OLIMPÍADAS: Brasil, Argentina, México e Japão serão cabeças de chave no futebol

No feminino, seleção brasileira fica no pote 1 com Alemanha e Estados Unidos. Sorteio será realizado no Maracanã, na próxima quinta-feira, às 10h30

A Fifa divulgou nesta sexta-feira a divisão dos potes para o torneio de futebol das Olimpíadas do Rio de Janeiro. Além do anfitrião Brasil, Argentina, México e Japão serão cabeças de chave na competição masculina. No feminino, a seleção brasileira está no pote 1 com Alemanha e Estados Unidos. O sorteio será realizado na próxima quinta-feira, no Maracanã, às 10h30 (de Brasília).

Entre os homens, há mais três potes, com quatro equipes em cada um. No segundo estão Nigéria, Coreia do Sul, Honduras e Iraque; no terceiro, Suécia, Fiji, Portugal e África do Sul; e no quarto Argélia, Colômbia, Dinamarca e Alemanha. No torneio feminino, cada pote tem três times, estando no segundo França, Austrália e Suécia; no terceiro, Canadá, China e Nova Zelândia; e no quarto, Colômbia, África do Sul e Zimbábue.

De acordo com a entidade máxima do futebol, a divisão entre os potes do torneio masculino se deu através de um ranking baseado na performance das seleções nas últimas cinco edições dos Jogos Olímpicos. As edições mais recentes têm peso maior, e os times que se classificaram como campeões continentais tiveram um bônus na pontuação. Entre as mulheres o critério foi a última edição do ranking da Fifa, divulgado em 25 de março.

As seleções masculina e feminina do Brasil já têm posição definida no sorteio por serem anfitriãs: os grupos A e E – os primeiros de cada torneio. Duas seleções pertencentes à mesma confederação não poderão ficar no mesmo grupo – o que já tira do caminho brasileiro a Colômbia, em ambas as competições.

Globo Esporte

Natal é oficializada no roteiro oficial do revezamento da tocha olímpica

tochaolimpicaNatal está confirmada entre as cidades brasileiras que vão participar do revezamento da tocha olímpica no Brasil (COB). O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016 divulgou hoje (24) o roteiro oficial do revezamento da tocha no Brasil. Além de Natal, os municípios de São José de Mipibu, Parnamirim, Lajes, Angicos, Assu e Mossoró, no Rio Grande do Norte, estão incluídos no roteiro.

A tocha olímpica será acesa no dia 21 de abril, em Olímpia, Grécia. De lá segue para Laussanne, na Suíça, onde fica a sede do Comitê Olímpico Internacional, e depois vem para o Brasil, onde chega no dia 03 de maio, em Brasília. Passará por 329 cidades em todos os estados da federação até chegar no Rio de Janeiro, quatro meses depois. Serão 20 mil quilômetros percorridos, além de 10 mil milhas aéreas, com 12 mil condutores.

No dia 04 de junho a tocha olímpica ao Rio Grande do Norte e passa por Natal, São José de Mipibu e Parnamirim. No dia 06 é a vez de Lajes, Angicos Assu e Mossoró. A percurso terminará no Rio de Janeiro, no dia 05 de agosto, quando acontece a abertura dos Jogos Olímpicos do Brasil.

O COB divulgou ainda o nome de alguns condutores da tocha. Entre atletas em atividade e aposentados, além de outros condutores escolhidos pelos patrocinadores, estão escalados: o nadador potiguar Clodoaldo Silva, a ex-tenista Maria Esther Bueno, a ex-ginasta Laís Souza, o ex-nadador Gustavo Borges, a judoca Érika Miranda, a velejadora Isabel Swan, a jogadora de vôlei Fabiana, o arqueiro indígena Gustavo dos Santos, a ex-jogadora Adriana Behar e o ultramaratonista Weimar Pettengill.

Anderson Silva descarta participar das Olimpíadas do Rio 2016

spider-chao-700Depois de algumas especulações sobre uma possível participação nas Olimpíadas do Rio 2016, Anderson Silva desistiu de representar o País na competição, de acordo com entrevista dada ao jornal “Estado de S. Paulo”.

Em conversa franca, o ex-campeão dos pesos médios (84 kg) do UFC deixou claro que seus compromissos fora do octógono impedirão seus treinos para se tentar uma vaga no taekwondo.

– Essa ideia estava superfixa na minha cabeça, mas eu tenho tanta coisa, tantos compromissos para serem cumpridos com meus patrocinadores, com o UFC, que eu precisaria de um tempo para fazer um treinamento específico. É uma coisa que eu gostaria de ter feito sim, infelizmente o tempo não me deu essa oportunidade.

Com a hipótese descartada, o brasileiro volta seu foco para a revanche contra Chris Weidman, marcada para o dia 28 de dezembro, data em que poderá reaver seu título dos pesos médios (84 kg).

R7

Rio 2016 demite funcionários que roubaram dados de Londres 2012

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro demitiu dez funcionários que baixaram, sem autorização, arquivos de computadores dos responsáveis pela Olimpíada de Londres durante a realização do evento.

Em comunicado nesta sexta-feira, o Comitê Rio 2016 informou, que os funcionários envolvidos no caso prestavam serviços ao Comitê Organizador dos Jogos de Londres 2012 (Locog), em virtude de parceria entre as duas frentes.

“Os envolvidos foram identificados e as lideranças do Rio 2016 e do Locog agiram de forma conjunta, coordenada e rápida para reparar a situação. Todos os arquivos foram recuperados e devolvidos e os funcionários foram desligados do Rio 2016”, disse o comunicado.

Os dez funcionários dos Jogos do Rio, todos brasileiros, trabalhavam em diferentes áreas na organização da Olimpíada de Londres e tinham acesso aos arquivos durante a execução de suas tarefas, de acordo com uma fonte do comitê.

“O problema foi que a norma do Locog não permitia que eles baixassem esses arquivos”, disse a fonte, que pediu para não ser identificada. De acordo com o comitê carioca, o caso foi descoberto logo após a Olimpíada de Londres, cujo encerramento foi no dia 12 de agosto, e os funcionários foram demitidos logo depois que voltaram ao Brasil.

A organização disse na nota oficial que os eles tiveram “atitude contrária aos princípios que regiam a confiança mútua entre as duas organizações”.

Cerca de 200 representantes do Rio de Janeiro acompanharam em Londres a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Fonte: Reuters

Começam a circular as moedas comemorativas de R$ 1 e R$ 5 em homenagem às Olímpiadas

Começam a circular nesta segunda-feira (13) as moedas comemorativas de R$ 1 e R$ 5 em homenagem à entrega da bandeira olímpica ao Brasil, e aos jogos olímpicos e paraolímpicos que acontecerão no país em 2016.

Moedas comemorativas de R$ 5, que serão feitas em prata e destinadas a colecionadores

As moedas de R$ 1 são bimetálicas, como as atuais, com a inscrição 2012 na face principal e a ilustração da bandeira olímpica no verso, entre as inscrições “Entrega da bandeira olímpica” e “Londres 2012 – Rio 2016”, bem como a logomarca oficial dos Jogos no Rio.

Serão cunhadas 2.016.000 unidades, a circular normalmente por meio da rede bancária, além de um lote em embalagens especiais para colecionadores, cujo preço será R$ 9,5.

As moedas de R$ 5 serão apenas comemorativas, feitas em prata, e com tiragem inicial de 5.000 peças, podendo chegar no máximo a 20 mil. Também terão a ilustração da bandeira e do logotipo carioca de um dos lados. No outro lado, uma ilustração faz alusão à Tower Bridge, ponte símbolo de Londres, e ao corcovado, no Rio.

As moedas de R$ 5 serão vendidas por R$ 195, para colecionadores, em guichês e representantes regionais do Banco Central.

Divulgação
Moedas de R$ 1, que serão cunhadas com o símbolo da bandeira olímpica e a logomarca brasileira

Jornalista que brigou com Galvão no ar se recusou a voltar ao programa

A briga de Galvão Bueno com Renato Mauricio Prado, ao vivo, durante a apresentação do “Conexão SporTV” na última quarta-feira (01), ainda  rende. O jornalista se recusou a participar das duas edições seguintes do programa, no sábado (04) e na segunda-feira (06).

Prado foi a Londres para participar, como integrante fixo, ao lado de Galvão, do “Conexão”, além de escrever para o jornal “O Globo”.

A briga ocorreu depois que ele pediu a Galvão para contar no ar uma “piada” que havia feito nos bastidores – que a seleção masculina de vôlei, em 1984, só foi medalhista por causa do boicote dos países do bloco soviético aos Jogos de Los Angeles.

O narrador se irritou com o comentário e repreendeu o jornalista no ar. Prado chegou a fazer menção de retirar o seu microfone e deixar o estúdio (como dá para ver no minuto 1:39 do vídeo). Mas ficou. Um minuto depois, se recusou a cumprimentar Galvão, deixando-o com a mão no ar.

A situação preocupa a cúpula de esportes da Globo. Galvão é a estrela maior da companhia e saiu com a imagem arranhada do episódio, que foi, em última instância, provocado por Prado.

Apesar do narrador ter pedido desculpas no final do programa, o caso não está, como se vê, encerrado. A eventual participação de Prado no próximo “Conexão” pode sinalizar que os ânimos se acalmaram.

Não se lembra da confusão? O BG noticiou o caso em [Vídeo] Galvão Bueno perde a linha e discute ao vivo com comentarista no Conexão SporTV

Ainda não viu o vídeo? Confira:

* Com informações de Maurício Stycer, do UOL

Brasil tem dia decisivo por vagas nas semifinais de Londres 2012

O Brasil tem uma terça-feira (7) decisiva por vagas nas semifinais em Londres 2012. O vôlei feminino, além do futebol masculino, brigam para seguir nos Jogos Olímpicos.

Ainda que com uma campanha irregular, a seleção brasileira de vôlei está nas quartas de final dos Jogos. Mas o time do técnico José Roberto Guimarães tem uma verdadeira pedreira pela frente, contra a Rússia.

Mas em busca do inédito ouro olímpico, Neymar e companhia enfrentam a Coreia do Sul, às 15h45, em Manchester. O técnico Mano Menezes tem o time inteiro à disposição para lutar por uma vaga na semifinal.

A surpresa do dia pode ficar por conta do levantamento de peso. Campeão do Pan-Americano em 2011, o brasileiro Fernando Reis começa hoje a disputa por uma medalha inédita. O atleta compete na categoria acima de 105 kg.

Confira a programação desta terça-feira (7): 

 

10H30 – TIRO COM ARCO / LEV. DE PESO

11H – VÔLEI (FEM) BRASIL X RÚSSIA

12H -CICLISMO DE PISTA

13H – FUTEBOL (MASC) MEXICO X JAPÃO

13H – HANDEBOL (FEM) RÚSSIA X COREIA

15H – SALTOS ORNAMENTAIS

15H – VÔLEI (FEM) EUA X REP. DOMINICANA

15H30 – FUTEBOL (MASC) BRASIL X COREIA

16H30 – BOXE

17H – VÔLEI (FEM) ITÁLIA X COREIA

17H15 – BASQUETE (FEM) TURQUIA X RÚSSIA

18H45 – BASQUETE (FEM) FRANÇA X REPÚBLICA TCHECA

20H30 – HANDEBOL (FEM) FRANÇA X MONTENEGRO

Aposta de ouro, Cielo fica apenas com bronze nos 50 metros livre

Não deu para Cesar Cielo. Nesta sexta-feira, no Centro Aquático de Londres, o brasileiro defendeu seu título na prova dos 50 m livre obtido nos Jogos Olímpicos de Pequim há quatro anos, mas não repetiu o desempenho de 2008 e sucumbiu frente ao francês Florent Manaudou e ao americano Cullen Jones, que levaram ouro e prata, respectivamente.

O nadador brasileiro bem que tentou, mas foi superado nos milésimos finais e sobe ao pódio com a terceira colocação e leva para casa a condecoração de bronze.

Fonte: Terra

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Convidado disse:

    Apenas??? Rpz no dia que vc for o terceiro melhor do mundo no que vc faz… ai vc publica um APENAS desse!

Com ippon, judoca conquista a quarta medalha do Brasil em Londres

Mayra Aguiar comemora o bronze em Londres

Na véspera de completar 21 anos, a brasileira Mayra Aguiar, 20, conquistou a medalha de bronze na categoria até 78 kg dos Jogos Olímpicos de Londres. Ela garantiu a medalha após derrotar a holandesa Marhinde Verkerk, décima do mundo, com um ippon.

Foi a quarta medalha brasileira em Londres –a terceira no judô. No sábado, primeiro dia de disputa da modalidade, Sarah Menezes conquistou o ouro e Felipe Kitadai ganhou o bronze. A outra medalha foi conquistada pelo nadador Thiago Pereira, que levou a prata

Líder do ranking mundial, Mayra Aguiar era uma das esperanças de medalha do judô brasileiro.

Mayra estreou com vitória contra a tunisiana Hana Mareghni e na sequência ganhou da polonesa Daria Pogorzelec. Na semifinal, a judoca, que já foi vice-campeã mundial em 2010 e terceira colocada em 2011, perdeu para a norte-americana Kayla Harrison. Foi a sexta vitória de Harrison contra a brasileira em dez confrontos.

Depois das duas medalhas no sábado, o judô não subiu mais ao pódio em Londres. No domingo, Érika Miranda e Leandro Cunhaforam eliminados logo na primeira luta. Na segunda-feira, Bruno Mendoça caiu nas oitavas de final, enquanto Rafaela Silva foi desclassificada após aplicar um golpe irregular.

Um dia depois, Leandro Guilheiro, favorito ao ouro, perdeu na repescagem da categoria 81 kg e Mariana Silva foi derrotada logo na sua estreia pela categoria até 63 kg.

Foto: Franck Fife/France Presse

Fonte: Estadão

Chaves bate audiência dos Jogos Olímpicos

Peça coringa da programação do SBT, o seriado mexicano Chaves voltou a assombrar a Record nessa segunda-feira (30), deixando a emissora do Bispo Edir Macedo em terceiro lugar na corrida pela audiência.

O agravante nesta colocação é o fato de a Record ter feito um alto investimento na compra pelos direitos exclusivos de transmissão dos Jogos Olímpicos de Londres, que parece não estar colaborando com os números do canal.

Ontem, Chaves ficou no ar das 18h25 às 19h45, registrando média de 8 pontos. No horário, a Record transmitia as provas da ginástica masculina e marcou 6 pontos. A Globo manteve-se em primeiro, com média de 27.

Fonte: E+

Olimpíadas: Globo fará transmissão limitada dos jogos de Londres

A Rede Globo emitiu uma nota falando sobre como será a sua transmissão dos jogos olímpicos de Londres. Como não é detentora dos direitos de transmissão, a gigante da televisão brasileira sofrerá uma série de restrições que limitam o acesso a cobertura, mas, mesmo assim, garantiu uma transmissão nos telejornais com as principais notícias das Olimpíadas, alegando que não pode abrir mão da informação aos seus telespectadores, respeitando os acordos sobre direitos esportivos.

Confira a nota na íntegra

Cobertura dos Jogos Olímpicos de 2012 na Globo

A cobertura jornalística da Rede Globo dos Jogos Olímpicos 2012 seguirá dois princípios de que não pode abrir mão: informar os seus telespectadores e respeitar acordos sobre direitos esportivos. Para isso, a emissora comprou da OBS (Olympic Broadcast Services) o acesso às imagens dos Jogos Olímpicos vendido a não detentores dos direitos de transmissão que aceitam as regras do COI (Comitê Olímpico Internacional) para a utilização jornalística em suas coberturas do evento.

Essas regras determinam que, ao longo do dia, um total de apenas seis minutos de imagens sejam usados por no máximo três programas jornalísticos regulares, sendo que cada um deles poderá usar apenas até dois minutos, não ultrapassando, por evento ou prova, 30 segundos ou 1/3, o que for menor. A OBS produzirá boletins atualizados de 30 minutos sobre as Olimpíadas a cada meia hora, que serão transmitidos via satélite a todos os assinantes do serviço.  Imagens de arquivo de Jogos Olímpicos passados contam nos seis minutos diários e, portanto, nos dois minutos por programa. Outra restrição é que as imagens só poderão ser usadas três horas depois que tiverem sido exibidas pelo detentor dos direitos de transmissão em TV aberta. No momento em que as imagens dos Jogos Olímpicos estiverem sendo mostradas nas reportagens, os assinantes do serviço da OBS se comprometem a creditá-las ao detentor dos direitos de transmissão.

Seguindo a experiência internacional, e sem ferir as regras do COI, fotos serão utilizadas sempre que imagens de um evento não puderem ser exibidas. São restrições importantes do COI que a TV Globo acata num esforço para bem informar os seus telespectadores. Como acontece em todo o mundo com os não detentores de direitos de transmissão, o respeito a essas regras implicará, naturalmente, uma cobertura mais limitada do que a que realizamos nos últimos anos, mas suficiente para divulgar as principais notícias sobre os Jogos Olímpicos.

Olimpíadas 2012: Atleta grega é expulsa dos jogos por racismo no Twitter

A saltadora grega Paraskevi Papahristou, de 23 anos, está fora dos Jogos Olímpicos de Londres. A atleta do salto triplo foi cortada pelo comitê olímpico grego por fazer um comentário racista no Twitter. “Com tantos africanos na Grécia, os mosquitos do Nilo Ocidental terão muita comida caseira”, escreveu Papahristou na rede social.

Depois da expulsão, a atleta utilizou o Facebook, para se desculpar. “Gostaria de expressar minhas desculpas pela piada de péssimo gosto que publiquei em minha conta no Twitter. Estou muito arrependida e envergonhada com o que ocorreu, nunca quis ofender ninguém ou ferir os direitos humanos.”

Fonte: Gazeta Esportiva

[Paraolimpíadas] Potiguar fatura cinco medalhas na última competição antes de embarcar pra Londres

O nadador potiguar Adriano Lima, patrocinado pela Companhia Potiguar de Gás (Potigás), desembarcou na segunda-feira (16) em Natal trazendo na bagagem as cinco medalhas conquistadas durante a segunda etapa do Circuito Loterias CAIXA Brasil (competição realizada em São Paulo no último final de semana), sendo três delas de ouro, uma de prata e uma de bronze. Ele competiu nas provas de 50, 100, 400m livres, e nas de 100m peito e 50m borboleta.

As medalhas de ouro foram obtidas nas provas de 50, 100 e 400m livres; a prata veio nos 100m peito; e o bronze na prova de 50m borboleta. O atleta descreveu a competição como o primeiro passo para o ouro paralímpico, já que foi a última competição do potiguar antes das Paralimpíadas de Londres, que serão realizadas entre os dias 29 de agosto e 9 de setembro. Além de todas as estrelas paralímpicas, o Circuito Loterias Caixa também recebeu mais de 60 atletas estrangeiros, que representaram Argentina, Venezuela, Equador, Nigéria e Colômbia.

Adriano irá desembarcar em Londres no dia 12 de agosto, e se dedicará aos últimos dias de preparação na própria capital inglesa. “O circuito da CAIXA já me rendeu a oportunidade de participar de mais uma paralimpíada, essa segunda fase me serviu como um trampolim para o meu sucesso em Londres, eu quero trazer mais medalhas”, exalta Adriano, que se mantém focado e decidido a conquistar bons resultados nessa nova etapa de sua carreira.

Olimpíadas: Seleção brasileira de futebol embarca hoje rumo a Londres

Após uma semana de preparação no Rio de Janeiro, a Seleção Brasileira embarca nesta segunda-feira para Londres, aonde disputará os Jogos Olímpicos de 2012 a partir do dia 26 de julho.

A delegação brasileira partirá do Aeroporto Internacional Tom Jobim, no voo JJ 8084, às 20h05, e do Aeroporto de Guarulhos para a capital inglesa, também no voo JJ 8084, com saída marcada para as 23h55 e chegada em Londres às 15 horas (11 horas de Brasília) da terça-feira, dia 17 de julho.

No Rio de Janeiro, a Seleção ficou concentrada no Hotel Sheraton Rio e realizou seus treinamentos na Escola de Educação Física do Exército, na Urca, no campo do Flamengo, na Gávea, e até no próprio hotel. Foram sete dias de muito trabalho, chegando a treinar em dois períodos em alguns dias, e de muito contato com o torcedor, que a todo momento mostrava o seu carinho com a Seleção Brasileira.

Em Londres, a delegação ficará hospedada no Sopwell House Hotel, Cottonmmill Lane, Hertfordshire AL1 – St. Albans, onde a Seleção fará o primeiro treino já às 17 horas (13 horas de Brasília) desta terça-feira.

Na quarta-feira, dia 18 de julho, o treinamento será no Centro de Treinamento do Arsenal.

Na sexta-feira, dia 20 de julho, a Seleção Brasileira Olímpica enfrentará a Grã-Bretanha, às 19h45 (15h45 de Brasília), no Riverside Stadium, em Middlesbrough.

Bola da Olimpíada tem perfil da Jabulani, e goleiros da seleção falam em se adaptar

 Jabulani foi a bola da última Copa do Mundo; Em Londres, a Adidas utilizará a The Albert

Jabulani foi a bola da última Copa do Mundo; Em Londres, a Adidas utilizará a The Albert – Arte/Uol-Divulgação

 

A bola Jabulani ganhou notoriedade na Copa do Mundo de 2010. Talvez, tornou-se a bola mais conhecida no futebol, muito em virtude das críticas que recebeu de jogadores de diversos países. Agora, para a Olimpíada de Londres, a Adidas criou a “The Albert”, que apresenta semelhanças com o modelo antigo no design.

 Segundo comunicado oficial da multinacional de material esportivo, a Albert dispõe de uma série de painéis triangulares, assim como a polêmica bola do Mundial da África do Sul. No entanto, de acordo com a Adidas, as placas foram coladas termicamente para assegurar uma trajetória mais segura, sem efeitos inesperados, como reclamavam os atletas em 2010.

Os goleiros da seleção brasileira treinam com a Albert no Rio de Janeiro, durante o período de preparação antes da disputa do inédito ouro olímpico. Eles falam em se adaptar e evitam críticas duras.

“A bola é melhor do que a Jabulani, que eu conheço por ter jogado com ela no Mundial Sub-20. Era uma bola mais variável. Essa é melhor. Temos tempo para trabalhar e isso é importante para se adaptar”, opinou o terceiro goleiro Gabriel.

Na última sexta, ao deixar o campo, o titular Rafael foi questionado sobre o assunto. “É normal”, sorriu. “Se eu responder que é ruim, você vai escrever uma notícia”, completou.

No sábado, durante entrevista coletiva, o camisa 1 falou de forma oficial. “A bola é diferente, e a gente tem que se adaptar. Cada campeonato tem uma bola diferente, e isso está longe de ser um empecilho”, comentou o santista.

Ainda conforme a Adidas, outra novidade no modelo é o revestimento de tecido, abaixo da primeira camada externa, que envolve a câmara de ar para manter a pressão na bola e evitar a entrada de água.

Na Copa de 2010, a multinacional alemã ficou em uma saia-justa por conta das críticas dos jogadores à Jabulani. “É horrível, horrorosa”, disparou o goleiro Julio Cesar. “Parece uma bola de praia”, comparou o espanhol Iker Casillas, só para citar dois casos.

Fonte: Uol

[FOTOS] McDonald's terá maior loja da rede dentro da Vila Olímpica dos jogos de Londres

O McDonald’s terá o maior restaurante e cardápio da rede durante os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Londres. Focada em sustentabilidade, a marca levou três anos entre planejamento e execução do projeto, instalado na Vila Olímpica do evento.

Ao todo, o restaurante tem 1.500 lugares, incluindo 70 em um balcão no segundo piso, e cerca de 500 funcionários. O maior da rede em todo o mundo. Entre as inovações, estão as filas expressas, com pagamento sem dinheiro, e equipamentos de cozinha com dispositivos que diminuem o consumo de água e energia.

O fast food também recolherá e reciclará o óleo usado, que será transformado em biodiesel para abastecer caminhões durante as entregas no Reino Unido. Após o evento, 75% dos materiais serão reutilizados e alguns itens reciclados para serem reaproveitados e distribuídos entre os restaurantes futuros e já existentes.