VIRALIZOU NO PAÍS: Gerente de supermercado que ignorou bandido explica calma de vítimas: ‘nunca fomos assaltados’

Foto: Reprodução EPTV. VÍDEO AQUI em matéria na íntegra

Imagine uma cidade pacata. Essa é São João Batista do Glória (MG). O município de pouco mais de 7 mil habitantes é mais conhecido por suas cachoeiras e belezas naturais aos pés da Serra da Canastra, do que pelo progresso e suas mazelas, como a criminalidade. Foi lá que um fato inusitado chamou a atenção: um homem anunciou um assalto em um supermercado, mas desistiu do crime depois de ser ignorado pelas vítimas. (Reveja o vídeo acima)

O G1 então foi atrás de respostas e descobriu o motivo de tanta calma dos funcionários: em três décadas de existência, o estabelecimento nunca havia sido assaltado. Sequer sofreu uma única tentativa.

“O supermercado aqui tem quase 30 anos e nunca aconteceu isso, é a primeira vez, a cidade é muito tranquila. Nos mais afastados já aconteceu, mas aqui não. A praça é muito movimentada, fica difícil o acesso”, contou o gerente do supermercado, Jorge Batista de Oliveira.

A cena foi flagrada pelas câmeras de segurança. As imagens mostram quando um homem com um capacete entra no supermercado e anuncia o assalto. Os clientes e funcionários do mercado não entendem muito bem e continuam tudo como se nada tivesse acontecido.

O assaltante anuncia mais uma vez o assalto, mas mais uma vez, nada acontece. Ignorado, ele desiste e vai embora. A imagem mostra ainda que um dos clientes inclusive continua tomando uma cerveja.

O rapaz estava com a mão nas costas como se estivesse armado. Mas, como ninguém reagiu à tentativa, ele foi embora sem levar nada do supermercado.

“Tava todo mundo concentrado ali empacotando, os caixas tudo com fila, tinha um rapaz até tomando uma cerveja na fila. O menino estava empacotando, virou, olho pra ele e voltou a empacotar de novo normal (risos). As meninas que estavam no caixa nem perceberam. O pessoal não deu atenção e ele saiu correndo”, contou o gerente.

Só que saindo dali, o criminoso não perdeu a viagem. Segundo a polícia, o rapaz foi até outro supermercado no mesmo bairro e lá ele conseguiu levar o dinheiro do caixa: R$ 330 e um celular.

Segundo a Polícia Militar, ele não estava sozinho. Um outro homem aguardava em uma moto. Mais cedo a dupla também já tinha assaltado uma mercearia em Passos. A PM informou que já tem informações sobre os suspeitos, mas até o momento, ninguém tinha sido preso. No supermercado, a segurança deverá ser reforçada.

G1-MG

Advogada transexual que havia sido presa com maconha, é novamente detida após furto em supermercado de Mossoró

Foto: Montagem/Ivanúcia Lope/Inter TV Costa Branca

O Justiça Potiguar destaca nesta quarta-feira(18) que a advogada transexual Maitê Ferreira Nobre, de 24 anos, foi presa em flagrante na tarde dessa terça-feira (17), após furtar um queijo e uma castanha do Pará de um supermercado no Centro de Mossoró. Maitê já havia sido presa há menos de um mês por tráfico de drogas.

Segunda a polícia, Maitê Ferreira teria colocado dois itens sem pagar durante uma compra de R$ 86,00 no supermercado. O sistema monitoramento do estabelecimento percebeu a ação da advogada, e a segurança deu voz de prisão. A Polícia Militar foi acionada e conduziu a advogada para Delegacia de Furtos e Roubos para ser autuada pelo crime. Veja mais detalhes aqui em texto na íntegra.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel disse:

    Da primeira vez que foi presa ela alegou que era perseguição porque era transsexual…
    Quando recebeu a carteira da OAB gritou Lulalivre! e ela que foi presa, ironia da vida.

  2. BC3331986GAC disse:

    Made of PT.

  3. vilanir gurgel disse:

    vão acusar o supermercado de Homofobia, Preconceito, Racismo, Bulling

  4. Cláudio disse:

    Advogada formada na era do PT… não precisa dizer mais nada.

    • Jorge Luiz Mendes disse:

      Isto é formação de caráter não por estudo de formação.

  5. Bento disse:

    Depois quer respeito

    • Diogo disse:

      Foste lúcido, sem destilar ódio ou babaquice. É isso aí, furtou tem que pagar.

  6. Antonio Barbosa Santos disse:

    Uma advogada dos tempos atuais.
    Passa mais tempo em audiência de custódia tentando ser solta que defendendo os clientes.
    A OAB sequer vai abrir PAD. Quem aposta?

    • BC3331986GAC disse:

      OAB ?kkkkkk, Já passou da hora desses " Adevogados " ir as ruas saber o que o Povo Honesto pensam deles.

TJ aumenta indenização de supermercado a cliente que sofreu queda em Natal

Foto: Ilustrativa

A 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do RN decidiu aumentar o valor indenização por danos morais imposta ao supermercado Bompreço de R$ 3 mil para R$ 5 mil para uma cliente que sofreu lesões decorrentes de uma queda em uma unidade da empresa em Natal. Por outro lado, o acórdão do órgão julgador foi desfavorável à consumidora, pois encerrou a determinação de continuidade do tratamento médico fornecido a ela, concedido em primeira instância pela 11ª Vara Cível da capital potiguar. A Câmara apreciou recursos de ambas às partes em relação à sentença inicial.

Ao apreciar o recurso do supermercado demandado, o relator, desembargador Vivaldo Pinheiro, ressaltou que “inexiste nos autos qualquer indicativo da necessidade de continuação de tratamento” ou manutenção das despesas médicas destinadas à autora.

Além disso, acrescentou que o último aditamento solicitando reembolso de despesas médicas “ocorreu no ano de 2012, ou seja, há mais de 7 anos, impondo-se, portanto, afastar essa determinação”.

Leia matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

Supermercado indenizará cliente no RN que perdeu o braço quando fazia uso de serviço de entrega de compras

O portal Justiça Potiguar destaca que a 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do RN, à unanimidade de votos, responsabilizou o Supermercado Rede Mais – Daterra Ltda e um prestador de serviços deste pelos danos morais e estéticos causados a uma funcionária do estabelecimento que, na condição de consumidora, foi vítima de acidente automobilístico em que teve seu braço amputado enquanto era transportada com suas compras para casa. Acesse matéria completa aqui.

Incêndio em supermercado em Natal destrói produtos, equipamentos e gera prejuízo aproximado em R$ 100 mil

Por interino

O Corpo de Bombeiros registrou um incêndio em supermercado no bairro Nazaré, no início da manhã desta sexta-feira (6). Na ocasião, foram necessários dois carros de combate para que as chamas fossem apagadas.

Segundo os bombeiros, o fogo destruiu boa parte do estabelecimento, atingindo produtos, freezers e ainda derretendo o teto de PVC. Informações preliminares dão conta de um prejuízo aproximado em R$ 100.000,00(Cem mil reais). A causa do incêndio será investigada após resultado da perícia.

Supermercado de Mossoró é condenado por constrangimento a consumidor

Supermercado com atuação em Mossoró foi condenado a pagar R$ 10 mil a dois consumidores, um deles menor de idade, a título de reparação de danos morais. A sentença foi proferida pelo juiz Edino Jales de Almeida Júnior, titular da 1ª Vara Cível da Comarca.

A autora relatou que, enquanto realizava compras em uma filial da empresa, em novembro de 2010, foi surpreendida por um segurança conduzindo seu filho, menor de idade. A cliente foi, então, informada que seu filho teria aberto a embalagem de um brinquedo. A mãe verificou os bolsos da criança, de modo a confirmar a acusação do funcionário. Este, por sua vez, repetia que “roubar é feio”, diante de outras pessoas. Ao final, nada foi encontrado com o menor, que passou a sentir pavor em estabelecimentos similares.

Intimada a apresentar imagens de circuito de segurança, a empresa não o fez. Em sua contestação, o supermercado limitou-se a afirmar ser comum em todas as lojas que seguranças informem aos responsáveis quando seus filhos abrem algum produto, negando a abordagem narrada pela autora.

Direito do consumidor

Após considerar que a relação jurídica entre as partes é regida pelo sistema de proteção do Código de Defesa do Consumidor, o magistrado afirmou que o ponto em discussão está no procedimento e ações adotadas pelos funcionários da empresa quando do evento. Para Edino Jales a ré não demonstrou, através de provas, que a situação não aconteceu, que não houve conduta por parte do preposto capaz de abalar a moral dos autores.

“A culpa é patente, bem como a falta de preparo do preposto do réu também se mostra grave para o evento danoso, especialmente, porque uma das vítimas foi uma criança de apenas 7 anos de idade”, constatou o juiz, antes de condenar o supermercado a pagar R$ 5 mil para cada um dos autores. A empresa também deverá responder pelas custas processuais e honorários advocatícios.

(Processo n.° 0000399-87.2011.8.20.0106)

TJRN

Queda em piso molhado no supermercado Extra de Natal gera indenização

A juíza Thereza Cristina Costa Rocha Gomes, da 14ª Vara Cível de Natal, condenou a Companhia Brasileira de Distribuição – Extra Supermercados – a pagar a uma consumidora o valor de R$ 4 mil, a título de compensação por danos morais, após esta ter sofrido uma queda no interior do estabelecimento da rede, por causa de piso molhado.

A vítima do acidente disse nos autos que, no dia 26 de outubro de 2006, fazia compras em uma das lojas da empresa, quando caiu em decorrência do piso molhado, sem qualquer placa de sinalização. Ela teve uma contusão na região da bacia, sendo prescrito analgésicos, antiinflamatórios e tratamento fisioterápico.

O Extra alegou que o piso não estava molhado, visto que a limpeza não é feita com água corrente e que havia placa sinalizando que o piso estava sendo limpo naquele momento. Mencionou que foi prestada toda a assistência a vítima e que o valor pedido é exorbitante. Por fim, pediu pela total improcedência do pleito autoral.

Responsabilidade

Quando analisou o caso, a magistrada entendeu que tem-se configurado dever de indenizar pela existência cumulada de seus três itens essenciais (conduta, nexo e dano) na responsabilidade objetiva de que trata o Código de Defesa do Consumidor.

Ela levou em consideração, porém, que o estabelecimento prestou a assistência necessária a autora, isso é comprovado pelos recibos que constam nos autos, houve o pagamento dos medicamentos e do transporte para que a autora se deslocasse para a realização de sua fisioterapia.

Entretanto, considerou que isso, por si só, não exclui a responsabilidade do Extra pelo ocorrido, mas influencia na quantificação do dano moral por demonstrar que a empresa, sem necessitar de qualquer intervenção judicial, prestou assistência à autora pelo fato ocorrido dentro de suas dependências.

TJRN

Polícia encontra homem morto em supermercado desativado de Natal

A Polícia Militar localizou nessa sexta-feira (31) o corpo de um homem morto dentro de um quarto no interior de um supermercado desativado no bairro de Capim Macio, zona Sul de Natal.

O homem de identidade ainda não revelada apresentava um ferimento na cabeça, mas a causa da morte ainda é desconhecida.

Segundo os policiais que atenderam a ocorrência, aparentemente o homem era um morador de rua. O corpo foi transferido para o ITEP, onde vai ser analisada a causa mortis da vítima.

Ipem inicia trabalho de conscientização em supermercados

Na manhã desta quinta-feira (5), fiscais do Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte (Ipem-RN), órgão delegado Inmetro no Estado, realizaram uma visita técnica de cunho educacional em um supermercado da capital potiguar. A ação faz parte de uma parceria do Ipem com a Associação dos Supermercados do RN (Assurn) e tem como objetivo orientar os gestores das lojas do setor varejista quanto aos requisitos que devem ser atendidos na venda e exposição de produtos, de acordo com as instruções e determinações do órgão regulador.

“Esse foi o primeiro supermercado que recebeu a nossa visita, mas nós pretendemos atender a todos. A intenção aqui é conscientizar e orientar, pois sabemos que os lojistas não burlam a lei de propósito; muitas vezes o fazem apenas por falta da informação”, conta o diretor do Ipem-RN, Carlson Gomes, que continua: “Essa parceria com a Assurn visa ao esclarecimento dos supermercadistas para que, em operações futuras e de cunho efetivamente fiscalizador, seja possível uma significativa redução no número de autuações”.

Fiscais das frentes de Instrumentos (balanças), Produtos Pré-Medidos e Produtos da Qualidade/Têxtil estiveram presentes na ação explicando normas e regras a serem seguidas e usando como exemplos produtos colhidos dentro do próprio estabelecimento. “Nós realmente valorizamos essa ação e agradecemos a oportunidade de recebermos essas informações. A partir dessa palestra, será possível nos condicionarmos para atendermos a todas as exigências e oferecermos ao consumidor um serviço de acordo com a lei, como deve ser”, explica Vinício Gama, diretor da Rede Favorito de Supermercados, primeira a receber os metrologistas para a atividade educativa.

Cartilha

No último mês, durante a abertura da Exponor-RN 2012, foi lançada a cartilha “Ipem-RN Explica”, também em parceria com a Assurn. A publicação contém dicas e informações voltadas especialmente aos empresários do setor varejista, e pode ser baixada no site do Instituto: www.ipem.rn.gov.br.

Projeto que libera venda de combustível em supermercados vai a votação na próxima semana

O Projeto de Lei que libera a venda de combustíveis nos supermercados de Natal vai ser colocado em votação na sessão plenária da Câmara Municipal de Natal na próxima terça-feira (19) após ganhar regime de urgência.

O projeto de autoria de Fernando Lucena seria posto para votação na sessão de hoje, mas foi retirado da pauta atendendo a um pedido do presidente da Casa, vereador Edivan Martins, que argumentou que queria votar favorável ao projeto. Com o pedido e a “promessa”, Lucena garante que já tem 16 assinaturas para garantir o trâmite em regime de urgência e a aprovação do plenário em dois turnos na mesma sessão.

“O projeto seria votado hoje, mas como o vereador Edivan Martins pediu para que eu retirasse para ele poder votar a favor, não vi problema nenhum. Quanto mais apoio tivermos na aprovação, melhor”, disse Lucena à Tribuna do Norte.

Um projeto semelhante de autoria do vereador Ranieri Barbosa para modificar a restrição da venda prevista na  Lei Municipal n° 4.968/98 já foi derrubado na Câmara. Os donos de postos alegam que liberar a venda de combustível nos supermercados é abrir mercado para uma concorrência desleal, já que o valor dos combustíveis pode ser “redistribuído” com outros produtos vendidos nas prateleiras.

O fato é que desde a campanha #CombustívelMaisBaratoJá, a gasolina, o álcool e o diesel aumentaram bastante o preço. Hoje já é possível encontrar gasolina aditivada a quase R$ 3. Os postos aumentam aos poucos e sempre nas mesmas datas e mantendo mais ou menos os mesmos preços. Quem perde com isso é o consumidor que fica refém dos postos. O princípio da livre concorrência é exatamente fazer com que os consumidores procurem o menor preço.

[FOTO] Boi invade supermercado em Sergipe

Foto: Reprodução/SENotícias

Um boi invadiu um supermercado localizado na Avenida Ayrton Senna, no Conjunto Eduardo Gomes em São Cristóvão (SE), na região metropolitana de Aracaju, na manhã desta quarta-feira (06).

O incidente deixou os clientes assustados e muitos saíram correndo do estabelecimento. Por sorte, ninguém ficou ferido, apenas um televisor de 32 polegadas foi danificado pelo animal, que saiu rapidamente da loja e foi laçado por populares ainda na calçada.

Fonte: G1

Supermercado em Parnamirim é assaltado pela 3ª vez em 20 dias

Em um ano, estabelecimento já foi assaltado 15 vezesQuatro assaltos apenas em 2012. Três deles nos últimos 20 dias. A ação dos bandidos é uma constante no “Nosso Supermercado”, localizado em Paranamirim, região Metropolitana de Natal. As duas sedes do estabelecimento – localizados nos bairros de Rosa dos Ventos e Passagem de Areia – contabilizam, em um ano, 15 assaltos.

A ação mais recente dos bandidos foi no domingo passado (13), quando dois homens armados e em uma bicicleta invadiram o supermercado por volta das 12h e levaram cerca de R$ 500 do caixa. Além disso, os bandidos roubaram os celulares dos funcionários e clientes do estabelecimento. Segundo relatos, os bandidos saíram do local atirando para cima.

De acordo com o proprietário do estabelecimento, Layrt Fernandes, se for contabilizar todos os assaltos já sofridos, o prejuízo fica estipulado em cerca de R$ 20 mil. O estabalecimento foi inaugurado em dezembro de 2010. O primeiro assalto ocorreu poucos meses depois, em maio do ano passado. Segundo ele, crimes geralmente tem o mesmo roteiro: criminosos de bicicleta armados  abordam a operadora de caixa, e em seguida fogem em disparada.

Os constantes crimes ocorridos na loja no Bairro de Rosa dos Ventos resultaram no fechamento do estabelecimento. Hoje foi o último dia de funcionamento do local. “Não estávamos mais tendo condições de trabalhar. Alguns funcionários pediram demissão com medo e para que não ocorra uma fatalidade com alguém, preferimos fechar a loja”, desbafou Layrt Fernandes.

O proprietário, por sinal, presenciou o assalto mais violento realizado à loja do bairro de Passagem de Areia. “Em janeiro, quando a gente foi assaltado, eu estava presente. Eles levaram o dinheiro do caixa e ainda bateram na minha cabeça com o revólver. Saí do local com a cabeça sangrando”, relatou.  Ele e o sócio, que sangravam muito, tiveram de levar pontos após as agressões dos criminosos, que ainda atiraram na loja.

Segundo ele, três dos quatro bandidos que assaltaram a loja nesse dia foram presos após praticarem outro roubo em Parnamirim. Layrt Fernandes conta que foi convocado à Delegacia e reconheceu os bandidos. “Fiz o reconhecimento do três, porém eles foram liberados pela Polícia porque eram menores de 18 anos”, lamenta.

Fonte: Tribuna do Norte

Senado aprova venda de remédios em supermercados

O Senado aprovou na última quarta-feira, 25, uma medida provisória que autoriza a venda de produtos de saúde que dispensam prescrição médica, entre aparelhos, acessórios e medicamentos, em supermercados. A decisão foi criticada por parlamentares da área da saúde, que acreditam que a presidente Dilma Rousseff vetará a medida.

A MP 549/11, editada em novembro de 2011, tem como objetivo principal a isenção de impostos cobrados sobre produtos destinados a facilitar o dia-a-dia de pessoas com deficiências, como cadeiras de rodas. Outros pontos, porém, foram incluídos no projeto de lei durante a tramitação entre as casas do Legislativo.

O Artigo 8º prevê a permissão a supermercados, armazéns, empórios e lojas de conveniência para vender medicamentos isentos de prescrição médica, como analgésicos e antigripais. Também estão inclusos na lista aparelhos e acessórios, produtos utilizados para fins diagnósticos e analíticos, odontológicos, veterinários, de higiene pessoal ou de ambiente, cosméticos e perfumes.

Oriundos da área da saúde, os senadores Humberto Costa (PT-PE), Paulo Davim (PV-RN) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) criticaram duramente a decisão. Diante dos comentários, o relator da proposta, Romero Jucá, assegurou que a presidente vetará a medida.

Fonte: Estadão

Polícia prende clonadores de cartão dentro de supermercado em Natal

O blog acabou de ter a informação de que policiais civis da Delegacia Especializada em Capturas (Decap) prenderam agora há pouco um grupo especializado em clonagem de cartões de crédito no momento em que eles estavam em um supermercado na zona Sul da capital.

Até agora não se tem grandes informações sobre o caso. A única informação confirmada pela Polícia Civil dá conta que os clonadores estão detidos na Delegacia Especializada em Defraudações.

Mais de 60% das capitais brasileiras proíbem uso de sacolas plásticas em supermercados

Mais de 60% das capitais brasileiras – 17 das 27 capitais – aprovaram leis que proíbem ou que regulam o uso de sacolas plásticas em supermercados e outros estabelecimentos comerciais. Em pelo menos três capitais – Manaus, Fortaleza e Curitiba – há projetos tramitando na Câmara Municipal sobre o assunto. Entretanto, aprovar a lei não significa colocá-la em prática. Em diversas cidades há ações na Justiça para suspender a aplicação da norma.

Em Recife, a Justiça considerou inconstitucional a lei que obriga o fornecimento, por parte dos comerciantes, de sacolas oxibiodegradáveis (que contém um aditivo que causa degradação mais rápida). O argumento é que o município não pode legislar sobre matéria de meio ambiente. Essa competência, segundo a Constituição, cabe à União, aos estados e ao Distrito Federal.

O município de Recife recorreu da decisão. Se o pedido de recurso for acatado pelo Tribunal de Justiça local, a matéria seguirá para decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília. Enquanto isso, a ação fica suspensa.

Na maior cidade do país, São Paulo, a Justiça também considerou a lei inconstitucional. Entretanto, foi assinado um acordo com a Associação Paulista de Supermercados para que, até 3 de abril, os estabelecimentos forneçam caixas de papelão gratuitamente ou sacolas biodegradáveis por R$ 0,19 e ecobagspor R$ 1,80. A partir de 4 de abril, os consumidores deverão transportar suas compras em sacolas próprias.

O ideal, segundo o presidente do Instituto Sócioambiental dos Plásticos (Plastivida), Miguel Bahiense, é o uso racional das sacolas plásticas. Ele destacou que estudos mostram que sacolas plásticas têm melhor desempenho, inclusive no acondicionamento de lixo, do que outras embalagens.

“Num aterro sanitário 0,2% é sacola plástica, 65% são material orgânico. A saída é ter incineração, reciclagem energética. Dizer que as sacolas abarrotam os aterros sanitários é uma mentira deslavada”, disse. “É preciso ter sacolas resistentes e que seu uso envolva preservação ambiental e uso consciente”, completou.

Para a fundadora da Fundação Verde (Funverde), Ana Domingues, a solução é acabar com as sacolas plásticas e educar o consumidor a usar engradados ou sacolas retornáveis. Caixa de papelão, segundo ela, deve ser a última opção. “Já passou da hora de banir as sacolas. Não tem lógica usar um segundo pra fabricar um produto, usar por meia hora e demorar 500 anos para tirar do meio ambiente”, comentou.

Abandonar a sacola plástica tem sido a decisão de muitos consumidores, mesmo antes de leis regularem o assunto. A dona de casa Maria do Carmo Santos, por exemplo, diz que as sacolas retornáveis oferecem maior resistência, durabilidade e segurança para as suas compras. “Eu já abandonei o uso das sacolinhas de plástico há muito tempo. Elas poluem demais e sujam nossa casa. Eu até faço coleção dessas sacolas ecológicas que são lindas, práticas e duram muito mais do que as de plástico”, disse.

A dona de casa Graciana Maria de Jesus tem a mesma opinião. Para ela, as sacolas plásticas oferecidas no mercado não são de boa qualidade. “Essas sacolinhas de mercado não valem nada! Além de a gente passar raiva, porque rasgam com facilidade e nem para colocar no lixo servem. Comprei essa bolsa (ecobag) que dá para colocar mais produtos e para carregar é bem melhor”, disse.

Fonte: Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Izabaiao disse:

    Abandonar as sacolas plásticas sou perfeitamente de acordo, mais o consumidor pagar ao supermercado por ecobags ou qualquer outra coisa para trazer suas compras pra casa sou contra. Agora além do lucro que eles tem com os alimentos ainda vão embolsar uma grana considerável nas sacolas ecológicas. Imagine uma compra de mes. Quantas sacolas vou precisar? E quanto vou pagar pelas sacolas ?

Confira o que funciona e o que não funciona durante o feriado do Carnaval

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL Natal) informa que o comércio da capital vai funcionar de forma diferenciada neste carnaval. Na segunda-feira (20/02) o comércio fecha, pois comemora-se o dia do comerciário. Na terça-feira (21/03) e quarta-feira (22/02), o horário é facultativo, seguindo a tradição dos dias carnavalescos comemorados em todo o Brasil.

O comércio de rua terá funcionamento normal até o sábado (18/02), retomando suas atividades na quarta-feira (22/02). Já os shoppings terão abertura diferenciada. As salas de cinema terão sua programação exibida normalmente durante os dias de folia.

Os supermercados funcionam em seu expediente normal, exceto na segunda-feira (20/02), quando fecham em função do dia do comerciário, retomando suas atividades normais na terça-feira (21/03).

Os bancos também permanecerão fechados no carnaval. As agências fecham após expediente no dia 17 de fevereiro (sexta-feira) e só reabrem ao meio-dia da quarta-feira de cinzas (22/02), mas fecham em horário normal.

 

Segue o funcionamento dos principais pontos da cidade:

Comércio de Rua

Sábado (18/02) – Funcionamento normal.

Domingo (19/02), segunda-feira (20/02) e terça-feira (21/02) – Fechado.

Quarta-feira (22/02) – Funcionamento normal a partir das 12h, com abertura de alguns pontos já pela manhã.


Midway Mall

Sábado (18/02) – Funcionamento normal, das 10h às 22h.

Domingo (19/02) _ Segunda-feira (20/02) e Terça-feira ( 21/02)  fechado

Quarta-feira (22/02) – Funcionamento normal das lojas a partir das 12h.

O Cinemark funcionará normalmente no período de carnaval, e o Supermercado Extra abrirá na quarta-feira às 07h da manhã.


Natal Shopping

Sábado (18/02) – Funcionamento normal, das 10h às 22h.

Domingo (19/02) _ Segunda-feira (20/02) e Terça-feira ( 21/02)  fechado

Quarta-feira (22/02) – Funcionamento normal das lojas a partir das 12h.

 

Praia Shopping

Sábado (18/02) – Funcionamento normal das 10h às 22h.

Domingo (19/02) – Lojas e Quiosques das 15h às 21h e praça de alimentação a partir das 11h.

Segunda-feira (20/02) e terça-feira (21/02). Funciona somente praça de alimentação a partir das 11h.

Quarta-feira (22/02) – Funcionamento normal a partir das 12h.

 

Shopping Cidade Jardim

Sábado (18/ 02) – Funcionamento normal das 09hs às 21h.

Domingo (19/02), segunda-feira (20/02) e terça-feira (21/02) – Lojas e quiosques fechados.

Quarta-feira (22/02) – Funcionamento normal a partir das 12h.

 

Via Direta

Sábado (18/02) – Funcionamento normal, das 10h às 22h.

Domingo (19/02) _ Segunda-feira (20/02) e Terça-feira ( 21/02)  fechado

Quarta-feira (22/02) – Funcionamento normal das lojas a partir das 12h.


Natal Norte Shopping

Sábado (18/02) – Funcionamento normal, das 10h às 22h.

Domingo (19/02) _ Segunda-feira (20/02) e Terça-feira ( 21/02)  fechado

Quarta-feira (22/02) – Funcionamento normal das lojas a partir das 12h.

 

Centro da cidade

Os grandes magazines abrem no sábado 18/02) até às 18 h

Domingo (19/02) _ Segunda-feira (20/02) e Terça-feira (21/02) fechado

Quarta-feira (22/02) – Funcionamento normal das lojas a partir das 12h.

 

Supermercados

Sábado (18/02) – Funcionamento normal.

Domingo (19/02) – Funcionamento normal.

Segunda-feira (20/02) – Fechados em razão do dia do comerciário.

Terça-feira (21/02) – Funcionamento normal.

Quarta-feira (22/02) – Funcionamento normal.

 


Bancos

Segunda-feira (20/02) – Fechados.

Terça-feira (21/02) – Fechados.

Quarta-feira (09/03) – Funcionamento normal a partir das 12h.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Claudio disse:

    Faltou mencionar o horário de funcionamento do Parque das Dunas.  É bom lembrar que no ano passado o fechamento do local foi alvo de protesto de muitos natalenses.