PSDB Potiguar inicia consulta às bases para debater novos formatos para 2020

O PSDB Potiguar vai promover lives em redes sociais com técnicos jurídicos e profissionais em comunicação de marketing, para debater as novas regras eleitorais e formatos de campanha para as Eleições 2020. Será o primeiro partido do Rio Grande do Norte, após promulgação do Congresso Nacional, nessa quinta-feira (2), da proposta que adia as eleições municipais para novembro, por conta da pandemia do novo coronavírus.

E o processo de consulta às bases, começa com debates virtuais através de uma pesquisa online, para receber sugestões e críticas. Todos os pré-candidatos e dirigentes do PSDB RN estão sendo convidados a participar. Essa ação de consultas envolve os municípios da Grande Natal, Agreste, Mato Grande, Seridó, Trairi, Potengi, Central, Alto, Médio e Oeste Potiguar.Para responder a pesquisa de participação do encontro, o filiado ao PSDB deve acessar o seguinte link: https://forms.gle/86ceuqTYeNpfsMhz9

Ano letivo de 2020 no RN deve ser concluído em 2021, diz secretário de Educação

Foto: Getty Images

Em entrevista ao Bom Dia RN da Inter TV Cabugi nesta quarta-feira(01), o secretário estadual de Educação, Getúlio Marques, disse que o ano letivo de 2020 no Rio Grande do Norte poderá ser concluído no ano que vem por causa da pandemia de Covid-19. Na ocasião, reconheceu que apesar das tentativas de amenizar o impacto no ensino com aulas pela internet e distribuição de materiais impressos, “boa parte” dos alunos não possui condições necessárias para o aprendizado fora das salas de aulas. Embora as perdas sejam significativas, o secretário acredita que o ano não está perdido.

Segundo Getúlio, a proposta inicial que está sendo discutida é a recuperação do ano letivo por meio de ciclos, que se estenderiam até 2021, com o conteúdo do ano anterior.

“O ano está comprometido, mas não está perdido. Provavelmente é o que vai acontecer, se não for assim aí é que vai ficar complicado porque o ano letivo de 2021 vai entrar em 2022”, destaca.

Nessa terça-feira(30 de junho), a governadora Fátima Bezerra anunciou que as aulas presenciais no estado podem ser retomadas em 14 de agosto, portanto quase seis meses depois do início da paralisação. A chefe do Executivo do RN ressaltou ainda que a data é apenas um indicativo e não está definida.

As aulas nas redes públicas e privadas estão suspensas desde 18 de março.

Com acréscimo do G1-RN

Vacina contra covid-19 pode ser distribuída este ano, diz Astrazeneca

Foto: Dado Ruvic/Reuters

A vacina contra a covid-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, com testes no Brasil, poderá ficar disponível à população ainda este ano. A afirmação foi feita por Maria Augusta Bernardini, diretora-médica do grupo farmacêutico Astrazeneca.

O grupo anglo-sueco participa das pesquisas da universidade inglesa em parceria com a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

“Esperamos ter dados preliminares quanto a eficácia real já disponíveis em torno de outubro, novembro”, disse Bernardini. Segundo ela, apesar de os voluntários serem acompanhados por um ano, existe a possibilidade de distribuir a vacina à população antes desse período.

“Vamos sim analisar, em conjunto com as entidades regulatórias mundiais, se podemos ter uma autorização de registro em caráter de exceção, um registro condicionado, para que a gente possa disponibilizar à população antes de ter uma finalização completa dos estudos”, acrescentou, destacando que os prazos podem mudar de acordo com a evolução dos estudos.

Segundo ela, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) tem se mostrado disposta a colaborar. A vacina está atualmente na fase três de testes. Isso significa, de acordo a Unifesp, que a vacina se encontra entre os estágios mais avançados de desenvolvimento. O Brasil é o primeiro país fora do Reino Unido a iniciar testes com a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e um dos motivos que levaram à escolha foi o fato de a pandemia estar em ascensão no país.

“O Brasil é um grande foco de crescimento, de mortalidade, o que nos coloca como ambiente propício para demonstrar o potencial efeito de uma vacina. Para isso precisamos ter o vírus circulante na população e esse é o cenário que estamos vivendo”, disse Bernardini. Ela participou, hoje (29), de uma conversa, transmitida ao vivo pela internet, com o embaixador do Reino Unido no Brasil, Vijay Rangarajan.

A diretora-médica da Astrazeneca também destacou que a atuação de pesquisadores brasileiros em Oxford e sua reputação foi outro fator influenciador para trazer a pesquisa para o Brasil. “Isso fortaleceu a imagem a reputação científica do Brasil, além de facilitar, trazer com agilidade o estudo em termos de execução”.

Vantagens da vacina de Oxford

Segundo ela, a vacina de Oxford tem vantagem sobre outras em desenvolvimento no mundo pois, além de usar uma plataforma já conhecida e testada em vírus como Mers e Ebola, funcionaria com uma dose única. “Estamos desenvolvendo uma vacina em dose única. É um diferencial. […] Outro diferencial que temos é que sabemos que potencial da geração de anticorpos é muito forte, muito positivo”.

R7, com Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Matheus disse:

    Parabéns aos pesquisadores de Oxford pela descoberta. Entretanto, essas etapas científicas de validação de resultados estão demorando demais. Protocolos científicos devem ser revistos, especialmente em uma pandemia global, que requer uma vacina imediatamente.

Previsão de mais chuvas em Natal e região neste fim de semana; veja outros municípios no RN

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) destaca neste fim de junho, referente ao período que compreende esta sexta-feira(26) a domingo(28), a previsão de chuvas no Leste e Agreste potiguar.

Conforme destaca a Emparn, a capital potiguar tem previsão de temperatura máxima em 29,2º e mínima de 22º.

Em meio à pandemia, Banco Central prevê PIB de -6,4% e impacto intenso em comércio e indústria em 2020

O Banco Central (BC) revisou sua projeção para a economia brasileira em 2020 e passou a projetar uma retração de 6,4% no Produto Interno Bruto (PIB). A previsão consta no relatório de inflação, divulgado nesta quinta-feira (25).

A expectativa anterior da instituição, divulgada em março deste ano, era de estabilidade no nível de atividade, ou seja, sem alta nem queda do nível de atividade.

O PIB é a soma de todos os bens e serviços feitos no país, independentemente da nacionalidade de quem os produz, e serve para medir o comportamento da economia brasileira.

A revisão da estimativa decorre dos impactos da pandemia do coronavírus, que têm interrompido a atividade econômica ao redor do mundo e aumentado o desemprego.

“A projeção para o PIB anual considera que o recuo no segundo trimestre será o maior observado desde 1996, início do atual Sistema de Contas Nacionais Trimestrais [do IBGE]”, informou o Banco Central.

A instituição acrescentou que esperar que essa contração do PIB no segundo trimestre deste ano “seja seguida de recuperação gradual nos dois últimos trimestres do ano, repercutindo diminuição paulatina e heterogênea do distanciamento social e de seus efeitos econômicos”.

Ao detalhar os componentes da estimativa para o PIB de 2020, o BC estimou crescimento de 1,2% da agropecuária, retração de 8,5% no nível de atividade da indústria e recuo de 5,3% no setor de serviços (com o comércio registrando uma contração de 10,8%).

Pelo lado da demanda, a estimativa é de uma queda de 7,4% no consumo das famílias e de 13,8% nos investimentos (formação bruta de capital fixo).

Para o mercado financeiro, o PIB terá uma contração de 6,50% neste ano

O Banco Mundial prevê uma queda de 8% no PIB brasileiro em 2020

O Fundo Monetário Internacional estima uma contração de 9,1% para a economia brasileira

Em 2019, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o PIB cresceu 1,1%. Foi o desempenho mais fraco em três anos. Nos três primeiros meses de 2020, foi registrada uma retração de 1,5% na economia brasileira.

Inflação e taxa de juros

O BC também informou que a sua estimativa de inflação para 2020, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), recuou de 2,6% (em março deste ano) para 2,4%.

Essa previsão considera a trajetória estimada pelo mercado financeiro para a taxa de juros e de câmbio neste ano e no próximo.

Em outro cenário, que considera taxa de juros (Selic) e câmbio estáveis, por sua vez, a previsão do Banco Central para a inflação oficial deste ano recuou de 3% para 1,9%.

As previsões estão abaixo das metas de inflação. Neste ano, a meta central de inflação é de 4% e terá sido oficialmente cumprida se o IPCA oscilar de 2,5% a 5,5%.

Quando as estimativas para a inflação estão em linha ou abaixo das as metas, o BC pode reduzir os juros.

Quando previsões estão acima da trajetória esperada, a taxa Selic é elevada.

Se a meta não é cumprida, o BC tem de escrever uma carta pública explicando as razões.

O mercado prevê que a inflação oficial fique em 1,60% este ano e em 3% em 2021.

Para 2021 e 2022, no cenário de mercado (Selic e câmbio projetados pelos bancos), o Banco Central projetou uma inflação de 3,2% nos dois anos. Em março, no relatório de inflação anterior, as duas projeções estavam em 3,2% e 3,3%, respectivamente.

Sobre a taxa básica de juros, que está na mínima histórica de 2,25% ao ano, o BC informou que o “espaço remanescente para a utilização de política monetária [novo corte nos juros] é incerto e deve ser pequeno”.

“Para as próximas reuniões, o Comitê vê como apropriado avaliar os impactos da pandemia e do conjunto de medidas de incentivo ao crédito e recomposição de renda, e antevê que um eventual ajuste futuro no grau de estímulo monetário será residual”, acrescentou.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    O que vai dificultar é resgatar as empresas falidas nesta pandemia que geraram milhões de desempregados, o governo conseguiu salvar 10 milhões de trabalhadores com medidas de ajuda a micro e pequenas empresas.
    Talvez o que ajude a diminuir a crise é a inflação baixa, juros baixo e superávit positivo, além de estímulo ao trabalho com investimentos do governo tendo como exemplo a lei de saneamento basico que gerará emprego em todo país.

  2. Cidadão pagador de impostos disse:

    Antes mesmo do coronavírus a economia já vinha desabando.

Com impacto do coronavírus, FMI prevê queda de 9,1% para o PIB do Brasil neste ano

Foto: Reprodução

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro vai ser duramente afetado pelos impactos provocados pela pandemia de coronavírus e deve recuar 9,1% neste ano, segundo a nova projeção do Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgada nesta quarta-feira (24).

Se confirmada a previsão do Fundo, o tombo da economia brasileira deverá será o maior em 120 anos, pelo menos. Em abril, o FMI estimava uma recessão de 5,3%.

A previsão do FMI também é mais pessimista que a de boa parte dos analistas brasileiros. No relatório Focus, do Banco Central, a projeção mais recente aponta para uma queda do PIB de 6,5%.

Os novos dados do Fundo publicados no relatório World Economic Outlook mostraram uma piora generalizada para a atividade econômica mundial, confirmando que os estragos econômicos da pandemia são mais intensos do que o previsto inicialmente. O FMI aponta, por exemplo, que o PIB global deve recuar 4,9% neste ano – a previsão anterior era queda de 3% -, com todas as regiões enfrentando um quadro de recessão.

“Pela primeira vez, projeta-se que todas as regiões experimentem um desempenho negativo (do PIB) em 2020. No entanto, existem diferenças substanciais entre as economias, refletindo a evolução da pandemia e a eficácia das estratégias de contenção”, escreveu o FMI em relatório.

Para as economias avançadas, o Fundo estima uma queda do PIB de 8%, enquanto as economias emergentes devem apresentar uma retração na atividade de 3%.

“A pandemia levou as economias para um grande lockdown, o que ajudou conter o vírus e salvar vidas, mas também desencadeou a pior recessão desde a Grande Depressão”, pontuou a economista-chefe do FMI, Gita Gopinath. “Vários países começaram a se recuperar. No entanto, na ausência de uma solução média, a força da recuperação é altamente incerta e o impacto nos setores e países desiguais.

Piora fiscal

Com o aumento dos gastos públicos realizado pelos governos para conter o avanço da pandemia, o FMI também atualizou as projeções para o envidamento dos países.

Segundo o Fundo, as medidas fiscais anunciadas pelos países já somam mais de US$ 10 trilhões, acima dos US$ 8 bilhões esperados inicialmente em abril. Com esse afrouxamento fiscal, o FMI estima que a dívida bruta global deverá chegar a 101,5% do PIB neste ano.

Para o Brasil, o FMI estima que a dívida bruta vai alcançar 102,3% do PIB neste ano, recuando para 100,6% do PIB em 2021. Nos últimos anos, a questão fiscal tem sido o principal entrave da economia brasileira. O tamanho do endividamento brasileiro é considerado alto para um país ainda emergente.

Desde o início da crise, no entanto, os economistas avaliam que o governo está correto em ampliar os gastos públicos para conter o avanço da pandemia, mas dizem que essa piora fiscal deve ser restrita a 2020.

Retomada mais tímida

O FMI também revisou as projeções de crescimento dos países para 2021. Na nova leitura, o Fundo ficou mais pessimista para a atividade global. Agora, a expectativa de crescimento do mundo é de 5,4% no ano que vem, abaixo dos 5,8% projetados em abril.

Para o Brasil, no entanto, há uma pequena melhora. Em 2021, a projeção para a economia brasileira é de avanço de 3,6%, acima dos 2,9% esperados no relatório passado.

O desempenho brasileiro deverá ficar abaixo da previsões do Fundo para as economias emergentes, que devem apresentar expansão de 5,9%. Já as economias avançadas devem crescer 4,8%.

“Em 2021, projeta-se que a taxa de crescimento para os países emergentes e economias em desenvolvimento se fortaleça para 5,9%, refletindo amplamente a previsão de recuperação para a China (8,2 por cento)”, escreveu o FMI.

G1

Fátima confirma prorrogação de isolamento no RN até 1º de julho: “Acabei de comunicar ao setor produtivo, respeitando a recomendação do MP, em consonância com o nosso Comitê Científico”

Foto: Reprodução/Twitter

Através das redes sociais, a governadora Fátima Bezerra(PT) reforçou no fim da manhã desta terça-feira(23) que o Rio Grande do Norte prorrogará o decreto com medidas de isolamento no enfrentamento ao coronavírus. Na ocasião, também destacou a expectativa de retomada gradual das atividades econômicas.

“Acabei de comunicar ao setor produtivo que, respeitando a recomendação do Ministério Público, em consonância com o nosso Comitê Científico, estou prorrogando para o próximo dia primeiro a retomada gradual das nossas atividades econômicas”,

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. TATA disse:

    NÃO E SO UMA GRIPESINHA SEUS GALADOS? KKKKKK

  2. Iza disse:

    Decisão acertadissima.

  3. paulo disse:

    BG
    A verdade é que nenhum deles sabem de nada, estão só chutando pra frente.

  4. Arthur magalhaes disse:

    Essas pessoas que defendem o isolamento , pode ir atrás, são funcionários públicos com o salário caindo certinho !! Deixem de conversar besteira , homi !!

    • Joao disse:

      Sou servidor publico estadual e estou trabalhando normalmente no centro administrativo dois expedientes, peguei o covid e estou afastado e volto segunda feira para trabalhar agora vc deve ser um aposentado marajá ou empresário de araque ou sustentado pela mulher e fica dentro de uma rede teclando o que não sabe. O meu tratamento e de minha esposa saiu do meu bolso e não foi barato.

  5. J disse:

    Quem não não lê ou assiste jornal, ainda não viu o estado calamitoso em que se encontra o RN e outros estados com pessoas doentes com o Coronavid. Até aparecer uma vacina a única alternativa é o distanciamento. Não estou defendendo A ou B, mas o que vi foi uma recomendação do MPRN, MPF recomendando que as atividades comerciais não fossem abertas agora. Todos os dias vê-se nos noticiários locais pessoas desesperadas pedindo por um leite de UTI para um parente e infelizmente esses eleitos estão lotados. Entram com um Mandado de Segurança, mas como é que se pode arranjar um leito se não existe. Vai tirar uma pessoa que já está internada por outra? Os profissionais que estão nos hospitais e muitos estão adoecendo e morrendo. Não se pode está falando ou acusando sem ter um estudo, leitura apropriada. Não existe achismo numa situação dessa e sim estudos científicos. O gestor público que não tomar decisões acertadas nesse período, lá na frente pode ser acusado de omissão. Reflitamos por favor e mais empatia.

    • Zé Lopes disse:

      Lá na frente essa GD vai ter que pagar! Pode ter certeza!

    • Beemoth,Leviatã,Ziz disse:

      Eu sou do lado e defensor das ideias políticas de centro direita,mas,não sou cego a ilustríssima senhora governadora do estado do Rio Grande do Norte,Fátima Bezerra está com razão,ela está.

    • Beemoth,Leviatã,Ziz disse:

      Continuando o mundo inteiro está em crise social e econômica-financeira não só o Brasil incluindo o Rio Grande do Norte,nós estamos no mesmo ponto de partida de números países ou nações mundo a fora,cito um grande exemplo de países que começaram praticamente do zero o país da Alemanha ocidental e do Japão que foram totalmente destruídos econômicamente e financeiramente,industrialmente, o sistema capitalista teve esses dois exemplos formidáveis e impressionantes de recuperação econômica,financeira e industrial nesses dois países depois da segunda guerra mundial,hoje super potências econômicas,vejo muitas críticas,ofensas agressivas,violentas e até calúnias contra os governadores que estão fazendo essas quarentenas baseando suas críticas contra estes governantes na visão financeiras;econômica de que todas as empresas vão quebrar,vão fechar e vai haver um terrível caos social e econômico irreversivel mas depois dessa abominável peste biológica planetária,a vida financeira, econômica e social ira voltar a sua normalidade com o apoio governamental estatal da União federal através dos bancos públicos e privados tudo vai prosperar novamente por isso citei os exemplos desses dois países a Alemanha ocidental e o Japão que reiniciaram praticamente do zero suas vidas econômicas,financeiras e indústriais.

    • Beemoth,Leviatã,Ziz disse:

      Fátima Bezerra está com razão,ela está correta.

  6. Nem a pau juvenal disse:

    Você já passou pelas UPAS? Se não, deixe de falar merda !

  7. Quem está acabando com o em e a covid,ela está tentando evitar mas mortes e os ignorantes não aceitam,com a fome se.da.um jeito com a morte nao

    • Ricardo disse:

      Falso dilema.

    • G disse:

      Espero que este discurso continue quando começar a faltar dinheiro para o funcionalismo público e para a própria saúde. Somente o isolamento vai resolve se não houver medidas do estado para se combater está crise. Cadê os cinco milhões do consórcio Nordeste?

  8. Direita Honesta disse:

    Recomendação do MP (dos três) que está em desacordo com o próprio CNMP (Conselho Nacional do MP). Essa gente não liga prá nada. Recebendo seus polpudos vencimentos sem qualquer risco e SEM qualquer sintonia com as necessidades do nosso povo.

  9. Chico disse:

    Talvez em 2022 acabe essa quarentena

  10. Abimael disse:

    Vendo essa imagem do setor produtivo do nosso estado ! Mostra o descrédito do setor na governadora , que está sem rumo ,nunca deu um emprego acho que até a empregada Doméstica dela ,antes de ser governadora e um cargo comissionado , nunca administrou nada !

  11. José disse:

    Quem acabou com o nosso estado foi a família Alves e os Maias! Não deixaram estrutura alguma na educação, saúde e segurança. E difícil governar com uma estrutura falida!

    • Eugenio Pacelli disse:

      Até quando vamos escutar essa de bobagem em dizer que a culpa do RN está nessa situação é da família Alves e Mais, três governos já sucederam cada um pior que o outro .

  12. Fabrício melo disse:

    Essa administração de Fátima é a pior de todas está sendo pior que a de Robson é Rosalba juntos . Pobre RN .

  13. Pedro disse:

    Vai fazer como nove dedos fez com a Petrobras, deixar só o couro e o osso, equilíbrio só daqui a vinte anos. Ela deveria, como paraibana, saber do ditado " quem não pode com o pote, não pega na rodinha" se estiver faltando dinheiro para pegar o misto (caminhão que imitava ônibus) a gente faz um vaquinha e manda, avisem a ela pela caridade.

    • Manoel disse:

      O nove dedos deixou pra Petrobras o pre-sal e 300 bilhoes de dólares pra tua milícia de estimação detonar.

  14. MAURICIO disse:

    BG, VC NÃO DÁ NENHUMA PALAVRA SOBRE OS RESPIRADORES?

  15. Fábio disse:

    O RN é governado pelo MP.

  16. Icaro Cesar disse:

    Infelizmente agora não adianta mais esses Decretos, essas medidas eram pra ter sido tomada desde do início. O povo não aguenta mais ficar em casa, o auxílio emergencial que não tem nada de emergencial está acabando e nada de divulgarem o calendário da terceira parcela do primeiro lote e segunda parcela do segundo lote. A economia precisa voltar a sua normalidade, mas com todas às medidas de segurança tais como: máscaras, álcool, verificador de temperatura e distanciamento.

  17. Silvio. disse:

    Fátima ta acabando com o RN.

    • Manoel C disse:

      É tu que vai peitar os MP?

    • Nildo disse:

      É a população acabando com as família das vitimas, isso vc não ver né? vc deve ser dessa turna que vai ao alecrim achando q esse vírus e uma gripe. apesar de não gosta do governo mas certa atitude dela tem minha aprovação. o vírus só deveria pegar em gente de cabeça dura como vc, quase 800 mortes e tem gente achando melhor reabrir o comercio, vc já percebeu que os ricos e os políticos não estão morrendo? qual foi o politico famoso que morreu? sabe porque? porque eles estão em isolamento entendeu agora a questão de não reabrir o comercio.

    • Ricardo disse:

      Sou dessa turma que vai pro Alecrim, com os devidos cuidados.

COVID-19: RN registra 769 pessoas internadas e taxa de ocupação de leitos segue no limite; óbitos em investigação são 109

A Secretaria de Estado e Saúde Pública-Sesap atualizou os números do coronavírus no Rio Grande do Norte nesta sexta-feira(19). Na ocasião, o secretário adjunto, o médico Petrônio Spinelli, informou que neste momento estão internadas 769 pessoas, sendo 357 em leitos críticos. O total corresponde aos hospitais públicos, privados e filantrópicos.

A taxa de ocupação de leitos públicos no Rio Grande do Norte destinados a tratar a Covid-19 se encontra no seguinte cenário:

Alto Oeste (Pau dos Ferros): 100%

Mato Grande (Guamaré): 100%;

Grande Natal: 98,9%;

Oeste: 97,7%

Seridó: 64%.

O médico Petrônio Spinelli ainda alertou sobre o número de óbitos sob investigação, que contabiliza 109. Ao todo, o RN registra 693 mortes.

 

Chuvas no RN nas últimas 24 horas registraram maior volume em Natal, Parnamirim e São Paulo do Potengi; veja boletim pluviométrico

Foto: Divulgação/Emparn

O boletim pluviométrico da Empresa de Pequisa Agropecuária do RN- EMPARN registrou a ocorrência de chuvas em todas regiões do estado, com maior concentração nas regiões Leste e Agreste. No total, ocorreram chuvas em 31 postos de monitoramentos, de ontem (18) às 07h até esta sexta-feira)19), no mesmo horário.

Natal e Parnamirm, na região metropolitana, foram os municípios com maiores volumes de chuvas, com 28,4 milímetros (mm) e 25,2mm respectivamente. Veja outros municípios:

OESTE POTIGUAR

Apodi(Prefeitura) 2,0
Pendencias(Ana) 1,5
Mossoró(Prefeitura) 0,3

CENTRAL POTIGUAR

Cerro Corá(Emater) 5,2
Florânia(Sitio Jucuri) 3,5
Guamaré(Lagoa Doce) 3,5
Pedro Avelino(Base Fisica Da Emparn) 2,5
Cruzeta(Base Fisica Da Emparn) 0,7
Angicos(Prefeitura) 0,5
Currais Novos(Sec Meio Amb. Ex Cersel) 0,5
Macau(Posto Nosso Barco) 0,5

AGRESTE POTIGUAR

São Paulo Do Potengi(Emater) 19,0
Monte Alegre(Emater) 18,0
Boa Saúde(Emater) 17,9
São Pedro(Emater) 16,0
Vera Cruz(Emater) 16,0
Santa Maria(Sind.trab.rurais) 15,0
Rui Barbosa(Emater) 14,0
Ielmo Marinho(Prefeitura) 6,2
Tangará(Emater) 6,0
São Bento Do Trairi(Prefeitura) 4,2
Lagoa De Pedras(Prefeitura) 2,3
João Câmara(Centro Saude) 1,5
Parazinho(Emater – Ex-particular) 1,2

LESTE POTIGUAR

Natal 28,4
Parnamirim(Cond Alphaville) 25,2
Parnamirim(Dore Refrig.) 18,2
Parnamirim(Morada Da Paz) 15,8
São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 13,5
Montanhas(Prefeitura) 7,9
São José Do Mipibu(Centern – Emater) 2,0

Inverno começa neste sábado e tem previsão de temperatura mínima no RN de até 19,5 graus

Foto: Elisa Elsie

O inverno de 2020 começa neste sábado, 20, às 10h31 e segue até o dia 22 de setembro, quando inicia a primavera. No Rio Grande do Norte, as análises da unidade de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN- EMPARN- apontam a tendência de inverno com temperaturas um pouco abaixo do normal, devido às condições oceânicas, a maior circulação do vento, aumento da umidade e a predominância de dias nublados.

As temperaturas médias do Estado deverão variar em junho, entre 20,8°C e 27,8°C, em julho, entre 19,5ºC e 28,5°C, em julho, 20,0°C e 30ºC em agosto, 22° e 31ºC, em setembro. Nas regiões serranas poderão acontecer temperaturas com variando entre 15oC a 16oC, nas regiões serranas (Serra de Martins, Serra de Santana, Serra João do Vale, Serra do Doutor e Serra de São Miguel).

“Na análise global das condições oceânicas e atmosféricas, o inverno deste ano acontecerá sob a influência do Fenômeno La Niña, isto é, as águas no oceano Pacífico Equatorial estarão mais frias do que o normal durante os próximos meses. Essa condição altera um pouco as condições climáticas sobre o Nordeste Brasileiro, induzindo uma tendência de uma estação com temperaturas um pouco abaixo do normal, devido à facilidade na circulação do vento e da predominância de dias nublados com chuva”, explicou o chefe da unidade, Gilmar Bristot.

O meteorologista explica ainda que ‘a condição do oceano Atlântico Sul, também influenciará nas características desta estação, devido ao Sistema de Alta Pressão do Atlântico Sul, estar próximo da América do Sul e mais intenso, e as águas superficiais deste oceano estarem um pouco mais quentes do que o normal próximo da costa do Nordeste. Desta forma, com ventos atuando na costa do Estado, ora de sudeste, ora de leste, e com mais umidade, as condições para ocorrência de chuvas no Leste e Agreste do Estado devem aumentar’.

Chuvas no inverno

Com relação às chuvas, a previsão para o período é de ocorrência de precipitações concentradas nas regiões Leste e Agreste, com volumes esperados de 506,5 milímetros (mm) e 226,9 mm, respectivamente.

No interior, deverão ocorrer chuvas, mas em volumes muito baixos: 73 mm na região Central e 85,1 mm no Oeste. A média de chuvas esperada é de 222,9 milímetros para o Estado no período.

Abaixo as médias das temperaturas esperadas para o período

Temperatura Máxima no inverno de 2020 – ºC

Foto: Divulgação

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Wilson disse:

    Desde janeiro que chove aqui em Natal, a "Cidade do Sol".

  2. Tarcísio Eimar disse:

    E haha vinho

Previsão de novas pancadas de chuvas em Natal e região entre esta quinta e sábado; confira

Foto: Reprodução/Emparn

A influência da brisa e instabilidades de origem oceânica continuam predominantes no Leste potiguar, trazendo novas previsões de clima frio e pancadas de chuvas. As informações são da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn), que ainda destaca céu parcialmente nublado em todas as regiões do Estado no período que compreende esta quinta(18) a sábado(20).

Chuvas no RN nas últimas 24h foram registradas em menor volume, porém, em todas as regiões; veja boletim pluviométrico

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) registrou chuvas em todas as regiões do Estado entre 07 dessa quarta-feira(17) e 07h desta quinta-feira(18). Os municípios de Mossoró, Ceará-Mirim, Parnamirim e Santa Maria concentram maior volume.

Veja abaixo outras cidades:

OESTE POTIGUAR

Mossoró(Prefeitura) 14,2

Coronel João Pessoa(Emater) 4,0

Riacho De Santana(Emater) 2,5

José Da Penha(Emater) 2,3

Severiano Melo(Prefeitura) 0,7

Martins(Particular) 0,4

Caraúbas(Particular) 0,2

São Rafael(Particular Ii) 0,2

CENTRAL POTIGUAR

Pedro Avelino(Base Fisica Da Emparn) 5,9

Guamaré(Lagoa Doce) 4,7

São Bento Do Norte(Prefeitura) 4,0

AGRESTE POTIGUAR

Santa Maria(Sind.trab.rurais) 10,0

Parazinho(Emater – Ex-particular) 7,2

Monte Alegre(Emater) 7,0

Boa Saúde(Emater) 6,4

Ielmo Marinho(Prefeitura) 5,2

Bento Fernandes(Riacho Dos Paus-part.) 5,0

São Paulo Do Potengi(Emater) 5,0

João Câmara(Centro Saude) 4,3

Tangará(Emater) 1,9

Vera Cruz(Emater) 1,3

LESTE POTIGUAR

Ceará-Mirim(Agroindustria-fz Limoeiro) 12,0

Parnamirim(Cond Alphaville) 9,7

Natal 9,6

São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 5,5

Parnamirim(Morada Da Paz) 4,3

Espírito Santo(Prefeitura) 3,2

Montanhas(Prefeitura) 1,3

São José Do Mipibu(Centern – Emater) 0,8

Editais do Prouni e Fies do segundo semestre de 2020 são publicados; veja datas

Foto: Emília Silberstein/Secom UnB

O Ministério da Educação (MEC) publicou no “Diário Oficial da União” desta quinta-feira (18) os editais com os novos cronogramas do Programa Universidade para Todos (Prouni ) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2020.

A previsão inicial do governo havia sido divulgada em maio, com datas de inscrição no Prouni e Fies em junho. Agora, as datas são em julho (confira os cronogramas abaixo).

Este não é o único programa do MEC com datas alteradas. Na quarta, o MEC já havia publicado novo edital com alteração do cronograma do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que permite a candidatos disputarem uma vaga em universidades públicas pelo país.

Os três programas têm como um dos critérios o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – quanto maior a nota, maiores as chances de ser selecionado. Para isso, os candidatos devem usar notas de edições de Enem anteriores a 2020.

Para 2020, o Enem ainda está sem data para acontecer. Uma enquete entre os participantes deverá ser aberta no próximo sábado (20) para que eles mesmos escolham os dias das provas. Entre as três opções, duas são para 2021.

Confira abaixo as novas datas:

Prouni

O Programa Universidade Para Todos (Prouni) oferece bolsas de estudo parciais (que cobrem 50% da mensalidade) e integrais em universidades privadas em cursos de graduação e de cursos sequenciais de formação específica.

O programa tem dois critérios de avaliação: desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e a avaliação da renda familiar. O edital com as especificações para a seleção do segundo semestre de 2020 está disponível aqui.

Poderão se candidatar, segundo o edital:

quem não tiver diploma de graduação

quem cursou o ensino médio completo em escola da rede pública

quem cursou o ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição

quem cursou o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;

quem tiver algum tipo de deficiência

professores que atuam da rede pública de ensino

Os candidatos precisarão se inscrever no site do Prouni (http://siteprouni.mec.gov.br). Para isso, é preciso criar uma conta “gov.br” por meio de cadastro no “Login Único” do governo federal.

A seleção será feita em uma única etapa, com a nota do Enem 2019.

É possível escolher até duas opções de instituição, local de oferta, curso, turno, tipo de bolsa e modalidade de concorrência. Confira abaixo o calendário:

Datas do Prouni do segundo semestre de 2020

Previsão de divulgação das vagas: 7 de julho

Abertura das inscrições: 14 de julho

Encerramento das inscrições: 17 de julho (até 23h59)

Primeira chamada: 21 de julho

Segunda chamada: 4 de agosto

Lista de espera: 24 de agosto

Leia o edital completo

Fies

O Programa de financiamento Estudantil (Fies) é um programa de financiamento para estudantes cursarem o ensino superior em universidades privadas e, atualmente, possui duas categorias: a primeira, oferece vagas com juros zero para os estudantes com renda mensal familiar de até três salários mínimos. Já a segunda, chamada P-Fies, é direcionada para os estudantes com renda mensal familiar de até cinco salários mínimos.

De acordo com o edital para a seleção do segundo semestre de 2020, o candidato interessado deverá se inscrever no site do Fies (http://fies.mec.gov.br) entre 21 e 24 de julho. Para isso, é preciso criar uma conta “gov.br” por meio de cadastro no “Login Único” do governo federal.

Poderão se candidatar, segundo o edital:

Quem fez o Enem a partir de 2010 e teve média igual ou superior a 450 pontos nas notas nas cinco provas e que não tenha zerado na redação

Possua renda familiar mensal bruta per capita de até 3 (três) salários mínimos

O candidato poderá escolher três opções de curso, turno e local de oferta entre os disponíveis. Ele será selecionado de acordo com a nota obtida no Enem. O desempate, segundo o edital, se dará por meio das seguintes notas, na ordem: redação; linguagens; matemática; ciências da natureza e ciências humanas.

Datas do Fies do segundo semestre de 2020

Início das inscrições: 21 de junho

Fim das inscrições: 24 de julho (até 23h59)

Resultado: 28 de julho

Contratação de financiamento: de 28 a 30 de julho (até 23h59)

Pré-seleção da lista de espera: de 28 a 31 de julho (até 23h59)

Leia o edital completo

G1

RN tem aumento de 37,6% no número de assassinatos em abril, destaca Monitor da Violência

 Foto: Reprodução/G1

O Rio Grande do Norte teve um aumento de 37,6% no número de assassinatos em abril deste ano em comparação ao mesmo mês de 2019. Os dados são do índice nacional de homicídios criado pelo G1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.

O aumento acontece mesmo diante das medidas de isolamento social adotadas em todo o Brasil, para tentar conter a pandemia do novo coronavírus.

Leia mais detalhes aqui em reportagem na íntegra.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    A culpa é do JB que demitiu o Moro. Kkkkkkkkkkkk

  2. Pedro disse:

    O único discurso dessa malfadada governadora, se baseava na melhoria dos índices da criminalidade, com seu apoio declarado as policias, mais parece que a coisa está dando para trás, até nesse campo ela está se perdendo, eita sorte essa nossa, são rosa, cabelinho e entra de sola essa atrapalhada e incompetente.

  3. Cidadão pagador de impostos disse:

    Foi só Sérgio Moro sair q a violência voltou a aumentar no Brasil

  4. Azevedo disse:

    Essa é a atual pandemia do RN, o Corona bala, esse mata mais do que o Coronavirus. Enquanto a governadora Fatima Bezerra se preocupa em fechar empresas e empregos orientada pelos seus cientistas e o Dr. Cadeado.

  5. aof disse:

    Isolem-se. Mente ruim ociosa e reclusa dá nisso aí.

  6. Arruda disse:

    Os juízes que siltaram um monte de meninos bom, já marcaram a data pra galera voltar???
    É somente uma pergunta.

  7. ricardo disse:

    fim da segunda instância e o solta geral do judiciário, queriam oq

Covid-19 no RN: número de internados reflete comportamento social dos últimos 15 dias, alerta secretário adjunto da Sesap

Foto: Elisa Elsie/ASSECOM-RN

A Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap) registra nesta quarta-feira, 17, a quantidade de 764 pessoas internadas, todas confirmadas ou suspeitas de Covid-19, em leitos críticos (356) e clínicos nos hospitais das redes pública, privada e filantrópica. São 13 pessoas a mais que ontem. Esta informação foi dada nesta manhã pelo secretário adjunto da saúde pública, Petrônio Spinelli, na entrevista coletiva diária de apresentação dos dados epidemiológicos da pandemia do novo coronavírus.

“Os dados de hoje refletem o comportamento social nos últimos 15 dias. Quanto mais pessoas circulando, maior a probabilidade de novos casos de Covid. Por isso insistimos que é preciso aumentar o isolamento e ficar em casa. Só sair para atender necessidades essenciais. Respeitar o Pacto pela Vida é fundamental”, afirmou Petrônio.

A taxa de ocupação de leitos permanece alta e muito distante dos 70% necessários para iniciar o plano de flexibilização das medidas de proteção para o retorno às atividades normais. Nesta quarta-feira, 100% dos leitos Covid na região Oeste e em Pau dos Ferros estão ocupados. Em Natal e região metropolitana, a ocupação é de 95,8%. No Seridó, o índice chega a 77,7%. Na região do Mato Grande, os 3 leitos de Guamaré estão com ocupação de 100%.

Os casos suspeitos são 24.136, sendo 15.690 confirmados, 24.973 descartados, 626 óbitos (41 a mais que nesta terça-feira, sendo 8 confirmados apenas nas últimas 24 horas e os demais ocorridos em dias anteriores) e há 129 óbitos em investigação.

LEITOS

Os hospitais de João Câmara e Santo Antônio (regiões Mato Grande e Agreste, respectivamente) e São Paulo do Potengi (região Central) vão receber leitos em breve, conforme entendimentos que estão sendo mantidos junto às prefeituras dos municípios. Há expectativa de abertura de leitos em Pau dos Ferros, Caicó e Mossoró, assim como na cidade de Caraúbas, onde há 3 leitos de estabilização com respiradores, e em Macau, onde o Governo busca parceria com a prefeitura.

A fila de regulação de leitos hospitalares tem 10 pacientes com prioridade 1, outros 57 com prioridade 2, mais 79 com prioridade 3 e outros 3 com prioridade 4. As 67 pessoas com prioridades 1 e 2 estão em serviço de pronto atendimento com profissionais, medicamentos e respiradores; no entanto, o ideal é estarem em uma UTI.

Petrônio Spinelli explicou que há dificuldade para aquisição de medicamentos como relaxantes musculares, necessários ao procedimento de intubação, não somente no RN, mas em todo o Brasil, mas que o Governo do RN está unindo esforços para contornar a situação.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. marcia disse:

    Relete na verdade a incompetência da governadora que se esvondeu em casa e não toma atitudes para equipar os hospitais

  2. fafanco disse:

    Um verdadeiro circo, onde os palhaços são os cidadãos do RN

  3. Sérgio Nogueira disse:

    Vamos liberar o comércio que o povo vai ficar em casa. Essa é a lógica do (des)Governo estadual.
    Mas não é para reclamar não. Todo mundo sabia da incapacidade de Fátima, da incompetência. Votaram, agora aguenta.
    Petista só tem solução, rápida e fácil para os problemas que não são deles. Sempre foi assim e sempre será.

  4. Juliano bugueiro disse:

    Era para ter feito o Lockdown.

  5. Apir Pertinente disse:

    Otávio, disse tudo. O que falta no brasileiro é disciplina para cumprir as regras ditadas para a prevenção. Fazem assim por ignorância ou mau comportamento.

  6. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Rio de Janeiro Fortaleza João Pessoa bloquearam até as praias aqui corre frouxo a fatura vem a galope.

    • Manoel C disse:

      Aqui no pior dia não se compara com o rio em seu melhor. A galera aqui desrespeita, mas graças a Deus nunca próximo no nível do carioca.

  7. Otávio disse:

    Muitos vão pra rua bater perna, se contaminam, adoecem os familiares do grupo de risco e depois vão reclamar da falta de vaga, essa é a pura verdade.

  8. Antenado disse:

    Pronto. A culpa agora é do cidadão.

    • Francisco Alves disse:

      Pois é! O governo durante todo esse tempo 'não deu um prego numa barra de sabão'. Diante da gravíssimo situação da saúde em nosso Estado, ao invés de assumir a responsabilidade pela saúde pública, resolveu enfiar a cabeça no buraco e entregou as rédeas para o Consórcio do Nordeste, ou seja, para o governo da Bahia. A única atitude do governo do RN tomada durante a pandemia, foi mandar o cidadão ficar em casa.
      O resultado está aí. Caos!
      Fátima, Sesap, perguntem ao governador da Bahia o que fazer. Aliás, aproveita e solicita ajuda econômica também.
      Os caras entregaram 12 milhões do nosso dinheiro como propina, só no caso dos respiradores, imagina o que vem por aí…

Mesmo com diminuição de casos, boletim epidemiológico da Sesap alerta registros de dengue e chikungunya no RN

Foto: Ilustrativa

O Rio Grande do Norte registrou diminuição do número de casos de arboviroses. Segundo a Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Suvige) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), a queda dos números pode ser decorrente do cenário epidemiológico causado pela pandemia da covid-19 nos serviços de saúde.

“As pessoas devem respeitar o isolamento social recomendado pelo Governo do Estado, mas em casos de sintomas graves e sinais de alarme, como dor abdominal intensa, contínua e vômitos persistentes, por exemplo, devem procurar os serviços de saúde”, explica a coordenadora do programa Estadual das Arboviroses Urbanas da Sesap, Flávia Emanuelle.

No cenário atual de pandemia da covid-19, a Sesap continua o trabalho de orientação e apoio aos municípios e orienta que os gestores não suspendam as ações de prevenção às arboviroses. “As ações de combate ao Aedes aegypti não podem ser esquecidas”, reforça a coordenadora.

A Suvige está realizando operações de UBV pesado, conhecido como carro fumacê, em alguns municípios que estão confirmando co-transmissão de epidemias de dengue, Chikungunya e zika.

Dados epidemiológicos

O boletim epidemiológico com dados atualizados até 9 de junho de 2020 registra 6.597 notificações por dengue, número inferior ao registrado no mesmo período de 2019, quando foram notificados 18.324 casos.

Os casos confirmados também registraram diminuição. Em 2020, até o momento foram 1.345 pessoas com diagnóstico confirmado por dengue. No mesmo período de 2019 esse número foi de 4.505.

O mesmo ocorre com a chikungunya, que no boletim registrou a notificação de 2.398 casos suspeitos e 640 confirmados, e no mesmo período de 2019 havia registrado 4.316 notificações e 1.578 confirmações de diagnóstico.

Em relação às ocorrências de zika, foram notificados 317 casos no RN até 9 de junho de 2020, sendo 17 confirmados. No mesmo período do ano de 2019, foram notificados 531 casos de zika, com 37 confirmações.