Câmara Municipal de Natal aprova projeto que inclui Libras na formação dos professores

Garantir o acesso dos estudantes com deficiência auditiva da capital potiguar à Língua Brasileira de Sinais (Libras), por meio de profissionais de educação qualificados na rede municipal de ensino, foi o objetivo do projeto de lei, aprovado em segunda discussão, nesta terça-feira (21), durante a Sessão Ordinária Virtual da Câmara Municipal de Natal.

De autoria do vereador Bispo Francisco de Assis (Republicanos), o PL 252/2018, inclui a Libras nos programas de formação continuada da Secretaria Municipal de Educação para profissionais do magistério, professores da educação infantil e demais educadores da rede pública municipal.

“É uma matéria bastante importante, que veio numa boa hora e que com certeza vai prestar um grande serviço aos deficientes auditivos da nossa cidade”, ressaltou o vereador autor, Bispo Francisco de Assis.  Já para o vereador Robson Carvalho (PDT), a matéria garante mais inclusão. “Relevante e inclusivo, tendo em vista que 30% da população do estado tem algum tipo de deficiência e parte desse índice são os surdos. Então, a língua brasileira de sinais, a Libras, é a segunda língua oficial mais difundida no nosso país. Por isso a necessidade da capacitação dos nossos professores”, completou Robson Carvalho, que subscreveu a matéria.

A Casa ainda aprovou em segunda discussão o projeto de Lei N° 174/2019, de autoria do vereador Dagô de Andrade (PSDB), que determina a notificação obrigatória de casos de violência contra idosos, que aconteçam aqui em Natal. “Ter um projeto como esse, aprovado pela Casa, para preservar a vida dos idosos é dizer não à violência contra os idosos, que muitas vezes são tidos como invisíveis. A gente precisa fazer valer os direitos da pessoa idosa”, declarou a presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Minorias, Trabalho e Idosos, vereadora Divaneide Basílio (PT).

Com 53 oportunidades em Natal-RN, Marinha abre concurso com 960 vagas para formação de fuzileiros navais; veja edital

Foto: Divulgação/Marinha

A Marinha abriu concurso para 960 vagas para o curso de formação de soldados fuzileiros navais em nove localidades. Serão 480 vagas para a turma I, e igual número para a turma II, sendo 20% delas reservadas para candidatos negros.

As inscrições devem ser feitas a partir das 8 horas do dia 19 de fevereiro até 20 de março pelo site www.marinha.mil.br/cgcfn, no link “Concursos para o CFN”. Somente entre os dias 17 e 19 de março, será possível fazer a inscrição presencialmente em postos nas localidades de Marataízes (ES) e Rio Novo (MG).

A taxa é de R$ 25,00, e deve ser paga em qualquer agência bancária até 23 de março.

Os candidatos devem ser do sexo masculino, com 18 anos completos e menos de 22 anos no dia 1º de janeiro de 2021. Além disso, é exigido ter altura mínima de 1,54 e máxima de 2 metros.

O candidato precisa ainda ter concluído, com aproveitamento, o Ensino médio ou curso equivalente, em um estabelecimento de ensino reconhecido oficialmente. Confira mais informações no edital(aqui).

O processo de seleção incluirá: exame de escolaridade, de caráter eliminatório e classificatório; verificação de dados biográficos; inspeção de saúde; avaliação psicológica; teste de aptidão física de ingresso; verificação de documentos e procedimento de heteroidentificação (PH) complementar à autodeclaração para os candidatos negros autodeclarados pretos ou pardos. Todas as etapas terão caráter eliminatório.

Após a conclusão do curso, o Aprendiz-Fuzileiro Naval será nomeado a Soldado Fuzileiro Naval (SD-FN) e cumprirá estágio inicial de 12 meses. Depois disso, ele passará a atuar na carreira naval do Serviço Ativo da Marinha.

O concurso tem o objetivo de preencher vagas nas seguintes localidades:

Unidades da MB no Rio de Janeiro (569 vagas).
1º Batalhão de Operações Ribeirinhas – Manaus – AM (81 vagas)
2º Batalhão de Operações Ribeirinhas – Belém – PA (37 vagas)
3º Batalhão de Operações Ribeirinhas – Ladário – MS (33 vagas)
Batalhão de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (BtlDefNBQR) – Aramar (14 vagas)
Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal – RN (53 vagas)
Grupamento de Fuzileiros Navais de Rio Grande – RS (50 vagas)
Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador – BA (44 vagas)
Unidades da MB em Brasília – DF (79 vagas).

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. MAURICIO disse:

    depois avisa pro henrique , que dor de cotovelo mata, ele não sabe o que é servir a patria, dar um pouco do sangue pela nação, o militar fica a disposição da nação 24 horas

  2. Henrique disse:

    Onde foi que militar teve tempo ruim no BRASIL, cheios de regalias e mamatas. pior é o trabalhador comum que só leva cacete de governos

    • Anderson disse:

      Pois é, você não estudou e fica esperando receber uma bolsa…

    • Ricardo Alcântara disse:

      Deus… Perdoe essa criatura que ela não sabe o que fala… Já fiz parte dessa nobre Corporação… Apredi valores como honra, disciplina, camaradagem e amor à Pátria… Os militares estão espalhados em todos os recantos do nosso País, prestando um relevante serviço… Como exemplo, que já participei, temos o "Nsvio da esperança" que presta serviços de saúde as comunidades ribeirinhas da Região Norte… Pessoas que nunca foram a um médico e tem um atendimento de excelência… A defesa de nossas fronteiras… Isso longe das familias, sem hora extras, adicional noturno, insalubridade e periculosidade…
      E, pricipalmente, a defesa de nossa democracia, garantindo que as pessoas falem o que quiser, muitas vezes sem ter conhecimento de causa…

  3. Bil disse:

    Chupa Lula da silva!!
    Uma classe que foi desprezada por esses esquerdopatas.
    Tchau ladrões.

  4. Bento disse:

    Eiiiiiiiiittttaaaa!!!
    So notícias boas.
    20 anos só levando porrada e agora chega o crescimento.
    Os doidins piram com este tipo de notícia.

FOTOS: Governo inicia curso para formação de novos policiais militares no RN

FOTOS: ELISA ELSIE

O Governo do Estado realizou nesta quinta-feira, 02, a cerimônia de apresentação dos novos alunos-soldado do curso para formação de praças da Polícia Militar. Os alunos foram selecionados por concurso público que prevê a contração de mil novos policiais. O curso é dividido em duas turmas, uma com aulas e instruções no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) e outra no Centro de Atenção Integrada à Criança (Caic), em Natal. A carga horária é de 1.430 horas aula e 240 dias letivos.

Na solenidade a governadora Fátima Bezerra disse que os alunos conquistaram o direito de realizar o curso por que tiveram muita garra e perseverança ao cumprir as etapas anteriores de provas de conhecimento e testes físicos. Fátima Bezerra registrou que o Governo precisou superar diversos entraves para convocar os aprovados: “Fizemos todos os esforços para superar problemas que colocavam em risco a convocação de vocês, vencemos vários obstáculos até chegar a esta etapa de hoje. Estou feliz por que no segundo dia do ano, após muito trabalho do nosso Governo que tem uma equipe dedicada e competente, estamos iniciando o curso. Sejam todos muito bem-vindos e que Deus abençoe e inspire todos vocês nesta missão de proteger as famílias do nosso Rio Grande do Norte.”

A governadora voltou a afirmar que segurança pública é prioridade da gestão e que o Governo está investindo mais de R$ 120 milhões em equipamentos de proteção, armamento, viaturas, inteligência e na formação de pessoal para os vários órgãos do sistema de segurança – polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Centro de Operações Aéreas.

Ela ainda se referiu à redução dos índices de violência no Estado que teve queda de 43,2% nos casos de latrocínios, 33,2% de homicídios dolosos e 17,3% para lesões corporais seguidas de morte. “Os números são expressivos, saímos do Estado mais violento no país em 2018 para um dos quatro que mais reduziram a criminalidade. E isto significa que foram poupadas 530 vítimas de assassinatos”, disse.

O comandante da PM, coronel Alarico Azevedo lembrou que o último concurso público para contratação de novos policias militares foi realizado há 14 anos. “Vocês se habilitaram a realizar o curso e a serem formados policiais militares para proteger a sociedade potiguar. Aqui é vocação, aqui a gente se doa, aqui a gente protege o cidadão com o risco da própria vida”, afirmou o comandante, para acrescentar: “Somos uma instituição de 185 anos que trabalha 24 horas por dia, 365 dias por ano. Vocês serão os novos profissionais da Polícia Militar do Rio Grande do Norte”, acrescentou coronel Alarico.

Também compareceram à solenidade o vice-governador, Antenor Roberto, e os secretários de Estado: Virgínia Ferreira (Sead), coronel Francisco Araújo (Sesed), Osnir Monte (Adjunto da Sesed) e Ana Cláudia Saraiva (Polícia Civil).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Elza Soares disse:

    BRUNO vai chorar?

  2. Carlos Couto disse:

    Release do governo.

  3. Elza Soares disse:

    (BRUNO) vc ficou dodói com as emendas que seu depurado Cirão Cagão mandou para SP?

    • Bruno disse:

      Elza, só pra você saber, eu não votei nesse deputado, não sei nem quem é ele, mais volto a repetir, enquanto o dinheiro estiver sendo gasto aqui no Brasil, está muito bom, pior foi quando mandaram pra fora do Brasil, mais pela sua reação, sinto que você é uma petralha.
      Kkkkkkkkkkk

    • José Vanilson Juliao disse:

      Boa resposta.

    • José Vanilson Juliao disse:

      O cara aprova emendas para outros estados com maior poderio financeiro e o Bruno diz q tá tudo enquanto o dinheiro estiver dentro do país…🙊👉💩👈

  4. Pedro disse:

    Fatao do G. Duro não faz nada, pagou o décimo em janeiro, ainda deve várias folhas do ano de 2018, a Sesap está uma lástima, ela já comeu o dinheiro de três anos na frente e ainda tem idiota que acredita em milagre. Eita povo burro, nas selarias ainda existe cangalha gente, bom fazer uso.

  5. João Sem Braço disse:

    Faltou lembrar que essas contratações assim como o pagamento da folha foram possíveis graças ao repasse de $$$$$ ao estado pelo GOVERNO FEDERAL.

    • Sandra disse:

      Independentemente de quem votou em quem, se o dinheiro foi federal ou nao, o importante eh torcermos por dias melhores, desenvolvimento do estado, acoes sociais.
      Parabens ao governo do RN!

    • Henrique disse:

      Esses repasses foram só para o RN? O que se sabe é que quase todos os estados estavam com a faca no pescoço pata pagar os servidores. Deixe de paixao besta.

    • Anti-Político de Estimação disse:

      Nunca se esqueça, também, que esse dinheiro "repassado" pertence a você, a mim e a sociedade pagadora de impostos, federais, estaduais e municipais.
      Um governo verdadeiramente republicano não deve fazer perseguição a quem não reza em sua cartilha, isso seria coisa de ditador. E justiça seja feita, nesse caso agiu corretamente.

  6. Fonsa disse:

    A turma da direita gorda, pira o cabeção com as ações positivas da governadora

    • Bruno disse:

      Eu to pirado é com a notícia que vi agora no BG, a governadora perdeu uma verba do governo federal, de 2,7 milhões, que seria para colocar grades na ponte Nilton Navarro, pra evitar esse quantidade absurda de suicídios que acontece lá.
      Pense numa incompetência.

  7. Fonsa disse:

    Engraçado. Cadê os maluquetes minions que não se manifestam?

    • Centro disse:

      Criticar o que? Se critica o que merece.

    • Observando disse:

      Entrou muita grana no governo do RN, neste final de ano: 1,8 bilhão do empréstimo autorizado pela ALRN; venda da folha ao BB; cessão onerosa do pré-sal; antecipação dos royalties e, claro, a arrecadação dos impostos. A incompetente desgovernadora, sequer, pagou parte das folhas de dezembro e 13° salário de 2018. Afirmava o tempo inteiro que toda receita extra seria para esse fim. Só fez enganar os servidores. Mentirosa! Agora as torneiras se fecharam. Daqui por diante, teremos o pior governo de todos os tempos. Quem viver, verá! Não é torcer contra. É a realidade.

Estudo aponta áreas com maior demanda por formação técnica no RN; confira

Se ligue que o tempo urge. Com o avanço das energias renováveis e do conceito de indústria 4.0, as profissões transversais e ligadas à tecnologia estarão entre as mais buscadas nos próximos cinco anos no Rio Grande do Norte. Neste período, o estado tem o desafio de qualificar 85.901 trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação e aperfeiçoamento. É o que mostra o Mapa do Trabalho Industrial 2019 e 2023, elaborado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e publicado hoje (30).CONHEÇA AS DEMANDAS DE CADA ÁREA:

Em formação técnica no Rio Grande do Norte, as áreas transversais; energia e telecomunicações; metalmecânica; construção; e informática são as que mais irão precisar de profissionais capacitados nos próximos cinco anos.

Áreas com maior demanda por formação – Técnicos

Áreas Demanda 2019-2023
Transversais 3.203
Energia e telecomunicações 2.107
Metalmecânica 1.833
Construção 1.507
Informática 1.493

Veja mais: Rio Grande do Norte terá de qualificar 85.901 trabalhadores para a indústria até 2023

Algumas profissões transversais permitem ao profissional exercer funções em quase todas as áreas e setores econômicos. O estudo mostra as dez ocupações que mais exigirão formação entre 2019-2023. Técnicos em eletricidade e eletrotécnica e Técnicos em eletrônica lideram a lista no Rio Grande do Norte. “São profissionais com qualificação que pode ser aplicada em qualquer área, na indústria, na construção, nos parques eólicos, em diversos campos”, explica Emerson Batista.

Ocupações industriais com maior demanda por formação dentro e fora da indústria – Técnicos

Ocupações Profissionais a serem qualificados
Técnicos em eletricidade e eletrotécnica 1.111
Técnicos em eletrônica 1.007
Coloristas 951
Técnicos em operação e monitoração de computadores 806
Técnicos de planejamento e controle de produção 769
Técnicos de controle da produção 739
Técnicos mecânicos na fabricação e montagem de máquinas, sistemas e instrumentos 708
Técnicos de desenvolvimento de sistemas e aplicações 688
Supervisores da construção civil 579
Técnicos em telecomunicações 541

Já os cursos de qualificação são indicados a jovens ou profissionais, com escolaridade variável de acordo com o exercício da ocupação, e buscam desenvolver novas competências e capacidades profissionais. Ao final, o aluno recebe um certificado de conclusão. As áreas com maior demanda por trabalhadores com nível de qualificação, de acordo com o Mapa do Trabalho Industrial 2019-2023 serão:

Áreas com maior demanda por formação – Qualificação (+200h)

Áreas Demanda 2019-2023
Confecção e vestuário 6.249
Metalmecânica 3.859
Alimentos 3.766
Energia e telecomunicações 1.798
Têxtil 1.615

Áreas com maior demanda por formação – Qualificação (-200h)

Áreas Demanda 2019-2023
Construção 12.325
Logística e transporte 7.024
Transversais 6.226
Metalmecânica 2.772
Alimentos 2.717

