil fica sem indicados ao prêmio de melhor jogador do ano da Fifa

Lista não tem as duas estrelas das seleções brasileiras. Colagem R7/ Instagram

O futebol do Brasil não tem representantes entre os dez indicados ao prêmio The Best, entregue pela Fifa ao melhor jogador do ano, de acordo com lista divulgada nesta quarta-feira (31), que não tem o vencedor de 2018, o meia croata Luka Modric.

Este é o segundo ano consecutivo que o país pentacampeão mundial não tem nenhum representante na honraria. Em 2017, o atacante Neymar chegou a ser finalista, terminando na terceira colocação, e o lateral-esquerdo Marcelo ficou no oitavo posto. Naquela edição, no entanto, eram 24 nomes apresentados, antes do anúncio do ‘top-3’.

Entre as ausências destacadas na lista anunciada hoje pela Fifa, também está a de Modric, que fez temporada apagada pelo Real Madrid, e não poderá repetir o prêmio, conquistado há um ano, principalmente, devido ao bom desempenho na Copa do Mundo, em que a Croácia foi vice-campeã.

A situação do meia é a mesma vivida por Marta no feminino. A brasileira, que atua no Orlando Pride, dos Estados Unidos, teve participação apagada na Copa do Mundo e não consta entre as 12 concorrentes.

Entre os dez indicados, o destaque vai para os jogadores do Liverpool, que conquistaram a Liga dos Campeões, o zagueiro holandês Virgil Van Dijk, além de dois atacantes do time, o egípcio Mohamed Salah e o senegalês Sadio Mané. Vice da ‘Champions’, o Tottenham emplacou o atacante inglês Harry Kane.

O Ajax, que assombrou o mundo, derrubando gigantes no torneio continental, colocou no ‘top-10’ dois jovens holandeses, o zagueiro Matthijs de Ligt e o meia Frenkie de Jong, que já arrumaram malas neste segundo semestre, em que defenderão Juventus e Barcelona, respectivamente.

O atacante português Cristiano Ronaldo, atualmente na Juve, e o atacante argentino Lionel Messi, do Barça, que dominaram as premiações individuais nos últimos dez anos, também constam entre os indicados, assim como o belga Eden Hazard, do Chelsea, e o francês Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain.

O público pode apontar os três preferidos, do primeiro ao terceiro lugar, com cada posição tendo uma diferente pontuação. No dia 23 de setembro, a Fifa divulgará os três finalistas do The Best.

R7, com EFE

Humanidade esgota recursos da Terra para o ano e ‘entra no vermelho’ cada vez mais cedo

Usina elétrica de Belchatow, na Polônia: ecossistemas comprometidos por poluição Foto: PETER ANDREWS / Reuters

A Humanidade viverá no crédito a partir desta segunda-feira, pois já consumiu todos os recursos naturais (água, terra, ar limpo…) que o planeta oferece, segundo um cálculo realizado pela organização Global Footprint Network .

O chamado Dia da Sobrecarga , calculado desde 1986, chegou dois meses antes de 20 anos atrás e a cada ano se antecipa no calendário. Em 1993, ocorreu em 21 de outubro; em 2003, em 22 de setembro; e em 2017, 2 de agosto.

“O fato de que o Dia da Sobrecarga da Terra seja 29 de julho significa que a Humanidade utiliza atualmente os recursos ecológicos 1,75 vez mais rápido” que a capacidade de regeneração dos ecossistemas, destaca a ONG em um comunicado. “Gastamos o capital natural do nosso planeta, reduzindo ao mesmo tempo sua capacidade futura de regeneração”, adverte também a organização.

“O custo desta sobrecarga econômica mundial está se tornando cada vez mais evidente com o desmatamento , a erosão dos solos , a perda da biodiversidade e o aumento do dióxido de carbono na atmosfera. Isto leva às mudanças climáticas e a fenômenos climáticos extremos mais frequentes”, explica a organização.

Os modos de consumo apresentam enormes diferenças entre os países. “O Catar alcançou seu dia de sobrecarga depois de 42 dias, enquanto a Indonésia consumiu todos os recursos para o ano inteiro depois de 342”, destaca WWF , associada à Global Footprint Network.

“Se todo mundo vivesse como os franceses, precisariam de 2,7 planetas”, e se todo mundo adotasse o modo de consumo dos americanos, seriam necessárias cinco Terras.

Segundo a WWF, “diminuindo as emissões de CO2 em 50%, poderíamos ganhar 93 dias ao ano, isto é, atrasar no dia da sobrecarga da Terra até outubro”.

A pegada ecológica de cada indivíduo pode ser calculada no site da Foot Print Calculator .

O Globo, com AFP

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Interessante que os defensores do capeta+lismo e das empresas não relacionam esse esgotamento dos recursos naturais com o modelo hegemônico de sociedade e Estado. Sociedade e Estado que desmata, que acelera uma catástrofe anunciada dos pontos de vista social, ambiental, econômica e política.
    O meio ambiente começa a cobrar a conta com força. Mesmo assim assistimos figuras no planeta como o Bozo tocar acelerar esse caos anunciado.

  2. Jk disse:

    A Humanidade cavando sua própria cova.

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira o maior prêmio deste ano

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira um prêmio de R$ 90 milhões para quem acertar as seis dezenas do concurso 2.145.

As seis dezenas do prêmio principal serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, na cidade de São Paulo.

De acordo com a Caixa, o valor do prêmio, caso aplicado na poupança, renderia mais de R$ 334 mil mensais. O dinheiro é , também, suficiente para comprar 30 apartamentos de luxo.

Este é o maior prêmio deste ano, superando o do concurso 2.131, realizado no dia de 6 de março, e que pagou R$ 78,9 milhões a um apostador de Gravataí, no Rio Grande do Sul.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) em qualquer uma das mais de 13 mil lojas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50.

Agência Brasil