RELATOS CHOCANTES: Polícias Civil e Militar prendem suspeito e apreendem adolescente por estupros no interior do RN

Foto: Ilustrativa

Policiais civis da Delegacia Municipal de São José do Campestre, com apoio da Polícia Militar, deram cumprimento, nesta segunda-feira (07), a um mandado de prisão temporária (30 dias) em desfavor de Gênesis José Pereira Dias, 25 anos, e a um mandado de internação provisória (45 dias) em desfavor de um adolescente de 17 anos, suspeitos de diversos estupros na Zona Rural de São José de Campestre. Segundo as investigações, a prática dos estupros estava acontecendo há mais de um ano.

De acordo com relatos das vítimas, os suspeitos realizavam as abordagens dentro de estradas carroçáveis e ordenavam que elas entrassem na área de matagal, como se fosse praticar o crime de roubo, declarando portar arma de fogo, e praticavam o crime de estupro; além disso, roubavam ainda os aparelhos celulares das mulheres. Em alguns casos, a vítima era estuprada pelos dois suspeitos, na mesma ocasião.

Segundo as denúncias, os suspeitos apresentavam as seguintes características: Gênesis José como sendo alto, forte/gordo, negro, sempre vestindo camisa preta de sol e bermuda jeans, utilizando como veículo uma moto preta e capacete preto; já o adolescente foi retratado como estatura média, magro, branco, não falava muito e seguia as ordens do mais velho. Uma das mulheres declarou que o suspeito estava utilizando no rosto uma máscara de proteção com o símbolo de determinado time de futebol.

Ainda de acordo com as investigações, em dez dias, os dois suspeitos estupraram duas vítimas no distrito “Volta do Rio”. Para que a prisão fosse realizada, foram realizadas campanas pela Polícia Militar, no local onde havia o registro de ocorrência do crime. Nesta segunda-feira (07), a Polícia Militar encontrou os suspeitos com as mesmas características; uma moto encontrada na região foi ligada com a chave que estava com o adolescente, a máscara do time relatado pela vítima estava com Gênesis José. Na delegacia, os dois suspeitos foram reconhecidos pelas mulheres e confessaram a autoria dos crimes.

Em razão disso, o delegado responsável pela ocorrência solicitou ao plantão judiciário a decretação da prisão temporária e internação provisória dos suspeitos, que foram concedidas pela Justiça e cumpridas pelos policiais ainda na segunda-feira (07). Logo após a prisão deles, mais quatro vítimas procuraram a delegacia para efetuar a denúncia e reconhecer os suspeitos. Durante a prática do crime, segundo as denúncias, o suspeito ameaçava ainda que, caso efetuassem denúncia, ele disseminaria as fotos íntimas, registradas durante o crime, na internet.

Gênesis José foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça; o adolescente foi internado no Centro de Recuperação de Adolescentes, para a aplicação de medidas socioeducativas.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. pereira disse:

    Só coloquem Eles juntos com os outros presos, para que os mesmos voltem a socializar com a sociedade dos apenados.

  2. Brasil disse:

    Castração química já para esses bandidos.

  3. Everton disse:

    Esse Paulo é o Cabeça de Touro da direita, mete PT e Lula em todas as postagens. Vira o disco.

    • Barba disse:

      Vira o disco boião.!!! Tudo é pt,lula,vai p Venezuela….tá chato já cabeça de boi !

  4. VTNC disse:

    Coloquem estes dois facínoras em cela coletiva e digam o motivo das suas prisões!!

  5. João Juca Jr disse:

    Se fosse nos Estados Unidos eles teriam duas opções: prisão perpétua ou pena de morte. Aqui logo estarão soltos para praticar mais crimes. E viva o garantismo penal.

    • Paulo disse:

      Lula disse que adolescentes roubam celular para vender, ganhar um dinheirinho e ir tomar cerveja com amigos.
      Essa é a ideologia da esquerda.
      Maria do Rosário defendeu Champinha…
      Depois ninguém entende porque a criminalidade no Brasil é alta depois de décadas de lulopetismo…

  6. Cidadão Indignado disse:

    O que esses canalhas vagabundos merecem? Não precisam responder!

Polícia Civil prende na Grande Natal homem suspeito de praticar crimes de estupro contra as suas filhas

Policiais civis da Delegacia Municipal de Monte Alegre, com apoio de uma equipe da Polícia Militar de Brejinho, deram cumprimento, na manhã desta quarta-feira (5), a um mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem suspeito de praticar crimes de estupro contra as suas filhas.

De acordo com as investigações, ele abusava sexualmente das filhas e também as obrigava a manter relação sexual com outros homens. Na delegacia, a mãe foi ouvida, e as crianças permanecerão sob os cuidados dela.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

*Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Exame comprova que adolescente de 12 anos teve filho com o próprio pai; preso em Natal, suspeito diz que foi seduzido

É preciso ter estômago forte e sangue frio para ler as linhas a seguir. Pois bem: A Polícia prendeu na noite dessa terça-feira (3), no bairro de Cidade da Esperança, na zona Oeste de Natal, um homem suspeito de abusar sexualmente da própria filha, quando ela tinha apenas 12 anos.  Não bastasse o ato covarde, a garota, atualmente com 14 anos, acabou engravidando e tendo o filho com o PRÓPRIO pai – se é que ele pode ser chamado assim. As informações são do portal G1-RN, no link http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2014/06/menina-de-12-anos-tem-filho-com-o-proprio-pai-em-cidade-da-grande-natal.html

De acordo com a Polícia, o suspeito morava na cidade de São Gonçalo do Amarante, mas foi para Natal com objetivo de escapar da polícia, o que não aconteceu. O homem, que não pode ter sua identidade revelada, para que seja preservada a vítima – de menor, acabou sendo preso e alegou ter sido seduzido pela filha. Ele estava no bairro de Cidade da Esperança, na casa de uma outra filha, quando foi surpreendido. Seu objetivo era fugir para região Oeste do Estado.

Segundo a Polícia, as suspeitas do crime bárbaro começaram com pessoas próximas à adolescente, que obrigaram o homem a realizar um exame de DNA. Com o resultado positivo, foi expedido um mandado de prisão e o cumprimento a ordem judicial.

A adolescente disse a Polícia que depois que a criança nasceu o suspeito parou de praticar os estupros. Antes disso, teria cometido o ato por vários vezes.

Número de casos de estupro superou o de homicídios dolosos no país em 2012

O índice de homicídios dolosos (quando há intenção de matar) por cem mil habitantes no Brasil aumentou 7,8% de 2011 para 2012, apesar de os gastos com segurança pública no país terem crescido 15,83% no mesmo período, segundo dados do 7º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta segunda-feira. O estudo mostrou que o total de estupros no ano passado (50.617) foi maior que o número de homicídios dolosos (47.136) no mesmo período. No país, houve 26,1 estupros por grupo de 100 mil habitantes em 2012, um crescimento de 18,17% em comparação com 2011, quando a taxa era de 22,1.

No Brasil, a taxa de homicídios dolosos (quando há a intenção de matar) passou de 22,5 mortes por 100 mil habitantes em 2011 para 24,3 no ano passado.

O estado com maior número de homicídios dolosos continua sendo Alagoas, com 58,2 mortes por 100 mil habitantes. O Amapá foi o estado que teve maior aumento de taxa de homicídios de 2011 para 2012, um crescimento de 193,9%. Porém, o Fórum afirma que os dados deste estado são pouco confiáveis. Em segundo lugar no ranking dos estados com maior crescimento de taxa de homicídios está o Pará, com avanço de 186,6% do índice de homicídios por 100 mil habitantes entre 2011 e 2012. O Fórum afirma que as informações do Pará são confiáveis. No Pará, o índice de assassinatos por 100 mil habitantes passou de 14,7 em 2011 para 42,2 em 2012.

No Rio, o índice de homicídios dolosos caiu 5,6% de 2011 para 2012. Em São Paulo, houve um aumento foi de 14,5%.

O número de estupros em 2012 foi considerado “alarmante” pelo Fórum. Roraima é o estado com maior taxa de estupro por 100 mil habitantes, com 52,2. Em seguida aparecem os estados de Rondônia (49 por 100 mil habitantes) e Santa Catarina (45,8). Porém, segundo o Fórum, os números reais podem ser ainda piores nestes estados, devido à qualidade de informação prestada por eles.

No Rio de Janeiro, a taxa de estupros em 2012 ficou em 36,5 e em São Paulo, em 30,8.

Em 2012, os gastos com segurança pública no país somaram R$ 61,1 bilhões. Os dados foram obtidos por meio do cruzamento de informações da Secretaria do Tesouro Nacional, do Ministério da Fazenda, e da secretaria da Fazenda de todos os estados. São Paulo foi o estado que mais investiu em segurança, com R$ 14,37 bilhões, um crescimento de 17,27% em relação ao ano anterior e 82,36% maior que as despesas da União, que somaram R$ 7,88 bilhões. Porém, 39,7% dos gastos de São Paulo com segurança foram destinados ao pagamento de aposentadorias, “não contribuindo diretamente pelo policiamento ou para demais funções de segurança”, diz o Fórum.

Segundo o Anuário, os investimentos em inteligência e informação aumentaram, mas ainda são escassos e somaram apenas R$ 880,05 milhões, ante a R$ 17,56 bilhões de policiamento, R$ 2,57 bilhões de defesa civil e R$ 31,78 bilhões para outras funções. Os gastos com inteligência no país cresceram 78,12% de 2011 para 2012, “o que indica que os estados e a União estão começando a se preocupar mais com questões estratégicas para o aperfeiçoamento da segurança pública”, diz o Fórum. O crescimento foi puxado por São Paulo, que investiu R$ 273,24 milhões a esse setor.

Cada estado gastou, em média, R$ 27,62 milhões em informação e inteligência. O Rio de Janeiro, de acordo com o Fórum, é o estado que menos investiu em inteligência, pois declarou ter aplicado apenas R$ 19,06 mil na área em 2012.

De acordo com o Anuário, a população carcerária brasileira aumentou 9,39% de 2011 a 2012, saltando de 471.250 para 515.480. Neste período, o número de vagas nos presídios do país cresceu apenas 2,82%, chegando a 303.740 no ano passado. O Brasil conta com 1,7 detentos por vaga, em média.

O Globo

Caso de estupros de quatro mulheres durante comemoração de fim de ano na Grande Natal volta a julgamento

 Um crime que comoveu a população de São Gonçalo do Amarante, em 2009, voltou a julgamento na sessão dessa terça-feira (8), da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. Os desembargadores voltaram a apreciar a ação de uma quadrilha, que invadiu uma granja, efetuou vários roubos, seguidos do estupro de quatro mulheres que participavam de uma comemoração no mês de dezembro.

O julgamento foi decorrente de uma Apelação Criminal movida por um dos envolvidos no crime, Alex Fábio Vieira da Nóbrega, que foi um dos últimos a serem presos, em janeiro de 2011.

O crime ocorreu quando funcionários de uma empresa faziam uma confraternização de final de ano e os acusados assaltaram quem estava no local e estupraram as quatro mulheres. Alex assume que participou do assalto, mas nega que tenha cometido o estupro e, por esta razão, moveu o recurso junto ao TJRN.

“Ele pode não ter praticado o ato, mas deu cobertura”, avaliou o juiz convocado Gustavo Marinho, durante a exposição do voto na Câmara Criminal, o qual também reforçou que a sentença inicial faz jus aos atos praticados pelo bando. Segundo o processo, além do estupro e dos roubos, pessoas foram feitas reféns e Alex revezou-se na vigilância das vítimas.

À época da prisão, a Divisão Especializada em investigação e Combate ao Crime organizado disse que os quatro homens que invadiram a granja em São Gonçalo faziam parte de uma quadrilha maior, da qual foram presos cinco integrantes em 22 de janeiro de 2011, período em que Alex Fábio fugiu da cidade.

TJRN

Justiça nega Habeas Corpus para Gerente bancário no RN suspeito de 2 estupros

O crime de “Estupro de Vulnerável” foi debatido, na sessão da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desta terça-feira (17). Desta vez, o órgão julgador apreciou o pedido de um Habeas Corpus, feito pela defesa de um homem, preso há 70 dias, por ter supostamente praticado quatro crimes sexuais, com duas vítimas diferentes.

O suposto crime teria acontecido em maio deste ano, no município de Campo Grande, cuja prisão se deu no dia 11 de julho, decorrente de um decreto de prisão preventiva fundamentado na gravidade abstrata do delito, na sua repercussão social, na influência que o acusado exerce na sociedade, por ser gerente bancário, bem como na necessidade de se proteger as vítimas, para que não sofressem influências nos depoimentos.

A denúncia do Ministério Público também apontou, dentre outros itens, que houve coação das vítimas por meio de uma ligação telefônica e uma mensagem de celular. Argumento rebatido pela defesa que também citou a rede social de uma das vítimas, onde não se vê nenhum ‘trauma’ atribuído após o suposto fato.

No entanto, embora o desembargador relator do processo, Gilson Barbosa, tenha votado pela negação ao HC, os outros desembargadores que integram a Câmara votaram pelo não recebimento do recurso, por entender que o Habeas Corpus não foi a via eleita mais apropriada para julgar o caso. A defesa antecipou que pretende recorrer.

O crime é tratado na lei 12.015, de 7 de agosto de 2009, que acrescentou, ao Código Penal, o artigo 217-A, contendo o tipo penal de estupro de vulnerável, assim definido: “Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 (catorze) anos”. A pena cominada é reclusão, de 8 (oito) a 15 (quinze) anos. O parágrafo 1° estabelece que “Incorre na mesma pena quem pratica as ações descritas no caput com alguém que, por enfermidade ou deficiência mental, não tem o necessário discernimento para a prática do ato, ou que, por qualquer outra causa, não pode oferecer resistência”.

O acusado está preso no presídio estadual de Caraúbas e deve aguardar o Recurso Ordinário da defesa.

TJRN