Comissão de Educação da Câmara Municipal de Natal abre trabalhos com aprovação de 12 projetos

A Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência, Tecnologia e Inovação da Câmara Municipal de Natal iniciou os trabalhos legislativos nessa segunda-feira (09) com a aprovação de 12 projetos, além do encaminhamento de outros 4 para relatoria. Entre as matérias que receberam parecer favorável, destaque para a de autoria da vereadora Ana Paula (PL) que dispõe sobre a implantação de hortas orgânicas em todas as escolas públicas municipais.

“Entre os benefícios alcançados com uma horta escolar, se destacam a produção e consumo de alimentos naturais pelos alunos, atividades ligadas à culinária na escola, troca de conhecimentos, inserção de assuntos como a economia doméstica, além da influência nas escolhas alimentares das crianças”, defendeu o vereador Bispo Francisco de Assis (Republicanos).

Outra proposta acatada foi a do vereador Robson Carvalho (PMB) que estabelece o uso obrigatório de tecnologia de filtragem de conteúdo nos computadores que façam apologia a drogas, pornografia, pedofilia, sexo, violência e armamentos nas escolas da rede pública da capital potiguar, bibliotecas, e quaisquer outros locais públicos onde funcionem computadores ligados à internet.

Também passou um texto da vereadora Divaneide Basílio (PT) que declara a música Avenida 10 como Patrimônio Cultural Imaterial da Cidade. Escrita pelo compositor potiguar Babal, tornou-se famosa através da voz do cantor pernambucano Geraldo Azevedo, sendo atualmente uma das canções sobre Natal mais conhecidas em todo o país. A música faz referência a importante avenida do histórico bairro do Alecrim.

Destaque ainda para a aprovação de um projeto apresentado pelo vereador Chagas Catarino (PDT) que insere nos planos de estudos do Ensino Fundamental das escolas públicas e privadas da cidade conteúdos sobre a Lei Maria da Penha.

“Pelo primeiro dia de trabalho deste colegiado já deu para perceber como será intenso 2020. Dito isso, acredito que teremos um ano de muitos debates, projetos e ações. Temos uma equipe comprometida com o desenvolvimento da educação em nossa cidade, setor que deve representar a principal prioridade de qualquer sociedade”, avaliou o presidente da Comissão de Educação, vereador Sueldo Medeiros (PHS).

Reivindicação

Gestores municipais estiveram na reunião da Comissão de Educação para solicitar mudanças na lei da gestão escolar. Há três meses eles recebem salários incompletos em virtude de uma brecha na legislação. Sobre a questão, os parlamentares se comprometeram em intermediar com o Executivo uma solução para o pleito da categoria.

VÍDEO: Bombas de gás, spray de pimenta e tumulto marcam aprovação da reforma da Previdência em SP; Tropa de Choque foi acionada após protesto de servidores

A Reforma da Previdência dos servidores estaduais de São Paulo foi aprovada em segunda votação na manhã desta terça-feira (3) com 59 votos a favor. A mudança não precisa de sanção do governador João Doria (PSDB), pois o texto do Projeto de Emenda à Constituição (PEC) veio do Executivo. Durante a votação foi registrada confusão entre policiais militares e funcionários públicos.

Eram necessários 57 votos favoráveis. Na primeira votação foram 57 votos aprovados, o mínimo exigido. As mudanças entrarão em vigor 90 dias após a aprovação do projeto pela Assembleia Legislativa em segunda votação e sua publicação. Os que já cumpriram os requisitos para se aposentar não serão atingidos pela reforma. Com a medida, o governo espera conseguir uma economia de R$ 32 bilhões aos cofres públicos em 10 anos.

Veja as principais mudanças propostas:

Exigência do tempo mínimo de contribuição de 25 anos no caso de aposentadoria voluntária

Aumento da alíquota de contribuição de 11% para 14%

Idade mínima para as aposentadorias comuns: 62 anos para as mulheres e 65 anos para os homens

Professores, policiais civis, agentes de vigilância e de escolta penitenciários, e servidores que tenham condições especiais ou com deficiência terão regras diferenciadas.

A sessão extraordinária para votação do projeto começou às 9h com discussões e Casa cheia. Servidores lotam os corredores da Alesp em protesto contra o projeto.

Durante o debate, deputado Carlos Gianazzi (PSOL) chegou a pedir que a sessão fosse interrompida por conta de tumulto nos corredores.

A Polícia Militar atirou spray de pimenta e bombas de gás em servidores que protestam do lado de fora do plenário. A deputada Márcia Lia (PT), que estava no local, foi atingida.

De acordo com a assessoria de imprensa da Alesp, durante o protesto, uma das portas do plenário teria sido quebrada. A PM foi acionada e bloqueou os acessos. Servidores que protestam do lado de fora da Assembleia também foram impedidos de entrar.

A Tropa de Choque da PM cercou o prédio e fechou as entradas. A Avenida Pedro Álvares Cabral foi bloqueada em ambos sentidos pela CET. Após a confusão, manifestantes atiraram pedras e barras de ferro contra os policiais.

Principais mudanças
Aposentadoria voluntária

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Artur disse:

    Realmente é o fim da imprensa brasileira. A matéria cheia de vícios induz o eleitor a acreditar que o responsável pela baterna e quebra quebra na ALSP foi ocasionado por parte da policia. O que marcou a votação foi os atos de vandalismo e marginalidade por parte dos sindicatos que apos a porta da casa ser aberta, pelos policiais que ali estavam, para a entrada dos grupos terroristas que se intitulam sindicados, foram (os policias) agredindo a chutes e ponta pés e alguns terrorista, marginais, vagabundos tinha o intuito de subtrair a armas dos policiais que ali estavam.

  2. Rafael Pinheiro disse:

    Vamos fazer a mesma coisa aqui no RN! Mostrar toda nossa revolta com a (des)Governadora Fátima!!

  3. Arósio Orlando disse:

    Fatima Bezerra propôs a reforma mais dura do país,taxando aposentados que ganham irrisórios 2.500 em 14%,acima disso 15%. Depois covardemente sumiu com medo da classe que a elegeu.Esperamos que os deputados corrijam as aberrações de olho nas eleições de 2020 e 2022.Fatima nunca mais

    • Marcelo disse:

      Passando para informar que as alíquotas da Reforma previdenciária feita pelo Bozonazi é a pior do país, pois vão de 7,5% a 22% !
      E olhe que a relação inativo x ativos do governo federal é bem melhor do que a RN que tem mais inativos do que ativos trabalhando!
      Portanto, se o máximo aqui for 15%, vocês ainda estão se dando bem!

    • Papa Jerry Moon disse:

      Acho que Marcelo não entendeu o escrito: 14% é o desconto para o menor nível salarial, 2500 reais. Para salários mais altos o desconto não sobe quase nada.

Avaliação do governo Bolsonaro fica estável em fevereiro, mostra pesquisa XP/Ipespe

Presidente Jair Bolsonaro posa para fotos com populares na entrada do Palácio da Alvorada (Agência Brasil/Agência Brasil)

 

A avaliação da população em relação ao governo de Jair Bolsonaro apresentou cenário de estabilidade entre janeiro e fevereiro, de acordo com levantamento da XP Investimentos em parceria com o Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe). Dados divulgados ao Estado apontam que 36% dos entrevistados consideraram o governo ruim ou péssimo, contra 39% em janeiro – mesmo porcentual desde outubro de 2019. Outros 34% avaliaram o governo como ótimo ou bom, contra 32% em janeiro, e 29% como regular (28% no mês anterior).

As variações estão dentro da margem de erro da pesquisa – de 3,2 pontos percentuais – e mostram a divisão de opiniões que tem marcado os levantamentos do tipo nos últimos meses.

A expectativa da população para o restante do mandato de Bolsonaro também não variou. Para 40%, a perspectiva é ótima ou boa e para outros 33% é ruim ou péssima. São os mesmos porcentuais de janeiro. Outros 21% esperaram um resto de governo como regular, ante 20% em janeiro.

O levantamento teve abrangência nacional e ouviu mil entrevistados, por telefone, entre segunda-feira, 17, e quarta-feira, 19.

Em um ano, a avaliação negativa do governo Bolsonaro cresceu de 17%, em fevereiro de 2019, para 36% neste mês, enquanto a resposta de ótimo ou bom variou de 40% para 34%. O porcentual dos que consideraram regular o governo variou dentro da margem de erro, de 32% para 29% em um ano.

As expectativas ruim e péssima para o restante do governo Bolsonaro saíram do piso de 15% em fevereiro de 2019 para 33% este mês, enquanto a perspectiva ótima e boa saiu de 60% para 40%. Já a perspectiva regular para o resto do mandato segue praticamente estabilizada e dentro margem de erro desde o início da série de levantamentos, e variou de 20% para 21% em um ano.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lenio disse:

    E O BANDIDO DE ESTIMAÇÃO DA FAMÍLIA?
    MAS BANDIDO BOM NÃO É BANDIDO MORTO?
    HOMENAGEAR BANDIDO PODE?
    ENTRE RACHADINHAS, LARANJAS E CHOCOLATES, DEFENDER MILICIANOS PODE?
    POIS É BOZONARO, CADA DIA VAI FICANDO MAIS DIFÍCIL DEFENDER HIPÓCRITAS QUE LIDERAM BANDIDOS, HOMENAGEIAM BANDIDOS, EMPREGAM EM SEUS GABINETES BANDIDOS, MORAM NO MESMO CONDOMÍNIO E SÃO AMIGOS DE BANDIDOS.
    AS FICHAS DE MUITA GENTE JÁ ESTÃO CAINDO E OS FAKES CONSTANTES JÁ NÃO SURTEM OS MESMOS EFEITOS QUE ANTES.
    A BATATA ESTÁ ASSANDO NO "ANEL" DE COURO DOS QUE PREGAM A MORTE E A GUERRA E SE DIZEM CRISTÃOS ADORADORES DA PAZ E DO AMOR.
    AS BANCADAS DO BOI, DA BALA E DA BÍBLIA ESTÃO NO TOPO DA LISTA DE HIPÓCRITAS EXPLORADORES DO SISTEMA. MAIORES MAMADORES DO PODER PÚBLICO.

