Política

PT afasta vereador de Minas que abriu caixão lacrado de idoso que morreu com suspeita de Covid-19

Foto: Reprodução/G1

O Partido dos Trabalhadores (PT) decidiu afastar o vereador de Santa Bárbara do Leste (MG) investigado por ter quebrado o protocolo sanitário de prevenção à Covid-19. Wlliam Faria aparece em um vídeo abrindo o caixão de um idoso, de 92 anos, para mostrar que ele não teria morrido pela doença.

Em nota, a direção executiva do PT de Minas Gerais informou que o vereador foi afastado imediatamente e responderá no Conselho de Ética do partido em um processo que poderá “culminar com a sua expulsão”. (Confira a nota na íntegra mais abaixo)

“Num dos momentos mais delicados vividos por toda a população mineira e brasileira em função da pandemia do novo coronavírus, a atitude do vereador representa uma ação violenta e desnecessária, além de ser uma grave ameaça à segurança sanitária”, diz a nota.

Procurado pelo G1, o vereador Wlliam Faria disse que ainda não foi informado sobre a decisão do partido e só vai se pronunciar após ser comunicado do afastamento.

Entenda o caso

O vereador foi chamado no cemitério por familiares que questionavam o protocolo e queriam velar o idoso. Ele abriu o caixão, que estava lacrado, com um facão e tocou na sacola que envolvia o corpo do idoso, quebrando todos os protocolos sanitários de prevenção à Covid-19.

Segundo o Hospital Irmã Denise (Casu), José Vieira do Carmo morreu com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e com sintomas de Covid-19.

De acordo com a família do idoso, ele fez o teste rápido e deu negativo. O homem fez um segundo teste PCR, que ainda não saiu o resultado. Por ser diagnosticado com suspeita de Covid-19, o corpo do idoso foi levado para a funerária e depois encaminhado ao cemitério.

“Nós não podemos enterrar um cidadão com dúvida. Não é simplesmente pegar um cidadão e empacotar ele e falar que é Covid. A gente tem que ter certeza do que está fazendo”, afirmou o vereador em entrevista ao MG1 nesta segunda-feira (26).

A Polícia Civil informou que foi instaurado um inquérito e o parlamentar está sendo investigado por crime de infração de medida sanitária preventiva e por violação de urna funerária. O presidente da Câmara de Santa Bárbara do Leste disse que a conduta do vereador também será apurada por uma Comissão Parlamentar de Inquérito.

Confira na íntegra a nota divulgada pelo PT

A direção executiva do PT de Minas Gerais decidiu afastar imediatamente o vereador William Faria, de Santa Bárbara do Leste, em razão do lamentável fato ocorrido no último domingo (24/5), quando o parlamentar violou um caixão lacrado durante o funeral de um homem que faleceu com suspeita de Covid-19. O procedimento de lacre é uma determinação sanitária do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado de Saúde.

Num dos momentos mais delicados vividos por toda a população mineira e brasileira em função da pandemia do novo coronavírus, a atitude do vereador representa uma ação violenta e desnecessária, além de ser uma grave ameaça à segurança sanitária.

Após o afastamento, o vereador responderá no Conselho de Ética do PT-MG, como determina o estatuto partidário, em um processo que poderá culminar com a sua expulsão.

G1

Opinião dos leitores

  1. kkkkk foi porque ele não fez a coisa certa, era para ter roubado o caixão primeiro ai depois que poderia abrir, isso é norma do PT.

  2. lula fez pior ainda…. dizendo que esse virusss foi uma benção para derrubar BOLSoNARo e nada foi feito. Como acreditar nesse partido???

  3. Não há dúvidas que o Grande vereador foi inconsequente, mais abrir procedimento !!! Para que? Quais são as penalidades previstas? Nesse partido, tantos já roubaram, mentiram, vandalizaram e nada ocorreu, sinceramente, como é difícil ser pequeno, mesmo no PT.

  4. Roubar dinheiro público pode né pt. Desvio de dinheiro, superfaturamento nas dispensa de licitação e omissão na contrução de hospital de campanha e uti pode também

  5. Os moradores dessa cidade tem que afastar esse IDIOTA de vez de lá! O retardado fica falando em respeitar o morto quando ele mesmo vai abrindo o caixão ! Um jumento desses queria o que fazendo isso? Exumar o defunto na frente de todos para descobrir o motivo da morte é isso?

    1. errou quem desviou o dinheiro que veio do Governo Federal para combater o COVID; ou fez compras superfaturadas ou comprou aparelhos danificados, que nunca funcionaram.

  6. O mais curioso nesse caso, é que essa atitude insana desse petista é muito semelhante ao comportamento de alguns bolsonaristas. Esse é o resultado de tanta loucura e fanatismo, dos dois lados.
    Seria cômico se não fosse trágico.

    1. O vereador é do PT. Acho até que ele errou de partido. Rsrsrs

    2. O que Bolsonaro tem com isso? Procure sua turma do PT e vá abraçar seu líder condenado

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

VÍDEO: Vereador do PT abre caixão com facão para provar que homem não morreu de COVID-19

(Foto: Reprodução redes sociais)

O vereador William Faria (PT), de Santa Bárbara do Leste, em Minas Gerais, chocou os moradores de sua cidade nesse domingo (25/4), quando usou um facão para abrir um caixão lacrado, com o corpo de um homem de 92 anos, que morreu depois de apresentar os sintomas da COVID-19. O vereador alega que o homem não morreu por COVID-19 e sim por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

O lacre no caixão revoltou o vereador, que contestou o procedimento adotado pela Prefeitura de Santa Bárbara do Leste, alegando que o idoso merecia um funeral digno, e não ser sepultado envolvido em plásticos.

O rompimento do lacre do caixão foi filmado e o vídeo postado nas redes sociais do vereador. O vídeo ganhou muitos compartilhamentos e foi visto por policiais civis, que agora estão investigando o vereador por crime de Infração de Medida Sanitária Preventiva (Art. 268 do Código Penal).

De acordo com a Polícia Civil, o fato de o atestado de óbito atribuir a causa da morte à síndrome respiratória e não por COVID-19, se deve à espera do resultado do exame RT-PCR, que vai determinar se a COVID-19 foi a causadora da SRAG.

O procedimento adotado para lacrar o caixão foi correto, de acordo com a Polícia Civil, porque o homem apresentava os sintomas clássicos da COVID-19 e, neste caso, o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado de Saúde determinam o procedimento.

A Prefeitura de Santa Bárbara do Leste lamentou e informou que o fato é de total responsabilidade do vereador. “Ele chamou ao cemitério uma representante da Vigilância Sanitária que ficou sem ação diante do fato, pois, quando chegou ao local, o caixão já havia sido aberto. E, por pressão do vereador, a funcionária ficou sem ação e concordou com ele com relação ao enterro. Porém, a definição de protocolos referentes a funerais cabe ao estado e não ao município”, informou a prefeitura, em nota.

O presidente da Câmara Municipal de Santa Bárbara do Leste, Altair Nunes Ferreira (MDB), também lamentou o fato e disse que o vereador William Faria será ouvido por uma Comissão Parlamentar de Inquérito. “Tão logo esse processo seja instaurado, daremos mais informações sobre esse lamentável evento.”

O vereador William Faria, em suas redes sociais, disse que lamentava a posição do presidente da Câmara e disse que sua função é fiscalizar, estar ao lado do povo, e reafirmou que o homem cujo corpo estava no caixão que ele abriu, não morreu vítima da COVID-19.

Estado de Minas

Opinião dos leitores

  1. Não vejo problema em o corpo ser enterrado lacrado. Pois no caso acima, o senhor faleceu por causa de uma síndrome respiratória aguda, e ainda não saiu o resultado do exame de RT PCR para covid de acordo com a própria polícia civil. Então esse vereador se precipitou, e caso o resultado positive futuramente , ele terá colocado outras pessoas em risco ao violar o lacre do caixão.

  2. Se o Sr. Morreu com SRAG, que pode ter sido provocada pela COVID , os protocolos são claros. Se fez os testes, porém a famikia qiet sepultar antes dos resultados saírem, então tem que se seguir a regra, na dúvida, se usa a regra . O vetrafir errou feio ao se meter onde não devia, ora, isso não é fiscalização de ação, não é pra isso que ele é pago, nem tem conhecimento científico para tal.

  3. Diz a esse vereador prá aguardar um pouco. O presidente vai escolher seu novo partido e talvez de certo pra ele. Se quer defender o povo, não pode ficar no PT. Kkkkkkk

  4. Depois ninguém sabe o porquê o Brasil eh o que eh… Temos ruminantes dos dois lados! Tenho pena do Brasil e do brasileiro se em 2022 só tivermos realmente essas duas opções pra presidente: Lulaladrao e o MINTOmaníaco!

    1. Interessante vcs dizem ser repórter ou do tipo.msis sem cabeça… O Lula era ladrão era o cara…. O outro vcs dizem ser maníaco um remando pra
      frente vc e outros remando.como tem hipócritas nesse país.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Família abre caixão em velório e cinco são contaminados por Covid-19 na Bahia

Foto: Unsplash

A família de uma vítima de Covid-19 abriu o caixão durante o velório na cidade de Cairu, baixo-sul da Bahia, contaminando outras cinco pessoas.

A morte foi registrada na última quinta-feira (7) por síndrome respiratória aguda grave na Santa Casa de Valença, hospital do município vizinho. Como havia suspeita de Covid-19, o caixão saiu lacrado da unidade hospitalar.

A família, contudo, resolveu abrir o caixão durante o velório, mesmo com recomendações contrárias da secretaria municipal de Saúde de Cairu.

Na segunda-feira (12), saiu o resultado do exame feito pelo Laboratório Central da Bahia que confirmou que a vítima tinha sido contaminada pela Covid-19.

Diante da confirmação, a prefeitura decidiu realizar testes rápidos em todas 12 pessoas que participaram do velório.

Mas encontrou resistência em parte da família, que não aceitava o diagnóstico de Covid-19 da vítima. Até então, a cidade não havia registrado casos de infectados com pelo novo coronavírus.

Após convencer os familiares, a prefeitura realizou os testes em 12 pessoas e identificou que cinco delas estavam com Covid-19.

Em nota, a prefeitura de Cairu informou que a família da vítima recebeu “todas as informações para realização do sepultamento seguro, bem como das normas sanitárias indicadas pelos órgãos responsáveis”. Também informou que está monitorando as pessoas próximas à vítima.

“Enfermeiros, técnicos de saúde, psicólogos e assistente social da rede municipal de saúde estão oferecendo todo apoio à família e amigos da vítima. A Secretaria de Saúde lamenta pelo falecimento e deseja conforto aos familiares neste momento difícil”, disse.

Folha de São Paulo

 

Opinião dos leitores

  1. Idiotice dos Bolsopetismo, lembrando que isso partiu de uma fake news compartilhada pela deputada Carla zambelle mais conhecida como (chulé).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

FOTO: Caixão cai de carro funerário no interior do RN e motorista segue rumo sem perceber incidente

Foto: via Blog Ismael Sousa

O Blog Ismael Sousa destacou na noite dessa segunda-feira(22) um caso inusitado registrado no litoral sul potiguar. De acordo com o post, um caixão caiu de um carro funerário no Piquiri, distrito de Canguaretama. De acordo com testemunhas, o incidente ocorreu após o veículo passar por um quebra-molas e a porta traseira abrir.

Segundo o Blog Ismael Sousa, o motorista não percebeu o que aconteceu e seguiu viagem deixando o caixão com o corpo para trás. Policiais do GTO foram acionados e ficaram na BR isolando o local a espera do carro da funerária.

http://www.blogismaelsousa.com.br/blog/caixao-cai-de-carro-funerario-e-motorista-vai-embora-deixando-corpo-para-tras

 

Opinião dos leitores

  1. De janeiro para cá, o Rio Pequeno sem Norte está uma verdadeira assombração. Olhai Deus essas almas teimosas que insistem em sobreviver nestas paragens.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Bebê que teve morte confirmada por médico é descoberto com vida no caixão

Foto: Shutterstock – Imagem ilustrativa – Confira a impressionante história deste bebê recém-nascido

Entenda o impressionante caso do bebê recém-nascido que foi encontrado com vida duas horas após ter tido sua morte declarada
O caso de um bebê recém-nascido impressionou o mundo. O pequeno Dhilan Daren nasceu prematuro de 27 semanas em Santa Cruz na Bolívia no dia 8 de fevereiro. O menino teve sua morte atestada pelos médicos do hospital em que nasceu, segundo eles, o pequeno morreu no parto.

Porém, quando sua mãe e seu pai colocaram o filho no caixão, horas após seu nascimento, eles ficaram impressionados ao perceberem que o pequeno estava respirando! Agora, o recém-nascido está internado na UTI neonatal do Hospital de la Mujer, o mesmo no qual nasceu.

O hospital está sendo investigado por negligência médica. Porém, de acordo com o diretor do hospital onde o parto ocorreu, Federico Urquizo, o pequeno veio ao mundo sem sinais vitais. “O recém-nascido não tinha nenhum sinal vital, então foi considerado morto. Os médicos seguiram o procedimento e checaram o menino um pouco após o nascimento e mais uma vez confirmaram que ele estava morto”, disse o diretor em entrevista à imprensa local.

Os médicos continuaram com o procedimento padrão para se atestar uma morte. “Uma hora após o parto, eles checaram novamente e o diagnóstico foi o mesmo. Duas horas depois, eles fizeram a última avaliação no bebê e comprovaram a morte”, afirmou o diretor.

Para o diretor do hospital, o caso não é uma negligência, mas sim um milagre. “A única coisa que eu posso dizer a todos é que foi um milagre”.

Além de aguardarem as respostas das investigações, os pais do pequeno Dhilan agora lutam para trocar a certidão de óbito do filho por uma certidão de nascimento. Richard Jurad, pai do menino, mostrou a certidão de óbito que havia assinado no hospital e agora aguarda a certidão de nascimento do filho.

Foto: CEN – O pai do bebê recém-nascido, Richard Jurad, agora aguarda a certidão de nascimento do filho

R7, via Bebe Mamãe

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comportamento

Casal é preso por forçar filho a dormir em caixão como castigo

Deu no G1

Um casal foi preso na terça-feira em Scranton, no estado da Pensilvânia (EUA), acusado de forçar o filho de sete anos a dormir dentro de um caixão no porão da casa, segundo reportagem da emissora de TV “Fox News”.

A polícia prendeu Lori Gardner, de 26 anos, e Brian Sleboda, de 31, depois que vizinhos ligaram para a polícia e relataram ter ouvido gritos de uma criança vindos da residência.

O menino afirmou à polícia que seus pais o trancavam com frequência no porão escuro como punição. Ele disse que ainda que, às vezes, era mantido no porão por dias inteiros e era forçado a usar uma fralda, porque não havia banheiro no local.

Lori negou que o menino ficasse trancado no porão, mas admitiu que, às vezes, ele era colocado lá como “castigo”.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *