Prefeitura de Ceará-Mirim investe em ações de conscientização sobre o Coronavírus

Abertura de novos postos, blitz de conscientização, barreiras sanitárias, entrega de máscaras e instalação de pias em locais públicos são partes das ações adotadas. Durante a atual pandemia, a Prefeitura Municipal de Ceará-Mirim tem investido em diversas ações para fortalecer sua rede de saúde, como também para conscientizar a população sobre o novo Coronavírus. Para oferecer atendimento médico de qualidade e garantir que a população tenha acesso a saúde, só nos últimos dias a Prefeitura inaugurou três Unidades Básicas de Saúde (Vale do Amanhecer, Caiana e Boa Vista).

Além disso, são feitas barreiras sanitárias em direção ao litoral e blitzen de conscientização com entrega de máscaras, cartilhas educativas e aplicação de álcool 70% para higiene das mãos, feitas em vários pontos estratégicos da cidade. Com o intuito de levar informação para população, diariamente estão sendo realizadas lives educativas com a temática da COVID-19 e seus desdobramentos.

Reforçando a importância de ações como essa, o prefeito Júlio César comenta. “Aliada a todas as medidas já adotadas como a instalação de pias em diversos lugares públicos para que a população tenha acesso à higienização adequada, desinfecção das ruas e locais com maior circulação de pessoas, entrega de máscaras e aplicação de álcool, estamos desenvolvendo outras estratégias para evitar o avanço do vírus em nossa cidade.” As ações fazem parte da campanha “Ceará-Mirim unida contra o Coronavírus”.

VÍDEO: Campanha pede para pessoas contra isolamento escolherem quem da família salvariam na UTI

 

Ver essa foto no Instagram

 

Vídeo forte da prefeitura de Teresina-PI viralizou no país e oferece reflexão.

Uma publicação compartilhada por Blog do BG (@blogdobg) em

Uma campanha realizada pela Prefeitura de Teresina repercutiu neste domingo (26) nas redes sociais. Três pessoas que são contra o isolamento social foram entrevistadas e explicaram seus motivos. Ao final, como um médico diante de uma ala de UTI lotada de pacientes, precisaram escolher quem de sua família salvariam se só houvesse um leito disponível.

No vídeo de pouco mais de dois minutos, três pessoas são questionadas sobre o que consideram pior: o isolamento social ou o coronavírus.

“O isolamento, porque tem feito com que a nossa economia pare, é muito complicado”, respondeu uma delas.

“Tenho funcionários que dependem do trabalho e estão passando necessidade. Eu não aceito essa situação”, disse outro entrevistado.

Depois disso, os entrevistados ficam diante de três pessoas das suas próprias famílias e precisaram responder à pergunta: “com o fim do isolamento social e o colapso do sistema de saúde, se houver apenas um leito de UTI disponível, qual dessas pessoas vocês salvariam?”.

As reações são fortes e emocionantes. “Não tenho como escolher. São pessoas que eu amo”, disse um deles.

Outro leva as mãos ao rosto: “Pra essa pergunta eu não tenho resposta”, declarou.

André Alves, empresário, falou ao G1 sobre como a campanha fez com que ele conseguisse mudar de percepção sobre o assunto. Ele declarou que estava pensando de forma egoísta.

“Eu era um pouco egoísta, estava pensando só em mim, estava completamento contra o isolamento social, pensava que as pessoas tinham que voltar a trabalhar com urgência. Depois dessa experiência, vi que estava pensando só em mim e na minha empresa, tenho funcionários que dependem do meu trabalho pra levar sustento às famílias. Mas percebi que se trata de algo além, se trata de vidas. Quando virei e vi minha família, fiquei surpreso, não sabia se chorava, se abraçava eles. Na verdade foi muito impactante, mudou minha opinião, da minha família. O isolamento pode barrar o vírus e atrasar um estrago nas nossas vidas, dando chance de sobrevivência a todos nós, dando chance à vida”, disse ele.

A campanha faz o seguinte apelo: “Toda pessoa importa. Seja a favor do isolamento social e evite escolhas difíceis”.

Com informações do G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. george disse:

    Na verdade é um vídeo de pegadinha…

    Os caras foram chamados para gravarem um vídeo falando das dificuldades dos autônomos e pequenos empresários e na verdade era uma armadilha pra eles, criando um falso dilema. Temos de entender que não existe esta decisão: Isolamento ou morte? Ou: Saúde ou economia? Na verdade o que existe é: Saúde e economia! E ainda por cima direitos individuais. O pessoal fala tão mal da ditadura que às vezes a quer de volta, colocando a polícia para proibir as pessoas de sairem de casa, de irem na praia e até de falar sobre o assunto.

