Esporte

Arena das Dunas mantém padrão de excelência na sua segurança

Manter o padrão de excelência na segurança da Arena das Dunas é um desafio. Porém, extremamente necessário. E tem sido com muita dedicação, profissionalismo e parcerias que o trabalho de manter um ambiente seguro vem se concretizando desde a sua fundação. A Arena conta com um plano de segurança integrado ao plano de reposta e emergência, atrelado a equipamentos modernos de monitoramento, bem como também com sua própria equipe patrimonial. A estrutura também contribui na formação de novos profissionais de segurança pública.

VÍDEO ABAIXO:

 

Opinião dos leitores

  1. Manter o time bem treinado, especialmente para situações de emergência, padrões de segurança bem definidos, Acompanhamento das quatro barreiras, atualização dos planos de segurança a cada histórico, necessidade, ampliação ou redução, mensurar sempre o nível de proteção/segurança, são valores considerados como regra de ouro da nossa gestão, para atingirmos o sucesso. A excelência. Parabéns, Daniel Pereira e todo o time Arena das Dunas!

  2. Conhece e admiro o trabalho da equipe de segurança da Arena das Dunas Natal, em partícula meu amigo Daniel Pereira, grande profissional.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Natal mantém funcionamento dos três Centros Covid-19 e atendimento de horário estendido em dez UBS

Em reunião na tarde dessa terça-feira (01), entre a Secretaria Municipal de Saúde de Natal e a Cooperativa dos Médicos – Coopmed, com pauta principal a escala nos Centros de Enfrentamento Covid-19, a Coopmed reiterou dificuldade em fechar a escala desses profissionais, mas que vai manter o envio dos profissionais diariamente os centros Covid de Natal. Com isso, a SMS Natal decidiu que os três Centros de Enfrentamento à Covid-19 da capital (Cemure, Nélio Dias e Palácio dos Esportes) vão funcionar de segunda à sexta – exceto feriados – no horário das 8h às 14h.

As pessoas que necessitam de atendimento médico para Covid-19, também podem procurar as unidades básicas da cidade, que contam com sala de priorização de atendimento (SPA), e reitera que após as 16h, dez Unidades Básicas de Saúde funcionam em horário estendido.

“Parte da nossa equipe das UBS é qualificada para fazer a coleta do teste swab e até o final da próxima semana todos os profissionais serão qualificados para que, caso o médico prescreva, a coleta do swab aconteça na própria UBS evitando deslocamentos dos pacientes”, disse George Antunes, secretário de Saúde de Natal.

O Secretário adiantou também que o Palácio dos Esportes será um Centro Avançado para tratamento da Covid-19, que vai atender pacientes regulados das UPAS, UBS e tratamento pós Covid da Rede Municipal de Hospitais. “ Ainda nesta semana daremos mais informações sobre o Centro Avançado. Estamos trabalhando para colocar em funcionamento no dia 07 de Junho”, declara.

Horário de atendimento estendido

Distrito Sanitário Norte I (segunda a sexta-feira)

UBS Pajuçara: Rua Maracaí, S/N – 7h às 16h

UBS Nova Natal: Rua do Pastoril, S/N, Conjunto Lagoa Azul – 7h às 19h.

Distrito Sanitário Norte II (segunda a sexta-feira)

UBS Panatis: Rua Milton Servita Brito, nº 994, Potengi – 7h às 19h.

UBS Vale Dourado: Rua irmã Vitória, 706, N. Srª. da Apresentação – 7h às 19h.

Distrito Sanitário Leste (segunda a sexta-feira)

UBS São João: Av. Romualdo Galvão, nº 891, Tirol – 13 às 20h.

UBS Brasília Teimosa: R. Miramar, nº 32, Praia do Meio – 16h às 19h.

Distrito Sanitário Oeste

UBS Felipe Camarão II: R. Santa Cristina, S/N – 8h às 19h (segunda, quarta e sexta-feira)

UBS Bom Pastor: R. Augusto Calheiros, nº 1 – 8h às 20h (segunda a sexta-feira).

Distrito Sanitário Sul (segunda a sexta-feira)

UBS Nova Descoberta: Av. Xavier da Silveira – 8h às 20h.

UBS Rosângela Lima: Rua Santa Beatriz, 11, Planalto – 7h às 19h.

Opinião dos leitores

  1. Falta informar que não tem médico. As filas de pacientes covid estão enormes e voltam pra casa sem atendimento e sem realizar os exames. Seria uma nova metodologia de controle dos casos? Faz sentido.

    1. Se pra conseguir contratar e manter médicos pra pronto atendimento a Prefeitura está tendo essa dificuldade toda, imagine para montar uma UTI, onde são necessários diversos insumos, diversos aparelhos sofisticados e profissionais devidamente qualificados (todos esses estão em falta no mundo todo)…

  2. O Prefeito Álvaro Dias, fazendo sua parte. Enquanto o governo do estado, segura vacinas.
    #FORA FATIMA CADEADO

    1. Que parte ele está fazendo?? Está faltando gestão no pagamento do pessoal, valorizar categorias que realmente são essenciais para a população!

  3. Falta gente pra vacinar, mas a idade não baixar de maneira nenhuma. Já inventaram todo tipo de comorbidade e sem comorbidade, mas baixar a idade que é bom, nada.

    1. Desvios de vacinas, já está claro. Favorecimento político em troca de vacinas, Atestados falsos e desvios pra correligionários, famíliares e amigos, são os políticos e gestores que estão tirando proveitos ilegais, polícia civil, PF, MP e ALRN pfv, fiscalize essa imoralidade. É estarrecedor esse absurdo

    2. A culpa de falta médico é dos gestores ou seja prefeito e governadores.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

ESTADUAL: Pleno do TJD-RN mantém pena de perda de pontos do Palmeira

Foto: Reprodução/ TV FNF

O Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Norte manteve a pena com a perda de 12 pontos ao Palmeira pela escalação irregular de um jogador com menos de 16 anos em três jogos do Campeonato Nota Potiguar 2021.

Com a perda de pontos, o Verdão do Agreste aparece agora na última colocação na soma geral dos dois turnos com apenas um ponto conquistado. A diretoria do Palmeira ainda pode recorrer ao STJD e estuda tomar essa decisão.

No julgamento de ontem, 20 de maio, o TJD-RN decidiu anular a multa de R$ 500,00 que seria aplicada ao clube.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Natal mantém vacinação e funcionamento dos Centros Covid no feriado de Tiradentes

Foto: Alex Régis/Secom

A Prefeitura do Natal mantém nesta quarta-feira (21), feriado de Tiradentes, a vacinação contra Covid-19 (imunizante Oxford) e Influenza, que acontecem simultaneamente nos drivers do município. O horário de funcionamento dos pontos de vacinação segue das 08h às 16h.

Natal continua vacinando pessoas a partir de 63 anos disponibilizando a segunda dose do imunizante Oxford para quem estiver dentro do tempo aprazado no cartão vacinal. Já para a Influenza, neste momento a imunização é destinada aos trabalhadores da saúde, gestantes, crianças de seis a meses a menores de seis anos e mães em até 45 dias após o parto. Em todos os casos é necessário levar documento de identificação com foto, cartão de vacinação e comprovante de residência de Natal.

Na quinta-feira (22), os imunobiológicos continuam sendo disponibilizados nos drivers que funcionam no feriado e ainda no drive do SESI (Covid), além das Unidades Básicas de Saúde. Até que chegue uma nova remessa de vacinas para retomada do drive UnP e Arena das Dunas, esses locais ficarão em manutenção provisoriamente a partir do feriado.

Centros Covid

O funcionamento dos Centros de Atendimento para Enfrentamento da Covid Nélio Dias e Cemure também continua na quarta-feira (21), assim como no sábado (24) e domingo (25), pela Secretaria Municipal de Saúde de Natal, no horário das 08h às 16h.

Destinado a pacientes com casos leves sugestivos de infecção pelo coronavírus (tosse, febre, dor de cabeça, perda de olfato ou paladar), nos Centros Covid os usuários têm acesso à consulta médica, dispensação de medicamentos e possibilidade de testagem swab com prescrição.

Locais de vacina:

Via Direta (Covid)
OAB (Covid)
Nélio Dias (Covid e Influenza)
Palácio dos Esportes (Influenza)

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN mantém intervalo de 14 a 28 dias entre doses da CoronaVac

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informa que a campanha de imunização contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte vai seguir com a recomendação de intervalo de 14 a 28 dias entre a aplicação das duas doses da vacina CoronaVac. No domingo passado (11), um estudo preliminar do Instituto Butantan apontou que a eficácia desta vacina pode aumentar de 50,7% para 62,3% quando o intervalo entre as doses é maior, de 21 a 28 dias.

Em meio a dúvida, a Sesap informou que continua valendo a recomendação enviada aos municípios na nota técnica mais recente, do dia 2 de abril. Mas pede preferência para aplicação da segunda dose no período máximo – depois do 21º dia.

“Ressaltamos que é de extrema importância que os esquemas vacinais com a D2 (segunda dose) sejam completados até a 4ª semana (de 2 a 4 semanas) após a dose inicial. Orienta-se que a D2 seja administrada, preferencialmente, levando em consideração o intervalo máximo (4 semanas)”, diz a nota.

Em Natal, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que não recebeu nenhuma recomendação do Ministério da Saúde e seguirá a atual – com a aplicação a partir de 14 dias. A pasta disse que, se o Ministério da Saúde orientar um novo período entre as doses, “seguirá as recomendações e atualizações do MS”.

Com acréscimo do G1

Opinião dos leitores

  1. Infelizmente tem Currais Novos adotaram outro protocolo de nais de 30 dias,após a primeira dosagem. Nisso minha mãe gripou e como fica a eficácia??

  2. É bom que as próximas doses sejam só para 2 dose para não acontecer como João Pessoa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Câmara Municipal de Natal mantém restrições e retoma reuniões virtuais das comissões

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Natal publica nesta terça-feira (6), no Diário Oficial do Município, o Ato n° 09/2021 determinando a manutenção das medidas restritivas com a suspensão das atividades presenciais, porém, retomando as reuniões das comissões permanentes de modo virtual, com as deliberações através do Sistema de Deliberação Remota – SDR.

O encontro, mesmo que remoto, entre os vereadores das comissões se faz necessário para a tramitação dos projetos que são encaminhados para votação em plenário durante as sessões ordinárias, que continuarão ocorrendo às terças e quartas-feiras, às 14h, também de forma exclusivamente virtual com Sistema de Deliberação Remota – SDR.

Durante as sessões, no plenário só serão permitidas as entradas dos membros da Mesa Diretora (presidente, 1º e 2º secretários), de um procurador legislativo e dos servidores de apoio do Setor Legislativo, TV Câmara e Assessoria de Comunicação e Redes Sociais da Câmara Municipal.

Continuam suspensas as demais atividades da Casa, bem como permanece restrito o acesso às dependências do Poder Legislativo e aos gabinetes parlamentares. Fica proibida a presença do público externo. As atividades administrativas da Diretoria Geral, Controladoria, Recursos Humanos, Setor Financeiro e Administração, inclusive os procedimentos licitatórios, que são atividades essenciais ao mínimo funcionamento administrativo da Câmara Municipal, sendo o trabalho efetuado através de regime de escala e tele trabalho, quando possível. O novo ato ficará em vigor até o dia 16 de abril.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Gilmar Mendes contraria entendimento de Nunes Marques e mantém proibição de missas e cultos em SP

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes rejeitou nesta segunda-feira (5) a concessão de uma liminar (decisão provisória) para suspender o decreto do governo de São Paulo que proíbe celebrações religiosas no estado diante do aumento expressivo dos casos e mortes pela Covid-19. O ministro enviou o caso ao plenário da Corte.

A decisão contraria o entendimento do ministro do STF Nunes Marques, que determinou neste sábado (3), em caráter liminar, que governadores e prefeitos não podem proibir a celebração de atos religiosos desde que preservados protocolos sanitários, entre eles, lotação máxima de 25% da capacidade do local.

Com as decisões conflitantes, caberá ao plenário do Supremo dar a palavra final sobre a liberação, ou não, dos cultos e missas. De acordo com o blog da Andréia Sadi, o presidente do STF, ministro Luiz Fux, marcou o julgamento para esta quarta-feira (7).

A suspensão da proibição foi pedida pelo PSD em uma ação em que o partido questiona o decreto do governo de São Paulo, que instituiu medidas emergenciais destinadas ao enfrentamento da pandemia, entre elas, a proibição de cultos, missas e outras atividades religiosas com presença de público no estado.

O partido afirmou que a restrição é desproporcional e atinge o direito fundamental à liberdade religiosa e de culto das religiões. A legenda disse ainda que medidas menos gravosas podem ser adotadas para garantir o direito à saúde da população sem prejuízo da realização das atividades religiosas de caráter necessariamente presencial.

Em sua decisão, Mendes afirmou que estados e municípios podem fixar medidas restritivas para o enfrentamento da pandemia, inclusive, o fechamento de templos e igrejas. Para Mendes, restringir cultos não atinge a liberdade religiosa, uma vez que não interfere nas liturgias.

“A restrição temporária de frequentar eventos religiosos públicos traduz ou promove, dissimuladamente, alguma religião? A interdição de templos e edifícios equiparados acarreta coercitiva conversão dos indivíduos para esta ou aquela visão religiosa? Certamente que não”, afirmou.

O ministro disse ainda que, além da escalada do número de mortes, São Paulo vive um verdadeiro colapso no sistema de saúde.

“Em um cenário tão devastador, é patente reconhecer que as medidas de restrição à realização de cultos coletivos, por mais duras que sejam, são não apenas adequadas, mas necessárias ao objetivo maior de realização da proteção da vida e do sistema de saúde”, afirmou.

O relator ressaltou também que a restrição imposta em São Paulo levou em consideração questões técnicas.

“No caso em tela, a própria norma impugnada esposa o entendimento de que as medidas impostas foram resultantes de análises técnicas relativas ao risco ambiental de contágio pela COVID-19 conforme o setor econômico e social, bem como a necessidade de preservar a capacidade de atendimento da rede de serviço de saúde pública”, disse.

O ministro citou que o presidente do STF, Luiz Fux, e a ministra Rosa Weber já reconheceram que as restrições de realização de cultos, missas e outras atividades religiosas coletivas podem ser determinadas por decretos municipais e estaduais e que podem se mostrar medidas adequadas e necessárias para o enfrentamento da pandemia da Covid-19.

O Brasil vive o momento mais crítico da pandemia. Nas últimas 24 horas foram registradas 1.233 mortes em decorrência da Covid-19 e 30.939 novos casos da doença no país. Totalizando, 331.530 óbitos e 12.983.560 casos desde o início da pandemia.

Outra ação

Gilmar mendes rejeitou nesta segunda-feira (5) um pedido do Conselho Nacional de Pastores do Brasil (CNPB) que também solicitava a suspensão do decreto do governo de São Paulo, que proíbe celebrações religiosas no estado diante do aumento expressivo dos caso e mortes pela Covid-19.

Em sua decisão, Mendes alegou que o STF já fixou o entendimento de que a Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure) não tem legitimidade para entrar com ações constitucionais na Corte para questionar medidas de restrição de locomoção por causa da Covid-19, por isso, o CNPB também não teria. A decisão de Nunes Marques que liberou os cultos foi dada em uma ação da Anajure.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. Com o colapso de saúde de São Paulo, esse governador desastrado, não vai levar nem uma carraspana, sei, ele é do PSDB, partido do dono do STF.

  2. Então Nunes Marques deveria entender que lula deveria continuar preso e continuar assim???

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap mantém distribuição de vacinas durante Semana Santa

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) vai manter a entrega de doses das vacinas contra a covid 19 durante o período da semana santa, com objetivo de manter o ritmo de aplicação das doses na população.

Para isso, a Sesap solicita aos municípios que mantenham a continuidade de todas as ações em torno da vacinação para que não haja descontinuidade da campanha e o estado continue avançando na imunização dos grupos prioritários.

Opinião dos leitores

  1. O pessoal só vai se baixarem as idades de vacinação , acredito que vcs já vacinaram todos seus apaniguados que anteriormente não tenham direito e agora conseguiram, então por favor baixe as idades e vamos vacinar quem realmente tem direito acima dos 60 anos.

  2. Vacina continua na faixa etária de 69 anos. Está parada nessa faixa etária. Se tivesse avançado de terça-feira para hj estaria talvez vacinando a faixa de 65 anos para baixo.

  3. Lamentável a postura do prefeito e do secretário de saúde de Natal, desvirtuando da determinação do Ministério da Saúde, em priorizar o grupo de idosos. Estamos há muitos dias paralisados em 69 anos , sem haver por parte desses representantes, quaisquer explicações. Cadê as autoridades competentes, para cobrarem uma posição. Isto caracteriza improbidade administrativa , passível também de ação penal. Praticamente todos os municípios brasileiros, estão vacinando faixa etária em torno de 64 anos. Exemplo João Pessoa, que já está vacinando na faixa etária de 60 anos. O grupo da faixa etária de 60 anos acima , exige explicações. Em eleições, teremos retorno

  4. A SESAP era pra pagar aos polícias que estão fazendo segurança das vacinas na suas folgas( Diárias operacional) desde de janeiro e ainda não pagaram até hoje.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Juiz de Curitiba mantém bloqueio de bens de Lula ao mandar processos da Lava Jato para o DF

Foto: Giuliano Gomes/PR Press

O juiz titular da 13ª Vara Federal de Curitiba, Luiz Antono Bonat, decidiu manter o bloqueio de bens de Luiz Inácio Lula da Silva ao determinar o envio ao Distrito Federal da ação que investiga supostas irregularidades na compra do terreno para a construção do instituto do ex-presidente.

Bonat afirma que a Justiça Federal no Paraná determinou bloqueios de bens de investigados – inclusive Lula – em processos relacionados às quatro ações que devem ser enviadas a Brasília (triplex, sítio de Atibaia, doações ao Instituto Lula e sede do Instituto Lula), e que os bloqueios serão mantidos pois não foram praticados “no bojo” de cada uma dessas ações penais.

No dia 8 de março, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin concedeu um habeas corpus à defesa do ex-presidente, declarando incompetência da Justiça Federal do Paraná para julgar quatro processos de Lula.

Com isso, o ministro anulou duas condenações do ex-presidente, no âmbito da Operação Lava Jato, que foram julgadas no Paraná.

Apesar de Fachin ter anulado as ações penais, Bonat cita que as medidas cautelares tramitam de forma separada e, por isso, resolveu consultar o STF e manter os bloqueios de bens.

Ainda conforme a decisão, o juiz federal afirma que, caso essa não seja a interpretação feita pelo STF, o ministro Edson Fachin deve informar a Justiça Federal de Curitiba para que o desbloqueio dos bens seja feito.

O G1 tenta contato com a defesa do ex-presidente Lula.

Na mesma decisão, o juiz federal determinou o envio de 36 processos relacionados às supostas irregularidades investigadas na compra do terreno para a construção do Instituto Lula.

Em outra determinação, também publicada na terça-feira, Bonat decidiu enviar ao DF a ação que apura ilegalidades em doações ao instituto do ex-presidente.

Decisão de Fachin

A decisão do ministro Edson Fachin atende a um pedido de habeas corpus feito pala defesa do ex-presidente, em novembro de 2020. Com a decisão, Lula recupera os direitos políticos e volta a ser elegível.

Segundo o ministro, a 13ª Vara Federal de Curitiba, cujo titular na ocasião das condenações era o ex-juiz federal Sergio Moro, não era o “juiz natural” dos casos.

“Foram declaradas nulas todas as decisões proferidas pela 13ª Vara Federal de Curitiba e determinada a remessa dos respectivos autos para à Seção Judiciária do Distrito Federal”, disse a nota do gabinete do ministro.

A determinação do STF foi anexada aos quatro processos citados no documento, sendo três às 16h53 do dia 8 de março, e um às 11h44 do dia seguinte.

O ministro determinou que sejam remetidos do Paraná para Brasília as seguintes ações:

Triplex do Guarujá: nesta ação, Lula foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, em julho de 2017. A condenação levou o ex-presidente a ficar preso por 580 dias. No mesmo processo ele foi absolvido das acusações de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo o armazenamento de acervo presidencial;

Sítio de Atibaia: Lula foi condenado, no processo, em fevereiro de 2019, sob acusação de recebimento de propina. Nesta ação, o ex-presidente foi absolvido da acusação de lavagem de dinheiro envolvendo a ocultação e dissimulação de valores utilizados no custeio por um amigo de Lula nas reformas feitas no sítio.

Doações ao Instituto Lula: o ex-presidente responde a duas ações referentes ao caso. Em ambos, não há sentença da Justiça Federal em 1ª instância.

Com a decisão do STF, os processos serão entregues e analisados por um novo juiz, no Distrito Federal. O magistrado terá que analisar e decidir sobre a validade das movimentações dos processos.

Além disso, no habeas corpus, Fachin anulou o recebimento das denúncias feitas pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-presidente. Sendo assim, o novo juiz também vai analisar se Lula deve ser julgado pelos casos.

Caso o juiz sorteado na Vara Federal de Brasília não receba as denúncias formuladas pelo MPF, o ex-presidente pode ser absolvido sumariamente.

O que diz a defesa de Lula

Por meio de nota publicada após a decisão do STF, os advogados de defesa do ex-presidente Lula afirmaram que receberam a notícia “com serenidade” e que sustentaram a incompetência da Justiça Federal de Curitiba para julgar os processos “desde a primeira manifestação”.

“A decisão, portanto, está em sintonia com tudo o que sustentamos há mais de 5 anos na condução dos processos. Mas ela não tem o condão de reparar os danos irremediáveis causados pelo ex-juiz Sergio Moro e pelos procuradores da “lava jato” ao ex-presidente Lula, ao Sistema de Justiça e ao Estado Democrático de Direito”, conclui a nota.

G1

Opinião dos leitores

  1. Entrega logo esse roubo ao ladrão, e indeniza, se possível com o dinheiro do auxílio emergencial. melhor assim, o mais rápido possível.

  2. Maioria dos bens dele está no nome de laranjas e em outros países e outras contas. Foi o maior desvio de dinheiro público da história do Brasil. A revista Forbes iria fazer uma matéria dele como um dos homens mais ricos do mundo. Em outros países ele é conhecido como bandido que afundou o Brasil, Lulinha o homem mais honesto do mundo!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Escolas de Natal mantém aulas presenciais com reforço nos protocolos sanitários

Maple Bear Natal e Colégio Porto implantam sistema de fiscalização randômica interna. Fotos: Divulgação

Priorizar o aprendizado de forma responsável e segura. É assim que algumas escolas de Natal estão trabalhando diante do recrudescimento da pandemia no estado. A Maple Bear Natal e o Colégio Porto reforçaram os protocolos de segurança em todo o ambiente e na rotina escolar para garantir a continuidade do ensino presencial, sem prejuízos aos estudantes e priorizando a saúde.

Na Maple Bear Natal, que trabalha com crianças do ensino infantil ao fundamental, foram mantidas apenas as aulas curriculares. Todas as atividades extracurriculares (esportes, programa semi-integral e integral) estão suspensas até uma melhoria da situação epidemiológica no RN. O intuito foi manter as “bolhas” de sala de aula, evitando eventuais infecções cruzadas.

“A partir desta semana estamos fazendo fiscalizações internas randômicas para deixar o pessoal da operação atento aos procedimentos de biossegurança, ainda mais importantes neste momento. Essas fiscalizações servirão para identificarmos onde precisamos reforçar o treinamento junto aos nossos colaboradores”, disse Marcelo Freitas, diretor administrativo da Maple Bear Natal.

Todos os protocolos que já estavam em vigor continuam valendo, como o distanciamento social, uso de álcool gel, ventilação natural, entre outros. Os pais também têm a opção do ensino on-line.

No Colégio Porto, que tem turmas de ensino fundamental e médio, as orientações sobre os protocolos também foram reforçadas. Desde o retorno das atividades presenciais, no ano passado, a escola funciona no modelo de Aprendizagem Combinada (aulas presenciais + aulas remotas síncronas). É feito um rodízio de alunos, por turma, respeitando o limite da quantidade. Isso quer dizer que, a aula que acontece de forma presencial, continua sendo transmitida ao mesmo tempo para os estudantes que estão em casa, acompanhando no formato virtual.

“Nosso objetivo com todo esse cuidado é garantir que os nossos alunos mantenham sua rotina de estudos sem prejuízo e com toda a segurança necessária para a preservação da sua saúde, da sua família e também dos nossos professores e colaboradores”, pontuou Marcelo Freitas, que também é sócio-diretor do Colégio Porto.

Opinião dos leitores

  1. Seria muito bom que a incompetente da Governadora do estado aprendesse coma iniciativa privada como administrar uma escola de verdade. Enquanto isso, os milhares de estudantes das escolas estaduais estão hà 1 anos sem aulas graças a incapacidade da Governadora e a omissão criminosa dos sindicatos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Comissão da Câmara Municipal de Natal mantém proibida tarifa para utilização de campos e quadras esportivas

Foto: Marcelo Barroso

A Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final da Câmara Municipal de Natal apreciou 15 matérias, entre projetos de lei e vetos do Executivo Municipal, em reunião nesta segunda-feira (1º). Entre as proposições discutidas estão o Projeto de Lei 03/2019 que prevê a implantação do ensino de libras nas escolas e o de nº 321/2019, que proíbe a cobrança de tarifas para a utilização de campos de futebol e quadras esportivas.

Os parlamentares da comissão rejeitaram vetos a esses dois projetos. “Propomos que fique impedida a cobrança de tarifas para utilização de quadras e campos, não só pela Prefeitura, mas pelas pessoas que administram esses espaços. Não é justo que a população pague para utilizar. Isso possibilitará maior acesso das pessoas a esses equipamentos”, disse o vereador Preto Aquino (PSD), autor da proposta.

A matéria foi relatada pela vereadora Nina Souza (PDT), que também foi responsável por apresentar parecer a outros projetos, como o do vereador Robson Carvalho (PDT), para que seja incluído o ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) nas escolas municipais. “Trata-se de uma atividade auxiliar no currículo das escolas. Queremos trabalhar para que o Governo acerte. Nesse caso, é inconcebível que alunos e professores deixem de aprender libras, tendo a oportunidade de incluirmos esta opção nas escolas”, ressaltou a vereadora, que é líder da bancada governista na Casa.

Outros projetos receberam aval da comissão, seja por aprovação ou rejeição de veto. Dentre os quais, se destacam o projeto 54/2020, de autoria do vereador Felipe Alves (PDT), que cria o projeto “Praia Inclusiva”; o de nº 01/2020, do vereador Preto Aquino, que proíbe a instalação de obstáculos (cones de sinalização, corrente, faixas) em frente a estabelecimentos comerciais ou públicos que caracterizem como privativas as vagas de recuo ou guias rebaixadas; o de nº 302/2020, da vereadora Divaneide Basílio (PT), que declara as rendeiras de Bilro de Ponta Negra como patrimônio cultural e imaterial; e o de nº 416/2020, do vereador Raniere Barbosa (AVANTE), que garante parceira entre o Município e empresas para a instalação de academias ao ar livre.

O presidente da comissão, vereador Kleber Fernandes (PSDB), ressaltou que o colegiado mantém sua característica de produtividade para agilizar a tramitação de projetos. “Só hoje foram 60 projetos designados e somando-se aos que já estão em relatoria, atingiremos mais de 100 projetos apreciados nas próximas reuniões. Nossa missão é dar ritmo de celeridade para manter a pauta zerada, dando segurança jurídica para que as matérias tramitem de forma ágil até chegar a plenário”, destacou. As vereadoras Camila Araújo (PSD), Ana Paula (PL) e os vereadores Aldo Clemente (PDT) e Klaus Araújo (SD) também participaram da reunião.

Opinião dos leitores

  1. Bom seria uma conversa da Câmara com o Prefeito, para tratar do cancelamento do novo "imposto" a ser cobrado por estacionamento em espaços públicos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Por unanimidade, STF mantém prisão do deputado Daniel Silveira

Foto: Reprodução

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (17), por unanimidade, manter a decisão do ministro Alexandre de Moraes que determinou a prisão em flagrante do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ).

A prisão foi determinada na noite desta terça (16), depois que Silveira, investigado por participação em atos antidemocráticos, divulgou um vídeo com discurso de ódio atacando ministros do Supremo e no qual faz apologia do AI-5, instrumento de repressão mais duro da ditadura militar (leia mais abaixo).

Silveira foi detido no fim da noite de terça, em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, e passou a madrugada preso na sede da Polícia Federal no Rio de Janeiro, na Zona Portuária da cidade.

Na decisão, Moraes afirma que houve reiteração de conduta “visando lesar ou expor a perigo de lesão a independência dos Poderes instituídos e ao Estado Democrático de Direito”.

Ainda segundo Moraes, as condutas de Daniel Silveira, além de representarem “crimes contra a honra do Poder Judiciário e dos ministros do Supremo Tribunal Federal”, são previstas como crimes na Lei de Segurança Nacional.

Mesmo em flagrante e por crime inafiançável, a prisão de um deputado federal precisa passar pelo crivo da Câmara. Na decisão, Moraes diz que o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), deve ser “imediatamente oficiado para as providências que entender cabíveis”.

A assessoria do deputado afirma ser “evidente o teor político da prisão” e que os fatos que a embasaram “sequer configuram crime, uma vez que acobertados pela inviolabilidade de palavras, opiniões e votos que a Constituição garante aos deputados federais e senadores”.

Voto do relator

Ao apresentar seu voto na sessão, Alexandre de Moraes afirmou que as declarações do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) não estão protegidas por imunidade constitucional e que suas condutas “criminosas” configuraram flagrante, autorizando sua prisão.

“As manifestações de Daniel Silveira relevam-se gravíssimas, não somente do ponto de vista pessoal, mas principalmente do ponto de vista institucional e do estado democrático de direito”, afirmou o ministro.

Segundo Moraes, as afirmações não estão protegidas pela imunidade parlamentar. “Atentar contra as instituições, contra o STF, contra o Poder Judiciário, contra a democracia, contra o estado de direito não configura exercício da função parlamentar a invocar a imunidade constitucional”, afirmou.

“Essas manifestações não atingiram somente a honorabilidade, mas principalmente se revestiram suas declarações de claro intuito visando impedir o exercício livre da judicatura, o exercício independente do Judiciário e a própria manifestação do estado de direito”, disse.

“Suas manifestações, sua incitação à violência, não se dirigiram somente a diversos ministros da Corte, chamados pelos mais absurdos nomes”, complementou. “Dirigiram-se diretamente a corroer as estruturas do regime democrático, a correr a estrutura do estado de direito.”

Conforme Moraes, “muito mais do que crimes contra honra praticados contra ministros e o STF, muito mais do que ameaça à integridade e à própria vida de ministro, muito mais do que ofensas pesadas, aqui as manifestações tiveram o mesmo intuito que outras manifestações, de corroer o sistema democrático, de abalar o regime jurídico do estado democrático de direito brasileiro”.

Ao dar início à sessão, o ministro Luiz Fux, presidente do STF, afirmou que o tribunal se mantém vigilante contra qualquer forma de hostilidade à instituição e que “ofender autoridades além dos limites da liberdade de expressão exige pronta atuação da Corte”.

O ministro Luís Roberto Barroso também acompanhou o relator, mas ressalvou que o flagrante se deu porque o vídeo é recente.

“Agora se deve aguardar o pronunciamento da Câmara dos Deputados”, afirmou o ministro Marco Aurélio Mello.

Vídeo

No vídeo, postado em rede social, o bolsonarista Silveira faz ataques a seis ministros do STF: Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello e Dias Toffoli. Também defende o fechamento do STF, o que é inconstitucional.

O deputado sai em defesa do general Eduardo Villas Boas, ex-comandante do Exército. Em 2018, na véspera do julgamento no Supremo de um habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Villas Boas afirmou em rede social que o Exército tinha “repúdio à impunidade”.

A declaração foi vista como pressão sobre os ministros do STF. Fachin era o relator do pedido de liberdade de Lula, rejeitado pelo plenário da Corte.

Em livro recém-lançado, o ex-comandante disse que, na época, a manifestação foi discutida com o alto comando do Exército antes de ser publicada.

O deputado é investigado no Supremo no inquérito que apura a organização e o financiamento dos atos antidemocráticos e no que investiga ataques a ministros da Corte e a disseminação de notícias falsas, o chamado inquérito das fake news.

No ano passado, ele foi alvo de busca e apreensão e teve seu sigilo bancário quebrado. No pedido de investigação, a Procuradoria-Geral da República apontou que o deputado pregou o uso das Forças Armadas contra o Supremo e que há uma ligação dele com movimentos extremistas conservadores.

Nesta segunda-feira, Fachin reagiu em nota dizendo ser “intolerável e inaceitável qualquer forma ou modo de pressão injurídica sobre o Poder Judiciário. A declaração de tal intuito, se confirmado, é gravíssima e atenta contra a ordem constitucional. E ao Supremo Tribunal Federal compete a guarda da Constituição”.

Daniel Silveira está no primeiro mandato como deputado federal. Eleito em 2018, o ex-policial militar ficou conhecido por aparecer em vídeo destruindo uma placa que homenageava a vereadora Marielle Franco, assassinada no Rio em março daquele mesmo ano.

G1

Opinião dos leitores

  1. Pelo amor de Deus, ninguém critique os intocáveis do stf. Falem de quem quiser menos dos deuses.

  2. Interessante Roberto jerfson chama todos eles de boca de Luluzinha, de Carmem Miranda e etc todos ficam calado , o que é que Roberto sabe sobre eles de tão grave.

  3. Impedir o presidente do Senado de sentar na sua cadeira no Senado e, portanto, a realização de uma sessão do Senado Federal não é um atentado à instituição Senado e à Democracia?? Já se viu discurso muito piores na própria tribuna da Câmara. Quero ver daqui pra frente.

  4. Deputada assassina marido, pratica corrupção, não pode ser preso, mas se disser que o ministro do STF é feio, aí não, tem que ser preso. País de merda

    1. Prisão nos dois casos, simples assim. Não dá mais para ficar passando pano, por simpatia por esse ou aquele político.

  5. Como são bobinhos os esquerdistas aqui… Lembrem-se: nada como um dia após o outro. O STF descontrolado ainda vai assustá-los novamente.

  6. É muito bom, ver um Bolsonarista se Fud….. kkkkkkkkk

    Eita que o gado está em prantos!!!! Kkkkkkkkk

  7. Parece que o deputadozinho não pode tudo não…kkkkkkkkkkkkkkk
    Tem nada não…se for cassado, Calígula tem uma vaga de sobrinho bombado sobrando… Só tem que dá uma "comparecida" uma vez por semana(são muitos sobrinhos….kkkkkk)

    1. Quer dizer que chamar o presidente de assassino, genocida, etc… é direito de expressão. Agora dizer que os vagabundos do STF são corruptos… ai tem que prender… quando o Safado do Lula e toda corja do PT falava as mesmas coisas da Justiça do Parará, ai é liberdade de expressão. Esse STF é totalmente tendencioso e mancomunado com a esquerda!
      Fora STF!!!

    2. Não sou defensor do STF, aliás, todos ali foram indicações partidárias e muitas vezes essa fidelidade de quem os indicou eh que conduz as decisões tomadas depois, vide a recente indicação que foi feita no governo atual! Também acho péssimo Lulaladrao estar solto, mas eh estranho pq o MINTOmaníaco não dá prioridade a uma de suas pautas de campanha: prisão em segunda instância! Por fim, sobre a prisão do deputado que defende tortura e golpe de estado: espero que mofe na cadeia! P.S.: o MINTOmaníaco vai ficar caladinho tá! Não eh o primeiro nem será o último que ele vê preso e não fala nem faz nada! Só abre a boca pra defender os filhos da família corrupta talkei!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PSDB mantém Bruno Araújo presidente e decisão é derrota para João Doria

Foto: Divulgação/PSDB

A Executiva Nacional do PSDB aprovou nesta 6ª feira (12.fev.2021), por unanimidade, a prorrogação do mandato de Bruno Araújo como presidente do partido. A decisão configura derrota política para o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que almejava assumir o controle da sigla.

Ex-ministro e ex-deputado, Bruno Araújo foi eleito presidente tucano em 2019, substituindo Geraldo Alckmin com o apoio do próprio João Doria, que via em Araújo um rosto para personificar seu projeto de “novo PSDB”. O mandato do ex-ministro como presidente do partido se encerraria em maio deste ano, mas agora foi estendido até maio de 2022.

João Doria postulou o comando do partido em reunião realizada na 2ª feira (8.fev) com integrantes da cúpula tucana. No dia seguinte, divulgou nota cobrando a expulsão do deputado Aécio Neves (PSDB-MG) dos quadros da legenda. A exposição pública do racha no partido motivou reação de aliados do mineiro.

Na 4ª feira (10.fev), os presidentes de 26 diretórios estaduais do PSDB assinaram ofício em apoio à permanência de Araújo no comando do partido, contrariando as ambições de Doria. O movimento foi endossado por deputados e senadores tucanos.

“Os parlamentares estão certos de que, com a decisão, o partido seguirá mantendo a democracia interna e a convergência na busca de soluções para que o país possa vencer a pandemia e retomar o crescimento com justiça social”, escreveram deputados e senadores, em notas praticamente idênticas.

A indisposição de alas do PSDB com o movimento de Doria teve outro efeito colateral para o paulista. Além de ver a pretensão de assumir o comando da sigla ir pelo ralo, o pré-candidato à Presidência em 2022 também abriu caminho para o fortalecimento de outra liderança tucana, o governador gaúcho Eduardo Leite.

Em almoço realizado nessa 5ª feira (11.fev) com 10 deputados e 1 senador do PSDB, o governador do Rio Grande do Sul ouviu apelos para que desse início a uma campanha para tornar seu nome conhecido no país.

O Poder360 apurou junto a deputados que participaram da reunião que o convite deve ser aceito. Mas de forma cautelosa. A ideia é começar por viagens na região Nordeste. O senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL), que estava no encontro, ficaria responsável por organizar parte da agenda futura.

Poder 360

Opinião dos leitores

  1. Doria doriana não decola nem dentro do partido.
    Derrotado.
    Já não se reeleger governador de São Paulo.
    Lascou se.

  2. Esse calça justa não serve nem para presidente de partido politico , imagine querer ser presidente do Brasil. Só leva peia .

  3. Esse calça colada tinha mesmo era que parar de querer aparecer. Só leva na tarraqueta e não se manca.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Prefeitura mantém vacinação contra Covid-19 em Natal durante carnaval

Foto: Divulgação/Prefeitura do Natal

A Prefeitura do Natal, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS/Natal), vai manter a aplicação da 2ª dose da vacina Coronavac aos profissionais de saúde imunizados na primeira etapa durante o ponto facultativo de carnaval. Nesta sexta-feira (12) os drives funcionam das 08h às 16h. Nos dias 15 (segunda), 16 (terça-feira de carnaval) e 17 de fevereiro (quarta-feira de cinzas), exclusivamente o ponto de imunização do Via Direta funcionará em horário normal, das 08h às 16h, para vacinação de pedestres e receber veículos em esquema de drive-thru. Os demais postos seguem com recesso, voltando a funcionar normalmente a partir da quinta-feira, 18, o Nélio Dias e a Arena das Dunas.

“Essa medida é necessária uma vez que esse tipo de vacina contra a Covid-19, a Coronavac, requer um reforço de até 28 dias de acordo com a bula do imunobiológico. Então a gente pede que aqueles profissionais que se vacinaram na primeira fase, verifiquem o cartão vacinal e se atentem ao prazo para retornar nos pontos e receber a segunda dose. Dessa forma a gente garante uma imunização eficaz e tem certeza de estar no caminho certo para atingir a imunidade coletiva”, indica George Antunes, Secretário Municipal de Saúde de Natal.

Na última quarta-feira (10) a SMS Natal registrou 2.642 aplicações, sendo 2.486 referentes a 2ª dose de Coronavac destinada aos profissionais de saúde nos drives Via Direta, Nélio Dias e Arena das Dunas; e 156 vacinas de 1ª dose em idosos acamados com 75 anos e mais.

Idosos

Durante o carnaval a SMS Natal realiza, também, a aplicação da 2ª dose de Coronavac nas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs). Ao todo serão vacinados 492 idosos que residem em 21 instituições.

No período de carnaval haverá também continuidade na 1ª dose dos idosos acamados com 75 anos e mais no município no mesmo período, ao todo a SMS Natal recebeu solicitação para vacinar 1.535 idosos. Além disso há também o cadastro de acamados que são acompanhados pelas unidades básicas no próprio bairro.

A vacinação dos idosos acamados acontece exclusivamente na casa onde residem, com equipes de estratégia de saúde da família ou do DVS, que vão paramentados e identificados até a casa desses pacientes. O responsável é comunicado por mensagem indicando o dia da visita.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

REVIRAVOLTA: Ministro do TSE suspende decisão do TRE-RN e mantém Beto Rosado como deputado federal e Mineiro fora

Foto: Reprodução

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Felipe Salomão, deferiu liminar em favor da coligação 100% RN, do deputado federal, Beto Rosado, com efeito suspensivo da decisão do TRE-RN que tornava Fernando Mineiro (PT) deputado federal com a anulação dos votos de Kerinho.

O ministro salientou que “isso porque a primeira decisão proferida pela Corte a quo no registro de candidatura (RCAND 0600778-27.2018.6.20.000) em 12/9/2018 foi posteriormente anulada, em virtude de erro judiciário, em decisum monocrático do e. Ministro Jorge Mussi, que foi mantido por esta Corte ao não conhecer dos agravos contra ele interpostos (AgR-REspe 0600778-27/RN, Rel. Min. Jorge Mussi, DJE de13/3/2020). Portanto, na data das Eleições 2018 não havia decisão de mérito válida a respeito da candidatura, o que, em juízo preliminar, acarreta o cômputo dos votos para a legenda do respectivo candidato, nos termos dos dispositivos legais anteriormente transcritos.Tal conclusão foi, inclusive, destacada pelo e. Ministro Jorge Mussi”.

Por fim sentenciou, “Ante o exposto, concedo a liminar para suspender os efeitos do aresto do TRE/AL no RCAND 0600778-27 quanto ao recálculo dos quocientes eleitoral e partidário, mantendo a cadeira da legenda a que filiado o candidato, até o julgamento de eventual recurso interposto perante esta Corte”.

Veja decisão AQUI via Justiça Potiguar.

Opinião dos leitores

  1. E vergonhoso esta no poder sem mérito, mas se tratado de político mérito e algun que ele não conhece,

  2. Mineiro continua "off", esse obrador nas mesas da UFRN não tem estarura para exercer o mandato de Deputado Federal, é melhor mandar agradecer e devolver o diploma ao TRE, esse diploma ficará nós anais do TRE.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Mesmo com festejos de carnaval cancelados, Secretaria de Segurança Pública mantém Operação Verão até o dia 17

Fotos: Divulgação

Apesar do cancelamento do carnaval em virtude da pandemia do novo coronavírus, o Governo do Rio Grande do Norte manteve – conforme estratégia da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social – todo o planejamento original da Operação Verão 2021. Isso significa que, até a próxima quarta-feira, dia 17, está mantido o reforço policial extraordinário ao longo de todo o litoral potiguar.

Em escalas de serviço extraordinário, estão sendo empregados aproximadamente 800 agentes de segurança, entre homens e mulheres da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Itep, Polícia Penal, além de servidores de várias áreas da administração estadual e de órgãos de fiscalização.

Para o pagamento das diárias operacionais e alimentação, o Governo do Estado está investindo aproximadamente R$ 7 milhões.

A Operação Verão

As responsabilidades de cada instituição na Operação Verão foram definidas a partir de explanações presididas pelo vice-governador Antenor Roberto, coordenador da Política Estadual de Segurança Pública do RN.

Neste ano, além da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Instituto Técnico-Científico de Perícia, participam de forma integrada das ações de segurança pública agentes do Departamento Estadual de Trânsito do RN (DETRAN-RN), Departamento de Estradas de Rodagem do RN (DER-RN), Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do RN (IDEMA-RN), Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (SEAP) e Secretaria de Estado do Turismo (SETUR-RN).

“Também é importante destacar o apoio da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, das Forças Armadas e ainda das guardas municipais, que sempre que acionadas estão prontas a somar todos os esforços possíveis para melhor servir o cidadão”, destacou o titular da SESED, coronel Francisco Araújo Silva.

Eventos proibidos e pontos facultativos suspensos

Em razão do aumento nos números dos casos de Covid-19, o Governo do RN proibiu a realização de eventos de carnaval e suspendeu os pontos facultativos previstos para os dias 15, 16 e 17 de fevereiro em todos os órgãos administrativos do Estado. A decisão foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado do último dia 2.

“Ficam suspensas, em todo o Estado do Rio Grande do Norte, quaisquer festas ou eventos comemorativos de carnaval, incluindo prévias carnavalescas e similares, promovidos por entes públicos ou iniciativa privada”, diz o decreto.

A governadora Fátima Bezerra também vedou financiamento ou apoio do Estado a eventos e determinou reforço da fiscalização quanto à proibição da realização de festas e eventos, aglomerações e uso obrigatório de máscara.

Opinião dos leitores

  1. Essas operações, decretos, comissões, comitês, discursos, TUDO é um FAZ de CONTA do pacote Engana Besta. FISCALIZAÇÃO RIGOROSA, CORAGEM, DETERMINAÇÃO, INTERESSE e VONTADE POLÍTICA para EXIGIR da população Irresponsável e Inconsequente o Cumprimento dos protocolos para Combater a disseminação do covid-19, isso Ninguém tem o menor Interesse em Fazer. Combater as Aglomerações e o Não Uso Obrigatório de Máscaras também NÃO Existe Interesse. Portanto que DEUS tenha MISERICÓRDIA de NÓS ????
    .

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *