PF apreende R$ 800 mil no escritório do filho do presidente do STJ

Foto: Reprodução/Record TV

A Polícia Federal apreendeu na manhã desta quarta-feira (9), no Lago Sul, bairro nobre de Brasília, R$ 100 mil em espécie e um cheque de R$ 700 mil no escritório do advogado Eduardo Martins. Ele é filho do presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Humberto Martins, e investigado pela força tarefa da Lava Jato por suposto desvio de dinheiro no Sistema S.

Conforme o R7 Planalto apurou, as cédulas de R$ 50 e R$ 100 estavam em uma sacola de papel, modo normalmente utilizado para pagamentos ocultos em locais públicos. O advogado disse que seriam honorários pagos em dinheiro. Os agentes também encontraram e apreenderam um cheque de R$ 700 mil em nome de Eduardo Martins.

A denúncia ofertada pela Lava Jato do Rio contra Eduardo Martins aponta que ele teria sido contratado para “tentar influir em atos da corte”. De acordo com o documento, ele teria recebido R$ 5,5 milhões para atuar no tribunal..

Um trecho da denúncia diz que “entre fevereiro e maio de 2014, de forma livre e consciente, CRISTIANO ZANIN, com a ajuda também livre e consciente de FERNANDO HARGREAVES e aquiescência de EDUARDO MARTINS, solicitou e obteve de ORLANDO DINIZ a contratação de EDUARDO MARTINS, pela quantia de R$ 5.500.000, a pretexto de influir em atos praticados por ministros do Superior Tribunal de Justiça. (Exploração de prestígio, art. 357, caput, do Código Penal – Conjunto de fatos 23)”. O MPF afirma que a Fecomércio se tornou o melhor cliente do escritório de Martins.

A operação de hoje batizada de Operação E$QUEMA S, pela PF, Receita e pelo MPF, tem como finalidade desarticular estrutura irregular de pagamento a escritórios de advocacia que atuavam em conluio com o ex gestor da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio/RJ), Orlando Diniz. As investigações apontam o desvio de recursos de entidades do Sistema S (SESC / SENAC).

Aproximadamente 170 policiais federais, divididos em 44 equipes, dão cumprimento a 51 mandados de busca e apreensão, em seis estados (RJ, SP, DF, AL, CE e PE) da Federação. Os mandados judiciais foram expedidos pela 07ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

Os investigados responderão pelos crimes de tráfico de influência, exploração de prestígio, peculato, estelionato, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

O que dizem os investigados

Procurado, Eduardo Martins não atendeu aos contatos da Record TV. O STJ (Superior Tribunal de Justiça) também foi questionado e irá enviar posicionamento em breve.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Juca Jr disse:

    Para esses advogados "medalhões" que frequentam as cortes superiores (uns frequentam de bermudas e sandálias) esse valor (R$ 800 mil) é uma MIXARIA. Eles estão acostumados com MILHÕES.

  2. Melo disse:

    Onde tem pt, tem roubo. Bandidos!

  3. nasto disse:

    Ou BRASIL para ter LADRÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO. Todo dia APARECE MAIS UNS. VERGONHA MUNDIALLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

  4. Entregador De Pizza disse:

    O pai desse advogado tão astuto, é o mesmo que soltou o Queiroz, correto!!!?
    Engraçado, não vi um comentário da boiada imunda avacalhando o nobre advogado…..

    • Absurdo disse:

      Vá trabalhar e pare de postar o dia inteiro …seu passa fome, deixa de idolatria com verme ladrao condenado Lula, acabou a mamata …seu sem futuro , vá para Venezuela aquele paraíso comunista ….quem é um GADO é você passa fome

  5. Cidadão Indignado disse:

    Os corruptores foram identificados! E os corrompidos e canalhas ladrões e corruptos vão ser identificados e responsabilizados? Está muito claro quem são os bandidos nessa história.

  6. Incubado porto mirim vilagge flat disse:

    Absurdo, porém agente sabe que não vai dar nada para ele.

  7. Incubado porto mirim vilagge flat disse:

    Nossa quanta grana.

FOTOS: Família no RN descobre tumor cerebral em filho de 03 anos e faz campanha para arcar tratamento e cirurgia de extrema urgência

 

Ver essa foto no Instagram

 

Quanto vale uma vida? Pois é, me vi hoje desesperado, meu filho, que sempre foi uma criança saudável e feliz, hoje teve um diagnóstico de um tumor cerebral e precisará se submeter a uma cirurgia URGENTE. Diante de todo esse desespero, precisamos levantar um valor de aproximadamente 250.000,00 e estamos desesperados pois não possuímos esse dinheiro e a cirurgia é de extrema urgência. Iremos nos desfazer de nossos bens e do que for preciso, faremos rifas, vaquinhas, tudo que for necessário, pois a vida dele não tem preço. Então você que está lendo isso, você que é um pai, mãe, avô, avó, tem amigos, sobrinhos, se coloque no nosso lugar, não tenha vergonha, eu peço ajuda de vocês, seja qualquer quantia, será muito bem vinda. Deus é conosco, e irá nos ajudar a salvar a vida do nosso filho. Conto com a ajuda de vocês. Segue nossas contas: Bradesco Ag 1038 Cc 1605-5 Pedro raphael pereira da Silva CPF 120.598.687-18 Nubank Ag 0001 Conta 432545-7 CPF 120.598.687-18 Pedro raphael pereira da Silva PicPay @pedro.silva.raphael

Uma publicação compartilhada por Pedro Raphael (@pedroraphael_1) em

“Quanto vale uma vida? Pois é, me vi hoje desesperado, meu filho, que sempre foi uma criança saudável e feliz, hoje teve um diagnóstico de um tumor cerebral e precisará se submeter a uma cirurgia URGENTE. Diante de todo esse desespero, precisamos levantar um valor de aproximadamente 250.000,00 e estamos desesperados pois não possuímos esse dinheiro e a cirurgia é de extrema urgência”. O apelo é do pai Pedro Raphael e da mãe Francimara, pelo filho Pietro Vinicius, de 3 anos.

A mensagem, que vem sendo compartilhada nas redes sociais, ainda completa:

“Iremos nos desfazer de nossos bens e do que for preciso, faremos rifas, vaquinhas, tudo que for necessário, pois a vida dele não tem preço. Então você que está lendo isso, você que é um pai, mãe, avô, avó, tem amigos, sobrinhos, se coloque no nosso lugar, não tenha vergonha, eu peço ajuda de vocês, seja qualquer quantia, será muito bem vinda. Deus é conosco, e irá nos ajudar a salvar a vida do nosso filho. Conto com a ajuda de vocês”, finaliza.

Segue as contas para ajuda:

Bradesco

Ag 1038
Cc 1605-5
Pedro raphael pereira da Silva
CPF 120.598.687-18

Nubank

Ag 0001
Conta 432545-7
CPF 120.598.687-18
Pedro raphael pereira da Silva

PicPay
@pedro.silva.raphael

Foto: Reprodução/Instagram

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Teresa Cortez disse:

    Como faço para entrar em contato com a mãe ou o pai?

  2. Antonio disse:

    Li na Tribuna do Norte que a família já está em SP com o garoto Pietro. Com a campanha já arrecadaram 75% do necessário para a cirurgia. Caso arrecade mais que o valor necessário, a família doará a quantia excedente a entidades que tratam de crianças com câncer. Agora ê torcer para que a cirurgia, que deverá ocorrer no sábado próximo, seja um sucesso e Pietro retorne ao RN, curado, se Deus quiser! Que bonito esse gesto de solidariedade, apesar da crise que o país enfrenta. Deus abençoe a todos. Embora não conheça essa família, não tem como não se emocionar com essa situação.

  3. Souza disse:

    O art. 6º da Constituição Federal de 1988 afirma que a SAÚDE é um direito social, além da educação, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância e a assistência aos desamparados.

    Nesse caso, diante do custo e da URGÊNCIA, pergunta-se: quem garantirá a Pietro o direito consagrado na Constituição do nosso País? Há alguma autoridade constituída CAPAZ de garantir esse direito, ou será que seus pais terão que abdicar de outras garantias ou conquistas suas na tentativa de salvar a vida do seu filho?

  4. Cláudia disse:

    Vamos fazer uma corrente do bem para ajudar essa criança e sua família. O q mais me indigna é q qdo foi pro vagabundo fazer a remoção da tatuagem “sou ladrão e vacilão” um monte de imbecis logo correram pra contribuir com a vaquinha e arrecadaram mais do que o valor. Num caso como esse a adesão da turma da lacrolândia é pífia. De políticos, então, é esperar muito!

  5. José Marcos disse:

    Verdade será que o governo do estado não pode fazer nada por essa criança? Agora e a hora de retribuir o voto recebido pela população. E os deputados também tevem mostrar trabalho também e ajudar na cirurgia dessa criança

    • JOSÉ CLAUDIO PEREIRA disse:

      O estado tem de garntir todos os custos dessa complexa cirugia, pois se não o fizer, recorreremos ao judiciário onde ocs deuses das Togas que em determinadas circunstância chegam a receber altíssimos salários incluido seus peduricálhos farão uma peça de públicidade diante do sensível fato e darão urgente liminar em prol do caso. Com o poder do senhor essa crianaça terá êxito nesse ploblema tão complexo para alegria de todos nós cidadãos de boa fé.

  6. Antonio disse:

    Será que o governo do estado ou mesmo a prefeitura não poderiam autorizar a cirurgia dessa criança? Professora Fátima Bezerra e/ou Dr. Álvaro Dias, tomem uma providência urgente. Senhores Deputados, Vereadores, Ministério Público, abracem essa causa. Não deixe essa criança sem essa cirurgia. O caso é uregente. Pensem no sofrimento de Pierto e dos seus pais. Consigam essa cirurgia, mesmo pelo SUS, mas em caráter de emergência.

Bolsonaro e o filho, Eduardo, não estão entre alvos de inquérito aberto pelo STF para apurar a organização de atos contra a democracia

Foto: Paladinum2/Wikimedia Commons

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou ontem abertura de inquérito para apurar a organização de atos contra a democracia no país. Ele atendeu a um pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras. As manifestações ocorreram no último domingo em várias cidades. Entre as palavras de ordem, estava o fechamento do Congresso Nacional e do STF, além da intervenção militar e instituição do AI-5, a norma de 1968 que endureceu a ditadura militar no Brasil.

O presidente Jair Bolsonaro participou do protesto em Brasília e fez discurso contra a “velha política”, em frente ao Quartel-General do Exército. O inquérito no STF está sob sigilo e foca na organização dos atos, e não em quem participou deles. Portanto, Bolsonaro não está entre os alvos da apuração. O EXTRA apurou que o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, também não é investigado.

O próximo passo do inquérito será Moraes determinar diligências — que podem ser o depoimento de testemunhas, ou a quebra de sigilos bancários e telefônicos de suspeitos.

Ontem, o ministro Gilmar Mendes defendeu que a Polícia Federal peça a quebra de sigilos telefônico e bancário de pessoas que tenham participado da promoção de manifestações com a defesa de medidas contrárias à democracia.

No pedido de abertura de inquérito, Aras não aponta suspeitos. Quer apenas que seja apurada a organização dos atos. Ele menciona, no entanto, o possível envolvimento de deputados federais. Por isso o caso está no STF — que, pela Constituição Federal, é o foro indicado para investigar e julgar os parlamentares. A PGR também quer saber quem mais participou da organização dos atos, e se houve o financiamento de empresários.

Em sua decisão, o ministro salientou que o fato é “gravíssimo”, pois atenta contra o Estado Democrático de Direito e suas instituições. Moraes ressaltou que a Constituição Federal não permite o financiamento e a propagação de ideias contrárias à ordem constitucional e ao Estado Democrático, nem a realização de manifestações visando ao rompimento do Estado de Direito.

Moraes escreveu que é imprescindível a verificação da existência de organizações e esquemas de financiamento de manifestações contra a democracia e a divulgação em massa de mensagens atentatórias ao regime republicano, bem como as suas formas de gerenciamento, liderança, organização e propagação que visam lesar ou expor a perigo de lesão os direitos fundamentais e a independência dos Poderes instituídos.

Extra – O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Braulio Pinto disse:

    A investigação e eventual punição deveria envolver quem cometeu e também os mandantes. Está claro que essas manifestações são orquestradas a partir do palácio do planalto. E o que é pior, com a anuência velada das forças armadas. Os militares serão investigados pelo STF?

  2. Rômulo © disse:

    Que os organizadores sejam punidos com todos os rigores da Lei!

    • Lobinha disse:

      Prende quem se organiza contra o povo ou quem se organiza contra a orcrim da alta patente da administração pública?

  3. Medeiros Costa disse:

    Sério? Não vão atribuir a eles o que o povo, pacifica e ordeiramente clamam nas manifestações e carreatas? Não vão colocar na conta de Bolsonaro o que a câmara e o senado não fazem pelo povo?
    Não é possível isso.
    Ainda não conseguiram atribuir a Bolsonado toda corrupção existente nos governos anteriores, mas vão tentar, afinal tudo de ruim que acontece é culpa dele, mesmo sem provas, por mais forjadas que sejam. É só olhar o caso Marielle onde tentaram a todo custo culpar quem não tem absolutamente nada haver com o crime.

  4. Francisco disse:

    Quer dizer que soltar CORRUPTOS bandidos, arquitetar contra poderes do presidente eleito, receber propina, auto conceder aumento salarial e manter estruturas de cargos comissionados e mordomias ilimitadas com país em crise financeiro é patriótico? já protestar contra essas aberrações é atentado contra a pátria? O que é canalhas salafrários pra esses patifes?

    • Sérgio disse:

      E o Queiroz????????

    • Curiosa disse:

      Mudou em que ate agora? Permanece tudo do mesmo jeitinnho só que com um agravante, estão querendo dar um golpe e voltar os tempos de ditadura. A população tem que parar de passar pano pra politico e ser fiscalizador.

Covid-19: Justiça manda que filho saia de casa por não observar isolamento e colocar idoso em risco no interior do RN

Foto: Ilustrativa

O juiz Osvaldo Cândido de Lima Júnior, em processo da Vara Única da comarca de Luiz Gomes, atendeu ao pedido de um idoso de 92 anos de idade e concedeu liminar para que o filho fosse afastado do lar, por ele não observar as medidas de prevenção exigidas com a atual pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

O autor afirma que o Ministério da Saúde adotou medidas de isolamento domiciliar, como forma de evitar a disseminação do vírus, e que essa medida foi seguida pelo Município de José da Penha, domicílio do requerente. Acrescentou que apesar disso, seu filho se nega a obedecer ao distanciamento social determinado, permanecendo a realizar suas atividades habituais, impondo risco de contaminação ao pai.

Veja decisão AQUI no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ana Medeiros Lucas disse:

    Como conseguir essa autorização

Bolsonaro critica MP do Rio, juiz que quebrou sigilos e compara Flávio a Neymar

Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo

O presidente Jair Bolsonaro comparou, na manhã desta sexta-feira, o filho Flávio ao jogador de futebol Neymar, dizendo que ele ganha dinheiro porque consegue atrair muitos clientes, assim como Neymar, que teria um salário alto porque é o jogador “mais importante”. Bolsonaro criticou ainda o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) e o juiz Flávio Itabaiana, do Tribunal de Justiça do Rio, por causa da operação de busca e apreensão em endereços ligados ao senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) e a ex-assessores seus na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), realizada na quarta-feira. Bolsonaro acusou o MP de proteger o governador do Rio, Wilson Witzel, e afirmou que “pelo que parece” uma filha de Itabaiana é funcionária fantasma no governo do estado.

— Acusaram ele de estar ganhando mais na casa de chocolate. O que acontece, quem leva mais cliente para lá, ele leva um montão de gente importante, ganha mais. É mesma coisa chegar para o, deixa eu ver, o Neymar e (perguntar) “por que está ganhando mais do que outros jogadores?”. Porque ele é o mais importante. Não é comunismo

Bolsonaro afirmou que “pelo que parece” Natalia Menescal Braga Itabaiana Nicolau, filha do juiz responsável pela quebra de sigilos dos ex-assessores de Flávio, é “fantasma”.

— Você já viu o MP do Estado do Rio de Janeiro investigar qualquer pessoa, qualquer corrupção, qualquer gente pública do Estado? E olha que o estado mais corrupto do Brasil é o Rio de Janeiro. Vocês já viram? Vocês já perguntaram pro governador Witzel porque a filha do juiz Itabaiana está empregada com ele? Já perguntaram? Pelo que parece, não vou atestar aqui, é fantasma. Já foram em cima do MP (para) ver se vai investigar o Witzel? — disse Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada.

Bolsonaro criticou a decisão de abril em que Itabaiana quebrou o sigilo de 86 pessoas e nove empresas ligadas ao antigo gabinete de Flávio na Alerj, disse que foram cumpridos mandados de busca e apreensão em casas de pessoas que “não tinham nada a ver” e rebateu as acusações de que o seu filho teria lavado dinheiro em uma loja de chocolate.

— Vocês perguntaram para o juiz Itabaiana como é que ele quebra 93 sigilos em cinco linhas? Fizeram busca e apreensão em casas de pessoas que não tinham nada a ver com isso. Arrombaram a loja de chocolate do meu filho. Se tivesse, se tivesse, se tivesse algo errado, não teria sumido? As franquias são controladas. Não é o cara que abre uma franquia e a matriz abandona. Ninguém lava dinheiro em franquia.

Em nota, o governo do Estado do Rio informou que Natalia Nicolau trabalha atualmente na Casa Civil do Estado como Secretária II, sendo responsável pelo fichamento de processos, elaborações de ofícios, atendimento, organização da agenda e arquivos, entre outros serviços.

Sua nomeação ocorreu no dia 1ª de abril, sendo publicada com erro no dia 15 de abril. A ratificação foi divulgada no dia 12 de agosto. O governo afirma que ela não ocupou nenhum outro cargo na estrutura do governo.

Natália é pós-graduada em processo Civil e Direito Civil e trabalhou em escritórios de advocacia. Atualmente, seu salário no governo do Rio é de R$5.478.

Em nota, o governo do Rio ressalta que “a nomeação da advogada ocorreu 15 dias antes da distribuição eletrônica do processo de Flávio Bolsonaro ao Juízo de Direito da 27° Vara Criminal, onde atua o pai da servidora”.

Sobre a insinuação do senador, o governo do Rio declarou que “o governador Wilson Witzel respeita as instituições, não interfere no trabalho de investigação policial, nem sobre o Ministério Público”.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Matematica disse:

    Mito falando q filha do juiz é funcionaria fantasma. Alguém quer açaí?

  2. Observador disse:

    Flavinho não é Neymar. É um Pelé. Entende?

  3. Luiz Antônio disse:

    Agora o presidente explicou, o filho só vendia chocolate para pessoas importantes, ou seja, as que têm dinheiro. Se um PM comprou mais de 16.000 reais de chocolate, imagina uma “pessoa importante “?
    Vamos fazer arminha pra defender o homi.

  4. Marcelo disse:

    Esse nosso presidente Jair Bolsonaro é muito criativo, juntando Flávio e Neymar eu sinceramente não sei dizer qual é o mais REIERA pense em dois fuleira.

  5. Marcelo disse:

    Sr. Presidente, mesmo sendo eleitor seu, o senhor me decepciona quando o vejo despreparado para responder certas perguntas, não se defende mostrando sua estratégia, o senhor como militar deveria saber disso.
    Siga com seu governo mostre que o senhor é leal com a Constituição Federal jurada em sua posse e deixe que cada um responda pelas suas atitudes ilícitas, arbitrárias e esdrúxula, não comprometa seu governo, nem decepcione os que ainda estão ao seu lado.

    • Manoel disse:

      Concordo com cada palavra meu amigo vc tem toda razão, mais não vamos esquecer que não e o primeiro ataque do MPRJ que o primeiro foi o porteiro para incriminar o presidente não conseguiu agora foi para o filho, na verdade a justiça do RJ está sem confiança.

FOTOS: Pai registra filho em cartório como ‘Gabriel Arrascaeta’ após título do Flamengo na Libertadores

Fotos: Arquivo pessoal

Muitos atletas ganharam status de ídolo após o Flamengo faturar a Copa Libertadores e o Campeonato Brasileiro. Em especial, Gabigol e Arrascaeta. Mas o rubro-negro Alex Bastos, de 34 anos, foi além e, tomado pela felicidade causada pelos títulos, registrou a certidão de nascimento do filho levando os nomes da dupla rubro-negra. E não foi brincadeira de torcedor.

Vitor Gabriel Arrascaeta Sant’ana Bastos. Nascido em 22 de novembro de 2019, em Mesquita, no Rio. O nome é uma homenagem ao irmão de Alex, enquanto os sobrenomes fazem referência ao atacante e ao meio-campista do Flamengo. Para registrá-lo, precisou da aprovação da esposa Maralina Sant’ana, 34, vascaína fanática igual a sua família.

— Eu ia registrar sem falar com ela, mas pensei “poxa, não posso fazer isso”. Ela é vascaína, a família toda dela também, mas no final não acharam ruim. Ela só está falando para vizinhos e professores para não chamarem a criança de Arrascaeta — brinca o advogado rubro-negro.

Alex viajou para Lima, no Peru, para acompanhar a final da Libertadores mesmo sabendo que a data coincidiria com o nascimento do seu filho, no Rio. Anteriormente, a criança se chamaria Vitor Hugo, mas a conquista heróica do bicampeonato o fez repensar. Era o momento de homenagear os seus ídolos.

— Fui para Lima com a minha mulher grávida, sabendo que ele ia nascer no período que eu estava lá. Deixei tudo certo para não dar ideia de irresponsabilidade. Estava tudo alinhado, tudo certinho. O nome seria Vitor Hugo, já tinha até enxoval com tudo bordado. Mas veio o jogo… Tinha que botar Gabriel e Arrascaeta — revela Alex, que pediu para que a esposa não registrasse a criança enquanto ele não voltasse para o Brasil.

— Não podia botar Gabigol porque ia ficar vexatório. Não é nome, é apelido — completa.

O rubro-negro quase foi barrado no cartório de Mesquita quando tentou registrar a certidão. Por lei, o tabelião não pode deixar que crianças tenham nomes vexatórios ou extensos demais, o que fez uma funcionária do local chamar um superior para analisar o pedido. No fim, tudo deu certo.

— O cartório pede para preencher o formulário. Só faltava o nome. Quando a funcionária pegou e viu o nome, levantou e foi chamar o tabelião. Ele conversou comigo e deixou que a homenagem valesse.

Gabriel Arrascaeta tem poucos dias de vida, mas já é um sucesso nas redes sociais. A segunda filha do casal, Mikaela Bastos, 16, publicou uma foto da certidão de nascimento que conta com mais de 21 mil curtidas. Até mesmo o goleiro do sub-20 do Flamengo, Hugo Souza, apareceu para parabenizar. Hoje, Alex brinca e não se arrepende do que fez.

— Se o Zico morrer, ele estará na história do Flamengo. Gabigol, se ele voltar pra Inter de Milão, continua na história. Não me importo se ele e o Arrascaeta vão sair. Eles estão na história do Flamengo.

Extra – O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro disse:

    Não gosto de invenções, principalmente em algo que levaremos para o resto das nossas vidas, mais me parece, de todos vcs que tripudiaram do nome, um pouco de preconceito e uma rivalidade (futebolística) fora dos padrões. Afinal, como disse anteriormente, o nome não tem nada de esdrúxulo.

  2. Alaca disse:

    Gabriel aceitável, "As carreta" ai foi de lascar.

  3. Uda disse:

    É um imbecil. Não tem idéia do estrago que criará na cabeça do garoto.

  4. Pedro disse:

    Olha como vc se identifica "Jorge Jesus", parabéns ! um bom nome, qual a razão de não ser Vitor Gabriel Arrasceata também um bom nome ? Aí não tem nada de feio ou desabonador.

  5. Olimpio disse:

    Idiota

  6. Jorge Jesus disse:

    Deveria ser proibido esse tipo de absurdo.

Justiça absolve, por legítima defesa, sargento da PM acusado de matar filho de Benes Leocádio durante tiroteio com assaltantes em Natal

Foto: Reprodução/Facebook

A Justiça absolveu nesta terça-feira (12) o sargento da Polícia Militar acusado de ter atirado e matado o estudante Luiz Benes Leocádio de Araújo Júnior, de 16 anos, em agosto do ano passado.

O policial militar foi denunciado pelo Ministério Público por homicídio simples consumado, praticado com dolo eventual. O juiz José Armando Ponte Dias Junior, no entanto, interpretou que o sargento agiu em legítima defesa durante a troca de tiros e o absolveu sumariamente.

Benes Júnior era filho do agora deputado federal Benes Leocádio e morreu durante uma troca de tiros entre a PM e assaltantes na Zona Norte de Natal.

“Estou convencido pela prova dos autos de que o réu, ao efetuar os disparos de arma de fogo, agiu de boa fé, buscando salvaguardar a sua vida e a sua integridade física”, argumentou o magistrado na sentença.

O juiz disse ainda em sua decisão que o policial acreditava que Benes Júnior estivesse na mala do carro na hora do tiroteio, porque era essa a informação que havia recebido da central.

“Confiando, como não poderia ser diferente, na informação comprovadamente repassada pelo COPOM/CIOSP de que o refém estaria no porta-malas, e não nos bancos do veículo roubado, e sendo recebido a tiros por dois adolescentes armados e perigosos, agiu o acusado para se defender de agressão atual e injusta à sua pessoa”, afirmou.

Com acréscimo de informações do G1-RN

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Allan Laranjeiras disse:

    Digam e falem o q bem entender, mas dá justiça "divina" ninguém, nem mesmo as maiores patentes sem nomes escapam.

  2. Andinho disse:

    A justiça foi feita, este bravo Policial ao desempenhar seu ofício e na tentativa de salvar o refém teve a infelicidade de durante a adrenalina do momento, ter um de seus disparos atingido mortalmente a jovem vítima. A justiça soube separar o joio do trigo e captou a real intenção deste trabalhador que colocou a sua vida em risco para salvar o jovem, mais que tragicamente foi atingido na troca de tiros. Infelizmente a vida do jovem não pode ser resgatada, como também a vida do Policial já mais será a mesma. Parabéns ao Juíz pela lucidez da setença.

  3. Pedro disse:

    Desse dessas Laranjeiras Sr. Alan, vc erra propositadamente ou por ser imbecil mesmo? Tu acha que um policial em perseguição a um carro roubado, vítima de agressão por parte dos marginais, deveria mandar flores, lamentamos pela morte dos dois jovens, um por ter entrado no crime o outro por ter sido envolvido de forma trágica. Que Deus tenha piedade dos envolvidos.

  4. Isoares disse:

    Considero isso um infortúnio, fatalidade, só tenho a lamentar.

  5. Rafael disse:

    Nao Sr Alan ..Na maioria das vezes os nomes dos policiais são rasgados sim na mídia .
    Temos esse caso como uma infelicidade ,uma tragédia que infelizmente vitimou o jovem rapaz…Mas te garanto que o sgt e os soldados em questão foram para salvar quem tivesse para ser salvo ,como assim fizeram por muitas vezes .
    Não se trata de impunidade nesse caso ,pois os culpados não são os policiais que agiram em legítima defesa ..Os culpados são os ladrões que o sequestraram e o desfecho foi trágico como todos conhecem …desejo que vc nunca passe nem de longe por uma situação dessas …Mas nunca esqueça que a polícia passa todos os dias .

  6. Allan Laranjeiras disse:

    Que coisa, justiça nesse caso agora somente a "divina"…uma outra coisa que sempre me chama atenção, todos os casos em que tem um PM envolvido, todos na mesma hora perdem o nome de batismo e passam a ser chamado de o "soldado da PM" "o sargento da PM" e por ai vai, né verdade?

Filho de ex-ministro Lobão é preso na 65ª fase da Lava Jato

Márcio Lobão é filho do ex-ministro e ex-senador Edison Lobão — Foto: Reprodução/TV Globo

Márcio Lobão, filho do ex-senador e ex-ministro Edison Lobão, foi preso na manhã desta terça-feira (10) na 65ª fase da Lava Jato, de acordo com o Ministério Público Federal (MPF). A prisão é preventiva, ou seja, por tempo indeterminado e foi efetuada no Rio de Janeiro (RJ).

A nova etapa da operação investiga crimes de corrupção e lavagem de dinheiro proveniente de pagamento de vantagens indevidas relacionadas à Transpetro, que é subsidiária da Petrobras, e à Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará.

Segundo o MPF, Márcio Lobão e Edison Lobão solicitaram e receberam propinas dos Grupos Estre e Odebrecht em R$ 50 milhões entre 2008 e 2014.

O mandado de prisão foi expedido contra Márcio Lobão porque, conforme o MPF, há indícios de que ele permanecia praticando o crime de lavagem de dinheiro em 2019.

Ao G1, a defesa de Márcio Lobão disse que ainda não obteve acesso aos autos – “de modo que resta prejudicado qualquer posicionamento neste momento”.

Esta fase tem como objetivo, conforme o MPF, aprofundar as investigações sobre as operações de lavagem de dinheiro realizadas pelo filho do ex-ministro.

O MPF informou que há registros de lavagem de dinheiro em compras e vendas de obras de arte, vendas de imóveis, simulações de empréstimos familiares e movimentação em contas offshore.

Edison Lobão e o filho Márcio Lobão já são réus na Lava Jato por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A denúncia aceita pela Justiça trata de crimes cometidos, segundo o MPF, entre 2011 e 2014, no valor de R$ 2,8 milhões, por intermédio da Odebrecht.

Operação Galeria

Esta nova fase da Lava Jato foi batizada de Operação Galeria. Além do mandado de prisão, há 11 de busca e apreensão. As ordens judiciais são cumpridas em São Paulo (SP), no Rio de Janeiro e em Brasília (DF).

Entre os alvos de busca e apreensão, estão endereços de galeria de arte e de agentes financeiros que, de acordo com o MPF, administravam contas de Márcio Lobão no exterior.

O nome desta etapa, inclusive, remete às transações com obras de arte foram utilizadas para dar aparência lícita aos valores provenientes de vantagens indevidas, segundo a Polícia Federal (PF).

Conforme o MPF, além dos crimes de corrupção ligados à participação da Odebrecht no contrato de construção da Usina de Belo Monte, são investigados benefícios em mais de 40 contratos de quase R$ 1 bilhão.

Esses contratos, ainda de acordo com o MPF, foram firmados pelas empresas Estre Ambiental, Pollydutos Montagem e Construção, Consórcio NM Dutos e Estaleiro Rio Tietê.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tertu disse:

    Dá uma revolta fazer isso com um mininu tão bom, o pai junto com luladrão não ajudaram a roubar um trilhão de reais não, melhor, não roubaram e até devolveram 30 bilhões, injustamente. Ômi eles dicero que era o Moro e o Delagnol toda hora caningando atrás do dinheiro. Mas, como eles são tão honesto, devolveram, mesmo sem ter roubado. Pra você ter uma ideia da honestidade deles dois. Armaria, esse Moro e esse delagnol são o demônio em pessoa. Nam!

  2. Ivan disse:

    Mais um pilantra preso!!! Õh glória!!! Bora lava-jatooooo!!!! Os adoradores de corruptos piram!!!

  3. Lourdes Siqueira disse:

    Como assim?
    O Gilmar ainda não soltou?
    Aposto no máximo antes do sol de pôr.

  4. Capitão disse:

    Olhai Gilmar Mendes, tem mas grana aí, não vamos perder em….

Assessor nomeado na Câmara Municipal de Natal, filho do dono do Senzala, solta nota de esclarecimento

Nota de Esclarecimento

Em virtude da repercussão de minha nomeação na Câmara Municipal de Natal, venho esclarecer o seguinte:

Meu nome é Amy Trajano de Carvalho Oliveira Júnior, filho de Amy Trajano de Carvalho Oliveira, empresário e proprietário do Senzala, conhecido por muitos na cidade.

Devo esclarecer que sou casado, pai de duas filhas e tenho me dedicado a manter minha família com dignidade.

Sempre tive minha vida profissional independente da do meu pai, passei grande parte da minha vida, inclusive, fora do Estado. E hoje, trabalho no segmento de assistência técnica de celulares, de onde tiro o meu sustento e o da minha família.

O Presidente Paulinho Freire, por sua vez, me deu a oportunidade de trabalhar na Câmara e poder melhorar a vida de minha família, o que agradeço publicamente, tendo procedido com a minha nomeação.

Só não imaginávamos que a maledicência humana iria deturpar tudo, realizar montagens e chacotas, fazendo a opinião pública acreditar que quem estaria sendo nomeado era o meu pai. Respeito meu pai, o amo imensamente, e tenho muito orgulho, pois criou e a mim e os meus outros cinco irmãos sozinho e com muito amor. No entanto, eu também tenho o direito de fazer outras escolhas, como fiz, e seguir minha vida pelos caminhos que a razão e meu coração me guiarem, construindo a minha história e minha imagem independente da dele ou de qualquer outro parente.

É injusto qualquer tipo de julgamento sem base, mas, mais injusto ainda é quando se acusa alguém somente pelo seu nome, sem avaliar seu caráter.

Amy Trajano de Carvalho Oliveira Junior

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fábio disse:

    "Chato" é aceitarmos passivamente esses cargos comissionados.

  2. Antonio Turci disse:

    Ridículo o que está sendo feito contra este cidadão. Amy é uma pessoa decente.

  3. Morgana disse:

    Que chato julgar sem saber da capacidade do rapaz, o pai por ser dono de qualquer que seja o segmento tb é gente

  4. Flavio Eduardo de Azevedo disse:

    E muita humilhação. Lamentável.

  5. Pedro disse:

    Esse que comenta ai deve ser aqueles esquerdistas da extrema, revoltados, que nunca conseguiu nada e fica soltando textos de revolta . O político nomeia quem ele quiser, que ele acha capaz e que seja de sua confiança. Faça um concurso , se quer um lugar assim e deixe de alfinetar.
    Minina se tiver achando ruim , dê uma rabissaca e saia chorando, gritando "oóó´vida injusta…"

  6. djalma disse:

    Excelente a nota. Pensar diferentemente é ser medieval, onde a pena passava de pai para filho. Mundo hipócrita que nos vivemos.

    • Aristeu disse:

      Realmente não vejo mal nenhum em ser dono de Casa de Drinks mas ele deveria esclarecer que o comercio está registrado no nome dele e não do pai. Ele empresta apenas o nome? tudo bem, mas deixe claro.

  7. Marcos disse:

    Manda ele fazer concurso público,,aí ele não precisa se preocupar com nada

  8. Empresário Sofredor disse:

    Comentário perfeito Arthur!

  9. Armando disse:

    Ser filho ou sócio de casa de drinks, de fato, não é desmérito. Mas que critérios técnicos qualificam o cidadão (que conserta celular) a ser ASSESSOR LEGISLATIVO?

    • Arthur disse:

      Natal é realmente uma província e a maioria do povo é daqueles que gastam 200 reais para o outro não ganhar 2 reais. E ainda temos que aguentar um comentário desse, como se um técnico em manutenção de celular não fosse capaz de ser Assessor Legislativo, esquecem que um analfabeto foi presidente da república.

Najila Trindade vai à Justiça, dessa vez, contra ex-marido por pensão para o filho

Foto: Reprodução/Record TV

A modelo Najila Trindade Mendes, de 26 anos, que acusou o jogador Neymar de tê-la estuprado durante encontro em hotel de Paris, em maio deste ano, irá cobrar na Justiça um salário mínimo de pensão alimentícia para o filho do ex-marido, Estivens Alves. As informações são da Record TV.

O casal tem um menino de seis anos e, segundo a modelo, o pai não deposita pagamentos há cerca de dois anos. Estivens Alves nega a acusação e diz que efetua depósitos regularmente.

Arquivamento

Após ter a denúncia de estupro arquivada pela Polícia Civil, Najila se mudou com a criança para Ilhéus (BA) — posteriormente, o entendimento foi seguido pelo Ministério Público, que também pediu o arquivamento do caso.

Najila Trindade também protocolou na Justiça um pedido para desarquivar o inquérito de estupro contra Neymar. A defesa da modelo alega que a polícia civil não esgotou todas as possibilidades de investigação.

R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Emílio disse:

    Se ela vier pra Natal tem trabalho pra ela, mas essas modelos só querem trabalho leve

  2. Ivan disse:

    Moça recatada…Mãe e esposa exemplar!!! Possui muita credibilidade..kkkk

  3. ALEX DE MESQUITA disse:

    ESTA AI QUER DINHEIRO A TODO CUSTO!!!

Levantamento informa que 93% dos brasileiros são contra saidinha para presos que mataram mãe, pai ou filho

Mais de 90% dos brasileiros são contrários à saidinha de presos nos dias das Mães e Pais para quem foi condenado por matar os pais ou filhos. É isso que demonstra um levantamento do Instituto Paraná Pesquisas.

No último Dia dos Pais, o assunto, controverso voltou a ser discutido. O Padre Fábio de Melo, ativo nas redes sociais, resolveu deixar as redes por críticas à sua sugestão de que presos deveriam deixar a cadeia no dia de Finados e não nos dias dos Pais e das Mães.

De acordo com a pesquisa, 93,8% dos brasileiros são contrários à saidinha de presos nos dias das Mães e Pais para quem foi condenado por matar os pais ou filhos, 4,1% que são favoráveis e 2,2% que não souberam ou não quiseram opinar.

Por região, o Sul concentra o maior percentual de contrários à saidinha, com 95,9%. Por idade, os entrevistados com mais de 60 anos são os que mais se mostram favoráveis às saídas em datas comemorativas, com 5,2%.

Para a pesquisa, foram entrevistados 2.018 brasileiros maiores de 16 anos em 160 municípios nas 27 unidades da federação. O trabalho de levantamento de dados foi feito através de entrevistas telefônicas entre os dias 20 e 25 de agosto. O grau de confiança é de 95% para uma margem estimada de erro de aproximadamente dois pontos percentuais.

R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Olimpio disse:

    Sair pra que, se eles mesmo mataram. Não tem o que comemorar.

  2. ITAECIO MELO disse:

    MAIS O STF E A FAVOR DE BANDIDO E LIBERA

Câmara Municipal de Natal retira veto e servidores com filho com deficiência terão jornada reduzida

Os vereadores de Natal derrubaram um veto do Executivo ao Projeto de Lei n° 64/19 de autoria da vereadora Nina Souza (PDT) na sessão ordinária desta quarta-feira (21), que altera o artigo 158 da Lei Municipal 1.517/65 sobre o regime jurídico dos funcionários públicos municipais. O impedimento foi rejeitado por todos os parlamentares presentes no plenário. Com isso, os servidores que tenham filho, cônjuge ou dependente com deficiência terão horário especial, independente de compensação, sem prejuízo do respectivo cargo ou redução salarial.

“Somente aqueles que têm aos seus cuidados uma pessoa com deficiência, entre os graus e tipos variados, sabem o que é ter uma vida de dedicação exclusiva. Em muitos casos, eles se anulam para vivenciar e se dedicar à vida daquele ser humano que está sob seus cuidados. É nessa perspectiva que a redução da carga horária é justificada. Trata-se da garantia do tratamento igualitário para as pessoas com deficiência”, defendeu a vereadora Nina Souza.

“A matéria estabelece que os trabalhadores que possuem, por exemplo, filhos com deficiência atestada por um médico especialista tenham a jornada de trabalho reduzida sem qualquer ônus financeiro. O governo alegou que no projeto não consta a lista de doenças, todavia, cabe à prefeitura elencar esses pontos na regulamentação. Felizmente, os vereadores compreenderam a relevância da proposta para a sociedade e optaram pela retirada do veto”, completou.

Durante o debate, chegou-se a cogitar o adiamento da apreciação do veto. Conforme o líder da bancada governista, vereador Kleber Fernandes (PDT), a intenção era salvar e garantir a aplicabilidade do projeto. “O mérito é importante, haja vista que os servidores terão uma redução de 50% na carga horária para poderem se dedicar ao familiar com deficiência. Porém, identificamos um erro formal do ponto de vista jurídico que é a ausência do rol de deficiências e seus respectivos graus de gravidade, deixando o texto abrangente e abstrato, o que pode gerar problemas nos serviços públicos com muitos funcionários requerendo a redução da jornada. No entanto, há um compromisso da prefeitura de encaminhar um novo projeto especificando esses detalhes para contemplar as famílias que realmente precisam do benefício”.

Liliane Monteiro, representante do MOVIPAutismo, que reúne familiares e amigos de pessoas com deficiência, comemorou a derrubada do veto. “Conquistamos hoje uma imensa vitória na luta pela igualdade em nossa cidade”. Danielle Lima, mão de criança autista, declarou: “A Câmara Municipal fez justiça com a aprovação desse projeto que chega para promover inclusão social”.

Mais transparência administrativa

Na sequência,os parlamentares também rejeitaram o veto integral ao Projeto de Lei nº 166/2011 de autoria do vereador Raniere Barbosa (Avante), que “Regulamenta o parágrafo 4º do artigo 9º da Lei de Responsabilidade Fiscal, delimitando as datas e dando ampla divulgação das audiências públicas, obrigando o Executivo Municipal a realizá-las com participação da sociedade civil organizada.

“É fundamental ressaltar que a finalidade desta lei é a transparência administrativa e o planejamento de gestão, sobretudo, no que concerne o caráter da participação social, que deve ser preceituada de normas legais e abrangentes que visem preconizar o controle popular. Aproveito para agradecer aos meus colegas por derrubarem o impedimento a essa matéria”, pontuou o vereador Raniere Barbosa.

Projetos aprovados

Por fim, o plenário da Casa deu parecer favorável, em segunda discussão, a dois projetos de lei: um de autoria do vereador Raniere Barbosa, que proíbe a limitação de dados para banda larga fixa na capital potiguar, e outro apresentado pelo vereador Ney Lopes Júnior (PSD) que institui o Dia Municipal da Paz e da Conciliação.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lourdes Siqueira disse:

    Tem toda razão, Sr. Galdino.
    Não atentei a isso.

  2. Lourdes Siqueira disse:

    Agora os empregadores irão pedir como currículo se a pessoa tem dependente especial ….se tiver, adeus emprego……
    Nada que "político" faz traz vantagem para o ser humano.
    Quantas mulheres são demitidas depois que tem filhos!!!!!

    Por que não votaram uma lei para garantir um cargo público para essas pessoas. Garantia de estabilidade. Quantos grã-finos ganham sem nem saber onde fica o local do suposto trabalho.
    Ainda se gabam da besteira…

    • Galdino disse:

      Se obtivesse lido com mais atenção perceberia que a lei contempla SERVIDORES DO MUNICIPIO.

FOTO: Filho de Osama Bin Laden está morto, afirmam EUA

FOTO: CIA via EFE

Oficiais da Inteligência norte-americana afirmaram nesta quarta-feira (31) possuir informações de que o filho e potencial sucessor do ex-líder da Al Qaeda, Osama bin Laden, Hamza Bin Laden, está morto.

As autoridades, contudo, não revelaram se os EUA tiveram algum envolvimento com a morte de Hamza.

A última vez que ele apareceu foi em um vídeo divulgado pela Al Qaeda em novembro de 2018. Na ocasião, ele fez ameaças contra a Arábia Saudita e a monarquia do país.

Estima-se que Hamza Bin Laden tivesse 30 anos. Ele era casado com a filha de Abu Muhammad al Masri, um dos líderes da Al Qaeda e estaria se preparando para assumir o controle da organização terrorista.

O FBI tinha uma oferta de recompensa de até US$ 1 milhão por informações que levassem ao paradeiro de Hamza.

R7

VÍDEO: Suspeito de desviar dinheiro de tratamento do filho pretendia abrir casa de prostituição, diz Polícia Civil

Suspeito de usar dinheiro de doação é apresentado pela Polícia Civil — Foto: Magno Dantas/TV Globo. REPORTAGEM NA ÍNTEGRA COM VÍDEO AQUI

Mateus Henrique Leroy Alves, de 37 anos, suspeito de usar cerca de R$ 600 mil arrecadados em campanha para tratamento do filho doente, também pode estar envolvido em esquema de gerenciamento de garotas de programa. De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais, ele é investigado por usar parte do dinheiro doado para o filho, que tem atrofia muscular espinhal (AME), com passeios, perfumes caros, relógios e roupas de marca. A investigação aponta que a quantia desviada financiou, ainda, farras, bebidas e drogas.

A campanha para recolher dinheiro para o filho de Mateus, João Miguel, de 1 ano e 7 meses, comoveu os moradores de Conselheiro Lafaiete (MG), onde a família mora. Em quase um ano, foi arrecadado mais de R$ 1 milhão. O dinheiro, que seria usado para comprar um medicamento caro – cada dose custa cerca de R$ 360 mil –, era esbanjado pelo pai.

Com autorização da Justiça, a Polícia Civil gravou conversas por telefone entre Mateus e uma mulher. O diálogo foi mostrado neste domingo (28) no Fantástico:

Mulher: “e cê confia, Mateus?”
Mateus: “de olho fechado.”
Mulher: “tá bom, então.”
Mateus: “são meninas que já trabalhou na minha casa lá de [Conselheiro] Lafaiete, de Belo Horizonte.”

Os planos de Mateus, no entanto, não deram certo. Na semana passada, ele acabou preso no quarto onde estava hospedado em Salvador e levado para Minas Gerais. Ele foi denunciado pela mulher, Karine Rodrigues, que considerou suspeita sua atitude e até pediu bloqueio judicial das contas junto à Vara da Infância e Juventude. Com Mateus, a polícia encontrou perfumes caros, relógios e roupas de marca, algumas delas ainda com a etiqueta.

“Ele fala que gastou cerca de R$ 600 mil, ele efetivamente gastou, sendo que R$ 300 mil foram gastos com farra com mulheres, com bebidas e com drogas. No momento da prisão, inclusive, ele estava com porções de maconha. E [com] o restante do dinheiro, ele alega que estava sendo extorquido”, disse o delegado Daniel Gomes.

R$ 7 mil gastos em motel de BH

A vida de ostentação do suspeito começou em Minas Gerais. Os investigadores descobriram que, durante nove dias de maio, ele gastou mais de R$ 7 mil para se hospedar em um motel em BH. Ele ficou na suíte mais luxuosa, onde há adega com vinho importado, frigobar, espaço gourmet, jukebox e TV a cabo. O quarto tem até barra de pole dance, banheira de hidromassagem e luz especial.

O que diz a defesa

A defesa diz que Mateus estava sendo vítima de extorsão. “A história que ele me contou parece que é a mesma que ele já contou para o delegado, que ele foi, na verdade, extorquido, né? [Isso aconteceu] quando ele foi para Belo Horizonte fazer um curso de segurança. Um curso interessante, porque parece que foi a própria irmã que pagou. Ele foi fazer o curso e conheceu uma pessoa que o levou até uma boca de fumo. Nessa boca, ele comprou droga (…) e pensou em fazer uma sociedade com um traficante. Esse traficante, então, talvez não sei se já sabia ou investigou um pouco sobre o Mateus, descobriu sobre a campanha, dos valores da campanha e, em cima disso, começou a extorquir [dinheiro] do Mateus”, disse o advogado Túlio César de Melo Silva.

Até a polícia fez campanha

Reprodução

Em Conselheiro Lafaiete, a atitude do pai que parecia ser amoroso e preocupado com o filho doente foi motivo de espanto e revolta.

“Como que ele rouba o dinheiro do próprio filho que está doente?”, questionou a vendedora ambulante Aparecida de Souza.

“Todo mundo ficou sem entender o porquê. Porque ele ajudou nas campanhas também. A gente também ajudou, tirando da gente pra poder doar, né”, questionou a dona de casa Josiane Soares.

Até a polícia fez campanha por João Miguel. “A Polícia Civil também se mobilizou, nós fizemos uma corrida pela vida aqui, em Conselheiro Lafaiete, com mais de 500 inscritos para arrecadar fundos e todos nós hoje, polícia, família, nos sentimos traídos pela conduta desse cidadão”, explicou o delegado Carlos Capistrano.

Nas redes sociais, artistas e jogadores também pediram ajuda para campanha. O goleiro Victor, do Atlético-MG, doou uma camisa para ser leiloada. “É um sentimento de qualquer um, um sentimento de revolta, de tristeza, de lamentação (…) A que ponto chega a maldade, a falta de amor no coração do ser humano… Então realmente é algo que, quando eu recebi a notícia, foi algo muito chocante, algo bastante frustrante, foi algo… triste, mas felizmente foi descoberto aí e tenho certeza que vai pagar por isso”, disse o jogador

A família deixou de fazer a campanha desde junho, quando conseguiu na Justiça o direito de receber do Sistema Único de Saúde (SUS) três doses do medicamento.

Com o dinheiro que estava na conta, a compra das outras três doses que ele precisa estavam garantidas, mas, agora, a situação é outra.

“A causa é nobre, a campanha deve continuar em prol do João Miguel e da mãe dele (…) O único que deve ser responsabilizado com essa história toda é apenas o pai que cometeu essa atitude criminosa. O menino não deve ser responsabilizado, pelo contrário, acredito que seja o momento até de ganhar força para que ele consiga o tratamento e consiga continuar sobrevivendo”, falou Daniel Gomes.

G1

Em áudio, desembargador de Minas propõe vaga fantasma a filho, esposa e sogra

O desembargador do TJ-MG Alexandre Victor de Carvalho – Cláudia Ramos/CCS/TRE-MG

Em interceptações telefônicas da Polícia Federal, o desembargador Alexandre Victor de Carvalho, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, propõe que o filho e a mulher dele atuem como funcionários públicos fantasmas, sem cumprir as cargas horárias exigidas para os cargos, e sugere até um esquema de “rachadinha” para dividir salário a ser pago pelo erário à sogra.

A transcrição dos áudios, obtida pela Folha, consta de investigação iniciada em 2015, cujo foco são supostos esquemas de corrupção e troca de favores envolvendo magistrados do segundo maior tribunal de Justiça do país.

O inquérito da PF sustenta, com base nas gravações, que o desembargador negociou com políticos e outros agentes do estado empregos para os familiares. Os diálogos são de setembro a dezembro daquele ano.

Segundo pessoa com acesso ao caso, ouvida pela reportagem em abril, a investigação tramita em sigilo no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Integrante da 5ª Câmara Criminal do TJ mineiro, o desembargador articula, nos áudios, um revezamento dos parentes em cargos públicos.

Trata da nomeação do filho, Guilherme Souza Victor de Carvalho, para um cargo comissionado na Câmara Municipal de Belo Horizonte, em substituição à mulher, Andreza Campos Victor de Carvalho, que ocupava esse mesmo posto e estava de partida para uma vaga na Assembleia Legislativa de MG. Ambos são advogados.

O objetivo do desembargador, segundo a PF, era aumentar os rendimentos familiares. Em contrapartida, ele teria aberto espaço para que políticos lhe pedissem favores na corte. Além disso, teria apoiado a então advogada Alice Birchal para integrar a lista tríplice que disputaria a nomeação para uma vaga no TJ-MG, o que também seria de interesse de políticos.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luiz Augusto Santiago Neto disse:

    Ainda bem que esse tipo de absurdo não existe aqui no nosso honroso TJ.

  2. Anchieta disse:

    Judiciário, melhor poder.

  3. José Wilson disse:

    Continuo dizendo que ainda não nasceu o homem para resolver o maior problema do Brasil. Onde procurar safadeza vai ser encontrado. Não tem quem resolva.

  4. BBjones disse:

    A principal mulher do Molusco preso nuncá trabalhou. Mas recebe uma aposentadoria de 28.000 da câmera dos Deputado. É viva a putaria.

  5. Silva disse:

    Grande novidade!! Enquanto a punição for aposentadoria remunerada tudo vai continuar. Na China a coisa seria diferente.

  6. Sérgio disse:

    Qualquer semelhança com certa familia presidencial, é mera coincidência…

  7. escritor disse:

    Sera punido exemplarmente. Aposentadoria .

    • Curioso disse:

      Palhaçada essa dos vestais terem apenas a aposentadoria como punição máxima. Se juiz ou desembargador cometeu crime, deve perder o cargo!

Mourão diz que “não há nada de anormal” ao seu filho concursado ser promovido a assessor especial no Banco do Brasil, e destaca “19 anos de excelentes serviços prestados” a estatal

Paulo Guedes e Hamilton Mourão, em Brasília, na segunda-feira. JOÉDSON ALVES EFE

Antônio Rossell Mourão é servidor de carreira da instituição, e agora ocupará uma espécie de cargo executivo. Seu pai, Hamilton Mourão, diz que não há nada de anormal na nomeação. A notícia foi destaque nesta terça-feira(08). Procurado, o vice-presidente negou qualquer interferência dele na nomeação de seu filho. E informou, por meio de sua assessoria, que “não há nada de anormal” nela porque o filho é especializado na área agrícola e é um funcionário de carreira do banco. “Ele tem 19 anos de excelentes serviços prestados ao Banco do Brasil”. Rossell Mourão é formado em administração de empresas e possui pós-graduações em agronegócios e em desenvolvimento sustentável.

Em nota, o Banco do Brasil informou que a nomeação do servidor “atende aos critérios previstos em normas internas e no estatuto” da instituição. Ainda assim, entre servidores gerou certo mal-estar porque é comum que diretores ou profissionais com mais tempo de casa se tornem assessores especiais da Presidência. É uma espécie de cargo executivo na instituição financeira. Geralmente, especialistas em comunicação, agronegócios e direito são escolhidos pela presidência do banco para essa assessoria especial.

Rubem Novaes, o novo presidente do banco, que tomou posse na última segunda-feira diante de Mourão, disse, também em nota, que confia no filho do vice-presidente. “Antônio é de minha absoluta confiança e foi escolhido para minha assessoria, e nela continuará, em função de sua competência. O que é de se estranhar é que não tenha, no passado, alcançado postos mais destacados no Banco”.

Novaes foi um dos primeiros economistas a se juntar a equipe do presidente Jair Bolsonaro, ainda durante a campanha eleitoral. Ele foi colega do ministro da Economia, Paulo Guedes, na Universidade de Chicago. Na sua cerimônia de posse, disse que pretende privatizar parte dos ativos do Banco do Brasil, menos as “joias da coroa”. Não citou, contudo, quais seriam essas joias. Desde 2003 ele é o primeiro a ocupar a presidência do BB sem nunca ter sido servidor nessa casa.

Com informações do El País

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo martins disse:

    Na batida que vai, se não cortar o mal pela raiz, Bolsonaro provavelmente terá tudo para fazer o governo mais "traz parente" da história.

  2. Otário disse:

    Não sendo filho de Lula pode sim !!! kkkkkkkkkkkkkkk

  3. Rafael disse:

    Esse Mourinho ai também faz Monografia para empreiteiras com ctrlc e ctrlv cobrando Milhões?

  4. Anderson disse:

    É melhor um Mourinha do que um LULINHA, kkkkkkkkkkkkkkk……………

    • Potiguar disse:

      É melhor um bolsomimion ou petista? São iguais, defendem os seus e atacam os adversários. A indicação do filho do general é caso de nepotismo. 600 mil na conta do Queiroz é corrupção, da mesma forma, que um servidor merece ser punido pelo desvio de um tanque de combustível, petista e bolsomimion merecem punições pelos seus atos. Sem bandidos de estimação!!!