Política

PRIMEIRA SONDAGEM APÓS DECISÃO DO STF: Lula venceria Bolsonaro em 2022, na margem de erro, diz pesquisa Exame/Ideia

Foto: Reprodução/Exame

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceria Jair Bolsonaro (sem partido) em um eventual segundo turno, caso as eleições fossem realizadas hoje. O petista aparece com 40% das intenções de voto, e o atual presidente com 38%. Apesar de estar dentro da margem de erro, que é de três pontos percentuais para mais ou para menos, é a primeira vez que Lula aparece vencendo a disputa pela cadeira presidencial.

Os dados são da mais recente pesquisa EXAME/IDEIA, projeto que une Exame Invest Pro, braço de análise de investimentos da EXAME, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. O levantamento ouviu 1.200 pessoas entre os dias 19 a 22 de abril. Clique aqui para ter acesso ao relatório completo.

A sondagem é a primeira após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que anulou as condenações contra Lula. Como consequência, o ex-presidente se tornou elegível novamente. Apesar de oficialmente não confirmar que vai concorrer a um terceiro mandato, ele deu uma série de entrevistas nas últimas semanas em um tom de pré-candidato.

“Essa mudança de posição entre Lula e Bolsonaro podemos fazer uma relação com a avaliação de governo, que atravessa o pior momento. Os motivos dessa avaliação ruim são reflexo dos altos números de mortes e de casos de coronavírus. Também tem a questão da economia, que ainda patina, apesar de já percebemos em algumas regiões uma melhora na avaliação em função do auxílio emergencial, a exemplo no Norte do país”, explica Maurício Moura, fundador do IDEIA, instituto de pesquisa.

Mesmo no primeiro turno, também dentro da margem de erro, Lula aparece um ponto percentual à frente de Bolsonaro (33% a 32%). Também é a primeira vez que o atual presidente aparece atrás do petista. Na última pesquisa, feita no começo de março, o ex-presidente estava com 18% das intenções de voto no primeiro turno, contra 33% de Bolsonaro.

Foto: Arte/Exame

“É interessante perceber que a soma das outras para a candidatura, que incluem Luciano Huck, João Doria, João Amoedo, somam mais ou menos 26%, ou seja, dentro da margem de erro a somatória dessas candidaturas está praticamente empatada com Lula e Bolsonaro. Se houver uma convergência de nome, a terceira via se torna uma possibilidade real”, diz Moura.

O fundador do IDEIA ainda explica que houve uma mudança de voto em relação à última pesquisa, sobretudo da região Sudeste, maior colégio eleitoral. Lula tem 44% das intenções de voto, contra 32% de Bolsonaro. O petista também ganharia no Nordeste (44% a 30%). A situação se inverte nas outras três regiões. O atual presidente venceria com folga no Norte (63% a 19%), no Sul (47% a 34%), e no Centro-Oeste (54% a 29%).

A pesquisa também perguntou se o eleitor gostaria que o próximo presidente não fosse nem Lula, nem Bolsonaro. Do total de entrevistados, 41% concordaram com este frase. Há um mês, este grupo que quer uma terceira via representava 38% do eleitorado.

Exame

Opinião dos leitores

  1. KKKKKKKKKKKKKK…….SÓ SENDO MUITO INGÊNUO PARA ACREDITAR NISSO……BOLSONARO NÃO É UM BOM PRESIDENTE, MAS POR CAUSA DISSO EU VOU COLOCAR O MAIOR LADRÃO QUE ESSE PAÍS JÁ TEVE PARA SUBSTITÍ-LO!???? SÓ UMA MULA PARA PENSAR DESSA FORMA.

  2. Uma pessoa que tem coragem de votar num canalha, cachaceiro, analfabeto, mentiroso, corrupto e lavador de dinheiro, chefe da maior ORCRIM de que se tem notícia na política nacional, é merecedor de todo tipo de sofrimento. De qualquer forma, esse tipo de pesquisa já é velho conhecido. Segundo tais pesquisas, Bolsonaro não teria sido eleito e o Brasil seria presidido pelo poste de bandido.

  3. É melhor já ir se acostumando…..O VÉI é duro….Quem não quiser cair se deite…..O choro é livre…..Se quiser pode chorar….LULA ESTÁ DE VOLTA!!!

  4. kkkkKkkk, tão com medo do juíz, nem colocaram na pesquisa. Moro 2022 pra botar ordem nessa muvuca, e bg pirar

  5. Na época de LULA: comércio vivia cheio e lotado, pobre com dinheiro na mão, pode deixar ele sair as ruas que os empresários saem pra abraçar o véi!

  6. kkkkkkkkkkkkk…….Daqui para eleições,toda “Pesquisa” vai dá o “Cachaça” com 20 pontos na frente,só quem acredita em pesquisa encomendada pelo Pt é a petralhada mesmo…..kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  7. Para a boiada imunda não sofrer muito, vamos resolver no 1º turno.
    É bom para todos, até a transição de governo será mais tranquila.

  8. Ô país para gostar de da ibope para bandido, como um país desse é sério, quando um bandido analfabeto que foi condenado pode ser candidato a presidente de um país, só no Brasil mesmo.

  9. Vão ler o livro do esquerdista e ex presidente americano, Baraque Obama, lá ele diz quem é o senhor Lula sem deixar qualquer margem de dúvida. No livro está relatado o conhecimento de um ex presidente da esquerda, um dos homens mais bem informado do mundo. Por coincidência a mídia não fala desse livro de Obama, qual a razão?

    1. Eu li, lá não tem isso…vozes da sua cabeça. O Mesmo Obama que disse na frente dos principais líderes mundiais “Lula é o cara”.

    2. Volte ao ensino fundamental Greg, precisa aprender a ler e se der, aprenda a interpretar. O que Obana quis dizer com Lula é o cara? Nem Baiden dá voz a seu ex presidente. A verdade é devastadora pra vocês que precisam da ilusão para sobreviver.

  10. “Çei”!!!🤔 De acordo com as pesquisas Bolsonaro não foi nem eleito.🤣🤣🤣🤣🤭

  11. Mais uma pesquisa encomendada, comprada e publicada por instituto que se vendem facilmente. Foi realizada onde mesmo? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    É simples, manda esse candidato do instituto de pesquisa ir as ruas, fazer comício, andar no meio do povo. Essa é a pesquisa real, o resto é a mesma manipulação mentirosa de sempre, adotada pela esquerda desde 1990.
    Quem vota em bandido? Qual a necessidade de votar em ladrão? Qual o objetivo de votar em corrupto? Esse tem que ser o começo da abordagem quando se faz pesquisa. Depois pode vir tudo mais, as condenações, os processos criminais, as delações com o nome dele, toda quadrilha formada com os demais corruptos, a falência das estatais, desordem democrática, insegurança social, desemprego gerado a 13 milhões de brasileiros até 2013, volta da inflação, petrobrás dando prejuízo, correios falidos, fundos de pensão de todas as estatais com todo recurso retirado e tantas outras situações imorais, ilegais, contra a religião, contra o povo.
    Qual a razão desse candidato do IDEIA nunca ter desmentido todas as acusações que a família Odebrecht fez contra ele?

  12. Essa máfia das pesquisas tem que acabar. É preciso auditá-las de alguma forma. Nem precisa ser inteligente para notar o que vem sendo feito desde sempre com a manipulação dessas pesquisas. Lembrar que Bolsonaro perdia em todos os cenários do segundo turno nas últimas eleições presidenciais.

  13. Essa pesquisa é uma piada!!!!!!kkkkkkkkkkkkkk
    A pesquisa real saberemos quando este vagabundo ladrão do Lula, for para as ruas fazer os seus contatos com a população.

  14. Kkkkkkkkkkkkk…
    É verdade esse “bilete”.

    Segundo as pesquisas, Bolsonaro perdia até para Boulos em 2018. É só colocar os dois para andar nas ruas para ver. Quero ver Lula sair sem ser nos seus redutos militantes. Lula foi a maior farsa travestida de presidente que o Brasil já teve.

    Bolsonaro 2022!!

    Chora não, ruma de jumento adestrado de Lula.

  15. Da pena desse Brasil, veio de guerra….
    O Corrupto, candidato do STF, parece que tá se animado….

    1. Carlos, você vem aqui defender um cara condenado em 3 instâncias, aliado de Kadafi, Hugo Chavez, Maduro, Castro e outros ditadores sanguinários na África, e chama o outro de “burro”? É isso mesmo, pateta?

    1. Qualquer um dos dois, se andar nas ruas, longe dos seus seguranças e das suas claques organizadas, irá apanhar.

    2. Manda o Bozo sem sua tropa de segurança passar aqui na minha rua pra ver o que acontece
      🔪🔪🔪🔪

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Centro de Patologia Clínica/Grupo Fleury realiza exame para pesquisa de “Anticorpos Neutralizantes” para quem teve covid ou tomou vacina

Foto: Divulgação

O Centro de Patologia Clínica/Grupo Fleury realiza a partir desta quarta-feira(24) o exame para pesquisa de “Anticorpos Neutralizantes” para quem teve covid ou tomou vacina.

O exame ainda não é coberto pelos planos de saúde, sendo feito de modo particular.

Sobre os Anticorpos neutralizantes:

Quando existe algum agente agressor nosso organismo cria anticorpos como resposta. No entanto, a simples detecção de um tipo de anticorpo não significa que ele seja capaz de neutralizar a doença.

As sorologias para COVID disponíveis até agora detectam a presença de anticorpos, mas não verificam se são capazes de neutralizar a doença.

Com essa nova tecnologia, é possível detectar se a pessoa tem anticorpos capazes de impedir a ligação do vírus na célula, neutralizando a sua ação e evitando a doença, protegendo contra a infecção.

O resultado é dado em percentagem: Acima de 30%: existem anticorpos que impedem a entrada do vírus na célula. Abaixo desse valor, a resposta neutralizante pode ser pequena ou não existir.

Prazo para realizar o exame:

– Se teve a doença: 14 dias

– Se teve mas assintomático: 21 dias

– Pós vacina: 30 dias

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sintomas de Covid: pesquisadores britânicos ampliam para 7 os sinais que deveriam levar a exame de coronavírus

Foto: BBC

Pesquisadores no Reino Unido querem que o governo do país inclua quatro sintomas à lista que orienta os pedidos de exame diagnóstico para Covid-19.

A ideia é acrescentar fadiga, dor de cabeça, dor de garganta e diarreia à lista que hoje se restringe a tosse, febre e perda de paladar ou olfato.

Ao ampliar o rol de sintomas, seriam identificados 40% mais casos da doença, dizem os autores da proposta, que estão à frente do aplicativo Zoe, um amplo estudo de sintomas da Covid feito em parceria com a universidade King’s College London.

As autoridades de saúde, entretanto, temem que um aumento no número de testes possa sobrecarregar o sistema da saúde.

Como os sintomas são bastante comuns e podem surgir a partir das mais diferentes causas, um volume maior de pessoas que não estão infectadas com o coronavírus também serão testadas.

Os próprios pesquisadores envolvidos no estudo estimam que o total de resultados negativos para cada positivo aumentaria de 46 para 95, mas argumentam que o país hoje tem condições de fazer frente ao aumento de demanda.

“Os principais sintomas foram cuidadosamente selecionados para identificar aqueles com maior probabilidade de terem Covid-19, ao mesmo tempo em que excluem uma grande quantidade daqueles que não têm a doença”, afirmou um porta-voz do Departamento de Saúde e Serviço Social.

A equipe do app Zoe esteve entre as primeiras a identificar a perda de olfato e paladar como sintomas da Covid-19.

Isso foi possível graças ao volume de informações cadastradas no aplicativo, onde britânicos com sintomas da doença compartilham o que estão sentindo e, posteriormente, se tiveram diagnóstico positivo ou negativo para a doença.

Os sete principais sintomas foram filtrados a partir dos dados fornecidos por 120 mil adultos ao app. Do total, 1,2 mil foram efetivamente diagnosticados com a doença.

Para os pesquisadores, o paciente que apresente qualquer um dos sete sintomas deveria estar elegível ao teste de PCR, o “padrão ouro” do diagnóstico de Covid-19, que investiga a presença de material genético do vírus na região da orofaringe e nasofaringe.

“Quando os testes de PCR eram escassos, fazia sentido uma maior restrição”, afirma Claire Steves, que lidera o estudo.

“Agora, o Reino Unido tem testes o suficiente, graças ao esforço feito pelos laboratórios em todo o país, e cada diagnóstico positivo ajuda a salvar vidas.”

“Sabemos desde o início que focar a testagem apenas nos três sintomas clássicos – tosse, febre e anosmia [perda de olfato] — significa perder uma proporção significativa dos casos positivos”, acrescenta Tim Spector, que também coordena o projeto.

“Para nós, a mensagem para o público é clara: ‘Se você não estiver se sentindo bem, isso pode ser Covid e você deveria ser testado’.”

Spector acrescenta que esse aspecto ganhou nova importância recentemente, com a identificação no país de variantes mais transmissíveis do Sars-CoV-2.

Estudo conduzido pelo Escritório Nacional de Estatísticas (ONS, na sigla em inglês) identificou que tosse, fadiga, dor de garganta e dor muscular estão entre os sintomas mais comuns entre aqueles infectados pela nova variante.

Para a médica Margaret McCartney, a conduta poderia chegar a um meio termo, de forma mais pragmática. Em entrevista ao programa Inside Health, da BBC Radio 4, ela propôs que se levasse em conta a gama mais ampla de sintomas para requisição de testes em regiões onde há sabidamente maior circulação do vírus.

Bem Estar – G1, com BBC

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Aprovação de Bolsonaro despenca de 37% para 26% e atinge o mesmo nível de junho de 2020, diz pesquisa EXAME/IDEIA

Foto: Reprodução

Com a crise de saúde pública em Manaus e desencontros sobre o cronograma de vacinação, a aprovação à gestão do presidente Jair Bolsonaro caiu de 37% para 26%, a maior queda semanal desde o início de seu governo. Agora, está no mesmo nível de junho de 2020, um dos momentos mais críticos da pandemia. A queda acentuada fez com que a desaprovação ao governo saltasse para 45%.

É o que mostram os novos resultados de uma pesquisa exclusiva de EXAME/IDEIA, projeto que une Exame Research, braço de análise de investimentos da EXAME, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. Clique aqui para ver o relatório completo.

A desaprovação do presidente é maior nos estratos de maior renda e de maior escolaridade: entre os que ganham mais de cinco salários mínimos, 58% não aprovam a gestão do presidente. No grupo dos que têm ensino superior, 64% desaprovam o governo federal.

Já em relação à aprovação do presidente, ela segue maior entre os que moram no Centro-Oeste e os evangélicos. Entre os que moram no Centro-Oeste, 36% aprovam o governo Bolsonaro — nas outras regiões do Brasil, esse índice varia de 22% a 27%.

Entre os evangélicos, 38% apoiam o governo Bolsonaro, ante 20% dos católicos e 23% dos que declaram seguir outra religião.

O levantamento foi realizado por telefone, em todas as regiões do país, entre os dias 18 e 21 de janeiro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

“A dinâmica dos sérios problemas em Manaus junto a falta de perspectivas sobre um cronograma de vacinação e o fim do auxílio emergencial constituem os principais fatores que levam à queda de popularidade do presidente”, diz Maurício Moura, fundador do IDEIA.

Os dados de avaliação do governo mostram um desempenho similar: o percentual de pessoas que considera o governo ótimo ou bom passou de 38% para 27%. Do mesmo modo, o grupo que avalia a gestão Bolsonaro como ruim ou péssima subiu de 34% para 45%.

Com informações da Exame

 

Opinião dos leitores

  1. Gaguinho e Antônio Turci, perfeito mais uma vez o comentário de vcs. Infelizmente o maior opositor do governo Bolsonaro, é ele mesmo. João Macena.

    1. Verdade!!
      Se o Bolsonaro bota se esses caras no gelo, os partidos de esquerda se acabam no Brasil.
      Mas tem hora que penso que é estratégia do PR.
      Vejam que faz dois anos que ele está no topo, mesmo tendo tudo e todos contra.
      Tá dando certo até aqui.
      Quem somos nós pra ensinar um ganhador a ganhar.
      Na vida desse homem bom, religioso, espetacular é so VITORIAS.
      Pode prestarem atenção.

  2. O Presidente é bem intencionado, não é perfeito, tem erros e fala demais, mais quer o melhor para o Brasil é vem fazendo um bom trabalho quebrando a espinha dorsal da corrupção. Ele não fez mais, devido à grande quantidade de gente trabalhando contra, são políticos, STF, parte da imprensa, uma parcela da população todos torcendo contra e colocando pedras em seu caminho, dificultando o progresso da Nação. Tem muita gente com interesses contrariados, gente que vivia de verbas públicas, esse povo mata a mãe para culpar Bolsonaro.

    1. Corrupção? Homi, me ajude! Essa palavra é doce na boca da família do presidente. Espinha dorsal? Quase quebrei minha de tanto rir. O presidente só faz o povo passar vergonha. Governo sem projetos. Brasil sem Governo. MOURÃO 2021 JÁ!

  3. O presidente precisar encarar a realidade e ser presidente. Povo brasileiro sendo humilhado todo dia, passando vergonha. É necessário primeiro, assumir compromisso de combater a pandemia e urgentemente deixar de dar créditos a mentiras.

    1. Falou o zumbi de Maduro e Lula, querendo se promover em cima da pandemia…
      Os derrotados em 2018, turma do mensalão e do petrolao, querendo voltar, comemoram cada óbito.
      São abutres.
      Lula se contaminou .
      Onde estava o fique em casa dele?
      Morreram 10 pessoas no RN.
      O que Fátima está fazendo a respeito?

  4. Se essa pesquisa for verdadeira, no final de fevereiro sobe de novo.
    Vamos pras urnas.
    Duvido que outro tenha se sobre saído.
    Quem????
    Kkkkkkkk
    Tenho nem medo.
    É no primeiro turno.
    Kkkkk
    Aposto os culhões de ze gado.
    Kkkkkk

  5. Covid 19 derrubou Trump, esse mesmo vírus também já contaminou o futuro político de Bolsonaro, isso nós vamos ver em 2022. Os 2 maiores negacionistas da pandemia, irão se encontrar no ocaso de suas idiotices.

    1. Relinche, relinche…
      Idiotices?
      Você sabia que na Califórnia está faltando leitos e oxigênio?
      Você sabia que em Portugal também?
      Você sabia que o número de óbitos na Argentina, Inglaterra Itália, em termos proporcionais é maior do que no Brasil e ninguém fica ofendendo o presidente da República?
      Só esquerdistas radicais, seguidores de Maduro e de Lula mentem dia e noite para se promover com a pandemia.
      É verdade que 240 pessoas morreram no RN por falta de UTI?
      Se for, você acha que Fátima é uma otima gestora?

  6. É melhor dar mais ministérios para o Centrão e manter o Auxílio Emergencial até 2022, se não vai ter o mesmo fim do nosso querido Trump. O Véio é duro.

  7. Vamos ver se o blogueiro deixa passar essa. E o gás R$ 100,00, o arroz R$ 6,00, o feijão R$ 9,00, a gasolina R$ 5,20, o queijo R$ 45,00, o coxão duro R$ 35,00! Aonde vamos parar? Bora fazer arminha mesmo, encher o bolso dos empresários, da oligarquia e dos banqueiros. Gado raivoso, se puder me ajudar, sou profissional liberal e trabalho para hotel. Rendimentos lá embaixo. Entramos no 3° ano de governo, mais a desgraça do Brasil é a esquerda, é Cuba, é China, é Lula e o PT. 3° ano gado, a oposição dessa anta é ele mesmo! Ainda bem que aqui já vi uns da direita reconhecendo que Bolsonaro é o problema do próprio governo. E Deus me livre Lula e PT, mas que a gente possa ter uma opção sem ter radicalismo para um lado ou para o outro!

    1. Vá trabalhar e se qualificar, que vc compra tudo isso aí.
      O Sine tem vagas todos os dias.
      Sai da moita.
      Vá trabalhar parasita.
      Vá produzir riquezas pro nosso Brasil.

  8. O tamanho do tombo, o caminho para o impeachment. Pesquisa Exame/IDEIA mensurou:

    Caiu de 38% para 27% quem acha esse governo ótimo ou bom;
    Ruim ou péssimo subiu de 34% para 45%;

    Motivos mensurados na pesquisa: atraso na vacinação; crise em Manaus; fim do auxílio emergencial.

  9. DÉJÀ-VU 2022, A Ruína dos Lacradores
    Dos mesmos produtores de: TODOS VENCEM BOLSONARO
    e dos diretores de: ELENÃO 2 e VAI TER IMPITIMAN.

    Na primavera de 22, numa secão eleitoral perto de você.
    (compre o seu ingresso antecipadamente).

  10. O grande adversário do Presidente é ele mesmo. Fala alem da conta e parece não ouvir ponderação de ninguém. Confunde Palácio do Planalto com Câmara de Deputados. Nesta a verborragia pode, até, correr frouxa; no Planalto o comedimento deveria prevalecer.

    1. Por isso digo, o presidente não está a altura do cargo que ocupa, deveria renunciar para disputar a câmara federal e quebrar o recorde de Henrique Alves.

  11. Acho uma grande sacanagem falar isso do presidente. Gasolina 5,16 carne 43,00 gás 87,00 dólar 5,23 STF cada ministro mais de cem funcionários fora a venda de sentenças etc. O presidente está fazendo de tudo para o país melhorar.

  12. ENGRAÇADO, QUANDO ALGUMA COISA DAR CERTO, E MERITO DOS GOVERNOS ESTADUAIS E PREFEITURAS, QUANDO DAR ERRADO E CULPA DE BOLSONARO.

    1. Justamente o contrario do que os bosonaristas fazem!!!

    2. Desse jeito, o que é bom é mérito do governadores e prefeitos o que é de ruim é culpa de Bolsonaro. Ninguém reclama do rio de dinheiro que foi enviado pel Gov Federal, ninguém nem diz quanto recebeu e o que fez com o dinheiro.

  13. Tudo isso? Como assim? Tem coisa errada aí…
    O omi não foi capaz de eleger nem a Wal do açaí…kkkkkkkkkkkkk

  14. Vixe, o gado ? vai dizer que essa pesquisa é fake e o ministro bunda mole da justiça vai solicitar abertura de inquérito para investigar quem fez a pesquisa

  15. Já sei: o MINTOmaníaco vai voltar o auxílio emergencial para melhorar sua popularidade… Fazer aquilo que o PT sempre fazia e ele condenava lembram? O problema é que o rombo fiscal já está enorme e vai aumentar ainda mais com essa medida… O auxílio foi pago indiscriminadamente e muita gente que realmente precisava ainda não recebeu…

    1. A revista exame é de André Esteves, amigo de Paulo Guedes. Muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

IFRN suspende temporariamente as inscrições do Exame de Seleção 2021

Foto: Reprodução

Em nota publicada nessa quarta-feira(23), o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), através da Pró-Reitoria de Ensino (Proen), suspendeu temporariamente as inscrições do processo seletivo para os cursos técnicos integrados ao ensino médio, conhecido como Exame de Seleção. O objetivo é resguardar os candidatos, uma vez que foi identificada necessidade de correção do Edital 29/2020, que rege o processo seletivo. Confira a nota na íntegra: 

A Pró-Reitoria de Ensino do IFRN anuncia a suspensão temporária, nos termos do art. 45, da Lei nº 9.784/99, das inscrições no PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO NA FORMA INTEGRADA, EDITAL Nº 29/2020-PROEN/IFRN. A suspensão deve-se à necessidade de rever a sistemática da seleção, para adequação eficiente e compatível com interesse público, uma vez que foram detectadas inconsistências que inviabilizam o pleno cumprimento do Edital no formato proposto. Todas as inscrições realizadas até hoje, 23 de dezembro de 2020, serão mantidas, se os candidatos assim desejarem, independentemente das mudanças que possam vir a ocorrer. Informa-se, ainda, que os ajustes necessários para que possamos garantir um processo seletivo democrático e o mais justo possível, mesmo com o cenário pandêmico que continuamos a vivenciar, serão publicizados até a primeira quinzena de janeiro de 2021. O IFRN reafirma o seu compromisso com a oferta da educação pública de qualidade e com a crença no poder transformador da educação.

Rio Grande do Norte, 23 de dezembro de 2020. 

ACESSE:

Nota Informativa – IFRN – Exame de Seleção

Edital 29/2020

Com IFRN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Corpo encontrado em Tibau do Sul é de adolescente de 16 anos desaparecida, confirma exame de DNA

Foto: Cedida

O portal G1-RN noticia nesta quinta-feira(17) que um exame de DNA realizado pelo Itep confirmou que o corpo encontrado em Tibau do Sul é mesmo de Andreza Alves do Nascimento, de 16 anos, que estava desaparecida desde 21 de novembro.

Segundo o Itep, o corpo estava em avançado estado de decomposição, por isso era preciso a prova técnica. O exame de DNA comparou o sangue coletado no corpo da adolescente com o material genético coletado dos pais de Andreza.

A adolescente tinha sido vista pela última vez no dia 21 de novembro, quando saiu do trabalho, uma lavanderia em Pipa, e passou na casa de uma vizinha na comunidade Cabaceiras, em Tibau do Sul, para buscar um documento.

O corpo de Andreza foi encontrado no dia 29 de novembro, em uma área de mata, em Sibaúma, Tibau do Sul. Andreza deixa uma filha de 1 ano e 7 meses.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA EXAME/IDEIA: aprovação do governo Bolsonaro cai de 41% para 35%; desaprovação passa para 38% e 27% consideram regular

Foto: (Alan Santos/PR/Divulgação)

A aprovação do governo do presidente Jair Bolsonaro, que estava em 41% há duas semanas, caiu para 35%. A desaprovação passou de 31% para 38%. É a primeira vez em dois meses que avaliação negativa supera a aprovação. Aqueles que consideram o governo regular somam 27%.

A queda da aprovação e o aumento da desaprovação coincidem com o último mês do pagamento do auxílio emergencial, criado durante a pandemia de covid-19, e que acaba em dezembro. Com o crescimento do Produto Interno Bruno (PIB) de 7,7% no último trimestre, o governo não trabalha com a possibilidade de uma nova prorrogação do benefício social.

Os dados são da mais recente pesquisa exclusiva EXAME/IDEIA, projeto que une Exame Research, braço de análise de investimentos da EXAME, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. O levantamento ouviu 1.200 pessoas entre os dias 30 de novembro a 3 de dezembro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Na série histórica, a desaprovação vinha superando a aprovação desde o ano passado, até atingir o pico em junho, quando ficou em 54%. O cenário coincidiu com problemas na liberação do auxílio emergencial para boa parte da população, e também quando o desemprego atingiu um recorde de 13,1%. A aprovação foi subindo no mesmo período em que o auxílio foi pago.

Comparando com a última pesquisa, publicada no dia 20 de novembro, a aprovação total de quem ganha mais de 5 salários mínimos passou de 40% para 49%. A desaprovação de quem ganha 1 salário mínimo foi de 39% para 46%. A variação ocorreu dentro da margem de erro, que na estratificação por renda é de cinco pontos percentuais para mais ou para menos.

“A fortaleza da aprovação do governo federal continua sendo as regiões Norte (62% de aprovação) e Centro-Oeste (47%), e os entrevistados que se dizem evangélicos (44%). Entre a parcela de baixa renda, a popularidade caiu abaixo da margem de erro (45% das classes D/E desaprovam). Já são sentidos efeitos da redução do auxílio, da perda de renda e do aumento da procura por emprego nesses segmentos”, explica Maurício Moura, fundador do IDEIA.

Apesar da desaprovação ser maior na população de baixa renda, nas classes A/B a aprovação está em 44%. Analisando por escolaridade, a aprovação se manteve alta entre aqueles que que mais estudaram, como na última pesquisa. Entre os entrevistados que disseram que fizeram faculdade, 54% aprovam a maneira do presidente de governar.

A pesquisa também perguntou sobre a avaliação do governo do presidente. Aqueles que consideram o governo ruim/péssimo somam 37%. Os que acham ótimo/bom são 35%, e aqueles que avaliam como regular, 27%.

Foto: Reprodução/Exame

Exame

Opinião dos leitores

  1. Bolsonaro, sem roubar (diretamente), só pela incompetência política e os desacertos de ações e declarações, já supera Lula em rejeição popular, mesmo distribuindo dinheiro. O véio é duro!

  2. Só porque ele não rouba, se fosse um lula da vida talvez tivesse com 90% de aprovação, o povo é cruel.

  3. As pesquisas só são sérias e refletem a verdade, quando os resultados favorecem ao que pensam os bolsominions….

  4. Quando o mesmo instituto apontava aumento a jumentosfera bolsogadista acreditava, mas agora
    já deixaram de acreditar. Por que será heim?

  5. K-bou-ssy os R$600 reais e K-bou-ssy os R$300 reais também….. então agora é ladeira abaixo…hahahaha

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA EXAME/IDEIA: aprovação de Bolsonaro vai a 41%, a mais alta em quase 2 anos

Foto: (Adriano Machado/Reuters)

A aprovação do presidente Jair Bolsonaro está em 41%, o mais alto patamar desde fevereiro de 2019. No último levantamento, feito no início de novembro, a avaliação estava em 38%, e oscilou positivamente no limite da margem de erro da pesquisa que é de três pontos percentuais para mais ou para menos. A desaprovação diminuiu, passando de 34% para 31%. Aqueles que nem aprovam nem desaprovam somam 27%.

Os dados são da mais recente pesquisa exclusiva EXAME/IDEIA, projeto que une Exame Research, braço de análise de investimentos da EXAME, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. O levantamento ouviu 1.200 pessoas entre os dias 16 e 19 de novembro.

Foto: Reprodução/Exame

Na série histórica, a aprovação só ficou acima de 40% em fevereiro de 2019, quando 45% dos brasileiros aprovavam a maneira como o presidente governa. Esse percentual foi caindo até chegar em 20% no mês de maio deste ano, coincidindo com o agravamento no número de casos e de mortes por covid-19 no país.

A alta mais significativa foi percebida entre julho e agosto, quando os brasileiros que aprovavam o governo de Jair Bolsonaro saltaram de 27% para 37%, respectivamente. O período corresponde com a liberação de grande parte do auxílio emergencial.

“Os mais altos níveis de aprovação do governo federal são muito concentrados no segmento de evangélicos (50%), e nas regiões Norte (52%), Centro-Oeste (52%) e Sul (54%). A avaliação positiva é sempre maior neste grupos”, explica Maurício Moura, fundador do IDEIA.

Estratificando a pesquisa por idade, quanto mais velha é faixa etária, maior é a aprovação do governo Bolsonaro. Entre aqueles com 50 anos ou mais, o índice chega a 49%. A proporção é similar no item escolaridade, sendo maior na parcela da população que estudou mais. A aprovação chega a 42% entre aqueles com ensino superior.

Por classe econômica, a desaprovação é maior entre os mais pobres. Nas famílias com ganhos de até 1 salário mínimo, 39% desaprovam o governo Bolsonaro. Já entre os que ganham mais de cinco salários, 32% não aprovam a atual administração.

A pesquisa também perguntou como os brasileiros avaliam o governo do presidente até o momento. Os dados são idênticos ao da aprovação, com 41% considerando ótimo/bom, e 31% ruim/péssimo.

Foto: Reprodução/Exame

Exame

Opinião dos leitores

  1. A bovinada so comenta onde convém, o veio é tão arrochado que nem vereador elege, é tao arrochado que deu uma de frouxo e não revelou os tais paises que compram madeira ilegal, é tão arrochado que não explica os 89 mil na conta da Micheque…..de tantas noticias sobre o bozo o gado fica mudinho, mas quando sai uma pesquisa de popularidade, ai a manada vem com tudo comentar.
    Muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

  2. Para aqueles que torcem para que o governo dê errado, para que o Brasil quebre, para que a população sofra para assim, talvez, conseguir trazer de volta o "bandido que deveria estar preso" e o seu governo corrupto que só beneficiava que era "camarada", é uma péssima notícia.

  3. Ess pesquisa é tão verdadeira, quanto uma nota de 3 reais.
    Só alguns ? ? que usam argola de ferro na venta, que aprovam esse “ninguém”.

    1. Pode achar ruim, repetir mil vezes.
      Isso não muda a realidade.
      Melhor ja ir se acostumando.

    2. Bem.. realmente as pesquisas nao sao confiaveis… tanto que ele foi eleito contrariando as pesquisas.

    3. Tá, já viu o que obama falou de luladrão? Acho que não né? Vi a pouco tempo vocês comemorando a vitória do vice dele, ou pensam que o vice não sabe das falcatruas do seu senhor corrupto condenado. Jumento petralha confinado.

    4. Verdade… a aprovação eh muiiiiito maior que isso… eh difícil achar quem desaprova e pessoas que não gostavam dele por acreditar em “histórias” de que ele ia fazer isso ou aquilo de ruim e que não se concretizaram, pois eram mentiras, estão cada vez mais percebendo isso e mudando de concepção.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Novo exame de cera de ouvido pode revelar níveis de estresse

Foto: Andres Herane-Vives

A cera de ouvido pode dar pistas sobre a saúde mental de um indivíduo, sugeriram pesquisadores.

Um estudo feito com 37 pessoas mostrou que um aumento do cortisol, o hormônio do estresse, pode ser medido a partir das secreções oleosas no canal auditivo.

Isso pode abrir uma janela para melhores maneiras de diagnosticar condições psiquiátricas, incluindo depressão, de acordo com o autor principal do estudo, Andres Herane-Vives.

Ele também desenvolveu um novo tipo de cotonete que não danifica o tímpano.

O cortisol é conhecido como o hormônio da “luta ou fuga”. Quando ele envia sinais de alarme para o cérebro em resposta a uma situação de estresse, ele pode influenciar quase todos os sistemas do corpo, do sistema imunológico à digestão e o sono.

Mas seu papel em transtorno — incluindo ansiedade e depressão — não é totalmente compreendido.

Herane-Vives, psiquiatra do Instituto de Neurociência Cognitiva do University College London, quer entender o que pode indicar níveis elevados ou baixos de cortisol.

Ainda é cedo, mas ele espera que isso possa ajudá-lo a estabelecer uma “medida biológica objetiva” para as condições psiquiátricas.

Em teoria, as pessoas com sintomas de problemas de saúde mental poderiam ter seus níveis de cortisol testados e isso poderia ajudar a formar o diagnóstico delas.

Atualmente, os diagnósticos de doenças e transtornos ligados à asaúde mental são amplamente subjetivos, portanto, esse método poderia fornecer aos profissionais uma ferramenta adicional para ajudar a tornar as avaliações mais precisas.

E um bom diagnóstico é “a única maneira de fornecer o tratamento correto”, disse Herane-Vives.

Ele poderia ser usado para avaliar quem pode ou não se beneficiar dos antidepressivos.

O cortisol pode ser medido no sangue, mas o exame revela apenas os níveis do hormônio de um indivíduo naquele momento.

E como os próprios exames de sangue podem ser estressantes, eles podem potencialmente dar falsos positivos.

Herane-Vives queria saber se os níveis crônicos de cortisol de um paciente — constantes por um longo período de tempo — poderiam ser medidos observando os tecidos do corpo em que se acumulam.

Ele estudou anteriormente se o cortisol poderia ser medido nos folículos capilares, mas para fazer isso você precisa de 3 cm de cabelo — o que nem todo mundo tem ou quer perder.

“Mas os níveis de cortisol na cera do ouvido parecem ser mais estáveis”, disse ele.

Herane-Vives fez uma analogia com outra criatura produtora de cera: as abelhas. Elas armazenam açúcar (o mel) em seus favos de cera, onde é preservado em temperatura ambiente.

Assim, os hormônios e outras substâncias são armazenados ao longo do tempo na cera do ouvido, que “produz mais cortisol do que amostras de cabelo”, disseram os pesquisadores.

A longo prazo, o método poderia ser desenvolvido para medir outras coisas como os níveis de glicose ou mesmo anticorpos contra vírus.

G1, com BBC

Opinião dos leitores

  1. O estresse deve ser por causa do calor e aquela argola que fica na venta, alguns criadores não tem cuidado.

    1. Esse tem conhecimento de causa, se omite até em reclamar ao seu donatário, idiotas é assim, tenta corrigir seu sofrimento, acusando outros de está no mesmo dilema. Faça como seu amo, ataque o pt de jampa. Rsrsrs

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

SE LIGA: Comperve retoma exame de proficiência

A Comperve irá retomar as atividades do exame de proficiência. A aplicação das provas ocorrerá na modalidade presencial e seguirá os protocolos sanitários vigentes de prevenção contra a covid-19, com novas normas. A taxa do exame é de R$ 50 e os procedimentos de inscrição estão no site da Comperve.

Será disponibilizado aos candidatos um formulário para que possam decidir se irão realizar o exame nesta edição ou na seguinte. Os inscritos que não acessarem o formulário serão automaticamente considerados como optantes para a próxima edição.

O formulário de inscrição também será reaberto para atender demandas reprimidas devido ao período de pandemia, porém os candidatos que pediram reembolso no período de pandemia serão excluídos do exame.

Cronograma

Período do formulário de confirmação: 4 a 11 de novembro de 2020

Reabertura do formulário de inscrição: 5 a 11 de novembro de 2020

Período para pagamento da taxa de inscrição: 5 a 12 de novembro de 2020

Divulgação da validação das inscrições: 16 de novembro de 2020

Divulgação dos locais de prova: 18 de novembro de 2020

Aplicação das provas: 22 de novembro de 2020

Com UFRN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Médico é preso após sacar arma durante discussão por exame de Covid-19 com paciente na Barra da Tijuca, no RJ

Consultório onde discussão começou entre médico e paciente fica em centro comercial na Barra Foto: Reprodução / Google Maps

A consulta de um paciente com sintomas do novo coronavírus terminou em discussão e virou caso de polícia na tarde desta quinta-feira, em um consultório localizado no Shopping Cittá América, na Barra da Tijuca, quando, durante o desentendimento, um médico pneumologista teria sacado uma arma de dentro de sua bolsa e ameaçado o cliente.

O caso foi parar na 16ª DP (Barra da Tijuca). De acordo com os relatos do paciente, ele marcou uma consulta com o doutor Enio Studart para examinar o pulmão porque havia sido infectado com a Covid-19 há dois meses, mas os sintomas de cansaço continuavam. Foi quando, ainda segundo o homem, o pneumologista questionou a qualidade dos testes rápidos feitos por ele na ocasião. Teria iniciado, a partir dali, uma discussão, onde ambos teriam trocado ofensas. Foi nesse momento, ainda de acordo com o depoimento, que o médico pegou uma mochila, de onde sacou uma pistola para ameaçá-lo.

O primeiro a chegar à delegacia foi o médico, contando ter tido um desentendimento com seu paciente, que chegou logo depois, acompanhado de policiais militares. Aos inspetores, Enio afirmou que o paciente, durante a consulta, não era claro em suas respostas, e que se aborreceu com as perguntas feitas por ele, começando a xingá-lo em seguida. O doutor também confirmou que possuía uma arma, mas que não havia a utilizado.

Os agentes começaram a duvidar da versão do pneumologista, no entanto, quando questionaram de que forma ele teria se dirigido até a delegacia. Ele afirmou que havia pedido um serviço de carro por aplicativo, mas investigadores encontraram estacionado no pátio um automóvel com placa no nome dele. Foi neste momento que os policiais fizeram uma busca e encontraram dentro do veículo uma série de armas: um revólver calibre .38, uma pistola calibre .32, um soco inglês, duas facas, 24 munições de calibre .38, nove munições de calibre.32 e um carregador de pistola .32.

Enio foi preso em flagrante pela equipe coordenada pela equipe coordenada pela delegada Fernanda Noethen e irá responder pelos crimes de ameaça e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Confira a nota oficial da Polícia Civil:

“De acordo com a 16ª DP (Barra da Tijuca), o médico foi preso em flagrante por ameaçar um paciente e por porte ilegal de arma de fogo. Em seu veículo, foram encontrados um revólver, uma pistola, um soco inglês, duas facas, um carregador de pistola e munições”.

Extra – O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. O paciente não queria tomar Cloroquina, o dotô sacou a pistola e disse:
    – Vai tomar nem que seja na marra!

  2. Atenção vcs que são a favor de armas: evitem consultórios médicos também. Aliás, não saiam de casa!

    1. Rapaz, na atual conjuntura da segurança pública, sair de casa é uma incógnita. Ainda mais no Rio de Janeiro (mas sem excluir a nossa realidade potiguar).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro diz que novo exame para Covid-19 deu positivo; presidente deve fazer outro em breve para verificar se já pode retomar suas atividades sem isolamento

Foto: CNN (7.jul.2020)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse à CNN nesta quarta-feira (15) que seu novo teste para Covid-19 deu resultado positivo para a doença causada pelo novo coronavírus.

Bolsonaro teve um primeiro diagnóstico confirmado para Covid-19 na semana passada, no dia 7. Desde então, o presidente está em isolamento no Palácio da Alvorada, sua residência oficial.

O presidente deve fazer ainda um terceiro exame para verificar se já pode retomar suas atividades normalmente.

Em conversa com a CNN, Bolsonaro contou que o exame foi feito pela manhã e que o resultado saiu na noite de ontem (14). O presidente fez o exame RT-PCR, que utiliza um swab (cotonente longo) inserido no nariz para a coleta de material.

Bolsonaro disse que está bem e que não tem febre desde o dia 6. Segundo o presidente, sua taxa de saturação de oxigênio está em 98%. Ele contou também não estar sentindo falta de ar, nem falta de paladar.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Teste de sorologia de Covid-19: Justiça derruba liminar que obrigava planos de saúde a cobrir exame

Pixabay

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região derrubou decisão liminar que obrigava as operadoras de saúde a cobrir o teste de sorologia para a detecção do novo coronavírus. A ação foi impetrada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

O teste sorológico, que identifica a presença de anticorpos (IgA, IgG ou IgM) no sangue dos pacientes que foram expostos ao vírus em algum momento, havia sido incluído no rol de coberturas obrigatórias dos planos de saúde, no dia 29 de junho, por deteminiação judicial.

A Associação de Defesa dos Usuários de Seguros, Planos e Sistemas de Saúde (Aduseps), titular da Ação Civil Pública que resultou na obrigatoriedade de cobertura, já informou que entrará com um recurso para comprovar a importância dos testes.

– A ANS mais uma vez mostra que atua em defesa dos planos de saúde e não dos consumidores. Se esse teste não é importante para o controle da pandemia, pergunto: por que a Anvisa autorizou sua realização, inclusive por farmácias? É um absurdo essa decisão e vamos brigar para revertê-la – afirma Renâ Patriota, presidente da Aduseps.

Apesar de ter recorrido para derrubar a liminar, a ANS já tinha informado que a inserção do exame no rol de procedimentos obrigatórios dos planos de saúde ainda está sendo debatida.

Ao recorrer da decisão, a agência justificou que todo novo procedimento incorporado no rol de coberturas obrigatórios deve passar por uma análise técnica, de eficácia e de impacto econômico, estudo este que ainda não tinha concluído.

Nesta quarta-feira, a agência realiza uma nova reunião para debater a inclusão da sorologia na lista de procedimentos obrigatórios. O último debate sobre o tema aconteceu na última sexta-feira, dia 3, com representantes do setor, de consumidores, Defensoria Pública, Ministério Público entre outros.

Aumento de reclamações à ANS

Na avaliação de Vera Valente, diretora executiva da FenaSaúde, que reune as maiores operadoras do setor, a decisão da Justiça ” é, sobretudo, favorável aos beneficiários da saúde suplementar”. Ela argumenta que Os testes sorológicos são de baixa acurácia e podem levar a diagnósticos errôneos com relação ao tratamento para a covid-19.

– Há fortes evidências da baixa efetividade desses testes. De acordo com a Anvisa, dos 102 testes rápidos liberados até hoje, 44,1% apresentam não desempenho de acordo com o alegado pelo fornecedor. Além disso, segundo a publicação científica britânica The BMJ, em 34% dos casos os testes rápidos dão falso negativo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde também não os recomendam para diagnosticar a doença – ressalta Vera.

Já para o advogado Rafael Robba, especializado em direito à saúde do escritório Vilhena Silva Advogados, não faz sentido a ANS recorrer de uma decisão que beneficiava quase 47 milhões de consumidores, quando a própria agência admite estar estudando a inclusão do exame.

– A inclusão do teste no rol é uma medida importante, uma vez que é muito utilizado pelos médicos para diagnosticar e acompanhar a doença, principalmente para que a sociedade comece a retomar a vida econômica com segurança – ressalta o especialista.

A advogada Ana Carolina Navarrete, coordenadora do Programa de Saúde do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) também considera absurda a postura da ANS

– A ANS está colocando empecilhos à cobertura de testes que auxiliam diagnósticos para a Covid no meio da pandemia. Insumos essenciais não apenas para o diagnóstico mais adequado, como para o monitoramento do avanço da pandemia no mercado. O acesso a testes são o segundo problema mais reclamado pelos consumidores, segundo dados da própria agência. E a ANS ao invés de tomar providências para reduzir esse problemas, está aumentando as dificuldades dos consumidores.

As reclamações relacionadas a testes para detecção da Covid-19 e tratamentos da doença mais do que dobraram na primeira semana de julho.

Segundo os dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) sobre queixas relacionadas à pandemia, foram 564 registros, entre os dias 29 de junho e 5 de julho, contra 226, de 22 a 28 de junho.

O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. É um absurdo a atitude da ANS, defendendo os Planos de Saúde e prejudicando mais de 40 milhões de Consumidores.
    Merece todo nosso repúdio.

    1. Brasil talvez seja o único país do mundo onde agências reguladoras funcionam a pleno vapor contra os interesses da sociedade.

  2. Justiça não!!! Injustiça SIM!! este juiz é um ser desumano, pagamos plano de saúde com taxação altíssima e ñ temos direito a um exame que está inserido numa pandemia? Será que esta "excelência " vai dormir tranqüila? Lembrando da atrocidade cometida ???

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Exame do ministro Fábio Faria dá negativo para Covid-19

Foto: Divulgação

Fábio Faria acaba de divulgar que a contraprova de seu exame para Covid-19 deu negativo. O ministro das Comunicações afirmou que, com o resultado, segue trabalhando presencialmente.

Acabo de receber o resultado da contraprova do exame para a Covid-19, o PCR, que deu negativo. Sigo a agenda de trabalho com todos os protocolos de segurança estabelecidos pelo Ministério da Saúde.”

Após Jair Bolsonaro ser diagnosticado com Covid-19 ontem, ministros e auxiliares do presidente se submeteram a testes para confirmar se estão com a doença.

No Planalto, Braga Netto e Luiz Eduardo Ramos tiveram resultado negativo em teste rápido. Mesmo sem terem resultado do exame RT-PCR, que identifica a presença do vírus, eles continuam trabalhando no palácio.

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. Interessante, todos que tiveram contato direto com o presidente testaram NEGATIVO. Das duas uma, ou o Presidente não está com COVID, ou os que tiveram contato direto com estão sonegando informações.

    1. Há 2 meses o negativo era falso. Agora que é positivo tb é falso

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Bolsonaro diz que não acha justo exame da OAB para exercer advocacia

Foto: Adriano Machado – 13.mai.2020/ Reuters

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta sexta-feira (25) não achar necessária a realização do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), obrigatório para o exercício da advocacia no país. Ele ressaltou a dificuldade para mudar a legislação a esse respeito.

Em conversa com militantes, na saída do Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou que até Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara preso desde 2016, tentou aprovar um projeto de lei sobre o tema e foi derrotado “mesmo com toda a força que tinha naquele momento”, o que mostraria a dificuldade de mudar o procedimento.

“Eu acho justo [não precisar do exame]. Fez faculdade, pode trabalhar. Não tem que fazer exame de ordem não pra… que é um caça níquel muitas vezes, tá certo?”, disse o presidente.

Bolsonaro respondia a uma pessoa que se identificou como sargento Ivan Soares, vice-presidente da Associação Nacional dos Bacharéis em Direito e pedia celeridade ao Projeto de Lei 832/2019, que trata da extinção da exigência do Exame de Ordem.

Eles pretendiam entregar um dossiê sobre o tema ao presidente, que recusou dizendo que essa questão precisa ser discutida com o Parlamento. “Não é fácil não pessoal. Eu sei do seu caso.”

Desentendimentos com OAB

Atualmente a OAB é presidida por Felipe Santa Cruz, que tem se posicionado contra as atitudes de Bolsonaro em relação ao combate à pandemia do novo coronavírus e também em relação à gestão de seu governo.

Recentemente, Santa Cruz disse acreditar que a interferência do presidente na Polícia Federal já está, em parte, caracterizada pelas provas apresentadas pelo ex-ministro Sergio Moro e pelo depoimento de Paulo Marinho, ex-apoiador de Bolsonaro.

Ele também cobrou de Bolsonaro esclarecimentos sobre um sistema “particular” de informações que o chefe do Executivo disse possuir na reunião ministerial do dia 22 de abril. E, antes de o presidente tornar público seus exames para Covid-19, Santa Cruz disse que Bolsonaro ainda não ter divulgado o resultado era “injustificável”.

Em julho de 2019, o presidente afirmou que “um dia” contaria a Santa Cruz como o pai do jurista desapareceu na ditadura militar. Por essas declarações, o presidente da OAB foi ao Supremo Tribunal Federal cobrar explicações de Bolsonaro, mas a ação foi extinta pelo ministro Luís Roberto Barroso.

CNN Brasil

 

Opinião dos leitores

  1. O Capetão segue misturando problemas pessoais – neste caso com o presidente da OAB – e intrigas particulares com interesses da república. Vai terminar caindo na própria armadilha.

  2. Quero ver ele criar um "exame de ordem "para exercer Medicina, nos moldes do revalida. O que ia ter de médico fazendo lobby contrário…
    Ou abrir o exame de ordem para qualquer um com nível superior, do jeito que o Brasil é um estado Legalista, há pessoas de outras áreas que passariam.
    É um belo vespeiro.

    1. E no curso de Engenharia Civil heim .. já se viu né como seria. Kkkkk

  3. Esse exame da ordem deveria servir simplismente para as empresas que desejam contratar um advogado com um currículo mais respeitável….agora proibir o formado em Direito de exercer a função já é uma forma de monopolizar a profissão…..

  4. Compactuo da mesma opinião do meu presidente,por isso votei nele e não me arrependo,2022 tô com meu presidente de novo!

  5. Bolsonaro poderia ficar 24 horas sem falar. Isso acalmaria um pouco o ambiente. Cada vez que abre a boca é pra criar uma polêmica, em área que não é a dele e deixando de cumprir seu papel de governante. Vamos trabalhar presidente?

    1. Rui? Um nome interessante. Mas não diz nada que se aproveite. Estude, você chega lá Ruinzinho.

  6. Ele tá certo! O Brasil é o país q mais tem faculdade de direito no planeta, por isso, quando alguém diz q terminou "direito" vem a pergunta: "quero saber se vc sabe assinar o nome"!!!!!

    1. Justamente, por essas e outras, é que se faz o necessário o exame de ordem, rsrsrsrs.

    2. Mas ando de Hilux né meu fiii….. e engenheiro civil que passou o tempo de faculdade fazendo prova em grupo.

  7. Vamos se sinceros, alguém esperava coisa melhor desse capitão reformado?!!!
    Ou ninguém conhecia o seu baixíssimo desempenho parlamentar… era um dos piores do baixo clero.
    Ninguém foi enganado.

    1. Por isso não tenho o menor constrangimento de dizer que votei nele e não me arrependo. Votei sabendo do lixo moral e intelectual que Bolsonaro era e é. E digo mais: não fosse o desgraçado do PT o Capetão jamais teria chegado à Presidência. Mas, deslumbrado com o "doce pudim du pudê", o cavalo batizado acha que é dono dos votos que o elegeu. Ledo engano que será passado a limpo em 2022, se ele se aguentar na cela até lá.

    2. Votar numa criatura dessa já diz o que é…a família toda ..aff

  8. Não sei qual a razão de serem a favor da extinção do Exame de Ordem. Todavia, não custa lembrar que a pessoa passa cinco anos numa faculdade de direito e depois não consegue ser aprovado numa prova que somente as perguntas e respostas foram matérias do curso. Se não aprendeu durante esse período não dar para ser advogado!!! Tem que estudar e entender o direito para advogar. Simples assim. O mais é palco, gritaria e choro . Estudem que dar certo. Do contrário é querer forçar a barra. O STF já se pronunciou sobre o assunto….kkk

  9. Para mim o MITO n errou em nada; ele foi eleito e não mudou; não tem corrupção no governo; no dia que ele mudar eu não voto mais nele

  10. O Brasil se acabando com essa pandemia infernal, muitos brasileiros chorando a morte dos seus entes queridos e o nosso Presidente continua perdendo tempo com questiúnculas que estão inclusive, fora do seu campo de atuação. Tudo o o que o Brasil precisaria neste momento é de um verdadeiro líder, que infelizmente não temos.
    É triste…

  11. Esse veio pra descostruir a imagem de todas as instituições do país, inimigo da ciência dos professores, de alunos, funcionários públicos, destruidor da natureza e a favor de armas e da disceminação de mentiras (fakenews), só se preocupa em proteger os 'amigos' e para os 'inimigos' o rigor da lei dele, só pode ter alguma advogado que não conseguiu passar no exame da ordem… um verdadeiro. #Mico

    1. Como assim, Morais? Queiroz por acaso lidava com recursos privados?

  12. Se deve fazer exame para exercer a advocacia, então porque NENHUMA OUTRA PROFISSÃO EXIGE EXAME PARA EXERCER A PROFISSÃO DENTRO DA FORMAÇÃO ADQUIRIDA?

    1. Para quem é competente e fez uma boa formação profissional, exame nenhum faz medo. Isso nada mais é do que a prova de que o discurso de meritocracia e quetais não passa de lorota pra "boi dormir", literalmente.

  13. Ele já falou que os livros têm letras demais. Que iria acabar com isso aí tá ok? Kkkkk. Esse mito é mesmo um mico. Kkkkk.

  14. Se for AMIGO…é necessario…se for inimigo é desnecessario
    Lastimável esse DITADOR QUERER I O MUNDO GIRANDO SOBRE SEU C.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Exame de Toffoli para Covid-19 dá negativo; ministro segue internado

O exame do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, para Covid-19 deu negativo, informou a assessoria da Corte nesta segunda-feira (25).

O boletim médico da equipe que atendeu o ministro divulgado nesta manhã informa que Toffoli vai fazer novos exames para descartar a hipótese de um falso negativo. O ministro está estável, respira sem ajuda de aparelhos e, nas últimas horas, apresentou melhoras nos sintomas respiratórios.

Toffoli foi internado no sábado (23) para passar por uma cirurgia para drenagem de abscesso no sábado (23). Durante a internação, o ministro apresentou sinais que sugeriram possível infecção pelo coronavírus.

Na quarta-feira (20), Toffoli já havia sido submetido a um teste que também deu negativo para coronavírus.

Nesse domingo (24), o STF informou que o ministro ficará de licença médica por 7 dias, podendo ser ampliada dependendo do resultado dos exames. O vice-presidente do STF, ministro Luiz Fux, assumiu a presidência do tribunal no mesmo domingo e comanda a corte até o retorno de Toffoli.

G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *