Alunos do curso de Medicina da UNP protestam em redes sociais contra política de ensino adotada pela instituição

Reprodução

Alunos do curso de Medicina da UNP têm usado as redes sociais com a hastgag #insatisfacaounp contra a política de ensino e estrutura adotada pela instituição. Ao Blog, foram repassadas algumas queixas pontuais. São elas:

Demissão dos pediatras dos novos alunos;

Não tem preceptor (que é tipo um professor das práticas) suficiente para todos;

Consultório está superlotado pela falta de práticas;

Carga-horária é mascarada, porque aulas que deveriam ter X horas sempre têm menos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Araújo disse:

    Alunos de Odontologia estão sendo dispensados mais cedo, diariamente, por falta de prática nos consultórios. Pacientes sendo desmarcados e carga horária reduzida. Um absurdo!

  2. João Auraujo disse:

    Realmente muito conveniente e real o comentário do Carlos Augusto e demais que conhecem a UnP. Não é só no curso de Medicina e sim em toda a empresa que acontece o desmonte de sua estrutura académica. Os Professores antigos e mais qualificados estão sendo substituídos por novos profissionais menos qualificados e sem o mérito de Professores. São contratados como Preceptores. Há um processo de enxugamento da ‘empresa’ que provavelmente esteja sendo negociada sua venda. Há curso na área de Saúde que não possuem mais que (08) oito Professor. Todos os demais são Preceptores que atum como Professores mas não podem reclamarem sob ameaças de serem demitidos.
    Pergunto: Onde estão os defensores dos Trabalhadores? A Justiça do Trabalho?
    Os Profissionais demitidos recorrem a Justiça do Trabalho mas não são acolhidos em suas teses de defesa e acusações contra a UnP. Há vistas grossas por parte do MP do Trabalho?

  3. Potiguar disse:

    Mimados. Deveriam agradecer a Deus por não precisar fazer o teste do REVALIDA.

    • Zé lucas disse:

      Se os da UF também fosse submetidos ao REVALIDA, ocorreria uma grande surpresa…

  4. Manoel disse:

    Medicina você tem que estudar a vida toda em escola de elite, fazer cursinho específico todo o ensino médio, usar a nota em outras regiões e talvez tentar alguns anos (com mais cursinho), para no fim fazer os curso as custas dos pobres contribuintes (e não querer ir trabalhar nos rincões).
    Ou então, se não der certo, tentar um vestibular privado (que também não é fácil), pagar os olhos da cara e ainda ser sucateado.

    No fim das contas, dá ruim para a população no público e para os alunos no privado.

  5. idiota universitário disse:

    essa universidade é PRIVADA!!!!!
    quem resolve o q fazer com seus funcionários e com seus clientes é…. O DONO!!!!!
    achando ruim? achando caro? TROQUE DE UNIVERSIDADE.
    é igual a lanchonete.
    a coxinha tá cara?
    a coxinha tá ruim?
    coma em outra lanchonete.
    agora um bando de alunos que não tem capacidade de ingressar numa universidade q preste (vão apoiar o regime de cotas!!!!) entra numa universidade de medicina PRIVADA e quer q tudo seja uma maravilha….

    • Marcos Felipe disse:

      Caro "idiota universitário", o senhor compara educação superior com uma lanchonete!
      Seu argumento é simplista e fraco.
      Caso fosse comparável a uma lanchonete, não deveríamos ter Diretrizes Curriculares Nacionais e avaliação do ensino superior pelo INEP.
      Ensino superior é formação direta de profissionais que estarão aptos, no caso da medicina, a tratar você, eu e os respectivos familiares em momentos de dor. É, portanto, necessário que o ensino seja de qualidade, independente de ser público ou privado.

      Toda a força aos estudantes. Que lutem assim quando forem profissionais e se verem em limitações devido às condições de trabalho.

  6. Luis Claudio disse:

    Pensei q ensino ruim fosse os das UFs… esse é o futuro da educação superior no Brasil de Paulo Guedes.

    • Ricardo disse:

      esse aqui é um inocente útil, a culpa é do paulo guedes ?
      kkkk minha nossa

  7. Carlos Augusto da Costa Medeiros disse:

    Quem foi aluno da UnP e teve a sorte de fazer seus cursos antes do grupo Laureate assumir a universidade, sabe bem o quando a qualidade do ensino vem piorando a cada ano.
    O corpo de professores com doutorado e mais antigos, vem gradativamente sendo substituído. Estão demitindo a cada semestre, vão sendo substituídos por novos profissionais onde a instituição demonstra está preocupada com a redução dos custos com os docentes e aumento dos lucros, o resto é detalhe.

    Quem foi aluno da UnP até 2010 e hoje for ver os professores dos cursos, mais de 85% são novos, a "renovação" docente acontece em todas as áreas, chegando ao pessoal técnico e administrativo que também vem sendo substituídos.
    Virou apenas e unicamente negócio!

    • Sérgio Nogueira disse:

      Verdade. Bastou esse grupo empresarial assumir e o que era para ser uma ilha de excelência virou o paraíso da mediocridade.
      Uma pena. Mas basta ficar sem alunos que fecha as portas e quem assumir entenderá o recado e fará mais e melhor.

Novo líder do ranking mundial, potiguar Ítalo Ferreira doa metade do prêmio de US$ 100 mil a instituição voltada para crianças com câncer

Foto: WSL/Cestari

O portal Waves destaca. Campeão do Pro Gold Coast, o surfista brasileiro e potiguar Ítalo Ferreira revelou que vai doar metade da premiação a uma instituição voltada para crianças com câncer.

Pela incrível façanha na etapa de abertura do Championship Tour, na Gold Coast, alcançada com uma vitória emocionante nos instantes finais, Ítalo faturou US$ 100 mil(valor bruto, sem os impostos).

A atitude do brasileiro foi muito elogiada nas redes sociais. “Estou muito orgulhoso de você filho. Eu não sabia que você deu metade de seu prêmio para uma fundação para crianças com câncer”, escreveu o legend havaiano Johnny “Boy” Gomes. “Isso tudo é por amor, não por dinheiro”, respondeu Ítalo.

Novo líder do ranking mundial e dono da lycra amarela, o potiguar de Baía Formosa agora parte para defender os títulos de duas etapas consecutivamente – Bells Beach e Bali. A próxima parada começa no dia 17(noite de 16 no Brasil), na Austrália.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luiz disse:

    Parabéns pela boa ação.

  2. Sidney melo disse:

    Uma ótima ideia essa do Arlindo. Quanto a atitude desse atleta mostra que ele é um campeão dentro e fora das águas,👏👏👏👏👏🙏🏻.

  3. Arlindo disse:

    Atitude digna, louvável e maravilhosa.
    Mas vou me atrever a sugerir que ele divida o valor por 2, 3 ou 4 instituições que lidam com criança com câncer. Afinal quanto maior a extensão dessa nobre atitude, mais crianças serão beneficiadas.

Esmarn realiza doação de materiais eletrônicos sem utilidade para a instituição

Foto: Divulgação

Até o dia 21 de fevereiro de 2019, órgãos e/ou entidades que tenham a finalidade de atender ao interesse social poderão realizar a solicitação do material listado no Edital N°. 001/2019, da Escola da Magistratura do Rio Grande do Norte (Esmarn) para doação de equipamentos eletrônicos sem utilidade na instituição.

Os materiais ofertados são estabilizadores de tensão, monitores de vídeo, microcomputadores desktop, aspirador de pó, telefones sem fio, fragmentadoras de papel, impressoras laser, projetores multimídia, cortadores de grama e base para Walk Talk, todos não operacionais; além de baterias automotivas sulfatadas.

As doações podem ser feitas para instituições públicas, sociedades de economia mista, entidades filantrópicas, organizações da sociedade civil e cooperativas dedicadas à coleta e reciclagem.

As solicitações devem ser apresentadas à Divisão Administrativa da Esmarn, observando-se o horário de atendimento ao público (de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h). Havendo mais de um órgão/entidade interessados no material, a doação será feita mediante os critérios de prioridade constantes no edital.

Informações complementares poderão ser consultadas através do telefone (84) 3218-1865 ou pelo e-mail: [email protected]

Confira o edital completo: https://bit.ly/2BHvXXN ou através do Portal do Judiciário, na aba “Administrativo” e “Edital de Chamamento”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sandra Ivanise Santos. disse:

    Que maravilha parabéns!

FOTOS: Estudantes de Fisioterapia da UnP realizam ato contra própria instituição de ensino e criticam demissões em massa

Fotos: cedidas

Protesto de alunos de Fisioterapia da Universidade Potiguar foi realizado na manhã desta quinta-feira(06) em frente ao estabelecimento de ensino superior privado, reivindicou melhorias previstas em uma extensa pauta para combater o que eles classificaram como “alguns absurdos”.

Durante o próprio ato, uma professora denunciou ao blog que a instituição está demitindo quem tem maior titulação e mais tempo na universidade, que custam mais caro, para substituir por profissionais mais novos. “Chamam, agradecem pelos serviços prestados e não explicam a razão do desligamento”, disse.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. aldayr disse:

    Melhor venderem mesmo, do jeito que vai terminará fechando as portas!

  2. Natalense disse:

    Infelizmente isso está acontecendo em todos os cursos na UNP, sou ex-aluna e atual retornei a instituição, sou discente de psicologia ! Houve demissão de várias professoras de referência em suas áreas, sem motivos justificativos, tirando assim a qualidade no ensino! Que não corresponde ao ensino de qualidade que eu tinha como referência. Pensando seriamente em transferência, juntamente com vários colegas discentes.

  3. paulo disse:

    EU COMPRO!

  4. Luiz disse:

    Vão vender!
    A Uninorte já está exposta à venda.
    Aqui estão enxugando para colocar a venda.
    A Laureate quer ir embora do Brasil.

  5. realmadriddepiumgenerico disse:

    Mas é o livre mercado tão propagado e defendido. A única coisa que importa para eles são os lucros. Como o golpe arrebentou com os trabalhadores e ganhos, a única maneira de manterem seus lucros é reduzindo "custos". Demite-se e contrata-se pagando menos. E viva a reforma trabalhista. Olha que só temos meses de implementada, espera cinco anos para verem o caos no país.

  6. Ceará-Mundão disse:

    Progresso e desenvolvimento são resultados de muito trabalho e não ocorrem do dia prá noite. Salários e empregos não se constroem mediante a simples vontade de quem deles precisa. O nosso Brasil precisa com urgência de um choque de capitalismo DE VERDADE. E isso significa uma máquina estatal menor do que a temos, menos tributos, menos regulações, mais educação (de qualidade, não essa porcaria que herdamos dos desgovernos petistas), mais esforço (de todos), mais meritocracia, mais investimentos no setor produtivo… O Brasil vive um socialismo disfarçado já faz muito tempo: máquina pública enorme (gastos absurdos e déficit público assustador), tributação escorchante, regulações excessivas (cito os órgãos ambientais como exemplo), mentalidade "socialista" do nosso povo (ódio aos empresários e investidores, "sonho" do emprego público, falta de disposição para o trabalho, clientelismo, populismo, assistencialismo), falta de investimentos… Isso tem que mudar.

    • Ddd disse:

      O socialismo e apoio do estado só funcionam para os ricos. Todo país capitalista quando os bancos quebram quem salva é o estado, quando as empresas estão endividadas aqui no Brasil os governos perdoam bilhões em divida. Esse capitalismo brutal como o colega deseja não resolve em nada ainda em um país pobre culturalmente como nosso que no nosso caso vai dispor o estado ainda mais para os poderosos e ainda menos para os trabalhadores. Poucos entendem a receita bem sucedida da china, eles tentam unir o melhor do capitalismo com alto índice de industrialização e consumo com o melhor do socialismo com estado forte e serviços básicos funcionado. Não devemos ter extremos, extremos não levam a nada temos que buscar as melhores soluções com quem já passou pelo problema adaptando a nossa realidade .

  7. escolha certa disse:

    A decisão de se matricular na UNP é do aluno., eles tem a plena liberdade de ir para outra instituição. Existem outras Instituições que prezam pela qualidade, exemplos: UFRN, IFRN, UNI-RN. Escolheram errado, agora senta e chora…

    • Escolha mais certa ainda! disse:

      O ensino de qualidade é dever da instituição! Antes de falar besteira, vamos entender a situação dos alunos.

    • Tua vida te diz: disse:

      #tomacontadatuavida

  8. Everton disse:

    Triste, e pior que o mercado já não absorve essa penca de formados, e ainda com esse problemas, tá ralado.

    É preciso repensar todo o sistema de ensino superior.

  9. Paulo Silva disse:

    Isto esta acontecendo em TODOS cursos…. como exemplo cito o curso de Direito, onde tiraram um diretor de curso, com muito tempo de casa e experiência… para colocarem uma pessoa nova, acumulando várias funções…. e com remuneração muito menor….

  10. greg disse:

    Parabéns pelo estrago coxinhas.

    • Deca disse:

      Os últimos 16 anos que a chapa petralha toma conta desse país só podia terminar assim, eles não conseguem administrar uma casa, só conseguem mentir e roubar. Mas vamos estrasalha-los. É Bolsonaro!!!!

    • Dilermando disse:

      Caro amigo Deca, não sabia que a UnP era uma instituição Federal.

  11. Gomes disse:

    A reforma trabalhista posta em prática e promovendo demissão para depois terceirizar. Por isso, temos que revogar essa reforma. Para tanto, nada de reeleger os deputados que nela votaram, inclusive elegendo um presidente de esquerda: Ciro.

    • Acorda Brasil disse:

      É óbvio que isso ocorreria, são solavancos esperados. Mas é assim que deve ser, agora os alunos reagiram e estão cobrando mais qualidade de ensino, ou a UnP oferece um serviço de qualidade ou vai prejudicar sua imagem e perder alunos.
      É assim que as coisas funcionam, e muito bem, em todos os países com liberdade econômica. Não vai ser do dia pra noite, é um processo.

    • Ceará-Mundão disse:

      Deixem de palhaçada, "cumpanhero". Em qual país ou época do mundo essas porcarias de esquerda deram certo? Larguem a ignorância de vocês de lado ou então deixem de mentiras (para aqueles com mais algum estudo). O mundo só progrediu e chegou até esse ponto por causa do velho e bom capitalismo, do eficiente liberalismo econômico. Onde essas porcarias socialistas, comunistas, bolivarianistas ou seja lá qual nome vocês querem apelidar foram testadas, só houve miséria, mortes (milhões delas) de adversários políticos e muito atraso. Onde foram construídos muros ou quaisquer obstáculos para separar o mundo capitalista dos "paraísos" esquerdistas, o que se viu foi pessoas arriscando a própria vida na tentativa de vir para o "lado de cá". Isso aconteceu na Alemanha (da Oriental comunista para a Ocidental próspera e capitalista), em Cuba e está ocorrendo na Venezuela. Compare a Coréia do Norte (comunista) com a do Sul (capitalista). Dê um exemplo sequer de progresso em país não capitalista. Essa turma de esquerda é de causar nojo.

  12. CAICOENSE disse:

    INFELIZMENTE ISTO VEM ACONTECENDO, AS DEMISSÕES DE BONS FUNCIONÁRIOS E PROFESSORES, COM LARGA EXPERIENCIA. ISTO ACONTECEU COM UMA PESSOA MUITO PRÓXIMA A MIM, COM ONZE ANOS DE UNP, E COM UMA VASTA EXPERIENCIA EM LABORATÓRIOS…

GREVE: Em nota, UERN destaca importância da instituição, do diálogo e autonomia

Nota

No momento em que a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) vivencia as greves dos professores e técnicos administrativos, a comunidade acadêmica e a sociedade potiguar não podem permitir questionamentos sobre o verdadeiro papel da instituição.

A UERN é a única instituição pública de ensino superior que forma médicos, odontólogos, enfermeiros, assistentes sociais, sociólogos, educadores físicos, jornalistas, publicitários, radialistas, economistas, gestores ambientais, biólogos, e licenciados em Pedagogia, Letras, Música, Química e Filosofia, entre outros, no interior do Rio Grande do Norte. Com pós-graduaçãostricto sensu, em nível de mestrado, em todas as áreas do conhecimento, propicia a formação continuada, contribuindo para o cumprimento do PNE 2014-2024. Dentre os resultados, a UERN assegura a existência de professores capacitados em sala de aula nas redes municipal e estadual de ensino.

Desses egressos, mais de 70% fizeram a educação básica na rede pública de ensino (aproximadamente 40% dos pais desses egressos não possuem ensino médio). Destinamos 5% das vagas a pessoas com deficiência, o que significa a inclusão no conhecimento.

A UERN, cumprindo seu papel de instituição formadora de pessoas capacitadas para o mercado de trabalho, desenvolve diversas atividades que articulam as esferas ensino, pesquisa e extensão. Em Natal, quando, em março de 2015, aconteceram momentos de insegurança, com as rebeliões nos presídios, nas quais os detentos exigiam também o julgamento de seus processos, a UERN, por meio do seu Núcleo de Prática Jurídica, atuou em defesa das pessoas economicamente hipossuficientes, cumprindo, portanto, um importante papel social. É importante destacar, ainda, que o Complexo Cultural, situado na Zona Norte da Capital, oportuniza atividades a mais de mil alunos em diversas ações extensionistas.

Frequentemente, estamos prestando consultorias, auxiliando o Estado e Municípios em áreas da nossa competência; temos pesquisadores e extensionistas cujas ações e práticas estão mudando a realidade do nosso RN. O CAPACITASUAS, em parceria com a SETHAS e o MDS, atuando nos 167 municípios; a formação de tecnólogo em Gestão Pública e pós-graduação em Direito Administrativo e Urgência e Emergência dos servidores estaduais, junto com a Escola de Governo/SEARH; a viabilização da construção do Hospital Materno-Infantil, maior obra do RN SUSTENTÁVEL da Secretaria de Saúde Pública (SESAP); e o FESTUERN com a Secretaria da Educação e da Cultura (SEEC), constituem amostragem de que a UERN, além de formar recursos humanos, contribui para o desenvolvimento do Estado.

A UERN é patrimônio dos norte-riograndenses e, por igual, alicerce da formação da justiça e da equidade social. A Reitoria insistirá no caminho do diálogo e do entendimento, preservando a autonomia da Instituição.

Pedro Fernandes Ribeiro Neto
Reitor
Aldo Gondim Fernandes
Vice-Reitor

UnP emite nota sobre questões de segurança na instituição

A UnP reitera que se dedica a oferecer as melhores condições aos seus alunos sempre. A Universidade informa que recebeu um grupo de estudantes, no último dia 20, para tratar da questão da segurança e que está empenhada em buscar soluções para o tema que estejam ao seu alcance, conforme documento enviado aos participantes da reunião.

A Universidade vem incrementando continuamente seus investimentos em segurança e conta com equipes especializadas em todos os seus prédios, formadas por profissionais capacitados para zelar pela integridade dos alunos e colaboradores dentro das dependências da Instituição. Respeitando a regulamentação vigente, a Universidade não mantém equipe de segurança nas áreas externas do seu entorno, uma vez que, a legislação estabelece limites para atuação das empresas de segurança privada, impedindo-as de exercerem a segurança pública.

 A Universidade já adotou várias medidas para ampliar a segurança dos seus alunos. Na Unidade Nascimento de Castro, por exemplo, oferece serviço de Estacionamento Remoto, localizado na Avenida dos Potiguares, onde os estudantes podem deixar seus automóveis e tomar um ônibus que faz a rota até a Unidade a cada 20 minutos gratuitamente, ida e volta, com conforto e segurança.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. VÃO ESTUDAR disse:

    Estudante cobrando de uma instituição privada segurança que deve ser fornecida pelo ESTADO ? e demais , VÃO ESTUDAR !

  2. a disse:

    Equipe especializada? Essa tal equipe especializada de nada serve. Ficam na portaria da unp e não podem agir do lado de fora da instituição. Não possuem arma e/ou qualquer equipamento que ofereça uma segurança para os alunos ou um certo "medo" aos meliantes que alí passam.
    Esse serviço de Estacionamento Remoto é ridículo. Os ônibus passam em alguns horários. Se houver horário quebrado, aula acabar mais cedo, ou qualquer urgência que o aluno precise sair mais cedo? Terá que esperar o horário do próximo ônibus, tendo o seu carro e se abstendo de usá-lo porque a universidade em que estuda e a qual paga caro, não oferece a mínima segurança.
    Tem que ser contratado uma empresa que fique fora da instituição. Seguranças disfarçados…

  3. Guilherme disse:

    Faz 3 anos que estudo lá é nunca vi a Unp fazer nada por nos! Todos os dias são carros arrobados e alunos sendo assaltados, esse documento eu tenho e nele diz diz data, prazo! Nada! Ou seja a Unp apenas quis botar panos quentes no protesto! E eu discordo quando o amigo diz ai que o protesto foi com radicalismo! Ja sei que ele esta pensando nele e nao nos outros alunos que lá estudam e ja foram vítimas!

  4. Sergio Nogueira disse:

    No conjunto dessas medidas não teria como colocar obstáculos ao estacionamento em cima da calçada da Universidade? Não se passa ali para não ver a deprimente cena de universitários, que em tese estão no ápice da capacidade cognitiva, estacionando sobre a calçada.
    Isso para mim só é feito por aqueles que não sentem vergonha de assumir que foram os laureados no curso de imbecilidade. O problema é que esses laureados inventaram de estudar todos juntos, no mesmo horário e na mesma universidade.
    Se o sujeito não consegue respeitar uma calçada e, por tabela, os pedestres, vai exigir respeito sobre o que?

    • Antônio disse:

      Pessoal, precisamos valorizar a instituição a qual estudamos para sermos Engenheiros. Não é com radicalismo que se resolve as coisas, temos outras questões que podemos discutir com a instituição. Lembrem-se! São nossos nomes que estão indo para o mercado.

Polícia Militar no RN faz levantamento da correição e disciplina na Instituição; afastamentos e exclusões

IMG000000000018087A Polícia Militar realizou o levantamento dos dados referentes às punições disciplinares e às medalhas concedidas aos PM’s que se destacaram durante o serviço policial.

De acordo com a Assessoria Administrativa, órgão subordinado ao Comandante Geral da PM e responsável pela correta aplicação da Lei e pela normatização e padronização dos procedimentos inquisitoriais, entre os anos de 2010 e 2013 foram instaurados 718 procedimentos investigatórios no âmbito da PMRN, 36% dos quais foram Conselhos de Disciplina que visam julgar a incapacidade dos Policiais Militares estáveis em permanecer na Instituição devido a fatos que desabonem o pundonor militar e o decoro da classe. O maior número de procedimentos instaurados foi constatado no ano de 2010, quando se apurou 281 procedimentos, sendo 101 Sindicâncias, 57 Inquéritos Policiais Militares, 96 Conselhos de Disciplina e 27 Procedimentos Administrativos Disciplinar. Em relação às punições disciplinares, a Assessoria Administrativa contabilizou 717 aplicações de punições disciplinares entre os anos de 2010 e 2013, onde 54% foram punições de detenção, 20% de prisão, 11% de repreensão, 9% de prisão em separado e 6% de advertência.

Quanto aos procedimentos que culminaram com o licenciamento ou exclusão, a Assessoria Administrativa da PM contabilizou 95 licenciamentos e/ou exclusão de PM’s nos quatro anos de levantamento dos dados. Finalizando o relatório, a Assessoria Administrativa constatou o indiciamento de 102 Policiais Militares em IPM’s que foram remetidos à Polícia Judiciária Militar, representando 51% dos IPM’s instaurados entre os anos de 2010 e 2013.

Apesar dos números de punições, o Comandante Geral da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte, Coronel PM Francisco Canindé de Araújo Silva, ressalta que mais de 1,2 mil Policiais Militares foram agraciados entre os anos de 2010 a 2014 com Medalhas concedidas pelo Comando e pelo Governo do Estado em reconhecimento aos serviços prestados à Segurança Pública do Rio Grande do Norte.

Ao todo foram agraciados 1.248 Policiais Militares com diversas Medalhas de reconhecimento ao trabalho desenvolvido nos setores administrativo e operacional da PMRN, tendo sido 381 Oficiais e 867 Praças.

Verifica-se o maior número de agraciados no âmbito da Corporação Policial Militar, 38% do total, com a Medalha do Mérito Profissional “Cel Bento Manoel de Medeiros”, a qual é destinada a premiar membros das Polícias Militares e Civis do Estado, que se destacaram ou venham a se destacar entre os demais, de forma eficiente e eficaz no desempenho profissional dentro da atividade policial.

“Os bons policiais estão sendo reconhecidos frequentemente, quer seja com a concessão dessas medalhas, quer seja com elogios publicados em nossos boletins internos”, destaca o Comandante Geral.

Outro dado relevante é a concessão de Medalhas aos Policiais Militares a cada dez anos de serviço prestado. Entre os anos de 2010 a 2013, foram concedidas 435 Medalhas com Passadores de Ouro, Prata e Bronze, em reconhecimento ao decênio prestado na Instituição Policial Militar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Breno disse:

    E os coturnos dos PMs, já entregaram? E as viaturas paradas, já consertaram? Medalha só tem valor em olimpíada!

  2. anônimo disse:

    Medalha não enche barriga!

  3. asspra disse:

    O melhor reconhecimento é através de salários!

  4. Roberto disse:

    È importante o reconhecimento, mas só de medalhas não enche o bucho de ninguém, o que esses verdadeiros heróis precisam é de um digno salário e mais infraestrutura.

  5. Carvalho disse:

    Bacana que os bons policiais estejam sendo reconhecidos com a concessão de medalhas.
    Mas eu pergunto: quantas dessas medalhas foram entregues pela governadora do estado, comandante-em-chefe da Polícia Militar?

Potiguar do UFC dá exemplo de cidadania e visita instituição de tratamento de dependentes químicos

Nem só de lutas, treinos pesados e entrevista vive um lutador de MMA. Pelo menos, não o potiguar Ronny Markes, único representante potiguar entre os pesos médios do UFC, principal evento de MMA do mundo. Na última sexta-feira (25), o lutador aproveitou a folga nos trabalhos físicos para visitar o projeto Desafio Jovem, que trata dependentes químicos em Parnamirim, Grande Natal.

“O MMA não é só aquela pancadaria da televisão. Assim como o futebol, tem um lado social importante, de tirar pessoas das drogas, da pobreza. Sempre que posso, visito instituições como essas, porque sei o quanto é importante incentivar, mesmo que seja apenas com palavras, essas pessoas que estão lutando contra um adversário tão difícil quanto a droga. É um confronto diário e a ajuda de fora, o apoio, é fundamental para conseguir a vitória”, afirmou Ronny Markes.

Na conversa com os dependentes químicos ajudados pelo projeto, Ronny Markes contou sobre as dificuldades de sua infância e a importância do esporte para não cair na tentação da droga. “Tive uma infância pobre e vi muitos amigos e familiares se perderem no mundo das drogas. Eu, graças a Deus, fui salvo pelo esporte, mas sei que nem todos têm essa sorte”, revelou o lutador, que nasceu, cresceu e mora até hoje na Vila de Ponta Negra, zona Sul de Natal.

Depois da conversa, Ronny Markes ainda jogou futebol com os internos do projeto e, ao final da visita, pôde fazer o balanço positivo do encontro. “Digo sempre quando faço ações como essas que não são palestras, são conversas. Afinal, falo, mas também escuto. E essas histórias de vida de cada um, junto as palavras de incentivo, me deixam ainda mais forte para seguir meu trabalho. Com certeza, na hora da luta, vou lembrar do apoio que recebi de todos do Desafio Jovem”, afirmou Ronny Markes.

Vale lembrar que o potiguar segue na capital do Estado até o início de junho, quando embarca para o Rio de Janeiro, para fazer um trabalho especial de preparação física. A intenção é melhorar para voltar ao octógono do UFC, provavelmente, em setembro. “Quebrei a mão na última luta e ainda não estou totalmente recuperado fisicamente. Mas, se Deus quiser, quero estar apto o mais rápido possível para voltar a representar o nome do meu Estado e do Brasil no maior evento de MMA do mundo”, acrescentou.

Aos 24 anos, Ronny Markes venceu as duas lutas que fez no maior evento de MMA do mundo. A última foi em fevereiro, contra o experiente Aaron Simpson quando, mesmo com a mão quebrada, conseguiu uma importante vitória por pontos. Com ela, o potiguar atleta da academia Kimura Nova União, em Natal, acumula 13 vitórias e apenas uma derrota no MMA.

Projeto Desafio Jovem

O projeto Desafio Jovem de Parnamirim existe há 28 anos e é uma entidade sem fins econômicos, especializada na recuperação de pessoa viciadas em tóxicos, psicotrópicos, alcoolismo e outras deformações de ordem física, moral e espiritual, sem distinção de raça, condição social, política ou religiosa. Durante o período de tratamento, o dependente em recuperação é levado a participar de atividades ocupacionais, como esporte/lazer, cultivo de hortas, trabalhos manuais, alfabetização e reintegração a sociedade.

Substituto de Oswaldo Cruz diz que quer fortalecer instituição

O juiz Arthur Cortez Bonifácio, 48, disse que seu papel como substituto do desembargador Osvaldo Cruz é trabalhar para dar uma resposta à sociedade às demandas no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

“Meu papel é julgar processos, produzir em favor daqueles que estão esperando (uma decisão judicial) com a maior celeridade possível”, explicou o magistrado que evocou independência, ética e isenção na função de julgador. Ele comentou ainda que seu trabalho triplicou depois que sentou na cadeira de desembargador. Não é a primeira vez que assume em substituição no TJRN. “Tem muito o que fazer aqui e meu dever é prestar um bom ofício”, sentenciou.

Bonifácio assumiu o lugar de Osvaldo Cruz por fazer parte da lista de magistrados para substituição dos desembargadores em situações de algum tipo de impedimento ou férias. No caso, Cruz foi afastado de suas funções por estar envolvido nas denúncias de corrupção do setor de precatórios do Tribunal de Justiça do RN.

Professor de Direito Constitucional da UFRN, Arthur Cortez Bonifácio estará no cargo por tempo indeterminado. Por enquanto, ele só não pode julgar o mérito em processos já votados por Cruz.

Fonte: Novo Jornal

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Curioso disse:

    Orgulho de ter Cortez Bonifácio como professor de Direito Constitucional na UFRN. Esse pode ajudar a moralizar o TJ-RN. Parabéns nobre magistrado!