Prefeito de São Gonçalo apresenta programa de atração de investimentos e geração de empregos a vereadores

Foto: Ariel Dantas

Na última quinta-feira (31), o prefeito de São Gonçalo do Amarante/RN, Paulo Emídio, o Paulinho, reuniu vereadores para apresentar um plano de estratégia de atração de investimento para geração de empregos com planejamento e sustentabilidade no município. O encontro aconteceu na sala de reuniões do Gabinete Civil.

Incentivos fiscais, concessão de áreas, diálogos com grupos empresariais e divulgação do município são algumas das ações que compõem o Prosiga – Programa São-gonçalense de Incentivo ao investimento para geração e atração de empregos, apresentado pelo gestor.

“O prosiga visa facilitar a vinda de empreendimento para nossa São Gonçalo. Vamos diminuir a burocracia, com alvará eletrônico, por exemplo; oferecer segurança jurídica, capacitação e qualificação profissional, além de infraestrutura. Estamos fortalecendo nossas ações”, observa Paulinho.

Grupo dos Emirados Árabes indica aumentar investimentos no Brasil ao ver “economia em crescimento”

Jair Bolsonaro mostra projeção da bandeira do Brasil em Abu Dhabi. Foto: Reprodução

Waleed Al Muhairi, vice-presidente executivo do grupo Mubadala, fundo bilionário dos Emirados Árabes Unidos, disse que deve elevar seus investimentos no Brasil na próxima década, informa a Folha.

Al Muhairi deu a declaração durante painel que discutiu a possibilidade de os Emirados abrirem as portas para o acesso do Brasil no mercado regional e para oportunidades de infraestrutura.

O Mubadala é um dos dois grandes fundos soberanos dos Emirados Árabes Unidos. Ele investe no Brasil desde 2011, com participações no grupo X, de Eike Batista.

“Estamos aqui como amigos. Vemos o Brasil como uma economia em crescimento. Será um dos principais destintos para o Mubadala nos próximos de 5 a 10 anos”, disse Al Muhairi.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. willian disse:

    Daqui a 5 – 10 anos esse maluco já estará riscado do mapa político.

    • Ricardo disse:

      Petista revoltado detectado

    • Thalia disse:

      Pode ate ser, mas o pais estara melhor no que na era do luladrao.

    • Raimundo Fernandes disse:

      O que vai está riscado do mapa é Lula nove dedos e sua gang, ou seja voce! Alienado, doente, cego e babaca! Ele ta preso!

Agência de Fomento do RN (AGN) garante investimentos de R$ 500 mil para Macau

Fotos: Divulgação

Em reunião realizada na tarde desta quarta-feira (9) com o prefeito Túlio Lemos (Macau), a diretora-presidente da Agência de Fomento do RN (AGN), Márcia Maia garantiu a liberação de créditos na ordem de R$ 500 mil para o desenvolvimento econômico do município dentro do programa de Microcrédito.

O prefeito de Macau lembrou que os valores, garantidos a partir do encontro, são somadas as novas operações e as renovações das operações já realizadas.

“Esses valores vão fomentar a economia local, a gerar emprego e renda para toda a Macau. São operações que vão ajudar o desenvolvimento da nossa cidade”, destacou Túlio Lemos.

A diretora-presidente lembrou que a iniciativa é importante para oferecer às pessoas uma oportunidade de realizarem o sonho de empreender e de continuar empreendendo em meio a um cenário de crise econômica.

“O Governo do Estado e a AGN têm trabalhado para gerar emprego e renda para a população. Esse programa é importante porque fomenta a economia e ajuda o cidadão que quer empreender e investir em um negócio próprio. O Microcrédito do Empreendedor olha a economia com uma visão também social, humana”, pontuou Márcia Maia.

Até o fim de agosto de 2019, o Programa já beneficiou cerca de 3.500 microempreendedores a partir de um investimento de mais de R$ 10 milhões em todas as regiões do Estado. Uma iniciativa que estimula a economia e promove a geração de emprego e renda nas cidades potiguares.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Aleonardo disse:

    O que diabos Márcia Maia está fazendo aí?? Esse governo não era contra as oligarquias??

  2. Cidadão disse:

    Propina pra todo lado

  3. Marcos araujo disse:

    Essa presidente conhece tudo de fomento e operações financeiras

Brasil poderá receber R$ 50 bilhões de investimentos, nacionais e estrangeiros, nas áreas de infraestrutura em 2020

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O Brasil poderá receber R$ 50 bilhões de investimentos, nacionais e estrangeiros, nas áreas de infraestrutura em 2020. A estimativa é do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, que participou, nesta quarta-feira (25), da inauguração da nova pista do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Ele esteve nos Estados Unidos nos últimos dias, quando realizou várias reuniões de negócios com investidores estrangeiros, principalmente americanos e canadenses.

“A gente teve reuniões com 68 fundos, bancos de investimentos, fundos de pensão, fundos soberanos. Foram 21 reuniões. Se a gente somar o que só os fundos administram de ativos, dá mais de US$ 2 trilhões. Eles estão olhando para tudo: aeroportos, portos, rodovias, companhias brasileiras, Eletrobras. O apetite é enorme”, disse Tarcísio.

Segundo o ministro, haverá um grande crescimento no volume total de investimentos no setor de infraestrutura, de forma geral, para o próximo ano. “Este ano a gente vai fechar com R$ 11 bilhões de investimento contratado só nos leilões que fizemos de arrendamento portuário, de rodovias, de ferrovias e aeroportos. Se a gente somar com os investimentos autorizados no setor portuário, chega a R$ 30 bilhões, em contratos assinados este ano. Acho que a gente pode chegar, seguramente, no ano que vem, nos R$ 50 bilhões contratados, para todos os segmentos, [com investidores] nacionais e internacionais”, estimou o ministro.

Aeroportos

Tarcísio também abordou o programa de concessão dos aeroportos da Infraero, que deverão passar para o controle da iniciativa privada até 2022. O ministro explicou que existe um cronograma de concessões e que ele está sendo seguido à risca.

“O próximo passo é fazer o leilão, em outubro do ano que vem, de 22 aeroportos. São três blocos: o Norte 1, o Centro e o Sul. A partir do momento em que a gente faz o leilão, inicia a estruturação da sétima e última rodada, com mais 19 aeroportos, em três blocos, aí sim [incluindo] Congonhas e Santos Dumont. A previsão é final de 2021, início de 2022, não vai fugir muito disso. [Até 2022, terão sido concedidos] 41 da rede da Infraero, todos os aeroportos”, disse.

No próximo ano, o ministro disse que a pista de Congonhas passará por reformas. Ele destacou que a reforma do Santos Dumont foi concluída em tempo recorde. Em 28 dias, foi trocada a camada que recobre a pista principal, com um asfalto especial, poroso, que escoa praticamente de forma imediata a água da chuva, garantindo maior aderência nos pousos e decolagens, conferindo maior segurança nas operações. A pista foi entregue no sábado (21) para uso pelas companhias aéreas.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Braz disse:

    A economia do Brasil só vai crescer com a retomada de obras públicas.

  2. Ivan disse:

    Esse ministro é uma "Máquina de Trabalhar" pela infraestrutura….O cara não parou desde que assumiu…

  3. Só Comento disse:

    Que Deus te abençoe ministro Tarcísio e este propósito se cumpra.

Estudo do BNDES prevê crescimento dos investimentos no Brasil nos próximos anos

Foto: Ilustrativa

Os investimentos no Brasil devem melhorar no quadriênio 2019/2022, segundo o boletim Perspectivas do Investimento, produzido por analistas setoriais do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e divulgado nesta sexta-feira (13) pela instituição.

A publicação estima investimento total no período de R$ 1,1 trilhão para 19 setores mapeados, sendo 11 da indústria e oito da área de infraestrutura, que respondem por cerca de 25% da formação bruta de capital fixo (FBCF) da economia. O valor revela incremento real de 2,7% em relação aos investimentos previstos no levantamento anterior (2018 a 2021).

De acordo com o boletim, os números consideram investimentos apoiados e não apoiados pelo BNDES. “No conjunto dos setores analisados, o boletim revela crescimento real médio de 3,9% ao ano no período, puxado por uma aceleração do cres­cimento no final do quadriênio. O desempenho é bem superior às projeções atuais para o PIB [Produto Interno Bruto] do boletim Focus [produzido pelo Banco Central]”, destaca o estudo.

O economista Fernando Puga, assessor da presidência do BNDES, ressalta que a perspectiva para 2022 é de forte crescimento do investimento, sobretudo em setores como petróleo e gás e também na energia elétrica.

Os investimentos na indústria justificam a previsão de expansão geral das inversões, destacando o segmento de petróleo e gás, não só em razão da recuperação do preço do petróleo no mercado internacional, mas também pelos leilões de concessão ou de partilha de blocos exploratórios ocorridos nos anos de 2017 e 2018. Já na infraestrutura, o BNDES estima que os segmentos de logística e saneamento terão melhor desempenho dos investimentos nas áreas mais carentes de desenvolvimento, especialmente a partir de 2020.

O estudo prevê também que políticas pú­blicas, mudanças no marco regulatório e programas de concessão de serviços de infraestrutura ao setor privado têm influência positiva sobre os investimentos, enquanto a situação fiscal das unidades da Federação segue sendo fator de inibição de investimentos.

Agência Brasil

 

Indicador Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra crescimento de 1% nos investimentos em julho

O indicador mensal de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) registrou alta de 1% em julho em relação a junho deste ano, na série com ajuste sazonal, informou nesta quinta-feira (5) o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). No trimestre móvel terminado em julho, o indicador teve alta de 3,1% na comparação com o trimestre anterior. Na comparação com o julho do ano passado, o indicador cresceu 0,4%. No acumulado em 12 meses, os investimentos desaceleraram, passando de 4,3% para 3,1%.

Composto por três segmentos: máquinas e equipamentos, construção civil e outros ativos fixos, o FBCF apura investimentos em aumento da capacidade produtiva da economia e na reposição da depreciação de seu estoque de capital fixo.

De acordo com o Ipea, em julho, o investimento em máquinas e equipamentos cresceu 1,2% em julho. O segmento da construção civil teve variação positiva de 1,1% em julho. O componente denominado “outros ativos fixos” teve expansão de 1%.

“Na comparação com julho de 2018, o desempenho foi heterogêneo: enquanto máquinas e equipamentos tiveram queda de 2,9% (sendo que o componente nacional de máquinas e equipamentos cresceu 14,9% e a importação caiu 24,7% – neste caso, por conta da importação de plataformas de petróleo em julho do ano passado), a construção civil cresceu 2,4% e os outros ativos fixos avançaram 3,8%”, informou o Ipea.

No acumulado em 12 meses, a construção civil teve variação negativa: queda de 1,2%. O componente nacional de máquinas e equipamentos teve alta de 3,5%, enquanto as importações cresceram 13,6%. Os outros ativos avançaram 5,2%.

Agência Brasil

 

Fátima apresenta opções para investimentos no RN durante Fórum de Infraestrutura

Fotos: Ana Maria Costa e Roberta Aline

A edição Nordeste do Abdib Fórum – Infraestrutura Regional realizada nesta quinta-feira em Teresina, no Piauí, abriu espaço ao diálogo com importantes agentes dos setores público e privado em prol de uma agenda de ações com vistas ao estímulo dos investimentos da Região Nordeste. No evento organizado pela Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib), a governadora Fátima Bezerra participou do painel “A agenda de oportunidades em infraestrutura para o Nordeste”,ao lado dos governadores Renan Filho (AL) e Belivaldo Chagas (SE).

O fórum reuniu governadores do Nordeste, secretários estaduais, representantes do Legislativo e Judiciário, além de lideranças do setor em um conjunto de painéis temáticos para abordar as questões relacionadas aos setores de Energia, Transportes e Logísticas e Saneamento e Resíduos Sólidoscom a finalidade de atrair investimentos para os estados nordestinos, tornando conhecidas as potencialidades de cada estado, com foco na efetivação de Parcerias Público Privadas (PPP’s) e concessões.

“O nosso Governo atua com foco e planejamento para atrair investimentos e PPP’s para promover em larga escala a economia do RN. Estamos trabalhando de forma obstinada, temos uma equipe de perfil técnico competente para desenvolver o Estado e fazer crescer a economia”, afirmou Fátima Bezerra, que esteve acompanhada dos secretários de estadoGustavo Coelho (Infraestrutura), Aldemir Freire (Planejamento), Fernando Mineiro (Projetos de Governo) e Guia Dantas (Comunicação).

A governadora citou as medidas já tomadas de incentivo à economia como a modernização da legislação de incentivos fiscais, instalação de câmaras setoriais para diversos setores como comércio, indústria, energia. “As câmaras têm a função de para aproximar o Governo do empresariado, visando destravar procedimentos e agilizar soluções. Entendemos que só a retomada do crescimento econômico vai trazer estabilidade ao RN e ao país”, registrou.

Entre as opções para novos investimentos há o tratamento de resíduos sólidos por meio de consórcios regionais, sistemas de abastecimento de água, expansão do modal rodoviário (3,2 mil quilômetros rodovias estaduais e 1,2 mil quilômetros federais), modal ferroviário para escoar produção agrícola e transporte de passageiros com reativação de linhas já implantadas, construção de novas linhas e trens urbanos com VLT para Natal e região metropolitana.

Outras oportunidades são as estações de tratamento de esgotos do Baldo e do Jaguaribe e o novo porto na margem esquerda rio Potengi, em Natal, mais aeroportos em Mossoró, Caicó e Pau dos Ferros, Centro de Convenções com capacidade para 12.500 pessoas, Centro Cultural da Rampa, Parque das Dunas, Centro de Turismo, a Infovia, o Parque Cientifico e Tecnológico Augusto Severo.

O governador do Piauí, Wellington Dias, disse que o Fórum “É um evento que dará resultado. As empresas conhecem as oportunidades e poderão se associar às que já atuam no Nordeste, por meio de rodadas de negócios. É esse o caminho, junto ao Consórcio Nordeste, que abre as portas da região para investimentos do setor privado, que vão contribuir para ampliar a economia e geraremprego e renda”.

Flávio Dino, governador do Maranhão, considerou que “a união entre o poder público e o setor privado pode alavancar a economia brasileira a um novo ciclo de crescimento, o que é fundamental para combate a desigualdade social que se expressa nas altas taxas de desemprego. Precisamos trabalhar em torno de vários modelos institucionais, numa interação entre capital público e privado, com as PPP’s”.

O presidente-executivo da Abdib, VeniltonTadini, declarou que o fórum é mais que um seminário “é uma agenda de trabalho consistente e de longo prazo para o desenvolvimento sustentado e o crescimento econômico com emprego, renda, oportunidades, saúde e educação”.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Alexandre disse:

    Tá linda ela… pense…

  2. Pedro disse:

    Essa senhoro devia era estar pensando no bem comum, nos funcionários do estado, bem como, no comércio em que ela está dando calote. Nunca vi reunião dessa forma, resultar em algo salutar. O nosso Nordeste é pobre por causa dessas coisas, ficam arrotando mentiras que não se sustentam na nossa pobreza, para deixarmos de sermos burros, aguentamos esses quatro anos de surra e insanidade.

    • Tarcísio Eimar disse:

      Verdade verdadeira, disse tudo. A cada governo q entra aumenta mais ainda o nível de mascaramento de que podemos estar nas alturas, quando na verdade estamos igual a tatu, andando enterrado.

  3. Zanoni disse:

    A governadora é contra ou a favor da reforma da previdência? Já se pronunciou?

  4. Waldemir disse:

    Qual empresario e louco para investir aquino RN ?????
    Com uma guvernadora que nao quer que a policia prenda os baderneiro e outros
    É GOPI

  5. Getúlio disse:

    Deve ser funpec, mst, sindicato da educação… Inúmeras opções, ainda leva como bonus, um bocado de idiopatas pau mandados, fazer refrão "lula livre"

Parnamirim é contemplada com recursos da União para investimentos no município

FOTO: ASCOM

Parnamirim foi contemplada com recursos oriundos das Transferências Voluntárias da União para os municípios, que toma por base demandas específicas de cada localidade. Os recursos destinados através de indicação do deputado federal General Girão, serão aplicados nas áreas de saúde, educação e desenvolvimento regional.

Para formalizar o repasse, na ordem dos R$ 1,9 milhão, o prefeito Rosano Taveira, recebeu, na tarde dessa segunda-feira (12), em seu gabinete, a visita de representantes do deputado.

Para o chefe do Poder Executivo Municipal, as três áreas contempladas são setores estratégicos para o bom funcionamento da estrutura municipal. “Esses repasses permitirão ainda mais investimentos para o nosso município, que está em franco desenvolvimento”, disse.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. 000002 disse:

    Enquanto isso iluminaçao Maria Lacerda Coophab NADA

  2. Aroldo Pontes disse:

    Aproveitar para asfaltar as principais ruas de Parnamirim, principalmente as que passam o transporte público

  3. Jorge disse:

    Poderia começar a organizar o trânsito em Nova parnamirim. Área onde se paga o IPTU mais alto do município.

FOTOS: Em Brasília, Governo do Estado mantém investimentos nas obras de mobilidade urbana na região da Av. Engenheiro Roberto Freire

Fotos: Derick Nunes

O Governo do Estado deu mais um passo para garantir o investimento nas obras de mobilidade urbana na região da Avenida Engenheiro Roberto Freire, na zona sul de Natal. O Ministério do Desenvolvimento Regional garantiu a suspensão do prazo para encerrar o financiamento, que está previsto para acabar no dia 14 de junho. A garantia foi acertada durante o encontro da governadora Fátima Bezerra e o secretário de Estado da Infraestrutura, Gustavo Coelho, com a equipe do Ministério do Desenvolvimento Regional nesta quarta-feira (12), em Brasília.

O investimento, contratado ainda em 2012, estava sob risco desde a edição de uma portaria ministerial que recomenda o encerramento dos contratos do PAC Copa que não foram iniciados. Por isso, a Caixa Econômica Federal encaminhou em maio um ofício ao Governo do Estado exigindo um novo projeto de execução dentro de um mês.

O ministro Gustavo Canuto garantiu a suspensão dessa exigência após a apresentação da governadora e o secretário Gustavo Coelho sobre a importância da obra e o trabalho do Governo na readequação do projeto. “O ministro Canuto assegurou todo empenho para a manutenção do contrato, que representa uma melhoria significativa na mobilidade urbana de Natal”, confirmou a governadora Fátima Bezerra.

O próximo passo é o trabalho conjunto entre o Governo e a Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana para formular os estudos necessários para o novo projeto definitivo. “Qualquer decisão sobre o financiamento não será tomada até que os estudos sejam efetivamente concluídos. O ministério nos deu todos os prazos. Com a confirmação do financiamento junto à Caixa Econômica temos condições de lançar em 30 dias a licitação para a contratação dos projetos”, explicou o secretário Gustavo Canuto.

A verba disponível para a obra é de R$ 72 milhões, sendo R$ 45 milhões financiado pelo PAC Copa e outros R$ 27 milhões garantidos pelo Programa de Financiamento de Contrapartidas do PAC (CPAC). Ainda em maio, por conta da falta de consenso ao redor do projeto original, a governadora Fátima Bezerra reuniu-se com membros da Fecomércio-RN, Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do RN (FCDL-RN) e representantes do comércio, hotelaria, restaurantes e bares da região de Ponta Negra e indicou previamente que o novo projeto deve contar com ações como a recuperação asfáltica da avenida, reorganização do trânsito e intervenções em vias paralelas, com a possibilidade de abrir parceria com a Prefeitura do Natal.

O encontro no Ministério do Desenvolvimento Regional ainda serviu para tratar de outros investimentos na área de infraestrutura no Rio Grande do Norte, como a continuidade das obras do Pró-Transporte na Zona Norte de Natal e a melhoria da segurança na ponte Newton Navarro.

O prosseguimento das obras de mobilidade urbana do programa Pró-Transporte dependem da liberação de R$ 50 milhões, que servirão para a conclusão da etapa 2 e o início dos trabalhos da etapa 3 das intervenções planejadas para diversos bairros da Zona Norte de Natal. “O convênio está ativo e o Governo vai pagar indenizações em breve, para dar prosseguimento à obra. Nós temos todos os projetos e estudos prontos”, relatou o secretário Gustavo Coelho.

A equipe técnica do ministério relatou que o pedido para a continuidade do investimento está sendo analisado desde a última reunião com o Governo do Estado, em maio. “Essas obras do Pró-Transporte são muito importantes para a mobilidade urbana não só da Zona Norte, mas da Região Metropolitana. Por isso reforçamos a importância que é a liberação desse investimento de R$ 50 milhões”, disse Fátima.

SEGURANÇA NA PONTE

O terceiro pleito tratado na reunião foi o reforço na segurança da ponte Newton Navarro, que conecta as regiões Norte e Leste de Natal. No fim de maio, o Governo do Estado apresentou o projeto para a ampliação dos guarda-corpos laterais da ponte, que custaria R$ 2,8 milhões, como forma de prevenir suicídios no local. “O ministro mais uma vez mostrou grande sensibilidade e afirmou toda a disposição de contribuir com a reestruturação das proteções laterais na ponte Newton Navarro”, disse a governadora Fátima Bezerra.

Também participaram da reunião o senador Jean-Paul Prates, os deputados federais Rafael Motta, que coordenada a bancada do RN no Congresso, e Walter Alves, além do deputado estadual Alysson Bezerra. Ainda integraram a mesa o secretário nacional da segurança hídrica, Marcelo Borges, e os assessores especiais do ministério Jimmu Ikeda (saneamento) e Geraldo Garcia (mobilidade urbana).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Umpapagaiofalou disse:

    E não vão atrás de recurso para melhorar a Zona Norte-ZN por quê? Que preconceito é esse? 🤷🏻‍♂️ Bora fatinha trabalhar pela Capital de forma isonômica! Acho justo e necessário a igualdade.

  2. Chibatazil disse:

    Nada contra, muito pelo contrário, mas enquanto os governantes lutam com afinco pela obra da Roberto Freire, o pró-transporte, na zn, agoniza. Após praticamente uma década, inauguraram um trecho de poucos quilômetros na Av. Moema Tinoco, o qual já foi mostrado em várias reportagens que se encontra encoberto pelo mato e totalmente abandonado, e mais adiante, a mesma avenida é uma autêntica tábua de pirulitos, desconsiderando que por lá transitam, diariamente, inúmeros veículos de passeio, vans e até ônibus levando turistas para o litoral norte, isso sem se falar na Av. das Fronteiras, onde boa parte das obras, para serem realizadas, independem de desapropriações, mas até hoje nada, nada mesmo, foi feito, deixando os moradores, comerciantes e quem passa pela regiao, entregues à lama, buraqueira e congestionamentos.

  3. RMelo disse:

    Uma Av que tem pouquíssimos buracos, mas esquecem da zona norte de Natal, a Av Felizardo Moura, que tem buracos a cada metro e uma "LAMA DE BOSTA" que escorre de dia e de noite. Coitado dos que tem moto, como eu, chega cheirando a bosta no trabalho todos os dias.

  4. Cigano Lulu disse:

    Fatão precisa parar de flutuar entre Brasília e Natal, arregaçar as mangas e mandar ver na reforma da previdência estadual. Como professora, ela deve ensinar a Paulo Guedes como se faz a coisa certa.

  5. Valde disse:

    Eeeita RN véi, vai virar uma Petrobrás de desmando.

Bolsonaro diz que MEC pode diminuir investimentos em faculdades de filosofia e sociologia, e mira ‘leitura, escrita e fazer conta’

Foto: Alan Santos/PR

Jair Bolsonaro afirmou, nesta sexta (26), que o ministro da Educação Abraham Weintraub estuda diminuir repasses para cursos de filosofia e sociologia de universidades brasileiras. No Twitter, o presidente defendeu que a intenção da medida seria incentivar áreas que geram “retorno imediato ao contribuinte”, como engenharia, medicina e veterinária.

“Alunos já matriculados não serão afetados. O objetivo é focar em áreas que gerem retorno imediato ao contribuinte, como: veterinária, engenharia e medicina”, diz o presidente na publicação.

Bolsonaro ainda afirmou que o governo deve ensinar aos jovens “leitura, escrita e a fazer conta e depois um ofício que gere renda para a pessoa e bem-estar para a família, que melhore a sociedade em sua volta”.

A publicação foi seguida de elogios e críticas dos seguidores do presidente na rede social. “Gosto de filosofia, mas gostei do comunicado. Medicina deveria ser mais acessível para pessoas de baixa renda que tem amor a profissão”, escreveu uma usuária.

Em resposta, o cientista político chamou Pablo Ortellado criticou a medida e chamou o grupo que comanda o governo de “verdadeiros inimigos da civilização”.

Jovem Pan

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bruno Milla Tech disse:

    Ta certo ele!! Parabéns presidente!!

  2. Cigano Lulu disse:

    O brasileiro engajado, dito "democrata militante", é um sujeito hilário: se expressa aquilo que eu penso, é meu amigo, meu irmão, meu par; se discorda de mim, é meu inimigo figadal, um conspirador potencial.
    Onde ficam pluralidade, alternância e livre pensar? Nem pensar.

    • Rivelino Batista disse:

      E o Joesley Batista, hein? Deviam entrevistá-lo…
      Joesley Batista é um barangão. De um mau gosto enorme. Nisso é exatamente tal qual o PT. O PT é Kitsch político.
      É paradoxalmente o Capitalista Petista.
      E com certeza adora e venera chupar o entre dedo imundo do pé de lula.

  3. Maria Lurdes disse:

    Agora vai, TECNOCRACIA JÁ! Ascensão do homem-massa!

  4. Sérgio Nogueira disse:

    Dois cursos cujas existências são totalmente dispensadas.
    Precisamos de engenheiros, cientistas, e produtores de tecnologia. A última nação que se desenvolveu a partir desses dois cursos foi a Grécia e isso tem coisa de 3 mil anos.
    Quem quiser ser maconheiro de nível superior pague uma faculdade particular.

  5. Ivan disse:

    Não é o investimento que vai cair, vai diminuir o enorme vazamento pelo ralo de verbas públicas que escoam nessas universidades fajutas que só produzem zumbis repetidores de mantras esquerdistas!!! É gópi…gópi…gópi…

  6. Antonynatal disse:

    Certíssimo presidente deveria tem abrangido História e jornalismo e direito também pois se passar 10 anos sem abrir vagas nesses cursos ainda será pouco.
    Tem muito comentário que é pra acabar com o pensamento do brasileiro, pura Balela, quem diz isso é porque mama nas universidades nesses cursos, gente que passa mais de 8 anos nos corredores conversando m… E não se forma!
    Tira essa cambada de petista das universidades
    Mais vagas para medicina, engenharias acertou em cheio
    O choro é livre

  7. J. Dantas disse:

    Milhares estão na universidade sem saber nem a velha cartilha e a tabuada, mas querem ser intelectuais da Esquerda ou Direita…Fato!

  8. Netto disse:

    Tem que fechar esse monte de curso de licenciatura em esquerdismo mesmo. Forma quem já entrou em manda para o "mercado de trabalho". Quem quiser fazer, pague por eles numa particular. O dinheiro é escasso e deve ser aplicado em cursos que gerem retornos mais imediatos para a sociedade.

    • Netto disse:

      *e manda manda para…
      Eu manteria ainda as pós-graduações em Direito e Psicologia e a parte de pesquisa em História e Geografia.

    • IBMendonca disse:

      Defina esse seu " retornos mais imediatos para a sociedade."!!!????
      O que seria esse retorno???
      Parece que para os eleitores de Bolsonaro existe apenas um tipo de retorno, o financeiro!!!!
      E o retorno socio-cultural, não existe???
      Será que a diversidade das profissões para a sociedade não é necessário???
      Ou você vai dizer que isso é coisa de esquerdista, comunista, socialista, petista, capitalista, anarquista!!!
      E antes de você responder, tente responder sem usar as palavras PT, LULA, Ptralha, Dilma, petista e….

    • Netto disse:

      Exemplo de retorno imediato: já contratei médicos, advogados, engenheiros, técnicos, administradores. Eles resolvem problemas imediatos de quem tem problemas a serem resolvidos. Fiiosofia e Sociologia não se prestam a isso. No máximo para produzir literatura auto-referente e, de forma muito diluída, inspirar alguma ação. Nada que não possa ser suprido com dados de outras ciências. E se o problema for a falta de profissionais, as particulares podem atender à 'demanda'.

    • Netto disse:

      Tem curso que o retorno ê negativo.

  9. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Na visão do Bolzo é perigoso ou ameaçador ensinar esse povo A PENSAR. Logo manter e ampliar o funcionamento das faculdades de Sociologia e filosofia É UM PERIGO. É UMA AMEAÇA.

  10. Brasileira indignada disse:

    Um retrocesso, para quem pleiteia um dia deixar de ser um país de terceiro mundo…

  11. David disse:

    Ou o Celso Daniel e Toninho do pt, que causam arrepio na petralhada

  12. Ana leticia disse:

    Esse camarada é um animal mesmo. Não quer o povo com pensamento crítico, tipo assim, votei nele pq parecia o menos ruim, errrei.

    • Atento disse:

      Que pensamento crítico é esse que falas, o que levou o PT ao poder durante 15 anos???? Estás de sacanagem ou é do DCE da UFRN?

    • Netto disse:

      É o pensamento crítico só para concordar. Vá alguém fazer um seminário sobre o pensamento conservador ou liberal (na economia) num desses madraçais.

    • Ana leticia disse:

      Pensamento crítico é vc reconhecer o erro cometido, sem no entanto achar o que o outro seria melhor. Acredito que deva ser oferecida oportunidade, já que o governo anterior tinha provado o qto era incompetente e corrupto, porém esse não está sabendo aproveitar. E a ultra esquerda, Pstu, se mostrou um desastre, falo com conhecimento de causa, 15 anos na casa, portanto pra mim, só restava arriscar, porém furou novamente. Estamos Realmente num beco sem sai da.

  13. Laranja disse:

    A ditadura está apenas começando! O Brasil vai ficar pior do que a Venezuela!

  14. IBMendonca disse:

    "gerem retorno imediato ao contribuinte"…é pensar pequeno demais!!!!!
    Já o “leitura, escrita e a fazer conta" devia ter mencionado ser preferencialmente do Twitter e Facebook.
    Estudar o pensamento e as formas de relações sociais não são importantes para aqueles que almejam uma sociedade alienada!
    Essa decisão vai na contra mão de tudo que é incentivado nos países desenvolvidos, onde entender a sociedade é fundamental para propor soluções!!!
    Vamos pra frente que a cada dia fica melhor!!!!

  15. André Fortes disse:

    hahahaha. Só pode ser piada, Jesus. Acho que ele inventa essas asneiras só pra ninguém perguntar mais por Flávio Bozo e Queiroz. E o Lula?

    • Marcus Vinicius disse:

      Tá certo, diminuir dinheiro para essa gente e investir em medicina, engenharia e areas que produzam

    • PT Fétido. disse:

      Tem que investir mesmo em cursos que rendam dividendos para o país e de forma equilibrada. A filosofia e a sociologia são importantes, mas os aportes são altos para a demanda da sociedade por profissionais de tais cursos. É isso Bolso!!!!!!!!!!! Entrei no DCE da UFRN hoje e vi inúmeras fotos de Lula pelas paredes. Que vergonha essa doutrinação violenta. Adoradores de bandido preso. Oh Brasil fraco…

    • Waldemir disse:

      Não petista ele diz isso por que vai acabar com a cambada de petistas que só querem sociologia para ficar mamando
      Agora vão ter que trabalhar

Senadora Zenaide defende ensino integral para combater violência nas escolas e investimentos na construção civil

Nessa terça-feira (02), a senadora Zenaide Maia defendeu a escola de tempo integral, com ensino de qualidade, como a melhor solução para resolver os problemas da falta de segurança nos colégios. A parlamentar defendeu essa posição no debate promovido na Comissão de Constituição e Justiça – CCJ, sobre o problema da segurança nas escolas.

Segundo Zenaide: “Se a família, muitas vezes desagregada por problemas sociais, não consegue garantir um mínimo de motivação ao estudo e à convivência social, o ensino integral de qualidade, além de tirar esse jovem das ruas lhe acrescentará valores e melhor estabilidade emocional, desde que os professores sejam preparados e valorizados em seu trabalho e o Estado assuma isto com políticas públicas adequadas e que cheguem também às famílias e ao entorno das escolas”, defendeu a senadora.

Também nesta terça-feira, Zenaide Maia foi ao plenário cobrar do governo planos de desenvolvimento econômico que tirem o país da crise da falta de empregos e produção de renda. A senadora lembrou que os 5 bancos oficiais brasileiros registram altos lucros mas não tem nenhum plano de incentivo à economia, inclusive a Caixa Econômica, que lucrou R$ 18 bilhões de reais ano passado e tem a vocação de alavancar a construção civil, setor que mais gera empregos, mas está parada.

Ex-coordenador do Projeto do Banco Mundial conduzirá área de atração de investimentos em São Gonçalo

O prefeito de São Gonçalo do Amarante/RN, Paulo Emídio (Paulinho) anunciou o novo titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo. O ex-secretário estadual de Gestão de Projetos, Vagner Araújo, que foi coordenador do plano de investimentos do Banco Mundial no estado nos últimos dois anos, toma posse no cargo nesta segunda-feira (18).

“A vinda de Vagner para nossa equipe era pretensão desde o início do nosso mandato. Sem dúvida, é um grande reforço para o nosso time, que vai ajudar no trabalho que estamos desenvolvendo em São Gonçalo. Isso mostra que nosso foco é realmente atacar os problemas sociais do município pela via da geração de emprego e renda com educação e desenvolvimento econômico sustentável e inclusivo”, afirmou o prefeito.

Vagner Araújo foi secretário de Estado pela primeira vez aos 25 anos, em 1994, na Secretaria Estadual de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas). Depois, foi delegado do Ministério de Minas e Energias no Rio Grande do Norte, prefeito de Lucrécia por dois mandatos, secretário de Turismo, Comércio e Indústria de Natal e Secretário de Planejamento e Chefe da Casa Civil durante os governos Wilma de Faria, de 2003 a 2010. Ele chegou a assumir a vice-presidência comercial dos Correios, em dezembro do ano passado, em mandato complementar que se encerrou em janeiro deste ano.

“São Gonçalo está se tornando um polo de desenvolvimento importante. Localização estratégica, presença do aeroporto e de suas externalidades e uma diversificação econômica que vai do agronegócio à mineração passando pela indústria, comércio, turismo, logística e atividade imobiliária entre outras. É o município que mais cresce no RN. E esse crescimento precisa ser planejado para acontecer de forma estruturada, positiva”, destacou Vagner.

Ele ainda lembrou que “São Gonçalo é hoje porta de entrada do Rio Grande do Norte para os que vêm de outros estados e países. “Para que esse potencial sirva ainda mais aos são-gonçalenses é necessário um forte trabalho de capacitação das pessoas para que elas aproveitem adequadamente as oportunidades que estão surgindo e que vão surgir “, ressalta.

Sobre atração de empresas e investidores, Vagner afirma que vai trabalhar na captação de novos empreendimentos como também a expansão dos que já estão na cidade. “Não esquecendo da preparação das pessoas locais para trabalharem nessas empresas, inclusive em lugares de destaque, de melhor nível salarial”, concluiu Vagner.

Loteamento na zona norte de Natal vai receber investimentos de R$ 747 mil em obras de drenagem e pavimentação

A comunidade do Loteamento Nova República será beneficiada com obras de pavimentação e drenagem. A melhoria da qualidade de vida será acentuada visto que o benefício vai chegar a mais de dez ruas. A obra tem custo aproximado em R$ 747 mil e deve começar no mês de agosto. A iniciativa é uma ação da Prefeitura do Natal por meio da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi).

A secretária adjunta de Planejamento e Obras, Teresa Cristina Vieira Pires informa que a licitação foi concluída e que a obra encontra-se em fase de contratação e licenciamento. “Estamos aguardando a tramitação da licença ambiental que é fornecida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) para dar início às obras. Ainda não temos uma data de início, mas é provável que ocorra nos próximos 30 dias”, prevê Teresa Pires.

Pelo projeto, receberão obras de pavimentação e drenagem as seguintes ruas: Paraíso, São Francisco, São Marcos, Santa Eulália, São Mateus, São Silvestre, Alto da Boa Vista, Aurora e Presidente Castelo Branco, além da Travessa Lauro Bezerra. As obras contam com recursos próprios do município orçados em R$ 747.125,25 e serão realizadas pela Crisal Construções Engenharia e Comércio Ltda. sob a fiscalização da Semopi.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. anchieta disse:

    Gostaria de sabe porque a castelo branco estar na lista se ela ja e pavimentadas e drenada.

Presidente da República em exercício, Henrique Alves, recebe balanço da Conab e anúncio de investimentos para o RN

O diretor de operações e abastecimento da Conab, Marcelo Melo, apresentou ao presidente da República em exercício, Henrique Eduardo Alves, um balanço do milho destinado ao Rio Grande do Norte nos últimos 12 meses. Ele estava acompanhado do superintendente de logística, Marcio Silva Júnior, que apresentou detalhes sobre o programa de reforma e ampliação dos armazéns da Conab no estado.

Desde que a estiagem se agravou e o número de produtores rurais inscritos no programa de vendas “Balcão Conab” foi ampliado de e 3 mil para 23 mil cadastrados, o Rio Grande do Norte já recebeu  126 mil toneladas de milho para ração animal. O estado foi o 2º do nordeste contemplado com remessa de milho. O 1º foi o Ceará, com 155 mil toneladas. A Bahia, com 115 mil, está em 3º lugar.

A meta da Conab, segundo explicou Marcelo Melo, é enviar ao Rio Grande do Norte, até meados de 2014, mais 62 mil toneladas, perfazendo um total de 188 mil toneladas de milho. Até 17 de dezembro deste ano, quando a Conab encerra as atividades de 2013 para o balanço anual, o Rio Grande do Norte ainda vai receber 12 mil toneladas de milho para alimentar os rebanhos. São 1.000 toneladas para Assu, 1.200 para Caicó, 1.000 para Currais Novos, 2.925 para Mossoró, 1.000 para João Câmara, 3.284 para Natal, 1.000 para Umarizal e 500 para Lajes.

Henrique Alves reforçou a necessidade de o milho chegar aos armazéns da capital e interior ainda este ano, uma vez que o estoque da Conab, em todo o estado, é de apenas 250 toneladas. O preço da saca de 60 quilos vai permanecer em R$ 18,00 nos oito postos de venda do programa “Balcão Conab”.

Reforma e ampliação dos armazéns

O superintendente de logística operacional da Conab, Márcio Augusto da Silva Júnior, explicou que a maior dificuldade para atender as necessidades dos produtores potiguares é a falta de capacidade dos armazéns para receber milho a granel. “O milho ensacado demora a ser descarregado e falta espaço para o estoque”, destacou. Para superar esse problema, ele anunciou a reforma e ampliação de cinco dos oito armazéns da Conab no Rio Grande do Norte a partir de 2014.

Os armazéns vão contar com silos para receber o milho a granel em grande quantidade e, posteriormente, ser ensacado de acordo com a demanda dos produtores de cada região. Em Currais Novos a Conab vai investir R$ 2,3 milhões na construção de silos. Em Mossoró, a reforma do armazém da Conab vai custar R$ 650 mil. Na Cidade Satélite, em Natal, a construção dos silos vai custar R$ 3,9 milhões. Em João Câmara o investimento vai ser de R$ 1,7 milhão e em Umarizal, R$ 1,6 milhão.

Segundo quadrimestre: Aumenta capacidade de investimento do Governo do Estado

7a3fc95c9e7335be82ce3389748ef1c7O Estado teve um crescimento de 16% na sua capacidade de investimento, registrado no 2º quadrimestre. A informação é do secretário estadual de Planejamento e Finanças, Obery Rodrigues, que em reunião com os membros da Comissão de Finanças e Fiscalização da Assembleia Legislativa, na manhã de hoje (23), apresentou o balanço das receitas e despesas da administração. Obery informou que os 16% representam uma média de R$ 116 milhões, investimentos oriundos do tesouro do Estado, convênios com o Governo Federal e de operações de crédito.

Na ocasião, o secretário de Planejamento apresentou tabelas com números referentes as receitas e despesas, taxa mínima anual de crescimento real da receita tributária, dívida em relação à receita líquida real, gastos com investimentos, entre outras informações. Sobre as receitas totais, Obery afirmou que houve um crescimento de 4,49%, já as despesas, um aumento de 7,2%. “O grande problema do Estado é o desequilíbrio entre a receita e despesa”, afirmou.

Obery informou que a receita tributária do tesouro cresceu entre 8% a 9%, com relação ao mesmo período do ano passado. No entanto, o secretário disse que esse crescimento não se comporta conforme estimado no orçamento. “O Governo Federal já publicou o 4º decreto de reprogramação orçamentária. E em cada um, diz aos Estados, aos Poderes Legislativos e Judiciários Federais que a receita não está acontecendo com pensaram”, declarou.

Um dos agravantes destacados pelo secretário, no que se refere à receita está os repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE) feitos pelo Governo Federal. Segundo Obery, no mês de outubro era esperado o valor R$ 227 milhões e o que vai se realizar são R$ 174 milhões. “Evidente que isso gera um impacto. O Estado está no limite da sua capacidade. O Governo não está escondendo sua receita. Peço que os especialistas se mobilizem e verifiquem os recursos do Estado. Irão constatar que a situação é essa”, declarou.

O secretário explicou que a receita referente aos convênios e operações de crédito é diferente, pois têm destinação específica. “Quando uma secretaria faz convênio com o Governo Federal, os recursos são utilizados de forma exclusiva. É obrigatória a abertura de uma conta onde serão depositados esses recursos, que não se pode mexer. O dinheiro é administrado pelo titular da pasta. E nessa conta o Governo tem obrigação de dar contrapartida”, explicou.
 
DESPESAS

O secretário de Planejamento afirmou que o gasto com pessoal do Poder Executivo no 2º quadrimestre chega a 48,97% da receita corrente líquida. “Temos dois grandes grupos de despesa no Estado, além das transferências para os municípios, que são constitucionais. São as despesas com pessoal e as transferências para os Poderes. Hoje, esse repasse chega a mais de R$ 1 bilhão. É um valor expressivo dentro do nosso orçamento, chegando a 20% da receita líquida do estado. O repasse para os Poderes cresceu 19% com relação ao orçamento passado”, declarou.

DÉFICIT

O secretário Obery Rodrigues ainda disse que o Governo do Estado tem um déficit previdenciário mensal de R$ 30 milhões. Segundo ele, a contribuição por mês dos servidores para a aposentadoria é de 11% e a do Estado de 22%. Por esta razão, o Governo quer a redução desse subsídio para 11%. “Com essa mudança, haverá uma economia de R$ 3 milhões por mês. Qualquer redução é importante”, declarou Obery.

AL-RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Silvania disse:

    Qual a CREDIBILIDADE dos números covenientemente mascarados e apresentados pelo Governo? Isso vem sendo usado a 03 ANOS, virou rotina, caiu no descrédito!
    Embora faltem com a verdade e manipulem os números, os entes que deveriam fiscalizar e tomar as medidas para desmascarar essa turma do mal, NADA FAZ!
    Estamos entregues a própria sorte e avontade dos senhores feudais do governo do RN.
    Aqui não existe democracia, é massacre financeiro em cima dos fornecedores sem prestígio e dos coitados de sempre dos servidores do executivo. Tome corte nas costas de quem não tem a mínima culpa!!!

Petrobras reduz investimentos em Mossoró e preocupa deputados

As constantes demissões e a desativação de serviços da Petrobras em Mossoró vêm despertando a atenção de vários setores, que vão do comércio ao turismo, e preocupado deputados. Entre os meses de junho e julho houve cerca de 700 demissões, segundo dados do Sindicato dos Petroleiros do RN (Sindipetro-RN).

Diante desse cenário, o deputado Leonardo Nogueira pediu a colaboração dos deputados estaduais e federais para intensificarem a cobrança para que a estatal retome seus trabalhos de uma forma que não prejudique o estado e as pessoas que trabalham diretamente com o setor petroleiro.

“No início do ano pude participar de reunião no Rio de Janeiro, que tratou da problemática da desativação da Petrobras na nossa região. Foram feitos uma série de acertos que hoje não estão sendo seguidos”, afirmou. O parlamentar chama a atenção para a informação que dá conta da descoberta de indícios de muitas possibilidades de presença de hidrocarboneto no Campo do Amaro, em Mossoró. “Apesar de não ter quantidade suficiente para comercialização, pode ajudar a ressuscitar poços já maduros. O Campo do Amaro é símbolo do auge e declino da produção do petróleo em Mossoró e no RN”, disse.

O Campo do Amaro é o maior campo terrestre produtor de óleo do Brasil. Segundo o deputado Leonardo Nogueira, atualmente é considerado um poço maduro e produz média de 107 mil barris de petróleo por dia.