Saúde

Governo do Estado contrata mais 60 leitos para casos de Covid-19

Foto: Elisa Elise/ASSECOM-RN

O Governo do RN contratou junto à Liga Norte-rio-grandense contra o Câncer 60 leitos para assistência aos casos de Covid-19. A informação foi confirmada nesta quarta-feira (15), pelo secretário de Saúde do Estado, Cipriano Maia, em entrevista coletiva aos veículos de comunicação para atualização das ações do Governo no combate ao novo Coronavírus.

Os 60 leitos estão em duas unidades da Liga, em Natal. Vinte deles serão destinados a pacientes oncológicos críticos e 40 para assistência ventilatória não invasiva.

O quadro de ocorrências até a manhã deste dia 15 é de 2.247 casos suspeitos, 399 confirmados e 19 óbitos. Seis das mortes estão em investigação. Na rede hospitalar do RN estão internados 106 pacientes, sendo 54 pessoas na rede pública e 52 na rede privada. Deste total de 106 pacientes, 38 estão em UTI, 20 em internação semi-intensiva e 48 em leitos clínicos.

Outro dado apresentado apontou que através do Laboratório Central (Lacen) o Governo do RN realizou 2.994 testes rápidos para identificação de contaminação. Um total de 2.665 testes foram descartados.

O Governo do Estado também avança na execução do plano assistencial para atendimentos aos casos de Coronavírus. “Continuamos trabalhando para avançar na implementação de leitos na rede própria nas quatro regiões do Estado. Estamos consolidando acordo e contrato com hospital privado em Mossoró e lançaremos amanhã uma chamada à rede privada para contratação de leitos disponíveis para suprir a necessidade, caso a rede pública não seja suficiente. Também nesta quinta-feira (16), o Governo abre as inscrições para profissionais de saúde utilizarem o Hotel Barreira Roxa no período de descanso como forma de proteger suas famílias. São ofertadas 150 vagas”, informou Cipriano.

Entre outras medidas adotadas, estão a ocupação de espaço já disponibilizado pela Prefeitura de São Gonçalo do Amarante para implantação de 100 leitos que poderão atender aquele município, cidades do Mato Grande e a Zona Norte de Natal e entendimentos com a Prefeitura de Parnamirim para oferta de leitos de retaguarda.

Para próxima semana, está prevista a chegada de 30 novos ventiladores adquiridos pelo Consórcio Nordeste. Até o final desta semana, os municípios do RN irão receber os testes rápidos para identificação do novo coronavírus. Militares do Exército estão hoje fazendo doação de sangue no Seridó e ações de desinfecção de ambientes.

“O curso da pandemia está em caráter de crescimento até o início de maio. Precisamos evitar o colapso do sistema de saúde, evitar mortes e defender a vida. Por isso, cada dia se torna mais importante ficar em casa, proteger os mais vulneráveis, respeitar os decretos do Governo por que visam interromper o contágio. Não podemos relaxar, é preciso conter novos casos e só iremos conseguir com a colaboração de todos, respeitando o isolamento, mantendo a vigilância e estabelecendo redes de solidariedade com todos em todo o Estado”, considerou Cipriano Maia.

O diretor do Hospital Giselda Trigueiro, em Natal, o médico infectologista André Prudente, informou que nenhum profissional naquela unidade foi positivado para Coronavírus e falou sobre a utilização dos insumos e equipamentos. “Não temos desabastecimento de equipamentos individuais de proteção (EPIs). Estamos usando o estoque fornecido pelo Estado e tivemos doações da população. Mas é preciso novas remessas porque não sabemos até quando vai durar a pandemia e há dificuldade de abastecimento devido a grande demanda”.

Sobre o teste rápido positivado do secretário de Tributação do Estado, Carlos Eduardo Xavier, o infectologista explicou que em 12 de março Carlos Eduardo viajou a Brasília e dos dias depois sentiu febre, diarreia e se recuperou. “O novo Coronavírus só é contagioso nos sete primeiros dias. Ele fez o teste agora e deu reagente para Covid-19. Fez o teste rápido que mede anticorpos contra o vírus. O exame PCR é o que identifica partículas virais ativas ou não. O secretário está em isolamento aguardando o segundo exame. Se não houver vírus ativo o paciente é liberado para atividades normais”, explicou.

Antes de finalizar sua participação, André Prudente confirmou o uso de Cloroquina no Giselda Trigueiro para os casos graves como está previsto no protocolo do Ministério da Saúde e disse que hoje o hospital está fazendo uso de 4 ventiladores em pacientes internados e dispõe de mais 18.

Opinião dos leitores

  1. Quando será que esse desgoverno vai disponibilizar testes para a população?
    Quando os governos do PT construíam ESTÁDIOS DE FUTEBOL invés de HOSPITAIS, esses petistas aplaudiam, agora precisamos de muitos leitos de HOSPITAIS e não se tem.

  2. Deve tomar a mesma iniciativa com outros hospitais e sendo o caso, até ver a viabilidade de utilizar o PAPI para disponibilizar os leitos. Muito melhor que construir hospital de campanha que depois será desmontado e não fica o legado para o povo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Coronavírus no RN: profissionais de saúde representam 33% dos casos confirmados

Cento e vinte e seis(126) dos 376 pacientes confirmados do novo coronavírus no estado são profissionais de saúde. Os dados, da Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte, representam 33,5% dos casos, ou cerca de um terço das pessoas que tiveram a doença notificada no estado.

Os profissionais de saúde estão no grupo prioridade para realização de testes, porque eles podem representar risco de transmissão para outros pacientes. Além disso, a doença pode impactar na redução da força de trabalho em um momento de crise.

Com acréscimo de informações do G1

Opinião dos leitores

  1. E a Governadora não consegue sequer disponibilizar testes para os profissionais de saúde, expondo ainda mais os trabalhadores. Show de incapacidade.

  2. Triste mais é uma realidade, os profissionais de saúde que lidam na linha de frente do combate ao COVID 19 não estão tendo o devido cuidado por parte da gestão do RN em priorizar os testes, tenho um amigo que trabalha em uma unidade de saúde, desenvolveu os sintomas e por duas vezes buscou fazer o teste e foi orientado apenas a ficar em casa de quarentena.
    Lembrando que com os baixos salários pagos pelo governo, poucos profissionais tem condições de pagar plano de saúde privado, é uma vergonha, trabalhamos para o SUS e qdo precisamos não temos o atendimento.
    É vergonhosa a situação de muitos profissionais que ainda mais amarguram 02 meses de salários atrasados – dez/2018 e 13º salário/2018 e agora é que não iremos receber mesmo, tvez atrase mais.

  3. Contaminação por falta de EPI’s adequados, treinamentos, instalações inadequadamente, nossa saúde estar no fundo poço a anos, em tempos normais não conseguem atender o mínimo, imagina agora.

  4. Triste e impactante.
    Não tivemos notícias das medidas adotadas visando disponibilizar todo material necessário a prevenção do vírus a rede pública e privada aos profissionais da saúde.
    Tudo que se sabe é a luta insana para levantar um hospital de campanha no arena das dunas.
    Enquanto isso a prefeitura trabalha para disponibilizar o antigo hotel parque da costeira com mesmo objetivo. Será que só o hotel não é mais que necessário?? Natal precisa mais que isso? O estado precisa mesmo de tantos leitos, já que na rede pública e privada estão vazios??

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra 399 casos confirmados do novo coronavírus, 22 nas últimas 24 horas, com 2247 suspeitos, 2155 descartados e 19 mortes

O Rio Grande do Norte possui 399 confirmados, 2.247 suspeitos, 2.155 descartados e 19 óbitos. As informações foram divulgadas pela Secretaria Estadual de Saúde Pública – Sesap  no fim da manhã desta quarta-feira (15). São 22 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas.

No boletim epidemiológico anterior, o RN registrava 377 casos confirmados, além de 2.430 suspeitos e 1.948 descartados. Óbitos somavam 18.

Opinião dos leitores

  1. Não consigo entender essa conta. Entre suspeitos e descartados são 99. Como chegar a 399 confirmados?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Coronavírus: Brasil tem 204 óbitos nas últimas 24h; mortes chegam a 1.532 e casos confirmados são 25.262

O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (14) o mais recente balanço sobre a Covid-19. Segundo os dados anunciados, o total de mortes chegou a 1532. No comparativo com o último boletim, dessa segunda-feira(13), quando foram informados 1328 óbitos, a soma de casos fatais nas últimas 24 horas chega a 204 mortos.

Mais dados

1.532 mortes, eram 1.328 na segunda, aumento de 15%

25.262 casos confirmados, eram 23.430 na segunda, aumento de 8%

São Paulo tem 695 mortes e 9.371 casos confirmados.

Quanto aos casos confirmados, o balanço do Ministério da Saúde, divulgado na segunda-feira (13), apontava 23.430. Com a soma das últimas 24 horas, com atualização de  25.262 pacientes positivos para o Covid-19, os novos números somaram 1832 casos.

Opinião dos leitores

  1. Como tudo aqui no Brasil, estão SUPERFATURANDO a conta do Covid-19. Se der uma dor de dente é Covid-19!!!

  2. Caso o isolamento não seja levado tão a sério teremos uma media de 5.200 mortes ate o final de mês de abril, se continuar dessa forma o povo saindo do isolamento por nada a coisa só vai piorar.

  3. Das 1.532 pessoas que morreram podiam ser somente político ladrão e os corruptos pois na situação na qual o país enfrenta essa corja ja foi sacar seu salário sem o menos ter trabalhado. O presidente devia emitir um decreto já que os vereadores, deputados e senadores não estão realizando suas funções o corte de salário até que a situação do país seja normalizada, mas que não acha acumulo de salário e sim corte mesmo que nem os times do Brasil estão fazendo com seus jogadores.

  4. Então o Brasil entrou no pico de atuação do vírus?
    Enquanto isso na Africa o governo anuncia que a 06 (SEIS) DIAS NÃO MORRE NINGUÉM!
    Qual a resposta? Será que a vacina de malária ou sarampo que é feita a toda população tem relação? Angola sem mortes por covid 19.
    Como um país sem estrutura básica em saneamento, povo sofrido em sua grande maioria, sem o isolamento devido, estão sem mortes pelo covid 19?

    1. Benévolo , pelas caridede me diga aí onde tem essa vacina para malária . Deve ser coisa bem nova .

  5. Isso sem falar os que morrem sem o resultado ou os que morrem de outra coisa e botam como covid-19. Nunca vamos saber a verdade, mas acredito que o número seja superior ao mencionado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Veja bairros em Parnamirim e Mossoró que registram casos de Covid-19

Os casos de Covid-19 nos municípios de Parnamirim, na Grande Natal, e Mossoró, na região Oeste, estão registrados, neste momento, em 26 localidades. As informações são do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL).

Até a sua última atualização na manhã desta terça-feira(14), em Parnamirim, os bairros de Nova Parnamirim(35,48%), Emaús(9,68%) e Rosa dos Ventos(também 9,68%), registraram mais casos. Já na “capital do Oeste”, lideraram Abolição e Nova Betânia( ambos 18,75%) e Aeroporto(12,50%). Veja lista com demais localidades:

Parnamirim – 13 bairros

Nova Parnamirim 35,48 %
Rosa dos Ventos 9,68 %
Emaús 9,68 %
Boa Esperança 6,45 %
Parque das Nações 6,45 %
Cotovelo 6,45 %
Nova Esperança 6,45 %
Parque do Jiqui 3,23 %
Centro 3,23 %
Passagem de Areia 3,23 %
Bela Parnamirim 3,23 %
Monte Castelo 3,23 %
Santos Reis 3,23 %

Mossoró – 13 bairros

Abolição 18,75 %
Nova Betânia 18,75 %
Aeroporto 12,50 %
Santa Delmira 9,38 %
Paredões 6,25 %
Alto de São Manoel 6,25 %
Santo Antônio 6,25 %
Belo Horizonte 6,25 %
Boa Vista 3,12 %
Alto da Conceição 3,12 %
Ilha de Santa Luzia 3,12 %
Bom Jardim 3,12 %
Dix-Sept Rosado 3,12 %

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

TIROL NO EPICENTRO: Casos de coronavírus são registrados em 22 bairros de Natal; saiba quais

Foto: Reprodução

O epicentro do coronavírus da capital está localizado no bairro do Tirol, na Zona Leste. Ao todo, vinte e dois são os bairros com casos de Covid-19, de acordo com as informações do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL).

O bairro da Zona Leste concentra 12,36% dos casos registrado até a sua última atualização na manhã desta terça-feira(14). Na sequência aparecem Capim Macio, com 10,11% e Ponta Negra(8,99%), na Zona Sul, Petrópolis(8,99%), na Zona Leste, e Candelária, na Zona Sul, com (8,99%).

Bairros em Natal:

Tirol 12,36 %

Capim Macio 10,11 %

Ponta Negra 8,99 %

Petrópolis 8,99 %

Candelária 8,99 %

Barro Vermelho 7,87 %

Lagoa Nova 6,74 %

Potengi 5,62 %

Nossa Senhora da Apresentação 5,62 %

Alecrim 4,49 %

Pajuçara 3,37 %

Planalto 2,25 %

Neópolis 2,25 %

Cidade da Esperança 2,25 %

Areia Preta 2,25 %

Quintas 1,12 %

Nova Descoberta 1,12 %

Lagoa Azul 1,12 %

Igapó 1,12 %

Cidade Nova 1,12 %

Cidade Alta 1,12 %

Bom Pastor 1,12 %

Opinião dos leitores

  1. Acho que a justificativa pra que esteja ocorrendo isso, se deve ao fato das pessoas terem condições ou privilégios por esses bairros, pra ter os resultados dos exames, já outras partes da cidade não tem esse privilégio, com isso tem resultado mascarados, principalmente os infectados sem sintomas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Coronavírus em Natal: 99 curados, 39 em quarentena domiciliar, 13 internados e cinco mortes

Foto: Reprodução/Instagram 

Dos 155 casos confirmados do COVID-19 em Natal, até às 16h da segunda-feira (13), 13 estão internados, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde. A SMS-NATAL computa a liberação do isolamento de 99 pacientes e 39 estão em quarentena domiciliar. ⁣No quadro acima, estão registrados quatro mortes na capital potiguar. Conforme última atualização nesta terça-feira(14), o número aumentou para cinco.

“De acordo com o protocolo do Ministério da Saúde um paciente sintomático deve permanecer em quarentena por 14 dias, após esse período o isolamento pode ser interrompido se não apresentar mais nenhum sintoma. Se o paciente permanecer sintomático, deve manter o isolamento até 48 h após os sintomas desaparecerem”, esclarece Juliana Araújo, diretora do Departamento de Vigilância da SMS-NATAL. ⁣

Opinião dos leitores

  1. Outro fato importante é que muitos estão infectados com Covid 19, e ñ entra nas estatísticas e o percentual de letalidade acaba não sendo real… isso não é um gripizinha, é um vírus forte, mas não podemos parar o país, o preço vai ser caro e doloroso, a quebradeira vai ser grande.

    1. Vc tá preocupada com a economia ? onde vamos parar com gente desse tipo meu Deus. uma pergunta já morreu alguém da sua família de fome ou do virus?

  2. Outro fato importante é que muitos estão infectados com Covid 19, e ñ entra nestatísticas e com o percentual de letalidade acaba não sendo real… isso não é um gripizinha, mas não podemos parar o país, o preço vai caro e doloroso.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra casos do novo coronavírus em 32 municípios; confira

Foto: Ilustrativa

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) informou nesta terça-feira(14) os casos confirmados de Covid-19 pelo Rio Grande do Norte. Neste momento, o estado registra pacientes com o novo coronavírus em 32 municípios. Confira:

Natal (159)
Mossoró (79)
Parnamirim (41)
São Gonçalo do Amarante (24)
Assu (11)
Macaíba (7)
Extremoz (6)
Apodi (5)
Ceará-Mirim (5)
Canguaretama (3)
Santo Antônio (3)
Areia Branca (2)
São José de Mipibu (2)
Tenente Ananias (2)
Tibau (2)
Acari (1)
Baía Formosa (1)
Boa Saúde (1)
Caraúbas (1)
Carnaubais (1)
Cerro Corá (1)
Currais Novos (1)
Encanto (1)
Lagoa de Pedras (1)
Luís Gomes (1)
Monte Alegre (1)
Nísia Floresta (1)
Passa e Fica (1)
Pau dos Ferros (1)
Santa Cruz (1)
São Pedro (1)
Taipu (1)

Opinião dos leitores

  1. Se não me engano em outra reportagem havia um caso em campo redondo, nessa lista não tem mais….

  2. BG , religião é assunto polêmico eu sei . Observo como as diversas denominações tem tratado seus fiéis durante essa pandemia . Vejo que aproveitadores estão mais preocupados com a arrecadação de suas igrejas que as vezes são verdadeiros negócios . No entanto ainda grande maioria não está agindo assim ainda bem , repito . Como católico gostaria de dar o testemunho de como a igreja Católica vem se portando . Com responsabilidade, respeito e principalmente , levando o conforto espiritual sem alarmismo nem muito menos negação do problema . Não critico nem discrimino nenhuma denominação . Repito acho que a grande maioria vem fazendo bem o seu papel , como sou católico posso dizer ainda com mais força : “CATÓLICO COM MUITO ORGULHO “ .

  3. Pelos números estão dizendo que os casos aumentaram, mesmo com o isolamento, então o isolamento não está funcionando?
    Nos países pelo mundo depois de 20 dias de isolamento, tiveram o pico de infectados, aqui vai ser diferente do resto do mundo? Só depois de 45 ou mais dias no isolamento teremos o pico?
    Já falam que o pico será em agosto? Que conta e situação é essa?

  4. Termina a epidemia e o RN não chegará a mil casos. Um absurdo tanto alarme e dinheiro derramado com isso. Está tudo relativamente tranquilo nos hospitais e assim permanecerá. Não há superlotação em nenhum hospital por conta da covid.

    1. Relativamente tranquilo onde, cara pálida? O pessoal da saúde todos apreensivos, pelo fato de poderem pegar. Não tem vacina, pegou é loteria.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN tem 376 casos confirmados de coronavírus, 37 nas últimas 24 horas, além de 2.430 suspeitos e 1.948 descartados; mortes somam 18

A Secretaria Estadual de Saúde Pública – Sesap divulgou no fim da manhã desta terça-feira (14) uma nova atualização dos números do coronavírus no Rio Grande do Norte. São 377 casos confirmados(37 nas últimas 24 horas), além de 2.430 suspeitos e 1.948 descartados. Óbitos somam 18.

No boletim epidemiológico anterior, divulgado nessa segunda-feira(13), o Rio Grande do Norte registrava 339 casos confirmados, 2.698 suspeitos, 1.573 descartados e 17 óbitos.

As 18 mortes no RN foram registradas nas cidades de Mossoró (6), Natal (5), Tenente Ananias (2), Cerro Corá (1), São Gonçalo do Amarante (1), Taipu (1), Lagoa de Pedras (1) e Apodi (1).

Opinião dos leitores

  1. Como o povo pode comprovar esses números? Quem prova?
    O hospital Giselda Trigueiro tem 06 infectados. Nos hospitais particulares temos poucas notícias de infectados, as urgência estão vazias, salvo quem está na UTI.
    Convenhamos é um aumento enorme para os números que vinham mantendo certo um crescimento uniforme e olha que o isolamento aumentou.
    Se esse número for verdadeiro, prova que o isolamento não está funcionando.
    Mas diante dos casos diários de denúncia e revolta dos familiares, mostrando que tem todo tipo de doença sendo contabilizada como coronavírus e outros tipos de mortes saindo com o obituário de covid 19, esses números são muito, muito questionáveis, principalmente essa quantidade de infectados.
    Contrapondo esses números tem o fato das redes sociais onde não são noticiadas informações de pessoas infectadas. Normalmente as pessoas divulgam ter um amigo, familiar ou conhecido infectado, mas isso não acontece, praticamente não existe notícia nesse sentido, embora os números oficiais apresentados sejam sempre crescentes, é muito estranho, cada vez fica mais complexo e conflitante os números

  2. Por causa de 18 mortes, praticamente todo o comercio fechado é brincadeira. Esses imbecis esquecem que em um final de semana morrem em média 25 assassinados no RN.

    1. Se não estivesse fechado teríamos bem mais que 18 mortes… O sistema de saúde sobrecarregado não consegue atender ninguém …

    2. Se chegar a. Colapso na saúde e não tiver lugar para internar a sua mãe e ela morrer aí tu me diz alguma coisa…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Coronavírus: misteriosa queda abrupta de casos na África do Sul intriga especialistas

FOTO: GETTY IMAGES

Nas últimas duas semanas, a África do Sul passou por uma situação excepcional que os médicos ainda não conseguem explicar: uma queda brusca e inesperada na taxa diária de novas infecções pelo novo coronavírus.

Um sinal claro disso está nos hospitais do país, que tinham se preparado para receber um volume alto de pacientes.

Os leitos e enfermarias estão prontos para eles, cirurgias não urgentes foram remarcadas e ambulâncias foram equipadas, enquanto equipes médicas vêm ensaiando protocolos sem parar e autoridades de saúde passam longas horas em reuniões pela internet preparando e ajustando seus planos de emergência.

Mas, até agora, contra a maioria das previsões, os hospitais sul-africanos permanecem tranquilos: o “tsunami” de infecções que muitos especialistas previram não se concretizou. Pelo menos, ainda não.

“É meio estranho, misterioso. Ninguém sabe ao certo o que está acontecendo”, diz Evan Shoul, especialista em doenças infecciosas de Johanesburgo.

Tom Boyles, outro médico de doenças infecciosas, do Hospital Helen Joseph, um dos maiores centros de saúde pública de Johanesburgo, também diz que todos estão “um pouco perplexos”.

“Estamos falado que é a calma antes da tempestade há cerca de três semanas. Estávamos preparando tudo aqui. E essa tempestade simplesmente não chegou. É estranho.”

Os especialistas em saúde alertam, no entanto, que é muito cedo para interpretar a falta de casos como um progresso significativo no combate à epidemia e estão preocupados com o fato de que isso pode até mesmo gerar um perigoso sentimento de complacência.

O presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, sugeriu que as duas semanas de isolamento no país até agora são responsáveis por estes índices ​​e prorrogou a vigência das restrições em todo o país, que deveriam terminar em uma semana, para o final do mês.

No entanto, outras países que também impuseram quarentenas não obtiveram resultados semelhantes.

Rastreamento de contatos agressivo

Na África do Sul, até 13 de abril, foram relatados 2.173 casos e 25 mortes por coronavírus. É o país mais afetado do continente até agora.

Quase cinco semanas se passaram desde o primeiro caso confirmado de covid-19 na África do Sul e, até 28 de março, o gráfico do número de novas infecções diárias seguiu uma curva ascendente acelerada.

Até então, tudo era semelhante ao que acontecia na maioria dos países onde os casos também haviam sido detectados nas mesmas datas.

Mas, naquele sábado, a curva caiu bruscamente: de 243 novos casos em um dia, para apenas 17. Desde então, a média diária ficou em cerca de 50 novos casos.

Será que o isolamento precoce e rígido da África do Sul e o trabalho agressivo de rastreamento de contatos com pessoas infectadas estão realmente funcionando? Ou é apenas uma pequena melhora antes de um desastre?

No final da semana passada, o presidente Ramaphosa disse que era “muito cedo para fazer uma análise definitiva”, mas considerou que, desde que a quarentena foi introduzida, o aumento diário de infecções diminuiu de 42% para “cerca de 4%”.

“Acho que quanto mais pessoas testamos, mais revelamos se isso é uma anomalia ou se é real”, disse Precious Matotso, especialista em saúde pública que monitora a pandemia na África do Sul em nome da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Medos de complacência

Na África do Sul, o argumento de que é cedo para tirar conclusões sólidas sobre a propagação do vírus é uma visão comum.

“É difícil prever qual caminho seguiremos: uma taxa de infecção alta, média ou baixa. Não temos evidências amplas”, diz Stavros Nicolaou, executivo da área de saúde que agora coordena parte da resposta do setor privado à pandemia.

“Pode haver sinais precoces positivos, mas meu medo é de que as pessoas comecem a se sentir tranquilas (e baixem a guarda), com base em dados limitados”, acrescenta ele.

Mas essa “calma antes de uma tempestade devastadora”, conforme descreveu o ministro da Saúde, Zweli Mkhize, na semana passada, está causando inúmeras especulações.

A suposição generalizada é de que o vírus, introduzido na África do Sul e em muitos outros países africanos em grande parte por viajantes mais ricos e visitantes estrangeiros, chegaria inevitavelmente a bairros mais pobres e supepopulosos e se espalharia rapidamente.

Segundo especialistas, essa continua a ser a próxima fase mais provável do surto, e várias infecções já foram confirmadas em vários municípios.

Mas médicos da África do Sul e de alguns países vizinhos notaram que os hospitais públicos ainda não viram qualquer indício de aumento nas internações por infecções respiratórias, o sinal mais provável de que, apesar das evidências limitadas, o vírus está se propagando em ritmo intenso.

Uma teoria diz que os sul-africanos podem ter uma certa proteção contra o vírus. Alguns alegam que isso pode ser devido a uma variedade de fatores médicos, desde a vacina obrigatória contra a tuberculose que todos recebem ao nascer até o impacto dos tratamentos antirretrovirais, ou o possível papel de diferentes enzimas em diferentes grupos populacionais. Mas essas suposições não foram verificadas.

“Essas ideias já existem há algum tempo. Ficaria surpreso se fosse o resultado de uma vacina. Essas teorias provavelmente não são verdadeiras”, diz Boyles.

O professor Salim Karim, principal especialista em HIV da África do Sul, acredita que essas são “hipóteses interessantes”, mas nada além disso. “Acho que ninguém no planeta tem as respostas”, afirma.

Shoul, entretanto, diz que o país ainda está se “preparando como se um tsunami estivesse chegando”. “O sentimento ainda é de grande expectativa e nervosismo”, afirma ele.

Incerteza

A verdade é que essa situação, diferente do acontece na maior parte do mundo, leva especialistas a considerar se não seria uma queda antes do que um médico chamou de possível “aumento astronômico” de novos casos.

Vários críticos manifestaram preocupações de que o sistema de saúde público tenha demorado a implementar um regime agressivo de testes e, atualmente, seja excessivamente dependente de clínicas particulares para detectar novas infecções.

Documentos internos do Departamento de Saúde aos quais a BBC teve acesso apontam para crescentes preocupações sobre má administração dos sistema público, em especial no que diz respeito à baixa testagem.

Mas essas preocupações pela crescente confiança de que a abordagem “baseada em evidências científicas” do governo para a pandemia também pode estar dando resultado.

BBC

 

Opinião dos leitores

  1. A explicação para esta queda brusca é mui simples: a África do Sul não tem Plano Mansueto esperando ser aprovado pelos deputados em pleno ano eleitoral. Para os sul-africanos, debelar a pandemia é um alívio em todos os sentidos.

    1. O que ocorreu na ÁFRICA DO SUL, foi o isolamento precoce e com determinação das autoridas.

  2. Os críticos dirão também que há baixa testagem nas mortes do pais que conta com 25 casos positivos.

  3. "ESPECIALISTA"
    indivíduo que possui habilidades ou conhecimentos especiais ou excepcionais em determinada prática, atividade, ramo do saber, ocupação, profissão etc.
    Há uns 10 ou 15 anos atrás não tínhamos os famosos "especialistas" ; que o leitor entenda a minha colocação, na verdade sabemos que sempre existiu, mas hj em dia eles determinam algo como verdade absoluta, verdade essa que vem sendo quebrada a cada dia que se passa, abrindo caminho para novas "verdades".
    O que me ajuda é não seguir certos especialistas, infelizmente a grande maioria segue e por isso o desespero das pessoas se trabalha ou fica em casa.
    Desejo a todos um bom dia e que Deus nos abençoe no enfrentamento dessa crise.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Brasil registra 1.328 mortes e 23.430 infectados por novo coronavírus; 105 óbitos nas últimas 24 horas

Foto: Reprodução/Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde divulgou nesta segunda-feira (13) o mais recente balanço sobre a Covid-19. Os principais dados são:

1.328 mortes, eram 1.223 no domingo, um aumento de 9%

23.430 casos confirmados, eram 22.169 no domingo, um aumento de 6%

Com Globo

Opinião dos leitores

  1. Uma gripezinha, no muito um resfrialadinho, né assim que dizem por aí? Que triste meu Deus.

    1. Gripezinha só para 99,9984% da população (até o momento).
      Mas o debate é emocional. Quem fala em número sai perdendo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Casos de Covid-19 aumentam no RN e Governo reforça necessidade do isolamento

Foto: Elisa Elsie

Ao apresentar os números atualizados até a manhã desta segunda-feira (13), sobre a pandemia do novo coronavírus, o secretário de Estado da Saúde Pública Cipriano Maia foi taxativo: “Queremos que população continue colaborando, ficando em casa e tomando todas as precauções por que estamos numa curva ascendente. Os números de casos confirmados e mortes estão aumentando”.

Estão confirmados 339 casos de pessoas contaminadas em 27 municípios. São pessoas na faixa etária dos 20 aos 59 anos. O número de óbitos em consequência do novo coronavírus é de 17, ocorridos em 8 municípios. Outros 12 óbitos estão em investigação. Há 110 pessoas internadas, entre casos confirmados e suspeitos – 62 em hospitais públicos e 48 em hospitais privados. A relação de casos confirmados no RN é de 9,1 ocorrências por 100 mil habitantes. A letalidade é de quase 5%.

“Precisamos continuar em alerta. A curva de ocorrências é ascendente. É necessário manter o isolamento, permanecer em casa. Apenas aqueles que trabalham em atividades essenciais devem sair e guardar todas as medidas de proteção recomendadas pelas autoridades sanitárias”, reforçou Cipriano Maia.

Ele informou que o Governo do RN está avançando nas parcerias com os municípios na elaboração de planos de contingência para o novo coronavírus. “Esta semana vamos avançar na implantação do plano de contingência e contamos com o entendimento e com o apoio dos governos municipais para ofertar atendimento adequado no interior”, afirmou o secretário da Saúde, explicando que a maior dificuldade é adquirir respiradores.

O Laboratório Central do Governo do Estado (Lacen) processou todos os exames que recebeu. Foram realizados 1.897 exames até o último domingo (12). “Retomamos a regularidade dos exames. Eles são necessários para que tenhamos o menor número de casos, de ocorrências graves, e possamos sair da pandemia com os menores danos possíveis. E vamos manter as testagens em parceria com Instituto de Medicina Tropical da UFRN”, afirmou Cipriano.

Opinião dos leitores

  1. Faltou o nobre secretário, dizer o número dos curados.
    No ministério da Saúde o MITO mandou divulgar também, não só os dos mortos.
    Aliás, por falar em MITO, votei e vou votor de novo, depois vou votar em dr MORO, isso é coisa certa, tá sacramentado, e morreu Maria preá.
    NÃO MUDO NEM POR CEM, UMA COCADA E UMA FANTA.
    FIRME E FORTE.
    Agora, pros arrependidos, mentirosos, se não quiser cair, se deite.

  2. Interessante a fala do secretário, sobretudo por exigir que servidores em situação de risco, cujo trabalho pode ser feito remotamente, tenham que comparecer à SESAP. É hipocrisia que chama?

  3. BG , parabéns pela forma democrática como conduz seu blog . Espaço para opiniões divergentes e principalmente o fato de não direcionar as postagens , coisa que observamos em outros blogs . Agora vamos lá : até agora não estou entendendo essa revolta com a fala do ministro Madetta . Eles explanou a conduta do seu ministério e criticou quem não respeita a quarentena . O presidente , votei nele e me arrependo , tem como ele mesmo disse a caneta cheia de tinta . Resolvido ; demita o homem rapaz , coloque quem achar melhor no lugar dele . Agora para isso é preciso coragem e coragem não é ficar falando besteira na porta do palácio . Coragem é atitude com responsabilidade e assumindo as consequência . Não entendo a polêmica . Mandetta é político , está ministro , tem uma filosofia de trabalho e pode ser demitido , aliais se o mito , votei nele e me arrependo , o tivesse demitido não viveríamos mais áreas polêmica besta . Quanto ao fato dele querer ser candidato . Qual o problema ? Ele te todo direito . Demite logo e pronto rapaz .

  4. Cipriano capa preta, só não justifique os 11.000 óbitos, se controle, Fafá Bokus não gostou da brincadeira, se foi verdade essa projeção muito pior!!!

  5. Por favor senhor secretário de saúde do RN., simplesmente não seja um pregador de pânico, terror e medo na população, já basta a incompetência dos senhores. Governo e Secretariado!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Brasil registra 1.241 mortes e 22.318 infectados por Covid-19

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 8h30 desta segunda-feira (13), 22.318 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, com 1.241 mortes pela Covid-19.

No fim da noite de domingo (12), o Ceará registrou 11 novas mortes e o número total subiu para 85.

O balanço mais recente do Ministério da Saúde, divulgado nesse domingo (12), apontava 22.169 casos confirmados e 1.223 mortes.

Com G1

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID-19: Brasil registra 941 mortes e 17.857 infectados; 141 óbitos nas últimas 24 horas

Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo

O número de pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus no Brasil subiu para 17.857 e o total de mortes chega a 941. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde na tarde desta quinta-feira. No último balanço do governo, na quarta-feira, o total de infectados chegava a 15.927, com 800 mortes confirmadas.

A taxa de letalidade, relação entre o número de casos e o número de mortes, cresceu mais uma vez no balanço de hoje, passando para 5,3%. Ontem, esse índice era 5%.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Assustador . Não devemos entrar em pânico , mas teremos dias difíceis nas próximas duas semanas . O ideal seria um confinamento que chegasse a 6o % da população . Para alcançar esse número vai se exigir muito esforço e cooperação , o que hoje já foi quebrado pelo próprio presidente , votei nele e me arrependo , que parou hoje em uma padaria para mais uma vez dar mal exemplo . Vejamos . Se a a maior autoridade do país não se enquadra no processo fica difícil . 65% dos leitos separados para o corona em SP já estão ocupados , se não houver um achatamento da curva vai ter colapso no sistema rapidamente . O pior é que todo mundo vê isso e se faz desentendido . Não existe mágica , tem que ficar em casa , só sair quando extremamente necessário . O Bananão, votei nele e me arrependo , fica segurando na CLORIQUINA como se fosse representante de medicamentos , aliais profissão das mais nobres e que é executada por profissionais preparados . Vamos em frente .

  2. O Jornaleco do grupo Marinho, não informa o números de CURADOS foca só na notícia ruim né ????
    Kkkkkkk
    É pra não dizer, que o cloro xarope do Bolsonaro tá curando.
    Kkkkkkkkk!
    Vão dar todinhos com os burros n'agua, inclusive o anão de São Paulo e quem o acompanhou.
    Pegue!!!
    Brasil acima de tudo, tô com meu presidente e não abro por pouca coisa não, de jeito nenhum.

    1. Cara, na boa.. tem vergonha dessa defecada pelos dedos não?
      Muda esse disco, meu irmão! Tá feio.

    2. Tá nada Baldo.
      Tô com meu presidente e não abro.
      Vc pode ficar com o seu tá!!
      Eu não tenho palavras pra agradecer, ao meu presidente.
      Pelo o que está fazendo pelo meu país.
      Vou citar só três exemplo.
      * Acabou com obras paradas.
      * Acabou com os ladrões do PT, ninguém rouba mais.
      * Acabou com as boquinhas.
      Tchau aloprados.
      Tchau mensaleiros.
      Tchau quadrilheiros.
      Tchau ladrões.
      Até nunca mais.

  3. Essa governadora e sua incompetente equipe,não sabem nem o que estão fazendo,estão totalmente perdidos,pensam que governar um Estado é o mesmo que ser presidenta de sindicato de professor?????

    1. Nesse caso Rui, "melhor pecar por excesso, do que por omissão".
      Prevenir é melhor que remediar!

    2. Já que a ordem é prevenir, Robert, cadê os leitos de retaguarda?
      Estado que só proíbe é estado que não age!!!
      E assim vamos, “pecando por excesso”, por uns 6 meses, sem nada fazer!

  4. Uma pessoa morreu de Coronavírus no Brasil a cada 10 minutos nas últimas 24 horas. O povo tem direito de escolher o seu futuro próximo. Cada decisão tem uma consequência. Mas todos os avisos foram dados. Depois não adianta colocar a culpa em x ou em y.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN não registra óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas; casos confirmados continuam em 261, suspeitos são 2822 e descartados 1005

Foto: Reprodução

O Rio Grande do Norte possui 261 confirmados, 2.822 suspeitos, 1.005 descartados e 11 óbitos. O boletim epidemiológico foi divulgado no fim da manhã desta quinta-feira(09).

No boletim epidemiológico anterior, dessa quarta-feira(08) o RN também registrava 261 casos confirmados, e tinha 2.619 suspeitos, 991 descartados e 11 óbitos.

Opinião dos leitores

  1. E agora secretário peça pra sair que vai passar vergonha você e a governadora querendo causar o caos no estado RENUNCIAR GOVERNADORA

  2. Amém!!!
    Agora o que vai dizer Fátima Bezerra pra bater a suas projeções??
    O numero de defunto ACUMULOU!!
    KKKKKKKKK
    KKKKKKKKK
    Era pra morrer mais de trezentos, Até meados de maio, sendo assim, agora vai ter que morrer 400 por dia, aqui no RN.
    Kkkkkkkkk
    PT,
    Tem jeito não.
    Mas fiquem a vontade, quem quiser seguir essa galera, que siga.
    Eu tô fora!!!
    Xô PT.

  3. Caraca governadora não vai bater a meta. Isso não pode. E agora que vai ser A bola da vez?

  4. A Esquerdalha está em polvorosa por falta de mortos. Querem por que querem ver as vítimas fatais do Globovírus..ops, digo coronavirus.

  5. Paulo, se trata tambem de subnotificações. Tambem acho muito, falaram que ate dia 15 de maio 2 milhos e 500 mil pessoas foram infectadas, então não estpa servindo de nada essas medidas?

    Outra coisa, s enão aumentou a quantidade de infectados, e so diminuiu 14 o numero de descartados de ontem para hoje, isso significa que so temos diariamente 14 exames para uma media de 200 novos suspeitos/dia?

    1. Tá repreendido em nome de Jesus Cristo AMEM.
      Essas bocas de mau agouro cairão por terra.
      Seria JMB um visionário?
      Lutando sozinho contra tudo e todos inclusive alguns médicos só ele afirmava que a Hidroxicloroquina seria a cura.

    2. Vc não entendeu né, isso é a prova que está dando certo o isolamento. Por isso não morreu ninguém graças a Deus.

    3. Se morrerem mil, eles atribuem ao descumprimento parcial do isolamentos, se não morrerem os 10 mil, atribuem ao cumprimento parcial do isolamento. Percebem o truque?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

País chega a 823 mortos e mais de 16 mil casos por Covid-19

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 7h desta quinta-feira (9), 16.238 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, com 824 mortes pela Covid-19.

O Rio Grande do Sul confirmou a 12 ª morte, dessa vez em Passo Fundo: uma mulher de 61 anos, que tinha diabetes e hipertensão.

No fim da noite de quarta-feira (8), o Maranhão divulgou que subiu para 273 o número de casos e para 12 o número de mortes.

O último balanço do Ministério da Saúde, divulgado na tarde de quarta, aponta 15.927 casos confirmados e 800 mortes.

Com G1

Opinião dos leitores

  1. Diretor da Prevent Senior:

    Acredita que com o uso da hidroxicloroquina precoce é possível abrir mão de isolamento social?

    De jeito nenhum. A quarentena é fundamental para a estruturação de toda a sociedade e proteção dos pacientes frágeis. (…) Enquanto não houver resposta científica, há necessidade de proteção da população. Havendo evidência científica, aí todos os governos vão poder tomar as medidas mais adequadas para dar respostas a suas economias.

    O mito faz questão de ser um idiota. I rest my case

    1. Como tem hipócritas nessa terra.
      O nosso Presidente JMB é um lider nato e visionário.
      Sozinho lutou contra tudo e todos inclusive alguns médicos onde afirmava ser a Hidroxicloroquina uma arma para derrotar o vírus chinês.
      Depois de sofrer criticas de todos os lados chegaram a conclusão que o medicamento é a solução.
      Fica a pergunta aos governantes que deixaram várias pessoas morrerem…
      E agora? Serão respobsabilizados por homicidios???
      O mundo irá reconhecer a bravura e a verdade de JMB e poderá receber o prêmio nobel da medicina e da paz.
      JMB hoje foi elevado ao homem mais importante do planeta e vários paizes irão querer ele para Presidente.
      Obrigado meu Deus por JMB ser nosso Presidente .

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *