Segurança do RN irá monitorar protesto nesta sexta em Natal intitulado “Greve Geral”

Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) irá monitorar o protesto intitulado Greve Geral, que acontece nesta sexta-feira (14), em Natal. Para isso, a Secretaria irá ativar, a partir das 14h, o Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR).

Estarão presentes: Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Civil, Instituto Técnico e Científico de Perícia, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana; Guarda Municipal.

“Greve Geral” convocada para esta sexta está mantida mesmo após liminar da Justiça, dizem centrais sindicais

Justiça determina 100% do Metrô no horário de pico. Foto: Tércio Teixeira (P)/Folhapress

A “greve geral” convocada para esta sexta-feira (14) está mantida, de acordo com líderes de centrais sindicais, mesmo após a Justiça ter concedido liminar que obriga o funcionamento do Metrô e da CPTM e a circulação de ônibus em São Paulo. A Prefeitura de São Paulo suspendeu o rodízio nesta sexta.

Segundo a Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM), a Justiça determinou que o Metrô mantenha 100% do quadro de funcionários nos horários de pico e 80% no restante do dia e, na CPTM, 100% do quadro de servidores em todo o horário de operação.

A pauta principal da “greve geral”, segundo centrais sindicais, é manifestar repúdio à proposta do governo para a reforma da Previdência, mas também estão entre as reivindicações maior geração de empregos formais, retomada do crescimento da economia e protestar contra o contingenciamento na Educação.

O presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Antonio Neto, afirma que a expectativa para a greve é que os trabalhadores da categoria de transportes mantenham a adesão. “A liminar é esdrúxula, vai contra a Constituição. Os trabalhadores decidiram por ela. Eles vão enfrentar a greve apesar disso”, disse.

Para Neto, a liminar não deve afetar a convocação da sexta-feira já que a ideia é que as categorias e a população parem. “Não estamos preocupados com a manifestação. Queremos as ruas vazias, o povo em casa.”

O secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves Juruna, ressalta que a convocação à greve não é só para o setor de ônibus, metrô e trem. Segundo ele, engloba todas as categorias. “Não estão fazendo greve para prejudicar a população. Não há motivo para gastar combustível e eletricidade se o povo não vai trabalhar. Com todo respeito aos juízes, foi precipitada a decisão.”

O presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, afirmou que a decisão de manter 100% do quadro de funcionários do Metrô e CPTM trabalhando no dia da greve é “incoerente com a legislação brasileira”. “Como podem exigir numa greve que se trabalhe 100% dos funcionários? Eu nunca vi isso, vamos tentar sensibilizar”, disse.

O posicionamento da UGT, segundo Patah, é tentar reverter a situação na Justiça até a meia-noite desta quinta-feira (13).

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, reforça que o setor de transporte estará de greve. Porém, ele afirma que, caso haja multa para a categoria, por causa da liminar concedida, o prejuízo financeiro será diluído entre todas as centrais sindicais, “em solidariedade”. João Juruna, da Força Sindical, também informou que o custo será diluído. “Se chegar multa para eles, as centrais vão discutir os valores e o que será feito.”

Com informações do R7 e Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. M. Vinicios disse:

    Estão praticando o seu melhor, a democracia. A diferença é que são Marxistas e acreditam que os patrões é quem têm a obrigação de sustentar os seus vícios. Um deles, não gostam de trabalhar!

  2. Luciana Morais Gama disse:

    Até hoje não entendo pq esse povo não vai pra Venezuela

    • Lourdes disse:

      Agora poff…

    • Anti-Robô disse:

      Quer dizer que todo mundo que protestar e fizer greve tem que ir para a Venezuela? Os coletes amarelos, o pessoal de Hong Kong, o verdadeiro panelaço argentino…
      É cada comentário…

    • Ivan disse:

      Ná Venezuela já acabou o dinheiro pra mamata, aqui ainda tem…

    • Aranha disse:

      Esses Minions falam cada besteira. Pqp

Trabalhadores do DETRAN param as atividades no dia 14 de junho em adesão à “Greve Geral” contra a Reforma da Previdência e em protesto ao Governo do Estado

Os trabalhadores do DETRAN/RN vão paralisar as atividades em todo o Estado no dia 14 de junho em adesão à Greve Geral contra a Reforma da Previdência e em protesto diante da falta de respostas do governo a pauta da categoria. A deliberação aconteceu em assembleia realizada na quinta-feira (06), na sede estadual do Departamento.

Segundo o diretor de comunicação do SINAI-RN, Alexandre Guedes, há um entendimento no conjunto dos trabalhadores do DETRAN que a Reforma da Previdência proposta pelo governo Bolsonaro é prejudicial a classe trabalhadora. Isso porque, entre inúmeros pontos, acaba com o regime previdenciário a partir da adoção da capitalização e fará com que os brasileiros se aposentem mais tarde, prolongando a carga de trabalho.

O sindicalista também conta que a categoria está insatisfeita com a demora por parte do governo do Estado em dar respostas a pauta de reivindicações: “Além da questão salarial, há também a questão de falta de condições de trabalho. O DETRAN está sucateado. Falta material para trabalhar, faltam funcionários no quadro, os locais são insalubres e até estão afetando a saúde dos trabalhadores. Devemos lembrar que o DE TRAN é um órgão que tem recursos para atender as demandas”.

Uma conversa entre o SINAI-RN e a direção do Departamento aconteceria em audiência que estava agendada para o dia 05/06. Contudo, o encontro foi remarcado para 12 de junho.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tico disse:

    No passado tinha mortadela e pão, agora só pipoca bokus!!!

  2. disse:

    Eles irão compensar as horas trabalhadas, né???
    Os demais funcionários públicos estaduais trabalham na sexta-feira. Ninguém foi liberado para ir fazer passeata de cunho meramente político disfarçada de "contra previdência" ou qualquer outra coisa…

  3. paulo disse:

    BG
    Fim-de-semana prolongado com a aquiescência de gorpi. Eita RN veio de guerra abandonado e vilipendiado. Não tem tido sorte com seus governantes, sempre de plantão um incompetente a lhe tanger.

  4. Ivan disse:

    Vão matar o expediente numa sexta-feira????

  5. Lopus disse:

    Se você quer castigar alguém, mande ela resolver alguma coisa no detran…

  6. Não Habilitado disse:

    E estava funcionando?

  7. Anti-Comunista disse:

    ESSE É O SERVIÇO PÚBLICO. DINHEIRO PÚBLICO.

  8. Ana Paula disse:

    Realmente ninguém entende esses sindicatos, não vê a situação do estado, na linguagem deles o q o Detran arrecada sacrificando o contribuinte tem q ser p pagar as mordomias deles não tem q sobrar nada p estado investir ou pagar outras categorias, já não basta o governo anterior q aumentou todos os serviços do Detran p bancar vale alimentação p eles e c agravante pago em DH não tem cartão alimentação, facilitando assim a compra de qualquer coisa menos alimento aí inclui bebida etc. O favorecimento de aumento do eles parece q o estado funciona só c o Detran. Tá na hora do governo mostrar o lugar desse pessoal.

  9. Marcos disse:

    E tava funcionando?

Doria chama de ‘vagabundos’, ‘preguiçosos’ e ‘pelegos’ os trabalhadores que aderiram à “greve geral” desta sexta

Vestido de gari, prefeito João Doria varre a Avenida Paulista para divulgar ações de zeladoria (07/01/2017) – Edilson Dantas / Agência O Globo

O prefeito de São Paulo João Doria (PSDB) chamou de “vagabundos”, “preguiçosos” e “pelegos” os trabalhadores que aderiram à greve geral desta sexta-feira, em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência. Em entrevista à Rádio Jovem Pan, o tucano afirmou que vai cobrar multas dos sindicatos de motoristas de ônibus, que resolveram cruzar os braços, e cortar o ponto dos servidores municipais que faltarem ao serviço.

— Acordo cedo e trabalho. Não sou grevista, que dorme, é preguiçoso e acorda tarde. Eu não sou Jaiminho, não — afirmou o prefeito, fazendo referência ao personagem Jaiminho carteiro, do seriado mexicano Chaves.

Ao final da entrevista, Doria comentou a tentativa de manifestantes de bloquearem sua saída de casa:

— Volto a dizer a esses grevistas, que quiseram inclusive bloquear meu acesso, que acordem mais cedo. Vagabundos! Porque o prefeito acorda cedo. Da próxima vez acordem mais cedo se quiserem bloquear o acesso do prefeito ao seu espaço de trabalho.

A cidade de São Paulo amanheceu sem nenhum serviço de transporte funcionando nesta sexta-feiraFuncionários de trem, metrô e ônibus decidiram não trabalhar. O prefeito lembrou que a Justiça havia determinado, na quinta-feira, que 80% dos ônibus deveriam estar em circulação.

— Vamos cobrar as multas daqueles sindicatos que romperam a ordem e a determinação da Justiça. Meio milhão de reais foi a multa determinada para a paralisação do transporte de ônibus que não garantisse pelo menos 80% dos ônibus. Se não pagar, vamos cobrar judicialmente.

No decorrer da entrevista, o prefeito não poupou críticas aos sindicalistas:

— Uma parte desses que promovem greve estão aí há dez, 30 anos, fazendo política partidária. muitos enriqueceram, tem casa de luxo, carro de luxo ,às custas do trabalhador e daquele que é obrigado a pagar contribuição sindical. Num momento em que precisa de apoio para gerar emprego, não tem. Para gerar greves, aparece tranporte, lanchinho e facilidades. Uma vergonha.

Além de cobrar multa dos sindicatos, Doria pretende cortar o ponto de servidores municipais que não forem ao trabalho. Segundo ele, funcionários da Prefeitura Regional de Pinheiros não foram para casa na noite de quinta-feira e dormiram no trabalho “para que hoje pudessem estar ali trabalhando”.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Milton Domingues Gomes disse:

    Brasil volta 100 anos na legislação trabalhista psdb PMDB pt não importa o partido e um ninho de cobras onde cada dia teremos mais leis sendo criada para afundar a sociedade ou o exército entra e fuzila essa corja ou caminharemos rumo a morte por sermos vagabundos essa é a visão do governo para quem contribui 40 anos de INSS

  2. Antonio Dantas disse:

    collor fantasiado

  3. Roberto disse:

    Interessante que, quem financia o PSDB é a rede esgoto de televisão. Acabei de cancelar a assinatura da SKAY, um dos braços imundos da esgoto de televisão. Mais 05 pessoas de minha família, também vão cancelar essa imundice.

  4. Bolsonaro 2018 disse:

    Bota quente nos mortadelas prefeito

  5. Roberto disse:

    Esse monstro quer ser presidente do Brasil. Nunca será.

  6. Maria disse:

    Owwwwww meu Deus como é "humilde", é muita hipocrisia mesmo, rouba tanto quantos os outros, vagabundo é ele que se faz de bonzinho para tirar dos mais pobres, sem contar que esculacha quem o elegeu.

  7. antonio disse:

    Caros amigos , boa tarde a todos! É importante que a luta pelos direitos esteja acima de ideologia partidária. O que vejo que aos poucos a turma da lava jato estão usurpando os nossos direitos sem que haja qualquer debate a respeito. Estamos nas mão de uma turma que torraram a riqueza da nação e nos brasileiro assistimos passivamente como se fosse normal a falta das necessidades básicas. E então vamos continua jugando uns aos outros e fortalecendo a lava jato?

  8. Carlos Bastos disse:

    Pense num Prefeito babaca, ficou rico nas custa dos governos do PSDB em vários estado e gosta de ficar falando besteira.

  9. zedetoim disse:

    SE JOGAR UMA CARTEIRA DO TRABALHO NO MEIO DESSES MANIFESTANTES,CORREM TODOS,É PIOR QUE UMA BOMBA DE EFEITO MORAL!!!!…..rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsr

  10. Eli disse:

    Ele teve uma crise de pelanca. …mais umase 30 sessões de botox devem resolver…kkk

  11. #MITO NELES disse:

    oxxii esta certo. os valores estão invertidos… hj é dia de trabalho minha gente

  12. greg disse:

    Não amigos…estamos lutando pelos seus diretos…podem ficar aí no blog destilando ódio. Estamos lutando por vocês também….forte abraços a todos. Não pela reforma de Previdência e Trabalhista que na minha visão em grande parte tá errada…só em alguns pontos está certo…então vamos protestar sim.

    • Macron Vieira disse:

      ESTÃO NÃO Greg, vocês lutam apenas pela permanência dos sindicatos que já deveriam ter acabado a muitos anos. Nenhum trabalhador quer ver pneus queimados nas ruas impedindo o direito de deslocamento dos outros. Nenhum trabalhador que ver barreiras em trilhos de trem que podem provocar um terrível acidente. Nenhum trabalhador pactua com o vandalismo de vocês.
      A CUT, MST, TMST NÃO representam os trabalhadores, são marionetes sustentadas pela esquerda.

    • EDINHO disse:

      IMPOSTO SINDICAL OBRIGATÓRIO PRA SUSTENTAR VAGABUNDO? ORA VÃO SE CATAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  13. Eduardo Cosme. disse:

    Mais um pilantra! !!! Querendo aparecer !!!!

  14. ANA CATARINA disse:

    Mas é muito demagogo. Se vestir de gari e ir pras ruas? Ai que nojo desse homem.

  15. Ceará Mundão disse:

    Interessante observar como tem poucos petistas comentando hoje no blog. Já devem ter partido pro feriadão (4 dias), q eles criaram com essa paralização. Duvido alguém assistir uma aula hoje em alguma universidade pública. Até escolas particulares aderiram. E os pais pagando pela falta de aula. Estamos vivendo o tempo dos absurdos no Brasil.

  16. Carlos Capone disse:

    E quando ele convocou greve para o Fora Dilma? Era vagabundo e pelego tb?

    • Ceará Mundão disse:

      Claro q não. Até pq quem participou realmente trabalha e faz suas manifestações nos feriados. Sacrificaram seus domingos, como vimos muitos.

    • Potyguar disse:

      Exato. Não sou nem nunca fui petista nem muito menos comunista, mas essa é a grande prova que cada político só olha para seus umbigos e seus intere$$$es, estejam eles á esquerda, direita ou centro.
      Não sejamos cegos nem ingênuos, por favor.

    • Ceará Mundão disse:

      Os "coxinhas" não fizeram greve, "cumpanhero". Sacrificaram seus domingos. Os vagabundos fazem seus movimentos em dias úteis. E ainda atrapalham os outros, usando a violência física e a arruaça.

    • Carlos Capone disse:

      E outra..Também trabalho hoje até duas da manhã e não aderi à greve. Contudo, quero meus direitos trabalhistas preservados e não quero trabalhar até morrer pra sustentar político vagabundo que só trabalha 8 anos, nem sindicato pelego que se mantém às minhas custas. Essa galera precisa entender que a corrupção no brasil é ambidestra, nosso estado está sucateado e não é culpa do PT, basta ver quem são nossos "representantes" e em quais roubalheiras estão envolvidos. Não é de hoje, amigos e remete a muito antes do PT. Lembrem-se que muitos deles citados na lava jato estavam na marcha contra a corrupção aqui na cidade faz bem pouco tempo. Ficaram ricos e poderosos ao longo das décadas em detrimento do sofrimento do trabalhador potiguar e seu esforço medonho para transformar esse maravilhoso e lindo estado num lugar melhor. Não pra mim, mas para nossos filhos, netos! Não se trata apenas de imposto sindical, mas da dignidade do trabalhador que tanto se esforça para ter uma vida digna, honesta! Vejam quem é o relator da reforma trabalhista e em quais escândalos de corrupção está envolvido. No STF são 3!

  17. Ceará Mundão disse:

    Correto, prefeito. Bando de vagabundos arruaceiros. Usam a violência como único argumento. Impedem os trabalhadores de chegar ao trabalho, sabotam metrôs (em SP, penduraram uma corrente na fiação elétrica prá parar o metrô), impedem passageiros de embarcar em seus vôos, fecham escolas (a educação tá dominada)…

FIERN emite nota sobre ato desta sexta-feira

Manifestações sobre quaisquer temas são legítimas e garantidas pela Constituição. Mas, da mesma forma que assegura a liberdade de expressão e de manifestação, a Constituição garante o direito de ir e vir do cidadão e a proteção aos patrimônios público e privado.

Não será com intimidação ou violência que construiremos um Brasil mais justo e democrático. A hora é de trabalhar e gerar empregos para os mais de 13 milhões de pessoas que aguardam uma oportunidade.

Portanto, contamos que nesta sexta-feira, 28 de abril, seja respeitado o sagrado direito de trabalho dos brasileiros e que as empresas possam funcionar em sua plenitude. O setor industrial potiguar irá produzir normalmente nesta sexta-feira, dando assim sua contribuição para fortalecer a economia, gerando emprego e renda e ajudando o país a vencer a crise.

O estado de direito democrático impõe a toda sociedade direitos e deveres. A Constituição é muito clara quanto aos limites do que pode e não pode. E para que a ordem legal não seja rasgada, com prejuízos a todos, é imprescindível que nos pautemos pela observância às leis, mas também pelo bom senso e respeito às decisões e opiniões individuais.

Entendemos que o mundo mudou e o Brasil precisa de reformas, sob riscos de ficar condenado ao subdesenvolvimento e pobreza. Nesse contexto, reafirmamos a importância do equilíbrio das contas públicas, da modernização das relações do trabalho e de um debate responsável, sem radicalismos, sobre a previdência social. Aliás, empregados e empreendedores, certamente, desejam os mesmos resultados, enfim, um país mais justo, pacífico e desenvolvido, com trabalho, diálogo e entendimento.

Amaro Sales de Araújo

Presidente do Sistema FIERN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Blue disse:

    Conta outra. As reformas tiram direitos dos trabalhadores. O povo brasileiro é pacifico demais, pois o correto seria quebrar tudo, a começar pelo Congresso Nacional.

  2. Marcos Felipe disse:

    Só o Patinho da Fiern pode rasgar a constituição…

  3. João Henrique disse:

    Acho lindo essa expressão: "modernização das relações de trabalho", rsrs. É muita criatividade em defesa do capital!!!

  4. HENRIQUE disse:

    Por que a FIERN não reclama do carnaval, carnatal e semana santa, o Brasileiro é muito acomodado, tendo cerveja, um espetinho, futebol e BBB o resto que se exploda. e o fumo entrando com força.

  5. vilanir disse:

    muita gente faz protestos sem nem saber pelo o que está protestando. um dos grandes interessados nesse protestos são os sindicatos que vão perder a mamada.

    • EMILSON disse:

      Sindicalistas odeiam o trabalho e querem com esse movimento aproveitar o Super Feriadão. Somente isso amigo!

  6. vilanir disse:

    Muito bem. O país precisa produzir pra tirar o pé da lama.

    • Web disse:

      O pessoal ainda não se atentou para o mais importante, o que mais impacta na hora de contratar uma pessoa: não é só devido a insegurança jurídica. O que maior peso na decisão de contratar ou não é o custo que se paga atualmente para formalizar o empregado. Absurdo. Não vejo essa reforma como solução para o problema do desemprego.

“Greve geral”: As categorias que vão parar em cada estado do Brasil

Protesto contra a reforma da Previdência em Brasília (José Cruz/Agência Brasil)

Grandes categorias dos 27 estados brasileiros já aderiram à greve geral desta sexta-feira, dia 28, contra as reformas da previdência e trabalhista propostas pelo governo de Michel Temer (PMDB). Metroviários, ferroviários, bancários, professores, metalúrgicos, correios, químicos, e funcionários de outros setores devem paralisar suas atividades por 24 horas.

A organização do protesto foi convocada por nove centrais sindicais. São elas: CUT, CTB, Intersindical, CSP-Conlutas, UGT, Força Sindical, Nova Central, CSB e CGTB.

Veja na lista abaixo as categorias profissionais das CUT que vão participar da greve geral em cada estado brasileiro. Vale lembrar que categorias ligadas a outras centrais e sindicatos independentes também aderiram à greve:

Veja demais estados aqui

Exame

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Julio Cesar disse:

    "Privatizar e desnacionalizar monopólios serve apenas para aumentar os ganhos de rentistas nacionais e estrangeiros e endividar o país. O desmonte do país só levará à dependência colonial e ao empobrecimento dos cidadãos, minando qualquer projeto de desenvolvimento".

  2. Jonas disse:

    A economia brasileira já viveu muitos ciclos de crescimento mantendo as leis trabalhistas; “Até a ditadura militar conviveu com a CLT”.

  3. Paulo disse:

    Após 13 anos de PT,qual brasileiro gosta de trabalhar????????

    • JCabral disse:

      Eu!! Apenas não aprovo uma reforma para muitos e menos para a minoria…

  4. marcio disse:

    Q greve que feriado que nada!!! Vamo trabalhar companheiros!!!!!

  5. Sérgio Nunes Oliveira disse:

    Vamos combinar:
    "A desonestidade dessa campanha sindical, orquestrada pelo PT, é evidente por si mesma. O partido que governou o Brasil por mais de uma década e é diretamente responsável pelo colapso da economia – sem falar do colapso moral – lidera um movimento destinado justamente a sabotar as únicas soluções possíveis para a crise que os próprios petistas criaram. O PT, ao mesmo tempo que está organizando a tal greve, tratou de lançar um “plano econômico”, batizado de Seis Medidas Emergenciais para Recuperação da Economia, do Emprego e da Renda. Mais uma enrolada bem planejada. Lá estão, uma a uma, as mesmíssimas medidas que condenaram o Brasil a três anos de profunda recessão, que quase levaram o Estado à bancarrota e que criaram mais de 13 milhões de desempregados. O PT quer voltar a privilegiar empresas amigas do governo; “aumentar o comércio Sul-Sul, principalmente os Brics”, impedindo, por questões ideológicas, que o Brasil faça acordos comerciais muito mais vantajosos; e “investir em infraestrutura para uma economia dinâmica e eficiente”, o que, no governo petista, equivaleu a destinar bilhões de reais para projetos superfaturados que mal saíram do papel e levou a operação lava jato, multiplicando por 100 o faturamento de empresas como a Odebrecht, OAS, Camargo Correia e outras.
    Chegam ao cúmulo de falar na “recuperação” da Petrobrás, impedindo – atenção – “a fragmentação, destruição e privatização da Petrobrás”, como se a estatal não tivesse sido rapinada, desmontada e arruinada justamente pelos petistas.
    A desfaçatez é, portanto, total. O PT, fragorosamente derrotado nas urnas e expelido do poder por ter legado à Nação uma crise econômica sem precedentes e um descomunal escândalo de corrupção, se dá a cara de pau, de acredita-se em condições morais de denunciar um governo que, a duras penas, luta para consertar uma parte do estrago deixado pelo PT. E é espantoso que haja quem, por vício sindical ou político, por necessidade ou ignorância, aceite engrossar esse movimento, deixando de refletir sobre os efeitos nefastos que a rejeição das reformas de Temer teria para o conjunto da sociedade.
    Ao governo cabe manter a firmeza de propósitos, sem se intimidar pela delinquência daqueles que usam os “direitos do trabalhador” para golpear os trabalhadores pelas costas".
    Essa greve só interessa aos sindicatos que estão vendo a boquinha acabar e seus membros terão que voltar a trabalhar – desespero total.

  6. junior disse:

    Kedma, com a reforma, você já fez uma previsão com quantos anos e com que valor irá se aposentar, se trabalhar na iniciativa privada talvez se aposente com 1 ou 2 salários mínimos,.

  7. kedma disse:

    Muito interessante, uma greve geral em plena sexta feira bem próximo a um feriado, a estrategia feita por esses sindicatos foi bem proposital, ou seria mera coinscidencia?

Nota Sethas-RN – “Greve geral”, sobre funcionamento das Centrais do Cidadão

NOTA

Natal-RN, 26 de abril de 2017.

Considerando a greve geral amplamente divulgada pela imprensa, marcada para esta sexta-feira (28), aliada à paralisação dos serviços de transporte público e a expectativa de ocorrência de manifestações sociais de grandes proporções, o que pode trazer entraves no atendimento à população e no deslocamento dos servidores, a Secretaria de Estado do Trabalho da Habitação e Assistência Social (Sethas-RN) determinou que não haverá expediente nas unidades das Centrais do Cidadão na referida data. O atendimento será retomado normalmente no próximo dia 2 de maio, exceto na Central do Via Direta, em Natal, que já funcionará no sábado (29).

Policiais civis do RN paralisam atividades na sexta-feira, dia 28

Os policiais civis do Rio Grande do Norte vão cruzar os braços, na próxima sexta-feira, dia 28 de abril. A categoria vai se unir a outras classes trabalhadoras na Paralisação Nacional contra a Reforma da Previdência e a Reforma Trabalhista.

De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis do Rio Grande do Norte, a paralisação dos Agentes e Escrivães no Estado será de 24 horas. Com isso, na sexta-feira, apenas as delegacias de plantão estarão funcionando em Natal e no interior.

“Os policiais civis, assim como a maioria dos trabalhadores brasileiros, vão parar em protesto contra os ataques feitos pelo Governo Federal, com essa proposta de Reforma da Previdência, bem como contra a reforma trabalhista. Ambas com objetivo de tirar direitos da classe trabalhadora”, comenta Paulo César de Macedo, presidente do SINPOL-RN.

Além disso, ele lembra que os policiais civis do RN vão protestar contra o Governo do Estado que também tem atacado os servidores públicos com os atrasos de salários, que já passam de 15 meses, e com o não atendimento das pautas de reivindicações.

“Os policiais civis do Rio Grande do Norte esperam, desde 2015, que o Governo do RN apresente soluções para a pauta de reivindicações que foi entregue ao governador, visando reestruturação da Polícia Civil e valorização dos Agentes e Escrivães. Mas, ao contrário disso, estamos sofrendo com meses seguidos de salários atrasados”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. JSL disse:

    Tem que parar a PM e os BM, todos na mesma luta!

  2. ANA BEATRIZ disse:

    Tem mais é que parar mesmo, pois os policiais civis estão recebendo seus salários com um mês de atraso e ainda por cima dividido em suas parcelas, o que gera um desconforto no orçamento familiar. Sem falar nas péssimas condições de trabalho da categoria.

  3. Luiz disse:

    PARABÉNS AOS POLICIAIS CIVIS. SEXTA-FEIRA O BRASIL VAI PARAR! TODOS CONTRA AS REFORMAS IMPOSTAS PELO GOVERNO GOLPISTA. #ForaEmpresáriosPolitiqueiros

CUT anuncia Greve Geral para abril, e sindicatos prometem paralisações contra terceirização no dia 31, em mobilização nacional

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) anunciou uma greve geral para abril e mobilização nacional no próximo dia 31 contra o projeto de lei que libera a terceirização de todas as atividades das empresas, aprovado na noite desta quarta-feira, 22, no plenário da Câmara dos Deputados.

Sindicato com milhares da trabalhadores associados, filiados e em sua base, a CUT pretende “denunciar o golpe promovido pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM)”, o que chamaram de “manobra espúria” como diz em nota de repúdio divulgada nesta quarta.

Herança do governo Fernando Henrique Cardoso, o Projeto de Lei (PL) 4.302/1998 foi encaminhado à Câmara ainda em 1998 e aprovado pelo Senado em 2002. Após 15 anos, com aprovação de 231 deputados, o projeto segue para sanção do presidente da República em sua forma original, que prevê a contratação terceirizada sem restrições, inclusive na administração pública.

Leia a nota da CUT:

“A Central Única dos Trabalhadores (CUT-Brasil) vem a público denunciar o golpe promovido pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), com a votação a toque de caixa do PL 4302 que permite a terceirização de toda e qualquer atividade das empresas.

Um golpe, uma manobra espúria, pois tal PL 4302, proposto em 1998 no governo de Fernando Henrique Cardoso e que, depois de passar no Senado, ficou engavetado. O PL 4302 só foi ressuscitado agora, quando o PL 4330, aprovado na Câmara em abril de 2015, havia provocado um substitutivo global do senador Paulo Paim que proibia a terceirização das atividades-fim das empresas, tal como era o entendimento consagrado pela Justiça do Trabalho, e iria ser votado no Senado.

Rodrigo Maia, pressionado pela CUT e outras centrais sindicais, havia se comprometido em 13 de março passado a suspender a votação do PL 4302 por pelo menos 30 dias, para que o debate sobre a terceirização pudesse ser feito em toda a sua dimensão. Num verdadeiro “passa moleque”, o presidente da Câmara não honra o compromisso assumido com as centrais e submete a voto um PL que é, na prática, uma mini-reforma trabalhista regressiva que permite a terceirização de todos os trabalhadores e todas as trabalhadoras, atacando todos os seus direitos como férias, 13º Salário, jornada de trabalho, garantias de convenções e acordos coletivos.

Apoiando-se numa maioria de deputados golpistas e corruptos, atendendo à pressão de empresários que querem flexibilizar direitos e precarizar as relações de trabalho para aumentar os seus lucros, como Paulo Skaf da FIESP e seu infame “pato” usado na pressão pelo golpe do impeachment contra a presidenta Dilma, a Câmara dos Deputados acaba de cometer mais um golpe contra os direitos da classe trabalhadora, na noite deste dia 22 de março. Uma vez aprovado na Câmara, o projeto de lei vai diretamente à sanção do ilegítimo presidente Michel Temer.

A CUT não reconhece qualquer legitimidade nessa votação, feita na calada da noite e a toque de caixa, da atual Câmara dos Deputados, desmoralizada diante da opinião pública nacional e internacional pelos sucessivos atropelos de sua maioria à democracia e aos direitos da classe trabalhadora.

A CUT conclama toda a classe trabalhadora, as demais centrais sindicais, todos os setores da sociedade que compreendem que os direitos trabalhistas são parte essencial dos direitos humanos, á mais ampla mobilização para derrotar, nas ruas e locais de trabalho esse golpe desferido com a aprovação da terceirização em todas as atividades das empresas, abrindo a via para transformar empregos formais e regulamentados, em “bicos” de trabalho precário, temporário e parcial , com salários e direitos rebaixados, inclusive na administração pública.

A CUT confia na capacidade de luta de nosso povo e da classe trabalhadora, demonstrada na grande jornada de 15 de março passado contra o desmonte da Previdência e os ataques aos direitos trabalhistas. Vamos combater a terceirização ilimitada, a PEC 287 (Reforma da Previdência) e o PL 6787 (Reforma Trabalhista) que rasga a CLT,

A CUT indica a realização da Greve Geral de toda a classe trabalhadora no próximo mês de abril e convoca desde já um Dia Nacional de Mobilização em 31 de março”

O Povo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Assisportomirin disse:

    malandragem=sindicato

  2. joao disse:

    A CUT vai causar desemprego por motivo eleitoreiro. CUT = PT.

  3. Arthur disse:

    O próximo passo deverá ser o fim da contribuição sindical obrigatória!!

    • Ric disse:

      Pelo fim da contribuição sindical assino embaixo e ainda faço campanha.

  4. Fran disse:

    A bagunça dessa corja vai ser grande!
    O trabalhador que depender de transporte público, podem se preparar!

    • Sávio disse:

      Essa corja é que está tentando defender os seus interesses. Prefiro caos no transporte público para protestar do que aceitar calado um desmando deste, que é essa lei da tercerização. Essa sim é um mal verdadeiro da corja da classe política.

    • Rodrigo Duarte disse:

      Essa corja não tá nem aí para a terceirização, só estão com raiva do fim da contribuição sindical obrigatória e vão fazer baderna com a desculpa da terceirização.

Presidente do PT convoca militância para greve geral nesta sexta

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, convocou a militância para aderir a uma greve geral “contra o golpe” e o governo interino de Michel Temer no dia 10 de junho. Em artigo semanal, publicado no site do partido, o petista pede auxílio do movimento sindical na preparação do ato.

“Duas decisões importantes na mais recente reunião da Comissão Executiva Nacional, realizada dia 31 de maio. A primeira, que dá continuidade à nossa participação na luta contra o golpe do vice usurpador, conclama a militância a empenhar-se para a grande mobilização nacional do dia 10 de junho”, escreveu Rui Falcão.

A segunda resolução, segundo o dirigente, trata do calendário para a realização do Encontro Nacional Extraordinário, marcado para os dias 9 a 11 de dezembro.

Junto com movimentos sociais e sindicais, os petistas organizam para esta semana uma série de protestos contra Temer e a favor da presidente afastada Dilma Rousseff em nível nacional.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por exemplo, participa nesta segunda-feira, no Rio, de ato organizado pelo Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas. O evento vai lançar a campanha “Se é público é para todos”.

Além de Lula, participarão a filósofa Marcia Tiburi, o cientista político Emir Sader, o advogado e professor de direito tributário Ricardo Lodi, o economista e fundador do MST João Pedro Stédile, o geólogo e ex-diretor da Petrobras Guilherme Estrella.

Hoje também acontece, em Brasília, o 2º ato em defesa do mandato de Dilma. A concentração será na Praça dos Três Poderes, a partir das 18h30. Ao longo da semana, ainda ocorrerão outras manifestações.

UOL, com Valor Econômico

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nosdliw disse:

    Primeiro de abril não já passou?
    Esse Rui Falcão só quer ser Tiririca.
    kkkkk

  2. Coelho disse:

    Ainda tem alienados defendendo Dilma, Lula e PT? O que essa gente ainda quer ver? Não basta saber o número de desempregados? Não basta saber que todas as denúncias, delaços e remais estragos no PT vieram dos correligionarios, comparsas e aliados arrependidos? Não foi ninguém de fora, foi fogo amigo mesmo. Assim, o que quetem mais? Wue o Brasil exploda de vez? Paciência.

  3. Marcos disse:

    Se é para prejudicar o público de uma maneira geral, e se é puramente um movimento político. E lamentável.
    Deve-se multar pesadamente essas entidades irresponsáveis, já que é prejudicial ao povo e a nação brasileira

  4. João Batista - ZN disse:

    Acho legal, será agora e nas próximas eleições uma prova se o PT ainda tem alguma força…

  5. Alguém disse:

    É piada, não?

  6. Joca disse:

    Corja de vermes

  7. Luciana Morais Gama disse:

    Contra a roubalheira na PETROBRAS e os 12 MILHÕES DE DESEMPREGADOS não vi até agora ninguém protestar.

    • Brasil, Meu país NÃO será dos fascistas (Original) disse:

      Contra o governo golpista cheios de bandidos, inclusive gravados, nao vi nenhum coxinha reclamar.

  8. Rômulo disse:

    É o povo nas ruas lutando contra o desgoverno golpista e a ameaça das conquistas sociais da última década! Fora, Temer!

  9. Charles disse:

    Kkkkk. Vai meia dúzia de alienados. Fica na tua urubu sem asas. Kkkkkk

  10. sergio dias disse:

    Quem vai dá ouvido a esse sem futuro? Engraçado, greve geral contra o desemprego , contra a alta da inflação, contra a alta do juros, do defícit publico. tudo produzido pelo PT, só pode ser. Agora Lula, falar em seminário em defesa da empresa pública com o tema " se é público é para todos" é mais uma piada criada pelo PT. Devia ser, " se é publico é bom para o PT"

Rosalba iniciará 2014 enfrentando greve geral dos servidores

Pra quem apostava que a situação da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) não poderia ficar pior, o fundo do poço ainda não chegou. O ano de 2014 já iniciará complicado para a democrata.

Além de enfrentar 90% de rejeição popular, ter ficado isolada politicamente e iniciar o ano em uma crise de relacionamento com o legislativo e judiciário, a governadora vai enfrentar a ira dos servidores.

Os Sindicatos dos Servidores da Saúde do Estado (Sindsaúde/RN), dos Trabalhadores da Educação (Sinte/RN), dos Policiais Civis (Sinpol/RN) e dos Servidores da Administração Indireta (Sinai) se preparam para iniciar o ano com uma greve geral.

A situação de Rosalba está cada vez mais complicada. Sem apoio político, com relações institucionais abaladas, rejeição popular e ainda em guerra com os servidores, a candidatura à reeleição vai se mostrando totalmente inviável.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. sos saude disse:

    Essa chapa terá o apoio do senador de hum milhão de votos.

  2. Gilberto Sá disse:

    Injustiça isso! Qual a razão de greve?
    Existe alguma reinvidicação dos servidores não atendida?
    Existe algum serviço público descontinuado?
    Existe fornecedor sem receber o pagamento pelo serviço prestado ou produto entregue?

    Numa lista curta vamos lembrar das centrais do cidadão funcionam bem, o programa do leite que está a todo vapor, os serviços públicos são maravilhosos, não falta médico, não falta UTI, não falta professor, não falta policial, o barriga cheia só melhora, existem milhares de obras públicas nos quatro cantos do Estado, as secretarias estão muito bem aparelhadas, não falta recurso de custeio aos órgãos, os planos de cargos foram implantados, a distribuição de sementes vai bem, enfim tudo anda bem demais ou não?
    Será que minha memória falhou? Estou falando de outro Estado? Será que pirei?

    Tudo no Governo vai bem demais, todos estão satisfeitos, do servidor ao fornecedor ou não?

  3. Sergio Nogueira disse:

    Ano que vem a chapa deve ser Rosalba para o Governo, Micarla vice e Aldo Tinoco para o Senado.