Aprovação de Bolsonaro cresce e atinge 50% dos brasileiros, aponta pesquisa Veja/FSB

Foto: Alan Santos / Planalto

A popularidade do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cresceu nos últimos dois meses e, pela primeira vez desde agosto do ano passado, atinge 50% dos entrevistados, aponta levantamento Veja/Instituto FSB.

Divulgada nessa quinta-feira (13), a pesquisa ouviu 2.000 eleitores, entre os dias 7 e 10 de fevereiro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, com intervalo de confiança de 95%.

De acordo com os dados divulgados, 50% dos brasileiros aprova a forma como o presidente governa, 6% nem aprova nem desaprova e 44% desaprova. Apenas 1% não soube ou quis responder.

Este é o melhor resultado de Bolsonaro entre os quatro levantamentos bimestrais Veja/Instituto FSB, que começaram em agosto do ano passado. Nas pesquisas anteriores, o militar permaneceu com 43-44% de aprovação, enquanto sua reprovação variou de 46-48% do total.

O número de pessoas que considera o governo bom ou ótimo também cresceu, em relação aos levantamentos anteriores, passando de 12% e 19%, respectivamente, para 14% e 22%. Já o que classifica a gestão do militar como péssimo sofreu uma redução, indo de 26% para 22%.

Outro indicativo que demonstra uma melhora na imagem do presidente é o que mensura o alinhamento de expectativa do eleitorado, que atingiu o maior nível positivo na série histórica.

Em comparação com a última pesquisa, em dezembro de 2019, os que achavam que o governo seria muito melhor que o esperado eram 8% dos entrevistados, esse número passou para 10%. O número de pessoas que achavam que ia ser um pouco melhor que o esperado também cresceu, passando de 21% no fim do ano passado para 26% neste mês.

Combate ao desemprego

Um dos principais problemas enfrentado pelo governo, o combate ao desemprego, que permanece alto, atingindo 11% da população, se consolidou na terceira posição entre as áreas mais bem avaliadas da atual gestão, ficando atrás somente de Combate à corrupção e Segurança.

ÍNTEGRA DA PESQUISA AQUI.

Congresso em Foco, UOL

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zwylder disse:

    Os mortadela pira…

  2. Petralha disse:

    Rapz…esse presidente Fdp, vivia dizendo que as irmãs eram adulteradas, quando ganhou ficou calado!igual o eleitorado dele, pq não diz que a pesquisa é fake!

  3. Silvia Scuccuglia disse:

    Com certeza, o verdadeiro resultado deve ter chocado tanto que resolveram divulgar 50% como consolo para os bolsonaristas…

  4. José aldomar disse:

    Quando as pesquisas dão ruim eh fake quando dão boa não eh fake

  5. Cidadão Atento disse:

    SE FOSSE O CONTRÁRIO ESSA PESQUISA NÃO ERA VERDADEIRA. mAS COMO NOS FAVORECE, ELA É A PURA EXPRESSÃO DA VERDADE.
    ESSAS PESQUISAS ENCOMENDADAS PARA CRIAR CORTINAS DE FUMAÇA EM ÉPOCAS DE GRANDES DESGASTES SÃO UMA VERDADEIRA PIADA.
    PERGUNTAR NÃO OFENDE: Qual a validade e veracidade desse instituto Veja/Instituto FSB?
    No artigo não vemos onde e sob que número essa pesquisa foi registrada, qual a metodologia, onde foi realizada, entre outros "DETALHES" tão pequenos para nos ajudar a diferenciar as notícias dos Fakes, tão comuns nesses tempos sombrios onde verdadeiras fábricas são montadas e mantidas pelo sistema, dentro de gabinetes e com verbas públicas, para criar FAKES NEWS em série.

  6. Bento disse:

    Isso já tinhamos certeza.
    E achamos que passa dos 70%.
    Enquanto isso em Roma o sapo barbudo foi canonizado.
    São ladrão

Governadores acatam proposta de Fátima e pedem urgência a deputados e senadores para aprovação do novo Fundeb

Foto 1:Derick Nunes/ Foto 2: Ricardo Borges

Reunido em Brasília na manhã desta quarta-feira, 11, o Fórum dos Governadores do Brasil acatou por unanimidade a nota apresentada pela governadora Fátima Bezerra que solicita a aprovação rápida pelo parlamento da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que cria o novo Fundo de Desenvolvimento e Valorização do Ensino Básico – Fundeb.

O Fundeb que está em vigor tem validade até junho deste ano. Após este prazo, se não for aprovado o novo Fundeb, a educação básica, que atende 40 milhões de brasileiros, ficará sem sua principal fonte de financiamento. Diante deste quadro, os governadores externaram sua preocupação na carta elaborada pela governadora Fátima Bezerra que, como deputada federal, foi relatora do atual Fundeb.

Os governadores solicitam agilidade da Câmara dos Deputados e do Senado Federal na aprovação da PEC 15/15 que é considerada, entre outras três em tramitação, a que melhor atende as necessidades. Relatada pela deputada federal Dorinha Seabra (DEM/TO) a PEC 15/15 foi analisada por uma comissão parlamentar especial, foi tema de diversas audiências públicas, passou por análises de consultores legislativos, especialistas em educação, gestores, entidades da área de educação e organizações da sociedade civil.

Apoiada pelos Governadores, a PEC 15/15 torna o Fundeb uma política de Estado permanente, amplia a participação da União no financiamento da educação básica e revisa a metodologia da distribuição de recursos da complementação pelo Governo Federal aos Estados e Municípios.

A governadora Fátima Bezerra enfatizou que é urgente a votação e aprovação da PEC e lembrou que a Câmara dos Deputados já havia assumido este compromisso. Após aprovação na Câmara, a matéria precisa ser analisada e votada também no Senado. “É urgente a aprovação do novo Fundeb. Estamos tratando da educação básica, do atendimento às nossas crianças e jovens, que não podem ficar sem o financiamento público e precisam de educação de qualidade”, afirmou.

Caso não seja renovado, o fundo deixará de existir e atualmente o Fundeb equivale, segundo o Ministério da Educação (MEC), a 63% de tudo que é investido nas escolas públicas do Brasil. “O que colocamos hoje no Fórum é a reafirmação dos pressupostos básicos da proposta: tornar o Fundeb permanente, ampliar o financiamento da União e aprimorar os critérios de distribuição. Estas são medidas fundamentais para os Estados e Municípios atenderem as demandas da população e assegurar o direito de todos à educação”, finalizou Fátima.

A PROPOSTA QUE TORNA PERMANENTE O FUNDEB

· Desde 2010, o Governo Federal contribui com apenas 10% do valor do Fundeb.

· A contribuição passa a 15% até 2021, com acréscimos anuais de 2,5 pontos percentuais até chegar a 40% em 2031.

· O impacto orçamentário total seria de R$ 279,8 bilhões.

· O Fundeb é composto por recursos arrecadados por estados e municípios e da complementação feita pela União.

· O fundo é hoje o principal mecanismo de financiamento da educação básica, que vai da creche ao ensino médio.

· O dinheiro é usado para pagamento do salário dos professores e para ações de manutenção e desenvolvimento do ensino, como obras e aquisição de equipamentos.

Aprovação a Donald Trump bate recorde

Foto: Reuters

Uma pesquisa divulgada nesta terça-feira pelo Gallup mostra que Donald Trump alcançou o melhor índice de aprovação nos Estados Unidos desde o início de seu mandato.

Segundo o levantamento, feito entre os dias 16 e 29 de janeiro, 49% dos americanos dizem aprovar Trump.

A aprovação ao presidente dos EUA entre os republicanos também é recorde: 94% (seis pontos percentuais a mais do que no início do mês passado).

A pesquisa também revela que 52% dos americanos são contrários ao impeachment de Trump.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel disse:

    Com a menor taxa de desemprego dos últimos 50 anos, o americano médio vai reeleger ele…

  2. Bento disse:

    Lá como cá

  3. Ivan disse:

    Esse é outro mito!!! A esquerda pira!!!! kkkkkkkkkk

Pesquisa CNT/MDA: Aprovação de Bolsonaro melhora e chega a 34,5%; consideram regular – 32,1% e ruim ou péssimo – 31%

FOTO: MICHAEL MELO/METRÓPOLES

O governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é aprovado por 34,5% da população brasileira, revela pesquisa feita pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) em parceria com o instituto MDA.

O levantamento mostra, por outro lado, que 31% dos participantes consideram o governo “ruim” ou “péssimo”. Para completar, 32,1% avaliam a gestão do mandatário da República como regular e 2,4% não souberam ou não responderam. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (22/01/2020).

A sondagem aponta melhora na avaliação dos rumos ditados por Bolsonaro ao governo brasileiro. Em agosto, a pesquisa mostrou que a gestão do presidente era aprovada por 29,4% da população nacional. O levantamento mostrava também que 39,5% dos participantes consideravam o mandato “ruim” ou “péssimo”.

Em fevereiro, quando foi feita a primeira pesquisa da série, a aprovação era de 38,9%. O governo era visto como regular por 29% dos entrevistados. E 19% dos participantes não achavam a gestão ruim.

Para esta terceira rodada, foram realizadas 2.002 entrevistas, de 15 a 18 de janeiro de 2020, em 137 municípios de 25 unidades da Federação. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Pesquisa da CNT sobre o governo de Jair Bolsonaro:

Ótimo ou bom – 34,5%
Regular – 32,1%
Ruim ou péssimo – 31%
Não sabe / Não respondeu – 2,4%

Imagem pessoal

A pesquisa revelou, também, que a imagem pessoal de Bolsonaro teve melhora no período analisado. Um total de 47% dos entrevistados afirmou desaprovar o desempenho do chefe do Executivo. Por outro lado, 47,8% aprovam e 5,2% não souberam ou não responderam.

Em agosto, 53,7% dos entrevistados afirmaram desaprovar o desempenho do capitão da reserva à frente do governo. Por outro lado, 41% aprovavam e 5,3% não souberam ou não responderam.

Em fevereiro, 57,5% diziam aprovar a conduta do titular do Palácio do Planalto e 28,2% desaprovavam. Outros 14,3% não souberam ou não responderam à pesquisa.

Para 40,1%, já é possível perceber melhorias em relação aos governos anteriores, enquanto 24,7% afirmam perceber pioras em relação aos governos anteriores.

Com informações do Metrópoles

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fora bolsotralhas disse:

    Os marketeiros estáo a todo vapor$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$ 💰💰💰💰💰💰tentando mudar o quadro DESSA encenação brasileira do caminho certo, é a contramão da desgraça implantada por está BOSTA DE PRESIDENTE🐴😂

  2. Otavio de Medeiros lima disse:

    Olha ter esse percentual sem abastecer o caixa das empresas de pesquisa com dinheiro público não é fácil, o capitão está bem na fita.
    Até 2016 tinham institutos de pesquisa, devidamente financiados que davam como certa a derrota de Bolsonaro na eleição e a popularidade de um determinado condenado em 180%.
    O povo começa a entender o quanto foi manipulado por anos e anos através de instituto de pesquisas, jornalistas, emissoras de tv todos devidamente pagos e agraciados com os recursos públicos para iludir, enganar, distorcer e ludibriar o povo.

Seplan reitera urgência à AL na aprovação de dotação orçamentária para pagar salários de 2019

Foto: Divulgação

Uma semana após o governador em exercício Antenor Roberto entregar o Projeto de Lei solicitando crédito extraordinário à presidência da Assembleia Legislativa, o secretário estadual de Planejamento e das Finanças, Aldemir Freire, voltou à Casa Legislativa na manhã desta quarta-feira (27) para reiterar a urgência na aprovação do PL. O motivo é a iminência da falta de dotação orçamentária para pagar o salário de dezembro e o 13º de 2019 dos servidores estaduais.

Durante a tarde, Aldemir Freire estará reunido na Seplan com o departamento financeiro de todos os poderes para comunicar a atual situação financeira do Estado. “Temos dinheiro para pagar, mas falta dotação orçamentária. Ou seja: o Orçamento do Estado encaminhado à Assembleia pelo último governo escondeu um déficit bilionário. Havia despesas obrigatórias não computadas no orçamento. E agora só podemos pagar se houver essa previsibilidade”, explicou o secretário.

A expectativa do Governo é que o Projeto esteja aprovado até próxima semana sob o risco do não pagamento para parte dos servidores que devem receber no próximo dia 14 de dezembro. “Se não aprovarem não tem como pagarmos. Dependemos, exclusivamente, da Assembleia. Tentamos essa correção deficitária no Orçamento pelo Tribunal de Contas do Estado desde o início da gestão. Mas infelizmente só será possível via Projeto de Lei”, ressaltou Aldemir Freire.

O Projeto deverá ser apreciado pela Comissão de Constituição e Justiça nesta quinta-feira (28). Caso a estimativa de aprovação se cumpra, o Governo conta com agendamento de reunião extraordinária da Comissão de Finanças e Fiscalização na terça-feira (3), para nova apreciação. “Esperamos que os parlamentares que formam essa Comissão, deputados Tomba, Zé Dias, Galeno Torquato e Getúlio Rêgo, Isolda Dantas, Francisco do PT e Ubaldo Fernandes, também sejam sensíveis à urgência do caso”, estimou o titular da Seplan.

O Projeto

O Projeto de Lei, cujo relator é o deputado George Soares, pede autorização para abertura de crédito extraordinário ao Orçamento Geral de 2019, no valor de quase R$ 1,8 bilhão (R$ 1,5 bi apenas para pagamento de pessoal, incluindo o passivo das três folhas em atraso).

O objetivo é corrigir “disparates” do Orçamento Geral encaminhado pelo Executivo Estadual no último ano. Com este crédito aprovado, o Governo regularizará o processo orçamentário do Estado. Diligenciado dessa forma o Estado do RN não terá mais dívidas que não estejam com o devido registro contábil.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Almir Dionísio disse:

    E pq não viram isto antes?,?Sinceramente é um terrorismo paga/não paga.
    Tem dinheiro/não tem dinheiro….
    E Fatinha na China

“Essa é uma vitória do povo brasileiro”, diz relatora da PEC da 2ª instância

Foto: Câmara dos Deputados/Divulgação

A deputada federal Caroline de Toni (PSL-SC), relatora da PEC da prisão em 2ª instância, agradeceu ao povo que foi às ruas em favor da proposta.

“Vamos acabar com a morosidade da Justiça brasileira”, celebrou.

Veja mais: CCJ da Câmara aprova relatório favorável à proposta que permite a prisão após condenação em segunda instância

“Essa é uma vitória do povo brasileiro, que foi às ruas e pediu a aprovação da PEC da prisão em 2ª instância”.

O Antagonista

Pesquisa XP/Ipespe: Governo Bolsonaro tem oscilação positiva e é aprovado por 35%; desaprovam 39% e 25% consideram regular

Foto: Sergio Lima/Poder360

Pesquisa divulgada nesta 4ª feira (13.nov.2019) mostra que a aprovação do governo de Jair Bolsonaro passou de 33% em outubro para 35% em novembro. A rejeição também foi de 38% para 39%. O estudo foi realizado pelo Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas) e divulgado pela consultoria XP. A pesquisa ouviu 1.000 pessoas nos dias 6, 7 e 8 de novembro. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos. Eis a íntegra.

Reprodução

Este já é o 2º levantamento seguido em que aprovação da gestão do presidente Bolsonaro tem oscilação positiva dentro da margem de erro. Em setembro, o percentual daqueles que aprovavam o governo era de 30%.

As expectativas para o futuro do governo se mantiveram estáveis, segundo o levantamento. O grupo que diz esperar que a gestão Bolsonaro seja boa ou ótima daqui pra frente é de 46%. Já a parcela que projeta 1 governo ruim ou péssimo passou de 31% para 32%. O percentual que considera que será regular caiu de 19% para 18%.

Os responsáveis pela pesquisa também indagaram os entrevistados sobre o novo pacote econômico apresentado pela equipe do ministro Paulo Guedes (Economia) ao Congresso. Pouco mais de a metade dos entrevistados (55%) disse ter tomado conhecimento das propostas, que englobam 3 PECs (propostas de emenda à Constituição). Dentre esse grupo, 57% disseram avaliar que as medidas vão na direção correta.

Uma das propostas contidas no pacote econômico é a possibilidade de extinção de municípios com menos de 5.000 habitantes e que dependam excessivamente de repasses para arcar com suas despesas. Sobre esse ponto, 60% dos entrevistados se declararam a favor da medida, enquanto 32% disseram ser contra. Outros 8% não souberam ou não quiseram responder.

A proposta do governo considerada mais importante, no entanto, é o projeto anticrime do ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública). A pesquisa mostra que o projeto, que até agora avançou pouco na Câmara dos Deputados, teve sua relevância avaliada com nota 7,8 (de 0 a 10) pelos entrevistados –a maior nota alcançada entre 8 medidas testadas.

Poder 360

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eu chamo disse:

    LULA MEU PRESIDENTE. ESSA BUNDA PODRE DO BOSTANARO, É A SERPENTE MALDITA QUE VEIO DO QUINTO DOS INFERNOS….E PRA la vai voltar

  2. Luis G. Vitorino disse:

    QUEM GOSTA DE BOSTA É PINICO

  3. Ricardo Carvalho disse:

    O partido que virou bando vai levar outra lapada! kkkkkkkkkk

  4. Rinaldo disse:

    60% de aprovação, soma de aprovam e regular, mesmo achando que tirando os ptralhas (11%) o resto vota no Mito de novo.

Árbitros e assistentes do RN tem 100% de aprovação na avaliação física da CBF

Foto: Iuri Seabra / FNF

Na manhã desse domingo (27), 21 árbitros e assistentes da elite nacional, entre homens e mulheres, realizaram uma série de testes físicos que os habilitam a continuar no quadro da CBF-RN do próximo ano e, consequentemente, atuar em competições nacionais e estaduais. A atividade foi realizada no Estádio Frasqueirão, localizado em Ponta Negra, em Natal. O teste contou com o auxílio do instrutor da CBF, Igor Costa, e a presença do Presidente da Comissão de Arbitragem do Rio Grande do Norte, cel. Ricardo Albuquerque.

Os árbitros foram submetidos aos testes “Yo-yo Dinâmico” e “7×7×7″. Já os assistentes realizaram os testes “Ariet” e “Coda”. O teste “Yo-yo Dinâmico” tem como objetivo avaliar a resistência dos árbitros utilizando corrida de 40 metros para frente com alternância de direção a cada 20 metros. O teste “7×7×7” avalia agilidade. Na categoria dos assistentes, o teste “Ariet” trabalha a resistência, alternando seções de corrida para frente com mudança de direção, sentido e deslocamento lateral. Enquanto o teste “Coda”, avalia a resistência.

Destaque para a assistente CBF, Edilene Freire, que por mais uma vez, conseguiu ficar acima da média para o quadro de assistentes do feminino e bateu o padrão o masculino.

Com informações da FNF

Zenaide Maia comemora aprovação de projeto que evita fechamento de 43 Defensorias Públicas no país

Foto: Divulgação

O Senado aprovou nessa terça-feira (15) o projeto de lei de conversão (PLV 23/2019) que garante a permanência de 819 servidores requisitados do Poder Executivo na Defensoria Pública da União. Esses profissionais seriam mandados de volta aos órgãos de origem e a DPU ficaria sem 63% da sua força de trabalho, já que não possui quadro efetivo de servidores de apoio. A senadora Zenaide Maia (Pros/RN) lutou pela edição da Medida Provisória e comemora aprovação.

Durante as discussões de Medida Provisória anterior (MP 872/19), Zenaide Maia (PROS-RN) articulou o acordo que garantiu a edição da MP 888, que originou o projeto de lei. A senadora também fez parte da Comissão que analisou o texto da MP e ressaltou a importância do projeto para quem não tem condições de pagar um advogado particular: “Defensoria Pública é essencial, principalmente para a população mais pobre deste país, então, estou feliz com essa aprovação. Fui da Comissão Mista, lutei pela edição da Medida Provisória e agora, conseguimos garantir esses profissionais”, declarou a parlamentar.

O projeto segue para a sanção presidencial e sua transformação em lei evita o fechamento de cerca de 43 unidades da Defensoria em todo o país, inclusive as de Natal e Mossoró (RN).

Fábio Faria comemora aprovação de recursos do megaleilão de petróleo para estados e municípios

Foto: Divulgação

O Senado aprovou nessa terça-feira (15) o projeto de lei que define as regras para divisão entre estados, municípios e União dos recursos do megaleilão de petróleo do pré-sal, marcado para o dia 6 de novembro.

O leilão corresponde à chamada “cessão onerosa”, que trata do petróleo excedente numa área inicialmente explorada pela Petrobras. O governo prevê arrecadar R$ 106,5 bilhões com o volume extra. Pelo menos R$ 10,9 bilhões serão destinados para estados e Distrito Federal e outros R$ 10,9 para municípios.

“Estou muito feliz com esse resultado. A Câmara já havia aprovado e agora o Senado confirma. Esses recursos chegarão num momento muito oportuno para estados e municípios que apresentam grandes dificuldades financeiras”, destacou Fábio Faria (PSD/RN), que presidiu a sessão da Câmara dos Deputados nesta terça.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cidadão Atento disse:

    NÃO SEI PORQUE ESSE CASO ME LEMBRA DA COSERN

  2. Luiz disse:

    Sempre que a mídia nacional fala desse assunto "cessão onerosa do pré-sal", é salientado que este recurso financeiro que serão destinados aos estados e municípios não poderão ser utilizados para pagamento de folha de servidores… Interessante que aqui no Estado do RN ninguém está se fazendo essa pergunta. Espero que o Estado tenha um plano judicial traçado para solucionar esse possível entrave.

    • Rômulo disse:

      Esse dinheiro pagará os servidores de forma indireta, aliviando as despesas normais do Estado dos gastos com previdência e investimentos. Assim sobrará recursos próprios para pagamento de salários atrasados.

  3. GEORGE disse:

    RESTA SABER SE A SRA. GOVERNADORA VAI CUMPRIR O QUE FOI PROMETIDO, PAGANDO OS SALÁRIOS ATRASADOS DOS FUNCIONÁRIOS.

Veja como deputados potiguares votaram na aprovação de projeto que afrouxa regras e ameniza punição eleitoral

Ausentes, os deputados Fábio Faria(PSD) e João Maia(PR) não votaram. Foto: Reprodução

Segure a carteira, deputados trabalharam à noite – por Josias de Souza – UOL

No Legislativo de um país como o Brasil, civilização é tudo o que sobra para ser desenterrado dez mil anos depois. Num futuro remoto, quando os arqueólogos desencavarem as antiguidades de Brasília, encontrarão escondida nos subterrâneos do Congresso uma escola de cinismo, perfídias e malandragens. Ficará finalmente esclarecido por que o bolso do brasileiro amanhecia violado sempre que os parlamentares davam expediente noturno.

A propósito, segure a carteira. Os deputados fizeram serão na noite desta terça-feira. Aprovaram um projeto que permite, entre outras barbaridades, o uso de verbas do fundo partidário —dinheiro seu, meu, nosso— no pagamento de advogados para políticos encrencados com a lei. Repetindo: o partido vai filiar o picareta, ele mesmo patrocinará a corrupção, ele mesmo fornecerá o advogado. Nesse ciclo de autossuficiência, você entrará com o bolso.

O texto-base do projeto passou com relativa facilidade: 263 votos 144. Quer saber como seu representante votou? A íntegra da lista de votação está disponível aqui. Nesta quarta-feira, os deputados analisarão as emendas que sugerem modificações pontuais no projeto. No essencial, há no texto uma cota de desfaçatez que deve ser preservada. Inclui do afrouxamento de regras eleitorais à suavização de penalidades.

Inclui também a recriação da famigerada propaganda partidária semestral, fora da temporada de campanha —uma boçalidade que havia sido extinta para evitar o desperdício de verbas. Faltou definir o valor do fundo eleitoral que irá bancar as eleições municipais do ano que vem. Os desejos oscilam entre R$ 2,5 bilhões e R$ 3,7 bilhões. Esse bote sobre sua carteira será efetuado mais adiante, na hora em que for votado o Orçamento Geral da União para 2020. Os congressistas não perdem por esperar. Ganham.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. flavio disse:

    o tal General (será mesmo) Girão está tentando limpar a besteira que fez em votação anterior…
    Mas vejamos, por que não se acaba com a eleição de deputados e senadores e se institui tudo através de concurso público, de maneira bem mais democrática? Os aprovados serão enumerados numa lista e aí sim, os mais votados ficam nos cargos. E se fizer besteiras, a população pode fazer um abaixo-assinado e tirá-lo do cargo. Isso sim é democracia..

  2. Lula encantador de asnos disse:

    Parabéns ao Deputado General Girão.
    São nessas horas que se separa o joio do trigo.

  3. Cláudio disse:

    Isso é uma VERGONHA.

  4. Ivan disse:

    Parabéns ao Gen Girão!!! Aos q defendem a corrupção e desvios de verbas, desejo que se torem!!!

  5. Tarso disse:

    a petista confirmando para que veio.

Bolsonaro celebra “menos burocracia e mais empregos” com aprovação de MP da Liberdade Econômica

Reprodução

Jair Bolsonaro foi ao Twitter logo depois da aprovação do texto-base da MP da Liberdade Econômica, ontem à noite, na Câmara, para comemorar a vitória do governo.

“O Brasil dá mais um passo importantíssimo rumo à prosperidade”, tuitou o presidente.

Bolsonaro também deu “parabéns aos parlamentares” e disse que o texto abre caminho para “menos burocracia e mais empregos”.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Neto Felipe disse:

    Depois da ida o homem a Lua, esse foi o segundo passo da humanidade, só não sei pra onde.

    • Júnior disse:

      Vou discordar de você Neto Felipe:
      O segundo passo foi no mensalão;
      O terceiro passo foi no petrolão;
      O quarto passo foi com a lava jato;
      O quinto passo será com o BNDES;
      O sexto passo foi a eleição de 2016;
      O sétimo passo a eleição 2018.
      A caminhada continua…

  2. Ustra disse:

    O Brasil está no rumo certo! Brasil acima de tudo, Deus acima de todos!

  3. Riva disse:

    Foi aprovado ontem MP 881 de Bolsonaro.
    Agora a empresa pode te OBRIGAR a trabalhar domingos e feriados e não te pagar dobrado e tbm te fazer trabalhar corrido, somente com uma folga semanal a cada SETE SEMANAS.

    Grande dia! (Para o empregador explorar AINDA mais o trabalhador)

    • Apenas Comentando disse:

      Por gentileza, não espalhe boatos, o texto aprovado contem as seguintes definições:

      O repouso semanal remunerado deverá coincidir com o domingo pelo menos uma vez no período máximo de quatro semanas.
      O trabalho aos domingos e nos feriados será remunerado em dobro, salvo se o empregador determinar outro dia de folga compensatória.

  4. Comentando apenas disse:

    Votação dos deputados do RN:

    Benes Leocádio(PRB) Sim
    Beto Rosado (PP) Sim
    Fábio Faria (PSD) Sim
    João Maia (PL) Sim
    Walter Alves (MDB) Sim

    Natália Bonavides (PT) Não
    Rafael Motta (PSB) Não

    Fonte: https://congressoemfoco.uol.com.br/economia/mp-da-liberdade-economica-e-aprovada-na-camara-veja-os-votos/

    • IBGE disse:

      Tenho pena de Natália Bonavides (PT), está num partido que não deixa ngm pensar.
      Seguem ainda os mandos de Lula. Se continuar assim a carreira dela vai tomar outro rumo

  5. Ivan disse:

    Que venha agora a reforma tributária, privatizações e reforma política…Acordos com Europa, como os EUA, Israel, rompimento com paisecos autoritários (Cuba/Venezuela)…Esse governo tá sem freio, ninguém nos segura…Brasil!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Paulo Guedes se diz confiante na aprovação da reforma da Previdência

Foto: Marcos Corrêa/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira (28), em Brasília, que está confiante na aprovação da reforma da Previdência. Ele afirmou que as manifestações de apoio ao governo são a prova de que o povo quer mudança.

“Estamos confiantes que o Congresso vai aprovar a reforma [da Previdência]. Acho que as manifestações simplesmente confirmam a ideia de que o povo quer mudanças”, disse, ao chegar no Ministério da Economia, após café da manhã, no Palácio da Alvorada, com o presidente Jair Bolsonaro, os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, do Senado, David Alcolumbre, e do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli.

Segundo Guedes, o encontro foi “excelente, em um ambiente ótimo”, sem antagonismo entre os poderes. “Estão todos buscando melhorar o país”, disse.

Neste momento, Guedes e Maia estão reunidos no ministério e o tema da reunião, de acordo com o ministério, é “agenda de desburocratização”.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Joaquim disse:

    O fim de sua aposentadoria.

  2. Jl disse:

    Conversa animada! O "lanchinho" ótimo e quem paga?

  3. nasto disse:

    O povo quer mudanças , principalmente prender esse monte de LADRÔES que estão soltos e pelo menos diminuir a corrupção no BRASIL. Se faz necessário agir rápido