FOTO: Ministro da Educação recebe reitor pro tempore do IFRN

Foto: Divulgação

Na tarde da terça-feira (24), o reitor pro tempore do IFRN, professor Josué Moreira, e seu pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, professor José Ribeiro Filho estiveram no Ministério da Educação, onde foram recebidos pelo gestor da pasta, o professor Milton Ribeiro. À reunião compareceram ainda o Secretário de Educação Tecnológica do MEC, Wandemberg Santos e a deputada federal pelo Rio Grande do Norte, Carla Dickson.

“Foi uma reunião bastante proveitosa, onde respondemos a contento todos os ofícios pedindo explicações ao ministro sobre nossa gestão e em que fizemos algumas reivindicações, como orçamento para melhorias em nossos campi, além de tratarmos da questão dos códigos de vagas e de uma nova contrapartida para a conclusão do Campus Avançado Jucurutu. Aproveitamos a visita para convidar o ministro e o secretário da Setec para a inauguração da 22ª unidade de ensino do IFRN”, disse Josué.

Parcerias

Segundo o reitor pro tempore, temas como a Suap e a série de reuniões com órgãos públicos que vem sendo realizadas também entraram na pauta: “Estamos compartilhando a nossa tecnologia com universidades, com institutos federais e com outros órgãos públicos e isso agradou ao ministro”, disse Josué, que ainda destacou ter repassado a Milton Ribeiro um relato sobre as reuniões com o Incra com o Iphan e com o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), as parcerias com a Ufersa e com a Agência Espacial Brasileira.

Visitas

Também em Brasília, os gestores do IFRN tiveram uma reunião no Conselho Federal de Medicina Veterinária, também interessado no Suap: “Vamos atender esse pedido, até porque se trata de uma autarquia federal. O Francisco Almeida ainda falou sobre uma cooperação para usar nossa estrutura de EaD para qualificar e atualizar em capacitação médicos veterinários e zootecnistas do Rio Grande do Norte, com repasse de recursos via Funcern”, acrescentou. Para Josué, foi uma visita de cortesia que produziu bons frutos.

NNa manhã do mesmo dia, o reitor pro tempore e seu pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional estiveram na Fundação Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). “Fomos recebidos por Gabriel Medeiros Vilar, diretor de Gestão, Articulação e Projetos Educacionais. No FNDE fizemos uma proposta para qualificação de professores do Ensino Básico e Fundamental da cidade de Jucurutu e entorno, via Instituto Federal e em parceria com a Funcern para nivelar estudantes da região”, esclareceu Josué. Segundo ele, a ideia apresentada segue na linha de auxílio no acesso aos cursos que serão ofertados no novo Campus Avançado.

“A proposição foi muito bem aceita, cabendo ao IFRN agora construir um projeto e apresentar ao Fundo. Essa é uma parceria que a gente vai ter resultados positivos para o Instituto, porque os alunos vão chegar mais preparados e, quanto aos professores, mais motivados e reconhecidos, seja através de melhoria do seu salário – já que quando se faz uma especialização ou mestrado, dependendo do município, se passa ganhar um pouco mais – seja através de uma conquista acadêmica pessoal, que deixa o professor mais motivado”, finalizou o gestor.

Com IFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luiz Guerra disse:

    O IFRN, após mais de dez anos de gestão com segregação e doutrinação política, agora, está em processo de mudança visando restabelecer à formação integral do aluno cidadão, como era no passado a sua finalidade precípua.

  2. Calígula disse:

    Excelente Ministro da Educação.
    Nem parece Haddad.

  3. Cesar Bomone disse:

    PARABÉNS ao REITOR, fazendo um excelente trabalho, buscando as melhorias para a instituição e uma melhor prestação de serviço à sociedade.

  4. thiago barbosa disse:

    sabe o que eu acho bom? é que quando estavam os reitores de esquerda pintaram e bordaram, transferiram seus amigos para natal e deixaram os inimigos nos interiores mais distantes. Agora o reitor é de direita e vai fazer o que quiser, acho é pouco.

    pode botar aí BG, trabalhei lá e sei como é que funciona!

IFRN: Proen amplia prazo para inscrições em 1.383 vagas até segunda-feira

Foto: Reprodução

A Pró-Reitoria de Ensino do IFRN, através de sua Coordenação de Acesso Discente (Cadis), publicou nessa terça, 10 de novembro, uma nota em que faz novas retificações nos editais nº 23/2020nº 24/2020 e nº 25/2020.

Os editais, que regem processos seletivos para os Cursos Técnicos de Nível Médio na forma Subsequente e na forma Integrada — Modalidade Educação de Jovens e Adultos (ProEJA), sofreram alterações no cronograma, mudando o período de inscrições, ampliado até o dia 16 de novembro de 2020.

Vagas e seleção

Para se inscrever é necessário o acesso ao Portal do Candidato, onde deve ser preenchido o formulário, seguindo as especificações do item nº 8 do editais.

O processo seletivo será conduzido pela Cadis, através de processo classificatório e eliminatório, realizado por meio de análise do Histórico Escolar do Ensino Fundamental utilizando a média final das disciplinas de Língua Portuguesa e de Matemática obtidas pelo candidato no último ano do Ensino Fundamental. Estudantes que tenham concluíram o Ensino Fundamental por meio de certificação de conhecimento serão avaliados através das notas obtidas nas provas de Língua Portuguesa e de Matemática.

Ao todo são 1.383 vagas para cursos como Informática para Internet, Secretaria Escolar, Edificações, Petróleo e Gás, Guia de Turismo, Vestuário e Equipamentos Biomédicos, oferecidos em 16 campi do Rio Grande do Norte, inclusive no Campus Natal-Zona Leste, de educação à distância.

Acesse

Edital nº 23/2020-Proen — Cursos Técnicos Subsequentes 2020.2

Edital nº 24/2020-Proen — Cursos Técnicos Integrados Proeja 2020.2

Edital nº 25/2020-Proen — Cursos Técnicos Subsequentes EaD 2020.2

IFRN e Navi lançam Hackathon on-line com R$7 mil em prêmios

Todos os dias milhares de mortes são registradas no Brasil. Para simplificar o registro desses óbitos, foi criado o sistema de Codificação das Causas Básicas do Óbito. Ele serve para que seja possível identificar a causa primária da morte de uma pessoa, como por exemplo uma doença ou uma arma.

Dessa forma, a demanda por codificação do óbito se amplia exponencialmente e é identificada como uma demanda permanente do sistema de saúde. Sendo natural que a codificação do óbito passe a ser uma tarefa institucional primordial a ser assumida organicamente pelo Sistema Único de Saúde.

Com o objetivo de dar sua contribuição e construir soluções inovadoras que auxiliem no registro das causas de morte no Brasil, o Núcleo de Inovação Tecnológico do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (Navi/IFRN) está organizando o Hackathon Causa Básica do Óbito.

Inscrições

Podem participar estudantes do Brasil inteiro; as inscrições estão abertas e seguem até o dia 9 de novembro. Após preencher o formulário de inscrição, estudantes com interesse deverão formar equipes de quatro membros, organizadas preferencialmente da seguinte forma: – 1x Perfil Business, 2x Hackers (Desenvolvedores) e 1x UX/UI (Design). Ao todo são R$ 7 mil em prêmios e podem se inscrever estudantes do ensino médio e superior, desde que com matrícula ativa em instituição pública ou privada de ensino, em nível de curso técnico ou graduação

Estrutura do evento

O Hackathon será dividido em etapas e terá início no dia 14 de novembro. As equipes contarão com várias palestras ao longo do evento, que tem a duração de 20 dias. A equipe vencedora será conhecida em 5 de dezembro. “Nosso evento será on-line em respeito à pandemia, mas isso só deixará a competição mais elétrica ainda. Estamos unindo a inovação de um sistema muito importante para o Brasil com uma competição motivadora para todos os estudantes”, afirmou João Paulo Queiroz, coordenador do NaviI.

Acesse

Página do Hackathon Causa Básica do Óbito

IFRN oferece 220 vagas para cursos de Pós-Graduação

Foto: Divulgação

A Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (Proen/IFRN) divulgou na última quinta (29) a abertura das inscrições para o processo seletivo para os Cursos Superiores de Pós-Graduação Lato Sensu em nível de Especialização, regido pelo Edital Nº 26/2020-PROEN. Oferecidos pelo campus Natal-Zona Leste, os cursos serão ministrados na modalidade Ensino a Distância (EaD)  com ingresso no primeiro semestre letivo de 2021.

No total serão oferecidas 220 vagas distribuídas nos cursos de Educação Profissional (40 vagas); Educação Profissional Integrada à Educação de Jovens e Adultos (40 vagas); Tecnologias Educacionais e Educação à Distância (80 vagas) e Ensino de Matemática no Ensino Médio (80 vagas), com no mínimo 20% das vagas disponibilizadas aos cursos ofertados destinadas aos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas e no mínimo 5% das vagas disponibilizadas aos cursos ofertados são destinados a pessoas com deficiência.

Processo seletivo e Inscrições

O processo seletivo para ingresso nos cursos estará aberto a profissionais de docência e/ou gestão e/ou equipe técnico-pedagógica da rede pública estadual e/ou da rede privada de ensino, que estejam atuando, comprovadamente, na Educação, que atendam as formações conforme Edital. A inscrição  será feita exclusivamente via internet , no Portal do Candidato, no período de 3 de novembro, a partir das 14h, a 23 de novembro de 2020, até 17h, horário local. O candidato que não tenha acesso à internet  poderá fazer a sua inscrição no Campus Avançado Natal Zona Leste, em dias úteis, nos horários de funcionamento definidos no Anexo I do Edital.

Acesse

Inscrições

Edital nº 26/2020- Cursos Superiores de Pós-graduação

Com IFRN

Projeto do IFRN é aprovado como um dos melhores do país

Foto: Divulgação

Com o objetivo de selecionar projetos voltados à qualificação técnica de estudantes e recém-egressos de cursos de ciências agrárias e afins, de nível médio e superior, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) lançou o Edital de Chamamento Público n° 01/2020. A Chamada recebeu quase 500 projetos, enviados por instituições de Ensino de todo o país. Um deles, do Campus Ipanguaçu, ficou entre os nove que obtiveram nota máxima. No total, foram 75 projetos aprovados em âmbito nacional.

O Edital de Chamamento Público, intitulado AgroResidência, foi instituído com o objetivo de apoiar a formação de profissionais com as competências necessárias para plena atuação nas áreas de ciências agrárias e áreas correlatas, “por meio de treinamento prático, supervisionado e orientado”. Além de qualificar profissionais, o programa busca desenvolver nos jovens residentes, estudantes ou recém-egressos, o senso de responsabilidade ética, por meio do exercício de atividades profissionais.

Territórios Açu-Mossoró e Sertão do Apodi

Em Ipanguaçu, com o título “Qualificação profissional de estudantes e profissionais em gestão de empreendimentos associativos/cooperativos vinculados ao agronegócio da agricultura familiar nos Territórios Açu-Mossoró e Sertão do Apodi”, o projeto foi uma construção do Núcleo de Estudos em Agroecologia (NEA).

“A proposta finalista – que obteve nota máxima – foi construída de forma coletiva, com a participação de todos os membros do NEA, mantido pelo nosso Campus”, disse o professor Geraldo Jr., diretor-geral do Campus Ipanguaçu. Segundo ele, o projeto selecionado integra um grupo de quatro propostas que foram enviadas para a seleção do Ministério. Para o professor, além de comemoração, o momento é de expectativa: “A gestão sempre esteve envolvida, seja com a participação efetiva nas reuniões do Núcleo, seja no diálogo com os parceiros. Agora, estamos esperando que, efetivamente, os recursos cheguem ao Campus, nós executemos o projeto e ele alcance seu objetivo, que é fortalecer o processo de ensino-aprendizagem de estudantes egressos do Campus e – eventualmente – de outra instituição que tenha interesse em participar”, declarou.

Responsável pela elaboração da proposta, o professor Paulo Sidney, da disciplina Cooperativismo, falou sobre o resultado: “Nosso projeto visa qualificar profissionalmente estudantes em fase de conclusão de curso. Essa qualificação, na área da Gestão de Empreendimentos Associativos e Cooperativos nos Territórios Açu-Mossoró e Sertão do Apodi, terá duração de 24 meses e contará com doze residentes (seis a cada ano)”, explicou. Esses estudantes receberão, no Campus Ipanguaçu, uma complementação à formação teórica, voltada às temáticas Agroecologia, Desenvolvimento Rural Sustentável e Gestão de Empreendimentos na Agricultura Familiar. “Cada professor elaborou sua proposta dentro das linhas de pesquisa trabalhadas pelo NEA. Alguns pontos, como os aspectos metodológicos, foram construídos de forma coletiva, mas a responsabilidade técnica pela elaboração foi de cada um. Inclusive, um dos critérios de avaliação do projeto era o currículo do professor e a pertinência com o conteúdo apresentado no projeto”, esclareceu o professor.

Residentes

O edital traz que, para ser residente pelo AgroResidência, é preciso ter entre 15 e 29 anos de idade, ser estudante ou recém-egresso de cursos nas áreas de ciências agrária e afins, de nível médio ou superior, ter cursado todas as disciplinas do curso; egressos deverão ter concluído o curso há, no máximo, 12 meses. No Campus Ipanguaçu, com a implementação do projeto, apenas estudantes em fase final de conclusão de curso superior ou recém-egresso será selecionados, via chamada pública. Essa seleção buscará participantes tanto da unidade quanto de outro campus do IFRN, desde que com atuação nos territórios abrangidos pelo projeto, sendo seis estudantes para 2021 e outros seis no segundo ano, 2022.

Paulo ainda detalhou como as ações serão desenvolvidas: “A primeira turma atuará diretamente nas unidades residentes, realizando avaliações nos empreendimentos, geralmente associações e cooperativas. Lá também farão planos de ação com vistas a melhorias de gestão desses empreendimentos.” O professor acrescentou ainda que essas melhorias compreendem tanto aspectos societários como gerenciais e que, com base nessas avaliações, serão implementados programas de capacitação voltados aos dirigentes dos empreendimentos envolvidos. A segunda equipe ficará responsável pela implantação dos planos de ação nas unidades residentes, visando a melhoria da gestão das iniciativas assessoradas.

As Unidades Residentes são fazendas ou unidades de produção, empresas do agronegócio, cooperativas, empresas de assistência técnica, nacionais ou internacionais, da administração direta e indireta, e a sociedade civil organizada onde serão realizadas as atividades. Informações sobre bolsas e demais pré-requisitos podem ser obtidas no Edital do Mapa.

Parcerias

“O projeto tem, ainda, um viés acadêmico, fruto dessa inserção: faremos artigos científicos onde serão divulgados os resultados dessa experiência em âmbito regional e nacional e produziremos também uma publicação voltada para a área da gestão desses empreendimentos coletivos solidários que nós estamos trabalhando. Será uma cartilha que visa fornecer e complementar informações para os dirigentes dos empreendimentos assessorados”, finalizou Paulo Sidney.

O projeto selecionado já tem parceria com algumas cooperativas e órgãos públicos:

Associação de Comercialização Solidária Xique Xique;

Cooperativa de Comercialização Solidária Xique Xique (Cooperxique);

Cooperativa Potiguar de Apicultura e Desenvolvimento Rural Sustentável (Coopapi);

Federação de Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária do Rio Grande do Norte – Federação UNICAFES;

Associação Renascer dos Artesãos da Carnaúba (Assentamento Pedro Ezequiel);

Cooperativa de Produtores do Assentamento Novo Pingos (Coopingos);

Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (Emater/RN).

Acesse

Edital de Chamamento Público n° 01/2020

Lista com os projetos aprovados

 

IFRN anuncia mudanças nos Processos Seletivos 2020.2

Na tarde dessa terça-feira, 13 de outubro, a Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (Proen/IFRN) divulgou alteração nos critérios de classificação de participantes nos Processos Seletivos para os Cursos Técnicos Subsequentes e Integrado – Educação de Jovens e Adultos (Proeja) em 2020.2.

Considerando a impossibilidade de realização das provas presenciais, em decorrência da pandemia de Covid-19, será adotado um modelo não-presencial de seleção, através da análise do histórico escolar de cada estudante inscrito. Para os Cursos Técnicos Subsequentes, a seleção ocorrerá mediante a avaliação da média das notas das disciplinas Língua Portuguesa e Matemática do Ensino Médio. Já para os Cursos Técnicos Integrados Proeja, a seleção ocorrerá mediante a avaliação da média das notas das disciplinas Língua Portuguesa e Matemática do último ano do Ensino Fundamental.

Retificação

“A forma de seleção não presencial já vem sendo adotada por vários Institutos Federais por todo o Brasil, como por exemplo IFB, IF Sertão-PE, IFRO, IFMG, IFPE, IFCE, IFSP, dentre outros. A intenção da Pró-Reitoria de Ensino é divulgar, até o final de outubro, a retificação dos Editais para os Cursos Técnicos Subsequente e Integrado (Editais nº 12 e nº 13/2020, respectivamente), trazendo as novas datas e as informações detalhadas do novo processo de seleção de discentes”, informou a nota da Proen.​

Com IFRN

IFRN abre 160 vagas em cursos de pós-graduação

Foto: Divulgação

A Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) divulgou a abertura de dois editais de Processo Seletivo — Cursos Superiores de Pós-Graduação Lato Sensu em nível de Especialização. Um deles, o Edital nº19/2020, contemplando as modalidades presencial e à distância, traz 155 vagas em cursos gratuitos oferecidos pelos campi Apodi, Currais Novos e Natal-Central.

Inscrições e seleção

As inscrições estarão abertas a partir das 14h do dia 14 de outubro até 17h de 3 de novembro de 2020 (horário local), exclusivamente via internet, pelo Portal do Candidato. O processo seletivo será conduzido por uma Comissão de Seleção designada pelo diretor-geral do Campus ofertante do curso. O preenchimento das vagas, por campus e curso, será através de processo classificatório e eliminatório, com realização de análise do curriculum acadêmico e do histórico acadêmico do curso de graduação dos candidatos inscritos, observando-se, o Índice de Rendimento Acadêmico (IRA). Abaixo estão disponíveis os cursos oferecidos nos dois editais:

Edital nº 19/2020

Presencial

As normas para os dois editais são idênticas, com exceção da taxa de inscrição, no valor de R$ 50,00 (cinquenta reais), não cobrada dos servidores do Instituto.

Acesse

Edital nº19/2020 – Pós-Graduação Lato Sensu em nível de Especialização

Edital nº20/2020 – Pós-Graduação Lato Sensu em nível de Especialização [para servidores]

Portal do Candidato

IFRN

IFRN divulga chamadas públicas para aquisição de gêneros alimentícios

Foto: Divulgação

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), por meio da Diretoria de Gestão de Atividades Estudantis (DIGAE), divulgou na última quinta-feira (17), duas chamadas públicas para aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural ou de suas organizações. Os processos, que dispensam licitação, visam atender à demanda de produtos para a alimentação escolar nos diversos campi do Instituto.

Participantes

A demanda de fornecimento de produtos abrange hortifrútis, lácteos, panificados, polpa de frutas, entre outros produtos. Poderão participar das chamadas fornecedores individuais, detentores da Declaração de Aptidão ao Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP/Pronaf) para pessoa física; Grupos Informais, também com DAP/Pronaf de pessoa física; e Grupos Formais de agricultores, detentores de DAP de pessoa jurídica. Todos devem ainda atender às exigências estabelecidas nos Editais, seus anexos e à legislação em vigor.

Documentação

O Edital da Chamada Pública nº 01/2020, com orçamento de aproximadamente R$580 mil, atenderá ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE); o Edital da Chamada Pública nº 02/2020 se dará por meio da modalidade Compra Institucional, no âmbito do Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar – PAA, e tem gasto previsto de aproximadamente R$390 mil. A vigência do contrato com os vencedores do processo começa a partir da assinatura do contrato e segue por um período de 12 meses.

Os interessados deverão enviar a documentação para habilitação e projeto de venda no período de 18 de setembro a 07 de outubro de 2020, digitalizados, para o e-mail [email protected] Para aqueles que não tiverem acesso à internet, durante o período de 01 a 07 de outubro a entrega também poderá ser feita em cada campus do IFRN, no horário das 9h às 12h, de acordo com o anexo IV dos Editais.

As sessões públicas para análise da documentação de habilitação e projeto de venda ocorrerão através de videoconferência, de acordo com datas e horários do Anexo V dos Editais, para viabilizar a participação à distância dos agricultores familiares e/ou suas organizações. Os links serão informados a todos os interessados por meio digital.

Acesse:

EDITAL – Chamada Pública n.º 01/2020 PNAE – Programa Nacional de Alimentação Escolar

EDITAL – Chamada Pública n.º 02 /2020 PAA – Programa de Aquisição de Alimentos 

IFRN

ÚLTIMOS DIAS: IFRN oferta de 877 vagas remanescentes para o Programa Novos caminhos

Foto: Reprodução

A Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), usando das atribuições que lhe confere a Portaria n° 834/2020-RE/IFRN, disponibiliza Edital Nº 18/2020-Proen/IFRN para cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) na modalidade de Ensino a Distância (EaD), com a oferta de 877 vagas remanescentes do Programa Novos caminhos do Edital N°17/2020/Proen, vinculada à Rede e-Tec Brasil no IFRN.

Cursos e vagas

Os cursos e vagas oferecidos são para Assistente Administrativo – uma vaga, com carga horária de 160h, Assistente de Secretaria Escolar – 450 vagas, com carga horária de 180h, Programador de Sistemas – 151 vagas, com carga horária de 200h e Programador Web – 275 vagas, com carga horária de 200h.

Para ingresso nos cursos é necessário possuir Ensino Fundamental II (6º a 9º ano) completo, ter idade igual ou superior a 16 anos no ato da matrícula, estar classificado dentro do número de vagas ofertadas, declarar que não está matriculado simultaneamente em outro curso FIC do Programa Novos Caminhos.

Inscrições

A inscrição será feita exclusivamente via Internet, na Área do Candidato, a partir das 8h do dia 9 de setembro (quarta-feira) e se prolonga até as 23h59 do dia 14 do mesmo mês. No ato da inscrição será obrigatório informar o número de documento oficial de identificação e do CPF do próprio candidato, tendo o direito a apenas uma única inscrição.

A classificação e o preenchimento das vagas acontecerá por meio de sorteio realizado por um programa habilitado pela equipe técnica do IFRN, sendo que as primeiras inscrições sorteadas serão classificadas para as vagas oferecidas nos cursos. Quem não preencher os requisitos, terá sua inscrição desclassificada do processo seletivo; automaticamente será convocado outro inscrito conforme a ordem de sorteio.A matrícula deverá ser feita online, anexando toda documentação exigida pelo edital.

Acesse

Inscrições

Edital – Vagas Remanescentes 

IFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jackson Paulo de souza disse:

    Boa noite . Quero participar

Reitor do IFRN acata recomendação do MPF e revoga compra de notebooks

Após recomendação do Ministério Público Federal (MPF), o reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN), Josué de Oliveira Moreira, revogou o processo de compra de 20 Macbooks i5 13″, que seriam destinados à equipe de gestão. O MPF observou que há outros computadores com qualidade similar e preços menores que os R$ 12.700 previstos para esse modelo.

A recomendação, de autoria do procurador da República Kleber Martins, indicava a necessidade de o instituto abranger um maior número de marcas e modelos disponíveis no mercado, ampliando o objeto da compra e buscando a melhor relação custo-benefício. Uma análise da Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Ctic) da Procuradoria da República no RN apontou a existência de computadores com configurações muito próximas ou mesmo superiores em diversos quesitos (para a finalidade pretendida) e a preços bem menores.

“Apesar de ser um aparelho muito bom e ter uma performance ótima, a relação custo-benefício é questionável, sobretudo para uma utilização básica. Quando comparado com outros notebooks equipados com o Windows e configuração e material similares, não percebemos vantajosidade na escolha pelo equipamento da Apple para uma utilização administrativa”, apontou o relatório.

O representante do MPF ressaltou que o IFRN, como instituição pública, precisa levar em conta os princípios constitucionais da eficiência e da economicidade, “a fim de evitar questionamentos e mesmo ações judiciais atribuindo a pecha de ilegalidade aos atos”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Papa Jerry Moon disse:

    Vantajosidade? Que idioma é esse?

  2. Jorge Rodrigues disse:

    Seria bom o Ministério Público Federal informar em que pé se encontra a ação de improbidade decorrente do uso do prédio do IFRN para a instalação de uma barraca do "Lula Livre".

    • Antonio disse:

      Barraca "lula livre", que vergonha, esquerdopatas não tem limites…

  3. Manoel disse:

    Reitor nao, interventor.

OPORTUNIDADE: IFRN oferta de 877 vagas remanescentes para o Programa Novos caminhos

Foto: Divulgação

A Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), usando das atribuições que lhe confere a Portaria n° 834/2020-RE/IFRN, divulgou nesta sexta-feira (4), o Edital Nº 18/2020-Proen/IFRN para cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) na modalidade de Ensino a Distância (EaD), com a oferta de 877 vagas remanescentes do Programa Novos caminhos do Edital N°17/2020/Proen, vinculada à Rede e-Tec Brasil no IFRN.

Cursos e vagas

Os cursos e vagas oferecidos são para Assistente Administrativo – uma vaga, com carga horária de 160h, Assistente de Secretaria Escolar – 450 vagas, com carga horária de 180h, Programador de Sistemas – 151 vagas, com carga horária de 200h e Programador Web – 275 vagas, com carga horária de 200h.

Para ingresso nos cursos é necessário possuir Ensino Fundamental II (6º a 9º ano) completo, ter idade igual ou superior a 16 anos no ato da matrícula, estar classificado dentro do número de vagas ofertadas, declarar que não está matriculado simultaneamente em outro curso FIC do Programa Novos Caminhos.

Inscrições

A inscrição será feita exclusivamente via Internet, na Área do Candidato, a partir das 8h do dia 9 de setembro (quarta-feira) e se prolonga até as 23h59 do dia 14 do mesmo mês. No ato da inscrição será obrigatório informar o número de documento oficial de identificação e do CPF do próprio candidato, tendo o direito a apenas uma única inscrição.

A classificação e o preenchimento das vagas acontecerá por meio de sorteio realizado por um programa habilitado pela equipe técnica do IFRN, sendo que as primeiras inscrições sorteadas serão classificadas para as vagas oferecidas nos cursos. Quem não preencher os requisitos, terá sua inscrição desclassificada do processo seletivo; automaticamente será convocado outro inscrito conforme a ordem de sorteio.A matrícula deverá ser feita online, anexando toda documentação exigida pelo edital.

Acesse

Inscrições

Edital – Vagas Remanescentes 

IFRN

Auditoria aponta ilegalidade em nomeações de cargos da Reitoria do IFRN

Uma auditoria interna realizada por órgãos do Ministério da Educação (MEC) revelou ilegalidades em nomeações para cargos da Reitoria do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).

De acordo com o auditoria, a Reitoria vem realizando nomeações para ocupações de cargos sem a devida verificação de que os ocupantes dos cargos atingem os requisitos legais, ou seja, nomeando pessoas com impedimentos legais de assumir cargos e omitindo informações das consultas dessas pessoas.

“Com fulcro nos dados extraídos a partir de análises executadas no decorrer deste trabalho extraordinário de auditagem concluímos que o processo de nomeação para os cargos de gestão, no âmbito da Reitoria do IFRN, não está observando os requisitos legais contidos na legislação brasileira. É preciso, urgentemente, um ajuste na atual tramitação dos processos dessa natureza, a fim de viabilizar a mensuração do preenchimento dos requisitos legais, por parte dos candidatos à cargos de gestão. Só assim, as peculiaridades de cada situação serão observadas”, concluiu.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos Oliveira disse:

    Que vergonha! 🙈 Interventor temporário do IFRN diz em entrevistas à imprensa que o reitor eleito não pode ser nomeado por responder à sindicância de natureza puramente política, mas contraditoriamente nomeia para cargos de confiança vários servidores condenados em processos administrativos disciplinares por diversas condutas ilegais como assédio e racismo contra servidores técnico-administrativos em educação. Uma lástima o que está acontecendo com o IFRN, uma instituição tão importante para o RN e com uma história tão bonita. Que pena! 😔

    • Deco disse:

      Que vergonha é essa conversa mole!!
      Quer convencer a quem?
      Faça sua parte porque ninguém aqui é jumento!

  2. Manoel C disse:

    Auditoria é do MEC, que é da mesma ideologia do atual Reitor pro tempore e mesmo assim faz valer a lei. Ainda sim tem gente que de nada sabe, falando que ela é esquerdista.

  3. thiago barbosa disse:

    olha, a reitoria do IFRN fez o que quis durante muitos anos, nomeou quem quis, trouxe quem quis do interior por ser amigo, aposentou quem queria para livrar de investigações do MP, perseguiu quem não era do seu espectro político e ideológico…
    acho que agora estão todos pagando pelo que os gestores antigos fizeram!
    é só procurar no site do MPRN pelos nomes dos antigos reitores pra ver a quantidade de processos que tem de abuso de poder….

    • Carlos Oliveira disse:

      Procurei. Não encontrei nenhum. Ajuda aí e envia o link ou as informações pra a gente saber também.

  4. Abreu Neto disse:

    Segundo à Auditoria Interna, é preciso ter alguns requisitos, entre os quais:
    1- Ser esquerdista
    2- Ser filiado ao PT ou PSOL
    3- Ter foto com o boné do MST
    4- adesivo no carro com Lula livre

    • Fernando disse:

      Doente!!

    • Gado com orgulho disse:

      5 – Usar camisa do Chê Guevara
      6 – Adorar a família Castro de Cuba; e
      7 – Gritar eu sou Maduro.

    • Sergio disse:

      Olha, Abreu, atualmente, ter essa características já garante que a pessoa não seja terraplanista.

    • Geraldo Neto disse:

      Não não amigo, basta não ter sido suspenso por cortar cabo de câmera de vigilância ou por falar com os colegas de trabalho como se fossem pariceiros.

    • Manoel disse:

      Olha, Abreu, atualmente, ter essa características já garante que a pessoa não é genocida.

    • Deco disse:

      kkkkkkkkk
      E quem participou daquele singelo "retiro" Igreja e Democracia" não tem prioridade, não ?
      kkkkkk

Em plena pandemia, IFRN gasta R$ 254 mil na compra de 20 MacBooks para a Reitoria

Enquanto os alunos lutam para ter acesso a bolsas de estudo para superar a pandemia, a Reitoria do Instituto Federal do Rio Grande do Norte decidiu gastar R$ 254 mil na compra de 20 MacBooks, os notebooks da Apple.

A aquisição em plena pandemia, solicitada pelo diretor de gestão de tecnologia da informação, Charles Freitas, foi justificada como importante para “renovação e adequação do parque computacional da Reitoria”. Assim, foram gastos R$ 254 mil em apenas 20 notebooks para que os servidores possam ter um computador melhor.

Para se ter uma ideia da aplicação do valor, seria possível pagar 1.693 bolsas para estudantes, ao valor de R$ 150, cada, como faz a Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Az disse:

    Esses funcionários do ifrn parecem adolescentes, não paga água, luz, feira, internet e ainda querem mandar na casa, dizer quem pode entrar e sai da residência dos pais.

    • Carlos Oliveira disse:

      Lei N° 11.892/2008 (Cria os Institutos Federais)
      Art. 12. Os Reitores serão nomeados pelo Presidente da República, para mandato de 4 (quatro) anos, permitida uma recondução, após processo de consulta à comunidade escolar do respectivo Instituto Federal, atribuindo-se o peso de 1/3 (um terço) para a manifestação do corpo docente, de 1/3 (um terço) para a manifestação dos servidores técnico-administrativos e de 1/3 (um terço) para a manifestação do corpo discente.

      Ou seja, assim como o presidente da república é nomeado pelo presidente de Supremo Tribunal Federal, após a consulta à população por meio do processo eleitoral (deve ser nomeado o vencedor, caso contrário o STF estará quebrando a ordem democrática), os reitores dos Institutos Federais devem ser nomeados pelo presidente da republica, após o processo legal de escolha pela comunidade acadêmica. Assim, do mesmo modo, deve ser nomeado o vencedor, caso contrário não haveria razão de ser da eleição determinada pelo legislador, que apresenta um custo para sua realização.

    • Carlos Oliveira disse:

      É assim que funciona a democracia.
      Parafraseando a fala do ex-ministro Weintraub, quem não suporta a democracia está vivendo no país errado e deve procurar um país onde há um chefe supremo que não governa sob a égide do poder que emana do povo.

    • Carlos Oliveira disse:

      Onde se lê Supremo Tribunal Federal (STF), leia-se Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pois este nomeia o presidente da república conferindo-lhe o diploma legal, e o Congresso Nacional, que representa o poder emanante do povo, dá a posse.

  2. Leonardo disse:

    Fala sério! Vamos separar política de orçamento público. Você sabe muito bem que a aquisição de equipamentos de informática possuem verba carimbada para TI (investimento). Logo, não tem essa de usar para bolsas de estudos.

    • Manoel C disse:

      O valor é absurdo. Inegável.

    • François Cevert disse:

      Leonardo para seu conhecimento, as bolsas de estudos demoraram mais de dois meses para serem liberadas e o processo já se encontrava pronto quando o interventor assumiu, já as compras dos referidos macbooks levaram 'apenas' dois dias para serem liberadas. Agora eu lhe pergunto, porque comprar um MacBook de RS 12mil se um Notebook normal de R$ 2.500,00 faz o mesmo serviço? Zelo com o dinheiro público é o que não se ver nesses interventores que em sua primeira ação foi solicitar dois, carros com motorista e 'auxílio moradia' para si mesmo. Um verdadeiro absurdo com o trato do dinheiro público como se o IFRN estivesse nadando em verbas depois dos cortes e contingenciamento das verbas dos anos anteriores.

  3. Hugo Manso disse:

    Como professor concursado, lotado no Campus Natal Central, não posso aceitar como natural tal aquisição. Os R$ 254 mil gastos em apenas 20 notebooks são para os gestores da Reitoria, ou seja, os INTERVENTORES, não eleitos. Na matéria aqui do blog, ao afirmar que os 20 notebooks são "para que os servidores possam ter um computador melhor", precisa ser clareada.
    QUEM VAI SE UTILIZAR DOS EQUIPAMENTOS SÃO OS INTERVENTORES que representam, SE MUITO, 3% da comunidade acadêmica do iFRN.

    • Leonardo disse:

      Fala sério Hugo Manso. Fui seu aluno no IFRN. Vamos separar política de orçamento público. Você sabe muito bem que a aquisição de equipamentos de informática possuem verba carimbada para TI (investimento). Logo, não tem essa de usar para bolsas de estudos. Houve sobrepreço? Houve esquema? Menos. Vamos nos ocupar do que merece ocupação.

    • Deco disse:

      Que nível, heim?
      Tem tempo já passou, vermelhinho.

    • Carlos Oliveira disse:

      É isso mesmo, Hugo Manso. Comprar MacNooks para trabalhos administrativos é o mesmo que atirar com bala de canhão para matar uma formiga. Pouco mais da metade do valor custa um Dell top de linha, que já é uma super máquina que eu uso em desenvolvimento avançado em SQL Query VBA, e para atividades administrativas não precisa configuração de alta performance. É um absurdo mesmo, nesse contexto de restrição orçamentária e empobrecimento do país. Não estamos na Suiça… Alô!
      O Leonardo afirmar que os recursos de capital são carimbados para o fim de aquisição de equipamentos não justifica usá-los sem economicidade e racionalidade. 👎

  4. Matheus disse:

    Acredito que o IFRN não coaduna com esse tipo de postura. Quem está comprando é a gestão que intercede, cuja indicação, percebe-se ser por proximidades a Girão. Comforme o próprio já informou em reportagens passadas.

  5. Renan César disse:

    Primeiro, a compra desses computadores foi feita pelo INTERVENTOR golpista filiado ao PSL, nomeado por Bolsonaro através de MP que já caducou. Segundo, é preciso dar nomes aos incertos: Charles Freitas é o Diretor de TI responsável que solicitou a compra, mas quem deu a canetada autorizando o empenho foi o sr. Josué de Oliveira Moreira (vulgo reitor pro tempore), cuja alcunha é INTERVENTOR. Os dois são da linha ideológica do seu presidente.

  6. Carlos Oliveira disse:

    Os servidores do IFRN repudiam essa despesa abusiva pela gestão interventora, inexperiente e oportunista.
    Já foram adiquiridos MacBooks anteriormante pelo IFRN, mas não para serem utilizados por gestores e trabalhos administrativos, o que é um absurdo, mas por analistas de tecnologia da informação nos desenvolvimentos do Sistema Unificafo de Administração Pública (SUAP), que hoje já é reconhecido como um dos melhores sistemas criados no âmbito do MEC e já é utilizado por dezenas de instituições federais e de outras esferas de governo.

    • Deco disse:

      Amigo, deixa de lero lero. Por acaso vc foi eleito para falar pelos servidores ? Trata-se de chôro. Não da pra disfarçar sua contrariedade com outra coisa: a substituição do possível reitor ( lembre-se não foi na marra pois a justiça deliberou isso) por motivo que está sendo apurado em sindicância. Não existe compra de computador com exclusividade para um setor. Computadores, vc sabe disso, São bem móveis que podem ser alocados em qualquer setor da IFRN desde que seja aplicável. Deixe de besteira e volta ao trabalho e tente ajudar seu coloca Josué enfrentar esse sindicato de esquerdista que existe na IFRN. Assim vc engrandece essa instituição.
      Se não for isso que você deixa transparecer só poderia ser inveja, que é pior ainda….

    • Carlos Oliveira disse:

      Não deco, vc está enganado com relação à inveja. E falo a você respeitosamente. Recebi o convite para compor a equipe de planejamento e recusei por reconhecer a incapacidade do reitor pro tempore e seus pró-reitores em contribuir para o desenvolvimento do IFRN. Não conhecem sequer o funcionamento administrativo dessa instituição multicampi, quanto mais atuar nas políticas estratégicas de ensino, extensão, pesquisa e planejamento. Eles ainda não entendem que a pessoa jurídica da instituição criada pela lei, não possui vida própria, e atributos humanos que só as pessoas (físicas) possuem, e que nenhuma ação criativa ocorre com êxito, necessária a essas políticas, e isso não se produz por força da lei, como o vice-retor José Ribeiro afirma.
      Ademais, é deprimente os reiterados pronunciamentos do reitor temporário, que não expressam a verdade ao afirmar que o reitor eleito responde na justiça ou a processo administrativo disciplinar, o que não é verdade, mas tão somente a uma sindicancia de natureza punitiva por causa da realização de um evento no campus central que ele nem participou, que nem tem conclusao ainda, onde representantes da sociedade convidados discutiram em uma palestra do evento o caso que toda a sociedade e a mídia discutia naquele momento, que era o processo e prisão do ex-presidente da república, Luiz Inácio Lula da Silva.
      Sem mencionar que o processo de indicação do nome de intervenção no IFRN é eivado de irregularidades por ter sido, inclusive, iniciado formalmente no MEC em data anterior à conclusão da análise do processo eleitoral pelo próprio MEC. Estranho, não!
      Mentira não inspira confiaça, e esta deve ser recíproca, pois é um dos principais elementos de uma relação interpessoal, sem a qual, pasmem, até uma relação entre a mãe e um filho pode se abalar e acabar.
      Por isso não tive condições morais de participar dessa gestão.

    • disse:

      Publiquem aí os gastos com os eventos, com as feiras de ciências, e outros que, pelo que ouvi, até teriam ido pedir grana alta ao governo estadual…
      E a grana altissima para bancar docentes no exterior que, no final de seus doutorados, se aposentam, sem dar qualquer retorno em trabalhos à sociedade??
      Se essa aquisição fosse de algum ideologista da turminha, teria essa falação toda?
      Eita hipocrisia grande!

  7. Lameck disse:

    Eu penso que se a verba veio para este fim, não poderia ser transferida para outro destino. Também não concordo que volte. O que precisa ser analisado é o valor do equipamento, se está de acordo com as demais cotações.

    • .40 disse:

      Com relação a verba não posso falar, mas os preços estão sim conforme a realidade, um MacBook é bem caro, o que cabe a reflexão é se um notebook mais barato não supriria a necessidade.

    • disse:

      Muito bem colocado, Lameck. Para isso, existe uma comissão de licitação, um ordenador de despesas, e toda a normatização pertinente. Ademais, quantas outras despesas altas já foram feitas por esse instituto, em gestões anteriores, sem essa mesma reclamação (tão somente porque foram realizadas por um interventor)? Não recordo de ter visto essa mesma revolta antes…
      Ou seja, parece que o problema não é o quê é comprado, tampouco por quanto… mas "quem" comprou! Se há indícios de vícios, que se investigue. Agora, querer ideologizar em tudo já é doentio!

  8. Cesar Bomone disse:

    Mais uma indignação POLITIZADA.
    Não vejo ninguém questionar os custos das instituições federais de ensino, quanto custa cada aluno?, qual a EFICIÊNCIA no uso dos RECURSOS PÚBLICOS, qual a quantidade de professor por aluno? está compatível com os gastos das instituições privadas de ensino? Qual o êxito na formação dos alunos?.
    Há muito que não vejo maiores preocupação com a empregabilidade dos alunos formados e a colocação deles no MERCADO.
    As instituições de ensino federais seguem sem aula e não se ver nenhuma ação efetiva para a continuidade do semestre.
    A compra de notebooks é um NADA frente aos imensos gastos dessas instituições, que deveriam demonstrar EFICIÊNCIA no uso dos escassos RECURSOS PÚBLICOS.
    Se a compra fosse por um reitor PETISTA, duvido que houvesse tanta indignação.

  9. mane disse:

    Acho que se justifica, afinal socialistas tambem gostam de iphone, fazer pos na Europa etc. Segundo os entendidos, nao é gasto quando se usa dinheiro doado pelo povo. Segundo os politicos de plantao, sao investimentos com alto retorno social; afinal as instituicoes publicas brasileiras de educacao tem alto nivel de retorno; tanto que ja devem ter varios premios nobel; milhares de patentes uteis que geraram bilhoes de dolares de retorno social, entre outros… Inclusive poderiam investir em BMW ou mercedes pra reitoria, motoristas, maquina nespresso, jatinho etc. Afinal, equipamento é tudo pra que um servico publico eficiente funcione!!!

    • Carlos Oliveira disse:

      Mané, gostaria de dizer antes de tudo que embora eu não seja petista, o IFRN tem pautado os seus investimentos nos ultimos 12 anos nos princípios de economicidade e a partir de projetos de desenvolvimento acadêmicos sérios e participativos junto à comunidade, o que permutiu a expansão do IFRN para os atuais 21 campi, proporcionando a formação profissional de milhares de jovens potiguares que sempre estiveram alijados da oportunidade de estudar, principalmente no interior de estado. Foram dezenas de milhões de reais investidos na expansão do IFRN em processos licitatórios sem que houvesse sequer denuncias de fraudes e com projetos integralmente concluídos e com processos e contas auditadas pela CGU e TCU e aprovadas.
      Já foram adiquiridos Macbooks anteriormante no IFRN, mas não foram para serem utilizados por gestores e trabalhos administrativos, o que é um absurdo, mas por analistas de tecnologia da informação nos desenvolvimentos do Sistema Unificafo de Administração Pública (SUAP), que hoje já é reconhecido como um dos melhores sistemas criados no âmbito do MEC e já é utilizado por dezenas de instituições federais e de outras esferas de governo.

  10. Lucas disse:

    Reitor, muito cuidado nessa IFRN, 90% do quadro de servidores é do PSOL/PT. Muito cuidado com as compras e assinaturas, tem que verificar tudo nos detalhes, pq eles vão tentar empurrar muita coisa. Inclusive na sua própria reitoria tem infiltrados da esquerda

    • Lucas (o não babaca) disse:

      Pois é, mas quem fez a referida aquisição foi o interventor nomeado por Bolsonaro e indicado por um deputado do PSL. Aquela galera que pregava austeridade e que fariam tudo diferente do PT/PSOL.

    • Alexandre Magnus disse:

      Todos concursados ,inclusive o reitor.

  11. Zanoni disse:

    É a mamata do dinheiro público!

  12. andre bambu disse:

    Em 2017, tb teve compra de 177 mil em macbooks pra "coodenadores" e ngm falou nada!
    (detalhe, 2017 ja estava em vigor a lei do teto mas tb ngm viu alguém comentar (fazer esse tipo de comparação "hain, dava pra pagar 1500 bolsas". Sabe pq? pq quem comprou esses macbooks (em 2017) era o reitor eleito. Quem comprou esses macbooks agora, foi o "interventor" (ai a zuada a grande).

    neh!

    vamos fazer zuada tb pra o reitor que gastou em 2017 quase o mesmo montante comprando macbooks!

    • Andre Dalua disse:

      Em plena pandemia com o teto de gastos, a lei do teto de gastos só passou a vigorar para saúde e educação em 2018. Obviamente é necessário um equipamento de qualidade, mas não desse nível. Os produtos adquiridos em meio a situação que vivemos é uma situação muito mais vexatória que em momentos passados.

    • Carlos Oliveira disse:

      A compra em 2017 não foi para coordenadores não. Você está mal informado. Foi para serem utilizados por analistas de tecnologia da informação nos desenvolvimentos do Sistema Unificafo de Administração Pública (SUAP), que hoje já é reconhecido como um dos melhores sistemas criados no âmbito do MEC e já é utilizado por dezenas de instituições federais e de outras esferas de governo.

    • Deco disse:

      Carlos oliveira demonstra otimo conhecimento das aquisiçoes anteriores bem como da destinação dos bens na IFRN; assim, dá até pra se desconfiar que é da turma que ficou prejudicada com a impugnação do reitor eleito ( conforme justiça acatou).
      Se carlos tivesse interessado em ajudar de verdade teria dado pitaco na hora do planejamento das aquisiçoes. Não tenho pleno conhecimento mas normalmente uma compra de equipamentos no setor publico leva pelo menos de cinco a seis meses. Passando pelo provimento de credito, conforme planejamento anterior, levantamento das necessidades, pesquisa de preços, licitação, pregão, recebimento e pagamento da aquisição. Será que vc não viu isso antes? Mas vou chutar aqui: quase certo que o planejamento dessa aquisição foi feito pela administração anterior. Mas nada errado. Se se entendeu necessário e existia previsão de créditos tudo tranquilo. Até porque esse processos devem ter passado por algum órgão de controle.
      O resto é hipocrisia.

    • Carlos Oliveira disse:

      Sim, prejudicado junto com os 97% das mais de 35 mil pessoas que fazem parte da comunidade acadêmica do IFRN e que não votaram no senhor pro-reitor José Ribeiro (vice-reitor do interventor Josué Moreira) que obteve nas eleições apenas 3% dos votos.
      Prejudicados pela quebra da ordem democrática, ao não ser nomeado o reitor eleito sem que este não tenha cometido nenhum crime.

  13. Fagner de Orós disse:

    Tome: cada notebook da maçã mordida saiu pela bagatela de R$ 12.700. É mole ou quer mais?

  14. Ralph disse:

    Antes que falem besteira essa compra foi feita pelo indicado de Bolsonaro.

  15. Cigano Lulu disse:

    Também a reitoria da Uferrenê adora MacBooks, podem checar. Nos aceiros das pró-reitorias é o que mais se vê, mas parece que esse é um privilégio só para os mais chegados.

  16. Francisco disse:

    Ninguém fala nada, mas com razão, falar o quê?

IFRN prorroga prazos de processos seletivos; ProITEC, Proeja e cursos técnicos de nível médio subsequente somam de 1.300 vagas

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) retificou os prazos do cronograma de três editais para processos seletivos com 1.300 vagas. A retificação altera as datas de aplicação de provas e de divulgação de resultados, entre outros. Embora coordenada pela Coordenação de Acesso Discente, setor da Pró-Reitoria de Ensino, a execução das etapas das seleções para estes editais está sob a responsabilidade da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern).

Com o isolamento social em decorrência da Covid-19, os documentos foram alterados com o intuito de permitir que os estudantes interessados e a equipe envolvida nos processos seletivos possam ter segurança para desempenhar suas atividades.

ProITEC

Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC) visa o aprofundamento de aprendizagem de alunos das escolas da rede pública de ensino do Rio Grande do Norte, contemplando as disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática e Ética e Cidadania.  Uma das etapas anteriores à prova do Programa é a entrega da documentação e informações sobre o material didático, base de estudo preparatório para os interessados. Com a alteração do cronograma, a entrega será entre os dias 17 e 21 de agosto, nos campi em que cada estudante fez a inscrição. A prova foi reagendada para 18 de outubro, a publicação do Edital do Exame de Seleção 2021 deverá acontecer em 19/10/2020 e a entrega do Certificado do ProITEC acontece a partir de 07 de dezembro. Clique AQUI e acesse o documento completo.

Subsequente e Proeja

Para as 1,3 mil vagas dos 20 Cursos Técnicos de Nível Médio na forma Subsequente e para o curso Integrado em Edificações do Campus Mossoró (na modalidade Educação de Jovens e Adultos (Proeja) as alterações vão desde a divulgação do cartão de inscrição, que passou para o dia 3 de setembro, até a aplicação das provas, marcada para 13/09. O resultado final está agendado para 23 de outubro. AQUI está disponível o Edital nº 12, com as vagas do Subsequente e AQUI o Edital nº 13, com o curso Integrado em Edificações do Campus Mossoró e suas alterações.

Acesse

Edital do Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC)

Edital dos Cursos Técnicos Subsequentes 2020.2

Cursos Técnicos Integrados Proeja 2020.2

 

 

PROCESSO SELETIVO: IFRN divulga editais para bolsas de pesquisa e inovação

Foto: Reprodução

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação do IFRN tornou pública a divulgação dos editais nº 4nº 6nº 7nº 8 e nº 9/2020 PROPI/IFRN. A publicação dos editais é uma iniciativa dos coordenadores de Pesquisa e Inovação dos campi do IFRN, integrantes do Comitê de Pesquisa e Inovação (COPI), de acordo com as ações planejadas no Plano de Ação 2020 do Instituto.

Os editais referem-se à submissão de projetos ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI), Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio (PIBIC-EM), Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica nas Ações Afirmativas (PIBIC-AF), Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) e ao projetos de pesquisa e inovação com fomento, que regem a seleção de projetos com bolsas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico(CNPq).

Submissão dos projetos

A submissão dos projetos estará disponível até o dia 22 de julho, exclusivamente por meio do preenchimento e envio dos formulários disponíveis no Sistema Unificado de Administração Pública (Suap), os quais poderão ser acessados através do link Submeter Projeto de Pesquisa, constante da página inicial, ou através do menu lateral, seguindo-se o caminho Pesquisa → Projetos → Submeter Projetos.

Acesse

Edital nº 04/2020 – PROPI

Edital nº 06/2020 – PROPI

Edital nº 07/2020 – PROPI

Edital nº 08/2020 – PROPI

Edital nº 09/2020 – PROPI

ProITEC e processos seletivos do IFRN recebem inscrições até 15 de junho

A Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) – através de sua Coordenação de Acesso Discente – retificou os prazos do cronograma de três editais para processos seletivos. A retificação altera os prazos das seleções. Com isso, o período de inscrições segue até 15 de junho de 2020. A execução das etapas das seleções para estes editais está sob a responsabilidade da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern).

Com o isolamento social em decorrência da Covid-19, os documentos foram alterados com o intuito de permitir que os estudantes interessados nos processos seletivos possam ter tempo hábil de inscrição. Abaixo, os processos seletivos que tiveram seus prazos de inscrições prorrogados:

ProITEC

Os interessados deverão se inscrever pelo Portal da Funcern. Para realizar a inscrição, é necessário efetuar o pagamento de uma taxa de R$ 30,00 (trinta reais). Após encerrado o distanciamento social, caso o prazo de inscrição ainda esteja aberto, o estudante que não tenha acesso à internet poderá se inscrever nos campi do IFRN, em dias úteis, nos horários de funcionamento de acordo com o Anexo I do Edital.

De acordo com o edital, poderão participar do ProITEC alunos que estejam regularmente matriculados no 9º ano do Ensino Fundamental em escola da rede pública de ensino e que tenham cursado todas as “séries”, ou “anos” anteriores do Ensino Fundamental, exclusivamente em escola da rede pública de ensino ou aqueles que já tenham cursado todo o Ensino Fundamental, exclusivamente, em escola da rede pública de ensino.

Subsequente e Integrado (Proeja)

Para o Proeja, serão 40 vagas, para o Campus Mossoró, no curso de Edificações no período noturno; para os cursos na forma subsequente, as 1.303 vagas divulgadas envolvem 20 cursos, oferecidos em 15 campi. As inscrições, também no valor de R$ 30,00 (trinta reais), seguem até 15 de junho, no Portal da Funcern.

Para o Subsequente, o processo seletivo estará aberto aos portadores de certificado de conclusão do ensino médio (ou de curso equivalente); para o Proeja, a seleção estará aberta exclusivamente aos portadores de, no máximo, certificado de conclusão do Ensino Fundamental (ou de curso equivalente), que desejem cursar o ensino médio integrado a uma formação profissional e que tenham, até o último dia de matrícula deste Processo Seletivo, 18 anos completos.

Os interessados nos processos seletivos, com prova agendada para 23 de agosto de 2020, terão das 8h ao meio-dia para responder a questões de múltipla escolha de Língua Portuguesa e Matemática, além de fazer a Produção Textual Escrita. O cronograma e os demais detalhes do Processo Seletivo podem ser consultados nos editais.

Acesse

Os documentos alterados são:

Edital nº 10/2020, referente ao Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC);

Edital nº 12/2020, referente aos Cursos Técnicos de Nível Médio na forma Subsequente; e

Edital nº 13/2020, referente aos Cursos Técnicos de Nível Médio na forma Integrado – modalidade Educação de Jovens e Adultos (Proeja).