Ygor Coelho domina canadense, faz história e conquista primeiro ouro brasileiro no badminton nos Jogos Pan-Americanos; humilde trajetória de atleta impressiona

Conquista coloca Ygor mais próximo da vaga nas Olimpíadas de Tóquio. FOTO: Alexandre Loureiro/COB – 31.7.2019

A paciência para responder às jogadas do rival contrasta com o nervosismo da torcida na arquibancada. Ygor Coelho aprendeu a construir seu caminho sem se deixar abalar com os percalços em volta. Nesta sexta-feira, em Lima, o carioca beirou a perfeição e voltou a cravar seu nome na história do badminton. Ao dominar e vencer o canadense Brian Yang por 2 sets a 0, parciais 21/19 e 21/10, garantiu o primeiro ouro brasileiro no esporte em Jogos Pan-Americanos.

A história de Ygor Coelho remete às ruas da Comunidade da Chacrinha, no Rio de Janeiro. Pela influência do pai, Sebastião, criador do projeto social Miratus, o jovem descobriu o badminton em uma quadra improvisada nos fundos de uma piscina vazia. De lá, se transformou na maior promessa do esporte no país. Foi o primeiro brasileiro a disputar os Jogos Olímpicos, em 2016, no Rio, e a vencer o Pan-Americano da modalidade, em 2017 e 2018. Em Lima, se transformou no primeiro do país a chegar a uma final individual do esporte.

O ouro inédito de Ygor coroa a bela campanha do badminton brasileiro em Lima. A delegação do país conquistou ainda quatro bronzes: Fabrício e Francielton Farias, nas duplas masculinas; Fabiana Silva/Tamires Santos e Sâmia Lima/Jaqueline Lima, nas duplas femininas; e Jaqueline Lima e Fabrício Farias nas duplas mistas.

A melhor campanha do esporte até aqui havia sido no Pan de Toronto 2015. Hugo Arthuso e Daniel Paiola e as irmãs Lohaynny e Luana Vicente foram prata nas duplas. Lohaynny, ao lado de Alex Tjong, também foi bronze nas mistas.

Vitória no talento

Uma pancada no contrapé de Yang foi o cartão de visitas do brasileiro na final desta sexta-feira. Ygor abriu 2 a 0 com um jogo agressivo, mas a promessa de equilíbrio logo se confirmou. Depois de a peteca parar na rede em golpe do brasileiro, o canadense deixou tudo igual. Ygor se mostrava paciente. Trocava golpes sem se desesperar apesar da qualidade do rival. Yang fez 8/7, mas logo o brasileiro passou com 11/9. A vantagem subiu para 15/12 e, depois, em 18/15. Mesmo quando o canadense se aproximou novamente, empatando em 19/19, Ygor manteve seu jogo. No fim do primeiro set, vitória por 21/19.

Ygor manteve o mesmo ritmo na volta à quadra. Enquanto o canadense tentava forçar seu jogo, o brasileiro mantinha a calma para abrir vantagem. Com tranquilidade, abriu 11/5 e se aproximou do ouro. A partir daí, Ygor acelerou o ritmo para fazer história: 21/10. Em seguida, desabou em quadra com a emoção do título.

Globo Esporte

 

FOTO E VÍDEO: Lena Guimarães conquista inédito ouro na final do Surfe SUP Race, no Pan-Americano de Lima

Lena Guimarães conquista inédito ouro na final do Surfe SUP Race. Foto: Divulgação

Tricampeã brasileira, Lena Guimarães conquistou o inédito ouro na final da prova de Surfe SUP (Stand Up Paddle) Race, nos Jogos Pan-Americanos Lima 2019, na manhã desta sexta-feira (02). EUA ficam com a prata e Porto Rico com o bronze.

Atrás da norte-americana Candice Appleby durante quase toda a prova, brasileira consegue recuperação incrível e fatura o primeiro ouro pan-americano do Brasil na história da modalidade. Candice, por sua vez, chega na segunda colocação, enquanto a porto-riquenha Mariecarmen Rivera completa o pódio.

Emoção em família

Na torcida pela brasileira, a mãe Lúcia Guimarães, que assistiu à prova ao lado dos dois filhos Maui e Kauai, ficou bastante emocionada com a conquista inédita. “Eu esperava uma medalha, porque ela é muito boa, mas o ouro foi demais”, comemorou.

Stand up paddle

Integração do surfe clássico com o uso do remo, essa modalidade faz com que o atleta utilize o remo como auxílio para realizar as manobras com a prancha – que é um pouco maior que a do surfe clássico – nas ondas. Nas competições, a pontuação individual dos atletas é atribuída através da marcação dos árbitros envolvidos na disputa.

R7

 

Grupo rouba carga milionária de ouro no aeroporto de Guarulhos

Veículo usado pelos assaltantes foi abandonado em uma comunidade. Foto: Reprodução

 

Um grupo de homens fortemente armados invadiu o terminal de cargas do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, por volta das 14h30 desta quinta-feira (25), e roubou cerca de 750 quilos de ouro, avaliada em US$ 30 milhões (cerca R$ 113 milhões).

Eles entraram no aeroporto com duas viaturas clonadas da Polícia Federal, sem placas, uma modelo Triton e a outra, uma Pajero Dakar. No terminal, roubaram um carro-forte da Brink’s com ouro. Os quatro homens estavam com roupas de policiais federais, distintivos, encapuzados, com pistolas, fuzil e carabinas.

Segundo informações iniciais da polícia, um carro ficou na portaria e o outro entrou no terminal de cargas. O grupo rendeu o chefe da logística, colocou a carga no carro e levou o refém.

De acordo com informações iniciais da Polícia Rodoviária Federal, os bandidos mantiveram a família do supervisor da logística refém na noite anterior e tiveram acesso a informações privilegiadas.

Depois, as viaturas clonadas foram abandonadas no Jardim Pantanal, na Zona Leste de São Paulo, os ladrões entraram em uma camionete S-10 e em uma ambulância com a carga roubada. O helicóptero da polícia não pode sobrevoar a região do aeroporto, o que dificulta as buscas.

A carga estava indo para Zurique, na Suíça, e Nova York, nos Estados Unidos. O Departamento de Investigações Criminais (Deic) deve assumir a ocorrência.

A GRU Airport, concessionária responsável pelo Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, afirmou que o roubo não prejudica o embarque e desembarque de passageiros. Não houve tiroteio e nem feridos.

A Brink’s informa que está colaborando com as autoridades competentes para apuração do ocorrido na tarde desta quinta-feira, 25/7, no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Walsul disse:

    Enquanto a polícia vai prender os perigosos hackers russos de Araraquara, vestidos de policiais, bandidos levam 120 milhões em ouro.

FOTO: Madonna exibe prótese de ouro e diamantes nos dentes; bizarro

179755_36Madonna visitou a filial de sua cadeia de academias Hard Candy, em Roma, nesta quarta-feira (21), fazendo questão de sorrir para os fotógrafos e os fãs para mostrar a prótese de ouro e diamantes, que colocou recentemente nos dentes. Ficou, no mínimo, estranho.

A cantora, que estava passando férias no Sul da França com a família, viajou para a Itália esta semana para inspecionar o novo centro de fitness.

Usando bermuda, top de renda semitransparente e meias pretos, além das luvas de couro sem dedos que adora, Madonna acenou para a multidão, que se aglomerou perto do imóvel, que fica próximo ao famoso Coliseu.

No dia anterior, no entanto, Madge usou um traje mais tradicional e elegante para visitar a Hard Candy.

Ela estava de camisa, saia justa abaixo do joelho e peep toe Christian Louboutin.

A filha Lourdes Leon e o namorado Brahim Zaibat foram jantar com a pop star após a visita.

A cantora completou 55 anos no dia 16 de agosto e comemorou a data com uma festa onde usou uma fantasia de Maria Antonieta.

Com informações de O Fuxico

COB entra com recurso contra arbitragem e sonha com ouro de Esquiva

O sonho do ouro do boxeador Esquiva Falcão poderá ainda ser realizado, apesar da derrota na decisão da categoria dos médios (até 75 kg) na Olimpíada de Londres. Nesta sexta-feira, a CBBoxe confirmou ao Terra que o Comitê Olímpico Brasileiro entrará com um recurso na Associação Internacional de Boxe (Aiba) para buscar a reversão do resultado do combate decisivo contra o japonês Ryota Murata, que venceu por 14 a 13, beneficiado por uma punição contra o brasileiro.

Em conversa com a reportagem, o presidente da CBBoxe, Mauro José da Silva, confirmou que o recurso gerado pelo COB já foi encaminhado para a Aiba. “O Comitê Olímpico já providenciou o ofício e enviou para lá. Temos que aguardar. Exigimos um pronunciamento, já que recebemos comentários de bastidores que entendia que o brasileiro estava na frente. Nenhum árbitro pode ter isso na cabeça em cima do ringue”, disse.

Depois de perder o primeiro round por 5 a 3, Esquiva dominou os dois rounds finais contra o adversário nipônico. Entretanto, uma punição que deu dois pontos a Murata igualou a última parcial em 5 a 5, e decretou a prata para o brasileiro. Ainda no ringue, o técnico João Barros ironizou o oriental, apontando o árbitro polonês Mariusz Gorny como o responsável pelo resultado final do combate disputado em Londres.

O recurso pedido pelo Comitê Olímpico, contudo, não deve surtir o efeito esperado pela CBBoxe. De acordo com o próprio dirigente, dificilmente Esquiva será reconhecido como o campeão e receberá a medalha de ouro ¿ durante a Olimpíada, apenas dois combates tiveram o resultado revisto (vitórias do americano Errol Spence sobre o indiano Krishan Vikas, após o asiático ter sido declarado vencedor; e do japonês Satoshi Shimizu sobre Magomed Abdulhamidov, após o competidor nipônico deixar o ringue derrotado, mesmo depois de ter derrubado o rival seis vezes).

“É muito difícil pelas circunstâncias, já que entramos com o recurso agora. O desenho, o comportamento, a atitude, não podíamos deixar de reclamar. Vamos aguardar o posicionamento”, ponderou o dirigente, que ainda não comunicou Esquiva Falcão pela tentativa de reversão do resultado da decisão olímpica da divisão dos médios.

Fonte: Terra

'O campeão voltou': vôlei feminino chega em Londres desacreditado, se supera, e conquista ouro

Apesar de uma campanha irregular na fase classificatória – e quase não se classificar para as quartas de finais -, a seleção feminina de vôlei se confirmou no lugar mais alto do pódio diante das favoritas americanas e conquista o bi campeonato olímpico .

Em um jogo que começou parecendo cumprir a previsão de muitos, os EUA de Hooker ganhar o ouro,  foi uma partida de surpresas e confirmação de superação da equipe brasileira. Dominando fundamentos como saque, defesa e um ataque matador, o Brasil paralisou as americanas, mostrando volume de jogo e reivindicando o respeito que merece.

Sheila, Jaqueline, Fernanda Garay , Fabi e Fabizinha foram gigantes na final olímpica. E um destaque especial para o banco brasileiro, local onde está o único tricampeão olímpico do esporte, o técnico José Roberto Guimarães, que se sagrou campeão pela primeira vez em 1992, nos Jogos Olímpicos de Barcelona com a seleção masculina, e os dois títulos consecutivos em 2008 e 2012.

As parciais do jogo foram: 11-25, 25-17, 25-20, 25-17

Arthur Zanetti faz história e conquista o ouro nas argolas em Londres

Foto: Mike BaKe/Reuters
A ginástica artística brasileira promoveu momentos de altos e baixos na Arena de North Greenwich. Frustração com o fraco desempenho da equipe feminina; alegria com a inédita final e o 10° lugar de Sergio Sasaki no individual geral. Emoções que apenas prepararam a torcida para o que estava por vir nesta segunda-feira. Na última prova da modalidade com presença de um atleta nacional, Arthur Zanetti fez história. Recebeu a nota 15.900 nas argolas e conquistou a primeira medalha de um ginasta do Brasil nos Jogos Olímpicos. A bandeira verde e amarela está no topo novamente em Londres. É ouro.

Arthur Zanetti comemora ouro na prova de argola  (Foto: Reuters)

Último a se apresentar, Arthur Zanetti ignorou o favoritismo do então campeão olímpico e tricampeão mundial, o chinês Yibing Chen. O atleta asiático já assustava os outros competidores antes mesmo da prova começar. No telão da arena, imagens de grandes momentos da ginástica mostravam Chen ao lado de ídolos do esporte, como a romena Nadia Comaneci, primeira ginasta a conquistar a nota 10 na história, nos Jogos de Montreal, em 1976.

Chen foi o primeiro a se apresentar e estabeleceu uma nota a ser batida: 15.800. Seis competidores tentaram chegar a esse número. Não conseguiram. A última performance seria de Zanetti. Com a melhor apresentação da carreira, o brasileiro deixou as argolas comemorando. Sabia que em minutos faria história. E fez. Nota no telão: 15.900. Medalha inédita para o Brasil. Medalha de ouro. O chinês ficou com a prata, e o italiano Matteo Morandi (15.733) terminou com o bronze.

Zanetti já tinha feito uma boa apresentação na prova classificatória. Terminou com a quarta maior nota ao somar 15.616. À sua frente, apenas Chen (15.858), o italiano Matteo Morandi (15.766) e o russo Aleksandr Balandin (15.666).

Arthur Zanetti na prova de argola ginástica  (Foto: Reuters)

Dono do melhor resultado da ginástica brasileira nos Jogos Olímpicos, Zanetti, de 22 anos, começou a se destacar na prova de argolas em 2011. O paulista de São Caetano do Sul foi medalhista de prata no Pan-Americano de Guadalajara e no Mundial. Já em 2012, ganhou o ouro nas etapas de Maribor (Eslovênia) e Ghent (Bélgica) da Copa do Mundo.

Confira a classificação final da prova de argolas:

1° – ARTHUR ZANETTI (BRA) – 15.900
2° – Yibing Chen (CHN) – 15.800
3° – Matteo Morandi (ITA) – 15.733
4° – Aleksandr Balandin (RUS) – 15.666
5° Denis Ablyazin (RUS) – 15.633
6° – Tommy Ramos (PRI) – 15.600
7° – Iordan Iovtchev (BUL) – 15.108
8° – Federico Molinari (ARG) – 14.733

Fonte: G1

Ladrão rouba vibrador de Ouro de sex shop de luxo

Modelo roubado de sex shop em BrasíliaUm vibrador banhado a ouro foi roubado de um sex shop de luxo na Asa Sul, bairro nobre de Brasília. O produto custava R$ 8.000 e foi levado por um homem no fim da tarde desta quarta-feira (30).

O aparelho, de aproximadamente oito centímetros, estava exposto em uma caixa de acrílico, que ficava trancada. Importado da Suécia, ele era de ouro 18 quilates, e o único da marca Lelo na cidade.

O crime ocorreu por volta das 18h, momento em que havia apenas uma vendedora na loja Erotika Luxo. Segundo relatos dela, o homem entrou sozinho, bem vestido e anunciou o assalto.

O ladrão chegou a mostrar uma arma, presa na cintura, para intimidar a funcionária. Em seguida, perguntou o que era aquele produto dourado sobre o balcão e se havia mais algum item de ouro na loja.

“Os outros massageadores custam no máximo R$ 1.000, o que não é nada perto do que ele levou”, disse a vendedora Camila Araújo, 19, que saiu do trabalho meia hora antes do assalto.

“A minha colega foi muito corajosa. Ele a levou para o banheiro, amarrou os braços dela com fita adesiva e também tapou a sua boca para que ela não pudesse gritar”, disse a funcionária.

A ordem foi para que a moça esperasse cinco minutos antes de sair do banheiro. Ao voltar, ele já havia fugido, sem levar nenhum outro objeto.

Durante a manhã desta quinta-feira (31), a vendedora que presenciou o crime foi para a delegacia, prestar esclarecimentos e fazer o retrato falado do assaltante.

A loja de luxo está aberta há menos de um mês.

Fonte: Folha

Neymar vence prêmio do Gol Mais Bonito de 2011 da Fifa; reveja o lance

Hoje é a noite de gala do futebol mundial. A Fifa realiza hoje a cerimônia de entrega dos prêmios aos melhores de 2011. Neymar, que ficou de fora dos finalistas ao prêmio de Bola de Ouro não vai voltar pra casa de mão vazia. Ele recebeu o Prêmio Gol Mais Bonito de 2011, pela pintura feita contra o Flamengo, na partida mais eletrizante do Campeonato Brasileiro 2011.

Neymar concorria contra Wayne Rooney (Manchester United) e Lionel Messi (Barcelona) e recebeu o prêmio das mãos de Hugo Sánchez, ex-jogador mexicano.

 

Relembre o golaço:

Não tem parêa para o Maracatu!!!

Eu digo sempre, faça de tudo, mas não seja maracatu. Vejam ai em baixo o serviço desse milionário…

Ter uma Ferrari 599 GTB é, por si só, algo pra lá de exclusivo. Mas isso não bastou para esse milionário de Dubai. Ele pegou o modelo topo de linha da marca italiana e ainda mandou banhá-lo a ouro. E, quando viaja, ele faz questão de levar o ‘brinquedinho’ reluzente – como fez esta semana em Londres (onde o foto foi tirada). Detalhe: os seguranças dele usam nada menos que um Rolls-Royce Phantom Coupe Mansory… É o cúmulo da extravagância!

*Informações do Blog Carros