Ex-deputado e comunicador Paulo Wagner morre de infarto aos 57 anos, em Pirangi

Foto: Reprodução/Programa Cara a Cara com BG/Band

O ex-deputado federal e comunicador Paulo Wagner, que também foi vereador em Natal, morreu por volta das 23 horas desse domingo, de um infarto fulminante, dentro de seu apartamento, na praia de Pirangi, em Parnamirim.

O velório está acontecendo no cemitério Morada da Paz e a cerimônia de cremação, às 18 horas desta terça-feira. O ex-apresentador deixa mulher. Não tinha filhos.

Segundo fontes do Blog do BG, Paulinho, como era mais conhecido, havia feito recentes exames de saúde, mas nada de anormal havia sido observado no coração. Contudo, sofria de problemas renais crônicos. No início de 2018, ele foi diagnosticado com diabetes e precisou fazer uma cirurgia de redução de estômago, ficando ‘irreconhecível’ para muitos. Paulo Wagner era irmão do também radialista George Wagner, que faleceu em julho passado, em decorrência de problemas renais.

Paulo Wagner Leite Dantas nasceu no município de Areia Branca no dia 19 de julho de 1962. Radialista e apresentador de televisão, começou sua carreira em Mossoró, nas rádios Difusora e Libertadora. Também foi editor de polícia nos jornais Gazeta do Oeste e O Mossoroense.

Foto: Divulgação/Redes sociais

Em 1993, passou a trabalhar na TV Ponta Negra, afiliada do SBT no Rio Grande do Norte, e tornou-se apresentador cinco anos depois. Seu programa “Patrulha da Cidade” ganhou grande popularidade. Paulo era debochado. Com gestos desconsertantes, fazia piadas irônicas com os entrevistados suspeitos de praticar crimes. Sua performance conquistou uma legião de fãs.

Em 2005, iniciou o curso de Direito na Universidade Potiguar de Natal – formando-se em 2010 – e, em 2008, resolveu ingressar na política.

Foto: Reprodução/TV Ponta Negra

Filiado ao Partido Verde (PV), candidatou-se à Câmara Municipal de Natal, sendo eleito com, aproximadamente, 14 mil votos, como o vereador mais votado. Dois anos depois, pelo mesmo partido, candidatou-se a deputado federal, sendo novamente eleito com cerca de 50 mil votos.

Na Câmara dos Deputados, foi membro titular das comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, de Defesa do Consumidor e suplente nas comissões de Minas e Energia e de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia. Nas comissões especiais da Casa, foi titular nas de Agentes Comunitários da Terra, de Segurança Pública, de Competência da Investigação Criminal e da Zona Franca do Semiárido Nordestino. Além disso, foi suplente na Comissão de Normas da Administração Tributária.

Foto: Divulgação/Redes sociais

Foi também membro da Comissão Externa de Transposição do Rio São Francisco e primeiro vice-presidente do PV de Natal. Em 2011, depois de eleito, retornou as suas atividades como apresentador no programa “Alô, Meu Povo”, desta vez, na SIM TV, afiliada da Rede TV! no Rio Grande do Norte.

Na Legislatura 2011-2015, em 22 de dezembro de 2014, foi concedida pelo ex-presidente do Congresso, o ex-ministro e ex-deputado federal Henrique Alves, a polêmica aposentadoria por invalidez ao deputado federal.

Um levantamento feito em março de 2019 pelo portal Congresso em Foco, apontou que Henrique Alves (MDB) e Paulo Wagner estavam na lista dos ex-deputados federais – do país, e não apenas do RN – que mais ganham com aposentadoria da Câmara: cada um recebe R$ 33.763,00.

POLÊMICA

Em 2014, o Ministério Público Federal no RN (MPF/RN) representou ao Tribunal de Contas da União (TCU), ao Procurador-Geral da República e ao Ministério Público Federal no Distrito Federal contra a aposentadoria por invalidez concedida ao então deputado federal Paulo Wagner Leite Dantas, com proventos correspondentes à totalidade da remuneração dos membros do Congresso Nacional.

Foto: Reprodução/Facebook

A representação tinha por base matérias jornalísticas que davam conta da existência de possíveis irregularidades na concessão da aposentadoria. De acordo com a imprensa, antes de assumir o cargo, com base no qual se aposentou, Paulo Wagner já detinha a patologia que fundamenta a aposentadoria por invalidez. Além disso, mesmo com o pedido de aposentadoria por invalidez, de forma contraditória, participou no pleito eleitoral de 2014 como candidato à reeleição, tendo inclusive o seu registro sido deferido. Por outro lado, para o MPF/RN pesava contra Paulo Wagner o fato de que a doença que lhe rendeu a aposentadoria não o impedia de exercer outras funções de tal forma que apresentava, na época, um programa de televisão da afiliada à RedeTV em Natal, a SimTV.

Foto: Divulgação/Redes sociais

Dotado de um humor incomparável, Paulo Wagner revelou os bastidores da política no Rio Grande do Norte e em Brasília ao comunicador Bruno Giovanni, no programa Cara a Cara com BG. CONFIRA!

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lucelia disse:

    Meus sentimentos a todos familiares que Deus conforte toda todos amigos ,

  2. Cláudio disse:

    Parece que a notícia não deu muito ibope…

  3. Martinho disse:

    Sentirei muito. Amigo leal.

  4. Igor Melo disse:

    Deixará muitas saudades

OAB postula ao CNJ restabelecimento de vagas no estacionamento do TRT

A polêmica no 21º Tribunal Regional do Trabalho continua. Agora, a Ordem dos Advogados do Brasil no RN postula ao CNJ restabelecimento de suas vagas no estacionamento do TRT. A informação foi dada pelo presidente da entidade, Paulo Eduardo Teixeira.

A questão começou depois que foi baixada uma portaria que proibe os advogados de terem acesso pela parte interna do prédio do TRT ao edifício das Varas.

Nem como articuladora Política, Micarla acertou. Vejam porque

Se há quem reclame da má atuação de Micarla de Sousa (PV) como gestora, é porque ainda não se atentou para sua atuação como articuladora política. A atual prefeita anunciou aos 45 minutos do segundo tempo que não será candidata ao pleito e deixou todo o partido em péssimos lençóis.

E oportunidades não faltaram para que ela garantisse, ao menos, a possibilidade de ser sucedida por alguém do Partido ou da sua base. Há cerca de 90 dias, Micarla conversou com o vice-prefeito Paulinho Freire se ele toparia ser candidato, Paulinho afirmou que toparia se candidatar, desde que Micarla renunciasse. Ela cozinhou, ajeitou para lá, para cá e no final disse que renunciar jamais, tem personalidade e iria acabar sua exemplar gestão no trono. Perdeu um grande oportunidade de ter um grande candidato.

Micarla não levou em consideração o quanto Paulinho é bem quisto na classe média e o quanto a imagem dele estava limpa junto à população (ao contrário da dela que está com uma rejeição superior a 90% do eleitorado).

A esperança de uma sucessão do partido foi depositadaem Luiz Almir, ex-deputado, muito querido pela população mais carente de Natal, sobretudo na Zona Norte da cidade. Mas ele não topou. Preferiu seguir em seu projeto de se candidatar a uma das vagas da Câmara Municipal.

E agora, quem aceitará se candidatar pelo Partido Verde? O vereador presidente do legislativo municipal, Edivan Martins, corre léguas só de pensar na possibilidade. O Senador  Paulo Davin, por sua vez, não deixará o conforto de seu mandato para encabeçar uma disputa, cujo resultado não é difícil de prever.

Observe, então, a situação em que se encontram os vereadores do PV. Qual outro partido aceitará se coligar aos verdes? Nem Hermano Moraes (PMDB), nem Rogério Marinho (PSDB) aceitarão os candidatos do partido na proprocional para verem seus candidatos saírem em desvantagem. CarlosEduardo(PDT) e Mineiro(PT), muito menos.

Vejam a situação que Micarla colocou seu grupo político. Só Micarla mesmo…

Ex-governador é flagrado "furtando" medalha da Copa São Paulo de Futebol Júnior

O ex-governador de São Paulo pelo PTB José Maria Marin, que também é ex-presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), foi flagrado numa situação, no mínimo, desagradável. O político foi pego colocando uma das medalhas da premiação da Copa São Paulo de Futebol Júnior no bolso.

Como quem não quer nada, Marin pegou a medalha, olhou para um lado, olhou para o outro e…

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. […] Ex-governador é flagrado “furtando” medalha da Copa São Paulo de Futebol Júnior (Vídeo) […]

  2. Nadjaelcordeiro disse:

    neto retana bom dia infelismente vcs esparam oque de politicos 

    nadijael pe

Paulo Coelho entra no mundo dos vlogs

Paulo Coelho é o escritor brasileiro de maior sucesso da história, quer você goste dele ou não. Mas até um escritor de sucesso precisa reencontrar seu público de vez em quando. No caso de Paulo Coelho, a busca tem espaço em quase qualquer lugar do planeta onde existam livrarias e leitores.

Por isso, o Mago rendeu-se à forma mais contemporânea de conversa com o público, o videolog, ou vlog. Diferentemente do que fazem os vlogueiros brasileiros de sucesso, porém – como PC Siqueira, Felipe Netoe Cauê Moura -, Paulo Coelho iniciou essa viagem com bagagem, depois do sucesso mundial, depois de milhões de livros vendidos.

Como o cenário é o planeta, o vlog de Paulo Coelho é em inglês. E a inspiração não é PC Siqueira ou Felipe Neto. É, claramente, a dupla de nerds Alexandre Ottoni e Deive Pazos, do site Jovem Nerd. O nome do vlog do escritor, CoelhoOffice, é uma referência direta aos rapazes, que mantém uma de suas atrações em vídeo, o NerdOffice, há um ano no YouTube. A ligação entre Paulo Coelho e os nerds foi explicitada sem pudores no podcast do Jovem Nerd dedicado a Paulo Coelho, e com participação do próprio. As sedas rasgadas de ambos os lados não foram da boca para fora.

Nesse primeiro episódio, o escritor fala sobre o ofício da escrita. Para quem entende inglês, aí está:

 

Paulo Wagner é bicampeão em gastos de verba parlamentar

Pela segunda vez consecutiva, o deputado federal Paulo Wagner, foi o parlamentar da bancada potiguar que mais gastou verba pública. Paulo Wagner havia liderado os gastos em novembro pedindo o reembolso de R$ 44.284,23. No mês de dezembro, ele apresentou  R$ 40.166,73 em notas fiscais para ser reembolsado. Do total apresentado, o maior gasto ficou por conta da divulgação da atividade parlamentar com uma fatia de mais de R$ 30 mil.

Em segundo, está o deputado Felipe Maia com R$ 10.775,09 de gastos da verba parlamentar. Mais de R$ 30 mil a menos do que o que foi gasto por Paulo Wagner com a divulgação. O maior gasto de Felipe Maia foi com a mesma atividade, porém foi empregado apenas R$ 6 mil. Cinco vezes menos do que o gasto por Paulo Wagner

 

Confira a lista: 

Paulo Wagner

Total: R$ 40.166,73

Maior gasto: R$ 30.747 (Divulgação da atividade parlamentar)

 

Felipe Maia

Total: R$ 10.775,09

Maior gasto: R$ 6 mil (Divulgação da atividade parlamentar)

 

Sandra Rosado

Total: R$ 7.069,84

Maior gasto: R$ 3.758,15 (Serviços postais)

 

Fábio Faria

Total: R$ 4.499,91

Maiores gastos: R$ 3.450,89 (Telefonia)

 

Fátima Bezerra

Total: R$ 3.517,40

Maior gasto: R$ 2.000 (Manutenção do escritório de atividade parlamentar)

 

João Maia

Total: R$ 3.200

Maior gasto: R$ 3.074,28 (Telefonia)

 

Henrique Eduardo Alves

Total: R$ 946,73

Maior gasto: R$ 946,73 (Telefonia)

 

Rogério Marinho

Total: R$ 814,13

Maior gasto: R$ 764,13 (Telefonia)