Grupo de homens que têm fetiche em pagar boletos promove trocas de fotos e vídeos sensuais por dinheiro

Formulário que deve ser preenchido para ser aceito no grupo do Facebook. Foto: Reprodução/Facebook

O meme é real. Existe um grupo no Facebook onde homens pagam boletos para mulheres e eu entrei para ver como funciona. A prática, que pode ser considerada um fetiche, é conhecida como “money slave” (escravo do dinheiro, por português). “São homens que se submetem financeiramente a uma mulher”, diz a criadora do grupo Beatriz, que prefere não ter o sobrenome revelado, 20 anos, estudante de engenharia, de Belém (PA).

Logo que eu encontrei o grupo, já percebi que as coisas não funcionavam como eu imaginava. Na verdade, o nome é “Homens que pegam boletos & Garotas que dão algo em troca”. Mesmo assim, fui ver o que rolava lá. Para ser aceita, precisei preencher um formulário que, entre algumas perguntas, dizia: “Muitos homens querem algo em troca para pagar boletos, você estaria disposta?”.

No grupo, encontrei muitas mulheres oferecendo fotos e dizendo que precisavam pagar contas ou comprar livros. E vi poucos homens de fato oferecendo pagar boletos.

Beatriz explica o que acontece: “Observei que são raríssimos os money slave do meio e o propósito não tava dando certo, pois um verdadeiro money slave nunca pode exigir nada em troca por pagamentos. Ele simplesmente faz por prazer. A maioria dos homens queria pagar boletos em troca de algo. Conversas, fotos íntimas e por aí vai”. Por isso, ela incluiu o “garotas que dão algo em troca” no nome do grupo.

Como funciona

Beatriz diz que analisa o perfil de todos que preenchem o formulário antes de aceitar no grupo para tentar minimizar contas falsas e golpes. Depois de aceito, a publicação está liberada.

“Geralmente, as garotas postam fotos dizem o que precisam/ para o que precisam. É como se fosse uma espécie de propaganda. Elas também falam o que estão procurando e o que estão dispostas a vender ou trocar por dinheiro”, detalha. Os homens também entram na “propaganda” e compartilham o quanto vão pagar e o que querem em troca. “Também deixamos aberto aos verdadeiros money slaves”.

O grupo tem algumas regras, que são apresentadas com o formulário para a entrada. O texto ressalta a importância da confiança entre os participantes, respeito e, principalmente, proíbe qualquer tipo de assédio ou desrespeito contra as mulheres. Além disso, incentiva a conversa entre os membros e orienta a denúncia daqueles que desrespeitam as regras.

“Sempre oriento os membros a denunciarem para ajudar na filtragem de pessoas mal intencionadas, fakes e golpistas. Sempre falo para terem cuidado com os acordos, não enviarem suas fotos de primeira ou até que uma parte do pagamento seja feita”, explica Beatriz.

Quem participa

O grupo tem 1664 membros e, de acordo com a administradora, a maioria é de São Paulo, capital, sendo 80,9% mulheres e 19,1% homens, com idade média entre 18 e 24 anos. Beatriz explica que como a oferta é maior do que a procura, a concorrência entre as mulheres é grande.

Apesar disso, ela já consegue lucrar com o grupo. Beatriz diz que a pandemia afetou sua renda, mas a troca de imagens por dinheiro é uma ajuda no fim do mês. Para Júlia*, 26 anos, de Santa Catarina, o grupo também é uma forma de ajudar os pais a pagar o aluguel e os livros para fazer o TCC (trabalho de conclusão de curso). Ela explica que não está no grupo por fetiche, apenas por interesse financeiro.

“Entrei no grupo porque, com essa crise em meio à pandemia, eu precisava complementar meu salário de estagiária”, comenta a estudante de direito. Júlia conta que oferece fotos, vídeos e até chamada de vídeo, e o valor varia conforme a quantidade e o conteúdo.

“Gosto de conversar bastante antes para saber o que eles querem e tudo é acordado antes”, fala. Ela explica que primeiro recebe o comprovante de depósito/ transferência e depois envia as fotos ou vídeos. “Com alguns, a conversa se estende e continuam pedindo, outros já são mais diretos, pedem o que querem e paramos por ali”, conta.

Em relação ao “público” Júlia diz que é variado. “A maioria dos caras são casados ou namoram e fazem escondido. Já mandei para dois que têm esposa. Às vezes são tantos anos junto com uma pessoa que eles querem ver uma coisa diferente”.

Também conversei com Raul, que prefere não revelar o sobrenome, 33 anos, de São Paulo (capital), praticante de BDSM há cinco anos e membro do grupo. “Entrei pois queria encontrar alguém para mimar assim como fizeram nossos antepassados”, fala.

“A sociedade nos oprime em nossa sexualidade tanto no dias atuais que essa foi forma de me libertar de todo o conservadorismo e me ligar a liberdade dos nossos antepassados que viviam o BDSM de forma livre, independentemente de classe ou cor”, completa.

Diferente da ideia do “money slave”, ele não está no grupo apenas para pagar boletos. Segundo ele, isso seria “anti-ético” com as práticas BDSM. Segundo Raul é preciso uma troca, por isso, paga as mulheres e recebe fotos ou vídeos em troca.

Sobre a relação com as mulheres do grupo, ele comenta que percebe que, muitas vezes, a ideia inicial do fetiche é deixada de lado por necessidades financeiras. “Você não acreditaria se te falasse o número de mulheres comprometidas que mandaram e ofereceram fotos e vídeos, muitas vezes é em troca de um hambúrguer. Não me sinto muito bem em relação a esse tipo de coisa”, comenta.

“Tem também as meninas que vêm com histórias tristes, contando sobre os problemas que a pandemia vem fazendo dentro de casa, desemprego, falta de dinheiro pra se alimentar, algumas pedindo fraldas, outras pedindo leite pros filhos. Às vezes eu acho que isso passou de um fetiche e virou uma lupa para alguns problemas sociais” , conclui.

*Nome alterado a pedido entrevistada para preservar sua identidade

IG

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sérgio disse:

    Volta Jesus!!!!!!

  2. Papa Jerry Moon disse:

    Raparigagem virtual.

  3. Aluísio Valença disse:

    Vou enviar minhas fotos. Vamos ver quantos boletos dá pra pagar com fotos de um velho pelado.

Coronavoucher: MPF promove articulação para reduzir aglomerações em agências da Caixa no RN

Foto: Reprodução

Na última sexta-feira (24), o Ministério Público Federal (MPF) promoveu videoconferência com representantes da Caixa Econômica Federal, prefeituras, MP/RN, MPT/RN, defensorias públicas, procons e Polícia Militar no Rio Grande do Norte para discutir as aglomerações nos entornos das agências bancárias, para cadastramento e pagamento do benefício federal denominado “coronavoucher”. O objetivo é coordenar uma atuação articulada entre os órgãos para organizar as filas com a distância adequada entre as pessoas e condições de higiene que evitem a propagação da covid-19.

Para a procuradora-chefe do MPF no RN, Cibele Benevides, “nesse momento de crise na saúde pública, é essencial a colaboração entre os órgãos para encontrar soluções que reduzam a exposição ao vírus. Não podemos permitir que a parcela mais pobre da população, ao buscar acesso ao benefício emergencial, corra riscos ainda maiores de se contaminar com a covid-19”, defendeu.

Como resultado da reunião, ficou definido que as prefeituras atuarão em parceria com a Caixa na demarcação das calçadas e disponibilização de carros de som para orientar os clientes. As prefeituras também devem se esforçar para criar a figura do “desaglomerador”, funcionários para orientar e conscientizar os cidadãos, sem caráter punitivo. Outra solução é a busca por locais próximos para acomodar as pessoas, de preferência espaços públicos, evitando que as filas se formem nas ruas. Caso não seja possível, é proposta a colocação de toldos e cadeiras, com o devido distanciamento.

Matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

Projeto Fala Mais em São Gonçalo do Amarante promove aulas online durante isolamento social

Foto: Divulgação

Com a suspensão das aulas presenciais, devido as medidas de prevenção ao novo coronavírus  (Covid-19), seguindo as orientações da Prefeitura de São Gonçalo, através da Secretaria de Educação, o projeto Fala Mais tem utilizado plataformas digitais para compartilhar conteúdos com os estudantes.

Entre as ferramentas utilizadas, as redes sociais estão permitindo compartilhamento de materiais, como as apostilas digitais e vários conteúdos, entre alunos e professores. Outro mecanismo são as videoaulas transmitidas através de plataformas digitais – e gravadas aos que não podem acompanhar a aula no horário marcado.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Thor Costa disse:

    Isso mesmo, não podemos ficar esperando que esse Covid-19., Passe temos que reagir, modificando as estruturas existentes, trazendo novas idéias indo em frente, lutando e não esperando o pior. Parabéns o município pela ação e trabalho. Sabemos que São Gonçalo do Amarante-RN., está, dentro do possível se saindo bem com muita responsabilidade e compromisso! DEUS é senhor!!!

Polícia Militar promove 752 militares estaduais às graduações superiores

O Boletim Geral da Polícia Militar dessa quarta-feira (22) trouxe publicado os atos de promoções de 752 policiais militares às graduações superiores.

Os atos de promoções obedecem ao disposto na Lei Complementar n° 515/2014 e suas alterações pela Lei Complementar n° 657/2019, de modo a garantir a ascensão funcional das Praças da Polícia Militar do Rio Grande do Norte que preenchem os requisitos para as respectivas promoções.

Ao todo foram promovidos 10 Primeiros-Sargentos à graduação de Subtenente PM, 124 Segundos-Sargentos à 1º Sargento PM, 24 Terceiros-Sargentos à 2º Sargento PM, 581 Cabos à 3º Sargento PM, e 13 Soldados à Cabo PM.

De acordo com as portarias, todas as promoções terão seus efeitos retroativos a 21 de abril de 2020, data prevista na Lei de Promoção de Praças.

O andamento das promoções das Praças da Polícia Militar do RN vem sendo realizado regularmente após a aprovação da Lei Complementar n° 657/2019, que reestruturou a carreira dos militares estaduais, diminuindo o interstício máximo de espera para as promoções às graduações seguintes.

Para isso, o Comando Geral da Polícia Militar vem promovendo os cursos específicos às promoções para que todos os policiais militares possam ter os requisitos necessários para estarem aptos para a ascensão de sua carreira funcional.

518 Cabos concluem Curso de Formação de Sargentos

Um dos requisitos para as promoções às graduações superiores é a realização do curso específico para o exercício da nova função.

Para isso, o Comando Geral da Polícia Militar vem promovendo os respectivos cursos indispensável às promoções para que todos os policiais militares possam ter os requisitos necessários para estarem aptos e galgarem a ascensão de sua carreira funcional.

À vista disto, a Polícia Militar do RN concluiu no último dia 17 de abril mais uma turma do Curso de Formação de Sargentos (CFS), formando 518 Cabos os quais tornaram-se aptos a serem promovidos à graduação de 3° Sargento PM.

Além disso, também no dia 17 de abril (sexta-feira) foi publicada a Ata de Conclusão do Curso de Aperfeiçoamento de Sargento (CAS), capacitando 94 Segundos-Sargentos que tornam-se aptos às promoções seguintes na carreira militar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Henrique disse:

    Como a governadora diz que não tem dinheiro para aumentar o salário dos professores e fica promovendo os militares. Dois pesos e duas medidas

Grupo de amigos composto por integrantes de diferentes profissões promove ‘A Corrente do Bem’ para moradores na Grande Natal

Evento terá ações gratuitas de saúde e cidadania no dia 1º de dezembro, no Instituto Pio XII, em São José de Mipibu. Foto: Divulgação

Um grupo de amigos, composto por mais de 20 integrantes de diferentes profissões, preparam ‘A Corrente do Bem’. A iniciativa está na 1ª edição e levará ações gratuitas de saúde e cidadania em São José do Mipibu, na Grande Natal. O evento será realizado no dia 1º de dezembro no Instituto Pio XII, Centro da cidade, das 9h às 12h30, e tem o apoio da Paróquia de Sant’Ana e São Joaquim.

As atividades são diversificadas e voltadas para todas as idades. Para participar, basta se inscrever na secretaria paroquial informando nome completo, endereço e telefone. O atendimento para as inscrições é das 8h às 11h e das 14h às 17h, até o dia 31 de novembro. As vagas são limitadas e cada atividade possui lista de suplência.

A programação contará com orientações profissionais para pessoas em busca do primeiro emprego; palestras motivacionais e de autoimagem; jogo voltado para o autoconhecimento; roda de conversa; terapia infantil; avaliação nutricional; orientação e aplicação de flúor; atividades físicas para idosos; recreação infantil, exercício laboral e de relaxamento; aferição da pressão arterial; teste rápido de glicose; repasse de informações sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs); atendimento pediátrico, fonoaudiológico e fisioterapêutico.

Também estarão disponíveis um espaço jurídico para orientar a população sobre assuntos diversos como direitos da família, registros de paternidade, questões imobiliárias e sucessões hereditárias; espaço contábil para tirar dúvidas de empreendedores acerca de questões financeiras, e espaço da beleza para asseio da barba e cortes de cabelo masculino e feminino.

Idealização

‘A Corrente do Bem’ é idealizada pela graduanda de psicologia Paulla Azevedo, de 44 anos, e já conta com a mobilização de cerca de 50 pessoas, entre profissionais e demais voluntários de São José de Mipibu. Para realizar a iniciativa, ela se inspira no filme norte-americano que dá nome ao projeto, lançado no ano 2000. Na obra, um professor de estudos sociais incentiva os alunos a colocarem em prática uma ideia que transformasse o mundo para melhor. Até que um jovem consegue criar um plano de ação que se transforma em uma onda de bondade nacional.

“Nossa meta é provar para as pessoas que quando desejamos realizar verdadeiramente uma ação do bem, unindo forças, podemos impactar positivamente a vida de milhares de outras pessoas. Juntos somos mais”, lembra a idealizadora.

Caixa promove entre esta segunda e sexta a Semana Nacional de Conciliação

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

De hoje (7) até sexta-feira (11), cerca de 120 mil clientes da Caixa Econômica Federal em todo o país, com dívidas cobradas na Justiça, poderão renegociar os débitos. O banco promove a Semana Caixa de Conciliação, que facilitará a regularização das dívidas com descontos de até 90% para pagamentos à vista.

A ação abrange 71 mil pessoas físicas, das quais um quarto poderá quitar dívidas à vista por menos de R$ 1 mil, e 50 mil pessoas jurídicas, das quais mais de 44% poderão pagar à vista com valores inferiores a R$ 10 mil.

Mesmo se o devedor não puder liquidar à vista, a Caixa oferecerá descontos e condições especiais que variam conforme a situação do contrato e o tipo de operação de crédito.

Segundo a Caixa, a ação tem como objetivo encerrar processos judiciais de maneira conciliatória, extinguindo a ação e possibilitando o resgate do poder de compra e de pagamento.

Após a renegociação, o cliente recuperará a capacidade de pedir crédito no mercado, com a retirada das restrições dos cadastros externos de devedores.

As renegociações ocorrerão em todo o país. Os clientes que receberam carta-convite da Caixa poderão ser atendidos nas agências do banco ou em determinadas varas da Justiça Federal. A lista completa com os locais de atendimento pode ser conferida em: www.caixa.gov.br/vocenoazul.

Campanha

O mutirão de reconciliação faz parte da Campanha Você no Azul, lançada no fim de maio, que pretende renegociar dívidas de até 3 milhões de clientes.

A campanha oferece várias opções de renegociação aos clientes com débitos em atraso há mais de 360 dias. Até o momento, segundo o banco, foram regularizadas dívidas de 276 mil clientes, totalizando R$ 2,4 bilhões em débitos liquidados.

A campanha Você no Azul vai até 31 de dezembro. Os clientes poderão ser atendidos por meio dos sites www.caixa.gov.br/vocenoazul e www.negociardividas.caixa.gov.br ou ligar para telefone 0800-726-8068, opção 8. Mais informações podem ser obtidas nas redes sociais da Caixa: http://facebook.com/caixa ou http://twitter.com/caixa. O cliente também pode fazer contato com o banco pelo Whatsapp, no telefone 0800-726-8068.

O banco também contratou empresas de recuperação de crédito para comunicar as opções de renegociação aos clientes por meio de ligações telefônicas ou de mensagens SMS no celular.

O devedor pode ir ainda a qualquer agência ou procurar os caminhões Você no Azul, cujo cronograma está disponível na página www.caixa.gov.br/vocenoazul

Agência Brasil

Fraternidade promove Festa de Nossa Senhora da Assunção em Ceará-Mirim neste domingo

A Fraternidade Discípulos da Mãe de Deus e a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Ceará-Mirim, promovem neste domingo, 18, a oitava edição da Festa de Nossa Senhora da Assunção. O evento que ocorrerá no colégio SECAT tem acesso gratuito e contará com intensa programação, a partir das 8h.

Haverá momentos de louvor, adoração, pregação, encenação, finalizando com a Santa Missa e a consagração a Nossa Senhora, pelo método de São Luís de Montfort. O evento terá estrutura de lanchonete, livraria e espaço kids, durante o dia ainda ocorrerá diversos sorteios de prêmios. Presenças do casal César Mariano e Mara Maria, fundadores da Fraternidade Discípulos da Mãe de Deus; Pe. José Sílvio de Brito, pároco de Ceará-Mirim, e do Pe. José Marcos da Silva, vigário paroquial.

A organização também disponibiliza ônibus gratuito para quem estiver em Natal e desejar estar na Festa de Nossa Senhora da Assunção. O ônibus sairá às 7h da sede da Fraternidade Discípulos da Mae de Deus, na Rua Júlio Gomes Moreira, 1312, Barro Vermelho com destino a Ceará-Mirim, retornando ao final do evento para o mesmo local. Mais informações pelo telefone: 98829-6828.

Novos tremores registrados no fim de semana: UFRN promove palestra sobre risco sísmico em estruturas civis

Foto: via Sismos do Nordeste

No último sábado, 10 de agosto, os norte-rio-grandenses foram surpreendidos pela notícia de que novos tremores de 4.1° e 5.1° grau de magnitude na Escala Richter foram registrados no Oceano Atlântico, a aproximadamente 1.400 km de distância do litoral potiguar, de acordo com as informações do Laboratório Sismológico (LabSis), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Eventos sísmicos nessa região são comuns, pois se trata de uma zona de borda de placas tectônicas, mas terremotos de maior magnitude são relativamente raros no país, a ponto de muitos projetos de engenharia não levarem em conta a norma brasileira de projetos de estruturas resistentes a sismos (NBR 15421), que desempenha um papel fundamental na mitigação de efeitos e redução das perdas financeiras e humanas.

Para atualizar os profissionais sobre a temática, o Departamento de Arquitetura da UFRN oferece a palestra gratuita A análise de riscos sísmicos em estruturas civis no próximo dia 15 de agosto, das 18h45 às 20h30, no Setor de Aulas IV (sala a ser confirmada), com apresentação do tema e estudo de casos, seguidos de um debate sobre a problemática. As inscrições podem ser feitas aquie outras informações podem ser obtidas através do e-mail [email protected] ou ainda pelo telefone (84) 3215-3721.

Com informações da UFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ALEX DE MESQUITA disse:

    ESTA CHEGANDO CADA VEZ MAIS PERTO…..

Caern promove condições especiais para nova fase de negociação de débitos

Durante todo o mês de agosto, clientes que têm débitos atrasados de água e esgoto terão uma nova oportunidade para negociar suas dívidas em condições muito especiais. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) vai abrir, a partir do dia 1º, um mês de incentivo à regularização de contas em atraso, com alternativas mais atraentes para o consumidor, em todo o Estado. As regras, no entanto, só são válidas até o dia 31 de agosto e abrangem todos os débitos anteriores do cliente.

Uma das principais mudanças é a alternativa que o usuário passar a ter de negociar o débito com entrada mínima de 10% do valor total – normalmente, essa entrada mínima é de 20%. Outra alteração é sobre o desconto oferecido para juros e multa, que via de regra só é concedido para pagamentos à vista. Durante o mês de agosto, esse desconto vai valer para todos os acordos, mesmo nos casos de parcelamento com a entrada de 10%.

O desconto de juros e multa só é aplicado sobre os débitos anteriores a março deste ano, e pode chegar a 70%, no caso em que o cliente der a entrada de 50% do valor total da dívida. O cliente que der 10% de entrada terá 30% de desconto nos juros e multa.

O superintendente comercial da Caern, Giordano Filgueira, explica que a resolução que trata das condições de negociação para o mês de agosto também ampliou o prazo máximo para parcelamentos. Esse limite de prazo, que normalmente é de 36 meses, passa para 48 meses.

Também será possível ao usuário com dívida atrasada fazer outro parcelamento, mesmo que já esteja pagando parcelas de uma negociação anterior. “Nesse caso”, diz Giordano, “o valor da dívida a ser negociada é somada ao saldo devedor restante do parcelamento anterior e total é parcelado em até 48 meses, com entrada de 20%”.

Para fazer o acordo, o cliente pode procurar o escritório mais próximo de sua casa. As negociações não poderão ser feitas pela internet. Em todos os parcelamentos feitos, a parcela a ser paga não pode ser inferior a 50% do valor da fatura média do cliente.

Receita para uma vida saudável todo mundo sabe de cor, no entanto, não é tão fácil quanto parece; veja como ter uma rotina que promove bem-estar e saúde

Foto: Getty Images

A receita para uma vida saudável todo mundo sabe de cor: praticar exercícios regularmente, comer bem, dormir o suficiente e evitar o estresse. Seguir essas recomendações, no entanto, não é tão fácil quanto parece – para começar, as interpretações sobre cada uma delas são muitas. Há ainda os fatores individuais, como idade, condição física e relógio biológico. Como saber, então, se estamos no caminho certo?

A medicina pode ajudar na busca do equilíbrio na rotina de cada um, dentro de suas circunstâncias específicas. As horas de sono recomendadas, por exemplo, variam conforme a fase da vida. No início, o corpo tem mais necessidade de descanso; depois passa a exigir cada vez menos enquanto envelhecemos — de 14 horas na primeira infância, diminui para cerca de sete ou oito na terceira idade.

— Não é verdade que existem pessoas que ficam recuperadas dormindo pouco. Dez dias dormindo seis horas por noite já causam um efeito na cognição equivalente a uma noite acordado — explica o ortopedista Lucas Furtado da Fonseca, especialista em Medicina do Esporte e credenciado à rede do plano de saúde premium Amil One .

Noites bem dormidas estão entre os principais ingredientes de uma vida saudável. Ajudam a manter o peso, a regular os hormônios e a prevenir doenças como o diabetes e a depressão. Entre as recomendações dos médicos para manter uma rotina de sono está evitar cafeína, nicotina, álcool e telas de TV e celular perto da hora de dormir. Também é bom não deixar para fazer atividade física no período da noite. Expor o corpo à luz logo cedo ajuda a normalizar o ritmo circadiano, ou seja, o ciclo de atividade biológica.

Exercícios também influem em amplos aspectos da saúde. Além de melhorarem força, sistema cardiorrespiratório e imunidade, reduzem a chance de depressão e aumentam a longevidade. Segundo Furtado, o ideal é fazer 30 minutos de atividade aeróbica cinco vezes por semana e 75 minutos semanais de atividade resistida, com pesos. Um médico do esporte pode ajudar a encontrar os esportes mais adequados ao perfil de cada um.

— É importante começar com metas realistas, tais como dar uma volta no quarteirão ou subir de escada em vez de elevador. Encontrar algo prazeroso dá aderência, faz não desistir. Chamar amigos ou parentes para participar também ajuda — recomenda.

O obstetra Iago Frazão Nogueira, cliente do plano de saúde premium Amil One, conhece bem os benefícios do esporte. Quando entrou na faculdade de Medicina, a vida corrida o afastou da equitação, que praticava desde quando era criança. Há cerca de oito anos, voltou a praticá-la com o mesmo empenho da juventude. Como resultado ganhou resistência e saúde mental para encarar o trabalho.

— Minha especialidade é bastante desgastante e imprevisível. Voltar para a atividade física regular diminuiu muito minha ansiedade e o estresse no dia a dia — afirma o médico, com exames equilibrados aos 49 anos.

Quem faz exercícios de manhã, defende Furtado, pode até pular o café da manhã. Se tiver feito uma refeição à noite com carboidratos complexos, como aipim e batata doce, ainda estará com estoque de glicogênio (a reserva energética do corpo) para gastar. Mas, de novo, vale aqui a regra da adequação. Quem sentir fraqueza deve consumir uma fruta de absorção rápida, como banana ou maçã. E procurar um nutricionista se tiver demandas específicas, como perda de peso ou ter energia para esportes de alto desempenho.

Os hábitos alimentares de hoje contam com carboidratos em demasia, que podem elevar o colesterol e o risco de doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer. Estudos têm apontado que a fórmula da longevidade passa por um consumo reduzido desse grupo alimentar. Nesse sentido, o especialista em medicina do esporte indica a adoção de dietas balanceadas, que reduzam bastante a ingestão de carboidratos, e alerta que é fundamental consultar um médico ou nutricionista antes de pensar em alterar o cardápio.

Falando em hábitos, vale reforçar a importância de beber água. Furtado recomenda a ingestão de, ao menos, dois litros diários – por volta de 6 a 8 copos. No entanto, é preciso considerar que a quantidade varia de acordo com fatores como temperatura do ambiente, peso, idade e atividades. Praticantes regulares de esportes, por exemplo, precisam de mais hidratação por causa da atividade física.

A recomendação final, mas não menos importante, prega que momentos de lazer tenham destaque na rotina. De acordo com a OMS, cerca de 90% da população sofre com algum nível de estresse. Escutar música, passear na natureza, sair com amigos e família, meditar e até fazer trabalho voluntário já se provaram bons métodos de preservar a saúde.

— A monotonia das tarefas diárias tem efeitos nefastos sobre a personalidade. Nesse sentido, o lazer funciona como um reparador dos desgastes físicos, mentais e emocionais — conclui Furtado.

Hábitos de uma rotina que promove o bem-estar:

Busque sempre dormir bem, tendo, pelo menos, oito horas de sono. Isso ajuda a manter o peso, a regular os hormônios e a prevenir doenças como o diabetes e a depressão;

Evite cafeína, nicotina, álcool e telas de TV e celular perto da hora de dormir;

Pratique exercícios regularmente. O hábito ajuda a melhorar a força, o sistema cardiorrespiratório e a imunidade, reduz a chance de depressão e aumenta a longevidade;

O ideal é fazer 30 minutos de atividade aeróbica cinco vezes por semana e 75 minutos semanais de atividade resistida, com pesos;

Tenha uma rotina alimentar em que os carboidratos não são protagonistas, evitando assim os riscos de elevar o colesterol e de ter doenças neurodegenerativas;

Dê preferência a alimentos frescos e naturais e reduza ao máximo o consumo de alimentos processados;

Beba pelo menos dois litros (de 6 a 8 copos) de água por dia;

Coloque o lazer como prioridade em sua vida, ajudando, assim, a reparar desgastes físicos, mentais e emocionais.

O Globo

 

Meditação promove uma experiência ruim para 25% dos praticantes, mostra estudo

Foto:(nadia_bormotova/Getty Images)

A meditação normalmente é vista como sinônimo de tranquilidade e paz interior, mas esse não é o caso de todas as pessoas. Um estudo feito pela University College London, da Inglaterra, mostrou que um quarto dos praticantes já passou por experiências psicológicas ruins relacionadas à atividade.

Pouco se sabe sobre os efeitos da meditação para além do bem-estar. Marco Schlosser, psicólogo e autor do estudo, afirma que ainda não é possível afirmar se essas sensações fazem parte do desenvolvimento individual na meditação ou se são apenas efeitos colaterais que devem ser evitados.

O estudo foi influenciado pela falta de referências sobre o assunto. Apesar da quantidade ainda limitada, as pesquisas sobre efeitos ruins durante a meditação têm crescido ultimamente. Os pesquisadores observaram que textos tradicionais budistas também continham relatos de experiências similares.

A pesquisa foi feita por meio da internet e contou com a participação de 1232 pessoas. Um questionário coletou diversas informações dos participantes e perguntou se eles já haviam passado por uma experiência desagradável durante a prática. Para participar da pesquisa, era necessário fazer meditação há pelo menos dois meses e pelo menos uma vez por semana.

25,6% das pessoas afirmaram já ter experimentado sentimentos como ansiedade, medo, emoções e pensamentos distorcidos, além de uma sensação deturpada sobre si mesmo e o mundo. Detalhe: as pessoas tinham esses sintomas durante ou após a meditação. Os grupos que mais sentiram a experiência foram homens, pessoas que não possuem uma crença religiosa, e que já participaram de retiros de meditação.

As meditações Vipassana e Kōan também se destacaram. Um maior número de praticantes exclusivamente desses tipos relataram experiências ruins quando comparadas, por exemplo, com os praticantes do mindfulness ou com pessoas que alternam entre as meditações. A Vipassana e Kōan são meditações tradicionais que envolvem uma visão mais subjetiva da realidade.

Essas informações não anulam os benefícios da meditação. Existem inúmeras pesquisas sobre o potencial positivo da atividade. A diferença é que, agora, os cientistas precisam expandir os estudos para levar em consideração também os efeitos negativos.

Super Interessante

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcos disse:

    O problema é que teme pessoas que transtornos psicológicos irão ser curados com práticas meditativas. Ela podem até ajudar, mas não solucionam certos tipos de psicopatologias que requerem auxilio de terapias.

  2. Lampejao disse:

    LULA TÁ PRESO,SEUS BABACAS!!!

  3. Keyla disse:

    Blog de escrotos! Tivemos uma manifestação gigante e pacífica ontem em Natal e todas as suas postagens foram tentando diminuir o ato. Você não colocou uma foto mostrando a real dimensão do movimento, que foi composto massivamente por alunos e professores. BG, pelo menos, aparente imparcialidade, bolsonarista escroto!

    • Cigano Lulu disse:

      Que desaforo é esse, minha filha? Tá bom, mas no meu cavalo você não monta mais.

    • Cigano Lulu disse:

      “Estudantes “com caras e atitudes de sem terras e sindicalistas sessentões !!!
      Protestos pra inglês vê !!!

    • Severino disse:

      Onde estavam os valentes quando Dilma ou Lula cortaram verbas?

    • Severino disse:

      Veja a Globo, lá só tem a galerinha que problematiza todas e lacra de montão.

    • Severino disse:

      Ou seria a galerinha que faz altas lacrações, problematiza todas e empodera de montão?

    • Andre Lopes disse:

      Não sei porque os ônibus das universidades e ifrs não estavam transportando mortadelas nesta manifestação do molusco 9dedos livre!!!

    • clara disse:

      Só em 20q5 foramn5 meaea de grece. Mas se tirar a mentira do Bolsonarismo sobra o quê, né?

  4. Sara Augusta disse:

    Estou precisando. Ando muito estressada.