    • Gaius Baltar disse:

      O dilema não é falso, só não será a pessoa e sim um medico quem ira decidir quem vai morrer. Pode ser alguém da minha ou da sua família. Direitos individuais vão ate onde prejudicam os direitos coletivos. Quando alguém desrespeita o isolamento não esta apenas se expondo ao vírus, está expondo familiares e outras pessoas com quem terá contato. É uma responsabilidade coletiva.

  2. Francisco Alves disse:

    É bastante contundente o que se apresenta. Mas, porquê os canalhas (políticos) não investem em saúde? Por quê os pilantras roubam grande parte das verbas destinadas para construção de hospitais, apartamentos, medicamentos e insumos?
    A pandemia está aí para mostrar a desgraça que é a saúde pública. Durante anos a saúde no Brasil vem sendo relegada a segundo plano enquanto os brasileiros (aqueles que tinham um mínimo de condição) iam sendo forçados a buscar atendimento através de planos de saúde. Enquanto isso, os gestores de plantão saqueavam os cofres públicos!
    O mesmo tem ocorrido com a educação e segurança.
    Que fique a lição para os atuais e futuros gestores. O vírus foi se espalhando pelo mundo viajando de avião, muitas vezes na primeira classe, ou seja, foram os mais abastados que disseminaram a pandemia.
    Dessa forma, é salutar que a classe política (mais abastada) pense num investimento maior em saúde, posto que nem eles estão imunes as forças da natureza e muito menos aos castigos de Deus. Parem de roubar.

  3. Cidadão Indignado disse:

    Se algum energúmeno desse adoecer, que não procure nenhum hospital. Fique se tratando em casa, é só uma gripezinha. Desprovidos de inteligência e bom senso!

  4. Neco disse:

    Abordagem fascitóide.

Câmara Municipal de Natal realiza campanha de conscientização e combate ao coronavírus

O momento atual pede atenção especial de cada um de nós. Ficar em casa, manter a higienização e o uso de equipamentos de proteção individual são alguns dos cuidados que devem ser tomados para se prevenir contra o coronavírus e também não espalhar o vírus para outras pessoas.

Pensando nisso, a Câmara Municipal de Natal está realizando uma campanha de conscientização e combate ao Covid-19. As orientações estão sendo publicadas nas redes sociais oficiais da Câmara e veículos de comunicação.

Nas peças, a Casa explana dicas de como tornar nosso cotidiano mais seguro diante da exposição ao vírus e reforça a importância do isolamento social para combater o Covid-19. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, interromper o movimento da população faz ganhar tempo e reduzir a pressão nos sistemas de saúde. Portanto, a decisão mais segura é ficar em casa o máximo de tempo possível.

Outra orientação é ter cuidado redobrado com as chamadas “fake news” sobre o novo coronavírus. Em época de pandemia, notícias falsas podem proliferar em velocidade parecida com a propagação do vírus. O único remédio para atacar esse conteúdo falso é realmente consumir informações de canais de credibilidade. As instituições de saúde podem ser uma excelente fonte de notícias, como a Organização Mundial de Saúde, Ministério da Saúde, Secretarias Estaduais e Municipais, comunidades acadêmicas, assim também como as redes oficiais da Câmara de Natal, que divulgam conteúdo educativo de acordo com informações oficiais dos organismos de saúde já citados.

Desafios da Internet: Maple Bear Natal faz trabalho de conscientização com estudantes

Foto: Divulgação

Respeito, protagonismo e empatia são alguns dos conceitos que estão sendo trabalhados com estudantes da Maple Bear Natal em um trabalho de conscientização relacionado aos “desafios da internet”: vídeos com brincadeiras perigosas entre estudantes que vêm se espalhando nas redes sociais e acendendo um alerta constante entre pais e educadores. Como de tempos em tempos, uma nova “moda” propaga práticas perigosas entre crianças e adolescentes, a ideia da escola é preparar os alunos para terem uma visão crítica e consciente sobre esses desafios.

“A gente vê a necessidade de fazer essa conscientização no sentido inverso, sem focar na parte negativa. Fazendo reflexões sobre o papel de ser protagonista, como eles podem fazer a diferença, como eles podem ser autores de boas ações”, explica a diretora pedagógica da escola, Ana Clara Costa. Segundo ela, a maioria dos alunos já tinha visto os vídeos e o tema surgiu de forma natural durante o trabalho. Os alunos do ensino fundamental II foram estimulados a escreverem um pequeno texto com sugestões de como podem ser protagonistas no mundo.

No ensino fundamental I, a conscientização tem sido focada no respeito ao próximo. Em conversas nas salas de aula, as crianças falaram do respeito ao colega, citam exemplos de ações respeitosas, de como é possível ajudar e ter empatia pelo outro. O resultado disso se transforma em desenhos, vídeos e fotos produzidos pelos estudantes.

“Esse trabalho coaduna com a nossa metodologia de ensino, que passa por questões como a vivência em comunidade, o respeito, a amizade. E eles receberam muito bem a mensagem, com um pensamento crítico sobre o assunto. Nós, enquanto escola, não podemos fechar os olhos para isso. É nosso papel levantar essa discussão e dar a abordagem correta”, finalizou Ana Clara Costa.

Quinta edição da Semana Estadual da Adoção realiza ações de conscientização

A Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude (CEIJ) do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte promove, entre os dias 19 e 25 de maio, a 5ª Semana Estadual de Adoção. Com o tema “Olha para mim”, a Semana tem como objetivo sensibilizar sobre a importância da adoção, principalmente de crianças e adolescentes fora do perfil preferencial da maioria dos adotantes.

“O objetivo da campanha é sensibilizar, não só os pretendentes que estão no Cadastro Nacional de Adoção, para a adoção de crianças maiores de três anos, adolescentes, criança de cor diferente dos adotantes, com problemas de saúde, grupo de irmãos e outros que estão fora do perfil procurado pela maioria dos adotantes”, explica o coordenador da CEIJ, o juiz José Dantas de Paiva.

O magistrado aponta que existem mais de 500 pretendentes do estado no Cadastro Nacional de Adoção e 53 crianças e adolescentes aptos à adoção. “Essa conta não fecha por causa do perfil criado, que é excludente. A campanha vem com o objetivo de tornar essas adoções possíveis”, pontua José Dantas.

Perfis excludentes

Segundo dados do Cadastro Nacional de Adoção (CNA), existem 512 pessoas no Rio Grande do Norte que pretendem adotar. De outro lado, existem 53 crianças ou adolescentes esperando por uma família. Apesar da diferença de 866% entre o número de pretendentes e de adotandos, os números revelam uma realidade cruel para essas crianças e adolescentes: as restrições que as deixam fora do perfil esperado pelos pretendentes.

O Cadastro Nacional de Adoção aponta que 366 pretendentes não aceitam adotar irmãos – enquanto isso, existem 38 irmãos à espera de adoção.

Onze crianças ou adolescentes no CNA possuem algum problema de saúde, mas 367 pretendentes definiram que somente aceitam adotar crianças sem doenças.

Cinquenta crianças ou adolescentes no CNA têm entre 8 e 17 anos de idade. Mas somente 33 pretendentes aceitam adotar pessoas com esse perfil.

Programação

Durante a Semana Estadual de Adoção acontecerão palestras, seminários, simpósios, audiências públicas, cursos e diversas outras ações voltadas para diferentes públicos por diferentes comarcas do RN. Em Natal, a abertura oficial acontece neste domingo (19) com uma caminhada no Parque das Dunas, a partir das 8h.

A programação completa está disponível em http://www.tjrn.jus.br/semanadaadocao/

Ipem inicia trabalho de conscientização em supermercados

Na manhã desta quinta-feira (5), fiscais do Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte (Ipem-RN), órgão delegado Inmetro no Estado, realizaram uma visita técnica de cunho educacional em um supermercado da capital potiguar. A ação faz parte de uma parceria do Ipem com a Associação dos Supermercados do RN (Assurn) e tem como objetivo orientar os gestores das lojas do setor varejista quanto aos requisitos que devem ser atendidos na venda e exposição de produtos, de acordo com as instruções e determinações do órgão regulador.

“Esse foi o primeiro supermercado que recebeu a nossa visita, mas nós pretendemos atender a todos. A intenção aqui é conscientizar e orientar, pois sabemos que os lojistas não burlam a lei de propósito; muitas vezes o fazem apenas por falta da informação”, conta o diretor do Ipem-RN, Carlson Gomes, que continua: “Essa parceria com a Assurn visa ao esclarecimento dos supermercadistas para que, em operações futuras e de cunho efetivamente fiscalizador, seja possível uma significativa redução no número de autuações”.

Fiscais das frentes de Instrumentos (balanças), Produtos Pré-Medidos e Produtos da Qualidade/Têxtil estiveram presentes na ação explicando normas e regras a serem seguidas e usando como exemplos produtos colhidos dentro do próprio estabelecimento. “Nós realmente valorizamos essa ação e agradecemos a oportunidade de recebermos essas informações. A partir dessa palestra, será possível nos condicionarmos para atendermos a todas as exigências e oferecermos ao consumidor um serviço de acordo com a lei, como deve ser”, explica Vinício Gama, diretor da Rede Favorito de Supermercados, primeira a receber os metrologistas para a atividade educativa.

Cartilha

No último mês, durante a abertura da Exponor-RN 2012, foi lançada a cartilha “Ipem-RN Explica”, também em parceria com a Assurn. A publicação contém dicas e informações voltadas especialmente aos empresários do setor varejista, e pode ser baixada no site do Instituto: www.ipem.rn.gov.br.