Homem morto em supermercado de Porto Alegre sofreu asfixia, afirma delegada; seguranças estão presos e serão indiciados

Foto: Redes sociais

João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, homem negro morto em um supermercado Carrefour de Porto Alegre na noite de quinta-feira (19), sofreu asfixia, de acordo com informações preliminares da delegada esponsável por investigar o caso.

À CNN, Roberta Bertoldo, do 2º Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) de Porto Alegre, afirmou que os dois seguranças do mercado já foram presos e serão indiciados por homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil e por não darem chances de defesa à vítima.

A delegada informou ainda que outras duas pessoas serão investigadas no inquérito. Ainda segundo Bertoldo, a família ainda aguarda a liberação do corpo da vítima pelo Instituto Médico Legal (IML).

Incidente não esclarecido

De acordo com a Polícia Civil, houve um incidente ainda não esclarecido dentro do supermercado. O cliente, então, foi conduzido por dois seguranças até o estacionamento e, após passar pela porta do local, a polícia disse que ele teria dado soco em um dos vigias, o que iniciou os ataques violentos contra ele.

A vítima chegou a ser atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas acabou morrendo.

Um vizinho da vítima, que diz ter testemunhado as agressões, afirmou nesta sexta-feira (20) que cerca outros oito seguranças ficaram no entorno da área, impedindo a aproximação das pessoas que tentavam parar com as agressões.

“Não pararam. A gente gritava ‘tão matando o cara’, mas continuaram até ele parar de respirar, fizeram a imobilização com o joelho no pescoço do Beto, tipo como foi com o americano [George Floyd, morto por policiais neste ano nos Estados Unidos].”

Governador promete rigor na apuração

Em manifestação nas redes sociais, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), afirmou nesta sexta-feira (20) que a polícia apurará todas as circunstâncias do caso.

“Infelizmente, neste dia em que deveríamos celebrar essa políticas públicas nos deparamos com cenas que nos deixam indignados pelo excesso de violência que levou à morte de um cidadão negro em um supermercado aqui na capital gaúcha”, disse Leite, em vídeo publicado em suas redes sociais.

“Os inquéritos policiais estão sendo levados adiante com muito rigor. Aqueles que se envolveram, [estão] detidos e já [foi] apresentado também o inquérito por homicídio triplamente qualificado. Toda a investigação vai se dar no curso desse processo”, completou o governador.

Carrefour lamenta ocorrido

Em nota, o Carrefour disse que “lamenta profundamente o caso” e que “adotará as medidas cabíveis para responsabilizar os envolvidos neste ato criminoso”.

A empresa informou ainda que vai romper o contrato com a companhia responsável pelos seguranças que cometeram a agressão e demitirá o funcionário que estava no comando da loja no momento do crime. A loja vai permanecer fechada nesta sexta.

“Ao tomar conhecimento deste inexplicável episódio, iniciamos uma rigorosa apuração interna e, imediatamente, tomamos as providências cabíveis para que os responsáveis sejam punidos legalmente”, diz o comunicado do Carrefour. “Para nós, nenhum tipo de violência e intolerância é admissível, e não aceitamos que situações como estas aconteçam.”

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gerson disse:

    Precisa essa discriminação "morte de um cidadão negro em um" foi um ser humano

  2. ELEITOR disse:

    O cidadão foi assassinado literalmente a justiça tem que ser draconiana com os assassinos !!!

  3. Luiz disse:

    Cadeia para os vermes agressores

  4. Marineide da Silva Santos disse:

    Meu Deus como o ser humano tá virando bicho muito revoltante ver esses seguranças covarde fazer isso com o homem e ninguém fazer absolutamente nada só sabem filmar pior que logo estão soltos

    • João disse:

      Ninguém conseguiu ajudar.. haviam 8 (oito) seguranças (cúmplices) protegendo os criminosos enquanto eles matavam o rapaz…

Homem negro é espancado e morto por seguranças em supermercado de Porto Alegre; Carrefour anuncia medidas

(Foto: Reprodução / Twitter)

Um homem negro foi espancado e morto por dois seguranças – brancos – de um supermercado em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, na noite desta quinta-feira (19). Vídeos que circulam nas redes sociais mostram a agressão, ocorrida no estacionamento do supermercado na zona norte da cidade.

De acordo com o jornal Zero Hora, a vítima foi identificada como João Alberto Silveira Freitas, conhecido como Beto, de 40 anos.

Segundo informações preliminares da Brigada Militar, a confusão teria iniciado no caixa do supermercado, quando a vítima teria ameaçado agredir uma funcionária. Dois seguranças teriam encaminhado João Alberto ao estacionamento, onde aconteceu a violência.

O delegado Leandro Bodoia, responsável pela ocorrência, afirmou à publicação que não foi encontrado armamento no local. Os envolvidos serão ouvidos e as imagens das câmeras de segurança serão analisadas na investigação. Duas pessoas foram detidas. A Polícia Civil trata o crime como homicídio qualificado.

Protestos

A notícia da morte de João Alberto gerou revolta nas redes sociais. Movimentos negros de Porto Alegre estão organizando uma manifestação nesta sexta-feira (20), Dia da Consciência Negra, para pedir justiça e protestar contra o racismo e a violência a pessoas negras.

Internautas expressaram sua revolta em comentários nos perfis oficiais do Carrefour nas redes sociais. “Nada justifica duas pessoas espancarem até a morte uma outra. Revoltante”, escreveu uma mulher. “‘Promoção do dia’ Um negro morto na semana da consciência. Explica isso”, pediu outra.

Morte de homem negro em supermercado causa revolta (Foto: Reprodução / Twitter)

O que diz o Carrefour

O Carrefour se pronunciou por meio de um comunicado na madrugada desta sexta-feira.

“Sobre a brutal morte do senhor João Alberto Silveira Freitas na loja em Porto Alegre, no bairro Passo D’Areia: O Carrefour informa que entrará com uma queixa-crime contra os responsáveis. Também romperá o contrato com a empresa que responde pelos seguranças que cometeram a agressão. O funcionário que estava no comando da loja no momento do incidente será desligado. Em respeito à vítima, a loja será fechada. Entraremos em contato com a família para dar o suporte necessário.

O Carrefour lamenta profundamente o caso. Ao tomar conhecimento deste inexplicável episódio, iniciamos uma rigorosa apuração interna e, imediatamente, tomamos as providências cabíveis para que os responsáveis sejam punidos legalmente.

Para nós, nenhum tipo de violência e intolerância é admissível e não aceitamos que situações como estas aconteçam. Estamos profundamente consternados com tudo que aconteceu e acompanharemos os desdobramentos do caso, oferecendo todo suporte para as autoridades locais.”

Globo, via Marie Claire

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Juca Jr disse:

    A imprensa aproveita um caso de assassinato – que deve ter punicão na forma da lei – para espalhar ódio racial. Se o morto fosse um homem branco, a mídia daria alguma cobertura ao caso? Claro que não. O que a imprensa canalha quer é fomentar uma guerra civil no Brasil.

  2. Manoel disse:

    As tentativas de justificar o injustificável por parte dos vermes bolsonaristas são repugnantes.
    Nada tem a ver com racismo, diz um.
    Deve ser por isso que de cada 10 mortos pela polícia militar, 8 são negros…
    A eleição do genocida para presidência abriu as tampas dos esgotos para sair tanto fdp como vemos agora.

  3. Maria disse:

    E o que danado tem a ver ele ser negro com a notícia? “Homem eh morto por asfixia…” e pronto!!! Pra que citar “homem negro” ??? Pense numa doença mental, se a ideia eh diminuir a segregação, com esse tipo de ato só aumenta.

  4. Manoel disse:

    Onde estão os seguranças BRANCOS na imagem? Vejo dois seguranças PARDOS agredindo covardemente um outro cidadão PARDO! Que se puna a covardia que nada tem a ver com racismo (pelo menos não nas imagens)!

  5. aof disse:

    É a Globo seguindo a cartilha comunista da divisão de classes. Lamento profundamente a morte do rapaz e lamentaria se ele fosse branco, pardo, ou qualquer cor. Os criminosos tem que ser punidos com todo o rigor da lei. Toda a solidariedade `a famila do morto.

  6. João Batista ZN disse:

    Será que se fosse o contrário, teria a mesma manchete, "Homem Branco é espancado e morto por dois seguranças Negros" …??

  7. EDU disse:

    Essa tal da Globo é um lixo mesmo, tem nada a ver se o cara é preto ou branco, mas fazem questao de mencionar isso! De fato os seguranças agiram com muita brutalidade mas nao tem nada a ver so pq ele era negro.. PQP que Pais é esse! Segurem seu filhos pq essa nova geracao vai vir FO….,

  8. Vaqueiro Trabalhador disse:

    Se fosse um branco, com a camisa da seleção, ameaçando e humilhando o caixa do supermercado, igual como fez o advogado da milícia na pizza hut em Brasília, eu duvido que os seguranças chegassem nem perto.
    País de hipócritas.

  9. Luiza disse:

    Nada justifica uma morte dessas. Mas ele morreu e virou santo? E a parte que a polícia diz que ele ameaçou agredir uma MULHER, uma funcionária?

    • Francisco de Assis disse:

      Se nada justifica, então porque mataram? Que incongruência mental é essa, minha senhora?

    • Queiroz disse:

      A Luiza fala que nada justifica ao mesmo tempo que busca uma justificativa. Papo típico da Terra Plana.

    • Luiza disse:

      Só tem intelectuais, e dos mais soberbos. É muita cognição reunida! Deve ser muito neurônio reunido e talvez esse excesso dê tilt, mas vou repetir: nada justifica a morte dele, mas ele não é santo. Se a POLÍCIA preliminarmente divulgou que ele fez ameaça a uma mulher, ele não é uma vítima inocente. E a Terra é redonda, reencarnação de Einstein. Vocês costumam sair por aí intimidando, sendo grosseiros, ameaçando as pessoas? E se forem homens, fazem isso com mulheres, mulheres em seus locais de trabalho? Só tem anjo.

TOMBO, PELO ACIDENTE, E QUEDA, PELO FLAGRANTE – (FOTO): Ladrão é preso no interior doa RN após arrombar supermercado e tentar fugir escalando prateleiras

Foto: Focoelho/cedida

Resumo da ocorrência: Tombo, pelo acidente, e a “queda”, pelo flagrante. A Polícia Militar informa que um homem que arrombou um supermercado ficou ferido e acabou preso após cair de uma altura de cerca de cinco metros, na manhã desta quarta-feira (14) em Assu, no Oeste potiguar. De acordo com a PM local, quando funcionários chegaram ao supermercado, por volta das 7h, encontraram o homem caído no chão, perto de sacolas.

Segundo a PM, o homem teria entrado, revirado vários objetos, separado alguns produtos que seriam furtados e colocado tudo em sacolas. Porém, ao tentar sair pelo teto, subindo pelas prateleiras, ele caiu. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionado e realizou o socorro. Após atendimento, o homem foi liberado pela equipe médica e conduzido pela polícia à Delegacia de Mossoró, para registro do flagrante.

Com acréscimo de informações do G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ashtar disse:

    Ainda bem que as leis de Newton ainda funcionam no Brasil

  2. Bodó disse:

    Se estivesse trabalhando honestamente não teria tido o "acidente de trabalho" desonesto….

Cliente relata discriminação e constrangimento com portador de síndrome de down no Sam´s Club

Foto: Reprodução/Twitter

O internauta Cláudio Santos, através do microblog Twitter nesta quinta-feira(09), questionou se o deficientes, que dependem de acompanhante, estão proibidos de entrar nos supermercados em Natal.

Claudio classifico como uma “interpretação é discriminatória” sua experiência vivida com o filho, portador de Síndrome de Down, “Fomos proibidos de entrar na loja de Natal do @SAMSCLUBBRASIL há pouco.”, informou em tom de revolta.

Segundo o cidadão,  ao ser barrado, perguntou pelo cadeirante, e diz ter tido como resposta que “tem que ficar em casa”.

No desabafo, Cláudio encerra com a seguinte queixa:

“No entender discriminatório do @SAMSCLUBBRASIL, loja de Natal , os deficientes físicos e mentais, dependentes de acompanhantes, não podem frequentar mercados. Estão proibidos de entrar . Interpretação abusiva das normas para entrada de duas pessoas da mesma família!”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcio Galvão disse:

    Presenciei a poucos dias uma mulher com o pé torcido e o segurança mandando la ir para casa que lá não era local dela estar em plena pandemia…. Acredito que alguns funcionários estão precisando de um treinamento e entender que o cliente é a razão do emprego deles. Cordialidade e educação cabe a todos!!

  2. Flávio Martinez disse:

    Absurdo! Cadê o Ministério Público pra tomar providências na proteção dos portadores de necessidades especiais?

  3. Indignado disse:

    Não pode com um filho, com a esposa, com o pai, com um neto …
    E com uma amante (o cara com a aliança de casado e ela não, lógico), pode?
    Importante conferir Identidade, CPF, NIT, Certidão de Casamento, comprovante de residência …

  4. Flávio C. disse:

    Fico indignado quando vejo esse tipo de postagem! Acredito que antes de publicar uma reclamação devemos entender ou conhecer os fatos.
    Isso não é discriminação é seguir um decreto. Corretíssimo os estabelecimentos que seguem o decreto, isso mostra que mais importante que o lucro e a saúde e segurança de seus clientes e funcionários.

  5. Rochele Elias disse:

    O decreto não permite a entrada de mais de uma pessoa por familia que chega. Mas percebo nos supermercados pessoas da mesma família entrarem separadamente e burlar a norma vigente. Não é disso que a matéria trata mas É PRECISO ALERTAR que há varias famílias (formada por 02 pessoas apenas) com pessoa com deficiencia e o cuidador. Não ha como deixá-la em casa nem entrar separadamente no supermercado com dificuldade às compras. No caso de autistas às vezes há produtos de uso restrito, seletivo de determinada marca ou tipo.
    O meu comentário não é específico à materia mas à questão da pessoa com deficiência.

  6. Eloisa disse:

    Falta de bom senso e alcance do SAM's Club. Toda norma tem que ser interpretada e é claro, e como, que um Pai com um filho portador de Síndrome de Down não pode ser "barrado" . É de uma pequenez latente este impedimento pelo estabelecimento. São tantas as razões que dói na alma imaginar diversamente.

  7. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Onde nós vamos parar com esse tipo de mentalidade.

  8. Luis disse:

    O excelentíssimo cliente não conhece o normativo decretado pelo estado do RN?
    Cidadão irresponsável, isso sim. Transferir responsabilidades é fácil. Chega de mimimi.

  9. Silas disse:

    É péssimo, para dizer o mínimo, o atendimento neste comércio, localizado às margens da BR 101. Fui apenas uma vez, com meus filhos, no intuito de conhecer e comprar. Para nunca mais. Pense num povo ruim no trato com os clientes. Chega a me dar raiva quando lembro do episódio, que já faz algum tempo.

  10. Rodrigo disse:

    Seria esse a reclamar o Desembargador ou só uma conhecidência de nomes?

  11. Rodrigo disse:

    Em nada tem de discriminatório, a regra vigente não prevê essa exceção, então não está errado o Sam’s Club, o Sr. Claudi poderia fazer as comprar para o seu filho, assim como várias pessoas fazem compras para os idosos e pessoas na faixa de risco.

  12. Jr disse:

    BG esse Cláudio Santos é quem eu estou pensando? Se for tá explicado a puxada de saco! O estabelecimento está corretissimo. Todo mundo sabe que em supermercados só pode entrar uma pessoa de cada família. Além disso portadores de síndrome de Down são mais propensas a contrair infecções. Estamos passando por um momento anormal que exige de todos mudança de postura em várias situações que ocorrem no nosso dia a dia.

  13. Fábio disse:

    Pai irresponsável isso sim. O cadeirante Deveria ter ficado em casa mesmo. Isso não é discriminação, é zelo.

  14. Gonoud disse:

    Que loucura é essa?

    Além de querer burlar um decreto, ainda expõe um deficiente ao virus dessa forma???

  15. Cigano Lulu disse:

    Nesta pandemia já fui barrado no Sam's Club e no Nordestão. Mas há aviso acessível e claro nesses locais: eles adotaram como norma não admitir o acesso de pessoas acompanhadas, inclusive casais. Não é o caso de ninguém ficar melindrado, menos ainda cogitar judicialização.

  16. Ivana Sem Amor disse:

    Que bom alguém colocou bom senso no juízo desse cidadão!

    Parabens, SAMS

  17. Manoel disse:

    Se há alguma discriminação, seria do próprio decreto que Limitou o acesso aos supermercados e não trouxe exceções pros casos de deficientes…

  18. Cabo Silva disse:

    Sensatez que falta ao cidadão!

    SAMS Club está corretíssimo.

    Absurdo essa postagem.

    • Neto disse:

      Parou pra pensar que um down nao pode ficar sozinho em casa? Nao tenho filho down. Pelo visto nem voce. Uma dose de empatia lhe fará bem.

    • Dede Costa Gournnon disse:

      Cabo Silva, você poderia dizer porquê o SAM'S está corretíssimo?

    • humbabomber disse:

      Concordo. A galera sempre arranja uma interpretação favorável a si mesma quando a regra lhe contraria as vontades..

    • Jr disse:

      Esse Sr não tem condições de deixar uma pessoa em casa p ficar com o filho? Será? Aqui em Natal tá cheio de gente que tira o deficiente de casa e coloca p andar em coletivo porque o acompanhante também tem direito à gratuidade! Sabe nada inocente!

Rede de Supermercado começa construção dentro do Sport Clube, 1º bairro planejado da Grande Natal

Fotos: Divulgação

Os moradores do Sport Clube, o primeiro bairro planejado da região metropolitana de Natal, em Extremoz, receberam uma ótima notícia nesta semana.

A rede de supermercados Todo Dia iniciou a construção de um novo empreendimento com previsão para entrega ainda em 2020.

O novo supermercado está sendo construído ao lado do terminal rodoviário do Sport Clube, na avenida principal.

Segundo a diretoria do Todo Dia o supermercado deve gerar cerca de 50 novos empregos diretos no município de Extremoz.

SPORT CLUBE

O Sport Clube oferece infraestrutura completa, acessibilidade, áreas verdes, pista de caminhada, playground, academia ao ar livre, ciclovia com iluminação de LED, campo de futebol de areia, quadra poliesportiva, segurança 24h por videomonitoramento e seguranças, cabeamento para internet, terminal rodoviário, pague fácil, coleta de lixo, ruas calçadas entre outros itens de infraestrutura.

Agende sua visita! Informações pelos telefones (84) 3015-7888 ou pelo Whatsaap 84 981111109 ou pelo site www.barretojrconstrucoes.com.br

O Sport Clube é empreendimento habitacional da Barreto Jr. Construções, o primeiro bairro planejado da região metropolitana de Natal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Josimar Holanda Silva disse:

    Será um grade atrativo pra nossos clientes, Holanda construção

  2. Usain Bolt disse:

    Só não falou a localização. Onde é isso? Extremoz, SGA, Macaíba? Diga onde fica BG. Deve ser excelente para morar, perto de tudo kkk

  3. Jk disse:

    Tudo que se planeja bem, com eficiência e eficácia dá tudo certo.

VIRALIZOU NO PAÍS: Gerente de supermercado que ignorou bandido explica calma de vítimas: ‘nunca fomos assaltados’

Foto: Reprodução EPTV. VÍDEO AQUI em matéria na íntegra

Imagine uma cidade pacata. Essa é São João Batista do Glória (MG). O município de pouco mais de 7 mil habitantes é mais conhecido por suas cachoeiras e belezas naturais aos pés da Serra da Canastra, do que pelo progresso e suas mazelas, como a criminalidade. Foi lá que um fato inusitado chamou a atenção: um homem anunciou um assalto em um supermercado, mas desistiu do crime depois de ser ignorado pelas vítimas. (Reveja o vídeo acima)

O G1 então foi atrás de respostas e descobriu o motivo de tanta calma dos funcionários: em três décadas de existência, o estabelecimento nunca havia sido assaltado. Sequer sofreu uma única tentativa.

“O supermercado aqui tem quase 30 anos e nunca aconteceu isso, é a primeira vez, a cidade é muito tranquila. Nos mais afastados já aconteceu, mas aqui não. A praça é muito movimentada, fica difícil o acesso”, contou o gerente do supermercado, Jorge Batista de Oliveira.

A cena foi flagrada pelas câmeras de segurança. As imagens mostram quando um homem com um capacete entra no supermercado e anuncia o assalto. Os clientes e funcionários do mercado não entendem muito bem e continuam tudo como se nada tivesse acontecido.

O assaltante anuncia mais uma vez o assalto, mas mais uma vez, nada acontece. Ignorado, ele desiste e vai embora. A imagem mostra ainda que um dos clientes inclusive continua tomando uma cerveja.

O rapaz estava com a mão nas costas como se estivesse armado. Mas, como ninguém reagiu à tentativa, ele foi embora sem levar nada do supermercado.

“Tava todo mundo concentrado ali empacotando, os caixas tudo com fila, tinha um rapaz até tomando uma cerveja na fila. O menino estava empacotando, virou, olho pra ele e voltou a empacotar de novo normal (risos). As meninas que estavam no caixa nem perceberam. O pessoal não deu atenção e ele saiu correndo”, contou o gerente.

Só que saindo dali, o criminoso não perdeu a viagem. Segundo a polícia, o rapaz foi até outro supermercado no mesmo bairro e lá ele conseguiu levar o dinheiro do caixa: R$ 330 e um celular.

Segundo a Polícia Militar, ele não estava sozinho. Um outro homem aguardava em uma moto. Mais cedo a dupla também já tinha assaltado uma mercearia em Passos. A PM informou que já tem informações sobre os suspeitos, mas até o momento, ninguém tinha sido preso. No supermercado, a segurança deverá ser reforçada.

G1-MG

Advogada transexual que havia sido presa com maconha, é novamente detida após furto em supermercado de Mossoró

Foto: Montagem/Ivanúcia Lope/Inter TV Costa Branca

O Justiça Potiguar destaca nesta quarta-feira(18) que a advogada transexual Maitê Ferreira Nobre, de 24 anos, foi presa em flagrante na tarde dessa terça-feira (17), após furtar um queijo e uma castanha do Pará de um supermercado no Centro de Mossoró. Maitê já havia sido presa há menos de um mês por tráfico de drogas.

Segunda a polícia, Maitê Ferreira teria colocado dois itens sem pagar durante uma compra de R$ 86,00 no supermercado. O sistema monitoramento do estabelecimento percebeu a ação da advogada, e a segurança deu voz de prisão. A Polícia Militar foi acionada e conduziu a advogada para Delegacia de Furtos e Roubos para ser autuada pelo crime. Veja mais detalhes aqui em texto na íntegra.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel disse:

    Da primeira vez que foi presa ela alegou que era perseguição porque era transsexual…
    Quando recebeu a carteira da OAB gritou Lulalivre! e ela que foi presa, ironia da vida.

  2. BC3331986GAC disse:

    Made of PT.

  3. vilanir gurgel disse:

    vão acusar o supermercado de Homofobia, Preconceito, Racismo, Bulling

  4. Cláudio disse:

    Advogada formada na era do PT… não precisa dizer mais nada.

    • Jorge Luiz Mendes disse:

      Isto é formação de caráter não por estudo de formação.

  5. Bento disse:

    Depois quer respeito

    • Diogo disse:

      Foste lúcido, sem destilar ódio ou babaquice. É isso aí, furtou tem que pagar.

  6. Antonio Barbosa Santos disse:

    Uma advogada dos tempos atuais.
    Passa mais tempo em audiência de custódia tentando ser solta que defendendo os clientes.
    A OAB sequer vai abrir PAD. Quem aposta?

    • BC3331986GAC disse:

      OAB ?kkkkkk, Já passou da hora desses " Adevogados " ir as ruas saber o que o Povo Honesto pensam deles.

TJ aumenta indenização de supermercado a cliente que sofreu queda em Natal

Foto: Ilustrativa

A 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do RN decidiu aumentar o valor indenização por danos morais imposta ao supermercado Bompreço de R$ 3 mil para R$ 5 mil para uma cliente que sofreu lesões decorrentes de uma queda em uma unidade da empresa em Natal. Por outro lado, o acórdão do órgão julgador foi desfavorável à consumidora, pois encerrou a determinação de continuidade do tratamento médico fornecido a ela, concedido em primeira instância pela 11ª Vara Cível da capital potiguar. A Câmara apreciou recursos de ambas às partes em relação à sentença inicial.

Ao apreciar o recurso do supermercado demandado, o relator, desembargador Vivaldo Pinheiro, ressaltou que “inexiste nos autos qualquer indicativo da necessidade de continuação de tratamento” ou manutenção das despesas médicas destinadas à autora.

Além disso, acrescentou que o último aditamento solicitando reembolso de despesas médicas “ocorreu no ano de 2012, ou seja, há mais de 7 anos, impondo-se, portanto, afastar essa determinação”.

Leia matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

Supermercado indenizará cliente no RN que perdeu o braço quando fazia uso de serviço de entrega de compras

O portal Justiça Potiguar destaca que a 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do RN, à unanimidade de votos, responsabilizou o Supermercado Rede Mais – Daterra Ltda e um prestador de serviços deste pelos danos morais e estéticos causados a uma funcionária do estabelecimento que, na condição de consumidora, foi vítima de acidente automobilístico em que teve seu braço amputado enquanto era transportada com suas compras para casa. Acesse matéria completa aqui.

Incêndio em supermercado em Natal destrói produtos, equipamentos e gera prejuízo aproximado em R$ 100 mil

Por interino

O Corpo de Bombeiros registrou um incêndio em supermercado no bairro Nazaré, no início da manhã desta sexta-feira (6). Na ocasião, foram necessários dois carros de combate para que as chamas fossem apagadas.

Segundo os bombeiros, o fogo destruiu boa parte do estabelecimento, atingindo produtos, freezers e ainda derretendo o teto de PVC. Informações preliminares dão conta de um prejuízo aproximado em R$ 100.000,00(Cem mil reais). A causa do incêndio será investigada após resultado da perícia.

Supermercado de Mossoró é condenado por constrangimento a consumidor

Supermercado com atuação em Mossoró foi condenado a pagar R$ 10 mil a dois consumidores, um deles menor de idade, a título de reparação de danos morais. A sentença foi proferida pelo juiz Edino Jales de Almeida Júnior, titular da 1ª Vara Cível da Comarca.

A autora relatou que, enquanto realizava compras em uma filial da empresa, em novembro de 2010, foi surpreendida por um segurança conduzindo seu filho, menor de idade. A cliente foi, então, informada que seu filho teria aberto a embalagem de um brinquedo. A mãe verificou os bolsos da criança, de modo a confirmar a acusação do funcionário. Este, por sua vez, repetia que “roubar é feio”, diante de outras pessoas. Ao final, nada foi encontrado com o menor, que passou a sentir pavor em estabelecimentos similares.

Intimada a apresentar imagens de circuito de segurança, a empresa não o fez. Em sua contestação, o supermercado limitou-se a afirmar ser comum em todas as lojas que seguranças informem aos responsáveis quando seus filhos abrem algum produto, negando a abordagem narrada pela autora.

Direito do consumidor

Após considerar que a relação jurídica entre as partes é regida pelo sistema de proteção do Código de Defesa do Consumidor, o magistrado afirmou que o ponto em discussão está no procedimento e ações adotadas pelos funcionários da empresa quando do evento. Para Edino Jales a ré não demonstrou, através de provas, que a situação não aconteceu, que não houve conduta por parte do preposto capaz de abalar a moral dos autores.

“A culpa é patente, bem como a falta de preparo do preposto do réu também se mostra grave para o evento danoso, especialmente, porque uma das vítimas foi uma criança de apenas 7 anos de idade”, constatou o juiz, antes de condenar o supermercado a pagar R$ 5 mil para cada um dos autores. A empresa também deverá responder pelas custas processuais e honorários advocatícios.

(Processo n.° 0000399-87.2011.8.20.0106)

TJRN

Queda em piso molhado no supermercado Extra de Natal gera indenização

A juíza Thereza Cristina Costa Rocha Gomes, da 14ª Vara Cível de Natal, condenou a Companhia Brasileira de Distribuição – Extra Supermercados – a pagar a uma consumidora o valor de R$ 4 mil, a título de compensação por danos morais, após esta ter sofrido uma queda no interior do estabelecimento da rede, por causa de piso molhado.

A vítima do acidente disse nos autos que, no dia 26 de outubro de 2006, fazia compras em uma das lojas da empresa, quando caiu em decorrência do piso molhado, sem qualquer placa de sinalização. Ela teve uma contusão na região da bacia, sendo prescrito analgésicos, antiinflamatórios e tratamento fisioterápico.

O Extra alegou que o piso não estava molhado, visto que a limpeza não é feita com água corrente e que havia placa sinalizando que o piso estava sendo limpo naquele momento. Mencionou que foi prestada toda a assistência a vítima e que o valor pedido é exorbitante. Por fim, pediu pela total improcedência do pleito autoral.

Responsabilidade

Quando analisou o caso, a magistrada entendeu que tem-se configurado dever de indenizar pela existência cumulada de seus três itens essenciais (conduta, nexo e dano) na responsabilidade objetiva de que trata o Código de Defesa do Consumidor.

Ela levou em consideração, porém, que o estabelecimento prestou a assistência necessária a autora, isso é comprovado pelos recibos que constam nos autos, houve o pagamento dos medicamentos e do transporte para que a autora se deslocasse para a realização de sua fisioterapia.

Entretanto, considerou que isso, por si só, não exclui a responsabilidade do Extra pelo ocorrido, mas influencia na quantificação do dano moral por demonstrar que a empresa, sem necessitar de qualquer intervenção judicial, prestou assistência à autora pelo fato ocorrido dentro de suas dependências.

TJRN

Polícia encontra homem morto em supermercado desativado de Natal

A Polícia Militar localizou nessa sexta-feira (31) o corpo de um homem morto dentro de um quarto no interior de um supermercado desativado no bairro de Capim Macio, zona Sul de Natal.

O homem de identidade ainda não revelada apresentava um ferimento na cabeça, mas a causa da morte ainda é desconhecida.

Segundo os policiais que atenderam a ocorrência, aparentemente o homem era um morador de rua. O corpo foi transferido para o ITEP, onde vai ser analisada a causa mortis da vítima.

Ipem inicia trabalho de conscientização em supermercados

Na manhã desta quinta-feira (5), fiscais do Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte (Ipem-RN), órgão delegado Inmetro no Estado, realizaram uma visita técnica de cunho educacional em um supermercado da capital potiguar. A ação faz parte de uma parceria do Ipem com a Associação dos Supermercados do RN (Assurn) e tem como objetivo orientar os gestores das lojas do setor varejista quanto aos requisitos que devem ser atendidos na venda e exposição de produtos, de acordo com as instruções e determinações do órgão regulador.

“Esse foi o primeiro supermercado que recebeu a nossa visita, mas nós pretendemos atender a todos. A intenção aqui é conscientizar e orientar, pois sabemos que os lojistas não burlam a lei de propósito; muitas vezes o fazem apenas por falta da informação”, conta o diretor do Ipem-RN, Carlson Gomes, que continua: “Essa parceria com a Assurn visa ao esclarecimento dos supermercadistas para que, em operações futuras e de cunho efetivamente fiscalizador, seja possível uma significativa redução no número de autuações”.

Fiscais das frentes de Instrumentos (balanças), Produtos Pré-Medidos e Produtos da Qualidade/Têxtil estiveram presentes na ação explicando normas e regras a serem seguidas e usando como exemplos produtos colhidos dentro do próprio estabelecimento. “Nós realmente valorizamos essa ação e agradecemos a oportunidade de recebermos essas informações. A partir dessa palestra, será possível nos condicionarmos para atendermos a todas as exigências e oferecermos ao consumidor um serviço de acordo com a lei, como deve ser”, explica Vinício Gama, diretor da Rede Favorito de Supermercados, primeira a receber os metrologistas para a atividade educativa.

Cartilha

No último mês, durante a abertura da Exponor-RN 2012, foi lançada a cartilha “Ipem-RN Explica”, também em parceria com a Assurn. A publicação contém dicas e informações voltadas especialmente aos empresários do setor varejista, e pode ser baixada no site do Instituto: www.ipem.rn.gov.br.

Projeto que libera venda de combustível em supermercados vai a votação na próxima semana

O Projeto de Lei que libera a venda de combustíveis nos supermercados de Natal vai ser colocado em votação na sessão plenária da Câmara Municipal de Natal na próxima terça-feira (19) após ganhar regime de urgência.

O projeto de autoria de Fernando Lucena seria posto para votação na sessão de hoje, mas foi retirado da pauta atendendo a um pedido do presidente da Casa, vereador Edivan Martins, que argumentou que queria votar favorável ao projeto. Com o pedido e a “promessa”, Lucena garante que já tem 16 assinaturas para garantir o trâmite em regime de urgência e a aprovação do plenário em dois turnos na mesma sessão.

“O projeto seria votado hoje, mas como o vereador Edivan Martins pediu para que eu retirasse para ele poder votar a favor, não vi problema nenhum. Quanto mais apoio tivermos na aprovação, melhor”, disse Lucena à Tribuna do Norte.

Um projeto semelhante de autoria do vereador Ranieri Barbosa para modificar a restrição da venda prevista na  Lei Municipal n° 4.968/98 já foi derrubado na Câmara. Os donos de postos alegam que liberar a venda de combustível nos supermercados é abrir mercado para uma concorrência desleal, já que o valor dos combustíveis pode ser “redistribuído” com outros produtos vendidos nas prateleiras.

O fato é que desde a campanha #CombustívelMaisBaratoJá, a gasolina, o álcool e o diesel aumentaram bastante o preço. Hoje já é possível encontrar gasolina aditivada a quase R$ 3. Os postos aumentam aos poucos e sempre nas mesmas datas e mantendo mais ou menos os mesmos preços. Quem perde com isso é o consumidor que fica refém dos postos. O princípio da livre concorrência é exatamente fazer com que os consumidores procurem o menor preço.

[FOTO] Boi invade supermercado em Sergipe

Foto: Reprodução/SENotícias

Um boi invadiu um supermercado localizado na Avenida Ayrton Senna, no Conjunto Eduardo Gomes em São Cristóvão (SE), na região metropolitana de Aracaju, na manhã desta quarta-feira (06).

O incidente deixou os clientes assustados e muitos saíram correndo do estabelecimento. Por sorte, ninguém ficou ferido, apenas um televisor de 32 polegadas foi danificado pelo animal, que saiu rapidamente da loja e foi laçado por populares ainda na calçada.

Fonte: G1