Educação

SE LIGA: Enem 2020 libera cartão com os locais de prova

Foto: Reprodução/Globo

Os inscritos para o Exame Nacional do Ensino Médio 2020 (Enem) poderão acessar o cartão de confirmação de inscrição a partir desta terça-feira (5). As provas impressas estão marcadas para 17 e 24 de janeiro. A aplicação da versão digital ocorrerá em 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

O documento traz, entre outras informações, o local do exame, o número de inscrição, a data e o horário em que a prova será aplicada. Ele pode ser acessado na Página do Participante, no site do Enem.

Nas redes sociais, candidatos relatam dificuldades para visualizar o local de prova pelo site. Outros dizem que conseguiram a confirmação pelo app oficial do Enem. Ao G1, o Inep, organizador do exame, afirma que as informações já estão disponíveis.

O cartão também registra que o participante deve contar com determinado atendimento especializado, assim como tratamento pelo nome social, caso essas solicitações tenham sido feitas e aprovadas.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) recomenda que o participante leve o documento nos dias de aplicação da prova. Ao todo, 5.783.357 inscrições foram confirmadas.

Adiado após pressão de estudantes e parlamentares por causa da pandemia de Covid-19, o cronograma do Enem sofreu algumas alterações:

Provas impressas: 17 e 24 de janeiro, para 5,7 milhões inscritos
Prova digital: 31 de janeiro e 7 de fevereiro, para 96 mil inscritos
Reaplicação da prova: 23 e 24 de fevereiro
Resultados: 29 de março

Enem na pandemia

O uso de máscaras de proteção será obrigatório durante toda a aplicação do exame.

Quem estiver com Covid-19 ou outras doenças infectocontagiosas nos dias de realização do Enem poderá participar da reaplicação das provas em 23 e 24 de fevereiro de 2021.

Para pedir a reaplicação, os candidatos deverão comunicar a condição de saúde por meio da Página do Participante antes da aplicação do exame.

Além da Covid, são consideradas doenças infectocontagiosas para pedir a reaplicação: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, e varicela.

Os participantes que apresentarem sintomas na véspera ou no dia da prova não deverão comparecer ao exame.

Nesse caso, além de registrar o ocorrido na Página do Participante, o inscrito deverá entrar em contato com a Central de Atendimento do Inep (0800 616161) e relatar o caso, a fim de agilizar a análise do laudo pela autarquia. A aprovação ou a reprovação da solicitação de reaplicação deverá ser consultada, também, na Página do Participante.

G1

Opinião dos leitores

  1. Calígula, vc é foda, depois de ter sido o maricas de Bolsonaro na encarnação passada…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Restaurantes e academias são os lugares com maior chance de transmissão da Covid, dizem cientistas de Standford

Funcionária de restaurante usa máscara e protetor facial devido ao surto de doença por coronavírus (COVID-19) em Moscou, Rússia, 8 de julho de 2020. — Foto: Maxim Shemetov/Reuters

Pesquisadores da Universidade de Stanford, na Califórnia, usaram dados de movimentação de pessoas em 10 cidades dos Estados Unidos e criaram um modelo que sugere os lugares onde há mais chances de alguém se infectar com o novo coronavírus (Sars-CoV-2) sem o uso de máscaras e com reabertura de funcionamento.

Os resultados da pesquisa foram publicados na revista científica “Nature”, uma das mais importantes do mundo, na terça-feira (10).

De acordo com os dados reunidos para a cidade de Chicago, a terceira mais populosa do país, a ordem dos lugares, de maior para menor risco, seria a seguinte:

Restaurantes de “serviço completo” (aqueles em que as pessoas sentam para comer e são servidas por alguém)

Academias

Cafés e bares

Hotéis e motéis

Restaurantes de “serviço limitado” (aqueles em que as pessoas podem levar a comida ou sentar, mas pagam antes)

Centros religiosos

Consultórios médicos

Mercados

Lojas de mercadorias usadas

Pet shops

Lojas de equipamentos esportivos

Outras lojas gerais

Lojas de brinquedos ou relacionadas a hobbies

Lojas de material de construção

Lojas de peças automotivas

Lojas de departamento

Postos de gasolina (nos Estados Unidos, o próprio motorista costuma abastecer seu carro)

Farmácias

Lojas de conveniência

Concessionárias

“Se você tiver que ir a esses lugares, vá fora dos períodos de pico, quando há menos pessoas”, recomendou o autor sênior do estudo, Jure Leskovec, de Stanford, em entrevista ao G1.

Os pesquisadores chegaram às conclusões usando um modelo que se baseou nos movimentos das pessoas rastreados por celulares de 1º de março a 2 de maio, época em que as pessoas tiveram a mobilidade restringida pelas medidas para conter a transmissão do coronavírus.

A partir daí, construíram o modelo considerando maiores ou menores graus de mobilidade, a partir de diferentes datas, para ver como a transmissão do vírus se comportaria.

Com os dados, eles mapearam o que chamaram de “pontos de interesse” – locais não residenciais que as pessoas visitam como restaurantes, mercados e centros religiosos.

Eles descobriram – como outros estudos já vinham apontando – que a maioria das infecções por Covid-19 ocorre em lugares “superespalhadores”. Na região metropolitana de Chicago, por exemplo, 10% dos pontos de interesse foram responsáveis por 85% das infecções previstas para todos os lugares investigados.

“Calculamos a densidade de visitantes em cada ponto de interesse – quantos visitantes existem por metro quadrado. Quanto menor o número, menor a chance de transmissão. Quanto mais tempo as pessoas permanecem no local, maior a chance de transmissão. Nosso modelo considera esses dois fatores”, explicou Leskovec.

Mas há um detalhe: os dados de mobilidade foram computados quando o uso de máscaras era menos prevalente. Por isso, o modelo não leva em conta o uso delas.

“No entanto, na 2ª onda, vemos que a mobilidade das pessoas aumentou, mas o número de infecções não aumentou tanto quanto deveria. Portanto, atribuímos o número de infecções inferior ao esperado ao uso de máscaras”, disse o pesquisador.

(mais…)

Opinião dos leitores

  1. Ainda bem que não apareceu comício de campanha eleitoral. Tá liberado aglomeração pela democracia uhuuu

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

ATENÇÃO, ELEITOR DE NATAL: TRE-RN informa mudanças em locais de votação

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) alerta para mudanças nos locais de votação das zonas eleitorais de Natal (1ª, 2ª, 3ª, 4ª e 69ª) nas Eleições Municipais 2020. As alterações foram provocadas, em alguns casos, devido a limitações estruturais dos locais, e em outros, visando seguir as orientações do Plano de Segurança Sanitária do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os eleitores podem conferir os novos locais de votação utilizando uma das seguintes alternativas: acessando a listagem no site do TRE-RN; baixando o aplicativo e-Título, que trará a informação atualizada da zona e seção eleitoral; ou ainda entrando em contato com a Celina, assistente virtual do TRE, no endereço celina.tre-rn.jus.br, via perfil do TRE-RN no Facebook, ou buscando, no aplicativo de mensagem Telegram, o usuário @jern_bot.

A partir da próxima segunda (9), o Disque-Eleitor também estará disponível para esta consulta.

Confira abaixo as transferências do local de votação em Natal

(mais…)

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Campanha orienta sobre locais para descarte de óleo usado em Natal

Desde o lançamento da Campanha Não Jogue Óleo na Rede, a Caern já recebeu 442 litros de óleo usado. FOTO: CAERN/ADM

A Campanha Não Descarte Óleo na Rede de Esgotos nasceu para intensificar a divulgação dos malefícios do descarte incorreto do óleo de cozinha, que causa obstrução na rede e contamina as águas. Quando o óleo de cozinha é despejado na rede de esgotamento, pelo ralo, o óleo que não se dilui com a água, endurece, virando uma crosta na tubulação.

O óleo usado deve ser recolhido em garrafas pets (aquelas de refrigerante) para encaminhar para as associações que realizam processos de reciclagem. Para orientar a população sobre o descarte adequado do óleo na rede, o programa Esgotamento Legal da Caern realizou durante todo o mês de outubro uma campanha com uma série de atividades educativas e atrações socioambientais visando conscientizar a população. O lançamento oficial ocorreu na terça-feira (1º de outubro) no Conselho Comunitário de Potilândia, onde foi apresentado pontos de coleta de óleo espalhados pela cidade.

A Campanha foi realizada pelo projeto “Esgotamento Legal”, coordenado pela Unidade de Gestão de Empreendimentos Sociais da Caern (UESO) e pretende disseminar a cultura do descarte consciente do óleo de cozinha, que muitas vezes, é despejado em grandes quantidades nas redes de esgoto. Desde o lançamento da campanha, no inicio de outubro, foram recolhidos 442L de óleo usado, nos quatro pontos de coleta da cidade.

CONFIRA OS PONTOS DE COLETA EM NATAL:

Conselho Comunitário dos Moradores de Potilândia (Rua da Esmeralda, 466 – Lagoa Nova)

Associação de Idosos Julieta Barros (Av. Dr. João Medeiros Filho, 3130 – Potengi)

Mar e Artes – Clube de Mães Maria de Lourdes Ferreira (R. Pastoril, 999, Conjunto Nova Natal – Lagoa Azul)

Conselho de Moradores de Ponta Negra (R. Manoel Coringa de Lemos, 451 – Vila de Ponta Negra)

Quer tornar seu estabelecimento um ponto de coleta de óleo usado? Entre em contato com a Unidade de Gestão de Empreendimentos Sociais da Caern pelo fone 3232-4143 e agende uma visita da equipe. O programa Esgotamento Legal faz parte da obra do Sistema de Esgotamento Sanitário de Natal.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Os riscos de aplicar anestesia em locais com tatuagem

ESPECIALISTA FALA SOBRE OS RISCOS DE APLICAR ANESTESIA EM UMA ÁREA TATUADA (FOTO: PIXABAY)

Você está pensando em fazer alguma tatuagem? Se a resposta for sim, é melhor pensar bem na parte do corpo em que ela será feita, já que você passará por algumas limitações se tiver que passar por uma cirurgia, como a cesariana.

De acordo com o Oscar César Pires, presidente da Sociedade Brasileira de Anestesiologia em 2015, aplicar uma anestesia em cima de uma tatuagem faz com que a tinta entre dentro do organismo e cause sérias consequências. “A literatura já prova que qualquer produto aplicado na pele em que será feita a anestesia pode causar problemas. Até mesmo o antisséptico pode ser passado para a agulha e depois para o organismo, criando uma infecção”, explica o especialista.

O problema de a tinta ser levada para dentro do organismo pode ser causado por qualquer tipo de injeção mas, segundo Pires, a anestesia é ainda mais preocupante porque ela é inserida no sistema nervoso central. Isso pode causar um processo inflamatório e, como consequência, a um déficit neurológico, formigamento em alguma área do corpo, diminuição da força em uma perna e até a paraplegia.

A solução seria fazer uma anestesia geral, sem nenhuma aplicação com agulha. Além disso, seria possível fazer um corte de 0,5 centímetro na pele para que a injeção fosse aplicada diretamente na epiderme, sem passar pela tinta. De acordo com Pires, o corte seria tão pequeno que deixaria uma cicatriz mínima e praticamente irrelevante.

O anestesista reforça que é papel dos médicos esclarecer os ricos e as opções de anestesia considerando a tatuagem: “Se o médico acreditar que não tem problema aplicar uma anestesia assim, é porque ele não está atualizado”.

Galileu

Opinião dos leitores

  1. Muito esclarecedora esta matéria. Infelizmente, com meus respeitos, essa tal de tatuagem virou moda.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Locais das torcidas organizadas definidos na Arena das Dunas; Roberta Sá fará apresentação

As torcidas organizadas de ABC e América já sabem onde ficarão localizadas no estádio Arena das Dunas. Após reunião na última segunda-feira (13), as localizações para os dois jogos que acontecem no dia 26 de janeiro, com ABC e Alecrim, pela quinta rodada do Estadual,  e América e Confiança, pela Copa do Nordeste,

Como na maioria das arenas construídas recentemente no país, os membros das torcidas organizadas ficarão por trás das traves, e foi definido desta forma: lado Sul, que fica próximo ao Centro Administrativo, será da torcida do América. Já no lado Norte, que fica para a Avenida Romualdo Galvão, ficará a torcida do ABC.

Vale destacar que para a rodada dupla de inauguração, serão vendidos 28.800 ingresso, 10% abaixo da capacidade, que é de 32 mil torcedores no espaço físico, sem contar os 10 mil assento móveis que serão instalados em maio para os jogos da Copa do Mundo.

No caso do Alecrim, que ainda não fez um acordo com o consórcio, os torcedores ficarão localizados no lado contrário ao do time mandante, no dia 26, ABC ou América-RN.

Roberta Sá

A cantora potiguar foi escolhida para se apresentar na inauguração da Arena das Dunas, na data da rodada dupla, dia 26 de janeiro. A foi divulgada no perfil da Prefeitura de Natal no Facebook.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Candidatos já podem conhecer local da 2ª fase do Exame de Ordem

NoMinuto.com

Os bacharéis em Direito aprovados na primeira fase do Exame de Ordem da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) já podem consultar os locais de prova da segunda fase do exame, que será no próximo dia 21 de agosto.

Para consultar os locais de prova, os estudantes devem acessar a página da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e preencher os campos de identificação através do CPF e da senha do exame ou acessar este link

Em todo o Brasil, apenas 18% dos candidatos farão a segunda fase do exame, que constitui o teste prático-profissional onde durante cinco horas, os candidatos a carteira da OAB farão uma peça jurídica.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *