Saúde

Bahia zera fila de regulação de pacientes intubados com Covid-19 em UPAs, e Eduardo Bolsonaro fala que CPI “deveria se chamar CPI dos milagres, ou das causas impossíveis!”

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

A Bahia zerou a fila de pacientes com diagnóstico da Covid-19 que estavam intubados e aguardavam transferência em unidades de emergência e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) nessa terça-feira (13). A informação foi divulgada pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

De acordo com o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, essa foi uma pequena vitória que deve ser comemorada.

A Sesab informou que tem aberto novos leitos clínicos e de terapia intensiva diariamente, a fim de ampliar a assistência à saúde.

Entre janeiro e março deste ano, foram abertos novos leitos nos municípios de Salvador, Camaçari, Lauro de Freitas, Santo Antônio de Jesus, Feira de Santana, Seabra, Alagoinhas, Guanambi, Caetité, Vitória da Conquista, Ilhéus, Itabuna, Senhor do Bonfim, Jacobina, Barreiras, Barra, Bom Jesus da Lapa, Jequié e Porto Seguro.

A secretaria também informou que atualmente, a Bahia ter mais de 3,4 mil leitos ativos. A localização e ocupação deles estão detalhadas na plataforma do órgão estadual.

No dia 18 de março, a Bahia contava com mais de 400 pessoas com Covid-19 à espera de UTI, segundo informações da subsecretária de Saúde da Bahia, Tereza Paim. A situação foi denominada por ela como um “rolo compressor”.

De acordo com Tereza Paim, os pacientes esperavam entre 12 e 18 horas por regulação na primeira onda. No entanto, a espera triplicou, e tiveram casos onde pacientes tiveram que aguardar entre 36 e 48 horas por atendimento no mês de março.

No dia anterior, em 17 de março, o governador da Bahia, Rui Costa, já havia dito que o sistema de saúde do estado estava em colapso por causa do número alto de pacientes com Covid-19 que precisavam de leitos de UTI e da demora na regulação.

No início do mês, em 2 de março, mais de 300 pessoas esperavam regulação para leitos de UTI em todo o estado. A taxa de ocupação dessas unidades estava em 83% na Bahia.

Eduardo Bolsonaro cita CPI e “milagre”

Foto: Reprodução/Instagram

Nas redes sociais, o deputado federal Eduardo Bolsonaro destacou a notícia do portal G1, e disse que “após adicionar governadores e prefeitos essa CPI deveria se chamar CPI dos milagres, ou das causas impossíveis! Aleluia!”.

Com acréscimo de informações do G1

Opinião dos leitores

  1. perto da eleiçao,ele resolveran abaixar.corana virus e uma farsa,a medicina mudial que ganhar dinheiro vendendo vacina para os gorvernante mundial.quem paga e o povo,imposto vai aumentar,tudo amenta.

  2. Agora as mortes diminuirão…leitos serão concluídos…as vacinas estocadas serão aplicadas…Obg CPI!!!!!!!!!!

  3. As coincidências acontecem. Foi só a CPI incluir os prefeitos e governadores que a situação começa a mudar. Tudo indica que as mortes vão diminuir gradativamente e as internações também, crescendo apenas o quantitativo de infectados.
    Para onde foram e em que foram gastos os bilhões enviados aos estados pelo governo federal, que deveriam ser aplicados no combate a pandemia?

    1. Suas insinuações não tem amparo na realidade. O número de contaminados e mortes está reduzindo pois muitos Estados e municípios tomaram medidas para aumentar o distanciamento social e mitigar o contágio. Se o dinheiro foi gasto indevidamente, desviado ou roubado, isso poderá ser investigado a qualquer tempo pelo Ministério Público , TCEs, TCU ou CPIs, por exemplo e devidamente punido (apesar que no Brasil não se tem muito essa cultura ou normativos que punam corruptos) e isso independe de pandemia ou número de mortes ou doentes. A corrupção no Brasil não surgiu por causa da pandemia, isso é certeza! E infelizmente também não irá acabar quando a pandemia passar…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Governo federal zera alíquota de importação de revólveres e pistolas

O governo federal decidiu zerar a alíquota de importação de revólveres e pistolas, que atualmente é de 20% do valor do produto. A mudança passa a valer a partir de janeiro de 2021.

A resolução da Câmara de Comércio Exterior que contém a medida foi publicada no “Diário Oficial da União” (DOU) desta quarta-feira (9), um dia após deliberação na 11ª reunião extraordinária do colegiado.

A isenção da alíquota não se aplica a alguns tipos de armas, como as que são carregadas exclusivamente pela boca, pistolas lança-foguetes, revólveres para tiros de festim e armas de ar comprimido ou de gás.