Segundo o Mapa, entre as ocupações que exigem cursos de qualificação e que mais vão demandar profissionais capacitados estão operadores de máquinas para costura de peças do vestuário, padeiros e confeiteiros:

Ocupações industriais com maior demanda por formação dentro e fora da indústria – Qualificação (+200h)

Ocupações Profissionais a serem qualificados
Operadores de máquinas para costura de peças do vestuário 5.745
Padeiros, confeiteiros e afins 1.569
Operadores de instalações de captação, tratamento e distribuição de água 1.449
Mecânicos de manutenção de veículos automotores 1.217
Trabalhadores polivalentes das indústrias têxteis 1.217
Mecânicos de manutenção de máquinas industriais 1.208
Trabalhadores de instalações elétricas 946
Trabalhadores na fabricação e conservação de alimentos 901
Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados 851
Eletricistas de manutenção eletroeletrônica 768

Ocupações industriais com maior demanda por formação dentro e fora da indústria – Qualificação (-200h)

Ocupações Profissionais a serem qualificados
Ajudantes de obras civis 4.993
Motoristas de veículos de cargas em geral 4.843
Alimentadores de linhas de produção 4.258
Trabalhadores de estruturas de alvenaria 3.139
Trabalhadores de embalagem e de etiquetagem 1.959
Trabalhadores operacionais de conservação de vias permanentes (exceto trilhos) 1.412
Trabalhadores da mecanização agrícola 1.349
Trabalhadores da preparação da confecção de roupas 1.209
Apontadores e conferentes 1.170
Trabalhadores da fabricação de cerâmica estrutural para construção 1.152

METODOLOGIA

O Mapa do Trabalho Industrial é elaborado a partir de cenários que estimam o comportamento da economia brasileira e dos seus setores; projeta o impacto sobre o mercado de trabalho e estima a demanda por formação profissional industrial (formação inicial e continuada). As projeções e estimativas são desagregadas no campo geográfico, setorial e ocupacional, e servem como parâmetro para o planejamento da oferta de cursos do SENAI.

Na opinião do diretor-geral do SENAI, Rafael Lucchesi, conhecer as necessidades do mercado é fundamental para o planejamento da oferta de formação profissional. “O SENAI é referência em educação profissional porque está alinhado com as necessidades da indústria e mantém seus cursos atualizados com o que existe de mais avançado em termos de tecnologia”, explica.

A instituição possui o Modelo SENAI de Prospecção, que permite prever quais serão as tecnologias utilizadas no ambiente de trabalho em um horizonte de cinco a dez anos. A metodologia já foi transferida a instituições de mais de 20 países na América do Sul e no Caribe. O método foi apontado ainda pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) como exemplo de experiência bem sucedida na identificação da formação profissional alinhada às necessidades futuras das empresas.

Confira na íntegra Mapa do Trabalho Industrial do RN 2019-2023 

Seinai-RN, com informações de Sara Vasconcelos, jornalista Unicom/FIERN

Detran conclui quinta turma de formação e atualização de motofretista em Natal

 Foto: Divulgação

O trabalho do Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) na formação e atualização profissional dos condutores de motofrete de Natal chega a sua quinta turma concluída neste ano. A atividade coordenada gratuitamente pela Escola Pública de Trânsito (Eptran) tem o foco na segurança viária, na preservação da vida e na formação de profissionais comprometidos com a conduta correta e segura no trânsito.

O Curso de Capacitação ministrado pela Eptran conta com carga horária de 30h/aula divididas em dois módulos, sendo o primeiro teórico e o segundo prático. Na disciplina teórica são abordadas informações de Transporte de Cargas, debatendo o conteúdo da legislação específica de motofrete, procedimentos para o transporte de cargas, verificação e manutenção do veículo para a pilotagem segura, gestão de risco em suas rodas, segurança e saúde, e informações de logística.

Já no módulo prático, os motofretista aprendem sobre a Prática Veicular Individual para o Transporte de Cargas. Nesse sentido, são informados sobre a verificação regular do veículo, uso adequado dos equipamentos de segurança, acondicionamento de cargas e técnicas de postura corporal de prevenção de acidentes na condução do veículo.

No caso de Atualização Profissional a carga horária é menor, porém segue os mesmos requisitos determinados por lei específica que trata do tema. “O curso concede aos profissionais a oportunidade de atualizar conceitos por meio de instruções teóricas e práticas realizadas no decorrer do processo de aprendizagem”, comentou o instrutor Ueide Cabral.

O plano do Detran é formar o profissional motofretista de acordo com as exigências determinadas pela resolução 410/2012 do Contran, atendendo o que determina a Lei Federal 12.009/2009, que regulamentou o exercício dessa atividade. A medida tem ainda o objetivo de contribuir para a segurança no trânsito, já que os motociclistas são as maiores vítimas da violência no tráfego.

Novas turmas de formação de motofretista estão sendo abertas ao longo do ano pela Eptran. Os interessados na capacitação devem procurar a Unidade Técnica-pedagógica da Eptran, situada na sede administrativa do Detran, na Rua Perimetral Leste, 113, bairro de Cidade da Esperança, Natal-RN.

Novo super oceano está em formação na Terra, diz estudo

(FOTO: PIXABAY)

A Terra é como um quebra-cabeça: a camada mais externa — sobre a qual nós andamos — é formada por várias peças que se encaixam, chamadas de placas tectônicas. A questão é que, diferente do quebra-cabeça, essas placas nunca permanecem paradas num mesmo lugar. Vários registros já comprovaram que elas se movem constantemente a uma velocidade de alguns centímetros por ano. Ainda que a curto prazo esse movimento seja quase imperceptível, num período de bilhões de anos, faz diferença. De tanto “caminhar”, os blocos acabam se encontrando e se juntando em um só território, até que, bilhões de anos depois, eles se afastam e voltam a se unir de novo.

O último “supercontinente” de que temos conhecimento foi Pangeia, formado há 320 milhões de anos. Tempos depois, os territórios se separaram e formaram as Américas, a Europa, a África, a Oceania e a Ásia. Mas, segundo pesquisadores da Universidade de Curtin, na Austrália, a divisão dos continentes como a conhecemos hoje está com os dias contados. Em um estudo recém-publicado no periódico Precambrian Research, os cientistas alertaram que, num futuro distante, os territórios voltarão a se unir em um só bloco — e apenas o Oceano Pacífico continuará a existir.

Segundo os pesquisadores, esse novo cenário pode ser explicado pelos fenômenos de “introversão” e “extroversão” gerados pela movimentação das placas tectônicas. No primeiro caso, as águas que separam os continentes são “sugadas” para o interior do planeta, os territórios se juntam e formam um superoceano. No segundo caso, o superoceano é “engolido” pela Terra e os continentes se separam.

A hipótese é de que esses fenômenos se alternem de tempos em tempos, ou seja, depois de um momento de “introversão” sempre vem outro de “extroversão”. Como o último registro que temos foi de separação de continentes, o esperado é que o próximo cenário seja de união de territórios e de formação de um superoceano – a nova versão do Pacífico, no caso.

O pesquisador Zheng-Xiang Li, um dos autores do estudo, acredita que o nosso próximo “supercontinente” será bem parecido com Pangeia. “Se o Anel de Fogo sobreviver junto com o super oceano, então a estrutura do manto da Terra manterá um padrão semelhante ao supercontinente anterior. De contrário, o manto se reorganizará completamente”, explica o cientista em comunicado.

Galileu

 

Diretor do Foro da JFRN coordena curso de formação dos novos Juízes Federais

O Diretor do Foro da Justiça Federal no Rio Grande do Norte, Juiz Federal Marco Bruno Miranda Clementino, é o coordenador geral do Curso de Iniciação à Magistratura que está sendo oferecido pela Escola de Magistratura Federal do Tribunal Regional Federal da 5ª Região aos dez novos integrantes da magistratura federal, aprovados no XIV Concurso Público para Juiz Federal Substituto da 5ª Região.

O curso irá até o dia 21 de março, envolvendo uma intensa programação. Vários temas serão abordados inclusive Comunicação, Demandas Repetitivas, Gestão de Pessoas e Ética e Humanismo.

A aula inaugural do curso foi proferida pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça, Marcelo Navarro Ribeiro Dantas e contou com a participação do Presidente do TRF5, Desembargador Federal Manoel Erhardt, e do Diretor da Escola de Magistratura Federal da 5ª Região – Esmafe, Desembargador Federal Edilson Nobre.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos José disse:

    Dr. Marco Bruno está dando um show de eficiência na gestão pública. Já recebeu vários prêmios nacionais em reconhecimento ao ótimo trabalho que vem desenvolvendo na direção do foro da seção judiciária do Rio Grande do Norte.

Comissões técnicas da Assembleia Legislativa serão definidas nesta quinta-feira

unnamedA composição das comissões permanentes da Assembleia Legislativa, para 2016, será formalizada nesta quinta-feira (3). O anúncio foi feito pelo presidente do Legislativo, Ezequiel Ferreira de Souza (PMDB), durante a sessão plenária desta quarta (2). “A Mesa Diretora da Casa estabeleceu na reunião de hoje o número de participantes por comissão. Amanhã serão definidos quais parlamentares passam a compor cada grupo de trabalho”, disse Ezequiel.

De acordo com a decisão da Mesa Diretora, a quantidade de membros por comissão permanece igual a do ano passado. As Comissões de Constituição e Justiça, com sete integrantes, e a de Finanças e Fiscalização, com cinco, são as que apresentam o maior número de deputados, já que recebem o maior volume de projetos.

As demais comissões são compostas por três parlamentares: Educação, Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Social; Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Interior; Administração, Serviços Públicos e Trabalho; Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania; Minas e Energia; e Saúde.

Os grupos temáticos da Assembleia são responsáveis por analisar os projetos, de acordo com os temas, e emitir pareceres que possibilitam as votações em plenário. Sem a formação das comissões, somente projetos em regime de urgência, quando a tramitação é dispensada, podem ser votados.

Além do trabalho de debate e votações semanais, os deputados que fazem parte das comissões analisam os projetos, como relatores ou membros, definindo pela aprovação, alteração de emendas ou rejeição dos projetos de leis.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rosaldo disse:

    Não sei porque, quando vejo uma foto assim, fico imaginando, quem poderia estar articulando essas denúncias relativas à AL, e com que objetivo. Tudo muito bem organizado. Eu acho que é …. Deixa prá lá.

Inscrições para o Pronatec continuam abertas

Continuam abertas até o dia 11 de julho as inscrições para os cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) do Pronatec 2012.2. Estudantes da rede estadual de ensino, que estejam cursando o Ensino Médio ou a Educação de Jovens e Adultos (EJA), a partir do 5º período, podem se inscrever no site da Secretaria de Estado da Educação: www.educacao.rn.gov.br. Estão sendo disponibilizadas vagas para qualificação nas mais diversas áreas, em cursos oferecidos pelo SENAC, SENAI, IFRN e UFRN, através da Escola Agrícola Jundiaí, Escola de Enfermagem e Escola de Música.

Neste segundo semestre estão sendo oferecidas 11.675 vagas para cursos profissionalizantes, distribuídas em 16 municípios pólos. São 411 vagas para os cursos Técnicos (TEC), com carga horária entre 800 e 1.200 horas, e 11.264 vagas para os cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), com carga horária entre 160 e 360 horas. As inscrições para os cursos técnicos foram encerradas na última sexta-feira (22), nas escolas selecionadas pela Secretaria de Educação, de acordo com as características do curso oferecido e as potencialidades da região onde se encontra a escola.

Os resultados da 1ª chamada serão divulgados no dia 6 de julho, para os cursos técnicos; e no dia 16 de julho para os cursos de formação inicial e continuada.  Após selecionado, o aluno deve ficar atento ao período de matrícula, que começa no dia 16 de julho. Os alunos que não forem selecionados farão parte de um cadastro de reserva e serão convocados quando existirem vagas.

Definidos os nomes dos parlamentares das comissões da Assembleia Legislativa

A Assembleia Legislativa do RN definiu na manhã desta terça (10) a composição das oito Comissões Permanentes da Casa para a 2ª Sessão Legislativa da 60ª Legislatura. As Comissões são formadas pelos parlamentares e têm duração de um ano. Cada um dos 24 deputados é membro titular de uma comissão, com exceção de Ricardo Motta, cujo posto de Presidente da AL o impede de compor os quadros.

As Comissões podem ser de caráter permanente ou temporário; as Permanentes têm caráter técnico-legislativo ou especializado e têm por finalidade apreciar os assuntos ou proposições, submetidos ao seu exame e sobre eles deliberar, assim como exercer o acompanhamento dos planos e programas governamentais e a fiscalização e o controle dos atos do Poder Executivo. Já as Comissões Temporárias são constituídas com finalidade especial e que se extinguem ao final de cada legislatura, ou cessado o objetivo da sua formação, ou ainda quando expirado o tempo de duração.

Os cargos de presidente e vice dos grupos serão votados pelos seus membros em data a ser definida. As formações serão as seguintes:

1 – Comissão de Constituição, Justiça e Redação

Titulares: Raimundo Fernandes (PMN), Fernando Mineiro (PT), Getúlio Rêgo (DEM), Gustavo Fernandes (PMDB) e Larissa Rosado (PSB)

Suplentes: Dibson Nasser (PSDB), Leonardo Nogueira (DEM), Agnelo Alves (PDT), Hermano Morais (PMDB) e Tomba Farias (PSB)

2 – Comissão de Finanças e Fiscalização

Titulares: José Dias (PSD), Tomba Farias (PSB) e Hermano Morais (PMDB)

Suplentes: Gesane Marinho (PSD), Larissa Rosado (PSB) e Poti Júnior (PMDB)

3 – Comissão de Administração, Serviços Públicos e Trabalho

Titulares: Fábio Dantas (PHS), Leonardo Nogueira (DEM) e Poti Júnior (PMDB)

Suplentes: Fernando Mineiro (PT), Getúlio Rêgo (DEM) e Walter Alves (PMDB)

4 – Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania

Titulares: Márcia Maia (PSB), Gesane Marinho (PSD) e Gilson Moura (PV)

Suplentes: Gustavo Carvalho (PSB), José Dias (PDS) e Ezequiel Ferreira (PTB)

5 – Comissão de Minas e Energia

Titulares: George Soares (PR), Fernando Mineiro (PT) e Nelter Queiroz (PMDB)

Suplentes: Vivaldo Costa (PR), Márcia Maia (PSB) e Poti Júnior (PMDB)

6 – Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Social

Titulares: Agnelo Alves (PDT), Walter Alves (PMDB) e George Soares (PR)

Suplentes: Fábio Dantas (PHS), Nélter Queiroz (PMDB) e Larissa Rosado (PSB)

7 – Comissão de Saúde

Titulares: Antônio Jácome (PMN), Leonardo Nogueira (DEM) e Vivaldo Costa (PR)

Suplentes: Raimundo Fernandes (PMN), Getúlio Rêgo (DEM) e George Soares (PR)

8 – Comissão de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Interior

Titulares: Ezequiel Ferreira (PTB), Gustavo Carvalho (PSB) e Dibson Nasser (PSDB)

Suplentes: Gilson Moura (PV), Tomba Farias (PSB) e Fábio Dantas (PHS).