Homens evitam reuniões com colegas mulheres no trabalho, diz pesquisa

Imagem: Getty Images/iStockphoto

Homens estão relutantes em falar com suas colegas de trabalho mulheres, aponta um estudo divulgado pelo jornal Independent.

A Universidade de Houston, nos Estados Unidos, começou uma análise em 2018 para saber os efeitos de movimentos como o “MeToo”, a respeito de casos de assédio, na interação entre homens e mulheres no local de trabalho.

De acordo com a pesquisa, em 2019, mais de 25% dos funcionários do sexo masculino hesitariam em ter uma reunião com uma colega do sexo oposto sem haver outra pessoa no local. Um ano antes, eles eram 14%.

Um dos resultados também aponta que os homens estão 3% menos suscetíveis a contratar uma mulher que eles achem atraente.

Outro dado é que homens estão 6% menos dispostos a colocarem uma mulher em um posto que requer “relações interpessoais próximas”, como viajar em conjunto.

A pesquisa ouvir 152 homens e 303 mulheres que atuam em uma gama variada de funções.

Universa – UOL

Vice-presidente se reúne com ministros para tentar abafar crise no governo

#Dilma se reúne com lideres da base aliadaFoto: Carlos Moura/CB/D.A Press

O vice-presidente Michel Temer e os ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Ideli Salvatti (Secretaria de Relações Institucionais) tentam, a partir de hoje, conter um foco de rebelião de aliados da Câmara que envolve cerca de 250 parlamentares. Com a presidente Dilma Rousseff viajando para Bruxelas, caberá ao trio tentar diminuir a insatisfação de líderes de partidos como o PR, PTB, PP e PMDB, que decidiram, na semana passada, compor um bloco informal para pressionar o Planalto e isolar o PT.

Ainda em Roma, para onde viajou para assistir à nomeação de dom Orani Tempesta como novo cardeal da Cúria Romana, Dilma Rousseff tentou demonstrar pouca preocupação com as pressões dos ainda aliados. “Acho que tem muito de especulação. E eu não vou, de fato, me manifestar sobre especulação. Vamos ver o que acontece de fato”, disse ela.

O anúncio do encontro mostra, na verdade, que Dilma não pretende esperar “para ver o que acontece de fato”. Além de ser o presidente em exercício do país durante a viagem de Dilma ao exterior, Temer foi escolhido para ser um dos interlocutores porque, na linha de frente do bloco rebelde, está o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ). Cunha confirmou ao Correio ter sido convidado por Temer para uma conversa, no fim da tarde de hoje, no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente. “Nós podemos conversar, não há nenhum problema nisso. Mas isso não vai mudar em nada a nossa opinião e a nossa decisão (em formar o bloco)”, assegurou o líder peemedebista.

Diário de Pernambuco

Greve: Sesap e Sindsaúde realizam 10ª reunião e marcam mais uma para sexta

Na manhã desta quarta-feira (28), representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Rio Grande do Norte (SINDSAÚDE) foram recebidos pelo secretário adjunto da Sesap, Marcelo Bessa, na busca por uma convergência entre as expectativas dos servidores, as possibilidades do Governo do Estado e o interesse da população norte-rio-grandense.

Esta é a 10ª reunião que ocorre entre a Sesap e SindSaúde, o que mostra o interesse do estado em ouvir e negociar as reivindicações dos servidores da saúde.

Na ocasião, o secretário adjunto Marcelo Bessa escutou as solicitações dos servidores e ratificou o interesse e os esforços da Sesap em solucionar essa situação.

“Durante reunião, realizada no dia 23 de agosto, o Governo do Estado já havia mostrado sua preocupação e responsabilidade junto às contas públicas, posicionando-se de forma aberta às negociações com a categoria. Estamos realizando diversas ações para auxiliar o atendimento das solicitações do movimento”, disse.

Na pauta de reivindicações, foi registrada a retirada pelo SindSaúde do item que fala sobre a elaboração de uma folha de pagamento extra para repor os descontos indevidos e incorporação dos 25% da GAE e da Jornada Especial. Isso se deu pelo fato do Governo do Estado já ter cumprido parte desta solicitação e ter garantido o atendimento do restante, na folha de pagamento do mês de agosto de 2013.

Nesta quarta-feira (28), a Sesap mais uma vez se mostrou favorável à criação de uma comissão paritária, a ser composta por servidores desta Secretaria, além da SEARH e representantes do SINDSAUDE, com vistas à realização de estudo e planejamento para reformulação da tabela e levantamento do impacto financeiro mediante as novas diretrizes para a implantação da tabela salarial anexa, elaborada pelo Dieese com base na Lei nº 333 de 2006. No entanto, reafirma o posicionamento de que a criação da Comissão e publicação de portaria em Diário Oficial será realizada mediante o encerramento da greve.

A apresentação de um calendário para implantação do reajuste de 22% na GAE e na Jornada Especial para os aposentados e pagamento retroativo será apresentado até o dia 5 de setembro.

Sobre o quadro de pessoal, o Secretário Adjunto da SESAP, Marcelo Bessa, disse que o Governo do Estado convocou, em um ano, 860 concursados, para trabalharem na rede estadual de Saúde, sendo 221 para o Hospital da Mulher, na Região Oeste do estado, os quais se encontram no prazo legal para tomar posse, estando prevista ainda a convocação de mais 53, até o mês de setembro deste ano, para atender as unidades da Região Metropolitana de Natal, incluindo o Hospital Geral Coronel Pedro Germano da Polícia Militar.

“Estamos realizando todos os esforços possíveis, tanto para manter o diálogo com os servidores, como para atender as reivindicações que são razoáveis e compatíveis com a realidade financeira do RN. Os reajustes nas Gratificações e as 639 convocações já realizadas desde o ano passado significaram um impacto de 10 milhões de reais mensais na folha de pagamento dos servidores da Saúde”, disse.

No final da reunião, ficou definido que o Secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Leite Fonseca, fará nova audiência com o SindSaúde, na próxima sexta feira (30), às 15h.

“Reconhecemos que os servidores da saúde exercem um papel primordial e não contestamos suas razões. Estamos fazendo um grande sacrifício para dar respostas a todos os pleitos e queremos também contar com a compreensão dos servidores no sentindo de andarmos juntos nesta negociação, cujo objetivo é a melhoria da assistência à população dependente do SUS”, destacou Bessa.

Começam reuniões prévias para escolher sucessor de Bento XVI

No primeiro dia sem papa, os cardeais iniciam o processo informal das conversas prévias para a escolha de quem vai substituir Bento XVI, de 85 anos. A partir de hoje (1º), o decano (o mais antigo) do Colégio de Cardeais, Angelo Sodano, de 85 anos, começa a organizar a fase preliminar ao conclave. A primeira reunião de cardeais preparatória do conclave, que vai eleger o sucessor do papa, está marcada para segunda-feira (4). Mas ainda não é o começo da cerimônia de substituição.

A reunião foi confirmada pelo arcebispo de Nápoles (Itália), o cardeal Crescenzio Sepe. A partir desta primeira reunião de cardeais é possível anunciar a data de início do conclave, segundo o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi. A estimativa é que o rito comece no final da próxima semana. O prazo é dado para que todos os cardeais, que são eleitores, estejam presentes no Vaticano.

Em 25 de fevereiro, às vésperas de deixar o pontificado, Bento XVI autorizou a antecipação do conclave, por intermédio do documento denominado motu próprio (por iniciativa própria). Tradicionalmente o Vaticano determina que o conclave comece no período de 15 a 20 dias, depois do início da sé vacante – expressão que designa que o lugar do papa está vago. A finalidade é permitir que todos os cardeais estejam presentes na eleição do sucessor e guardem o luto – em geral o papa é escolhido quando há morte daquele que está no pontificado.

Do latim, a palavra conclave significa com chave e é a reunião na qual os cardeais, que votarão na eleição para o novo papa, ficam enclausurados até a definição do sucessor. O grupo de eleitores é mantido isolado, sem contato externo. Há toda uma supervisão e um esquema de segurança para que isso ocorra. Do total de 209 cardeais, 115 estão aptos a votar.

Os cardeais que votam são aqueles que têm menos de 80 anos, dos quais cinco são brasileiros. Podem faltar apenas aqueles que justificarem a ausência ao Vaticano. O voto é manual e individual. Os cardeais escrevem a mão, em um papel retangular, o nome do escolhido, sendo que são orientados a disfarçar a letra. O papel é dobrado duas vezes e depositado em uma urna que fica no altar.

Não há prazo definido para o período de conclusão do conclave. A eleição do novo papa só ocorre se houver dois terços favoráveis do total de eleitores presentes. É possível realizar até 33 eleições. Caso não ocorra consenso, após esse número, é feita a eleição entre os dois mais votados.

O Tiro no pé do guerrilheiro de araque

O Blogueiro Augusto Nunes, escreveu esse texto que o BG reproduz sobre o Companheiro José Dirceu. Augusto como é de praxe, deu sem pena!!! Segue…..

Transformar um quarto de hotel em aparelho clandestino é sinal de pouca inteligência. Transformar um endereço no centro de Brasília em esconderijo para tramoias políticas e/ou comerciais envolvendo figurões do governo e do Congresso é prova de indigência mental. Fazer essas coisas simultaneamente só pode ser coisa do companheiro José Dirceu. Como comprova a reportagem de capa da edição de VEJA, ele nunca perde a chance de engrossar a colossal coleção de ideias de jerico inaugurada já nos tempos de líder estudantil.

Em 1968, Dirceu conseguiu namorar a única espiã da ditadura militar. Se quisesse prendê-lo, a polícia poderia dispensar-se arrombar a porta: Heloísa Helena, a “Maçã Dourada”, faria a gentileza de abri-la. Ainda convalescia do fiasco amoroso quando resolveu que o congresso clandestino da UNE, com mais de mil participantes, seria realizado em Ibiúna, com menos de 10.000 moradores. Até os cegos do lugarejo enxergaram a procissão de forasteiros.

No primeiro dia, mandou encomendar 1.200 pães por manhã ao padeiro que nunca passara dos 300 por dia. O comerciante procurou o delegado, o doutor ligou para a Polícia Militar e a turma toda acabou na cadeia. Ninguém reclamou: enquanto o congresso durou, todos haviam tentado dormir sob a chuva por falta de tetos suficientes. Incluído no grupo dos resgatados pelos sequestradores do embaixador americano, Dirceu avisou que lutaria de armas na mão contra a ditadura e foi descansar na França.

O lutador exilado empunhou taças de vinho num bistrô em Paris até trocar a Rive Gauche pelo cursinho de guerrilheiro em Cuba. Com o codinome Daniel, aprendeu a fazer barulho com fuzis de segunda mão e balas de festim, submeteu-se a uma cirurgia para deixar o nariz adunco, declarou-se pronto para derrubar a bala o regime militar e, na primeira metade dos anos 70, voltou ao Brasil. Percebeu que a coisa andava feia assim que cruzou a fronteira e, em vez de trocar chumbo no campo, foi trocar alianças na cidade.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eduardo disse:

    Um país que não extradita um terrorista julgado e condenado em seu país de origem, o que podemos esperar? José Dirceu como intermediador de negociatas, Dilma (ex-terrorista) como presidente, Palocci como gênio das finanças, Delubio como tesoureiro do partido do presidente e po ai vai. Com esses tipos de políticos que estão aí, só aumentamos o custo Brasil, visto que temos que sustentar esses sanguessugas, aproveitadores em nível municipal, estadual e federal.