Ao zerar a taxa de importação, o Brasil incluiu revólveres e pistolas numa lista de exceção para produtos com tarifas diferentes daquelas praticadas pelos outros países do Mercosul (Argentina, Uruguai e Paraguai). O Mercosul adota uma Tarifa Externa Comum (TEC) para uma série de bens, mas existe a possibilidade de um país membro ter uma lista de exceção, com valores diferentes.

Desde o início de seu mandato, em 2019, o presidente Jair Bolsonaro tomou medidas para flexibilizar a posse e o porte de armas pela população, conforme havia prometido em sua campanha à presidência da República, em 2018.

Em agosto, a Polícia Federal formalizou a autorização para que o cidadão possa comprar até quatro armas.

A autorização para aquisição de até quatro armas estava prevista em decreto do governo publicado em 2019, mas faltava a formalização por meio de instrução normativa que definisse as regras. Cabe à PF expedir o registro de arma de fogo.

G1

Opinião dos leitores

  1. Se alguém daqui morasse em sítio, como eu moro, saberia da importância de ter arma e saber usar, visto que não existe policiamento ostensivo suficiente neste RN. Mandar o bandido pro inferno irá educá-lo de maneira sem igual.

  2. A governo bosta é esse …… Só itens essenciais para o bem estar da população brasileira……#SQN……. Kkkkkkkk kkkkkkkkkk

  3. Grande medida . Pausa Lara rir ! Na verdade a medida mais efetiva desse governo até agora . Pelas caridades !

  4. PARABÉNS PRESIDENTE, já está na hora das pessoas de bem poderem se defender da bandidagem.
    Os ESQUERDOPATAS FANÁTICOS que são contra armas que sigam como preferem, se arriscando a serem humilhados por criminosos, que invadem as casas e roubam tudo, as vezes até violentando as pessoas em seus próprios lares.

    1. Lira promete ao PT que vai combater Lava Jato e mudar Lei da Ficha Limpa
      O véio é duro!

  5. ENQUANTO ISSO ALIMENTOS E COMBUSTÍVEIS SOBEM A TODO VAPOR ELEVANDO A INFLAÇÃO. VAMOS COMER REVOLVER E VOAR FEITO BALA.

    1. O combustível sai da refinaria a menos de R$ 1,80, os impostos estaduais e o monopólio da distribuição é que fazem os preços triplicarem. O presidente quer quebrar o monopólio, mas encontra restrições e barreiras dos donos do monopólio e seus sindicatos.
      A cesta básica basta vc verificar nos cupons emitidos os valores dos impostos estaduais.

    2. Calígula vive ainda nas orgias do império Romano por isso não sabe q o monopólio do petróleo no Brasil nao existe desde o governo FHC.
      Agora uma pergunta para o imperador pederasta: pq teu mito nao zera os impostos federais q são cerca de 16% sobre o preço total?
      Pq teu mito nao zera a CIDE como Dilma fez?

  6. Quando enfim estiver vacinado, o povo irá pras ruas pra derrubar esses bandidos que abusam do cinismo e estão quebrando e destruindo o pouco de civilidade que ainda restou no Brasil

  7. Boa!
    Mais uma coisa boa para os ricos.
    Ou alguém acha qu comprar um revólver importado por 7mil ou uma pistola por 8mil é coisa pra pobre?
    Para os pobres até agora nada!
    Mas vida que segue.

  8. Bolsonaro segue tentando cumprir com suas propostas de campanha. Infelizmente, enfrenta a oposição constante e irresponsável daqueles que perderam a eleição, ajudados pelo STF, que teima em se intrometer em assuntos que não são da sua competência, usurpando atribuições do Poder Executivo. Se quiserem governar, enfrentem as urnas e a vontade do povo, como fez o presidente. O povo votou em Bolsonaro foi prá isso mesmo.

  9. Se zerasse impostos sobre cesta básicas e remédios de uso contínuo, estaria criando oportunidades de prolongar vidas. Já zerar impostos sibre armas, estar criando oportimudsdes de aumentar óbitos e violência.

  10. Hô Véio Macho, eu votei nele pra ele liberar armas, munições, tiros, balas, brigar com todo mundo, mandar comunistas e presidiários se fuderem kkkkk. Chamar medrosos de marcas.
    Mas tem uns aqui no blog, que querem comprar vibradores, consolos, bolas tailadêsas, gel, chicotes, velas e algemas.

    1. As vezes a pessoa só quer comprar feijaot, arroz e um pedaço de carne.

  11. Ôôô governo bom!!
    Vou aproveitar.
    Vou comprar uma máquina boa.
    Se der compro duas, uma vai ficar na granja.

  12. Pronto, agora vai morrer menos gente por causa do covid.
    Liberar porte de arma é fácil, quero vê-lo baixar os impostos como tb prometeu.

  13. Esse governo é maravilhoso mesmo! O Mintomaníaco já reduziu por decreto o imposto sobre armas e vídeo game! Quem for contra ele só pode ser comunista! KKKKKK

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Fernando de Noronha zera casos suspeitos de Covid-19

Foto: Ana Clara Marinho/TV Globo

Os resultados dos exames de 21 casos suspeitos de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, deram negativo em Fernando de Noronha, segundo a Administração da Ilha. Com isso, não há mais registro de pacientes com suspeita da doença.

Os 21 casos eram de moradores que haviam tido contato com as duas pessoas diagnosticadas com Covid-19 na quarta-feira (3) – uma mulher, de 56 anos, e um homem, de 50. Os dois foram voluntários do estudo epidemiológico, que analisa a circulação do vírus em Noronha, e deram positivo para o vírus.

Segundo o boletim de domingo (7), divulgado pela Administração da ilha, os dois pacientes seguem assintomáticos e em isolamento domiciliar, cumprindo quarentena. A ilha tem, ao todo, 30 moradores diagnosticados com o novo coronavírus, sendo que 28 já tiveram cura clínica.

As praias da ilha estão liberadas para uso da população local. O turismo está proibido e a chegada de moradores que estão no continente também não está liberada.

Covid-19 no estado

Pernambuco ultrapassou a marca de 40 mil pessoas infectadas pelo novo coronavírus. No domingo (7), o boletim diário divulgado pela Secretaria estadual de Saúde (SES) apontou que já são 40.242 infectados. De acordo com a SES, foram 881 confirmações. O estado também contabilizou 35 mortes, totalizando 3.305 óbitos, desde o início da pandemia, em março.

G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Governo zera IOF sobre operações de crédito por 90 dias

Foto: Clauber Cleber Caetano/PR

Jair Bolsonaro assinou um decreto que zera, por três meses, o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) cobrado nas operações de crédito.

A medida havia sido anunciada pelo secretário da Receita, José Barroso Tostes Neto, nesta quarta-feira (1º).

Ele explicou que a desonerações do IOF reduzirá “ainda mais os custos das operações”. A medida terá custo de R$ 7 bilhões para os cofres públicos.

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. Manelzinho me passa teu telefone e conta que quem vai mandar esse dinheiro sou eu. Quem sabe assim vc não morre de raiva, aguenta e chora que dói menos.

    1. Sua governadora já sabe que tem essa pandemia? A prefeitura já fez o hospital de campanha, ela nem saiu de casa. GOVERNADORA IRRESPONSÁVEL!

    1. Vai desabar sozinho. Nem se preocupe. #fiqueemcasa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Governo zera Imposto de Importação da cloroquina e da azitromicina, para uso exclusivo de hospitais em pacientes em estado crítico com coronavírus, anuncia Bolsonaro

Foto: Reprodução/Twitter

Atualizando informações sobre o combate ao coronavírus no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro divulgou nas redes sociais nesta quinta-feira(26) que o governo zerou o Imposto de Importação da cloroquina e da azitromicina, para uso exclusivo de hospitais em pacientes em estado crítico. “Essa redução também se estende a outros produtos e vai fazer toda a diferença em nossa luta”, disse.

Veja mais: Ministério da Saúde autoriza cloroquina para casos graves de covid-19

Opinião dos leitores

  1. Eu só quero saber porque o medicamento só é administrado no estado crítico da doença. E como só agora este remédio pode causar sérios danos a saúde .
    E como pode um remédio que pode causar morte ser vendido sem receita médica, fato este que ocorria antes do descobrimento dos benefícios do medicamento.
    Antes nenhum medico ou a anvisa estavam preocupados se matava ou não.
    Medicina de merda , onde todos querem parecer inteligentes, entendidos e interessados um bando de hipócritas.
    Administrem em quem já tem a doença e não deixem estar a beira da morte para administrala pois pode ser tarde demais.

    1. Não existe ainda estudos que determina que esse medicamento seja eficaz contra o coronavirus. Apenas alguns poucos testes realizados em outros países mostraram que houve uma melhora no quadro clínico de pacientes infectados por esse tipo de vírus . Esse tipo de medicamento poderá ocasionar efeitos colaterais. Por isso, a utilização deverá ser feira por acompanhemento médico, independente se o paciente está com coronavirus ou outras doenças que podem ser tratadas com esse medicamento e em casos graves de coronavirus.
      Abraços, Irmão.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *