Economia

Reuniões para discutir novo decreto sobre medidas restritivas no RN devem até fim do dia

Desde o início da manhã desta quarta-feira(17) que membros do Governo do Rio Grande do Norte e de diversas entidades estão discutindo o conteúdo do novo decreto que vai tratar sobre restrições com vistas a combater o avanço da pandemia do novo coronavírus no estado. Entre concordâncias e discordâncias, informações de bastidores dão conta que a tendência é que o debate sobre o tema siga até o fim do dia e que o novo decreto seja publicado ainda nesta quarta-feira.

Informações dão conta que apesar do comitê científico ter recomendado uma ampliação nas restrições, há também a chance de que o atual decreto, que está em vigor até o fim deste dia 17, seja prorrogado, posicionamento, que é o pedido por parte do setor do comércio de Natal.

Por ora, o estado não cogita um lockdown. Entre alternativas de novas medidas restritivas estão a ampliação do horário de toque de recolher e até dia de toque de recolher integral é cogitada.

Em meio a discussão e impasses entre Estado e Prefeitura do Natal, um dos principais pontos está relacionado às escolas, onde o Executivo municipal vai decidir se determina ou não a suspensão de aulas presenciais neste momento.

Opinião dos leitores

  1. Se for para fechar …que feche tudo…farmácia , supermercados , padarias ( ou esses funcionários não pegam a coringa?) ….e que os entregadores também não possam ficar por aí zanzando entregando delivery , e as rádios e tvs também , pois os funcionários dessas empresas precisam se preservar …e por final ficamos também sem internet ….vamos deixar só um bico de luz e água racionada …assim todos irão ter a mesma sensação , pois a tempestade eh para todos , porém não estamos no mesmo barco

  2. O prefeito ainda cogita liberar aulas presenciais? O povo morrendo …Médicos dando massagem cardíaca na calçada da upa satélite.Esse prefeito ama demais empresários e não a vida.

    1. Uma coisa aprendemos com 1 ano de vírus: o vírus evoluiu, nós, como sociedade, não!

  3. Se for para manter esse mesmo decreto era melhor nem ter feito nada, estamos vendo que nao está trazendo nenhum beneficio, aliás desde o dia em que foi implantado só vem aumentado os casos e uti´s super lotadas. GOVERNADORA, não seja como a gestao municipal, que parece que quem comanda são os empresários, priorize a vida.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Ala do STF vê decisão do caso Lula “nebuloso” e acredita que vai gerar muita “discussão” no plenário

Foto: Douglas Mano/AFP

Depois de a Procuradoria Geral da República (PGR) recorrer, uma ala do Supremo Tribunal Federal (STF) avalia que a decisão do ministro Edson Fachin de anular as condenações do ex-presidente Lula será mantida. Mas há ministros que afirmam que o tema é “nebuloso” e vai gerar muita “discussão” no plenário.

Nesta sexta-feira (12), a PGR recorreu da decisão de Fachin. Pediu que as condenações sejam mantidas e as quatro investigações, sobre o triplex do Guarujá, sítio de Atibaia, doações e terreno do Instituto Lula, continuem com a 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, que cuida dos inquéritos da Lava Jato.

O pedido da PGR será inicialmente analisado por Fachin, que vai recusar. Aí, o tema seguirá para o plenário. Depois disso, caberá ao presidente do STF, Luiz Fux, marcar a data do julgamento.

Na avaliação de uma ala do Supremo, já há várias decisões do STF, principalmente da segunda turma do tribunal, tirando de Curitiba inquéritos que não estejam relacionados somente com a Petrobras.

Ministros dessa ala lembram ainda que a decisão de agora veio exatamente de um colega, Fachin, que defende a Lava Jato e sempre foi voto vencido nestes casos.

Alguns ministros do STF, porém, evitam cravar uma tendência para a decisão do plenário, quando a decisão de Fachin chegar ao pleno para análise. Segundo esses ministros, o caso é “nebuloso”, devendo gerar muita discussão entre os integrantes do Supremo.

A PGR argumentou, por exemplo, que casos que tenham relação com a Petrobras, mesmo podendo envolver outros órgãos públicos, deveriam permanecer na 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba. Principalmente se as denúncias já foram realizadas e alguns casos até julgados. O que é uma posição de alguns ministros do STF.

Blog do Valdo Cruz – G1

Opinião dos leitores

  1. Estou querendo comprar uma mansão de uns seis milhões. Negocio com dinheiro público e chocolates rachados.

    1. Quem mais ordem que pintar meio-fio?
      E comer picanha?
      E bacalhau?
      E Heineken?
      É muito ordem gado.

  2. Caso complicado.
    Viraram uma caixa de maribondos.
    Esta eleição estava bem encaminhada para Moro e ate mesmo Doria.
    Poderemos ter um azarão correndo por fora.Bom de gogo,debate,versa e canta.
    Um artista…

  3. E bota nebuloso nisso.
    Pense numa novela que vai ter vários capítulos.
    Rapaz!!
    Pra onde as coisas estão descambando, agente não sabe nem se vota em 2022.
    E não é por causa do covid 19 não viu negada.
    É recados que ja estão surgindo por aí, estou torcendo pra ser uma opinião, um fato isolado e que não chegue em outras cabeças que defenda a mesma coisa.
    Vomos torcer, pra ser caso isolado.
    Sei não viu???
    Vamos pra frente.
    Agora que está saindo de democracia pra anarquia, isso ja a sinais visíveis.
    É aguardar.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Com taxa de ocupação de UTIs acima de 80%, Fátima convoca prefeitos e ministérios públicos para discussão de medidas de restrições no RN

A governadora Fátima Bezerra tem reunião nesta sexta-feira (19), a partir das 15h, no auditório da Governadoria, com procuradores dos Ministério Público Federal e Ministério Público Estadual, e prefeitos dos municípios que compõem a Região Metropolitana de Natal. O objetivo e discutir e reforçar as ações do Pacto pela Vida, devido ao aumento de casos da Covid-19 e a sobrecarga nos hospitais da capital e das cidades circunvizinhas.

Os números mais recentes no Rio Grande do Norte, mostram uma taxa de ocupação de UTI Geral de 81,7%. O recomendável é que essa taxa de ocupação seja de, no máximo, 80% para o manejo adequado desses leitos.

A situação mais grave é na Região Metropolitana, com 87,5% de ocupação dos leitos críticos. Dez unidades no estado, entre elas o Hospital de Campanha de Natal, o Giselda Trigueiro e o Onofre Lopes, não têm mais vagas. No Hospital João Machado, a taxa de ocupação é de 96%. São 29 leitos, mas apenas 1 estava vago até a noite dessa quinta-feira (18).

Na região do Oeste potiguar, a taxa de ocupação está em 71,6% e no Seridó chega a 82,9%.

Opinião dos leitores

    1. Inclusive leitos de hospitais.
      É o pacto pela vida de Fátima do PT?

  1. meus pais são feirantes e ambos estão com covid 19, além deles existem muitos outros feirantes que estão contaminados e continuam trabalhando normalmente, inclusive idosos e gestantes. inclusive alguns já morreram por causa da covid. caso não seja feito algo, muitos morreram ainda.

    1. O problema é esse, os contaminados ficam vivendo normalmente e contaminando outras pessoas. Se não fechar agora vamos chorar amanhã.

  2. Será que ela vai explicar onde foi parar os 5 milhões dos respiradores?
    Os 25 milhões de reais que foram utilizados para propaganda enganosa.
    O contrato das ambulâncias.
    A violência assustadora que tomou conta do Estado.

    1. Ela disponibilizou 10 estruturas de UTI para o hospital de campanha de natal. Melhor governo que o rn teve nos últimos tempos.

  3. A governadora mais o tal comitê científico e meia dúzia de puxa-sacos não vêm a hora de QUEBRAR de uma vez por todas a frágil economia do RN. Onde estão nossos parlamentares? Vão continuar neste estado letárgico e de omissão?

    1. E o dragão chinês de olho pra comprar barato o q restar da nossa combalida economia

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

VÍDEO: Mainardi chama Haddad de “poste de ladrão” e petista rebate: “Você é problemático”

O apresentador Diogo Mainardi e o ex-ministro da Educação do governo Lula (PT) Fernando Haddad trocaram farpas nessa quarta-feira (10) durante o programa Manhattan Connection, da TV Cultura. Durante sua fala, Mainardi chamou Haddad de “poste de ladrão”.

“Eu não estou entendendo nada. Você está se apresentando como candidato à Presidência, mas numa entrevista hoje mesmo você disse que seu candidato é o Lula. A coisa fica meio confusa. De um lado você defende o combate a criminalidade e do outro você é o poste de um ladrão, você passou a campanha eleitoral inteira em 2018 defendendo um ladrão e os crimes praticados por esse ladrão”, afirmou Mainardi.

Para o apresentador, se Haddad não tivesse defendido o ex-presidente Lula durante a campanha, ele não teria perdido as eleições de 2018. Mainardi afirmou ainda que se atiraria do décimo quinto andar, caso tivesse que votar, na eleição de 2022, em Lula (PT) ou Bolsonaro (sem partido), chamando ambos de criminosos.

“Acabei de ouvir que poucos petistas participam desse debate. E acho que você é um dos grandes responsáveis por isso. Porque há muitas pessoas educadas nesse programa. Não considero você um exemplo de educação. Acho você uma pessoa muito problemática, inclusive psicologicamente”, rebateu Haddad.

“Vou responder com serenidade as suas indagações: em primeiro lugar, veremos quem é o criminoso dessa história, quando essa história terminar. Seu herói, se estivesse nos Estados Unidos, Sergio Moro, estaria em Guantánamo, respondendo pelos crimes que ele cometeu. Sergio Moro não foi juiz nem aqui nem na China, nem nos EUA”, afirmou o ex-ministro.

Ao longo da discussão, Diogo Mainardi chegou a chamar Haddad de “imbecil”. “Mais uma ofensa”, rebateu o professor.

Isto É

Opinião dos leitores

  1. Nesse bate boca de imbecis, perdemos nós. Difícil entender como uma cara se submete a ser um poste de um marginal, professor? De que? Querer nos fazer crer que até Palocci é um mentiroso é difícil. Por outro lado, o acusador é um notório boca mole, triste.

  2. Do texto apresentado, escapa Haddad, o resto…Esse Diogo Mainardi é um desequilibrado, não fala nada com coerência. Ele e os alienados que defendem essa caterva são o lixo da humanidade!

  3. Também concordo com esse desequilibrado quando ele diz: "Mainardi afirmou ainda que se atiraria do décimo quinto andar, caso tivesse que votar, na eleição de 2022, em Lula (PT) ou Bolsonaro (sem partido), chamando ambos de criminosos." E ainda tem uma caterva de alienados que apoiam esse tipo de gente. Lixos humanos os defensores desses políticos.

    1. Vai pular do 15.o andar também se tiver que escolher entre os dois criminosos nas eleições de 2022: Lulaladrao ou MINTOmaníaco? Kkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

“Sujeito, para de espernear e querer lacrar. Aproveita o tempo vago e vai fazer algo de útil pelo Brasil”, responde Collor, após crítica do ator Bruno Gagliasso

Foto: Divulgação/Foto/Montagem

Bruno Gagliasso e Fernando Collor (Pros) protagonizaram uma discussão no final da noite dessa terça-feira (9). Tudo porque o ator criticou as políticas econômicas do ex-presidente depois que Jair Bolsonaro (sem partido) ter dito que acolheu sugestões dele sobre reajuste de combustível. O bate-boca virou um dos assuntos mais comentados do Twitter até na manhã desta quarta (10).

O ex-Globo detonou Collor em um tuíte: “Chega a ser uma piada esse presidente que representaria tudo de ‘novo’ trazer para conselheiro econômico um sujeito que fez tantas famílias sofreram com sua política econômica. BolsoCollor é um escárnio”.

E não é que o ex-presidente respondeu? Com ironia e um tom que surpreendeu a muitos, disparou: “Sujeito, para de espernear e querer lacrar. Aproveita o tempo vago e vai fazer algo de útil pelo Brasil. Se não conseguir, vai para Noronha e para de encher o saco”.

“Tá querendo palco?”, se indigna Gagliasso

Gagliasso resolveu responder ao atual Senador de Alagoas: “Tá querendo palco, irmão? Eu não ganho dinheiro do povo para estar no Twitter ofendendo os brasileiros. Eu sou um brasileiro pagador de impostos e você é meu funcionário. Vai trabalhar e me respeite”.

Sem acreditar, o ator posteriormente tuítou as reformas do Plano Collor em 1990. Com tom de indignação, afirmou: “Esse debochado vem aqui me ofender depois de eu retuítar um monte de sonhos esmagados pelo que ele fez com esse país. Inclusive minha amiga Fabiula Nascimento e eu vou deixar quieto? Nunca”.

“Num país decente, o político me apresentaria o trabalho dele, com educação, pra que eu mudasse ou não de opinião. No Brasil, o sujeito se achar no direito de xingar o povo. É inacreditável”, encerrou.

Confira os tuítes:

Na Telinha – UOL

Opinião dos leitores

  1. Chore não Petralhada,em 2022 Reeleição do Mito será no 1º Turno,o cachaceiro Lula sabe disso!!!!

  2. Lula da gasolina a R$ 2,75
    Do gás de cozinha a R$ 35,00
    Oh saudade do ladrão e da anta !

  3. Pense no sujo falando do mal lavado – dois sujeitos que não dou a menor credibilidade . Um pq defende corruptos Da esquerda falando de outro corrupto de outra ala. Coloquem os dois num vaso sanitário para ver servem pelo menos para adubo .

  4. Esse Fernando collor um completo lixo moral e ético,minha pobre mãe foi demitida do serviço público federal,por esse energúmeno,ela que fazia parte de uma das 22 estatais que forão extintas por esse ex presidente da república.
    Nessa discussão eu estou completamente do lado do senhor Bruno gagliasso que um homem do bem,digno,ético,coreto,justo e honrado,ao contrario do ex presidente collor que foi comprovado pelo poder judiciario os seus desvíos de conduta ética,moral e do bom proceder com o erario do estado brasileiro.

  5. Bolsonaro gerou:
    BolsoDória
    BolsoRobertoJererson
    BolsoRodrigoMaia
    BolsoDaviAlcolumbre
    BolsoFlordeLiz
    BolsoLira
    BolsoRodrigoPacheco
    BolsoChicoRodrigues
    BolsoAécioNeves
    BolsoCollor
    A lista só aumenta.

    1. Falou o zumbi de Maduro e Lula.
      Lula amigo de Sérgio Cabral, Sarney, Renan Calheiros, Jader Barbalho.
      Lula que deu diretoria da Petrobras para Collor.
      Lula do mensalão e do petrolao.
      Lula aliado de Fidel Castro, ahmadinejad (Irã), Hugo Chávez, Maduro..
      O comunismo é ditadura e atraso…

    1. Pois eh! O MINTOmaníaco está sendo um divisor de águas nisso… Ajudando corruptos e corruptores . O que vimos na lava jato em que políticos corruptos eram presos, não iremos ver nunca mais! Parabéns MINTOmaníaco, vc conseguiu o que nem Lulaladrao nem DilmAnta conseguiram: acabar com a lava jato e enfraquecer as leis de combate à corrupção no Brasil!

    1. Os jumentos encantados tem memória curta…. Veja o que ele era do Luladrão…

  6. Isso é Brasil Sil. Político ladrão xingando cidadão. É o rabo abanando o cachorro. É o poste mijando no cachorro. E todas essas frases prontas.

    1. Político ladrão?
      Não fala de Lula na reportagem…
      Cidadão?
      Esse ator mequetrefe é um lacrador.
      Defende tudo que não presta.
      Dizem que a Globo tem grandes dívidas…
      Se tem dívidas com o poder público, de onde vem o dinheiro dos atores?
      Esse pessoal apoia os desgovernos do mensalão e do petrolao?
      Apoiam Msduro e o comunismo.
      Sarney e Collor são aliados de Lula e Dilma.
      Até diretoria na Petrobras Collor tinha…
      No governo Bolsonaro , o ministério é técnico.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polêmica

VÍDEO: Recusa de Dom Jaime em falar com repórter em púlpito de igreja viraliza

O arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, virou alvo de discussão nos grupos das redes sociais, após vazar um vídeo em que se recusa a dar entrevista a um jovem repórter nessa segunda-feira(01).

Ao lado do arcebispo, o jovem inicia a entrevista citando com entusiasmo os devotos da virgem da piedade, na última do noite do novenário de Nossa Senhora da Piedade. Ao ser perguntado qual a sensação de participar da festa da Virgem da Piedade, o arcebispo disse:

“Eu não estou gostando dessa entrevista, não. Tô achando que tão me usando para me ridicularizar, é1?”, indagou Dom Jaime.

O jovem entrevistador disse que “não”, e perguntou como o arcebispo gostaria que a entrevista fosse feita. Em resposta,  Dom Jaime o abençoou, agradeceu e encerrou a “entrevista”. Na sequência, foi convencido a dar a palavra sozinho.

Ele concordou, e disse: “Sozinho,  a gente vive num mundo complexo”.

Opinião dos leitores

  1. Até a turma da lacração já chegou a conclusão de que é necessário cancelar essa cultura de cancelamento. Na dúvida sobre o que estava acontecendo, o bispo preferiu não se expor demais… Ao meu ver a postura foi adequada, percebe-se a surpresa dele o tempo todo.

  2. Pessoas próximas a cena descreveram que por trás das câmeras algumas pessoas estavam dando gargalhadas e o próprio entrevistador também. Dom Jaime acreditou que estavam rindo dele por isso afirmou se o estavam ridicularizando.
    Dom Jaime sempre foi muito disponível a todos e o que a filmagem não mostra com certeza o deve ter pensado isso.

  3. O Dom Jaime fez certo, o repórter sem máscara e falando perto de um idoso, sem nenhum cuidado.
    Tem que se proteger.

  4. O jovem comumicador só se excedeu na empolgação e no gestual, talvez acostumado a se dirigir e conversar com jovens adolescentes da paróquia. Já o Bispo foi de uma deselegância e preconceito nunca visto antes,mostrou que o discurso não condiz com.a prática.

    1. Não recomendo se você "realista" se afasta da Igreja por causa dos mais exemplos. Tente ficar nos inúmeros bons exemplos existentes. Particularmente, não gosto desse bispo, bem como o seu antecessor, mas é o representante maior da Igreja no Estado.

  5. Isso tá claro que foi RACISMO e HOMOFOBIA. A vítima pode entrar na Justiça pedindo indenização. Não precisa de testemunhas. A imagem diz tudo!!

  6. Sinceramente, eu não vi maldade do rapaz, ele só ficou entusiasmado demais…
    O Padre não estava esperando, fora isso não vi NADA além disso.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

VÍDEO: Doria tem ataque de fúria com Rodrigo Constantino após ser questionado sobre restrições em SP com ‘fase vermelha’: de ‘vassalo do Bolsonaro’ a ‘pseudo-jornalista’

Foto: Reprodução

João Doria e Rodrigo Constantino bateram boca durante uma entrevista ao vivo no Jornal da Manhã, da Jovem Pan, nesta terça-feira (2). Após se sentir atacado pelo jornalista, o governador do Estado de São Paulo relembrou a fala do comentarista político sobre estupro, polêmica que causou a demissão do funcionário da rádio em novembro de 2020, e o chamou de “vassalo do Bolsonaro”.

No jornal apresentado por Thiago Uberreich, Doria foi convidado para se defender das críticas de Constantino a respeito da fase vermelha do Plano São Paulo, em que proíbe o funcionamento de serviços não essenciais para tentar evitar a proliferação do novo coronavírus durante a pandemia da Covid-19.

“Muito obrigado, Thiago Uberreich e direção da Jovem Pan. Por dever de justiça, o mesmo tempo que Rodrigo Constantino nos fez críticas, nós usaremos para fazer a defesa, a defesa da vida, da ciência. E contrariar Rodrigo Constantino, um negacionista, ideólogo do [Jair] Bolsonaro, defensor de um governo homicida, como é o governo Bolsonaro”, começou o político.

“Aliás, o mesmo Rodrigo Constantino que defendeu um estupro nas redes sociais, foi demitido da Jovem Pan e lamentavelmente voltou. Rodrigo Constantino, São Paulo defende a ciência, a saúde e a vida. Coisa que você e Jair Bolsonaro nunca fizeram, ao contrário, você e Bolsonaro sempre disseram que era uma gripezinha, um resfriadinho”, alfinetou Doria.

“Hoje, o Brasil contabiliza mais de 225 mil mortos por uma pandemia que poderia ter tido seu efeito minimizado, se não tivéssemos um governo negacionista e jornalistas, aliás, pseudo-jornalistas como você, defendendo terraplanismo e a ideologia ao invés de defender o povo e a vida das pessoas”, continuou ele.

“Foi aqui em São Paulo, Rodrigo Constantino, que viabilizamos a vacina. Aquela que você em várias vezes em comentários na Jovem Pan, você e Jair Bolsonaro desqualificaram, chamaram de ‘vacina da China’, ‘vachina’, ‘vacina do Doria’, mas é esta vacina, Rodrigo Constantino, que foi aprovada e qualificada pela Anvisa como uma vacina segura e eficaz”, ressaltou.

“E é essa vacina que está salvando milhões de brasileiros e brasileiras, médicos que fazem o oposto do que você faz, médicos que protegem e ajudam a salvar vidas. Respeite os profissionais de saúde, respeite a vida, respeite a ciência. Respeite as famílias de 225 mil mortos”, exigiu o rival político de Bolsonaro.

Em seguida, Doria agradeceu novamente o âncora e a Jovem Pan pelo espaço, mas avisou que gostaria de outro tempo de resposta caso houvesse uma tréplica de Constantino. Como o comentarista já estava no ar, ele começou a responder o governante.

“Pode ficar no ar para escutar, governador. Eu entendo que você tenha ficado tão emotivo assim, porque eu apresentei fatos. E você vem de novo com essa tentativa de monopolizar as virtudes, a ciência e me atacar”, comentou o funcionário da Jovem Pan.

Confira a íntegra do programa:

Notícias da TV – UOL

Opinião dos leitores

  1. Eu comecei assistir ao 3 em 1 quando tinha analistas de verdade, época de Carlos Andreazza, Vera Magalhães, Maduereira. Depois a equipe foi mudando, tiveram outros bons analistas, mas nos últimos tempos, notei haver dois analistas e um maluquinho, o Constantino. Cara que morge, faz golpe baixo, desrepeita as pessoas e a lógica. Faz tudo para defender seu idolo Bolsonaro e Trump. depois pare de assistir, pois agora no 3 em 1 so tem um analista o, pois os outros dois, Constantino e Um cara de Curitiba, são ilógicos, terraplanistas. Pessoas que no debte, mordem se preciso for para ganhar no grito a discussão. Por isso a a conversa com o civilizado Doria descambou para o que estão comentando. Com Constantino não tem jeito, só pondo coleira no briguento, que quer mesmo e morder quem não idolatra Bolsonaro. O 3 em 1 igualou aos Pingos nos is, melhor chamar isso de 5 por 1, pois todos só falam em prol de bolsonaro e trump, critica tudo e todos que discordarem de seus deuses malucos.

    1. Está agindo como bossonaro, tira do intestino uma vontade de xingar alguem e fala uma bobagem qualquer, sem qualquer fundamento. Doria é homem preparado, trabalhador, tem o grande defeito de não idolatar o militar fracassado, boca e mente suja que virou presidente.

  2. esse Dória é um canalha e oportunista, se elegeu usando Bolsonaro e agora quer fazer politicagem com a vacina, mas quando mais ele bate em Bolsonaro, o nome de Dória para presidente da República vem minguando

  3. Certo mesmo está o BOZO, peço a todos os bolsonaristas (vulgo Gado) que não tomem vacinas. Sigam o mito, sigam mesmo. Ele está certo. Não adianta defender ele e andar de máscara e tomar vacina, você só mostra que é hipócrita.

  4. Doria Nervosinho. Pq?
    Como explicar que SP tem o maior número de mortes nessa pandemia?
    Ele não consegue explicar. Pq?
    O lockdowm está demonstrado que em SP não adiantou.
    As festas clandestinas q o governo incompetente não consegue fiscalizar, nem impedir são causas que devem ser consideradas. Mas o Ditadória prefere fechar os restaurantes, o comércio, as empresas que movem a economia da locomotiva brasileira.

  5. Tudo frescura desse Doria essas bandeiras coloridas.
    O covid não entende de cores.
    Tudo marketing.
    Ainda bem que o povo tá atento a essas palhaçadas.
    Isso é ressaca da surra de ontem!
    Ele sabe que as suas chances são pouquíssimas, essa fome pelo poder, essa ganância custou a reeleição dele pra governador de SP.
    Agora!!
    Nem uma coisa, nem outra.
    Simplesmente se lascou se.
    Mais um calhorda no fundo do poço.

  6. O calça coloda tá desesperado. Não tem moral pra nada. Se elegeu surfando na onda de Bolsonaro, depois, a exemplo do witzel, acharam que eram heróis. Essa cambada que se elegeu surfando na onda de Bolsonaro e o traíram, vivem de passar vergonha. Temos os exemplos do calça colada, witzel, frutinha, kim cata coco, peppa, olímpio, etc.
    Todos traidores. Nenhum se elege pra nada.

  7. Doria se contradiz dizendo que Bolsonaro é genocida, se o estado que ele governa teve o maior números de homicídios do Brasil

  8. Não simpatizo com Doria, mas, entre ele e essa turma de capachos do presidente, Doria tem razão.

  9. Dória Esbanja Calça Apertada fez o que todo esquerdista faz: ataca o argumentador em vez dos argumentos. Mandou bem, Consta.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Planalto vê ‘casuísmo’ se Maia abrir impeachment; governistas acreditam que não ocorrerá e que, se ocorrer, contam com arquivamento de Lira se eleito

Foto: Bruno Kelly/Reuters

O candidato do PP à presidência da Câmara dos Deputados Arthur Lira (PP-AL) colocou na agenda desta segunda-feira (1º) o anúncio do apoio do DEM à sua candidatura. O evento, entretanto, não aconteceu pois a ala pró-Lira do partido voltou atrás após uma ordem do presidente da legenda, ACM Neto.

O ato, que foi marcado para 9h30, seria o golpe mais duro da disputa contra Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente atual da Casa, que não conseguiu segurar o próprio partido no bloco de apoio de Baleia Rossi (MDB-SP), seu candidato.

Apesar do cancelamento do ato de apoio, Lira – um líder do Centrão que conta com o respaldo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na disputa pelo comando da Câmara – ainda conta com apoio de cerca de metade da bancada do DEM, que tem 31 deputados.

E, na visão de aliados de Maia, a “traição” pode levar Maia a deixar o partido e a abrir um processo de impeachment contra Bolsonaro.

No Planalto, fontes ouvidas pelo blog avaliam que a abertura no último dia de gestão seria “casuísmo”. Elas contam com o arquivamento de um eventual processo por Lira, se o parlamentar for eleito nesta segunda.

Integrantes do governo afirmam que receberam recados de que Maia, apesar de cogitar e ter ameaçado com impeachment no domingo (31), não tomará essa atitude. Do lado de Maia, aliados ainda tentam convencê-lo a não acatar os pedidos.

O atual presidente da Câmara ameaçou abrir o impeachment em reunião no domingo com o presidente do DEM, ACM Neto, e representantes da esquerda.

Esta não foi a primeira vez: na semana passada, Maia telefonou para o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos – que faz a articulação política –, exatamente para reclamar da operação para retirar o DEM do bloco de Rossi. Na conversa, exaltado, também ameaçou com impeachment, se o Planalto não parasse de interferir na disputa.

Blog da Andréia Sadi – G1

Opinião dos leitores

  1. O DESESPERO de botafogo , vulgo nhonho, conhecido por Rodrigo Maia, o deputado que parou o país nesses 02 anos é evidente.
    O DEM já abandonou sua pretensão de eleger o Baleia Rose, agora foi o PSDB que retirou o apoio. Fica mais uma vez evidenciado que todos são usados pelo sistema, quando deixam de ser úteis, são abandonados. Essa é a regra na esquerda!
    Ele em seus últimos gritos de desespero, sabe que a derrota de seu candidato pode significar o fim de sua vida política.
    Se pautar o impeachment vai ter mais uma derrota. Ele sabe que não existem votos suficientes para aprovar o pedido na câmara e assim, esse assunto fica encerado, acabando as ameaças.
    Tem também o fato de que o próximo presidente da câmara pode simplesmente arquivar o pedido.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Não é momento de discutir um impeachment, diz Maia

Foto:  (Marcos Corrêa/PR/Flickr)

Com mais de 60 pedidos de impeachment à espera de uma avaliação sua, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não descartou a possibilidade de abertura de um processo para destituir Jair Bolsonaro da Presidência da República no futuro, mas disse que, no momento, o foco do Legislativo deve ser o combate à pandemia. Ele afirmou ainda que uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) poderá ser aberta para investigar ações e omissões do governo no enfrentamento do coronavírus.

“Nesse momento, com tantas vidas perdidas pelo Brasil, com o caso dramático de Manaus, esse tem de ser o nosso foco. Não que o tema do impeachment, em algum momento no futuro, não deva entrar na pauta, ou uma CPI para investigar tudo o que aconteceu na área de saúde durante a pandemia, mas acho que nesse momento, a gente tiraria o foco do enfrentamento do coronavírus”, disse Maia.

Com Exame

Opinião dos leitores

  1. Antes cedo do que tarde, ninguém aguenta mais dois anos com esse incompetente, desqualificado.
    Pior que o COVID-19, é termos o Brasil nas mãos deste louco.

  2. NÃO exister momento pra isso.o governo Bolsonaro completou dois anos sem escândalos de corrupção.
    E o povão sabe disso, se engana quem pensar diferente.
    Kkkk
    Chupa nhonhom.
    Kkkkķ

  3. Bem colocado ! Não gosto de Rodrigo mas ele tem razão. Lutei tanto na Campanhia de Bolsonaro, mas ele cada dia é uma decepção nova.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Médico é preso após sacar arma durante discussão por exame de Covid-19 com paciente na Barra da Tijuca, no RJ

Consultório onde discussão começou entre médico e paciente fica em centro comercial na Barra Foto: Reprodução / Google Maps

A consulta de um paciente com sintomas do novo coronavírus terminou em discussão e virou caso de polícia na tarde desta quinta-feira, em um consultório localizado no Shopping Cittá América, na Barra da Tijuca, quando, durante o desentendimento, um médico pneumologista teria sacado uma arma de dentro de sua bolsa e ameaçado o cliente.

O caso foi parar na 16ª DP (Barra da Tijuca). De acordo com os relatos do paciente, ele marcou uma consulta com o doutor Enio Studart para examinar o pulmão porque havia sido infectado com a Covid-19 há dois meses, mas os sintomas de cansaço continuavam. Foi quando, ainda segundo o homem, o pneumologista questionou a qualidade dos testes rápidos feitos por ele na ocasião. Teria iniciado, a partir dali, uma discussão, onde ambos teriam trocado ofensas. Foi nesse momento, ainda de acordo com o depoimento, que o médico pegou uma mochila, de onde sacou uma pistola para ameaçá-lo.

O primeiro a chegar à delegacia foi o médico, contando ter tido um desentendimento com seu paciente, que chegou logo depois, acompanhado de policiais militares. Aos inspetores, Enio afirmou que o paciente, durante a consulta, não era claro em suas respostas, e que se aborreceu com as perguntas feitas por ele, começando a xingá-lo em seguida. O doutor também confirmou que possuía uma arma, mas que não havia a utilizado.

Os agentes começaram a duvidar da versão do pneumologista, no entanto, quando questionaram de que forma ele teria se dirigido até a delegacia. Ele afirmou que havia pedido um serviço de carro por aplicativo, mas investigadores encontraram estacionado no pátio um automóvel com placa no nome dele. Foi neste momento que os policiais fizeram uma busca e encontraram dentro do veículo uma série de armas: um revólver calibre .38, uma pistola calibre .32, um soco inglês, duas facas, 24 munições de calibre .38, nove munições de calibre.32 e um carregador de pistola .32.

Enio foi preso em flagrante pela equipe coordenada pela equipe coordenada pela delegada Fernanda Noethen e irá responder pelos crimes de ameaça e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Confira a nota oficial da Polícia Civil:

“De acordo com a 16ª DP (Barra da Tijuca), o médico foi preso em flagrante por ameaçar um paciente e por porte ilegal de arma de fogo. Em seu veículo, foram encontrados um revólver, uma pistola, um soco inglês, duas facas, um carregador de pistola e munições”.

Extra – O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. O paciente não queria tomar Cloroquina, o dotô sacou a pistola e disse:
    – Vai tomar nem que seja na marra!

  2. Atenção vcs que são a favor de armas: evitem consultórios médicos também. Aliás, não saiam de casa!

    1. Rapaz, na atual conjuntura da segurança pública, sair de casa é uma incógnita. Ainda mais no Rio de Janeiro (mas sem excluir a nossa realidade potiguar).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

TRAGÉDIA EM GENIPABU: Briga de casal acaba com os dois mortos

Uma discussão envolvendo um casal, em uma residência em Genipabu, no município de Extremoz, no litoral norte potiguar, acabou em tragédia na tarde desta quinta-feira(16), com as mortes de marido e mulher, a golpes de faca.

Ainda não se sabe o que foi discutido a ponto de terminar no desfecho trágico com vias de fato.

Informações preliminares dão conta que a mulher ainda chegou a ser atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência(SAMU), mas não resistiu.

Um policial confirmou ao Blog a ocorrência. A mulher foi identificada como Karenine Rêgo, de 49 anos, enquanto o homem, de 62 anos, foi reconhecido como Luiz Guilherme.

A Polícia Militar esteve no local, assim como o Itep, para perícia e recolhimento dos corpos.

Opinião dos leitores

  1. Bruno, bom dia.
    Está “tragédia em Genipabu” não foi resultado de uma única briga doméstica , mas, sim, um desfecho trágico de uma relação abusiva , uma modalidade atroz e covarde que é o crime de ódio baseado no gênero e na violência contra a mulher no ambiente doméstico. Perdi uma irmã, mulher que por anos foi vítima silenciosa do menosprezo pela condição feminina e que em ato final reagiu ao agressor.
    Na nossa dor um alerta para que homens lutem e mulheres reajam a essa brutalidade persistente pautada no ódio em função do gênero.

    1. Um grande abraço e os nossos sentimentos. Conheci sua irmã em Genipabu, fizemos parte do mesmo bloco, e da mesma época maravilhosa da praia.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Grupo de infectologistas potiguares não chega ao consenso sobre eficácia de medicamentos no tratamento à Covid-19

(Foto: Reprodução)

Uma comissão de especialistas do Departamento de Infectologia da Universidade Federal(UFRN) discutiu sobre o uso de medicações para a prevenção a infecção pelo novo coronavírus e para o tratamento de pessoas que contraíram a doença.

Conforme documento em destaque, uma parte entende que medicamentos como cloroquina, hidroxicloroquina, azitromicina ou lopinavir/ritonavir não se mostram eficazes no controle da replicação viral em ensaios clínicos humanos. Sobre a ivermectina, esse grupo de especialistas diz que não foi identificado nenhum ensaio clínico relacionado ao uso no seu tratamento da Covid-19.

Vale ressaltar, no mesmo documento, duas especialistas não aprovam a recomendação assinada.

Opinião dos leitores

  1. É isso. É ciência. Contra a ciência não há achismo nem politicagem. Não é dessa vez que Natal terá protagonismo.

  2. E uma pesquisa muito interessante. Deve ser levada em consideração. Comprova a eficácia do antiviral Remdesivir e a eficiência do Corticoide – ambos os fármacos em caros estágios da enfermidade. Registro: NÃO podemos politizar o uso de medicamentos.

  3. Quanto mais ignorante o cabra, mas certeza das coisas ele tem. Darwin em 1870 já dizia isso.
    EM NENHUM LUGAR DO MUNDO estão receitando essa ivermectina mas no Brasil, cheio de especialistas de WA, é a redenção.

  4. Gente!
    Quanta desesperança!
    Haja teoria desse povo! Qual o protocolo que está sendo adotado por este país afora para tratamento da doença? Algum iluminado desses pesquisou? Nenhuma bibliografia existente ou conhecida?

  5. Iluminados da UFRN jamais aceitarão receitar qualquer medicação reconhecida pelo Governo Bolsonaro. Além de estupidamente vaidosos a maioria é PeTralha.

  6. Assim, dos remédios citados, tomar a ivermectina talvez não ajude, mas também não atrapalha, dado que aconselham a tomar 1x ao ano. Então, acho que compensa, contanto que o preço seja justo.

  7. Eles querem que o povo se lasque.
    Nada funciona, nada tem comprovação.
    Estão iguais a OMS.

    Se não fosse esses medicamentos o pessoal do Norte do país estariam na lama.
    Após a utilização dos medicamentos, no estágio inicial, as mortes reduziram em mais de 90%.
    Na Unimed Belém, eles trataram mais de 55 mil pessoas no início da doença com esses medicamentos e teve zero mortes.
    Isso explica porque lá eles venceram a Covid, aqui no RN com esse bando de petistas nós estamos lascados.

    Nós hospitais particulares de São Paulo da mesma forma.

  8. Li, mas não vi nenhum medicamento indicado. Afinal quando chegam na UTI tao sendo tratados com o q? Agua benta? Feijao apostolo Waldomiro?

  9. Esses "especialistas" nao se pronunciaram mes passado com as filas nas farmacias em busca da ivermectina.

  10. Bem, gostaria de saber se rezar é permitido e se tem algum estudo rodomizado com duplo cego para covid-19, se tem alguma contra indicação ou se rezar é ato para alguns filiados a ideologia de direita ou de esquerda… cara.. agora sério, não ofereceram nada, somente desesperança. Digam pelo menos que se pode usar Cibalena. Sim, e se o conhecimento empírico foi abolido da UFRN

  11. Gostaria que este comitê analisasse e emitisse nota técnica e científica, sobre os protocolos usados em algumas cidades do Brasil que estão mostrando resultados satisfatórios. Pois se não são estes protocolos que estão tendo resultados positivos, então obque seria ? A população precisa de soluções, de dúvidas já basta a OMS para confundir.

  12. Espero que não ocorra como ocorreu na Inglaterra, aonde 5000 mortes poderiam ter sido evitadas se tivessem utilizado a dexametasona, antes da confirmação científica.
    Acredito que em um momento como este a observação clínica e experiência médica do dia a dia , seja mais adequada do que esperarmos a confirmação científica.
    Pois depois não adianta pedir desculpa e nem reconhecer erros por não usar estes medicamentos, estas atitudes não trarão nenhum morto de volta.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

“Não é hora de discutir impeachment. É hora de discutir a união do Brasil”, diz Rodrigo Maia

Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), descartou a abertura de um processo de afastamento do presidente Jair Bolsonaro neste momento. Na avaliação de Maia, o foco do Congresso e dos demais poderes deve ser o combate aos efeitos provocados pelo novo coronavírus. A afirmação foi feita durante uma entrevista à Rádio Gaúcha na manhã desta quarta-feira.

– Não é hora de discutir impeachment. É hora de discutir a união do Brasil, de salvar vidas, de salvar empregos. Eu como sempre fui contra as manifestações no período da pandemia, não contra manifestação, mas contra aglomeração neste momento, eu também não posso ser a favor de novas manifestações. Eu acho que neste momento, as aglomerações vão gerar uma aceleração da contaminação e perdas de vidas – disse ao ser questionado sobre os protestos que pedem a saída do presidente.

Maia lembrou que o Brasil deve atingir a marca de 40 mil mortes em breve e defendeu unificar as ações para passar por esse “momento difícil” sem pensar em 2022, ano de eleição.

– É muito importante que a gente unifique o que nos une nesse momento tão difícil para que a gente possa passar por esse momento. O segundo momento, o movimento contra o presidente Bolsonaro pode crescer ou não, o movimento pró Bolsonaro pode crescer ou não, isso é outro momento. O que a gente não pode é estar olhando 2022 em meio a uma pandemia.

Perguntado se a separação dos poderes está sendo respeitada, Maia afirmou, sem citar nomes, que “alguns estão derrapando” e ultrapassando os limites. Sobre as críticas de que o Supremo Tribunal Federal (STF) tem ultrapassado os limites, como a feita pelo vice-presidente Hamilton Mourão, Maia defendeu que esses questionamentos sejam feitos ao plenário da Corte, conforme prevê a Constituição.

– Do ponto de vista concreto, todos estão respeitando. No discurso alguns estão derrapando, falando além do que deveriam, que é o seu papel. Se há a ideia do vice-presidente Mourão que o Supremo está passando dos limites, cabe recurso.

O presidente da Câmara afirmou também que cabe ao Executivo fazer a coordenação do combate à pandemia e cobrou do governo federal atitudes que unifiquem as ações contra a doença.

– No julgamento do Supremo sobre os limites de cada poder, ficou muito claro que o poder de coordenação era do governo federal. Cabe a gente pedir ao governo federal que melhore a sua articulação, a sua coordenação em relação às ações, todas as ações do governo, mas principalmente as de enfrentamento ao coronavírus.

Bolsonaro X Witzel

Em relação aos atritos que envolvem o presidente Jair Bolsonaro e o governador do Rio, Wilson Witzel, Maia defendeu que o papel do governador não é ser oposição ao presidente e disse que é preciso reduzir conflitos como esse para focar nas ações de combate à pandemia.

– Eu sempre disse aos governadores, principalmente ao governador do Rio, que o papel dele não era ser oposição ao presidente da República. Isso nunca tinha funcionado no Brasil. Independente de erros, de pressões, eu não tenho essas informações, mas às vezes tem essa sinalização na fala do presidente, mas eu acho que o correto é que quem ganhou para ser Executivo ter uma relação de harmonia entre os poderes, de independência, é claro, respeito ao pacto federativo, aos entes federados.

No mês passado, Witzel chegou a afirmar que a operação da Polícia Federal (PF) com mandados de busca e apreensão em sua casa teve a “interferência” do presidente Jair Bolsonaro. Agora, o governador tem amenizado as críticas.

Para Maia, é normal o presidente receber informação sobre operação da PF, mas “não do conteúdo”.

– É natural que em uma operação que envolva um governador, o governo, o presidente da República, receba a informação, não do conteúdo, mas do que vai acontecer, do que pode acontecer. Entre o diretor da Polícia Federal, o ministro e o presidente, alguém vazou a informação para a deputada – disse ao se referir ao fato de a deputada Carla Zambelli (PSL – SP) ter declarado à rádio, um dia antes da operação, que governadores seriam alvo de investigações da PF.

O Globo

Opinião dos leitores

    1. Se for pra escutar o povo meu fii, não sai nunca.
      Agora, se gor pra escutar a globo e folha de S. Paulo aí sim.
      Kkkkkkk
      Não exister motivos pra afastamento.
      Qual??
      Escreva aqui nessa linha.
      ——————————
      Pra eu saber qual.
      Aceita que doí menos.
      Kkkkkkkkk

  1. Esse Rodrigo Botafogo Mais é maldoso e falso. Com essa fala mansa e fingindo que quer harmonia pensa ludibriar o povo,que na totalidade,quer ver ele responder pelos processos de propina ,da Gol e Odebrecht. Rodrigo, simplesmente, o povo tem odeia. Você não tem credibilidade nenhuma !!!

  2. Bolsonaro com o centrão tem maioria na Câmara, Rodrigo Maia não vai bater de frente com eles, Rodrigo só pensa na reeleição da presidência da Câmara

  3. Isto mesmo,senhor presidente Rodrigo Maia,devemos buscar sempre a unidade nacional,o Brasil esta a cima de todas as ideologias políticas partidarias,agora não é hora de dividir e sim de somar,o presidente Jair Bolsonaro fora eleito e tomando posse para um mandato de quatro anos ininterruptos e tem o poder e o dever de cumprir o que manda a constituição brasileira.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Comitê Covid-19 IFRN destaca que não é possível prever um momento para o retorno às atividades

O Colégio de Dirigentes do IFRN (Codir) se reuniu de forma online na manhã dessa quarta-feira (20). Com a presidência do reitor pro-tempore, Josué Moreira, a reunião teve a participação dos diretores-gerais pro-tempores dos campi e da equipe gestora pro-tempore da Reitoria nomeada até o momento.

Foram discutidos dois pontos de pauta: retorno das aulas e emendas parlamentares. O reitor pro-tempore iniciou a reunião falando da necessidade de construírem juntos as estratégias para o retorno das atividades acadêmicas. “Se esse distanciamento for se prolongando, os nossos alunos que têm mais condições podem ir para a rede privada. O MEC está trabalhando para investir na conectividade para os mais humildes”, declarou.

O diretor-geral pro-tempore do Campus Currais Novos, Andreilson Oliveira, pediu vistas do processo. O professor argumentou sobre a complexidade do tema, que exige análise socioeconômica da realidade dos estudantes e estudo sobre Tecnologias da Comunicação e Informação (TICs). O diretor geral pro-tempore do Campus Natal-Zona Leste, José Roberto, comentou sobre a necessidade de estudar as metodologias de ensino a distância e remoto, além do tempo para a qualificação necessária aos professores. Andreilson Oliveira terá 10 dias para estudar a situação e apresentar um relatório ao colegiado.

As discussões sobre a pauta foram encerradas. Um dos integrantes do Codir solicitou espaço para o pronunciamento dos integrantes do Comitê Covid-19 IFRN. O objetivo foi que apresentassem dados e informações sobre o trabalho que vêm desenvolvendo para auxiliar os gestores na tomada de decisões.

A fala foi proferida pelo presidente do Comitê, o odontólogo Thiago Raulino, do Campus Natal-Cidade Alta. O servidor enfatizou que não é possível prever um momento para o retorno às atividades presenciais. “Trabalhamos alinhados às demandas das unidades sanitárias. Destacamos as ações do Ministério Público e do governo estadual, em razão do quadro epidemiológico”. Thiago explicou como vêm sendo realizado o trabalho do Comitê, através da colaboração de profissionais do IFRN de áreas diversas. “O reconhecimento a eles é o que deve ser feito”, completou.

EMENDAS PARLAMENTARES

O pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Nilton Ribeiro, iniciou o encontro falando sobre a preocupação com o prazo para efetivar o uso dos recursos direcionados ao IFRN por parlamentares. De acordo com ele, o prazo para as emendas individuais é 24 de junho.

O diretor-geral pro-tempore do Campus Natal-Central, Jonas Lemos, lembrou que na última reunião, o professor José Ribeiro havia solicitado vistas ao ponto de pauta sobre os recursos de emendas. Josué Moreira argumentou que houve uma mudança de pasta. Na ocasião, Ribeiro era Pró-Reitor de Planejamento e hoje de Ensino, não respondendo mais pela área. O pró-reitor explicou que não havia processo para fazer as vistas. Os integrantes do Codir pontuaram que regimentalmente, ao se pedir vistas, é necessário cumprir os ditames e apresentar o relatório. José Ribeiro informou que irá responder em momento oportuno, com o prazo dos 10 dias.

A diretora-geral pro-tempore do Campus São Gonçalo do Amarante, Marilac de Castro, lembrou que na reunião anterior do Codir solicitou que não houvesse o pedido de vistas em razão do prazo para execução dos recursos. Falou sobre a necessidade de se ouvir o Diretor de Engenharia, que até o momento não foi nomeado, e de que os recursos voltados à assistência estudantil sejam descentralizados para os campi. “Acredito que o senhor não queira carregar nos ombros a responsabilidade por termos que devolver esse recurso”, pontuou ao reitor pro-tempore.

INFORMES

O diretor-geral pro-tempore do Campus Parnamirim, Paulo Vitor Silva, parabenizou a participação do Comitê Covid-19 IFRN e voltou a indagar o reitor pro-tempore sobre a formação da equipe gestora da Reitoria. “O problema não é comigo, estou como representante do MEC. […] Estamos recebendo indicações todos os dias. Estamos avaliando. De repente podemos mudar”, comentou o reitor pro-tempore. O diretor-geral pro-tempore do Campus Ipanguaçu, Geraldo Junior, declarou: “o senhor está aqui como representante do IFRN e deve falar mais pelo IFRN”.

O reitor pro-tempore respondeu que busca um caminho de amizade, respeito e consideração, buscando preservar a imagem institucional. “Em relação ao MEC, eu não gosto muito de falar sobre isso, mas as demandas estão vindo de lá e a gente precisa responder”. Pontuou que as demandas dos diretores-gerais pro-tempores encaminhadas à Reitoria são colocadas em uma lista para atendimento e que deseja conhecer todos os campi. O diretor-geral pro-tempore do Campus Natal-Zona Norte, Edmilson Campos, respondeu que é necessário que a gestão da Reitoria abra um caminho de comunicação com todos os campi, além de estratégias para levantar, analisar e responder as suas necessidades.

O diretor-geral pro-tempore do Campus Currais Novos fez a leitura do Ofício 6/2020 do Conselho Superior (Consup), que se trata de uma notificação para que o presidente do Conselho, o reitor pro-tempore, cumpra as deliberações das últimas reuniões do Consup. Josué não se pronunciou sobre este informe.

Para finalizar, o diretor geral pro-tempore do Campus Parnamirim questionou sobre quais providências foram tomadas pela gestão para investigar a situação dos servidores que assumiram cargo de gestão na Reitoria, tendo recebido suspensão de atividades em razão de Processo Administrativo Disciplinar (PAD). O reitor pro-tempore declarou: “a gente pode responder isso depois”.

Opinião dos leitores

  1. Depois de dois meses ainda estão discutindo a questão de aula on-line? Vão fazer um estudo? Com toda a estrutura que o IF dispõe, inclusive tecnológica, ainda estão debatendo? Fizeram o que ao longo desses dois meses? O salário está garantido na conta no final do mês. Daí ficam só empurrando com a barriga com esse blá, blá, blá. Os caras tem até estúdio de TV. Pediram vistas do processo. Mais dois meses debatendo….

  2. Pra quê trabalhar, se no final do mês terão o salário integral na conta? Pra essa turma o fiquem em casa é a melhor coisa, pois só assim lucram mais… Agora quem depende do trabalho para tirar o sustento e pagar as contas, precisa sair, precisa trabalhar, pois o DESgoverno do estado nem isentar os impostos, isenta. Continuo sendo cobrado pelo IPVA, água, luz, entre outros. Como é que ficamos?

    1. Na UFRN o drama é o mesmo… sem aulas há 2 meses, semestre perdido e nenhuma providência para aulas on-line. Pra ver filme pornô no celular, aluno tem internet. Mas para assistir aula, NÃO TEM.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polêmica

VÍDEO: Major Olímpio e Doria discutem e quase saem no tapa; senador chama governador de “vagabundo”

A visita de João Doria ao Departamento de Operações Policiais Estratégicas – DOPE na manhã desta segunda-feira (16/3) foi marcada por um embate com o senador Major Olímpio. Na confusão, o parlamentar chamou o governador de vagabundo e que estava agindo como um moleque.

O senador contido por vários seguranças e expulso do local. Em sua rede social, Major Olímpio, afirmou Doria escalou policiais para ficarem horas aguardando para que ele fizesse uma foto. ” Mostrei a verdade e quando ele chegou, me insultou e se escondeu atrás de policiais que ele mesmo desvaloriza, mas que estão cumprindo sua missão e juramento. Covarde e mentiroso”.

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. Este senador e um desequibrado na época em que Alkmin era governador vivia fazendo essa palhaçada ainda bem que nao votei nesse desequilibrado com meu voto não seria nem vereador imbecil acha que pode tudo boa Doria

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

VÍDEO: Polícia divulga imagens que mostram que preso por atropelamento e morte em Natal já era investigado por ameaçar mulher por discussão de trânsito

A Polícia divulgou um vídeo que mostra que o Bruno Costa, preso pelo atropelamento e morte do senhor Cícero, já era investigado por ameaçar uma mulher durante uma discussão de trânsito. Detalhes em reportagem da TV Ponta Negra em destaque.

Opinião dos leitores

  1. Caba de peia, pra não dizer pior, tem que mofar na cadeia, matou um sr pedreiro, pai de 5 filhos e que estava indo comprar medicamento para um deles.

  2. Deve ser o típico cidadão que defende a família e presa por seis valores. Alguém sabe em quem ele votou?

    1. Alguma dúvida q q foi no imbecil e misógino?
      Eu tenho certeza. Tem tdo perfil do eleitor do Bozo.

  3. Mostra que esse cara é um delinquente! Tem que tomar alguns anos de cadeia, esse assassino!

  4. Serve de exemplo para os covardes de plantão. Se alguém não der jeito, a justiça termina resolvendo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *