Ex-deputado e comunicador Paulo Wagner morre de infarto aos 57 anos, em Pirangi

Foto: Reprodução/Programa Cara a Cara com BG/Band

O ex-deputado federal e comunicador Paulo Wagner, que também foi vereador em Natal, morreu por volta das 23 horas desse domingo, de um infarto fulminante, dentro de seu apartamento, na praia de Pirangi, em Parnamirim.

O velório está acontecendo no cemitério Morada da Paz e a cerimônia de cremação, às 18 horas desta terça-feira. O ex-apresentador deixa mulher. Não tinha filhos.

Segundo fontes do Blog do BG, Paulinho, como era mais conhecido, havia feito recentes exames de saúde, mas nada de anormal havia sido observado no coração. Contudo, sofria de problemas renais crônicos. No início de 2018, ele foi diagnosticado com diabetes e precisou fazer uma cirurgia de redução de estômago, ficando ‘irreconhecível’ para muitos. Paulo Wagner era irmão do também radialista George Wagner, que faleceu em julho passado, em decorrência de problemas renais.

Paulo Wagner Leite Dantas nasceu no município de Areia Branca no dia 19 de julho de 1962. Radialista e apresentador de televisão, começou sua carreira em Mossoró, nas rádios Difusora e Libertadora. Também foi editor de polícia nos jornais Gazeta do Oeste e O Mossoroense.

Foto: Divulgação/Redes sociais

Em 1993, passou a trabalhar na TV Ponta Negra, afiliada do SBT no Rio Grande do Norte, e tornou-se apresentador cinco anos depois. Seu programa “Patrulha da Cidade” ganhou grande popularidade. Paulo era debochado. Com gestos desconsertantes, fazia piadas irônicas com os entrevistados suspeitos de praticar crimes. Sua performance conquistou uma legião de fãs.

Em 2005, iniciou o curso de Direito na Universidade Potiguar de Natal – formando-se em 2010 – e, em 2008, resolveu ingressar na política.

Foto: Reprodução/TV Ponta Negra

Filiado ao Partido Verde (PV), candidatou-se à Câmara Municipal de Natal, sendo eleito com, aproximadamente, 14 mil votos, como o vereador mais votado. Dois anos depois, pelo mesmo partido, candidatou-se a deputado federal, sendo novamente eleito com cerca de 50 mil votos.

Na Câmara dos Deputados, foi membro titular das comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, de Defesa do Consumidor e suplente nas comissões de Minas e Energia e de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia. Nas comissões especiais da Casa, foi titular nas de Agentes Comunitários da Terra, de Segurança Pública, de Competência da Investigação Criminal e da Zona Franca do Semiárido Nordestino. Além disso, foi suplente na Comissão de Normas da Administração Tributária.

Foto: Divulgação/Redes sociais

Foi também membro da Comissão Externa de Transposição do Rio São Francisco e primeiro vice-presidente do PV de Natal. Em 2011, depois de eleito, retornou as suas atividades como apresentador no programa “Alô, Meu Povo”, desta vez, na SIM TV, afiliada da Rede TV! no Rio Grande do Norte.

Na Legislatura 2011-2015, em 22 de dezembro de 2014, foi concedida pelo ex-presidente do Congresso, o ex-ministro e ex-deputado federal Henrique Alves, a polêmica aposentadoria por invalidez ao deputado federal.

Um levantamento feito em março de 2019 pelo portal Congresso em Foco, apontou que Henrique Alves (MDB) e Paulo Wagner estavam na lista dos ex-deputados federais – do país, e não apenas do RN – que mais ganham com aposentadoria da Câmara: cada um recebe R$ 33.763,00.

POLÊMICA

Em 2014, o Ministério Público Federal no RN (MPF/RN) representou ao Tribunal de Contas da União (TCU), ao Procurador-Geral da República e ao Ministério Público Federal no Distrito Federal contra a aposentadoria por invalidez concedida ao então deputado federal Paulo Wagner Leite Dantas, com proventos correspondentes à totalidade da remuneração dos membros do Congresso Nacional.

Foto: Reprodução/Facebook

A representação tinha por base matérias jornalísticas que davam conta da existência de possíveis irregularidades na concessão da aposentadoria. De acordo com a imprensa, antes de assumir o cargo, com base no qual se aposentou, Paulo Wagner já detinha a patologia que fundamenta a aposentadoria por invalidez. Além disso, mesmo com o pedido de aposentadoria por invalidez, de forma contraditória, participou no pleito eleitoral de 2014 como candidato à reeleição, tendo inclusive o seu registro sido deferido. Por outro lado, para o MPF/RN pesava contra Paulo Wagner o fato de que a doença que lhe rendeu a aposentadoria não o impedia de exercer outras funções de tal forma que apresentava, na época, um programa de televisão da afiliada à RedeTV em Natal, a SimTV.

Foto: Divulgação/Redes sociais

Dotado de um humor incomparável, Paulo Wagner revelou os bastidores da política no Rio Grande do Norte e em Brasília ao comunicador Bruno Giovanni, no programa Cara a Cara com BG. CONFIRA!

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lucelia disse:

    Meus sentimentos a todos familiares que Deus conforte toda todos amigos ,

  2. Cláudio disse:

    Parece que a notícia não deu muito ibope…

  3. Martinho disse:

    Sentirei muito. Amigo leal.

  4. Igor Melo disse:

    Deixará muitas saudades

SEM TABU: Diretor do ITEP desmistifica ‘estórias macabras’ do necrotério e revela bastidores da perícia criminal

Foto: Cedida/José Aldenir

Todo mundo vai morrer. Isso é fato. Alguns com idade avançada, outros não. Mas, duvido que você queira fechar esse ciclo natural da vida, deitado sobre uma mesa cadavérica. Só de ouvir a palavra necrotério, a maioria torce o nariz, sente repulsa. E se um dia alguém estiver lá, realmente algo de trágico aconteceu. Seguramente, essa pessoa não irá observar, mas muita gente estará de olhos bem abertos nela – investigando a causa da morte e quem a provocou. Esta é a rotina de profissionais do setor de Medicina Legal do Instituto Técnico e Científico de Perícia (ITEP), que começam o dia, quando o de algum mortal termina.

Nossa entrevista é com o diretor-geral da instituição, o engenheiro mecânico Marcos José Brandão Guimarães, 44 anos, que também é perito criminal. A partir de agora, ele irá ‘abrir as portas do necrotério’ ao leitor do Blog do BG, relatando curiosidades da Medicina Forense, bem como desmistificando as insólitas ‘lendas urbanas’ que perduram no imaginário popular. A reportagem é de Wagner Guerra.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. pedro disse:

    Ótimo trabalho 🙂
    show Wagner Guerra

  2. Matheus disse:

    Matéria top!!
    Wagner é bom e tem o dom!!
    👏👏👏

  3. Jahnsen Marinho Lima disse:

    Amei essa matéria.PARABENS AO DIRETOR E SERVIDORES DO ITEP PELO GRANDE TRABALHO Q TODOS OS DIAS REALIZAM.

  4. Emerson disse:

    Ótima matéria cheia de ricos detalhes parabéns

  5. Rosangela Dantas disse:

    Amei essa materia,tenho muita curiosidade nesse assunto,acho interessante…parabéns😃

  6. Jaime disse:

    Parabéns ao ilustre diretor pelos esclarecimentos e bem como ao blog pela iniciativa.

  7. heim? cuma? disse:

    Demorou mas apareceu uma postagem decente!! Parabéns Wagner Guerra, pelo texto e construção da matéria.

  8. Edgar Terceiro disse:

    Excelente matéria! É sempre bom saber o que acontece nos bastidores…

  9. Mariskhley disse:

    Parabéns para quem escreveu essa matéria está muito boa show de bola mesmo

  10. Bruno Aguiar disse:

    Parabéns, o jornalismo no RN está carecendo de reportagens assim, hoje só se noticia mortes e violência. Matérias mesmo é uma coisa rara, principalmente na TV.

  11. Marcelo Santos disse:

    Reportagem genial o texto de Wagner Guerra é INIGUALÁVEL.

  12. Justus disse:

    Pouco se fala sobre o risco que sofrem os peritos, sendo normal serem recebidos a bala, coagidos e etc. Alguns sofrem tentativas de agressão no próprio Itep que recebe presos para exames, esse ano houve ate tiroteio. É uma atividade policial, exercida por não policiais. Um absurdo que só se vê no RN. Devem estar esperando alguém morrer em serviço para rever a legislação.

  13. Celso Suricato disse:

    Parabéns pela matéria, pois esse assunto é pouco explorado. Fico imaginando o quanto deve ser difícil para os profissionais se acostumaram com esse serviço. A gente nunca imagina que pode um dia está sendo examinado lá. Este é um assunto bastante sinistro. Parabéns pela matéria.

  14. Carlos Kleber Alecrim Baião disse:

    Excelente a reportagem do ITEP, matéria com perguntas e respostas muito esclarecedoras. Parabéns aos envolvidos no blogdobg.

  15. Carlos Kleber Alecrim Baião disse:

    Excelente reportagem sobre o ITEP, Gostei muita das perguntas muito bem colocadas que me ajudaram a entender coisas que era leigo. Parabéns BG, seu blog sempre atualizado e com certeza uma rica fonte de informações para informar a população. Grande abraço. E parabéns ao jornalista da matéria.

  16. Henrique Xavier disse:

    Parabens pela materia, eh um tema pouco galado e que pouco sabiamos desse assunto e veio nos trazer a luz dessa rotina que nos passa dispercebida cotidianamente. Muito esclarecedor!

  17. Roberto Costa disse:

    Esse diretor é totalmente político com pretensões políticas , fora políticos do ITEP

  18. Marcos Azevedo disse:

    Incrível a burocracia e falt de agilidade do ITEP, tem um caso de nossa secretaria que seu tio foi encontrado degolado e já faz mais de um mês que se encontra naquele órgão sem que o corpos seja liberado para família fazer o sepultamento. Absurdo

  19. Fernando disse:

    "Maioria jovens de 15 a 24 anos, da periferia" como falou o diretor. São esses as maiores vítimas do lulopetismo, que escantearam o ensino de 1o e 2o a mera burocracia, esqueceram do ser humano, que ali estaria um jovem se formando e não derão a atenção de devida e o investimento nescessário, e insensívelmente, transformaram esses jovens em órfãos da esquerdalha, onde sem amparo estatal, migraram ou foram cooptados pelas facções criminosos, como um exército de suicidas, que morrem aos montes, sem que o estado os protegessem. Essa constatação foi reforçada pelo resultado do último PISA, onde mostrou o abandono que o Brasil teve na educação nos últimos 20 anos, além de outros dados já coletados com mesmos resultados. Mesmo assim, ainda tem metido a intelectualizados defendo esse tipo de governo, chamam-o de progressistas, agrave-se a isso, a implantação do modelo deb corrupção sistêmica entranhada nas veias de toda administração do estado brasileiro. Ora, aonde está a racionalidade humana, que não consegue ver óbvio, e excluir de sua vida o que é nefasto pra ele e sua família e seu mundo.

  20. Selma Batista disse:

    Parabéns , reportagem excelente é importante para a população

  21. Tarquino neto disse:

    Parabéns pela reportagem policial sensacional show de bola

  22. José Vanilson Juliao disse:

    Texto detalhista sem ser piegas. Esclarecedor

Paulo Wagner é bicampeão em gastos de verba parlamentar

Pela segunda vez consecutiva, o deputado federal Paulo Wagner, foi o parlamentar da bancada potiguar que mais gastou verba pública. Paulo Wagner havia liderado os gastos em novembro pedindo o reembolso de R$ 44.284,23. No mês de dezembro, ele apresentou  R$ 40.166,73 em notas fiscais para ser reembolsado. Do total apresentado, o maior gasto ficou por conta da divulgação da atividade parlamentar com uma fatia de mais de R$ 30 mil.

Em segundo, está o deputado Felipe Maia com R$ 10.775,09 de gastos da verba parlamentar. Mais de R$ 30 mil a menos do que o que foi gasto por Paulo Wagner com a divulgação. O maior gasto de Felipe Maia foi com a mesma atividade, porém foi empregado apenas R$ 6 mil. Cinco vezes menos do que o gasto por Paulo Wagner

 

Confira a lista: 

Paulo Wagner

Total: R$ 40.166,73

Maior gasto: R$ 30.747 (Divulgação da atividade parlamentar)

 

Felipe Maia

Total: R$ 10.775,09

Maior gasto: R$ 6 mil (Divulgação da atividade parlamentar)

 

Sandra Rosado

Total: R$ 7.069,84

Maior gasto: R$ 3.758,15 (Serviços postais)

 

Fábio Faria

Total: R$ 4.499,91

Maiores gastos: R$ 3.450,89 (Telefonia)

 

Fátima Bezerra

Total: R$ 3.517,40

Maior gasto: R$ 2.000 (Manutenção do escritório de atividade parlamentar)

 

João Maia

Total: R$ 3.200

Maior gasto: R$ 3.074,28 (Telefonia)

 

Henrique Eduardo Alves

Total: R$ 946,73

Maior gasto: R$ 946,73 (Telefonia)

 

Rogério Marinho

Total: R$ 814,13

Maior gasto: R$ 764,13 (Telefonia)