O PAU CONTINUA: Cipriano Maia “acusa, de forma leviana e covarde”, diz Fernando Lucena

Foto: Elipidio Junior

O vereador Fernando Lucena (PT) voltou a fazer críticas e acusações ao Secretário de Saúde Pública do Estado, Cipriano Maia. A principal motivação dos ataques de Lucena foi a contratação de uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) do Rio de Janeiro. O secretário de saúde logo respondeu dizendo que ataques aconteceram porque o vereador teve seus interesses contrariados.

“Não me agrada ter que dedicar parte do meu tempo para responder à nota do Secretário Estadual de Saúde, sou um homem ocupado, tenho muitas responsabilidades mas por dever do ofício, o farei”, iniciou Lucena em nova resposta. Leia íntegra abaixo.

“Li e reli a carta do Sr. Cipriano Maia.

O Sr. Cipriano Maia acusa, de forma leviana e covarde, que minha motivação para criticar e denunciar a realização do contrato que terceiriza mão de obra, a ser celebrado entre a SESAP e uma OSCIP, denominada “Instituto de Saúde Santa Clara”, trata-se de interesses pessoais contrariados e por isso exijo que tal senhor venha a público provar quais seriam os interesses pessoais contrariados nesta licitação e caso isto não aconteça farei uma interpelação judicial até que todos possam saber.

Com a celebração desse contrato em questão com a OSCIP, a Secretaria de Saúde do Estado, através do senhor Cipriano Maia, vai descumprir de uma só vez 2 convenções coletivas de trabalho. Por isso, talvez o principal “interesse contrariado” em questão é o do trabalhador, que vai sentir na pele os efeitos da precarização do trabalho e redução de vários direitos garantidos por Força de Lei. Essas perdas econômicas produzem um impacto social profundamente negativo no cotidiano das famílias destes trabalhadores, quando perceberem a falta de alimento na mesa e reduzidas suas condições de vida.

Se a tal instituição não seria uma OSCIP, encontramos a seguinte lei publicada:

“Lei n.º 16.433
Data: 22 de fevereiro de 2010. Súmula: Declara de utilidade pública o Instituto de Saúde de Santa Clara -OSCIP, com sede no Município de Candói e foro no Município de Guarapuava.

A Assembléia Legislativa do Estado do Paraná aprovou e eu promulgo, nos termos do § 7º do Artigo 71 da Constituição Estadual, os seguintes dispositivos do Projeto de Lei nº 368/09:
Art. 1º Fica declarado de utilidade pública o Instituto de Saúde de Santa Clara – OSCIP, com sede no Município de Candói e foro no Município de Guarapuava.”

Ainda sobre a falácia do Sr. Cipriano Maia, ao afirmar da responsabilidade da SESAP em fiscalizar contratos, eu pergunto e exijo uma resposta: como anda o contrato de aluguel do Hospital Ruy Pereira, que está praticamente fechado?

Ao que me consta, a Secretaria continua pagando o valor de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) mensais, sendo R$ 104.000,00 (cento e quatro mil reais) que corresponde ao aluguel do prédio e R$ 96.000,00 (noventa e seis mil reais) de locação de equipamentos e aparelhos hospitalares, daquela unidade que consta com 96 leitos e 16 UTI´s, com muitos desses equipamentos já desativados há algum tempo – mas que diabos de fiscalização é essa, onde se permite o dinheiro público ir para o ralo, enquanto perdemos vidas? Sem falar que mesmo após o anúncio do fechamento da unidade tempos atrás, o contrato foi novamente renovado por mais 12 meses.

Acompanho em anexo desta nota, informações divulgadas ao público que constam nas redes sociais, pelos próprios servidores da Saúde, que atestam o fechamento do Ruy Pereira, onde a divulgação de imagens de equipamentos jogados na calçada fala por si só.

O desabafo dos servidores, jogados à própria sorte, diante de uma transferência para outra unidade sem nenhum tipo de diálogo com a SESAP fornecendo os devidos esclarecimentos sobre o fechamento, chega a indignar qualquer cidadão.

Segue link: bit.ly/ciprianocadeado

Lembro como se fosse hoje: as 07 (sete) unidades de saúde que o Sr. Cipriano fechou em Natal; mais recentemente fechou o Hospital Estadual de Canguaretama; concluindo com o fechamento do Hospital Dr. Ruy Pereira, único do estado especializado em doenças vasculares.

Sua trajetória na saúde pública, Sr. Cipriano Maia, é de fazer inveja a qualquer fabricante de cadeado. Na qualidade de presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, minha função institucional é fiscalizar e denunciar qualquer irregularidade nos serviços de saúde pública. Na qualidade de sindicalista, ainda que licenciado, tenho o compromisso ético, político e solidário com a defesa dos interesses dos trabalhadores. Que fique bem claro para Senhor e para qualquer outro: não medirei esforços, não vacilarei quando estiverem em jogo os direitos dos trabalhadores, doa a quem doer. Vou até as últimas consequências em defesa da classe trabalhadora!

Fernando Lucena

Vereador de Natal pelo PT”.

http://fernandolucenapt.com.br/cipriano-macaco-nao-olha-pro-rabo/

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Arthur disse:

    Pior que contudo isso acontecendo, quem Consultar o processo verá que Fernando estará falando a verdade!

  2. Sérgio disse:

    Virou o PSL de Bolsonaro. Da cintura pra baixo é canela…

  3. Antonio Turci disse:

    Não sei que diabos Fernando Lucena está fazendo nesse partido sem futuro.

  4. Junior disse:

    Com tantas acusações de lado a lado, só nós resta aguardar, por dever de ofício, apuração por parte do MPRN!

  5. Augusto disse:

    Eita partido véi derrubado, só ficou os coisas ruim. A briga é pra saber quem é pior.

  6. Lula é o maior ladrão do mundo disse:

    Briguem desgraçados, briguem.

Empresa do grupo do Beach Park vai construir novo parque aquático na orla de Lucena, na região metropolitana de João Pessoa, com investimentos de R$ 100 milhões

O Sun Park será construído em Lucena e já conta com um investimento inicial de R$ 100 milhões (Foto: Clilson Júnior)

Em 2019 viralizou nas redes sociais um vídeo publicitário do projeto de construção de um parque aquático na Região Metropolitana de João Pessoa. Pelo projeto, a promessa era de ser o maior parque aquático da América Latina. Nessa quinta-feira (27) o canal Hapfun, no Youtube, divulgou as primeiras informações sobre a concretização deste projeto.

O Sun Park será construído em Lucena e já conta com um investimento inicial de R$ 100 milhões. O terreno total do parque é de 2 milhões de m², sendo uma área de 300 mil m² dedicada para instalação do parque aquático, rede hoteleira, projetos imobiliários e estacionamento.

Atualmente a empresa responsável pelo novo parque aquático está na fase de projeto. A expectativa é de que as obras sejam iniciadas no prazo de 24 meses.

Os youtubers Fagner Marques e Alisson Traldi, responsáveis pelo canal Hapfun, foram convidados pela empresa executora do Sun Park para conhecer o projeto. O canal tem mais de 54 mil inscritos e é especializado em novidades sobre parques no Brasil.

Click PB

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco Xavier das Chagas disse:

    O governador Camilo Santana do Ceará é do PT e esta dando certo

  2. Tarcísio Eimar disse:

    E o RN só ficando pra trás

  3. Sérgio paulo disse:

    E o Rn levando corro da Paraíba. Eita verdade. Isto é bom acontecer pra ver se a população acorda e não vota neste bando de safado.

  4. Claudia Leite disse:

    O pior dos piores essa desgovernadora isso aí nunca foi professora e diploma comprado a única coisa que essa criatura faz e comer pipoca e comer caraca e beber cachaça imissão aí ela é competente obreiro e lixo coitado do RN e o que da voto comprado e ainda comprou a bancada esse deputados estatuais que não estão nem aí para esse estado só querem encher os bolsos o estado ferrado e só o que esse partido dasbtrevas faz por onde passa e pior que tem ainda gente Sega eu são idiotas mesmo estamos pág um oreço alto por ter sido comprados esses voto só Deus

  5. Paleo disse:

    Inseguranca juridica, o RN é bom nisso.

  6. Ceará-Mundão disse:

    E as ações da desgovernadora do PT em prol do RN? E o passeio turístico que ela fez por Europa e Ásia, com direito a contrabando de queijo para a França? Nenhum resultado? Como foi que o povo potiguar foi cometer a loucura de eleger essa senhora, depois de TUDO que vimos o PT fazer com o Brasil? A única coisa que essa senhora já fez na vida foi políticar. A que se diz professora mas que ninguém dá notícia de um aluno seu sequer. É ainda deixou outra nulidade no seu lugar no Senado, um franco carioca sem qualquer aptidão para o cargo. Pobre RN, sem senador, com 2 ou 3 deputados e sem governo. Haja oração!

  7. Raimundo disse:

    MP do meio ambiente e o MP do trabalho não deixam esse tipo de empreendimento ser aqui

  8. Laura disse:

    Se viesse para o Rn,não iriam conseguir os alvarás, ministério do trabalho ia perseguir,por isso foi para a PB é nosso RN cada vez lá para trás.

  9. Gerardo disse:

    E aquela viagem a China, Europa, Afeganistão, Iraque, baixa da égua ?? Gerou alguma coisa ou só turismo ???

  10. Pedro disse:

    E o velho RN de guerra, com essa governadora dando passadas largas na incompetência, a Paraíba, outrora estado sem muito brilho, vai deslanchando em competência. Parabéns paraibanos, nós temos o que vcs não querem aí.

  11. Mendonça Jr disse:

    E aí Natalenses ecologicamente incorretos!? Tá vendo o que ter muito mimimi ambiental? João Pessoa engolirá Natal em breve.

  12. Morani disse:

    Enquanto isso no Reino do faz de conta, continuamos comendo bokus. Fafá arrudiada de desenvolvimentista e teóricos, alguns oportunistas outros até bem intencionados, porém sem vez e voz. Abre do olho Fafá!!!

  13. Gervásio Mila disse:

    Mais uma vez o RN fica prá trás.Cadê nossos governantes?

  14. Luciana Morais Gama disse:

    E o nosso RN capengando, resultado de 60 anos de ALVES e MAIA, e agora pra terminar de quebrar o PT.

Lei dos Postos pode ser votada hoje pela terceira vez

O projeto de lei que autoriza a instalação de postos de combustíveis nos supermercados e hipermercados de Natal pode ser votada ainda hoje ou na próxima quinta-feira. Para isso, os vereadores que são a favor do projeto buscam apoio para a aprovar a dispensa de tramitação nas comissões e a votação em regime de urgência.

Mas para que a dispensa de tramitação aconteça, são necessários 20 votos a favor, ou seja, dois terços do total de 29 vereadores..A iniciativa é do vereador Fernando Lucena (PT).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. SERGIO DA SILVA SANTIAGO disse:

    ESPERO QUE ESSES VERADORES PELÉS NÃO DEIXEM DE VOTAR MAIS UMA VEZ , É BOM PARA O COSUMIDOR CONSEQUENTEMENTE PARA A SOCIEDADE , NÃO RECEBAM BOLAS!!!! VOLTEM PELA A CONCORRÊNCIA , GAHAMOS TODOS

Lucena recebe vaias de comissionados e promete levar nomes de pessoas que deveriam estar trabalhando ao MP

Opositor ferrenho da prefeita Micarla de Sousa, o vereador Fernando Lucena foi vaiado durante o uso da palavra no púlpito do plenário da Câmara Municipal de Natal por pessoas que lotam as galerias. Esse público está no aguardo da votação do relatório da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investiga os contratos firmados pela Prefeitura do Natal.

Mas Lucena, como diria o Pinta Natalense, não passou por baixo. O petista disse estar gostando das vaias e acusou as pessoas que faziam o deboche de serem cargos comissionados.

“Vou pedir a relação todinha de vocês cargos comissionados que estão aqui, podendo estar trabalhando, estão me vaiando. Vocês deveriam estar lá, onde vocês deveriam estar trabalhando e não estar aqui. É o povo que está pagando o salário de vocês. Vou pegar a relação de todos e vou enviar para o Ministério Público”, avisou.

E o parlamentar não parou por aí. Durante o discurso, ele identificou um suposto cargo comissionado que trabalha em um posto de saúde, que, inclusive, estava trajando a roupa de trabalho. Se alguém estava tentando encobertar a presença de vários cargos comissionados da Prefeitura de Natal nas galerias, deu um vacilo grande. Lucena não perdoou.

“Você aí de branco. Você mesmo que é cargo comissionado. Eu conheço você e sei que você trabalha num posto de saúde. Você deveria ter vergonha na cara. Óleo de peroba para você. Cargo comissionado. Pago pelo dinheiro do povo. Posto de saúde precisando de funcionário e você aqui. Vou pedir a lista de todos vocês”, cresceu.

 

URBANA: Caso de Polícia

Excelente reportagem da Tribuna do Norte mostrando o desmantelo que é a nossa empresa de coleta de lixo, como podemos ver são muito graves as constatações:

Na ação civil publica contra a Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana) que agora tramita na 3ª. Vara da Fazenda Pública, o Ministério Público Estadual levanta suspeitas sobre os subcontratos da Trópicos Engenharia e Comércio Ltda. As conhecidas “quarterizações de contratos” facilitaram o uso de “laranjas” por servidores da Urbana e pessoas ligadas ao sistema para agregar equipamentos, segundo denúncias do MPE.

Essas informações constam no processo que está disponibilizado na íntegra no site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. Segundo os promotores do Meio Ambiente, João Batista Machado, e do Patrimônio Público, Sílvio Ricardo Gonçalves de Andrade Brito e Rodrigo Martins da Câmara, “os laranjas agregavam  equipamentos em troca de vantagens indevidas, a pedido de apadrinhados políticos ou de pessoas poderosas ligadas ao próprio sistema”.

Entre janeiro de 2006 e abril de 2011, a Urbana manteve 82 subcontratos, para uso de mais de 100 caminhões e máquinas pesadas. Esses contratos possuíam vigências diversas e somaram R$ 14.256,223,87, de acordo com a estimativa global publicada nos extratos. Para saber efetivamente quanto desse valor foi pago, o MPE solicitou a Urbana as guias de pagamento.

Parte das ordens de pagamento já estão com o MPE. Os promotores denunciam, de acordo com documentos recebidos e depoimentos colhidos, que “no papel os equipamentos eram locados pela Trópicos, mas no mundo real são máquinas e pessoal à serviço da Urbana, usando o famoso “jeitinho”, para não fazer licitação, para não se arcar com as obrigações trabalhistas e previdenciárias e, o mais grave para contratar quem eles quiserem”.

Os caçambeiros eram subcontratados pela Trópicos, com anuência da Urbana, que efetivava os pagamentos. Os promotores dizem, ainda, que para contratação “bastava que a Urbana indicasse à Trópicos (que sendo dela contratada não iria, obviamente, se opor) quais equipamentos e pessoas ela deveriam contratar”. Na ação, os promotores questionam o fato de os contratos e subcontratos terem sido renovados, automaticamente, a partir de aditivos. A única licitação de contratos ocorreu há sete anos.

Parte dos subcontratos da trópicos teve prorrogação até janeiro deste ano e  outros até dezembro de 2010, de acordo com documentos que integram a ação.  Nesse material, que foi remetido pela Urbana ao MPE, ainda não constam todos os aditivos publicados. Até ontem, o MPE aguardava a remessa de mais aditivos, principalmente, os publicados até março deste ano.

Por isso, não fica claro quantos contratos realmente foram aditivados e estavam sendo operacionalizados. Hoje, os promotores que tocam a ação concedem coletiva à imprensa. O MPE não antecipou o assunto que será tratado. Até ontem, não havia despacho novo na ação.

(mais…)