Rubro-negro, Ítalo Ferreira brinca após título no Havaí: “Ganhei o Mundial (de surfe) pro Flamengo”

Foto: Paulo Roberto Conde

Muito se falou nos últimos dias sobre o fato de Ítalo Ferreira, campeão mundial de surfe, ter começado no esporte em uma tampa de isopor e que é oriundo de Baía Formosa, cidade no interior potiguar (a cerca de 100km de Natal). Mas qual o time do coração, o ídolo, o defeito, o momento mais marcante da carreira do novo astro do esporte brasileiro?

Propusemos ao Ítalo, em visita à TV Globo em São Paulo, que ele reagisse a uma palavra com o que lhe viesse à cabeça.

O surfista pediu “para passar a vez” quando perguntado da maior virtude, mas em seguida disse ser “humilde”. Depois, admitiu que seu maior defeito é ser inquieto.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Na maioria das vezes não sabemos qual o real motivo e sempre nos perguntamos o porque das coisas acontecerem de maneira tão rápida e sem tempo algum de nos se reerguer. Alguns meses tivemos uma perda gigantesca na família e hoje se vai mais uma pessoal incrível que SEMPRE se preocupou com seus familiares. Antes de eu viajar ela olhou e falou “ meu filho você já me deu tanto orgulho eu queria tanto que Hélio estivesse aqui pra ver tudo isso “… e hoje a senhora vai ao encontro dele e assim com os que já partiram, estão no céu torcendo. VÓ vamos sentir muito sua falta, mas sei que hoje a senhora está no lugar melhor e ao lado do DEUS todo poderoso. TE AMO ❤️✨👵🏽

Uma publicação compartilhada por Italo Ferreira (@italoferreira) em

Brincou que conseguiu dar o título mundial que não veio em Doha para o Flamengo, seu time de coração. E que a lembrança de sua avó, Dona Mariquinha, morta no mês passado, representa a maior saudade. Por outro lado, recordá-la o faz sorrir.

– Meu sonho é ser feliz – afirmou.

Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anderson disse:

    Não sabia que o mundial de surf era mundial de clubes… aceita o vice que doi menos

FOTO: Surfista campeão do mundo, Ítalo Ferreira é recebido pela governadora e autoridades com honrarias

FOTO: ASSECOM/RN

De Baía Formosa para o mundo. Ítalo Ferreira, o mais novo campeão mundial de surfe, desembarcou na manhã desta segunda-feira (23) no Aeroporto Aluízio Alves, em São Gonçalo, carregando o troféu da Liga Mundial de Surfe (WSL) conquistado em Pipeline, no Havaí, na última quinta-feira (19). Recepcionado pela governadora Fátima Bezerra, o vice-governador Antenor Roberto, a secretária de Turismo Aninha Costa e o presidente da Emprotur Bruno Reis, o surfista recebeu o reconhecimento do Governo do RN através da certificação por mérito de Embaixador do Esporte do RN.

“Sabemos que sua história é carregada de muito sucesso e superação e os norte-rio-grandenses se orgulham de você, nosso primeiro nordestino campeão mundial de surfe. Parabéns, Ítalo Ferreira!”, disse a governadora no aeroporto, onde ele foi recebido como um herói. O atleta de origem humilde de “BF” – Baía Formosa, como é conhecida a paradisíaca cidade onde ele nasceu, destino turístico bastante procurado por surfistas e situado a 90 km de Natal, na divisa com a Paraíba –, agradeceu o carinho da plateia e também o título de embaixador entregue pela governadora. “Eu só tenho a agradecer por essa conquista. Isso tudo é um sonho”, afirmou.

No aeroporto, seus pais Katiana e Luís Ferreira, além de outros membros de sua família, amigos e fãs de diversos lugares, e em especial de sua cidade, Baía Formosa, estavam à sua espera. De lá o acompanharam em carreata até a entrada da cidade de Natal, na altura do pórtico dos Três Reis Magos. Na ocasião, ele trocou de carro e foi recebido pelo comandante do Corpo dos Bombeiros, Coronel Luiz Monteiro, e seguiu em carro aberto da corporação até o Centro de Convenções. O surfista de Ponta Negra, Jadson André, que perdeu para Ítalo numa das baterias da etapa de Pipeline, também seguiu com o campeão.

A entrega do título foi articulada pela Secretaria de Turismo e pela Empresa Potiguar de Promoção Turística (EMPROTUR) e está alinhada com a estratégia de promoção turística do Estado, focada em segmentos, tendo o turismo esportivo e de aventura como um dos pontos de destaque. “A proposta é trabalhar destinos de surfe como Baía Formosa e Pipa, no litoral Sul; kite e wind surf, em São Miguel do Gostoso e Maxaranguape, no Litoral Norte, para atrair eventos esportivos e praticantes dessas modalidades para o estado”, disse o diretor do órgão, Bruno Reis.

O atleta desembarcou às 9h30 e, tanto dentro quanto fora da aeronave, ele distribuiu sorrisos, posou para selfies e recebeu o entusiasmo dos fãs. Agora, quem nunca ouviu falar em Baía Formosa, já sabe que se trata da cidade berço de um campeão mundial de surfe, que integra o seleto grupo de campeões mundiais e mais seleto ainda quando se trata de brasileiros nessa lista: Gabriel Medina, bicampeão mundial (2014 e 2018), Adriano de Souza, o Mineirinho (2015), até o atual Ítalo Ferreira.

A carreata, organizada pela família, contou com aparato de segurança da Polícia Rodoviária Estadual, que acompanhou o percurso com seis viaturas e quatro “batedores” de motocicleta, além da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. O senador Jean Paul também estava presente no aeroporto para receber o campeão.

CULTURA SURFE

O atleta de 25 anos aprendeu a surfar ainda criança. No início, pegava ondas escondido dos pais, que não viam este esporte como um bom caminho.

Mas a vocação prevaleceu. Várias vezes ele pegou uma tampa de caixa de isopor para cair no mar, até ganhar a sua primeira prancha. Antes de ser descoberto por seu técnico, Luiz Pinga, e obter o primeiro patrocínio, era através do esforço dos pais que ele conseguia participar das competições. Após sua boa performance nos pódios, a situação se inverteu: com ajuda do atleta, que desde 2015 está no circuito mundial, Katiana ampliou a pousada da família e adquiriu o bar e restaurante anexos. O pai continua trabalhando como comerciante de pescados.

Ítalo começou a surfar por incentivo dos primos Biano e Helinho, que lhe deram as primeiras aulas na Praia do Porto, onde ele foi criado. Lá, ocorre um famoso “pico” de ondas chamado pelos surfistas de “Picão”, que é considerada a escolinha para crianças e adultos, pela regularidade de ondas, consideradas perfeitas para iniciação no esporte. No entanto, a grande referência para o surfista campeão do mundo e para os demais atletas locais é o Pontal de Baía Formosa, que lapidou seu conterrâneo Alan Jhones, um dos cinco melhores do campeonato brasileiro deste ano, e o paraibano Fábio Gouveia.

Menino ainda, Ítalo começou a competir e a faturar o pódio nas principais competições estaduais e regionais, até ser descoberto aos 12 anos por Luís Pinga Campos, seu técnico até hoje. O surfista colecionou vitórias em campeonatos mundiais juniores e se tornou campeão brasileiro em 2014. Foi naquele ano que ele desbancou Medina numa competição e conquistou a vaga para o circuito mundial, da Liga Mundial de Surf (WSL). Em 2015, inicia sua carreira no circuito mundial, quando no primeiro ano já foi considerado o competidor revelação da competição. O ano de 2019 foi estratégico para o surfista campeão do mundo, com a garantia, junto com Gabriel Medina, de uma das duas vagas para as Olimpíadas de Tóquio 2020.

O atleta coleciona diversas histórias de sucesso e superação. Uma delas ocorreu este ano quando ele foi assaltado nos EUA e perdeu bagagens, pranchas e o passaporte. De última hora, conseguiu embarcar para Tóquio para os Jogos Mundiais da Isa, passagem obrigatória para a conquista de uma vaga para as Olimpíadas. Acabou ganhando a competição e garantindo sua vaga.

A primeira bateria foi ganha com prancha emprestada do surfista Filipe Toledo e de bermuda jeans, porque ele chegou em cima da hora. O surfista chegou ao Havaí como líder do circuito. Durante o ano, ele conquistou três títulos de etapa, dois vice-campeonatos e duas quartas de final: ou seja, em sete das 11 etapas, o potiguar esteve entre os primeiros.

O título mundial, sonho de todo menino surfista, foi alcançado no ano em que ele perdeu uma de suas maiores referências familiares, sua avó materna Maria. Como a maioria dos jovens de Baía Formosa, ele é considerado um rapaz altamente ligado à família. E, ao se sagrar campeão em Pipeline, estava muito emocionado e dedicou o título à avó e ao tio que também faleceu em 2019.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mozart Ferrão disse:

    Oportunista!!!

  2. Felipe Santos disse:

    Dois vitoriosos👏🏻👏🏻👏🏻

  3. Pedro disse:

    Estranho essa figura hoje governadora, quer se tornar popular, mais a situação está difícil……surfar com Ítalo? Seria uma boa, vamos fazer uma cota para ela ir embora, quem sabe o nosso pródigo surfista não a transforme em fatao surfistinha, nas ondas de Lula ela já vive, não deve ser tão difícil enfrentar mares mais bravios.

  4. Mendes disse:

    Ambos de origem humilde. A professora chegou ao mais alto cargo do RN e o surfista ao mais alta posição do SURF MUNDIAL . Parabéns para ambos 👏👏👏👏👏👏👏👏👏🤝👏👏👏👏👏

  5. DJAILSON WILLIAM disse:

    DEPOIS DESSA FOTO ELE NÃO GANHA MAIS NADA

  6. Nordestino disse:

    Se afasta disso Italo

VÍDEOS: Com desfile em carro de Corpo de Bombeiros e grande carreata, Ítalo Ferreira comemora em Natal título mundial de surfe

O novo campeão mundial de surfe, o potiguar Ítalo Ferreira, desembarcou no Rio Grande do Norte na manhã desta segunda-feira(23), sob a recepção de centenas de fãs. Depois da saída do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, saiu de uma van e subiu em um carro do Corpo de Bombeiros que o aguardava às margens da BR-101, na Zona Sul de Natal. Em seguida, seguiu em desfile aberto aberto acompanhado por dezenas de veículos em carreata. Vídeos: cedidos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Eita, a taba de Poti agora surfa no fundo do poço.

  2. Márcio Macêdo disse:

    Parabéns ítalo Ferreira, merece todo nosso respeito. Obrigado por nos representar tão bem.

  3. Bento disse:

    A alegria, vitorias e conquistas vem do povo.
    A decepção, a tristeza e a corrupção vem com os políticos
    Parabéns ítalo você é fera é povo

  4. MARCOS disse:

    Fátima Bezerra não acompanhou a carreta por conta da quantidade de bandeiras do Brasil!?

FOTOS E VÍDEO: Campeão mundial de surfe, Ítalo Ferreira desembarca no RN com festa de amigos e fãs

Foto: Augusto César Gomes/GE. Veja mais imagens, inclusive, com vídeo, clicando aqui em texto na íntegra.

O campeão mundial de surf, o potiguar Ítalo Ferreira, desembarcou na manhã desta segunda-feira no Aeroporto de Natal e foi recepcionado por familiares, amigos e muitos fãs. Todos estavam ansiosos para ver o ídolo de perto, para dar um abraço e conseguir aquela selfie para a posteridade.

Segundo cobertura do Globo Esporte, dois ônibus vieram de Baía Formosa com amigos, fãs e crianças de um projeto social da cidade para recepcionar o surfista.

Outro integrante da elite mundial do surfe, Jadson André também esteve no aeroporto para dar um abraço no amigo Ítalo Ferreira.

Com informações do Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ABC disse:

    Valeu Campeão, merece toda essa festa.

  2. Tubarão disse:

    Ítalo Ferreira merece todas as homenagens. É mais uma prova de que com esforço, persistência, talento e dedicação se alcança os objetivos sem precisar de usar do ilícito para isso.

Eduardo Bolsonaro parabeniza título mundial de surf do potiguar Ítalo Ferreira

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, através de suas redes sociais, parabenizou o fantástico título mundial de surf do potiguar Ítalo Ferreira conquistado nessa quinta-feira(19).

“Parabéns ao novo campeão mundial de surf o potiguar Ítalo Ferreira @italoferreira , de 25 anos. Ele é o 3º brasileiro a ganhar o título, após Gabriel Medina @gabrielmedina e Adriano de Souza “Mineirinho” @adrianodesouza .Quando comecei a acompanhar o circuito mundial no final dos anos 90 a felicidade era quando um brasileiro, mesmo com dificuldade de patrocínios e as vezes até “garfado”, ganhava uma etapa. Hoje estamos, graças a Deus, ficando mal acostumados em ver a bandeira do Brasil no topo, demonstrando que talento o país tem de sobra”, disse.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eu disse:

    Vai mandar uma cesta de chocolate para o campeão

  2. natalsofrida disse:

    Verdade, ele levou até os quadros do planalto.kkkkkkk
    Ô petralhada cínica da molesta.
    Vai de retro satanás!!!!

  3. Lúcifer disse:

    Cuidado, Ìtalo…
    Se tu cair nesse canto de sereia, esse delinquente aproveitador leva teu troféu e tu nem percebe !!!!

    • Salvador disse:

      Já você não resistiu ao canto e aplaudiu que deu causa ao
      Mensalão;
      Petrolão;
      Lava Jato;
      Delação de Palocci;
      Delação de Sérgio Cabral;
      Investimento em Lulinha;
      Aparelhamento estatal;
      Corrupção, mais corrupção e muita corrupção…

    • Minion alienado disse:

      Três de décadas de vida política estão vindo ao público. Rachadinhas, Queiroz, Laranjas, Chocolates, Belina…

    • Xô Corruptos disse:

      Aiiimmm não existe provas, mas tem as versões vendidas pela esquerda que demoniza os opositores e suas mentiras são ditas como fatos;
      Aiiiimmm doe muito ter que ver a verdade e não as mentiras que convivemos de 2003 a 2016;
      Aiiimmm como é difícil ter as mentiras publicadas perder para os fatos comprovados;
      Aiimmm a esquerda não se conforma com o que são e ver que o governo faz tudo contra as práticas exercidas nos governos anteriores viciados em corrupção.
      Aiiimmm Lulinha está envolvido em favorecimento de R$ 167 milhões, mas tem que pegar o Queiroz e ligar ele ao governo custe o que custar… Aiiimmmmm

Brasil garante título do Circuito Mundial de Surfe; disputa está entre o potiguar Ítalo Ferreira e Gabriel Medina

Foto: wsl/Kelly Cestari; foto 2:Tony Heff

No início da tarde desta quinta, o surfista brasileiro Ítalo Ferreira derrotou Peterson Crisanto por 11,84 a 4,23 e garantiu a passagem para as quartas de final do Billabong Pipe Masters, última etapa do Circuito Mundial de surfe.

Com isso, o título do Circuito Mundial de surfe não pode mais ficar nas mãos do norte-americano Kolohe Andino, que ainda hoje enfrenta o francês Michel Bourez. A disputa fica apenas entre Ítalo e o também brasileiro Gabriel Medina.

Medina ainda entrará na água nesta quinta, e enfrentará o também brasileiro Caio Ibelli pelas oitavas de final.

Agência Brasil

Potiguar Ítalo Ferreira é vice na etapa francesa do circuito mundial de surfe

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O surfista brasileiro Ítalo Ferreira conquistou nesta sexta-feira(11) o vice-campeonato da etapa francesa, a nona das 11 que integram o circuito mundial de surfe. O brasileiro perdeu para o francês Jeremy Flores, nas águas de Côte d’Argent.

Apesar da derrota na final, Ítalo subiu da quinta para quarta posição no ranking mundial, com 42.400 pontos. O ranking continua sendo liderado por dois brasileiros: o bicampeão mundial Gabriel Medina, que foi eliminado nas oitavas-de-final na França e soma 48.015 pontos, e Filipe Toledo, que caiu na terceira fase desta etapa e soma 45.730 pontos.

Ítalo está atrás também do sul-africano Jordy Smith, que tem 43.515 pontos, e à frente do norte-americano Kolohe Andino, que tem 41.250 pontos.

Além da busca pelo título mundial, os três brasileiros disputam duas vagas para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Isso porque o circuito mundial masculino levará os dez primeiros colocados para a olimpíada, mas cada país só poderá ser representado por, no máximo, dois atletas.

Feminino

No feminino, a brasileira Tatiana Weston-Webb foi eliminada nas quartas-de-final da etapa, mas manteve-se na oitava colocação no ranking mundial, com 34.610 pontos. A nona colocada, a francesa Johanne Defay, no entanto, chegou até as semifinais e diminuiu a diferença para a brasileira. Johanne tem 33.815 pontos.

Tatiana manteve-se na zona de classificação para os Jogos Olímpicos, já que o circuito mundial feminino garante vaga nas olimpíadas para as oito primeiras colocadas. A outra brasileira no circuito, Silvana Lima, está na 12ª colocação, com 22.020 pontos, portanto a 12.590 pontos da zona de classificação.

Faltam mais duas etapas para terminar os circuitos masculino e feminino. A próxima etapa acontece em Peniche, Portugal, entre os dias 16 e 28 de outubro, tanto para homens quanto para mulheres.

A última etapa dos circuitos será no Havaí, mas em locais e datas diferentes para homens e mulheres. O mundial feminino será definido em Honolua Bay, na ilha de Maui, entre 25 de novembro e 6 de dezembro. O circuito masculino se encerra com o Billabong Pipe Masters, em Pipeline, na ilha de Oahu, entre os dias 8 e 20 de dezembro.

Agência Brasil

 

SURFE: Potiguar Ítalo Ferreira chega atrasado, compete de bermuda jeans e avança no Japão

Foto: ISA/Jimenez

A estreia de Ítalo Ferreira nos Jogos Mundiais de Surfe da ISA (Associação Internacional de Surfe), no Japão, teve ingredientes inusitados. Ameaçado de ficar fora após ter o passaporte furtado nos Estados Unidos e ter problema com vistos, na última semana, o surfista brasileiro só conseguiu chegar à praia de Kisakihama nesta terça-feira, com a bateria em andamento. Na verdade, entrou no mar faltando oito minutos para acabar a disputa e saiu vitorioso.

Este atraso aconteceu devido ao pouso forçado de Ítalo em Nagasaki após tufões fecharem o espaço aéreo em Tóquio, seu destino inicial previsto.

Ítalo sequer aguardou suas pranchas desembarcarem, seguindo do aeroporto direto para o local do evento. Pegou uma prancha emprestada por Filipe Toledo, vestiu a lycra e, de bermuda jeans, correu para o mar.

Mesmo com pouco tempo e com a quarta prioridade na bateria, o potiguar conseguiu somar 13,46 pontos, com direito a uma onda de 8,33 pontos. Superou o argentino Leandro Usuna, o mexiano Dylan Southworth e o norueguês Frode Goa, respectivamente.

A competição no Japão reúne surfistas de 55 países e é um evento obrigatório para os atletas com pretensões de disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Além de Ítalo e Filipinho, o Brasil conta com o bicampeão mundial Gabriel Medina na disputa.

Ítalo quase ficou fora da prova após ter o passaporte furtado na última terça-feira, quando teve o carro arrombado em Los Angeles, nos Estados Unidos. O surfista fez campanha para localizar o documento devido aos vistos, mas sem sucesso. Após muita burocracia e correria, conseguiu embarcar para o Japão para competir.

Globo Esporte RN

Gabriel Medina vira no fim sobre Ítalo Ferreira, e é campeão da etapa de J-Bay do Circuito Mundial de Surfe; vice, potiguar é quarto no ranking da WSL

Foto: Divulgação/WSL

A final masculina da etapa de Jeffreys Bay do Circuito Mundial de Surfe entrou para a história antes mesmo de começar. Com Gabriel Medina e Ítalo Ferreira decidindo o título sul-africano, era a primeira decisão 100% brasileira da história da etapa. E a coroa ficou com Gabriel Medina, seu primeiro título na África do Sul, com muito estilo. Medina anotou 19.50, de um máximo de 20 pontos, contra 16.77 e Ítalo para ficar com a taça.

Com os resultados da sexta de 11 etapas desta temporada, Filipe Toledo, que caiu na semifinal, ficou com a 2ª posição do ranking mundial, atrás apenas do americano Kolohe Andino, que também foi eliminado na semi. Ítalo Ferreira, apesar do vice, subiu da sexta à quarta posição. Medina, que era oitavo, agora é o sétimo. A próxima parada do Tour é nos tubos de Teahupoo, no Taiti, entre 21 de agosto e 1º de setembro – Medina é o atual vencedor.

– É muito bom. É muito difícil ganhar esse campeonato. Eu não estava esperando essa vitória. Tudo isso começou depois da vitória sobre Ryan Callinan, que virei na última onda. Nada é impossível – disse Medina ainda dentro d’água.

A bateria começou forte. Logo de cara, Ítalo Ferreira chegou com o pé na porta, anotando um 9.10 na primeira onda da bateria. Medina demorou um pouco, mas respondeu a altura. Com uma sequência de manobras espetacular em uma onda muito grande, o atual campeão mundial conseguiu um 9.73 e encostou na disputa.

Na reta final, Ferreira conseguiu um 7.67 para colocar pressão no atual campeão mundial e Medina respondeu com outra onda espetacular. Com direito a um tubo sensacional para fechar a onda, Gabriel anotou um 9.77, somando 19.50 e ficando com o título.

Gabriel é o primeiro surfista goofy (que surfa com o pé direito na frente da prancha) campeão em Jeffreys Bay desde 1984, a primeira edição da etapa sul-africana na elite do surfe mundial.

Com informações do Globo Esporte