Idoso apontado como “isca” para ação de assaltantes é localizado na Paraíba

Um senhor identificado como Antônio Luís, 71 anos, e que teve sua imagem viralizada nas redes sociais nos últimos dias, sendo apontado com suposta “isca” de uma quadrilha que praticava assaltos em Natal, foi encontrado em uma pousada na cidade e João Pessoa-PB, onde a sua imagem também correu pela cidade.

A informação foi confirmada pela capitã PM, Carla Marques, o idoso que apontou ser natural da Bahia, estava em João Pessoa há três dias. Foi averiguada se havia registro de denúncias ou processos contra o idoso, mas o registro policial não consta nenhum caso ilícito, diferente do que foi propagado nas redes sociais.

A polícia trabalha para a preservação da integridade, conforme estabelece o Estatuto do Idoso, mas alerta que caso alguém tenha sido vítima, faça a denúncia pelo número 190 ou nas delegacias.

No Rio Grande do Norte, também não houve até o momento registro oficial de denúncias contra o idoso.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. SERGIO CORCINO disse:

    Foi realizado boletim de ocorrência em Natal. Protocolo J2017043002864 do dia 09/08/17.

Homens armados abordam idoso com carro ainda em movimento e roubam veículo na Zona Oeste

Um trio formado por dois homens e uma mulher roubou o carro de um idoso no início da tarde desta quarta-feira (10), em Natal. O veículo ainda estava em movimento quando houve a abordagem. Os criminosos fugiram logo em seguida.

O assalto foi flagrado em dois ângulos por câmeras de segurança instaladas em imóveis da rua. O caso aconteceu às 13h30, no bairro Nossa Senhora de Nazaré, na Zona Oeste da capital potiguar.

Nas imagens, é possível ver os assaltantes andando tranquilamente pela rua. Quando percebem a chegada de um carro, em baixa velocidade, um dos homens vai para o meio da rua, saca uma arma e a aponta para o parabrisa do veículo, em direção ao motorista.

O condutor, um idoso de 70 anos, estava chegando em casa, quando foi abordado. Ao deixar o carro, ele espera os assaltantes irem embora para se aproximar do imóvel. O caso foi registrado na Polícia Civil.

Segundo dados da Secretaria de Segurança do Rio Grande do Norte, a região metropolitana da capital registra uma média de 21 veículos roubados por dia.

G1RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. gregório disse:

    Vc pode comprar sua arma e registrar, ninguém vai fazer o bolsa arma. O problema é saber como definir o "cidadão de bem".

  2. Waldemir disse:

    A verdade é que por enquanto não liberar o porte de arma para cidadão de bem vai ficar cada vez pior

  3. Armando S. Pinto disse:

    Esse assalto a mão armada não aconteceu!
    É apenas mais uma ação difamatória da mídia contra o governo cego de plantão!
    Pelo menos já existe rede de farmácia que usa o whatsApp, para evitar que os velhinhos tenham que sair de casa para comprar remédios!
    Parabéns para a iniciativa!

Idoso é preso na UFRN acusado de aliciar adolescente de 14 anos

Policiais militares prenderam em flagrante na tarde desta terça-feira (12) um senhor de 75 anos acusado de aliciar um adolescente de 14 anos. A prisão aconteceu no Campus Universitário da UFRN, próximo ao local aonde ele teria abusado do garoto.

A polícia acredita que o menor possivelmente já teria se relacionado com o senhor, já que testemunhas afirmaram ter visto o idoso com um jovem dentro de um matagal do setor II de aulas da UFRN na sexta-feira passada.

O adolescente confirmou ter sido aliciado, porém o idoso nega a acusação. Ao ser ouvido pela polícia civil, ele disse ter encontrado o garoto no matagal quando se dirigiu ao local para urinar.

O idoso foi submetido ao exame de corpo de delito e está à disposição da justiça.

Idoso baleado durante assalto em agência dos Correios no RN morre

Um idoso de 77 anos baleado durante assalto aos Correios do município de Riachuelo, na semana passada, dia 31 de outubro, não resistiu aos ferimentos e morreu no sábado (2).  Manoel Marciel da Silva era um dos clientes e foi atingido por um disparo de arma de fogo que também teve como vítima um jovem com deficiência mental, que não corre riscos.

Após o assalto e perseguição policial, os responsáveis pela invasão aos Correios foram detidos: dois homens e uma mulher. Eles foram identificados como Daniel Nascimento de Lima, de 36 anos, Diego Gregório Meireles Aragão, de 28 anos e Rosicleia Aragão Santos de Souza, de 22 anos. O dinheiro levado do estabelecimento foi recuperado e as armas apreendidas.

Idoso se arrisca, aplica golpe e "prende" assaltante durante assalto em ônibus na Av. Bernardo Vieira

Um idoso de 72 anos surpreendeu um assaltante na manhã desta sexta-feira (1), na Avenida Bernardo Vieira, e conseguiu “prender” o acusado quando saía do ônibus da linha 26(Soledade Ponta Negra), da empresa Reunidas.

Segundo a Polícia Militar, o suspeito usava um celular dentro das vestimentas, como se estivesse com uma arma, para render a cobradora e motorista do veículo. Na ocasião, após roubar o dinheiro da funcionária, o acusado foi surpreendido por uma “gravata” do idoso, que o derrubou. Em seguida, o motorista percebeu a ação e ajudou o corajoso (não se recomenda) homem.

Depois que a situação foi controlada, a Polícia Militar foi acionada e encaminhou o suspeito identificado como Wellington Alcides de Oliveira, de 22 anos, para a delegacia mais próxima.

Pai e filho confessam assassinato de idoso durante desentendimento por bebida em Mossoró

Pai e filho se apresentaram à Delegacia de Homicídios (Dehom), em Mossoró, e assumiram a responsabilidade pela de um idoso de 68 anos, identificado como Francisco Barbosa, na calçada de uma residência, durante agressões com chutes e socos durante uma festa de aniversário.

Os acusados foram ouvidos pelo delegado Cleiton Pinho, titular da Delegacia de Homicídios de Mossoró, que pretende indiciar os dois por homicídio duplamente qualificado (motivo fútil e surpresa à vítima). Eles alegaram ter cometido o crime durante um momento de fúria. No dia da festa, a vítima teria chegado à festa alcoolizada, pedido bebida, que foi negado. Pouco tempo depois, voltou a insistir, o que teria gerado o fato.

Após esclarecimentos, os acusados, um idoso de 65 anos e um homem de 30, foram liberados e aguardam a conclusão do inquérito em liberdade.

Urgente: Senado aprova apreensão de carro em vaga de idoso

imagesO Senado Federal aprovou na noite dessa quarta-feira, 18, um projeto de lei que prevê a apreensão de veículos estacionados indevidamente em vagas reservadas a idosos ou pessoas com deficiência física. Além disso, aumenta o valor da multa para a infração ao prever que seja considerada grave no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A proposta segue agora para a Câmara.

Atualmente, a multa é leve, de R$ 53,20, além de somar 3 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O projeto, que tramitava há 18 anos, destaca em sua justificativa que o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), “não obstante ter sido discutido por anos”, deixou lacunas em relação aos direitos de idosos e deficientes. “Segue em vigor a regra do ‘levar vantagem em tudo’, de vez que essas vagas em geral estão em local mais acessível, por motivos óbvios, o que aguça o sentimento de muitos que não nutrem qualquer respeito pelas regras de cidadania.”

Um levantamento feito pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), em 2011, após um ano da adoção do Cartão do Idoso, mostrava que a cada hora três motoristas eram multados na capital somente por parar em áreas de Zona Azul reservadas para idosos. As desculpas dos infratores foram sempre as mesmas: pressa, falta de lugar na rua para deixar o carro, compromissos urgentes ou consultas de emergência. Pelo projeto aprovado ontem, a multa passa a ser de R$ 127,69, mais 5 pontos no prontuário da CNH.

Recursos. A proposta tramitava em conjunto com outras 23 e foi colocada em pauta considerando a Semana Nacional do Trânsito. O substitutivo do projeto, apresentado pelo ex-deputado Paulo Rocha (PT-PA) e relatado no Senado pelo senador Aníbal Diniz (PT-AC), prevê ainda mais três alterações no código: revê a sinalização rodoviária indicativa de pronto-socorro, altera a lista de equipamentos de uso obrigatório em bicicletas e permite nova contagem do prazo para contestação de infração ou pagamento de multa, após atualização do endereço do motorista nos departamentos de trânsito.

De acordo com o substitutivo, passa a ser válida a notificação devolvida por desatualização de endereço, se o motorista não tiver comunicado a mudança dentro de 30 dias da devolução do documento. A proposta, porém, admite o reinício da contagem do prazo para apresentação de recurso ou pagamento de multa, caso a atualização de endereço aconteça dentro desse período.

No que se refere a bicicletas, o relator dispensou a exigência de campainha e espelho retrovisor como itens de uso obrigatório pelos ciclistas. Para ele, a exigência desses equipamentos encareceria o preço da bicicleta sem oferecer ganho de segurança nem para o ciclista nem para o trânsito em geral. “Além de desnecessária, a exigência estaria onerando o custo de aquisição dos veículos, sem ganho aparente de segurança para o trânsito em geral e para o usuário de bicicletas em particular.”

Estadão

Idoso morre com quatro tiros após reagir a assalto em Potilândia

Uma reação a assalto terminou em tragédia na tarde desta sexta-feira (2), no bairro de Potilândia, Zona Sul de Natal. Na ocasião, um senhor de 74 anos foi surpreendido por uma dupla, enquanto um serviço no portão de sua residência era realizado. De acordo com a Polícia Militar, o idoso reagiu a ação dos bandidos e foi baleado por quatro vezes.

Segundo a PM, os bandidos fugiram com destino ignorado. Diligências estão sendo realizadas por toda a região em busca de suspeitos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rosangela Maria disse:

    Potilândia tem se transformado em um dos bairros mais perigosos de Natal. Depois de um crime covarde como o da última sexta feira surgem autoridades e declaram na imprensa que o bairro tem uma base da PM, bastante eficiente!!!!!!!!!!
    Nem seu Damásio reagiu, nunca presenciei rondas policiais, já tive a casa arrombada e os comerciantes, pedestres e demais moradores desconhecem essa situação de " Tranquilidade"
    Acorda Governadora!!! Invista em segurança!!!!!!!!!!! CHEGA DE INCOMPETÊNCIA!

  2. Vava Neto disse:

    A CIDADE DE NATAL, MORADORES DE BAIRROS, PRINCIPALMENTE POTILÂNDIA E ADJACÊNCENTES, ESTÃO ACUADOS E SEM PAZ EM SUAS PRÓPRIAS CASAS… REALMENTE QUANDO COMEÇA A APARECER BANDIDOS MORTOS, LOGO QUEREM INVESTIGAR E PUNIR… AGORA, CIDADÃOS DE BEM NÃO. NDA SE FAZ. OS BANDIDOS AINDA ENCONTRAM HÁLIBES E ADVOGADOS QUE OS DEFENDEM. ESSE DINHEIRO DE PAGAMENTO DE BANDIDOS VEM DE ONDE? A POPUPALÇÃO VAI ACABAR SE ARMANDO. NÃO HÁ OUTRO JEITO… VAI VIRAR GUERRA…. TAMBÉM FUI VÍTIMA DE UMA DESSAS QUADRILHAS… PRECISAMOS REAGIR.

  3. Fabiano Abreu disse:

    Se fosse o idoso que tivesse matado um "fela da puta" desses, logo o MP e todos os defensores dos diretos humanos se manifestariam alegando covardia ou coisas do tipo. Enquanto isso, ficamos reféns da própria sorte (ou azar), de moramos numa cidade sem segurança.

  4. Laura disse:

    Mais um q ficará impune, agora fosse um policial q matasse um bandido, já estava na corregedoria e o Ministerio Publico o acusando de excesso de uso de força.

Fuzileiro morre após perseguir arrombadores na Zona Oeste

 

Um fuzileiro naval da reserva identificado como Antônio Estácio de Souza, 73 anos morreu com problemas cardíacos esta madrugada (16), no bairro das Quintas, Zona Oeste de Natal, após perseguir dois suspeitos de terem arrombado seu veículo e roubado dois sacos de batatas.

Segundo informações da Polícia Militar,  um assaltante arrombou o carro em frente da casa da vítima e subtraiu os dois sacos de batata que estavam no banco do passageiro. Um vizinho da vítima viu o momento em que o carro era arrombado e alertou o fuzileiro. Eles então partiram em perseguição aos dois suspeitos pelas ruas do bairro. Após recuperar  um dos sacos de batata ele  retornou par casa, mas pouco tempo depois o idoso passou mal e morreu de infarto .

De acordo com a PM, os suspeitos do arrombamento já são conhecidos pelos moradores do bairro e essa não é a primeira vez que eles agem na região .

Idoso de 67 anos é preso em flagrante dando dinheiro a menina de 13 anos

Antônio Soares da Silva, 67 anos, foi preso em flagrante nesta quarta-feira (12). A acusação é de aliciamento de menor de idade. Ele foi abordado enquanto entregava dinheiro a uma menina de 13 que confirmou ficar com o acusado.

A suspeita foi levanta pela mãe da criança, que estranhou quando a filha chegou a primeira vez com dinheiro em casa. E há informações de que ele estava indo constantemente à escola da menina. Soares morava perto da casa dela.

Na última investida do idoso, a mãe armou uma emboscada. Mandou que a filha fosse ao local e, na mesma hora, já se deslocou até a base comunitária no bairro do Parque das Dunas. O policial militar que se encontrava na base acompanhou a mãe da criança até o ponto do encontro e visualizou o momento em que o Antônio Soares entregava o dinheiro na mão da menor de idade.

Os policias questionaram a criança sobre o dinheiro e a menina informou que era pra que ela ficasse com o idoso. Todos foram conduzidos para Delegacia de Atendimento à Criança e ao Adolescente (DCA), onde o suspeito foi ouvido e autuado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Dpnegreiros disse:

    So faltou dizer aonde aconteceu tal façanha.

Idoso de 75 anos sofre parada cardíaca e morre em motel da zona sul de Natal

Idoso morreu em motel na Avenida Omar O'Grady, em Natal (Foto: Ricardo Araújo/G1)

Foto: Ricardo Araújo / Informações Portal G1/RN

Um idoso de 75 anos de idade morreu no quarto de um motel localizado na avenida Omar O’Grady, zona Sul de Natal. De acordo com a gerência do estabelecimento, o homem estava acompanhado da amante quando teve uma parada cardíaca. “Ele era cardíaco e tinha ponte de safena. Foi ela quem nos pediu socorro quando percebeu que seu acompanhante estava passando mal”, relatou o gerente ao G1.

Conforme informações repassadas pelo gerente, o homem mantinha relações extra-conjugais há dois anos com uma mulher. Foi ela quem o acompanhava durante o incidente e comunicou o fato à gerência do motel, que acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Entretanto, quando os enfermeiros e médicos da ambulância chegaram ao quarto do motel, o idoso já estava morto. “Não houve tempo de socorrê-lo”, afirmou o gerente.

A Polícia Militar foi acionada para isolar a área e três viaturas estavam dentro do estabelecimento até o final da colheita do depoimento da mulher que acompanhava o idoso, realizada pela Polícia Civil. Uma viatura do Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep) realizou a perícia técnica no apartamento no qual ocorreu o fato. Pelo menos dois carros de empresas funerárias acompanhavam a movimentação do lado de fora do motel com o intuito de oferecer à família do morto serviços funerários.

Legislação proíbe reajustes abusivos em planos de saúde de idosos

A solução adotada por muitas pessoas a fim de garantir atendimento médico de qualidade a um custo acessível, os plano de saúde podem se transformar em pesadelo na fase da vida em que são mais necessários. É comum as operadoras que oferecem esse tipo de serviço aplicarem pesados reajustes para o segurado a partir dos 60 anos de idade, sob a alegação de que clientes nesta faixa etária usam a rede conveniada com mais frequência e dão mais despesas. A boa notícia é que a legislação brasileira e a jurisprudência recente coíbem aumentos abusivos.

Com base na Lei n°11.765/2008, que instituiu o Estatuto do Idoso, a Justiça tem proferido sentenças favoráveis a usuários de planos de saúde às voltas com reajustes excessivos. O estatuto estabelece que o aumento no preço de um serviço ou produto não pode ter como único motivo a idade do cliente, pois isto configura discriminação. Em decisão de 2008 contra elevações aplicadas pela Unimed Natal em 2004, a ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), abriu precedente favorável à retroatividade desta legislação: alegou que o consumidor está sempre amparado por ela, não importando se atingiu 60 anos antes ou depois de sua vigência.

O aposentado Ernesto Gustavo Koberstein, de 67 anos, e sua esposa, a dona de casa Maria Conceição Pereira Koberstein, de 72, estão entre os brasileiros que recorreram à Justiça contra aumentos de mensalidade que consideraram abusivos. Os dois têm planos de operadoras diferentes. Ela já venceu o processo em segunda instância. Ele conseguiu um julgamento favorável na primeira instância, mas a empresa recorreu e agora o aposentado aguarda a sentença definitiva.

Ernesto Koberstein disse que há um ano e meio, quando a esposa completou 70 anos, o valor do plano de saúde pago por ela saltou cerca de 44%, de R$ 690 para mais de R$ 1 mil. Maria Conceição ingressou com uma ação na Justiça. Além da fixação da mensalidade em R$ 760, ela obteve a devolução de mais de R$ 3 mil que haviam sido pagos à operadora. No caso de Ernesto,o reajuste foi ainda mais significativo. Quando o aposentado completou 60 anos, há sete anos, a parcela subiu de cerca de R$ 800 para R$ 1,8 mil, ou seja, uma alta de 125%. Ele entrou na Justiça há dois anos, e hoje deposita R$ 958 em juízo todos os meses enquanto aguarda a sentença final.

Para Ernesto, o maior custo dos clientes em idade avançada para as operadoras não justifica elevações de preço como as que são adotadas. “Acho um absurdo tremendo, pois elas têm muito saldo positivo. Na nossa juventude, praticamente não usávamos [o plano]”. Segundo ele, os valores cobrados estavam pesando no bolso. “Estava muito difícil. Eu estava para desistir de pagar”, declarou.

Ernesto e Maria Conceição têm planos de saúde adquiridos após 1999. Eles tiveram vantagem ao mover a ação judicial, pois seus contratos são regidos pela Lei n° 9.656/98. Ela limita o reajuste para idosos, estabelecendo que o aumento para a última faixa etária não pode ser superior a seis vezes o valor da primeira. Para os planos anteriores à legislação, a regra não se aplica e vale o que está no contrato assinado entre usuário e operadora.

O advogado Geraldo Tardin, presidente do Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo (Ibedec), disse que isso não significa que clientes de planos contratados antes de 1999 estão à mercê das altas abusivas de mensalidade. “Nestes casos, além do Estatuto do Idoso evocamos o CDC [Código de Defesa do Consumidor]. Nem tudo que está no contrato é válido, pois ele pode ser abusivo”, destacou. Segundo o CDC, cláusulas contratuais que coloquem o consumidor em clara desvantagem podem ser invalidadas.

Mesmo sendo titular de um plano antigo, contratado em 1992, a dona de casa Maria Marlene Souza da Costa, de 68 anos, ganhou em segunda instância o direito à revisão dos índices de reajuste. O juiz aceitou o argumento de que o aumento aplicado pela operadora em 2003 feria os princípios do Código de Defesa do Consumidor, e anulou a cláusula contratual que previa a alta. O plano de saúde da dona de casa abrange ela e o marido, o aposentado Antônio Azevedo da Costa, de 75 anos. A empresa elevou a mensalidade dela de R$ 482,37 para R$ 648 (reajuste de 34%) e a dele de igual valor para R$ 1.049,29 (aumento de 117%). A operadora ainda tem 15 dias para recorrer da decisão no STJ. Não havendo recurso, ficará a cargo de um contador da Justiça calcular os novos valores – mais acessíveis – das mensalidades.

A reportagem da Agência Brasil entrou em contato com a Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS), responsável por regular e fiscalizar as atividades das operadoras de saúde. Por meio da assessoria de comunicação, a autarquia informou que os usuários que considerarem abusivos os reajustes aplicados devem buscar orientação no telefone 0800 701 9656. No caso de planos posteriores a 1999, se o valor estiver acima do permitido pela Lei n° 9.656/98, a ANS notificará a empresa. Caso se trate de um plano anterior à legislação, a autarquia analisará se a reclamação procede. Neste último caso, a agência só pode intervir se a regra para o reajuste não estiver claramente expressa no contrato.

Homem é pego em flagrante após matar idoso no interior do RN

Martinho Venâncio da Silva, 64, foi assassinado em sua residência no bairro São Sebastião, município de Parelhas,  região do Seridó, por volta das 20h deste domingo, 8. Segundo informações de Ginaldo Alves, chefe de investigações da Polícia Civil na cidade, o acusado, identificado com Iran, 35 anos, foi pego em flagrante e encaminhado para a delegacia de plantão. Iran já tinha passagens pela polícia por porte ilegal de armas.

De acordo com a polícia, o filho da vítima teria se envolvido em uma confusão com o filho do acusado antes do crime. Iran teria ido procurá-lo, e não o encontrando, matou o idoso como vingança.

Fonte: DN Online

Gesane Marinho cobra mais vagas para abrigos de idosos

A escassez de abrigos para idosos e as dificuldades por que passam as pessoas da terceira idade em situação de risco social foram abordados pela deputada Gesane Marinho (PSD) em plenário. Citando dados do último censo, que comprovam o aumento da população envelhecida no RN, mais do que as outras faixas etárias e representando hoje algo em torno de 35% dos potiguares, Gesane fez um apelo ao governo do Estado para que amplie o número de vagas e abrigos no RN.

“Temos hoje um quadro com mais de 300 mil pessoas que fazem parte da terceira idade, o que equivale a mais de dez por cento da nossa população. A não oferta de vagas nesses abrigos a idosos que não podem pagar constituem um descumprimento à lei”, disse a parlamentar.

Gesane ilustrou o problema mencionando a longa lista de espera que existe na Promotoria de Defesa do Idoso, em busca de uma vaga no Instituto Juvino Barreto. São mais de cem pessoas na fila em situação de risco, numa espera, que segundo o Ministério Público, pode durar até seis meses.

A deputada citou o exemplo de algumas casas geriátricas, que cobram em média R$ 2.500,00 per capita, inviabilizando a entrada de pessoas de baixa renda para serem assistidas. “Muitas dessas pessoas estão correndo riscos em suas próprias casas, pois não podem disponibilizar esse montante. Pedimos a sensibilidade do governo para que amplie o número de vagas nos abrigos garantindo esse direito constitucional, promovendo o acesso ao cidadão da terceira idade, que precisa envelhecer com dignidade”, disse.

Corno pede divórcio 40 anos depois de chifre

Um italiano de 99 anos decidiu se divorciar de sua mulher após 77 anos de casamento depois de descobrir que ela teve um caso secreto nos anos 1940.

Segundo jornais italianos, Antonio C. descobriu a traição em 2002, ao encontrar cartas de amor escondidas em um gaveteiro antigo.

Confrontada pelo marido na ocasião, Rosa C., de 96 anos, confessou ter escrito as cartas a um amante havia mais de 60 anos.

Desde então, o casamento passou por sérias provações, com constantes ataques de ciúmes e ressentimento de Antonio, que, quase dez anos depois de descobrir a traição e apesar dos apelos da mulher, resolveu dar entrada nos papéis do divórcio.

O casal se conheceu nos anos 30 em Nápoles, onde Antonio era policial. Eles se casaram em 1934, tiveram cinco filhos e têm mais de uma dezena de netos.

Segundo o jornal britânico Daily Telegraph, acredita-se que o caso marque um novo recorde, pelo menos no que concerne a idade de Antonio – ele passa ser o homem mais velho a entrar com processo de divórcio.

Até então, o casal mais idoso a se separar oficialmente era formado pelos britânicos Beartie e Jessie Wood, quando ambos estavam com 98 anos.

Fonte: Estadão.com

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Américo disse:

    Mentira sempre terá pernas curtas

Idoso de 87 anos é preso com 100 quilos de cocaína

F5

Um idoso de 87 anos foi preso no estado de Michigan, nos Estados Unidos, por estar viajando com 105 tijolos de cocaína.

De acordo com o jornal “Detroit Free Press”, Leo Earl Sharp se negou a abrir o compartimento de carga do caminhão que dirigia e a polícia teve de usar um cão farejador para descobrir a droga.

Ao todo, Sharp transportava 228 libras de cocaína, algo em torno de 100 quilos.

A carga estava estimada em US$ 2,9 milhões, cerca de R$ 5,1 milhões.

Reprodução/Fox News
O vovô traficante foi detido com mais de 100 quilos de cocaína
O vovô traficante foi detido com mais de 100 quilos de cocaína