Palmeiras e Flamengo aumentam “abismo” financeiro sobre rivais, diz estudo

Imagem: Divulgação

A rivalidade entre Flamengo e Palmeiras segue intensa também fora das quatro linhas. Segundo um estudo financeiro divulgado nesta terça-feira (16) pelo Itaú BBA, os dois clubes tiveram novamente os melhores resultados econômicos – os números mostram uma tendência de ambos se “descolarem” dos demais times brasileiros.

O trabalho mostrou mais uma vez a superioridade financeira de Flamengo e Palmeiras em relação aos outros clubes. A concentração de receitas recorrentes de ambos chegou a 23% do total dos clubes analisados. Esse número era de 21% em 2016, segundo o estudo. Por isso, existe a tendência de o “abismo” aumentar.

“Distância de Palmeiras e Flamengo em relação aos outros tende a aumentar, porque com maior geração de caixa eles tendem a se destacar, ficar mais acima da tabela, com mais jogos transmitidos”, disse César Grafietti, consultor do Itaú BBA, responsável pelo estudo divulgado pelo 10º ano consecutivo e que analisou 27 clubes brasileiros.

O clube paulista apresentou os melhores resultados nas receitas totais obtidas em 2018: R$ 654 milhões. Os rubro-negros atingiram a marca de R$ 536 milhões. No ano anterior, o Flamengo estava à frente, com R$ 643 milhões, contra R$ 515 milhões do Palmeiras.

São Paulo, com R$ 399 milhões, Corinthians, com R$ 389 milhões, Grêmio, R$ 381 milhões, e Cruzeiro, R$ 322 milhões, vêm na sequência, de acordo com os dados de 2018 apresentados pelo estudo.

O Palmeiras, porém, gastou mais que o Flamengo no ano passado. Mas nem isso afetou a geração de caixa do clube alviverde, de R$ 212 milhões. “Vemos o Palmeiras em manutenção, mesmo com o aumento expressivo de custos e despesas”, diz o estudo.

O trabalho, que aponta o Palmeiras como o “dono da bola”, ainda frisa que o clube paulista “atingiu um patamar econômico-financeiro muito acima dos demais clubes. “O nível de receitas é equilibrado, e nenhuma concentração relevante. Consegue obter um enorme retorno dos seus torcedores, com receitas de bilheteria e sócio-torcedor expressivas”, diz.

A segunda maior receita do Palmeiras em 2018 foi justamente com as bilheterias dos jogos e o programa de sócio-torcedor: R$ 160 milhões, atrás somente de “transações de atletas”, com R$ 170 milhões. Direito de TV marcou R$ 137 milhões, e patrocínio e publicidade renderam R$ 100 milhões.

Os direitos de TV representam a maior parte das receitas do Flamengo: R$ 222 milhões. Patrocínio e publicidade chegaram à marca de R$ 90 milhões. Bilheteria e programa de sócio-torcedor, a R$ 93 milhões. Vendas e jogadores, por sua vez, a R$ 57 milhões.

Compare os dados de Flamengo e Palmeiras em 2018:

FLAMENGO

Receitas: R$ 536 milhões
Geração de caixa: R$ 154 milhões
Dívida total: R$ 418 milhões

PALMEIRAS

Receitas: R$ 654 milhões
Geração de caixa: R$ 212 milhões
Dívida total: R$ 420 milhões

Essas receitas vão curar sua ressaca e lhe deixar pronto para o último dia de Carnaval

Fadiga, inchaço e ressaca são sensações comuns depois de passar quatro dias pulando Carnaval. Quando a festa acaba, é hora de cuidar do corpo e da saúde. E os sucos detox são ótimas opções para amenizar os prejuízos causados pela folia. “Conhecidos pelo seu poder energizante, esses sucos ajudam a eliminar toxinas, gorduras e outras substâncias adquiridas com a má alimentação”, explica Sulanne Carvalho Oliveira, nutricionista consultora da farmácia online Netfarma.

Benefícios dos sucos detox
Além de aumentarem a disposição, os sucos desintoxicantes deixam a pele hidratada, aprimoram a memória, o sistema imunológico, melhoram o sono e ajudam no controle de peso. Alguns também são indicados para acelerar o trânsito intestinal e tonificar pulmões, rins e fígado. “Com os excessos, o fígado tem dificuldade para metabolizar as toxinas, o que gera inchaço, dor de cabeça, ressaca, dificuldades para o controle de peso, desnutrição e outros sintomas”, diz.

Para combater os três problemas mais comuns após o Carnaval, a nutricionista ensina três receitas detox. Ela ressalta que os sucos devem ser consumidos imediatamente após o preparo. “É importante não guardar e deixar para consumir depois, pois o líquido pode perder suas propriedades nutritivas”.

Receita de Suco Antiressaca
Thinkstock

Ingredientes
1 copo (250ml) de água de coco
2 fatias de abacaxi
4 folhas de hortelã
1 “moeda” de gengibre
3 pedras de gelo
Modo de fazer
Bater tudo no liquidificador e tomar de imediato.

“O abacaxi contém vitamina C, que melhora o sistema imunológico e deixa o corpo mais resistente. A hortelã alivia o mal-estar, pois tem função anestésica. A água de coco hidrata e ajuda na eliminação de resíduos. O gengibre é um potente anti-inflamatório que ameniza problemas estomacais como enjoo e náuseas”, explica.

Receita de Suco energético
Thinkstock

Ingredientes
1 banana-prata média
1 colher de sopa rasa de aveia
3 tâmaras sem caroço
300ml de água
3 pedras de gelo

Modo de fazer
Bater todos os ingredientes e salpicar canela.

“A banana contem sacarose, frutose e glicose, açúcares naturais que combinados com fibra (aveia) dá uma rápida e substancial elevação de energia. Tâmara é um alimento altamente energético e nutritivo, rico em fibra e contém uma fonte importante de minerais, especialmente potássio”, diz.

Receita de Suco Anti-inchaço
Thinkstock

Ingredientes
1 fatia de melancia (250g)
3 talos de salsão (talos e folhas)
3 pedras de gelo
Modo de fazer
Bater no liquidificador e consumir em seguida. Não precisa coar.

“A alta porcentagem de água presente na melancia, cerca de 90%, estimula os rins a trabalharem melhor e ajuda a prevenir e a combater a retenção de líquidos. O salsão é diurético e melhora o sistema imunológico”, afirma.

Conteúdo Vix.com

Receitas e Dívidas dos Clubes do Brasil

ALMIR LEITE – O Estado de S.Paulo

SÃO PAULO – A receita dos clubes brasileiros está melhorando, mas o endividamento cresce de maneira preocupante. É o que se conclui da análise dos balanços de 25 clubes – 17 deles da Primeira Divisão. As receitas, em 2010, atingiram R$ 1,88 bilhão, aumento de 14% em relação ao R$ 1,65 bilhão do ano anterior. Mas o endividamento cresceu 16% – R$ 3,61 bilhões contra R$ 3,11 bilhões.

Esse desequilíbrio tem consequências: apenas 4 dos 25 clubes apresentaram superávit no ano passado – Atlético-PR, Corinthians, Cruzeiro e São Paulo. “Houve um incremento importante de receitas e o total de R$ 1,88 bilhão pode ser considerado muito bom”, diz Amir Somoggi, diretor da área Esporte Total da consultoria BDO RCS. “Mas o endividamento cresceu muito (R$ 505 milhões em valores absolutos), isso assusta um pouco.”

(mais…)

CRISE, CRISE? QUE CRISE?

Nos 3 primeiros meses do ano o Governo do Estado arrecadou a bagatela de R$ 1.485.000.000,00. Isto mesmo que você está vendo nos números: Um Bilhão e Quatrocentos e Oitenta Cinco Milhões de Reais. Isso sem contar com taxas do Detran, Idema, Junta Comercial e o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) nos pagamentos dos servidores e de prestadores de serviço, de longe supera R$ 1,5 bilhão. É dinheiro para ninguém colocar defeito nem deixar de pagar as contas.
Como podemos ver, enquanto a Governadora e os seus só reclamam e, falam da falta de dinheiro, a arrecadação do Governo está como nunca. (mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rodrigo disse:

    O problema é o judiciário e o ministério público que comem quase tudo para pagar altos salários aos marajas alem de regalias de compra de férias e indenizações.
    A repartição do orçamento precisa ser revista!

  2. M. D. R. disse:

    Este GOVERNADOR está criando uma CRISE dentro CRISE, querendo justificar o injustificável. O blog está de parabéns ter mostrado esse cronograma de RECEITA e dificuldade o calendário do pagamento do funcionalismo.

  3. Jarlan disse:

    governo de qual estado?! rsrs lembre-se que será lido por pessoas do mundo todo…

    parabéns pelo blog. muito sucesso!